A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Noticias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIANA SANTOS LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIANA SANTOS LIMA
DATA: 20/10/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Mini-Auditório do PROZOOTEC/DZO/UFS
TÍTULO: Aplicação da sub dose de somatotropina em fêmeas bovinas primíparas mestiças no pre-parto
PALAVRAS-CHAVES: mobilização; período de transição; produção; novilhas; ultrassonografia
PÁGINAS: 28
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
RESUMO:

A somatotropina recombinante bovina (rbST), ou simplesmente somatotropina (bST), é amplamente empregada na pecuária leiteira com o objetivo geral de incrementar a produção de leite e auxiliar na eficiência reprodutiva dos animais. Sua administração durante o período de transição foi considerada uma estratégia de gestão para melhorar o desempenho e a saúde das vacas devido ao seu efeito sobre o metabolismo, glândula mamária e tecidos. Por outro lado, alguns estudos utilizando sub doses, observaram que não houve diferença com ou sem suplementação. Desta forma, objetivou-se com esse estudo avaliar as respostas produtivas e reprodutivas da aplicação da rbST em novilhas mestiças no período de transição e os efeitos que esta pode trazer relacionando-os às deposição de gordura e mobilização de proteína corporal através das mensurações da espessura de gordura subcutânea na garupa (EGG) e da espessura do longissimus dorsi (ELD), peso corporal (PC) e produção leiteira (PL). Vinte e seis novilhas mestiças Holandês x Zebu, divididas em dois grupos de acordo com administração de somadotropina: grupo-teste (subdose de 250 mg de bST) e grupo controle (dose de placebo). Todas as variáveis foram submetidas a um teste de normalidade seguidas da análise de variância (ANOVA) e teste de Tukey em nível de significância de 5%. Os dados de EGG, no pré e pós-parto, foram transformados em normais usando a metodologia de Box-Cox e avaliadas mediante o teste não-paramétrico. A análise de variância mostrou que não houve diferenças significativas entre os dois tratamentos para as variáveis PC, EGG e ELD. Apenas a variável PL apresentou diferença significativa (p-valor 0,05) entre tratamentos


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1645905 - ANSELMO DOMINGOS FERREIRA SANTOS
Interno - 2176639 - VERONALDO SOUZA DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - LUDMILA COUTO GOMES

Notícia cadastrada em: 16/10/2017 10:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - dragao2.dragao2 v3.5.16 -r17743-f9ff511828