A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
News

Banca de QUALIFICAÇÃO: ALESSANDRA PEREIRA GOMES MACHADO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALESSANDRA PEREIRA GOMES MACHADO
DATA: 06/06/2017
HORA: 09:00
LOCAL: a definir
TÍTULO: Fluência em leitura oral e proficiência em leitura na Prova Brasil de língua portuguesa
PALAVRAS-CHAVES: Leitura. Fluência em Leitura oral. Língua Portuguesa. Prova Brasil.
PÁGINAS: 72
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Planejamento e Avaliação Educacional
ESPECIALIDADE: Planejamento Educacional
RESUMO:

A Prova Brasil de Língua Portuguesa avalia a proficiência em leitura de estudantes no final da primeira e segunda etapa (5º e 9º anos) do ensino fundamental. Enquanto avaliação de diagnóstico, a Prova Brasil apresenta problemas, pois, diferentemente da Provinha Brasil, os resultados são disponibilizados por escola e não por estudante e somente no ano letivo seguinte, não contribuindo para o aprimoramento do processo de ensino nas turmas em curso no ano letivo em que foi aplicada. Por outro lado, a aferição da fluência em leitura oral tem sido utilizada como estratégia para diagnóstico de estudantes em outras realidades, a qual tem apresentado resultados positivos de proficiência em leitura, em comparação aos resultados nacionais, nas avaliações em larga escala do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA). Considerando este cenário, o objetivo deste trabalho é verificar a correlação entre as Escalas de Proficiência em leitura da Prova Brasil e as dimensões da avaliação da fluência em leitura oral, a fim de contribuir com uma estratégia de avaliação da proficiência em leitura de estudantes dos anos finais (6º e 9º anos) do ensino fundamental, em que o professor seja copartícipe desse processo de avaliação e que possa contribuir para o aprimoramento do processo de ensino e aprendizagem. O percurso metodológico é de cunho experimental e consta da aplicação de um instrumento de resolução de itens baseado na Matriz de Referência e na Escala de Proficiência da Prova Brasil e da coleta de leitura oral baseada no método Curriculum-Based Measurement (CBM) para avaliação da fluência em leitura oral. A coleta de dados será realizada em duas escolas públicas de Sergipe, Colégio Estadual Ministro Petrônio Portela e Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe, no início do ano letivo de 2017, com estudantes dos anos finais (6º e 9º anos) do ensino fundamental. O Caderno de Itens de Língua Portuguesa é elaborado a partir das questões disponíveis no site das Devolutivas Pedagógicas (http://devolutivas.inep.gov.br). Os procedimentos de protocolo do método CBM para a avaliação da fluência em leitura oral constam de uma sessão de gravação de áudio e de vídeo da leitura oral de dois textos adequados à série/ano de formação dos sujeitos da pesquisa para análise de um minuto de leitura oral.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1505794 - RAQUEL MEISTER KO FREITAG
Interno - 1619349 - TACYANA KARLA GOMES RAMOS
Interno - 1838211 - HEIKE SCHMITZ
Externo ao Programa - 2026538 - ISABEL CRISTINA MICHELAN DE AZEVEDO
Externo à Instituição - AYANE NAZARELA SANTOS DE ALMEIDA

Notícia cadastrada em: 09/05/2017 15:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r19279-bcba364a3c