A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ADRIANA DO AMARAL SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADRIANA DO AMARAL SILVA
DATA: 03/10/2022
HORA: 09:30
LOCAL: Google Meet meet.google.com/rhz-nduy-dkd
TÍTULO: TRANSPARÊNCIA NA GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL: UMA ANÁLISE DA APLICABILIDADE DA MÉTRICA/MATRIZ UTILIZADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO DE SERGIPE
PALAVRAS-CHAVES: PALAVRAS-CHAVE: Transparência; Terceiro Setor; Gestão de Organizações Sociais Civis.
PÁGINAS: 79
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Administração de Setores Específicos
RESUMO:

Esta pesquisa visa compreender a gestão das OSCs sergipanas quanto à aplicabilidade, aos fatores e à estrutura exigidos pela Métrica/Matriz de Fiscalização da Transparência Pública para obtenção da qualificação de organização transparente. Para trazer à luz do entendimento essa relação do Estado ante o impacto social das OSCs nas sociedades de interesse, a gestão social, a transparência e o formato de fiscalização das OSCs, o objeto de estudo desta pesquisa concentra-se na área da Transparência na Gestão de Organizações Sociais Civis, e a questão norteadora do estudo é: como as OSCs aplicam a Métrica/Matriz de Fiscalização da Transparência Pública elaborada pelo Ministério Público na gestão das OSCs em Sergipe? Para tanto, foram traçados como objetivos específicos: (1) descrever o processo de conquista dos índices de transparência ativa, passiva e de boas práticas de transparência na gestão das OSCs do Estado de Sergipe; (2) comparar os dados gerados pelas OSCs e a viabilidade dos dados solicitados na Métrica/Matriz de Fiscalização da Transparência Pública; (3) identificar os fatores dificultadores da participação das OSCs; (4) avaliar a estrutura organizacional demandada disponível nas OSCs para atender aos requisitos da Métrica/Matriz de Fiscalização da Transparência Pública. Quanto às técnicas de coleta de dados serão utilizados a pesquisa documental, a partir de dados secundários do site do MP/SE e das Organizações Sociais Civis, e entrevistas semiestruturadas com gestores de OSCs de Sergipe e representantes do MP/SE. Para a análise dos dados, será utilizada a análise temática, baseada em Braun e Clarke (2006).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1654859 - MANUELA RAMOS DA SILVA
Interno - 2105477 - RÚBIA OLIVEIRA CORRÊA
Externo à Instituição - LUIZA REIS TEIXEIRA

Notícia cadastrada em: 19/09/2022 15:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema2.ema2 v3.5.16 -r18154-6e174eae4e