A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Aceito
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MONIZE BARROS LIMA COSTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MONIZE BARROS LIMA COSTA
DATA: 28/09/2021
HORA: 09:00
LOCAL: google meet
TÍTULO: A argumentação de alunos do Ensino Fundamental na solução de problemas envolvendo expressões aritméticas
PALAVRAS-CHAVES: Argumentação; Expressões Aritméticas; Aprendizagem de Matemática
PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
ESPECIALIDADE: Avaliação da Aprendizagem
RESUMO:

No ensino de matemática, tradicionalmente costuma-se privilegiar a memorização e a repetição em detrimento da compreensão. O aluno tende, assim, a se acostumar com a transmissão verbal do conteúdo, cópia, treino e repetição das atividades, de modo que, a sua curiosidade, desvalorizada, começa a desaparecer. A pesquisa em argumentação no ensino de matemática tem o potencial de contribuir significativamente para superar tal situação. Essa prática discursiva possibilita aos alunos a aquisição de mais autonomia para expor seus pontos de vista e o desenvolvimento do pensamento crítico. Por outro lado, os professores terão melhor acesso às suas ideias, facilitando-se assim o processo de mediação. Por meio dos argumentos acerca da resolução empregada nos problemas matemáticos, os alunos expressam seus raciocínios. A utilização da argumentação em sala de aula configura, deste modo, um ensino de matemática que contribui para a formação pessoal e social dos alunos. Neste contexto, nosso objetivo com o presente estudo é analisar os argumentos elaborados por alunos na resolução de problemas envolvendo Expressões Aritméticas, verificando as suas características estruturais e de conteúdo. Trata-se de uma pesquisa de cunho qualitativo, cuja natureza corresponde a um estudo de caso. A coleta de dados, em um estudo piloto, envolveu a aplicação de questões contextualizadas a alunos do 7º ano de uma escola pública do interior do estado da Bahia, em dois encontros virtuais. Os encontros ocorreram por meio da plataforma Google meet e os alunos tiveram acesso às questões através do link disponibilizado na plataforma, o qual conduzia ao Google forms. Os argumentos dos alunos expressos em suas respostas escritas e nos debates desenvolvidos após a resolução de cada questão encontram-se em análise. Neste processo, buscamos classificar os argumentos a partir dos tipos de prova propostos por Balacheff (1988) e das categorias de Sales (2011). Adotamos também o modelo de Toulmin (2006), procurando identificar os elementos constituintes dos argumentos construídos. Os resultados parciais produzidos indicam a habilidade da maioria dos alunos com as operações matemáticas requeridas nas questões e a compreensão do contexto de cada uma delas, mas dificuldades em expressar tais questões por meio de expressões, apesar de aplicar regras matemáticas adequadamente para resolvê-las quando descontextualizadas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 472.701.795-49 - ADJANE DA COSTA TOURINHO E SILVA
Interno - 1296993 - DIVANIZIA DO NASCIMENTO SOUZA
Externo à Instituição - ANTÔNIO SALES

Notícia cadastrada em: 10/09/2021 13:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r16418-219d26904e