A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
News

Banca de QUALIFICAÇÃO: VIVIANE MOTA DE GOIS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VIVIANE MOTA DE GOIS
DATA: 07/12/2021
HORA: 09:00
LOCAL: A definir
TÍTULO: O ENSINO NOTURNO EM SERGIPE: a oferta da educação como política de democratização para os estudantes trabalhadores do Colégio Djenal (1998-2021)
PALAVRAS-CHAVES: Colégio Estadual Djenal Tavares de Queiroz. Ensino Noturno. Política Pública de Democratização.
PÁGINAS: 127
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

A presente dissertação intitulada de “O Ensino Noturno em Sergipe: a oferta da educação como política de democratização para os estudantes trabalhadores do Colégio Djenal (1998-2021)” é desenvolvida no âmbito do mestrado acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGED) da Universidade Federal de Sergipe e investiga a oferta do ensino noturno regular como política de democratização para os alunos/trabalhadores do Colégio Estadual Djenal Tavares de Queiroz, enfocando assim na constituição histórica dessa instituição escolar na perspectiva histórica da educação, cuja centralidade é a oferta do ensino noturno a partir da legislação nacional, estadual e local. A intenção é analisar historicamente a oferta do ensino médio noturno regular como política pública de democratização para o município de Moita Bonita/SE. Vincula-se aos pressupostos teóricos da História da Educação e trabalha com o método materialista histórico dialético afim de compreender os mecanismos que impedem o acesso e permanência dos jovens filhos da classe trabalhadora ao avanço em sua escolaridade. Através da utilização metodológica de uma pesquisa quanti-qualitativa e como instrumentos, entrevistas, coleta de informações e análise de fontes primárias e secundárias com destaque para as leis, decretos, pronunciamentos e mensagens do governo. Teoricamente ampara-se em autores como Alvarenga (1994), André (2002), Arroyo (2003), Berger (1995), Boto (2017), Braga (2008), Duarte (2002), Gramsci (1996), Marx (1998), Magalhães (1996/ 2004), Moacyr (1936/ 1939), Nunes (1984/ 2008), Pucci (1995) e Saviani (1991).


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2542464 - FÁBIO ALVES DOS SANTOS
Interno - 1181181 - JOAQUIM TAVARES DA CONCEICAO
Presidente - 1516500 - SILVANA APARECIDA BRETAS

Notícia cadastrada em: 29/11/2021 09:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r19279-bcba364a3c