A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GABRIELA RODRIGUES BOTELHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GABRIELA RODRIGUES BOTELHO
DATA: 08/03/2024
HORA: 09:00
LOCAL: meet.google.com/cxs-kvjc-jdj
TÍTULO: As relações étnico-raciais nos projetos pedagógicos dos Cursos de Letras/Espanhol sob a perspectiva intercultural
PALAVRAS-CHAVES: língua espanhola; formação de professores; interculturalidade; currículo; decolonialidade
PÁGINAS: 196
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Lingüística Aplicada
RESUMO:

Após a homologação das Leis 10.639/2003 e 11.645/2008 que tratam da obrigatoriedade do ensino da história e cultura indígena, africana e afro-brasileira, a educação linguística em espanhol tem se ocupado com a implementação dessas Leis, tanto na educação básica quanto no ensino superior. A presente investigação, inserida no campo teórico da Linguística Aplicada, busca colaborar para esse quadro. Para tanto, segue a abordagem
qualitativa, de perspectiva étnico-racial, objetivo descritivo-interpretativista (Schwandt, 2006) e técnica documental (Gil, 2002), já que o objeto de análise é o Projeto Pedagógico de Curso (PPC) da licenciatura em Letras/Espanhol de nove universidades federais do nordeste brasileiro, documento que oficializa a proposta educacional de cada universidade. O problema de pesquisa a ser investigado é: como os PPCs de Letras/Espanhol incluem a Educação das Relações Étnico-Raciais (ERER) na composição dos cursos? O objetivo geral é analisar em que medida os PPCs contribuem para a formação docente em língua espanhola no que se refere à preparação para o trabalho com a ERER. Já os objetivos específicos se dividem em quatro pontos: a) Identificar as disciplinas que abordam as discussões sobre a ERER; b) Verificar como a ementa dessas disciplinas, as indicações bibliográficas e o fato de serem obrigatórias ou optativas refletem os pressupostos da ERER; c) Compreender como as relações étnico-raciais no contexto da língua espanhola são inseridas nos PPCs; e d) Comparar como os PPCs estabelecem relações entre as discussões sobre a ERER e a proposta geral de formação de professores/as presente nesses documentos. Esse estudo se justifica por sistematizar as informações acerca da composição curricular no que se refere à inclusão da ERER nos PPCs de Letras/Espanhol. Entendo que os PPCs são documentos que além de expor o percurso formativo docente, organizar os conteúdos e disciplinas, também imprimem uma compreensão de educação em cada época, sendo uma completa fonte de conhecimento sobre as licenciaturas e as universidades, inclusive no que se refere à preparação para o trabalho docente com a ERER. Sendo os PPCs um documento curricular, já que guardam características da elaboração, implementação e regulação do sistema educacional, ainda que proveniente e destinado a instituições universitárias, a fundamentação teórica está baseada nas teorias do currículo (Silva, 1999; Sacristán, 2000; Lopes; Macedo, 2011; Arroyo, 2013; Moreira; Silva, 2013). Igualmente, a perspectiva intercultural fundamenta o estudo, por ser uma proposta de interação entre diferentes concepções socioculturais e de reflexão sobre desigualdades (Aguado, 2003; Walsh, 2009; Candau; Russo, 2010; Matos, 2014; Paraquett, 2019; Silva Junior; Matos, 2019; Goenechea; Gallego Noche, 2021). Autores que colaboram para refletir sobre as relações étnico-raciais na educação também são bases da investigação (Dávila, 2006; Ferreira, 2014; Kayapó, 2014; Silva, 2016; Fanelli, 2018; Gomes, 2019). Os resultados preliminares indicam que os PPCs associam a ERER às disciplinas de língua e literatura em situações pontuais; às disciplinas de formação docente de modo incipiente; e com maior contundência nas disciplinas de cultura e temas transversais, sendo identificada dez disciplinas (entre obrigatórias e optativas) destinadas a temática em todo o corpus.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1654781 - DORIS CRISTINA VICENTE DA SILVA MATOS
Interno - 2329868 - ANA KARINA DE OLIVEIRA NASCIMENTO
Externo à Instituição - FLÁVIA COLEN MENICONI
Externo à Instituição - CRISTINA GOENECHEA PERMISÁN

Notícia cadastrada em: 19/02/2024 11:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r19295-ad7fbbb3d7