News

Banca de DEFESA: MARIA HORTÊNCIA CARDOSO LIMA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA HORTÊNCIA CARDOSO LIMA
DATA: 24/04/2019
HORA: 18:00
LOCAL: Sala de orientação 21
TÍTULO: MEDIAÇÃO DE CONFLITOS: UM INSTRUMENTO DE PAZ NAS ESCOLAS
PALAVRAS-CHAVES: Conflitos, Escola, Mediação, Paz.
PÁGINAS: 149
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Direito
RESUMO:

A dissertação analisará a Mediação como um mecanismo próprio para o gerenciamento dos conflitos escolares. E, nesse processo, em uma abordagem afinada com os direitos humanitários, especialmente da dignidade da pessoa humana, traçou-se como objetivo geral a aplicação da mediação como aprendizado de subsídios comunicacionais, vivência prática de compreensão mútua e desenvolvimento de habilidades intelectuais para o alcance de soluções justas como resultado da atividade prática de mediação. Os conflitos, nessa ótica, são vistos como instrumentos de crescimento humano e desafios perenes de convivência. De forma específica, os objetivos perseguidos verificarão a possibilidade de superar conflitos com resultados positivos; a adequação do mecanismo da mediação e suas técnicas, com suas peculiaridades interdisciplinares, para prevenção e tratamento de uma variedade de contendas nesse ambiente; a compreensão acerca de serem os valores próprios da mediação suporte pedagógico para promoção da cultura da paz e efetivação dos direitos fundamentais no ambiente escolar. Assim, vinculada à linha de pesquisa que trata da Eficácia dos Direitos Fundamentais e seus Reflexos nas Relações Sociais e Empresariais da Universidade Federal de Sergipe, a investigação abordará direitos fundamentais a serem efetivados com a prática da mediação, como: o respeito à dignidade humana, o desenvolvimento da educação para a cidadania e o acesso à justiça em novos parâmetros. Persegue-se a pacificação sustentada por diálogos e alcance de consensos entre os integrantes da escola. Ressaltar-se-á que o contato com os valores próprios do processo de mediação oportuniza o aprendizado prático da tomada de decisão pelos próprios indivíduos, possibilitando uma consciência e uma consequente responsabilidade pela concretização do decidido, transformando positivamente a rotina das escolas. As famílias e a comunidade vivenciam os conflitos que começam na primeira infância, podendo ser educadas para comunicações não violentas e disciplinadas para diálogos produtivos em busca da cultura da paz. Do ponto de vista metodológico, a investigação privilegia a pesquisa bibliográfica, instrumentalizada por análise de textos, documentos e acervos bibliográficos. Por fim, o método se pautará pelo raciocínio dedutivo, primando-se pela exposição dos conceitos e análises gerais para a posterior construção dos raciocínios mais específicos no tocante à exposição e compreensão da temática.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 731.071.581-00 - BERNARD JEAN JACQUES CHARLOT
Interno - 2125535 - KARYNA BATISTA SPOSATO
Presidente - 1690511 - LUCIANA ABOIM MACHADO GONCALVES DA SILVA
Notícia cadastrada em: 02/04/2019 17:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2019 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r8620-6bce28f66