A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: NEEMIAS GOMES SANTANA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NEEMIAS GOMES SANTANA
DATA: 27/02/2024
HORA: 14:00
LOCAL: https://meet.google.com/qjf-kpxe-uwk
TÍTULO: ENSINO DE LIBRAS E POLARIZAÇÃO DOCENTE: Um estudo sobre os posicionamentos dos professores na perspectiva da Análise Crítica do Discurso.
PALAVRAS-CHAVES: Análise Crítica do Discurso. Linguística Sistêmico-Funcional. Estudos Surdos. Discursos Polarizados. Professores Surdos.
PÁGINAS: 242
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
RESUMO:

Essa pesquisa vincula-se ao contexto histórico, social e político da Comunidade Surda, uma vez que a identidade linguística do indivíduo é constituída a partir da identidade social (QUADROS; KARNOPP,2004). Sob essa perspectiva, esta pesquisa se relaciona com à área da Linguística, através dos postulados da Análise Crítica do Discurso (ACD), principalmente, devido a seu compromisso com os grupos vulneráveis e atenderá ao objetivo geral de analisar os posicionamentos polarizados das vozes presentes nos discursos de professores de Libras (Surdos e não-surdos) que atuam como docentes de Libras em instituições de ensino públicas e/ou privadas. O trabalho dará destaque às vozes dos professores Surdos, que defendem a visibilidade e o protagonismo das pessoas Surdas, o direito à educação e ao ensino de Libras como um dos artefatos culturais dessa comunidade. Atendendo ao caráter transdisciplinar da Análise Crítica do Discurso (FAIRCLOUGH, 2012), dialogamos com os Estudos Surdos (PERLIN, 2016, STUMPF, 2005, PETIT 2008, SILVA 2008, GESSER 2012, STROBELL, 2008). O corpus desse estudo é formado a partir de comentários de professores de Libras sobre a temática “Ensino de Libras por pessoas ouvintes”, extraídos da rede social Instagram. Examinamos o corpus com base na abordagem metodológica qualitativo-interpretativa (MAGALHÃES; MARTINS; RESENDE, 2017; NUNES, 2021), seguindo o procedimento metodológico sugerido na ASCD (CUNHA, 2021; PEDROSA, 2016, 2018). Para uma Análise Textualmente Orientada, utilizamos a Gramática Sistêmico-Funcional (FUZER; CABRAL, 2014), que se concentra na perspectiva do contexto social de uso da língua. Dos sistemas estudados por esta Gramática, escolhemos as categorias da Avaliatividade proposta por Martin (2004), Martin e White (2005) e Martin e Rose (2003; 2007), concentrando-se, especificamente, no subsistema de Engajamento, que permite compreender a presença de monoglossia e heteroglossia nesses discursos. Com base nos resultados das análises, almejamos apresentar conclusões favoráveis em relação ao ensino de Libras no Brasil e à compreensão do processo histórico-discursivo da educação intercultural e bilíngue para pessoas Surdas no país. Dessa forma, buscamos destacar a importância de uma abordagem que contribua para a construção de uma práxis que promova diálogos reflexivos entre Surdos e ouvintes, reconhecendo a necessidade desse pensamento para a promoção da inclusão e da comunicação efetiva entre esses grupos nas interações sociais, políticas, identitárias e culturais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2228220 - CLEIDE EMILIA FAYE PEDROSA
Interno - 2422200 - TAYSA MERCIA DOS SANTOS SOUZA DAMACENO
Externo ao Programa - 158252 - ALZENIRA AQUINO DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - GLAUCIO DE CASTRO JÚNIOR

Notícia cadastrada em: 26/02/2024 10:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r19279-bcba364a3c