A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFS

2022
Descrição
  • JESSICA HORTA MENEZES BARROS
  • ANÁLISE DE PROPRIEDADE MECÂNICA DE CONCRETO ASFÁLTICO DE LIGANTE MODIFICADO POR VIA SECA COM RESÍDUO INDUSTRIAL CONTENDO ESCÓRIA DE COBRE PÓS-JATEADA COMO AGREGADO MIÚDO
  • Orientador : GISELIA CARDOSO
  • Data: 30/08/2022
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os inúmeros processos industriais atualmente geram diferentes resíduos e o acúmulo destes motiva pesquisadores a estudar o seu uso no desenvolvimento de novas tecnologias e na minimização de impacto ao meio ambiente. Dessa forma, pesquisadores têm realizado estudos com o uso de resíduos no desenvolvimento de novos materiais e consequentemente tem alcançado resultados satisfatórios. No tocante à engenharia de pavimento rodoviário, o aumento da densidade de tráfego e a adversidade climática têm levado o desenvolvimento de novas tecnologias de construção e o uso de novos materiais. Esses estão presentes nas camadas constituintes do pavimento, na modificação de ligante asfáltico e na composição dos agregados pétreos de concreto asfáltico de revestimento do pavimento flexível. O uso de resíduos sólidos vem sendo estudado como modificadores de ligante e como agregado miúdo em concreto asfáltico com o objetivo de aumentar o seu desempenho quanto à resiliência, a resistência à deformação permanente e ao envelhecimento precoce, contribuindo para maior vida útil do pavimento. Este estudo teve por objetivo avaliar o comportamento mecânico do concreto asfáltico com ligante CAP 50/70 modificado, por via seca, com 10% m/m de masterbatch de borra oleosa e borracha de pneu, na proporção 15/85% m/m, tendo como agregado miúdo a escória de cobre pós-jateada. Para tal, a análise de estabilidade Marshall, resistência à tração por compressão diametral, módulo de resiliência e resistência à abrasão Cântabro foram realizadas. Os resultados das análises de estabilidade Marshall e resistência à tração por compressão diametral do concreto asfáltico com ligante modificado com resíduo industrial, contendo escória de cobre como agregado pétreo miúdo, foram superiores ao limite mínimo recomendado por norma. Contudo, o módulo de resiliência foi 23,73% inferior ao do concreto asfáltico CAP 50/70, o que pode ser melhorado com o aumento da concentração da borracha de pneus no masterbatch. Apesar disso, os resultados das propriedades mecânicas analisadas indicam a viabilidade do uso dos resíduos industriais, em estudo, na composição de concreto asfáltico, para revestimento de pavimento rodoviário, com a vantagem do processo de modificação do ligante asfáltico por via seca. Ao comparar esse processo ao da modificação do ligante por via úmida, percebe-se que o mesmo evita o envelhecimento precoce do ligante asfáltico, decorrente da longa exposição ao calor.

  • LEANDRO DE SANTANA SANTOS
  • Análise do comportamento da vazão do rio Araguari – MG frente às mudanças no uso do solo, com ênfase na expansão da fronteira agrícola da soja
  • Orientador : LUDMILSON ABRITTA MENDES
  • Data: 30/08/2022
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O Brasil tem passado nas últimas décadas por uma expansão significativa da fronteira agrícola, sendo que nos anos mais recentes o crescimento de culturas alvo de exportações tem sido bastante acentuada. Esse crescimento, se desordenado, pode levar a médio e longo prazo ao estresse hídrico de bacias hidrográficas, causando déficits de atendimento e até mesmo aumento o risco de conflitos pelo uso d’água. Sendo assim, o escopo desse estudo foi a análise das alterações no regime de vazões da bacia do rio Araguari-MG. Para isso, foi realizada uma análise do uso do solo com dados anuais provenientes da plataforma MapBiomas. Esses dados foram selecionados e condicionados com apoio do software QGIS. Uma vez feita essa análise, foi realizado o cálculo de projeções de mudança do uso do solo, e posteriormente esses dados foram transformados em vazão demandada por cada grupo de uso considerado no estudo. Para análise estatística nas séries históricas de chuva e vazão, foram empregados os testes de Spearman e Pettitt, bem como a avaliação da homogeneidade, e posteriormente inseridos no modelo hidrológico AcquaNet. A modelagem foi referente ao comportamento da área drenada pela UHE Nova Ponte pelo para dois cenários futuros: tendencial e de crise hídrica, construídos com os valores estimados de mudança no uso do solo, objetivando verificar a suscetibilidade do rio ao atendimento das demandas futuras para um horizonte de 10 anos, e a influência do aumento de área plantada de soja nas demandas futuras. O estudo identificou que a bacia já possui uma alta demanda no presente momento, e que a perspectiva de crescimento da área de cultivo das culturas analisadas levará a um aumento vertiginoso na demanda hídrica da bacia, com valores chegando a 180% da vazão máxima outorgável para o período tendencial e 260% da vazão máxima outorgável no cenário crítico, no qual o comportamento é mais acentuado. Por fim, através do teste estatístico de correlação linear R de Pearson e do rs de Spearman, foi identificado que a soja é a principal causadora da alta demanda da bacia, com sua estatística assumindo um valor de 0,76 e 0,91 nos cenários tendencial e critico respectivamente, com um p-valor inferior a 2% para o teste de Pearson e para o rs de Spearman seus valores foram 0,67 e 0,88 nos cenários tendencial e crítico, respectivamente, com o p-valor inferior a 4%. Por fim, o sistema se mostrou pouco confiável e com baixa resiliência, quando aplicado os índices de desempenho, esses resultados apontam que poderá haver um risco de conflitos futuros pelo uso da água na região.

  • TAUANE BARBOSA DOS SANTOS
  • Desafios para aplicação dos conceitos enxutos em obras de infraestrutura
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 30/08/2022
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O investimento em obras de infraestrutura tem grande peso na economia e por conseguinte no desenvolvimento social. Entretanto, o setor conta baixa produtividade e altos custos, reflexo da elaboração precária das fases de projeto e planejamento. Como alternativa para contornar tais problemas, tem-se a filosofia gerencial denominada construção enxuta. Esta, entretanto, tem um baixo grau de aceitação no setor, devido, principalmente, à falta de entendimento sobre os seus conceitos e ganhos. Por isto, mediante a escassez sobre o tema na academia, o presente trabalho objetiva detectar as principais dificuldades para aplicação dos conceitos Lean em obras de infraestrutura, bem como amenizá-las. Para tanto, foi desenvolvido um estudo de caráter exploratório e descritivo. Tal estudo levantou opiniões de especialistas Lean e de atores do setor por meio de questionários acerca da temática, e confrontou com o que é tratado na literatura, no tipo de obra pesquisada e no setor como um todo, ao mapear os principais obstáculos. Ainda, com base no mapeamento, foram propostas boas práticas para amenizar os problemas observados na execução das obras objeto deste estudo.

  • JAMES MONTEIRO DIAS
  • AVALIAÇÃO DE CONCRETO ASFÁLTICO COM LIGANTE MODIFICADO POR RESÍDUO INUSTRIAL CONTENDO ESCÓRIA DE COBRE PÓS-JATEADA COMO AGREGADO PÉTREO MIÚDO
  • Orientador : GISELIA CARDOSO
  • Data: 26/08/2022
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A modificação de ligantes tem o intuito de proporcionar revestimentos asfálticos com maior vida útil a partir da utilização de materiais inicialmente estranhos a composição convencional do ligante. Nesse contexto, o presente trabalho trata-se de um estudo experimental realizado em bancada de laboratório, com a finalidade de avaliar as contribuições, do ponto de vista do comportamento mecânico, que a modificação do ligante CAP 50/70 – por via úmida, com borra oleosa de petróleo e borracha de pneu, na proporção de 15/85% (massa/massa), respectivamente – e a substituição parcial do agregado pétreo miúdo por resíduos de escória de cobre pós-jateada, podem proporcionar ao concreto asfáltico. Para tal, foram processados corpos de prova (CPs), realizados ensaios mecânicos e comparados os resultados publicados em literatura pertinente e com os limites estabelecidos em normas técnicas vigentes. Os ligantes modificados e não modificados foram dosados pelo método Marshall, sendo obtido o teor de projeto de ligante de para o CAP 50/70 modificado e para o CAP 50/70 não modificado. Os resultados dos ensaios mecânicos mostram que o CAP 50/70 modificado apresentou desempenho superior ao do CAP 50/70 não modificado quanto à resistência a tração por compressão diametral, módulo de resiliência e estabilidade Marshall. Entretanto, o CAP 50/70 não modificado apresentou desempenho superior com relação ao ensaio Cântabro, com menor perda de massa por abrasão, refletindo maior adesão do ligante aos agregados pétreos no concreto asfáltico. Contudo, os resultados dos ensaios mecânicos, em geral, mostraram que as modificações propostas atendem aos requisitos definidos pelas normas técnicas da ABNT e do DNIT e indicam que os resíduos industriais, em estudo, podem ser utilizados na pavimentação asfáltica, oferecendo boa solução para mitigação de impactos ambientais, diminuição da demanda por aterros sanitários e proporcionando redução na utilização de matérias-primas de recursos esgotáveis, como ligantes asfálticos, britas e areias; aliando-se ao desenvolvimento de novas tecnologias para a engenharia de pavimentação rodoviária.

  • LUCILA COSTA SALES
  • Análise de propriedades geotécnicas de misturas de solo com concreto asfáltico fresado e cimento Portland para uso em camada de pavimento rodoviário
  • Orientador : GUILHERME BRAVO DE OLIVEIRA ALMEIDA
  • Data: 29/07/2022
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Devido ao uso, os pavimentos podem migrar de uma condição ótima para uma condição ruim, caso não haja manutenção. A fresagem é uma das alternativas técnicas empregadas para a restauração de pavimentos e consiste no desbaste de camadas deterioradas do pavimento para sua recuperação. O resíduo resultante da fresagem da camada de revestimento asfáltico é composto de fragmentos deste em condição envelhecida, que podem ser reciclados, resultando em otimização dos recursos naturais e redução de custos na construção. Sabe-se, também, que o solo é um material heterogêneo e, muitas vezes, pode se mostrar inadequado para determinado uso na Engenharia, sendo necessário alterar suas propriedades para que se adeque às especificações técnicas. Dentre as formas de promover alteração das propriedades do solo estão a estabilização mecânica, através de compactação e correção granulométrica, e a estabilização química, sendo o cimento Portland o agente estabilizante mais comumente utilizado. Estudos indicam que avaliar o comportamento de misturas de solo natural com resíduo de fresagem é relevante para o projeto de pavimentos. Nesta pesquisa foram misturados resíduo de fresagem de revestimento asfáltico, solo fino argiloso e cimento Portland do tipo CP V - ARI. Através de ensaios de laboratório, avaliou-se propriedades físicas, mecânicas e hidráulica das misturas, além da viabilidade do uso destas misturas em camadas de pavimento. Para o resíduo de fresagem, avaliou-se sua granulometria, massa específica, densidade seca e saturada superfície seca, teor de betume, absorção de água e abrasão Los Angeles. Para o solo e as misturas do solo com 20%, 30% e 50% de fresado foram realizados os ensaios de granulometria, limites de Atterberg, compactação, índice de suporte Califórnia (ISC) e permeabilidade. Foram, também, realizadas misturas de solo, resíduo de fresagem nos teores já indicados e 5% de cimento, sendo executados os ensaios de granulometria, limites de Atterberg, compactação, índice de suporte Califórnia, resistência à compressão simples (RCS), resistência à tração por compressão diametral (RTCD), durabilidade e permeabilidade. Então, foi avaliada a viabilidade de utilização do resíduo de fresagem incorporado ao solo e cimento em camadas do pavimento. Ficou constatado que o aumento do teor de resíduo de fresagem até 50% acarreta melhora na granulometria, reduz a plasticidade, aumenta a massa específica seca máxima, reduz a umidade ótima, aumenta o ISC, reduz a expansão e aumenta a permeabilidade das misturas com o solo. A adição de 5% de cimento provocou fortes alterações na granulometria das misturas, tornando-as mais granulares e menos plásticas. Ainda, aumentou o ISC, reduziu a expansão e a permeabilidade. As misturas com cimento apresentaram RCS aquém do exigido para base de solo-cimento, boa RTCD e boa durabilidade. As misturas com e sem cimento não atenderam aos requisitos para utilização em camadas de base e sub-base estabilizadas granulometricamente, de solo melhorado com cimento ou para base de solo-cimento devido à quantidade de finos e à alta plasticidade do solo puro. No entanto, verificou-se que o uso de resíduo de fresagem é promissor na melhoria das propriedades do solo e das misturas e como material a ser utilizado em pavimentação.

  • SILMARA NUNES DANTAS
  • APROVEITAMENTO DE RESÍDUOS DE GARRAFAS DE PET PARA REFORÇO DE UM SOLO ARGILOSO
  • Orientador : ERINALDO HILARIO CAVALCANTE
  • Data: 28/07/2022
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A produção e o consumo de produtos dispostos em embalagens de politereftalato de etileno (PET) vêm crescendo de forma exorbitante devido ao crescimento populacional, que, por sua vez, aumentam a demanda e o consumo por produtos industrializados. Com isso, a geração de resíduos não degradáveis cresce a cada dia, e representa um grande problema ambiental, pois as embalagens plásticas possuem um longo tempo de decomposição, necessitando de grandes espaços para serem dispostas em aterros, além do que muitas vezes elas são dispostas inadequadamente na natureza. Portanto, sabe-se que a reutilização de resíduos tende a minimizar os impactos ambientais, preservando os recursos naturais, e contribuindo com as ações de sustentabilidade ambiental. Por outro lado, na Geotecnia, muitas vezes são encontrados problemas na execução de obras porque as propriedades do solo disponível no local não atendem aos critérios exigidos para o projeto. Ou seja, se o solo naturalmente não se enquadra nas especificações técnicas para determinada aplicação, é necessário o emprego de alguma técnica para melhoria das suas propriedades. Neste contexto, o emprego de materiais recicláveis, incluindo os poliméricos, tem sido crescente na engenharia na geotécnica para reforço de solos. Diante deste cenário, esta pesquisa propõe o uso de resíduos de garrafas PET como uma solução alternativa para a melhoria das propriedades mecânicas de um solo de matriz argilosa. Para se avaliar os efeitos da inclusão do PET, nas formas micronizado e em filete, no comportamento mecânico de um solo argiloso, foram realizados ensaios de resistência à compressão não confinada, cisalhamento direto e triaxiais adensado não drenado (CU). Dos resultados obtidos concluiu-se que o PET agregou melhoria na resistência das misturas em relação ao solo puro. A pesquisa concluiu ainda que para o solo argiloso analisado, o reforço mais adequado para conferir melhoria no comportamento mecânico da matriz vai depender da aplicação geotécnica à qual se destina. Portanto, constatou-se que a utilização de PET (micronizado e filete) como reforço de um solo argiloso tem viabilidade técnica, pois além de contribuir com a resistência, possibilita uma ação mitigadora dos sérios impactos ambientais gerados pelos resíduos desse material, uma vez que sugere uma destinação mais nobre para os resíduos, muitas vezes descartados inadequadamente na natureza.

  • LARISSA DA SILVA OLIVEIRA
  • EFEITOS DE CICLOS DE UMEDECIMENTO E SECAGEM NOS PARÂMETROS DE TENSÃO DE EXPANSÃO E EXPANSÃO LIVRE DE UM SOLO EXPANSIVO
  • Orientador : ERINALDO HILARIO CAVALCANTE
  • Data: 25/07/2022
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O solo expansivo é um típico exemplo de solo não saturado metaestável, fino,predominantemente argiloso e altamente plástico. Em sua composição mineralógica, apresença marcante de argilominerais instáveis do tipo 2:1, tais como a montmorilonita e avermiculita, o torna susceptível a variações de volume. Mundialmente é um solo consideradoproblemático em decorrência dos danos que os efeitos da expansão e contração contínuaspodem acarretar às obras construídas sobre eles. Quando umedecido, esse tipo de solo é capazde apresentar elevado grau de expansão, que pode ser avaliado a partir da medição daexpansão livre e da tensão de expansão. Quando ressecado, contudo, o solo expansivo secontrai e pode exibir grandes variações volumétricas. O fenômeno de expansão-contração deum solo expansivo é, portanto, cíclico e depende diretamente de um elemento deflagrador,especialmente a alteração da umidade. O clima, associado às variações sazonais detemperatura e umidade atua como fator favorável para desencadear as manifestações de umsolo potencialmente expansivo. Desta forma, as regiões áridas e semiáridas apresentam maiorsuscetibilidade para sua ocorrência. In situ, o solo expansivo passa por diversos ciclos deumedecimento e secagem em decorrência dos sucessivos períodos de chuvas e estiagem. Aliteratura tem indicado que a variação sazonal de umidade pode influenciar na mudança dedeterminadas características geotécnicas de solos expansivos. Neste contexto, com estapesquisa se propõe avaliar os efeitos que consecutivos ciclos de umedecimento e secagempodem ter sobre a tensão de expansão e a expansão livre de uma amostra de solopotencialmente expansivo. Para tanto, foram realizados ensaios de caracterização geotécnica,química, mineralógica e microstrutural da amostra, além dos ensaios de tensão de expansão ede expansão livre de forma cíclica, mediante a execução de oito ciclos contínuos deumedecimento e secagem. Os resultados mostraram que a amostra de solo ensaiada consistede uma argila inorgânica de alta plasticidade (CH), com limites de Atterberg elevados epotencial de expansão muito alto. Os ensaios químicos evidenciaram que a amostracorresponde a um solo jovem composto por minerais primários e argilas silicatadas do tipo2:1. A análise mineralógica identificou a presença dos argilominerais mica, esmectita,montmorilonita e caulinita e a observação microestrutural constatou características típicas deargilominerais pertencentes aos grupos da mica e da vermiculita. A avaliação da tensão deexpansão e da expansão livre com base nos ensaios cíclicos comprovou a influência dos ciclosde umedecimento e secagem nos parâmetros expansivos do solo. Concluiu-se que os maioresvalores de tensão de expansão e expansão livre estão vinculados ao primeiro ciclo, e que ocomportamento expansivo tende a diminuir com o aumento do número de ciclos deumedecimento e secagem.

  • FABIO AUGUSTO SILVA SANTOS
  • Análise numérica de dentes de concreto armado
  • Orientador : REJANE MARTINS FERNANDES CANHA
  • Data: 18/05/2022
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os dentes de apoio ou dentes Gerber tem como função agir na transmissão de esforços entre as peças que compõem o arranjo de suporte das edificações, sobretudo em estruturas de concreto pré-moldado. Detentoras de uma geometria específica, as vigas com dentes de concreto enfrentam a redução de altura na extremidade, o que acarreta altas tensões convencionais de cisalhamento, por serem elementos curtos, e não são integralmente bem representados pela Hipótese de Bernoulli. Com base nisto, os dentes de concreto são caracterizados como regiões de descontinuidades e necessitam ser abordados por modelos mais realísticos, como o de bielas e tirantes e atrito-cisalhamento. Outra alternativa de exame do comportamento desses elementos, viabilizada pelo progresso da capacidade de processamento das ferramentas computacionais, é o uso de elementos finitos associado à não linearidade do problema. Portanto, o presente trabalho tem como objetivo, com o auxílio da ferramenta computacional de elementos finitos ATENA, contribuir com este campo de pesquisa ao analisar e validar simulações numéricas de diferentes modelos e tipos de dentes, previamente ensaiados experimentalmente em outros trabalhos obtidos na literatura técnica e avaliar o comportamento de modelos dimensionados pelos modelos de atrito-cisalhamento e de escoras e tirantes das normas nacionais através desse programa computacional. Constatou-se nas validações que a capacidade de suporte ao cisalhamento dos dentes de concreto cresceu com a diminuição da razão de aspecto, sendo verificada importante compatibilidade com os dados reportados nos ensaios referente a cargas, deslocamentos, panorama de fissuração e modos de falha. A armadura de suspensão inclinada apresentou uma fissuração com abertura mais moderada, mostrando uma redistribuição mais adequada das tensões, e uma maior capacidade de suporte em relação à armadura de suspensão vertical. Para os modelos estudados considerando os normativos nacionais, observou-se que as menores capacidades resistentes foram manifestadas pelos espécimes de dentes de concreto curtos dimensionados por atrito-cisalhamento.

  • ANA CAROLINA CARDOSO LIMA
  • Um modelo de otimização linear inteira mista para dimensionamento de reservatórios incorporando índices de desempenho: Abordagens determinística e estocástica
  • Orientador : ALCIGEIMES BATISTA CELESTE
  • Data: 17/02/2022
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Ferramentas capazes de auxiliar no dimensionamento de sistemas de reservatórios de águas superficiais, resultantes da construção de barragens, perante incertezas hidrológicas, são de grande importância para o gerenciamento sustentável dos recursos hídricos. Este trabalho propõe, implementa e testa uma estratégia de dimensionamento ótimo para reservatórios de abastecimento d’água que aceita como entrada o número mínimo permitido de períodos de falha (medida de confiabilidade) e a magnitude de falha máxima permitida (medida de vulnerabilidade). O modelo de otimização considera que as liberações do reservatório seguem a política de operação padrão – conforme procedimentos típicos de dimensionamento que levam falhas em consideração – e é comparado a um modelo alternativo de programação linear inteira mista que usa uma política de liberação do tipo open loop. Versões determinísticas e estocásticas implícitas do modelo são apresentadas a fim de serem aplicadas em vários tipos de problemas. Como estudos de caso, foram idealizados problemas exemplos, assim como empregados dados da barragem de Sobradinho. Os resultados indicam que altas confiabilidades e baixas vulnerabilidades necessitam de maiores capacidades de armazenamento, e o contrário também é confirmado (nos diversos cenários testados), além de apresentarem capacidades adequadas à política de operação utilizada. Os exemplos testados também confirmam que maiores capacidades são necessárias para sistemas mais sustentáveis e com menor risco.

  • DANIEL VICTOR DA CUNHA TELES
  • MECÂNICA DO DANO CONCENTRADO PARA MEIOS BIDIMENSIONAIS: FORMULAÇÃO PARA MODO I COM LEI DE DANO NÃO LINEAR
  • Orientador : DAVID LEONARDO NASCIMENTO DE FIGUEIREDO AMORIM
  • Data: 28/01/2022
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A descrição do comportamento não linear de elementos estruturais é de fundamental importância na engenharia. Esta descrição é realizada a partir de modelos matemáticos capazes de simular fenômenos observados na realidade utilizando ferramentas computacionais para solução a partir de métodos numéricos destas formulações. Atualmente, os principais modelos utilizados são baseados em conceitos da plasticidade, mecânica da fratura e mecânica do dano. A primeira apresenta observações importantes a respeito dos fenômenos não lineares após o regime elástico. A segunda descreve o processo de deterioração por meio de fissuras discretas. A mecânica do dano, por sua vez, incorpora uma nova variável interna, denominada dano, responsável pela quantificação da deterioração do material na meso escala. Apesar das grandes contribuições proporcionadas por estas teorias, a aplicação prática em alguns problemas de engenharia civil apresenta alguns entraves, como a falha ao tentar reproduzir pela plasticidade o comportamento não linear próximo ao colapso, a necessidade da consideração de fissuras iniciais na mecânica na fratura e a infinidade de soluções ao tentar analisar o fenômeno de localização de deformações pela mecânica do dano clássica. O fenômeno anteriormente citado é caracterizado fisicamente pela concentração de deformações em faixas estreitas dos materiais, que podem acelerar drasticamente a falha estrutural. Uma teoria mais recente tem sido exitosa ao analisar tal fenômeno, a mecânica do dano concentrado. Esta reúne conceitos chaves da mecânica da fratura e do dano em rótulas inelásticas. Posteriormente, a mecânica do dano concentrado foi estendida para análise de meios bidimensionais, dando início a chamada Mecânica do Dano Concentrado Expandida (MDCX). Neste sentido, as rótulas inelásticas passam a ser bandas de localização, e, portanto, o elemento é composto por linhas inelásticas que concentram os fenômenos não lineares enquanto todo o restante do elemento permanece elástico. O elemento finito alvo deste trabalho foi proposto inicialmente por Amorim (2016) para analisar chapas com modo de falha I. Este elemento conta com quatro bandas de localizações nas faces de um elemento quadrilateral com quatro nós. O objetivo do presente estudo é dar continuidade aos avanços obtidos até então na MDCX, introduzindo uma lei de dano não linear (LDNL) no elemento proposto por Amorim (2016) a fim de representar melhor o comportamento do material após o regime elástico. Os resultados mostram que a modificação apresenta resultados promissores, objetividade de solução e capacidade de localização da zona de falha em exemplos acadêmicos e experimentais.

2021
Descrição
  • LEANDRO SILVA ALMEIDA
  • Otimização Multiobjetivo Aplicada a Projetos de Lajes Maciças e Pré-fabricadas com Vigotas Treliçadas
  • Orientador : NILMA FONTES DE ARAUJO ANDRADE
  • Data: 13/12/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Nos últimos anos, as lajes em concreto armado, especialmente aquelas unidirecionais, são as mais utilizadas no mundo. Cabe destacar que esse elemento estrutural faz parte de um setor da economia que emprega milhões de pessoas e é composto por materiais de grande impacto no custo das estruturas. Contudo, as abordagens para redução de custo de projetos tradicionais são baseadas na intuição e nas habilidades dos projetistas de estruturas, algo que, quando aplicado a sistemas complexos, como é o caso de projetos estruturais, pode tornar-se antieconômico, resultar em maior tempo de duração de execução e consequentemente, necessitar de maior quantidade de mão de obra para concluir os serviços. Além disso, o acréscimo de parâmetros aos sistemas e procedimentos de otimização com um maior número de critérios, torna os processos cada vez mais complexos. Porém, para um processo de construção eficiente, e também considerando que os critérios de segurança e de funcionabilidade devem ser atendidos, tanto é de interesse do projetista obter uma estrutura econômica como é de interesse do planejador obter menor tempo de construção e menor quantidade de mão de obra para conclusão dos serviços. Em vista dos pontos mencionados, o presente trabalho tem como objetivo aplicar otimização multiobjetivo em projetos de lajes maciças e pré-fabricadas com vigotas treliçadas, com foco em minimizar custo, duração de execução e quantidade de mão de obra. As variáveis de projeto para laje maciça correspondem a espessura da laje e área de aço e para a laje pré-fabricada correspondem a espessura do elemento de enchimento, distâncias entre eixos de nervuras e área de aço. Além dessas variáveis, há também as variáveis de projeto relacionadas a mão de obra, que equivalem a quantidades de carpinteiro, armador e pedreiro. Quanto às restrições, estas englobam as equações de dimensionamento no Estado Limite Último e as equações de verificações no Estado Limite de Serviço, além de haver restrições para quantidades mínima e máxima de mão de obra. Para alcançar o objetivo, quatro casos foram avaliados, sendo que no caso 1, a única função objetivo foi o custo das lajes. Já no caso 2, procurou-se minimizar a duração de execução. Nos casos 3 e 4 aplicou-se otimização multiobjetivo, onde as funções objetivo foram custo da laje, duração de execução e quantidade de mão de obra. Ademais, em cada caso, três projetos com distintos vãos das lajes foram estudados. Dentre alguns resultados, destaca-se que, no caso 4, houve uma tendência de que o menor custo corresponda à maior duração e à menor quantidade de mão de obra, tanto para a laje maciça quanto para a laje pré-fabricada. Neste contexto, devido ao conflito das funções objetivo, a aplicação da otimização multiobjetivo possibilita um conjunto maior de soluções ótimas ao tomador de decisão.

  • DANIELA FERREIRA BATISTA
  • AVALIAÇÃO DE IMPACTOS DE SECAS NO ESTADO DE SERGIPE
  • Data: 25/10/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A gestão de risco busca reduzir impactos futuros das secas, através do monitoramento,
    elaboração de planos de preparação para as secas e redução de vulnerabilidades. No Brasil,
    o Monitor de Secas do Brasil (MSB) representa o primeiro passo para alcançar este modelo
    de gestão. O MSB é um processo colaborativo de acompanhamento regular e periódico da
    situação das secas, através da elaboração de um mapa mensal. Este mapa resulta da
    combinação de indicadores e produtos de apoio e objetiva alcançar um entendimento
    comum sobre as condições de seca, quanto a sua severidade, a evolução espacial e no
    tempo, e seus impactos sobre o setor agrícola e hidrológico. Um aspecto importante deste
    processo de monitoramento é a identificação da seca física, baseada em aspectos naturais,
    desconsiderando sistemas sujeitos à gestão humana. O monitor classifica a seca em cinco
    níveis de severidade que variam de extrema a fraca, e cada nível está associado a possíveis
    impactos que cada classificação pode gerar nesses dois setores: agrícola e hidrológico. Os
    impactos foram obtidos do National Drought Mitigation Center, já que o MSB é baseado
    no Monitor de Secas dos Estados Unidos, ou seja, não é adaptada a realidade do Brasil.
    Identificar impactos locais das secas integra o processo para alcançar a gestão de riscos,
    além disso, pode contribuir para o monitoramento das secas e para a definição das ações
    adequadas para diminuir futuros impactos deste evento. Desta forma, esta pesquisa
    pretende analisar impactos de secas em territórios do estado de Sergipe. Para isto, será feita
    a associação entre as categorias de secas definidas mensalmente pelo MSB, a climatologia
    e os impactos agrícolas e hidrológicos observados nestes territórios do estado sergipano.
    Ao final desta pesquisa, espera-se identificar territórios e setores vulneráveis às secas no
    estado de Sergipe, o que poderá contribuir para o processo de monitoramento e para a
    gestão de secas no estado.

  • LEONARDO DE CARVALHO SOUZA SANTA RITA
  • Simulação computacional da propagação de cheia por diferentes rompimentos hipotéticos como subsídio para a gestão de segurança de barragens em Sergipe
  • Orientador : LUDMILSON ABRITTA MENDES
  • Data: 31/08/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • As barragens têm sido a solução empregada para garantir segurança hídrica e desenvolvimento para as civilizações humanas. Ainda que essas estruturas objetivem atender a múltiplos usuários, existem impactos ambientais e riscos de acidentes associados a sua utilização. A Política Nacional de Segurança de Barragens (PNSB) estabelece diretrizes e requisitos a serem seguidos por empreendedores e órgãos fiscalizadores e, para barragens classificadas em dano potencial associado alto, obriga a elaboração do Plano de Ação de Emergência (PAE). Para tanto, cenários de rompimentos hipotéticos devem ser simulados, a fim de obter a abrangência espacial da inundação no vale de jusante. Nesse sentido, este trabalho objetivou avaliar os efeitos hidrodinâmicos nos vales de jusante devido a rompimentos hipotéticos das barragens Jacarecica I e II, no estado de Sergipe. Considerando cenários de rompimento mais provável (condições usuais) e de rompimento extremo (condições incomuns), foram elaboradas as manchas de inundação e realizado o zoneamento de risco hidrostático e hidrodinâmico. Além da comparação dos resultados obtidos utilizando o modelo hidrodinâmico HEC-RAS com os fornecidos pela Metodologia Simplificada (MS) da ANA, foi realizada uma análise de sensibilidade das respostas do HEC-RAS frente a variação dos dados de entrada. Os resultados demonstraram que os rompimentos simulados por falha estrutural provocam inundações que atingem residências, áreas agrícolas, estradas e rodovia, pontes e uma indústria até chegar na cidade de Riachuelo, cerca de 18 km a jusante de Jacarecica II, com tempos mínimos de 6 a 8 horas, sendo percebidas profundidades e velocidades máximas próximas a 10 m e 5 m.s-1, respectivamente. Verificou-se ainda que as barragens são seguras quanto ao galgamento de suas estruturas por eventos hidrometeorológicos extremos, ainda que eles causem inundações naturais significativas. A mancha de inundação simulada com o HEC-RAS demonstrou formato similar à elaborada pela MS, ainda que a abrangência espacial tenha sido diferente. A análise de sensibilidade mostrou que os gatilhos de rompimento e as afluências aos reservatórios são os dados de entrada que provocam menor convergência nas vazões, velocidades e profundidades máximas simuladas. Como as manchas de inundação obtidas atingem tanto áreas rurais quanto urbanas com profundidades e velocidades significativas, é fundamental (e mandatório, segundo a PNSB) que sejam elaborados os PAEs das barragens estudadas o quanto antes.

  • TAYNAR MOTA DE JESUS ARCIERI
  • Qualidade da água da sub-bacia do rio Poxim a montante e a jusante da captação da estação de tratamento de água
  • Orientador : DENISE CONCEICAO DE GOIS SANTOS MICHELAN
  • Data: 23/06/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A água destinada ao abastecimento humano deve atender a requisitos de qualidade e, para isso, é direcionada a Estações de Tratamento de Água (ETA). No tratamento convencional de água de abastecimento, são utilizadas as etapas de clarificação, filtração, desinfecção e fluoretação. O processo de clarificação, consolidado nos decantadores, é responsável pela geração de maior quantidade de resíduo – denominado lodo de ETA. Este, por sua vez, de acordo com a NBR 10.004/2004 e a lei 12.305/2010, é considerado resíduo sólido e deve ter destinação ambientalmente adequada, sendo vedado o seu lançamento em corpos de água. Por outro lado, essa prática ilegal é amplamente realizada no Brasil e traz consequências tais como a degradação da estética da água, o assoreamento dos mananciais, a redução da atividade fotossintética e a ecotoxicidade. Semelhante ao retratado no País, a ETA Poxim, a qual trata água captada na sub-bacia do rio Poxim, não realiza gestão dos resíduos gerados e os lança no mesmo manancial, a jusante da captação. Diante disso, este estudo avaliou a qualidade da água do rio Poxim antes e após o despejo do lodo da ETA Poxim. Para esse fim, foram realizadas coletas de água na entrada da ETA e no rio, em ponto a jusante ao lançamento do lodo, bem como do lodo em decantador da estação. Assim, foram feitos ensaios para aferir os parâmetros cor aparente e verdadeira, turbidez, temperatura, condutividade elétrica, pH, demanda bioquímica de oxigênio (DBO), alumínio dissolvido, sólidos, coliformes totais e termotolerantes, analisados em metodologia para água doce com base na APHA e ensaios de ecotoxicidade (bioindicador vegetal Lactuca sativa) com base na metodologia da US EPA. Para confirmar os dados obtidos aplicou-se teste de normalidade e teste de pares para os pontos a montante e a jusante da captação, com nível de confiança de 95%. Resultados estatísticos indicaram degradação da água ao longo do manancial para os parâmetros cor aparente, turbidez, alumínio dissolvido e coliformes termotolerantes, podendo ser consequência do grande teor de sólidos suspensos do lodo de ETA lançado no rio Poxim, da significativa dosagem de sulfato de alumínio utilizada na ETA e da deficiência em esgotamento sanitário na sub-bacia do rio Poxim. Para os demais parâmetros não houve diferença significativa entre os dois pontos do corpo d’água. Apesar disso, segundo a Resolução n° 357/2005 do CONAMA, os trechos do rio Poxim em estudo estão classificados na classe 4 para os parâmetros cor verdadeira e DBO, sendo assim, o uso do manancial não é recomendado para abastecimento humano. Por fim, o lodo da ETA Poxim apresentou resultados muito mais expressivos que os da água no que diz respeito aos parâmetros cor aparente, turbidez e alumínio dissolvido. Além disso, foi constatada ecotoxicidade para a maior parte das concentrações de lodo utilizadas na germinação de sementes de alface. Assim, faz-se importante o estudo e a aplicação de solução de tratamento e destinação final ambientalmente adequada para este resíduo com potencial poluidor.

  • MARINA RIBEIRO VIANA
  • Um olhar sobre a Aracaju autoconstruída: Diagnóstico das práticas de autoconstrução na região metropolitana de Aracaju/SE
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 31/05/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A autoconstrução habitacional utiliza os próprios moradores como agente do processo de planejamento, gestão e execução das suas casas. Em geral, esse regime de construção não tem o acompanhamento de profissionais especializados. Embora, tal modo de produção seja uma característica comum no cenário habitacional brasileiro, a autoconstrução é geralmente associada à população de baixa renda. Isso ocorre pois o acesso ao mercado formal de habitação não é democrático. Assim, a população que não dispõe de renda suficiente encontra alternativas na produção autônoma de suas residências em locais afastados do centro urbano e/ou em lotes irregulares. Nesse sentido, o presente trabalho objetiva realizar um diagnóstico sobre as práticas de autoconstrução na região metropolitana de Aracaju/SE, a fim de fomentar o debate sobre o tema e auxiliar na tomada de decisão para elaboração de políticas púbicas voltadas à Habitação de Interesse Social (HIS). Destarte, buscou-se entender o fenômeno da autoconstrução sob a perspectiva de três agentes da autoconstrução: moradores, profissionais da Assistência Técnica de Habitações de Interesse Social (ATHIS) e Poder Público. Para tal, desenvolveu-se um estudo exploratório-descritivo de abordagem quali-quantitativa, no qual utilizou-se como ferramentas de pesquisa questionários, entrevistas com público específico e registro fotográfico. Como resultado, traçou-se um apanhado sobre a autoconstrução com base no perfil dos moradores, nas condições de implantação do lote, nas peculiaridades no processo de execução e nas técnicas construtivas utilizadas. Ainda, percebeu-se que não há uma atuação ativa do Poder Público nesse tipo de habitação, visto que sua ação é majoritariamente fiscalizadora, no sentido de apenas acompanhar o crescimento da cidade e o surgimento dos assentamentos precários. Dessa maneira, políticas públicas habitacionais existentes são pautadas na remoção e na realocação de família em alinhamento aos programas habitacionais lançados pelo Governo Federal, mas não há nenhum programa formalizado de ATHIS ou de incentivo à autoconstrução assistida. Ao analisar os trabalhos desenvolvidos pelos profissionais de ATHIS, essa falta de incentivo ou auxílio por parte dos entes públicos foi reforçada, visto que o financiamento das atividades foi através do recurso dos próprios moradores ou a partir de edital do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Sergipe (CAU/SE). Também, foi possível identificar as principais dificuldades desses profissionais no desenvolvimento dessas atividades, além de mapear como se desenvolve o processo dessas assistências. Por fim, espera-se que essa pesquisa possa fomentar o debate a respeito das práticas de autoconstrução e auxiliar na busca por políticas públicas que minimizem a precariedade das habitações.

  • NÉLISON LUIS DOS SANTOS BRANDÃO
  • GESTÃO DA MANUTENÇÃO PREDIAL EM INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO DO ESTADO DE SERGIPE: PROPOSIÇÃO DE DIRETRIZES
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 28/05/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O desgaste de edificações é um fenômeno inerente ao uso e completamente natural com o passar do tempo. Entretanto, a preservação do bom desempenho ao longo da vida útil da edificação é algo intrinsicamente ligado às manutenções em períodos adequados. Na realidade brasileira, a realização de manutenções planejadas é uma medida que infelizmente não faz parte da cultura da gestão predial e sua ausência faz com que, muito frequentemente, sejam percebidas edificações públicas com estruturas físicas em péssimas condições de conservação. Seja por negligência, desconhecimento ou falta de recursos, a ausência de planos de gestão de manutenção predial no setor público representa uma fonte de transtornos aos usuários, além de uma grande desvantagem econômica aos cofres públicos. Neste sentido, a proposição da implementação de ferramentas de gestão – como àquelas associadas ao uso de ferramentas computacionais – tem grande valor para a conservação das edificações e favorece substancialmente o poder público. Uma vez que cada instituição pública tem suas particularidades, o presente trabalho buscou, através de questionários, análise documental e estudos de campo, caracterizar a gestão da manutenção predial de duas instituições federais de ensino e, a partir desses estudos, traçar uma série de diretrizes que as aproxime das melhores práticas presentes na literatura, na legislação e vivenciadas por outras instituições públicas nacionais e internacionais). Os resultados demonstraram que a gestão da manutenção predial nas instituições destoa das boas práticas em diversos quesitos, fato que contribui para a ineficiência dos serviços prestados. Ao final deste trabalho, foram propostas diretrizes de curto, médio e longo prazo que poderão servir de base para a melhoria na gestão da manutenção predial. Além disso, espera-se que tais achados possam servir de base para outros entes da Administração Pública.

  • LUCIO VINICIUS ARAGÃO SANTOS
  • Viabilidade técnica e econômica de tratamento anaeróbio de efluente gerado em indústria de laticínios – um estudo de caso.
  • Orientador : DANIEL MOUREIRA FONTES LIMA
  • Data: 28/05/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Em Sergipe, mais especificamente na região do sertão de São Francisco, estão concentrados os maiores polos de produção de leite do estado, sendo o município de Nossa Senhora da Glória, o maior fornecedor sergipano. O processo produtivo dessas indústrias de laticínio geralmente é composto por uma série de etapas que, por sua vez, requerem uma significativa demanda energética. Uma das formas de tentar reduzir os custos energéticos e ainda contribuir de forma benéfica com o meio ambiente é o aproveitamento do biogás, que pode ser gerado a partir do tratamento destes resíduos por meio de sistemas anaeróbios. Sendo assim, o objetivo dessa pesquisa foi avaliar a possibilidade de produção e utilização do biogás na planta industrial do laticínio Lac Bom, a partir da digestão anaeróbia do resíduo gerado. Para isso a presente pesquisa foi dividida em duas etapas principais. Na primeira etapa, foi realizada a caracterização da vazão e dos parâmetros físico-químicos do efluente gerado pela indústria em estudo, e, na segunda etapa, foi proposta a elaboração de um projeto para o tratamento do efluente do laticínio Lac Bom, incluindo os itens necessários à utilização do biogás para geração de energia elétrica. Essa proposta auxiliou o estudo de viabilidade técnica e econômica do projeto sugerido para o laticínio. Os resultados do estudo mostraram que a vazão média diária foi de 5.184 litros de esgotos gerados, enquanto que o coeficiente médio de consumo de água do laticínio por litro de leite produzido foi de 0,75 L.L⁻¹. Já em termos qualitativos o efluente bruto do laticínio Lac Bom apresentou elevada biodegradabilidade. Sendo assim, foi encontrado um volume de biogás de 28,3 m³.dia⁻¹ nas melhores condições possíveis para o sistema, além de potencial energético de 247,5 kWh.dia⁻¹. O motor-gerador foi dimensionado para trabalhar durante 2 a 3 horas por dia, garantindo ao sistema produção anual de 2.079 kWh e, consequentemente economia de R$ 17.539,20 por ano. Os custos encontrados para o cálculo de viabilidade econômica foram de R$ 135.279, 29 e R$ 6.619,11 para o CAPEX e OPEX, respectivamente, ao ano. Enquanto que o VPL foi de R$ 9.996,63 com um payback descontado foi de 13,04 anos. Já a TIR foi de 6,22%, maior que a TMA. Sendo assim, o sistema de geração de energia a biogás do laticínio Lac Bom mostrou-se uma alternativa atrativa, além de proporcionar ganho ambiental com tratamento de efluentes e redução da emissão de gases de efeito estufa.

  • DANILO MENEZES SANTOS
  • Formulação em Dano Concentrado para Meios Contínuos Bidimensionais com Localização de Deformações em Modo I
  • Orientador : DAVID LEONARDO NASCIMENTO DE FIGUEIREDO AMORIM
  • Data: 01/04/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A integridade estrutural encontra-se diretamente influenciada pelas características dos materiais constituintes da estrutura. Materiais com comportamentos não lineares como o concreto, aço e geomateriais, possuem em sua fase de amolecimento uma tendência ao surgimento de pequenas regiões com alta concentração de deformações totais, plásticas e de dano. Esse fenômeno, por vezes, não é previsto durante a etapa de dimensionamento e sua ocorrência, caracteriza um tipo especial de colapso conhecido como falha por localização de deformações. Em simulações numéricas, o fenômeno da localização de deformações está relacionado a perda de elipticidade da equação diferencial que governa o equilíbrio estático ou dinâmico local. A perda de elipticidade provoca em análises por elementos finitos, com modelos constitutivos baseados na Mecânica do Dano Clássico, o surgimento de infinitas soluções, o que acarreta em problemas mal colocado. Essa situação pode ser contornada ao se adotar critérios de regularização, baseados principalmente em modelos não locais e/ou gradientes. Recentemente, a abordagem conhecida como Mecânica do Dano Concentrada Expandida (MDCX) vêm obtendo resultados bastantes satisfatórios para a descrição do fenômeno de localização em elementos de chapas e placas. Assim como na Teoria do Dano Concentrado (TDC), a MDCX busca contornar perda de elipticidade das soluções através da introdução de novas variáveis cinemáticas ao problema de equilíbrio. Este trabalho trata-se de uma continuidade dos estudos já existentes relacionados a MDCX. É proposto aqui um elemento finito isoparamétrico quadrilateral, composto por 6 bandas de localização, sendo quatro localizadas em suas faces e duas internas, para análise de chapas submetidas a solicitação de modo I. O elemento proposto foi aplicado a um conjunto de exemplos obtendo unicidade de solução conforme ocorreu o refinamento de malha, além de obter zonas de ruptura coerentes com o esperado. Também foi observado que a MDCX é capaz de capturar o efeito de escala, fenômeno que é observado experimentalmente.

  • RAFAEL NUNES DA CUNHA
  • ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DE MODELOS DINÂMICOS DE CAMINHAR HUMANO NA RESPOSTA DE ACELERAÇÃO EM PISOS MISTOS DE AÇO E CONCRETO
  • Orientador : HIGOR SERGIO DANTAS DE ARGOLO
  • Data: 05/03/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A arquitetura moderna tem requisitado o uso de estruturas sem partições verticais, com a possibilidade do uso de elementos de vedação mais leves e de fácil adaptação a novos layouts. Além disso, a velocidade de construção é um fator importante na escolha da solução estrutural adotada, principalmente para ambientes com finalidade comercial. Neste cenário destacam-se as estruturas mistas de aço e concreto, que unem as propriedades destes materiais. No entanto, estes novos aspectos reduzem a rigidez global da estrutura, levando a um decréscimo da sua frequência fundamental, que pode se aproximar das frequências mais comuns das atividades de caminhar, acarretando em problemas relacionados a vibração excessiva. A verificação quanto a este critério é imprescindível para o adequado uso do ambiente, com o intuito de evitar incômodos aos ocupantes ou possíveis falhas estruturais. Caso problemas desta natureza ocorram, a execução de medidas remediadoras após a conclusão da obra pode gerar transtornos e custos extras. Portanto, a fim de evitar estes tipos de problemas é imprescindível o dimensionamento da estrutura considerando estas situações, seja através de métodos simplificados, seja através de métodos numéricos refinados, como o Método dos Elementos Finitos. Em vista dos fatos mencionados, o presente trabalho objetivou analisar diferentes modelos de carregamento dinâmico que representem atividades de caminhar humano, aplicando-os em pisos mistos de aço e concreto que foram previamente ensaiados experimentalmente, obtidos na literatura técnica, os quais foram modelados numericamente no programa computacional Ansys. Para a execução do trabalho foram selecionados 10 modelos de carregamento dinâmico e 4 pisos mistos, sendo 2 classificados como de baixa frequência fundamental e 2 de alta. Ao total foram executadas 130 simulações, obtendo 220 históricos de aceleração ao longo do tempo. Com base nos históricos foi possível determinar quais modelos dinâmicos melhor representam o caminhar humano para diferentes situações. Foram avaliadas questões como posição da medição (no trajeto da caminhada ou em regiões próximas), tempo de integração nas análises transientes, pós-processamento dos resultados de aceleração, remoção de picos considerados fora de série (outliers), entre outras. Todas as comparações foram realizadas em termos de aceleração de pico e rms, onde foi verificada a qualidade de cada modelo para estes critérios. Concluiu-se que os modelos biodinâmicos apresentam melhor qualidade que os demais modelos em análises de aceleração de pico. No entanto, para análises relativas à aceleração rms, o modelo de impacto do calcanhar e o modelo de passo único destacaram-se. Além disso, foram definidos critérios para a remoção dos outliers, com base nos resultados obtidos neste trabalho. Com relação aos métodos simplificados, observou-se que o método da norma brasileira não foi preciso em muitas simulações, com melhores resultados apenas para estruturas rígidas. Quanto ao método das normas americana e europeia, estes proporcionaram melhores resultados em pisos de baixa frequência fundamental, quanto a citada frequência, porém, para análises relativas à aceleração, estes métodos simplificados levaram a valores abaixo aos de referência.

2020
Descrição
  • MAYANA CHAGAS CARVALHO
  • Maturidade de conceitos green, lean e BIM na construção civil: proposição de matriz multimensional
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 18/12/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Diante das mudanças no mercado brasileiro decorrentes, principalmente, das incertezas provocadas pelo cenário político-econômico, dos grandes problemas ambientais e da situação de pandemia devido ao coronavírus, cresce o interesse por melhorias de processo como estratégia competitiva entre diversos setores da economia. Neste sentido, para auxiliar a mensuração e o controle dos processos organizacionais, muitos modelos de maturidade (MM) foram desenvolvidos e aplicados como ferramenta de gestão, inclusive para a Indústria de Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC). Na literatura, alguns dos modelos para a indústria da construção já analisam o Green, o Lean Construction (LC) e o Building Information Model (BIM) separadamente ou dois a dois, mas há poucos estudos que relacionam os três conceitos. Desta forma, o objetivo geral desta pesquisa consistiu em propor um modelo para mensuração da maturidade organizacional para empresas de AEC que contemple esses conceitos na fase de projeto. Em termos de método, primeiramente foi realizada uma revisão bibliográfica e sistemática da literatura sobre os conceitos de Green, Lean e BIM e matriz de maturidade, buscando-se investigar a aplicação desses conceitos à fase de projeto, quais os modelos existentes, suas características e aplicações. Em seguida, com base no Construction Industry Macro Maturity Model (CIM3), desenvolvido por Willis e Rankin (2012), elaborou-se a estrutura principal da matriz proposta, composta por dois questionários, que após validação, foram aplicados com os especialistas das áreas e profissionais representantes das empresas credenciadas ao Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat (PBQP-H) que atuam em Sergipe. Os resultados encontrados demonstraram que, de forma geral, a matriz proposta mostrou-se eficaz e de fácil aplicação, porém com a necessidade de ajustes, a fim de retratar melhor a maturidade da fase de projeto. Como resultado da aplicação da matriz, verificou-se que do conjunto de empresas estudadas a maioria se encontra no estágio de transição, com o nível de maturidade variando do intervalo de 50% a 75%, e que as etapas de planejamento estratégico e de retrofit e desconstrução foram as que apresentaram menores índices.

  • LUÍSA MARIA HORTA MAIA
  • Co-tratamento de lixiviado de aterro sanitário e esgoto doméstico em reatores UASB – Estudo da viabilidade econômica do aproveitamento energético de biogás em Sergipe.
  • Orientador : DANIEL MOUREIRA FONTES LIMA
  • Data: 30/11/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, os aterros sanitários são a forma mais comum de disposição dos resíduos sólidos urbanos. Seu efluente líquido, o lixiviado de aterro sanitário, é um líquido com alta carga poluidora que deve ser tratado antes de sua disposição final. Seu tratamento em ETEs é consolidado nos Estados Unidos, na Europa e no Japão. No Brasil, assim como na América Latina, são amplamente utilizados reatores de digestão anaeróbia UASB, nas ETEs, que tem como uma de suas funções a produção de biogás, que pode ser utilizado para produção de energia elétrica. Neste contexto, o estado de Sergipe dispõe de um aterro sanitário que, atualmente, envia o seu lixiviado para uma central de tratamento de efluentes, na Bahia. Essa pesquisa tem como objetivo avaliar a viabilidade técnica e econômica da implantação de sistemas de aproveitamento de biogás nas ETEs, do estado de Sergipe, já equipadas com reatores UASB, adicionando-se o lixiviado de aterro sanitário ao esgoto; em comparação com a viabilidade utilizando somente o esgoto sanitário, apresentada por Miranda (2008). Foram utilizados dados de caracterização do lixiviado produzido do aterro sanitário de Sergipe e características de concentração de matéria orgânica presentes nos esgotos recebidos nas estações avaliadas. A partir da literatura, definiu-se avaliar proporções de adição de lixiviado entre 0,5% e 5% ao esgoto sanitário. Utilizou-se o software ProBio 1.0 para estimar a geração de biogás em cada uma das proporções, e consequentemente, o potencial energético em cada uma das estações. Utilizando dados de parâmetros energéticos, determinou-se a economia mensal de energia, gerada pelo uso do biogás. Na análise econômica, os valores presentes líquidos dos investimentos foram determinados para um horizonte de 25 anos, e seus tempos de retorno foram definidos por PayBack descontado. Mesmo com a adição do lixiviado, a produção de biogás ainda não é o suficiente para atender as próprias demandas energéticas diárias das ETEs, sendo a injeção da energia produzida à rede da concessionária a melhor opção. A implantação do sistema de aproveitamento se mostrou economicamente viável para três das quatros ETEs. A ERQ Sul, a ERQ Oeste e a ETE Rosa Elze, com tempos de retorno do investimento de 7,3; 7,5 e 13,7 anos, e valores presentes líquidos de R$2.720.817,00; R$2.583.009,00 e R$618.109,00, respectivamente, para a proporção de 5% de lixiviado adicionado ao esgoto sanitário. Percebe-se que a adequação, somente da ERQ Sul, seria suficiente para receber o montante de lixiviado produzido no aterro sanitário de Sergipe em proporções menores do que 5%.

  • LUCAS EMMANOEL ALVES DE OLIVEIRA
  • INVESTIGAÇÃO DO EFEITO BENÉFICO DO ATRITO NA INTERFACE AÇO-CONCRETO PARA O DIMENSIONAMENTO À FADIGA DE CONECTORES DE CISALHAMENTO EM PONTES MISTAS CONFORME A ABNT NBR 16694:2020
  • Orientador : HIGOR SERGIO DANTAS DE ARGOLO
  • Data: 26/08/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A construção de pontes em estrutura mista de aço e concreto apresenta diversas vantagens que a qualificam como uma solução bastante viável para esse tipo de obra. Entretanto, no Brasil, a incidência dessa tipologia estrutural ainda é muito pequena, fato que pode ser justificado pelas décadas de inexistência da norma técnica nacional que trata do seu projeto, apenas recentemente publicada em primeira versão. Seguindo a tendência das principais normas estrangeiras de referência, a norma brasileira de pontes mistas não considera o efeito benéfico da aderência por atrito na interface aço-concreto para o dimensionamento à fadiga dos conectores de cisalhamento tipo pino com cabeça, o que poderia resultar em projetos significativamente mais econômicos sem comprometer a segurança. A literatura já dispõe de uma equação simplificada que, se declarada válida, poderia ser incorporada às normas técnicas a fim de otimizar esse dimensionamento. No entanto, a determinação do coeficiente de atrito na interface aço-concreto ainda é um dos maiores entraves a essa incorporação. O objetivo principal deste trabalho é investigar a transferência de esforços na interface aço-concreto de vigas de pontes mistas para melhor compreender o efeito do atrito, propor um procedimento de determinação do valor do seu coeficiente e sugerir uma forma de considerá-lo no cálculo estrutural. Para isso, foi realizada modelagem computacional como reprodução de um ensaio real de flexão em viga mista, disponível na literatura, no software ANSYS, capaz de simular diferentes condições de contato na interface. Também foram propostas equações para a determinação do valor do coeficiente de atrito com base na equação simplificada da literatura e para a determinação da relação entre esse coeficiente e o esforço nos conectores. O ensaio foi satisfatoriamente reproduzido com a aplicação do coeficiente de atrito determinado, cujo valor muito acima do usual tornou necessário modificar a interpretação da equação que representa o fenômeno. A partir dos resultados e da adequação validada da equação simplificada, foi sugerido que a rigidez dos conectores de cisalhamento exerce grande influência no atrito na interface, superando o próprio aspecto da rugosidade superficial.

  • MICHELLI FERREIRA DE OLIVEIRA
  • Análise microbiológica como controle de qualidade de processo aeróbio alimentado por efluente de reator UASB
  • Orientador : LUCIANA COELHO MENDONCA
  • Data: 14/08/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O estudo da microbiota que compõe o sistema de tratamento biológico de esgotos permite análise das condições de operação e da qualidade do efluente, uma vez que os micro-organismos apresentam alta sensibilidade a pequenas variações do ambiente. Nesse contexto, este trabalho teve como objetivo caracterizar a comunidade microbiana presente no tanque de aeração do sistema combinado, composto por reator UASB seguido por valo de oxidação, empregado na Estação de Tratamento dos Esgotos (ETE) da Universidade Federal de Sergipe. Para isso, foram monitorados os parâmetros físico-químicos da ETE e realizados exames microbiológicos qualitativos e quantitativos do licor misto para avaliar a microbiota do valo de oxidação. Como resultados, foram obtidos 39 isolados bacterianos, os quais foram avaliados posteriormente em termos de perfis proteicos por MALDI-TOF, onde foram identificados 13 gêneros distintos que são característicos dos sistemas de tratamento de esgoto. Os gêneros predominantes foram Acinetobacter, Bacillus, Enterococcus e Enterobacter. Foi possível inferir que 63% das bactérias identificadas são facultativas e apenas 37% são aeróbias. No geral, os gêneros de bactérias identificados apresentam grande importância para o tratamento uma vez que possuem propriedades de remoção de matéria orgânica, de nutrientes e estruturação da biomassa. O número médio de bactérias heterotróficas encontrado no sistema foi de foi de 9,40 x 107UFC/mL. Foram encontrados poucos protozoários e metazoários devido ao fato de as amostras coletadas serem bem diluídas. A temperatura nos pontos coletados esteve na faixa de 24 a 32oC considerada ótima para as atividades bacterianas e os valores de pH variaram de neutro a levemente alcalino. Quanto às concentrações de OD no valo de oxidação, obtiveram-se valores que variaram de 0,6 e 0,8 mg/L, antes dos aeradores serem ligados, e entre 1,7 e 4,4mg/L, após serem ligados. Na ETE, a eficiência média de remoção de DQO foi de 30%, enquanto a de sólidos totais foi de 9%, valores bem abaixo dos encontrados na literatura para sistemas combinados. A baixa frequência e a diversidade de micro-organismos, observados durante a análise microscópica, indicam que o polimento do efluente tratado por parte destes organismos não está sendo realizado de forma adequada, reduzindo assim a eficiência do tratamento. A análise de correlação entre os parâmetros microbiológicos e físico-químicos indicou haver correlação moderada positiva com as concentrações de OD e sólidos, sendo então possível inferir que influenciam na quantidade de bactérias presentes no meio. Após avaliar os resultados apresentados, foi possível concluir que as condições operacionais da ETE influenciaram na comunidade encontrada durante o monitoramento e que a quantidade de bactérias encontradas junto com baixa frequência de aparecimento dos protozoários e metazoários demonstraram que a eficiência de remoção de matéria orgânica no sistema está insatisfatória.

  • LUCAS EDUARDO WEBER
  • ADITIVOS DE PRAZO EM OBRAS PÚBLICAS: UMA ANÁLISE SOB A ÓTICA DOS EMPREITEIROS E A APLICABILIDADE DOS PRINCÍPIOS ENXUTOS
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 23/03/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os empreendimentos públicos objetivam o atendimento à uma demanda social e têm um papel importante para o desenvolvimento social e econômico de uma região. Contudo, são constantemente caracterizados por sua ineficiência e recorrentes atrasos na entrega do objeto. Desta forma, esta pesquisa investiga, sob a ótica dos empreiteiros, quais são os fatores que causam os aditivos de tempo nos contratos de obras públicas e como estes podem ser minimizados aplicando os princípios da Construção Enxuta. A pesquisa limita-se às obras públicas de órgãos federais localizados em Sergipe. Primeiramente foi feita uma revisão sistemática da literatura sobre construção enxuta, obras públicas, aplicação da construção enxuta em obras públicas e atrasos em obras. Em seguida, foi realizado um mapeamento sistemático da literatura sobre a Construção Enxuta e Obras Públicas, a fim de obter exemplos de aplicabilidade dos princípios enxutos em empreendimentos públicos para verificar como a temática está sendo tratada. A ferramenta para obtenção dos dados sobre os contratos foi o Portal da Transparência, lançado pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União em 2004, que é um endereço eletrônico de acesso livre. Para responder ao problema de pesquisa, um questionário estruturado, com perguntas abertas e fechadas, foi elaborado com base na revisão da literatura e foi aplicado com os empreiteiros responsáveis pela execução de cada contrato. Os resultados encontrados demonstram que os principais fatores causadores de aditivos de prazo fazem parte dos aspectos relacionados à concepção do empreendimento, com destaque para os erros nos quantitativos do orçamento. Por serem aspectos anteriores à licitação, as soluções podem ser implementadas nos órgãos públicos. Assim, o uso de ferramentas Lean como a engenharia simultânea, o Target Value Design e o BIM podem minorar a ocorrência de acréscimo de tempo em obras públicas.

  • ANDRÉ LUIZ DELMONDES PEREIRA FILHO
  • Análise do comportamento de escavação grampeada instrumentada
  • Orientador : ERINALDO HILARIO CAVALCANTE
  • Data: 06/03/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Nos projetos de contenção em solo grampeado ainda não existe um roteiro definido como padrão a ser seguido por projetistas. Dessa forma, na prática atual, é importante se aliar o conhecimento técnico à experiência. Além da análise teórica na fase de projeto, é de fundamental importância a previsão e a avaliação do desempenho da estrutura com o emprego de instrumentações e ensaios nas fases construtiva e de serviço. Diante desse cenário, com este trabalho de pesquisa de mestrado objetiva-se analisar o comportamento de uma escavação em solo grampeado executada na cidade de Salvador/BA. A contenção em estudo apresenta desníveis variáveis entre 7,7 m e 14,8 m, aproximadamente, com grampos de comprimento igual a 6,0, 9,0 e 12,0 metros. O perfil geotécnico da escavação é composto, basicamente, por camadas intercaladas de silte arenoso e de silte argiloso com presença de areia. Foram disponibilizados para a pesquisa dados do projeto, da execução e do programa experimental de campo, constituído por ensaios de arrancamento e monitoramento por inclinômetros. Os resultados dos ensaios de arrancamento foram comparados a correlações com NSPT, propostas para solos brasileiros. Foram realizadas análises de estabilidade e análises numéricas de tensão e deformação, empregando-se um pacote de softwares de aplicações geotécnicas. As análises de estabilidade foram realizadas com aplicação dos conceitos de Allowable Stress Design (ASD) e Load and Resistance Factor Design (LRFD). Das análises numéricas foram obtidas as deformações no maciço contido e os esforços mobilizados nos grampos. Os perfis de deslocamentos horizontais obtidos nas análises numéricas se ajustaram bem ao perfil monitorado pelo inclinômetro de referência. Os resultados mostraram que a magnitude dos deslocamentos máximos obtidos foi inferior aos valores das previsões teóricas da literatura técnica internacional, porém, foi condizente com outros resultados de obras similares instrumentadas na cidade. Os modelos numéricos também representaram adequadamente a distribuição dos esforços de tração nos grampos. As forças de tração máximas obtidas experimentalmente foram inferiores às calculadas por meio de métodos teóricos. Os resultados das análises de estabilidade indicaram que os fatores de segurança parciais da BS 8006-2 (2010) conduzem a projetos mais conservadores, comparados às recomendações do Eurocode 7.

  • KELLY MARINA SILVA SANTOS LIMA
  • AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DO MONITOR DE SECAS PARA DEFINIÇÃO DE SECAS EM SERGIPE
  • Data: 05/03/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A seca é um fenômeno natural recorrente em diversas regiões do planeta e costuma provocar sérios impactos sobre o meio ambiente e a população, como fome, desemprego e morte. Historicamente, o governo das localidades afetadas costuma adotar medidas emergenciais para combater este impactos, as quais aumentam a vulnerabilidade social e são economicamente inviáveis. Contudo, nas últimas décadas, surgiram programas de preparação para a seca em vários países, a exemplo dos Estados Unidos, Portugal e México. No Brasil, a implementação do Monitor de Secas (MSB) evidencia o início da transição da gestão de crise para uma gestão de risco da seca. Essa ferramenta consiste em um produto de monitoramento da seca baseado em diversos índices e dados observados, através de um processo participativo entre instituições federais e estaduais. Dada à importância da consolidação do Monitor como meio de suporte à decisão para políticas públicas de gestão e preparação da população atingida, esta pesquisa busca avaliar eficiência na identificação das regiões secas detectadas pelo MSB no Estado de Sergipe. Serão utilizados dados climáticos estaduais e decretações de seca e estiagem pela Defesa Civil para comparação com a classificação da seca pelo Monitor, através da aplicação de testes estatísticos e cálculo de coeficientes de correlação. Adicionalmente, o chamado Formulário Mínimo Padrão (FMP), questionário respondido por integrantes do processo (agricultores, técnicos da Defesa Civil, entre outros) para verificar a percepção local de impactos da seca, será analisado quanto à correspondência com a tabela de impactos do MSB. Os resultados da pesquisa devem revelar a existência ou não de um entendimento comum da seca em Sergipe pelas esferas federal e estadual, o que é de extrema relevância para o aumento da eficiência da gestão de secas no estado e no país.

  • PAULO VINÍCIUS COSTA RODRIGUES
  • UM MÉTODO HÍBRIDO DE OTIMIZAÇÃO TOPOLÓGICA PARA ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO
  • Orientador : REJANE MARTINS FERNANDES CANHA
  • Data: 27/02/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O concreto armado é um material bastante utilizado na engenharia civil, porém seu comportamento é complexo, principalmente nas regiões do tipo D, desafiando os pesquisadores a criar modelos mais precisos e que, simultaneamente, gerem estruturas cuja rigidez seja a melhor possível. Para auxiliar no dimensionamento dessas estruturas, o Modelo de Bielas e Tirantes é utilizado. Assim, criaram-se metodologias para a determinação desses modelos; porém essas metodologias fornecem soluções múltiplas válidas, mas não necessariamente ótimas. Desta forma, a otimização e os métodos numéricos de cálculo estrutural são utilizados para encontrar esses modelos de bielas e tirantes ótimos. Duas metodologias são comumente empregadas, a Metodologia de Otimização Topológica Discreta (MOT-D) e a Metodologia de Otimização Topológica Contínua (MOT-C). Enquanto a primeira apresenta a vantagem de gerar estruturas melhores do ponto de vista construtivo, possui a desvantagem de limitar a forma do caminho das forças no concreto, desconsiderando caminhos que poderiam gerar uma maior rigidez da estrutura final. O contrário ocorre com relação a última. Este trabalho implementará uma metodologia mais recente apresentada por Gaynor; Guest; Moen, (2013), a Metodologia de Otimização Topológica Híbrida (MOT-H), inserindo algumas modificações. Nessa metodologia o concreto é aproximado como meio contínuo e as barras de aço como elementos discretos. Desta forma, a MOT-H apresenta a vantagem de limitar a disposição final das barras de aço, gerando estruturas melhores do ponto de vista construtivo, enquanto permite uma maior liberdade para a forma e angulação das bielas de concreto. Além disso, o concreto será aproximado por elementos bidimensionais ortotrópicos – comumente se utilizam elementos isotrópicos – permitindo a captura de efeitos não observados pelas outras metodologias citadas, como os efeitos decorrentes das tensões transversais. No entanto, há um aumento relevante do tempo computacional em relação às formulações contínua e discreta isoladas; que, entretanto, considerando os processadores computacionais atuais, não se torna um fator limitante à sua utilização. Para esse trabalho, serão adaptados três algoritmos de MatLab já existentes: o Polymesher, um gerador de malha poligonal; o Polytop, um Otimizador Topológico Contínuo; e o GRAND, um Otimizador Topológico Discreto. Os resultados obtidos com essa metodologia foram comparados com os das MOT-C, MOT-D e, quando possível, com os de Gaynor; Guest; Moen, (2013). Os resultados demonstraram que a MOT-H é bastante promissora no estudo do concreto armado fornecendo modelos de bielas e tirantes precisos e que apresentam as vantagens citadas.

  • KYCIANNE ROSE ALVES DE GÓES BARROS
  • Uma formulação mista para o projeto de consolos de concreto armado
  • Orientador : REJANE MARTINS FERNANDES CANHA
  • Data: 19/02/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os consolos são elementos estruturais de concreto armado geralmente projetados a partir de colunas e que têm a função de transferir cargas para a estrutura principal. As cargas principais atuantes nos consolos são verticais, advindas de elementos que se apoiam neles. Também podem existir cargas horizontais, provenientes de retração, deformações, fluência ou mudanças de temperaturas do conjunto de elementos viga-consolo. Eles funcionam basicamente como balanços, porém a relação da distância entre a força aplicada e o centro do pilar (a) e a distância da altura útil (d) é sempre menor que a unidade. O seu estudo é de suma importância, pois em virtude dessa relação de distâncias (a/d) ser menor que a unidade, o comportamento dos consolos não pode ser equiparada ao comportamento de outros elementos estruturais. Por mais que os consolos sejam considerados materiais homogêneos, isotrópicos e elásticos perfeitos, são observadas descontinuidades estáticas e geométricas nas suas estruturas, não obedecendo à Hipótese de Bernoulli. Tendo em vista a necessidade de um estudo mais detalhado sobre o assunto em questão, o presente trabalho tem como objetivo encontrar um novo modelo de projeto para os cálculos de consolos de concreto armado utilizando como base métodos já existentes na literatura. Com isso, foram estudados diversos experimentos com elementos estruturais de consolos para encontrar uma calibração adequada, baseada no modelo de atrito-cisalhamento, que funciona com certa precisão para consolos muito curtos. Após isso, ocorreu a aplicação do modelo de atrito-cisalhamento calibrado em 389 consolos obtidos através da literatura. Por fim, utilizou-se o modelo proposto por Vieira (2018) baseado no método de bielas e tirantes para que fosse realizada uma ponderação complementar que define a formulação final para achar a tensão cisalhante de cálculo. Os resultados obtidos a partir desse modelo foram utilizados para comparação, através de tabelas, gráficos e análises estatísticas, com os encontrados em teste de laboratório.

  • LEONARDO ANDRADE BISPO SILVA
  • MODELO DE DANO CONCENTRADO APLICADO À FLAMBAGEM LOCAL EM PERFIS VAZADOS DE AÇO ESTRUTURAL SUBMETIDOS À FLEXÃO COMPOSTA
  • Orientador : DAVID LEONARDO NASCIMENTO DE FIGUEIREDO AMORIM
  • Data: 31/01/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A procura em reduzir custos na engenharia faz com que sejam desenvolvidos novos materiais e concepções de projeto que buscam estruturas mais leves e arrojadas. Desta forma, os grandes avanços nos processos de fabricação levam a utilização mais frequente de perfis metálicos com espessuras reduzidas e elevada tensão de escoamento. Consequentemente, ao utilizar peças estruturais com seções transversais compostas por placas esbeltas, o fenômeno de instabilidade local fica mais evidente e é usualmente tratado como uma forma de colapso. Como o tratamento matemático convencional do comportamento da estrutura quanto a flambagem local exige soluções trabalhosas e refinadas, costuma-se empregar o método dos elementos finitos em sua formulação clássica utilizando malhas com vários elementos de casca ou tridimensionais, o que acarreta no aumento do custo computacional. Por outro lado, uma teoria não linear recente, denominada de Mecânica do Dano Concentrado (MDC), foi introduzida para obter resultados mais realistas e eficientes na análise de estruturas mais complexas. Na MDC assume-se que todos os efeitos não lineares de um elemento finito estão concentrados em rótulas plásticas, o que reduz significativamente o custo computacional da análise. Por conta disto, o presente trabalho busca elaborar modelos numéricos via MDC aplicados à flambagem local em perfis vazados de aço submetidos à flexão composta. Para analisar a eficiência dos modelos, os resultados numéricos são comparados com resultados experimentais de Yamada et al. (1994), em que colunas de aço com seções retangulares vazadas de 200 x 200 x 9mm foram submetidas a três ensaios de flexão composta, sendo um monotônico e dois cíclicos. Posteriormente, é elaborado um modelo para pórticos bidimensionais e os resultados numéricos serão comparados com resultados experimentais de outros autores.

  • MANDARLAN HALLEI NASCIMENTO PEREIRA
  • ANÁLISE COMPARATIVA DO COMPORTAMENTO MECÂNICO DE CONCRETO ASFÁLTICO USANDO LIGANTE MODIFICADO POR VIA SECA E POR VIA ÚMIDA COM MISTURA DE RESÍDUO INDUSTRIAL: BORRACHA DE RECAUCHUTAGEM DE PNEUS E BORRA OLEOSA DE PETRÓLEO
  • Orientador : GISELIA CARDOSO
  • Data: 31/01/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A camada de revestimento asfáltico dos pavimentos rodoviários tem a função de resistir a esforços que provém das cargas dos tráfegos de veículos e proporcionar aos usuários segurança e conforto. Na construção das rodovias o material empregado nos revestimentos dos pavimentos flexíveis é o concreto betuminoso usinado à quente ou a frio e no Brasil o mais empregado é o concreto betuminoso usinado à quente (CBUQ), cuja aglutinação dos agregados é feita por meio do ligante asfáltico em proporções pré-definidas. O elevado tráfego de veículos nas rodovias e as ações climáticas ocasiona a perda de qualidades funcionais e estruturais do revestimento do pavimento, que degrada mais rápido diminuindo seu tempo de vida útil. O aumento da resistência e durabilidade dos materiais que compõem o revestimento do pavimento proporciona melhor comportamento mecânico do pavimento e evita defeitos como deformação permanente e fadiga. O objetivo do presente estudo é produzir concreto asfáltico tipo CBUQ, em laboratório, com ligante asfáltico modificado com mistura de resíduos industriais: borracha de recauchutagem de pneus e borra oleosa de petróleo utilizando a metodologia de processo por via seca e comparar o seu desempenho mecânico com o ligante asfáltico modificado com os mesmos resíduos industriais, utilizando a metodologia de processo por via úmida, dosados pelo método Marshall e Superpave, por meio de ensaios de resistência à tração por compressão diametral, desgaste Cântabro, módulo de resiliência, fadiga e creep dinâmico.

  • MARIA PAULA DUNEL
  • AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO TÉRMICO DE TIJOLOS ECOLÓGICOS EM ARACAJU/SE POR MEIO DE SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL
  • Orientador : CARLA FERNANDA BARBOSA TEIXEIRA
  • Data: 31/01/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A crescente urbanização e a industrialização das sociedades modernas têm gerado a produção em grande escala de resíduos sólidos, constituindo a proliferação destes, portanto, um problema a nível mundial, com consequências imediatas à saúde pública e ao meio ambiente. Os resíduos sólidos urbanos devem ser geridos e controlados de forma a reduzir o seu volume e periculosidade, minimizando os prejuízos da poluição ambiental e os impactos sobre a saúde das populações. Atualmente, as técnicas de controle de resíduos mais comuns são a reciclagem e a compostagem. Tais técnicas são conhecidas como ferramentas que possibilitam o aproveitamento dos resíduos. Nesse contexto, a utilização de materiais recicláveis na construção civil vem crescendo dia a dia. No entanto, no Brasil, não foi encontrada abordagem referente a algum material para a construção civil que tenha como base o resíduo sólido domiciliar, como é o caso do tijolo ecológico. Neste trabalho, foi analisado o desempenho térmico do tijolo ecológico, um tijolo de baixo impacto ambiental e de fácil aplicabilidade nas habitacionais para a população de baixa renda. O principal objetivo do estudo foi verificar a eficácia do tijolo ecológico quanto ao desempenho térmico. A metodologia consiste em se mensurar o desempenho térmico em dois modelos de referência com alvenaria de tijolos ecológicos produzidos com RSUs estabilizados, logo, foram realizadas alterações na envoltória, como o acréscimo de argamassa de revestimento e pintura de cor branca (α=0,20) e a substituição da alvenaria de tijolo ecológico pela alvenaria de tijolo maciço cerâmico com a finalidade de comparar os valores de temperatura do ar interna das edificações. A mensuração foi realizada por simulação computacional com o software EnergyPlus® utilizando os protótipos em escala real, no dia típico de verão. Nos resultados, observou-se que nas edificações simuladas com parede equivalente de tijolos ecológicos, obteve-se uma diferença mínima de temperatura do ar interna de não mais de 0,14°C no horário mais crítico do dia, em comparação as edificações simuladas com parede equivalente de tijolos maciços cerâmicos. Já nas simulações realizadas com a parede equivalente com argamassa de revestimento e pintura de cor branca não tiveram diferença, mesmo no horário mais crítico do dia. Porém, observa-se que houve significativa melhoria do desempenho térmico das alvenarias, com uma diferença de temperatura interna do ar de chegando aos 1,84°C com relação aos tijolos sem revestimento e pintura branca (α=0.20). Portanto, para melhor desempenho térmico das edificações na zona bioclimática-8, é indicado que a vedação composta por tijolos ecológicos seja revestida com argamassa e tenha a sua fachada pintada com cor branca de absortância igual a 0,20. Portanto, verificou-se alteração nos valores de transmitância e atraso térmicos referentes ao comportamento das alvenarias nos diferentes ambientes da edificação.

  • JOÃO MARCOS DE JESUS OLIVEIRA
  • Mecânica do Dano Concentrado Expandida para Meios Bidimensionais: Elemento Finito para Problemas de Localização de Deformações em Chapas
  • Orientador : DAVID LEONARDO NASCIMENTO DE FIGUEIREDO AMORIM
  • Data: 30/01/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Dentro da engenharia, a representação das estruturas por meio de modelos matemáticos é de fundamental importância. Através deles, em conjunto com ferramentas computacionais, consegue-se simular o comportamento dos elementos estruturais, possibilitando diversas análises. Com isso, torna-se determinante a elaboração de modelos cada vez mais precisos e que englobem um maior número de fenômenos observados na realidade. Os principais modelos atuais são baseados na teoria da plasticidade, na mecânica do dano e na mecânica da fratura. Sabidamente, ao se atingir a zona de amolecimento, modelos de dano clássicos levam a dependência de malha em uma análise por elementos finitos sempre que uma solução localizada é escolhida. O chamado fenômeno da localização, nesses modelos, leva a uma infinidade de soluções possíveis e, obviamente, necessita de algum critério de regularização para que se obtenha a solução correta. Este trabalho apresenta uma nova formulação de elemento finito para a análise de problemas de localização de deformações em chapas, baseado principalmente no trabalho anterior de Amorim et al. (2018). O novo modelo não se baseia nas modernas abordagens da mecânica do dano que se utilizam de modelos não locais ou por gradiente para contornar o problema da localização. Trata-se de uma expansão da mecânica do dano concentrado, ou MDC, para meios bidimensionais. Essa formulação mais geral da teoria é aqui chamada de mecânica do dano concentrado expandida, ou MDCX. A MDC utiliza ideias chave da mecânica da fratura e da mecânica do dano em união com o conceito de rótulas plásticas. Até então, em termos de aplicabilidade concreta, os modelos da MDC estavam limitados a análise de pórticos e arcos, demonstrando resultados objetivos para esses casos. Para esses modelos, o elemento finito é dado pela combinação de um elemento de barra elástico com duas rótulas inelásticas nas extremidades. No caso de um meio bidimensional, como em elementos de chapa, as rótulas inelásticas se transformam em bandas de localização. O elemento finito proposto neste trabalho consiste na união de um elemento elástico de quatro nós com um conjunto de bandas de localização nos lados e também no interior do elemento. Leis de evolução de dano que descrevem o comportamento de cada banda de localização são introduzidas na formulação do modelo e o elemento proposto é então implementado em um programa de análise por elementos finitos. A convergência dos resultados numéricos para uma solução única, na medida em que se refina a malha, é demonstrada através de exemplos e problemas relacionados são discutidos. Os resultados são apresentados de maneira gráfica junto a configuração final da estrutura do problema, destacando a formação das bandas de localização.

  • ALAN DE GOIS BARBOSA
  • Influência dos períodos críticos na operação otimizada do sistema de usinas hidrelétricas da bacia do rio São Francisco utilizando programação não linear
  • Orientador : LUDMILSON ABRITTA MENDES
  • Data: 28/01/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A evolução da gestão dos recursos hídricos, principalmente a operação de reservatórios, está em constante mudança com o passar das décadas. O desafio atual consiste em operar uma rede hidrotérmica sujeita à aleatoriedade dos eventos hidrológicos, às flutuações atmosféricas e às mudanças climáticas e, como consequência, à possível redução de afluências aos reservatórios. Conflitos entre os setores usuários já são registrados e há impactos diretos na geração e comercialização de energia elétrica. Além disso, a definição do período crítico interfere diretamente no rateio de energia das usinas hidrelétricas brasileiras. O Nordeste brasileiro historicamente enfrenta deficit hídrico, fazendo com que a Bacia Hidrográfica do rio São Francisco seja um alicerce para seu desenvolvimento, principalmente com a implantação do Projeto de Integração da Bacia Hidrográfica do rio São Francisco e Nordeste Setentrional. Diante do exposto, o presente trabalho tem como objetivo realizar um estudo a respeito do comportamento das séries relacionadas ao funcionamento do sistema hidrelétrico implantado na bacia hidrográfica do rio São Francisco, identificando seus períodos críticos, bem como mensurar o desempenho do sistema de reservatórios das usinas hidrelétricas no atendimento aos diversos setores usuários: elétrico, usos consuntivos e ambiental, diante dos diferentes períodos críticos. Foram obtidas as séries de vazões naturais afluentes, energia natural afluente e energia armazenada. Como, nas avaliações hidrológicas, se consideram as premissas básicas de aleatoriedade, independência, homogeneidade e estacionariedade, foram feitas as seguintes avaliações: quanto à presença de tendência, aplicaram-se os testes de Mann-Kendall, Spearman e Pettitt; quanto à aleatoriedade, aplicou-se o single-sample runs test; quanto à independência, foi aplicado o teste de Wald e Wolfowitz e, quanto à homogeneidade, aplicou-se o teste de Mann-Whitney. Duas metodologias de definição de período crítico foram comparadas: segundo a vazão natural afluente e segundo a energia armazenada. Posteriormente, aferiu-se o compromisso do modelo determinístico de ono atendimento de diversos usos, utilizando programação não linear, para os diferentes períodos críticos. Foi observado que as séries de vazões naturais afluentes, energia natural afluente e energia armazenada são, predominantemente, não estacionárias, com mudança de tendência na década de 1990, interferindo diretamente no período crítico da bacia, avaliado entre 2012 – 2019. Ao se comparar o desempenho dos modelos de operação em programação não linear (PNL) com o modelo de política de operação padrão, obteve-se diminuição expressiva da vulnerabilidade do sistema na PNL.

  • ANDERSON DE JESUS LIMA
  • ANÁLISE COMPARATIVA DA EFICIÊNCIA DE FILTROS LENTOS COM MEIO FILTRANTES CONVENCIONAIS E NÃO CONVENCIONAIS
  • Orientador : DENISE CONCEICAO DE GOIS SANTOS MICHELAN
  • Data: 27/01/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A filtração lenta é uma das tecnologias de tratamento de água mais indicadas para atender comunidades rural/isoladas, dada sua simplicidade de construção, manutenção, operação e eficiência, principalmente na remoção de patógenos. Para se contornar os requisitos de qualidade da água bruta que esses sistemas exigem, pode-se alterar as configurações do meio filtrante, e assim obter desempenhos superiores. Nesse sentido, diversas pesquisas indicam os benefícios de se aplicar camadas intermediárias de materiais diferentes da areia no meio filtrante, principalmente alguns tipos de resíduos, cuja área superficial, porosidade e adsorção podem contribuir na remoção de contaminantes durante a filtração. Além disso, a aplicação de resíduos como meios filtrantes alternativos possui apelo ambiental e econômico, visto que agrega valor ao que antes era descartado e se caracteriza como destinação ambientalmente sustentável. Assim, considerando os ganhos obtidos pela aplicação de materiais diferentes da areia como meio filtrante, este trabalho objetiva comparar a eficiência de filtro lento constituído de meio filtrante convencional com filtros lentos com meios filtrantes não convencionais, modificados com resíduos de fácil acesso. Para tanto, desenvolveu-se um sistema piloto com seis filtro: um filtro convencional de areia (FLC), com meio filtrante de fibras de coco (FLFC), de areia com camada intermediária de fibras de coco (FLSFC), de areia com camada intermediária de resíduo de madeira maravalha de angelim-vermelho (FLSM), de areia com camada intermediária de carvão vegetal caseiro de rolhas de cortiça (FLSCV), e de areia com camada intermediária de resíduo cerâmico (FLSRC), todos com camada suporte de britas graduadas. Os filtros operaram com fluxo descendente, com taxa de 3,0 m³/m².dia ±10% de forma contínua e eram alimentados com água subterrânea com adição de 1,2% de esgoto. A areia e britas empregas foram caracterizadas por análise granulométrica e análise dimensional, respectivamente, ao passo que os materiais não convencionais foram caracterizados a partir da determinação da densidade aparente, porosidade e capacidade de absorção de água. Adicionalmente foi realizada a identificação dos principais microrganismos presente na camada biológica. Com exceção do carvão vegetal que apresentou baixa porosidade aparente, todos os materiais empregados apresentaram alta capacidade de absorção de água e porosidade, com destaque para fibras de coco que apresentou maior valor para esses dois parâmetros. Quanto à eficiência dos sistemas, os resultados indicam não haver diferenças estatisticamente significativas entre filtro convencional e os filtros com resíduos. Contudo, o filtro FLSCV apresentou maior remoção de cor aparente, turbidez e coliformes totais e termotolerantes, dentre todos os filtros, inclusive o filtro controle. Ademais, os indivíduos encontrados na camada biológica dos filtros não diferiram dos relatados pela literatura. Dessa forma, os filtros modificados com resíduos demonstraram desempenho equiparável ao filtro lento convencional, o que justifica seu emprego como meio filtrante em regiões com alta produção desses resíduos e/ou com pouca disponibilidade de areia.

2019
Descrição
  • PRISCILA LOPES DOS SANTOS DE SENA
  • ARGAMASSA COM ADIÇÃO DE RESÍDUO DE POLIURETANO: PROPRIEDADES MECÂNICAS E TÉRMICAS
  • Orientador : CARLA FERNANDA BARBOSA TEIXEIRA
  • Data: 17/12/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O setor da Construção Civil tem grande relevância no contexto da crise ambiental e da geração de resíduos, pois, além de utilizar muita matéria-prima, também apresenta elevados índices de descartes. A incorporação de vários tipos de resíduos, principalmente nas argamassas e concretos, produtos com vasta aplicabilidade no setor, tem-se mostrado como uma solução viável para a economia de recursos naturais, bem como para a destinação correta desses resíduos. O resíduo de poliuretano, que é proveniente da fabricação de pranchas de surfe, tem potencial para aplicação na Construção Civil. Por isso, esta pesquisa teve como principal objetivo a análise da influência da adição desse resíduo nas propriedades mecânicas e térmicas de argamassas mistas (cimento, cal e areia) com diferentes teores de incorporação. As argamassas estudadas foram produzidas com incorporação de resíduo de poliuretano em substituição à areia natural, agregado que é normalmente utilizado. Foram realizados ensaios de caracterização dos materiais utilizados para a produção das argamassas, adotando-se os teores de substituição, em volume, de 50, 75 e 100% (AR50, AR75 e AR100, respectivamente) de areia por resíduo de poliuretano e uma argamassa de referência sem resíduos (AR00). As argamassas produzidas foram submetidas a ensaios visando à verificação e à análise das propriedades mecânicas e térmicas, bem como do desempenho térmico através das trocas de calor. Através dos ensaios realizados, foi possível verificar a influência do resíduo nas propriedades no estado fresco (quanto maior o teor de substituição, maior a quantidade de água necessária para a mesma consistência) e no estado endurecido (redução das resistências mecânicas e densidade de massa à medida que se aumentaram os percentuais de substituição). Foi possível verificar também a diminuição dos valores de condutividade térmica à medida que se aumentou o teor de substituição do resíduo pela areia, conferindo às argamassas estudadas um maior isolamento térmico em relação à argamassa de referência.

  • MARIA FRANCIELLE SANTOS MENEZES
  • AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO TÉRMICO DE TELHADOS VERDES EM ARACAJU-SE
  • Orientador : CARLA FERNANDA BARBOSA TEIXEIRA
  • Data: 15/10/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Com o aumento da urbanização das cidades, a cobertura vegetal natural do solo foi suprimida para dar espaço a novas edificações. Essas construções, principalmente em regiões tropicais, estão sujeitas à radiação solar elevada, propiciando o aumento das temperaturas internas. Nos últimos anos, a tomada de consciência ambiental implicou a busca por soluções construtivas menos impactantes na Construção Civil. Uma das maneiras de incrementar o caráter sustentável desse setor é através da instalação de telhados verdes nas construções. Além de ser menos degradante para o meio ambiente, a implantação de telhados verdes apresenta outras vantagens, tais como a melhora do microclima interno da edificação. Em virtude disso, o objetivo do trabalho foi avaliar o desempenho térmico de telhados verdes sujeitos às condições climáticas de Aracaju - SE, por meio de simulação computacional. Analisou-se a influência do telhado verde em um protótipo e em uma sala de aula sujeitos ao clima da referida cidade. Primeiramente, foram criados os modelos computacionais do protótipo e da sala de aula no Sketchup®, por meio do plugin Euclid®. O próximo passo consistiu na calibração do modelo do protótipo através da comparação entre os resultados da simulação e os dados medidos experimentalmente. Depois da calibração, foram realizadas seis simulações térmicas no modelo do protótipo, com alteração das seguintes variáveis em cada simulação: o tipo de cobertura (telha cerâmica não esmaltada, telhado verde extensivo e telhado verde intensivo) e a condição de fronteira exterior da parede (parede diatérmica e parede adiabática). Posteriormente, foram realizadas as simulações térmicas do modelo computacional da sala de aula, com a alteração do tipo de cobertura em cada simulação (telha cerâmica não esmaltada, telhado verde extensivo e telhado verde intensivo). As simulações foram realizadas para todas as horas do ano e as análises dos resultados contemplaram duas semanas: uma semana representativa da estação seca e uma semana representativa da estação chuvosa. De forma geral, o desempenho térmico do telhado intensivo e do telhado extensivo foram superiores ao da telha cerâmica, tanto no protótipo quanto na sala de aula, principalmente na estação seca.

  • IGOR FARO DANTAS DE SANTANNA
  • DETERMINAÇÃO DE PARÂMETROS PARA OBTENÇÃO DE VIABILIDADE TÉCNICO-ECONÔMICA NA IMPLANTAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS PARA HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL EM ARACAJU
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 30/08/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O estado de Sergipe possui um grande déficit habitacional, que tem raízes históricas, sem que ações efetivas tenham sido implantadas a fim de sanar a questão. A maior parte deste déficit corresponde às famílias de baixa renda, ou seja, existe uma grande demanda latente por Habitações de Interesse Social, que por inúmeros motivos não vem sendo atendida nem pelo estado, tão pouco pela iniciativa privada, mesmo com a grande capacidade operacional ociosa, devido à retração no mercado imobiliário destinado as faixas mais abastadas. Esta pesquisa se propõe a identificar os elementos intervenientes à viabilidade de empreendimentos imobiliários, em especial os de Empreendimentos Interesse Social (EIS) implantados no município de Aracaju. A etapa preliminar da pesquisa compreendeu uma revisão bibliográfica para definição da pesquisa delineada. Posteriormente, definiu-se o método de pesquisa. A pesquisa contemplou um estudo bibliométrico a fim de identificar os esforços e avanços acadêmicos obtidos na área, um estudo de campo a fim de delimitar se a distribuição normal das unidades disponíveis no município de Aracaju acompanha a distribuição da renda dos munícipes, além de identificar onde e como estão sendo implantados os EIS no referido município. Para isso, foram utilizados mapas e planilhas para a sistematização dos dados. Os resultados obtidos contribuem para delimitar as condições necessárias a viabilização de um número muito maior de EIS, reduzindo significativamente o déficit habitacional do município de Aracaju.

  • ADYSSON ANDRÉ FORTUNA DE SOUZA
  • TEORIA DO DANO CONCENTRADO APLICADA AO CÁLCULO DE FLECHA IMEDIATA EM VIGAS DE CONCRETO ARMADO
  • Orientador : DAVID LEONARDO NASCIMENTO DE FIGUEIREDO AMORIM
  • Data: 29/08/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A verificação da flecha em vigas é uma etapa fundamental do desenvolvimento do projeto estrutural, que tem o objetivo de estimar o comportamento da estrutura em situação de serviço. Nesta etapa é analisado o maior deslocamento do eixo do elemento estrutural submetido a flexão. Em uma viga de concreto armado, esse deslocamento tem um comportamento não linear, e para melhor descrevê-lo, é necessário um método de análise não linear de estruturas. Atualmente, algumas normas adotam a Fórmula de Branson ou o Método Bilinear que utilizam uma ponderação dos efeitos entre os Estádios I e II, na tentativa de precisar a flecha imediata em vigas de concreto armado. Porém, ambos os métodos de cálculo, se tratam de um método de análise linear de estruturas. Tendo isso em vista, este estudo propõe uma nova alternativa para quantificar as flechas em vigas de concreto armado, utilizando a Teoria do Dano Concentrado. Este é um método de análise não linear, que utiliza conceitos da Mecânica da Fratura e da Mecânica do Dano aliados a rótulas plásticas. A precisão da fórmula desenvolvida foi verificada através de comparativos com trabalhos experimentais desenvolvidos por outros autores, além de comparar com a Fórmula de Branson, com o Método de Bischoff que é uma adaptação da Fórmula de Branson, e com o Método Bilinear. Os resultados obtidos evidenciaram que o procedimento proposto necessita de modificações, a fim de melhor descrever o comportamento mecânico das vigas analisadas no Estádio II.

  • MATHEUS CARVALHO CONCEIÇÃO
  • Análise Comparativa de Desempenho de Estações de Tratamento de Esgotos Sanitários de Grande e Pequeno Porte em Aracaju
  • Orientador : LUCIANA COELHO MENDONCA
  • Data: 23/08/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Um dos maiores impactos aos recursos hídricos do país ocorre pela descarga de esgotos in natura nos cursos d’água receptores e a carência por saneamento ainda é uma realidade na maioria dos municípios do Brasil. Especificamente no município de Aracaju, capital do estado de Sergipe, o índice de tratamento de esgotos gerados é de apenas 49,4%. Diante dessa realidade, o investimento em sistemas de tratamento de efluentes in situ se torna uma valiosa alternativa para atendimento nas áreas descobertas de infraestrutura de esgotos. Dentre os métodos de tratamento individual de águas residuais, surgem como alternativa a associação do tanque séptico com o filtro anaeróbio e as estações compactas de tratamento, dotadas de câmaras anaeróbias e aeróbias. Em relação aos esgotos coletados pela companhia de saneamento, estes são conduzidos até Estações de Tratamento de Esgotos (ETEs) e, dentre algumas tecnologias utilizadas para seu tratamento, estão as lagoas de estabilização, reatores UASB, valos de oxidação e sistemas combinados. Neste trabalho, avaliou-se o desempenho dos sistemas de tratamento supracitados, utilizados como soluções in situ no tratamento de esgotos domésticos em dois condomínios multifamiliares na capital sergipana, comparando-os com o desempenho de quatro ETEs que tratam o esgoto do município de Aracaju. Foi feito monitoramento físico-químico dos sistemas de tratamento individual de esgotos e os resultados foram comparados aos obtidos nas Estações de Tratamento do Esgoto de Aracaju. Os resultados indicaram eficiências negativas na maior parte dos parâmetros analisados nas soluções individuais, enquanto as ETEs mostraram melhores eficiências, porém abaixo das encontradas na literatura revisada. Quanto às exigências da legislação ambiental vigente para o lançamento de efluentes, houve atendimento das ETEs na maior parte do período analisado. Nas soluções in situ, ocorreu descumprimento da legislação na quase totalidade do tempo observado. No tocante à comparação do desempenho das ETEs com as soluções individuais, as quatro ETEs apresentaram valores de desempenho muito superiores aos das soluções descentralizadas. Em face do exposto, pode-se concluir a necessidade de alocação de recursos para investimentos na manutenção da infraestrutura das ETEs e na capacitação de forma contínua dos profissionais ligados à operação dos sistemas. No caso das soluções descentralizadas, a falta de fiscalização da operação dos sistemas, pelos órgãos públicos, acarreta em falhas que causam degradação de águas subterrâneas e superficiais. Por se encontrarem enterrados, inexiste um comprometimento com as inspeções e manutenção dos sistemas por parte dos responsáveis pelos condomínios, apesar da operação ser simples e de baixo custo. Tanto os sistemas centralizados, quanto os descentralizados necessitam melhorar os índices de qualidade do esgoto tratado lançado nos corpos hídricos, de tal forma a reduzir as cargas poluidoras e seus impactos negativos no meio ambiente, com consequente manutenção da qualidade da água dos mananciais e redução significativa de problemas de saúde pública.

  • FELIPE SIMÕES BACELAR
  • AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO USO DE FIBRAS NO DESEMPENHO MECÂNICO DA BRITA GRADUADA TRATADA COM CIMENTO
  • Orientador : FERNANDO SILVA ALBUQUERQUE
  • Data: 17/06/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Nas últimas décadas, percebeu-se uma elevação do volume e das cargas de tráfego nas rodovias do país. Isso fez com que projetistas buscassem soluções para combater essa sobrecarga ao pavimento. Como solução, em muitos projetos está-se utilizando base ou sub-base de materiais cimentados, entre esses materiais, a Brita Graduada Tratada com Cimento (BGTC). Esse material fornece ao pavimento elevada rigidez, contudo, como desvantagem, a BGTC apresenta ruptura frágil e prematura por fadiga, ocasionando trincamentos e elevadas deformações, com danos à estrutura do pavimento. Isso acontece, principalmente, em razão da sua baixa tenacidade e resistência à tração. Em vista disso, esta pesquisa analisou o efeito no desempenho mecânico da BGTC com a inserção de fibras e comparou com a mistura tradicional, avaliando diversos parâmetros, como resistência à compressão, resistência à tração, módulo elástico, módulo dinâmico, módulo resiliente, módulo flexural, tenacidade e vida de fadiga. Então, de acordo com os resultados dos obtidos nesta pesquisa, pode-se concluir que houve uma melhora no desempenho mecânico da BGTC com a inserção de fibras, principalmente nos parâmetros de resistência à tração, tenacidade e vida de fadiga. Estes são fatores de fundamental importância no dimensionamento de pavimentos semirrígidos construídos com BGTC.

  • SÉRGIO SOUZA OLIVEIRA
  • Avaliação Operacional de uma Estação de Tratamento de Esgotos em uma Universidade Pública
  • Orientador : LUCIANA COELHO MENDONCA
  • Data: 17/05/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • As atividades humanas degradam a cada dia o meio ambiente, poluindo os solos, as águas e o ar, portanto são de grande importância as ações na área de saneamento, para garantir um meio ambiente adequado à vida. A Lei Nᵒ 11.445/2007 estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a política nacional de Saneamento Básico. A implantação de esgotamento sanitário, junto com seu tratamento, faz parte desta política e contribui para o controle da poluição ambiental. Na Universidade Federal de Sergipe, campus São Cristóvão, há uma Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) que, como qualquer ETE, necessita que o tratamento tenha um acompanhamento sistemático, para que ocorra de forma eficiente. Assim, a proposta desta pesquisa foi avaliar as atividades de operação da ETE da UFS campus São Cristóvão, analisando se compromete o desempenho das etapas de tratamento, e se deixa de atender à legislação ambiental. Foram feitas visitas rotineiras à estação de tratamento, para obtenção de registros fotográficos e coleta de amostras para avaliação do desempenho físico-químico das unidades biológicas (UASB e valo de oxidação). Para identificação dos problemas, sob a ótica da Instituição, foram aplicados questionários aos operadores e à administração da estação de tratamento de esgotos. Ao final do trabalho, constatou-se que a vazão afluente de projeto e carga orgânica do esgoto bruto foram superestimadas, ocasionando um superdimensionamento da estação de tratamento. Verificou-se que a eficiência de remoção de DQO e de sólidos no UASB e no valo de oxidação estão muito inferiores à de projeto, porém a DBO do efluente atende ao padrão Resolução Conama n⁰ 430 principalmente em virtude da baixa concentração de matéria orgânica no afluente da estação. Observou-se que o tratamento terciário também não está ocorrendo de forma adequada, tornando-se necessária a implementação de uma rotina para que desinfecção do efluente aconteça de forma eficiente, assim pode-se retomar a filosofia original do projeto de reutilizar o efluente tratado na irrigação das áreas verdes do campus. Para a ETE funcionar de forma adequada, sugerem-se: algumas alterações estruturais nas unidades de tratamento, a elaboração de um manual de operação com o detalhamento de todas as atividades da estação de tratamento, a implementação de uma sistemática de coleta de amostras e análises de laboratório, a manutenção preventiva dos equipamentos, e a criação de uma escala de trabalho de turno para os operadores. Conclui-se que existem grandes dificuldades para que uma instituição pública de ensino opere uma estação de tratamento de esgotos de forma adequada.

  • ANDRÉA CARLA PEIXOTO FILGUEIRAS
  • ESTUDO DO DESEMPENHO TÉRMICO DAS ENVOLTÓRIAS DAS EDIFICAÇÕES RESIDENCIAIS MULTIPISO EM ARACAJU/SE
  • Orientador : CARLA FERNANDA BARBOSA TEIXEIRA
  • Data: 23/04/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O homem sempre buscou melhores condições de qualidade em suas moradias e, atualmente, esta ideia está associada à busca de um desempenho mínimo e eficiência de todos os elementos, componentes e sistemas que fazem parte das edificações. O desempenho térmico de uma edificação, além de proporcionar conforto aos usuários, influencia diretamente na eficiência energética, contribuindo de maneira bem incisiva na sustentabilidade do mundo. Nesse sentido, com as normas e com o ideal cenário sustentável, é primordial que os sistemas construtivos das fachadas e coberturas das edificações apresentem um desempenho térmico mínimo. Nesse contexto, o objetivo geral dessa pesquisa é verificar se o sistema construtivo típico das envoltórias adotado nas edificações residenciais multipiso em Aracaju/SE atende aos requisitos de desempenho térmico mínimo da Norma de Desempenho. A pesquisa foi exploratória e dividida em quatro etapas, com delineamento através de métodos qualitativos e quantitativos. A primeira etapa foi à revisão bibliográfica, seguida da etapa com entrevista estruturada com representantes de incorporadoras e/ou construtoras locais, a partir da aplicação de questionários de perguntas abertas e fechadas. A terceira etapa foi o estudo de caso, com método simplificado e de simulação computacional, utilizando uma amostragem do padrão característico dos sistemas utilizados nas envoltórias locais. Por último, análise dos resultados e conclusão. Os resultados das entrevistas com as empresas foram significativos para o trabalho, onde foi percebido que os critérios utilizados, de forma geral, para determinação da envoltória possuem prioridades em outros pontos, ao invés do desempenho térmico que as edificações devem proporcionar. O desempenho térmico é um critério crescente como preocupação nas empresas para o desenvolvimento dos projetos e construções de edificações residenciais multipiso, devido à implantação da Norma de Desempenho. Para os resultados do método simplificado, o sistema padrão atendeu ao desempenho térmico mínimo das envoltórias; entretanto, no método de simulação não atingiu o patamar desejado. Portanto, essa pesquisa evidencia a necessidade do estudo do desempenho térmico das envoltórias em um clima quente e úmido. Espera-se que o atendimento ao desempenho térmico mínimo seja alcançado ao se desenvolver projetos e especificações voltados para a melhor qualidade térmica das envoltórias de edificações residenciais multipiso, favorecendo o conforto térmico do usuário e a eficiência térmica do conjunto.

  • RENAN TENORIO DE ARAÚJO LIMA
  • Identificação das dificuldades na definição de questões de valor para os Stakeholders em Obras Públicas Padronizadas com Base no Target Costing
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 10/04/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A construção civil, no caso de empreendimentos públicos, conta com peculiaridades em comparação às obras privadas. Estas advêm do alto número de partes interessadas nos empreendimentos (stakeholders), além das questões legais referentes à aplicação de recursos públicos. Nesse sentido, há poucos estudos relacionando questões de atendimento às necessidades dessas partes, mesmo se observado avanços nas técnicas construtivas empregadas no setor. Daí, observam-se empreendimentos que não atendem às necessidades dos stakeholders, principalmente por conta da inexistência de informações suficientes nas fases de concepção desses. A pesquisa focou no programa de construção de unidades escolares do Governo Federal do Brasil, chamado PROINFÂNCIA. Supondo-se que uma das raízes dos problemas encontrados nos empreendimentos está na definição de quem são os stakeholders e quais são as suas necessidades, a pesquisa adotou uma abordagem do target costing na gestão da percepção de valor às partes envolvidas, agregando ideias necessárias à definição de quem são essas partes e o que elas esperaram dos empreendimentos. Assim, o objetivo dessa pesquisa foi identificar quais são as dificuldades na definição de questões de valor para os Stakeholders em obras públicas padronizadas com base na teoria do target costing. A fase preliminar da pesquisa compreende uma revisão bibliográfica inicial para escolha da linha de pesquisa a ser delineada, além de mapeamento sistêmico da literatura de target costing, relacionando o tema a obras públicas. Em seguida, escolhe-se o método de pesquisa. A pesquisa contemplou estudo de casos múltiplos com aplicação de formulários semiestruturados e entrevistas com diversas partes envolvidas em empreendimentos do programa no Estado de Sergipe. Os formulários foram elaborados de acordo com a revisão de literatura. As questões, em sua maioria, têm suas respostas em uma escala de Likert, complementadas por entrevista, constituindo um método de pesquisa quali-quantitativo. Em termos quantitativos, os dados foram tratados usando testes estatísticos. Como resultado, avaliou-se a complexidade do atendimento às questões de valor para os stakeholders nas obras estudadas, além de que foi possível compreender as dificuldades no processo de concepção desses empreendimentos quanto a questões de valor para essas partes envolvidas.

  • LETÍCIA MENEZES SANTOS SÁ
  • CARACTERIZAÇÃO GEOTÉCNICA E GEO-REFERENCIAMENTO DE DEPÓSITOS DE SOLOS MOLES DA REGIÃO METROPOLITANA DE ARACAJU
  • Orientador : ERINALDO HILARIO CAVALCANTE
  • Data: 27/02/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A boa prática da Engenharia Geotécnica requer um conhecimento prévio do perfil das camadas que compõem o subsolo em que serão executadas as fundações e as obras de terra. É por meio das investigações geotécnicas preliminares e complementares que, na maior parte dos casos, as informações acerca dessas camadas costumam ser obtidas. Entretanto, não é raro se encontrar casos de obras em que se observa o negligenciamento dessas investigações, com o consequente surgimento de patologias e problemas decorrentes da elaboração de projetos sem uma análise criteriosa. Esses problemas se agravam quando há, no subsolo, a presença de camadas de solo muito compressíveis, especialmente de argilas moles, que geralmente possuem baixa resistência e que experimentam elevados recalques por adensamento. Atualmente, poucos são os dados registrados acerca das camadas de solos moles presentes no subsolo da Região Metropolitana de Aracaju (RMA). Inserida nesse contexto, a presente pesquisa tem como objetivo principal avaliar, com base em ensaios de campo e de laboratório, propriedades geotécnicas de amostras de solos moles existentes em alguns locais da RMA, dando início à formação de um banco de dados, que poderá ser utilizado como referência para a realização de estudos e elaboração de projetos geotécnicos. Com essa finalidade, realizou-se a caracterização e o georreferenciamento de oito depósitos de solo mole existentes na RMA. O software QGIS 2.18.7 foi utilizado para a elaboração de mapas contendo informações relevantes sobre a geologia, geomorfologia e pedologia dos depósitos georreferenciados. Além disso, reuniu-se em um banco de dados, informações referentes a ensaios de campo (palheta) e de laboratório (caracterização, adensamento, triaxiais e compressão simples), executados nos depósitos estudados. Verificou-se que as camadas de argila mole da RMA encontram-se, em alguns casos, intercaladas a camadas arenosas e que a porcentagem de argila dos depósitos estudados variou entre 11 e 48%. No que diz respeito à plasticidade, esses solos classificam-se como medianamente plásticos a muito plásticos (IP entre 9 e 39). Quando comparados a outros depósitos brasileiros, apresentaram baixos teores de umidade, possivelmente pela influência das lentes de areia. Quanto à atividade, há uma predominância de argilas inativas. Os valores de resistência ao cisalhamento não drenada, por sua vez, variaram entre 2,5 e 19,0 kPa. Os resultados obtidos nessa pesquisa constituem apenas o início de um longo processo de investigação, caracterização e catalogação das informações referentes aos depósitos solo mole existentes no Estado de Sergipe. Por isso, espera-se que pesquisas complementares sejam desenvolvidas futuramente, a fim de ampliar o conhecimento acerca dessas camadas.

  • TAÍSA ANDRADE BARBOSA
  • Produção de energia renovável a partir do biogás em empreendimentos habitacionais: análise técnica, econômica e ambiental visando o desenvolvimento urbano sustentável
  • Orientador : DANIEL MOUREIRA FONTES LIMA
  • Data: 07/02/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, uma parcela significativa dos esgotos domésticos são tratatos através de processos anaeróbios, os quais possibilitam o aproveitamento energético do biogás produzido. Nesse sentido, essa dissertação buscou estudar o potencial de utilização de biogás para geração de energia elétrica descentralizada em sistemas compactos de tratamento de esgotos em empreendimentos habitacionais. Para isso, três condomínios modelos com características socioeconômicas distintas foram adotados e as viablibilidades técnica e econômica dos sistemas projetados foram analisadas, assim como seus impactos ambientais. O volume de biogás produzido nos condomínios (8,7 – 21,6 m³.dia-1) possibilitaria o funcionamento do motogerador durante algumas horas do dia, o qual deveria ocorrer preferencialmente nos horários de ponta (quando a tarifa de energia é mais alta). Dessa maneira, detectou-se que a geração de energia não seria suficiente para suprir toda a demanda da área comum dos empreendimentos, porém, possibilitou uma economia equivalente a aproximadamente um mês de energia por ano. Os resultados do estudo de viabilidade econômica, com VPLs de R$ 4.460,51 (RMo) e R$ 590,97 (RSv) para a situação onde o custo integral do projeto foi levado em conta e de R$ 45.473,83 (RMo), R$ 33.639,05 (RSv) e R$ 88.959,44 (PAg) para a situação considerando apenas os custos com o sistema de biogás, mostraram que as receitas geradas com o aproveitamento do biogás foram suficientes para suprir os custos de implantação, operação e manutenção em cinco das seis condições analisadas. Além disso, uma vez que os benefícios ambientais são motivos sufientes para incluir processos sustentáveis em novas construções e os projetos resultaram em gastos per capita baixos (R$ 49,91 – R$ 85,80 com o CAPEX e R$ 3,96 – R$ 4,91 com o OPEX anualmente), entendeu-se que o sistema apresentou grande potencial de aplicação. Finalmente, a análise de viabilidade técnica permitiu concluir que os principais entraves estariam relacionados com o desenvolvimento da tecnologia do biogás na região, principalmente com relação à disponibilidade de equipamentos adequados à baixas vazões de biogás e à falta de normatizações com orientações para execução de projetos. Logo, destacou-se a necessidade de estudos complementares para o incentivo desse setor, tendo em vista que as condições ambientais e econômicas são vantajosas.

2018
Descrição
  • VANESSA SILVA CHAVES
  • SELEÇÃO MULTICRITERIAL DE ALTERNATIVAS DE GERENCIAMENTO DA DEMANDA DE ÁGUA PARA A INDÚSTRIA: ESTUDO DE CASO EM INDÚSTRIA DE REVESTIMENTO CERÂMICO DE NOSSA SENHORA DO SOCORRO-SE
  • Data: 28/08/2018
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A escassez de água tem atingido vários países, inclusive o Brasil. Na maioria dos casos, quando ocorrem eventos críticos de seca, os governantes adotam medidas emergenciais para amenizar o problema, situação que poderia ser evitada se houvesse um gerenciamento eficiente dos recursos hídricos. Nestas circunstâncias, tem crescido a ideia do gerenciamento da demanda de água, que tem se espalhado pelos vários setores usuários deste recurso, inclusive a indústria. A indústria de revestimento cerâmico, por exemplo, é uma grande consumidora de água e por ser o Brasil, o 2º maior produtor mundial, requer especial atenção. Diante deste cenário, buscou-se desenvolver um trabalho que tem como objetivo principal analisar e identificar, multicriterialmente, a alternativa de gerenciamento de demanda de água mais adequada ao alcance do uso racional em uma indústria de revestimento cerâmico, localizada em Nossa Senhora do Socorro-SE. Dentre as alternativas de gerenciamento de demanda, este trabalho focou nas alternativas tecnológicas, especificamente a captação de água de chuva, o reúso de água e a adoção de aparelhos poupadores. Utilizando-se entrevistas, questionários e observação e elaborando-se projetos e orçamentos, com o auxílio do software Visual PROMETHEE, foi possível avaliar, sob as óticas econômica, ambiental, técnica e social, a melhor alternativa para implementação na indústria estudada. Após aplicação do modelo PROMETHEE, conclui-se que, em todos critérios, os aparelhos poupadores superaram as demais alternativas, sendo indicada como a alternativa de gerenciamento de demanda de água mais adequada ao alcance do uso racional em uma indústria de revestimento cerâmico, fato que se deve, principalmente, ao baixo custo de aquisição dos aparelhos, a ausência de bombas no sistema e a alta facilidade de implementação e manutenção, além de obter boa aceitabilidade ambiental e econômica.

  • EVELYNE KARLA CARVALHO MONTEIRO BARROS
  • CONCRETO PERMEÁVEL COM AGREGADO CONVENCIONAL E RECICLADO DE RESÍDUO DE CERÂMICA VERMELHA
  • Orientador : ANGELA TERESA COSTA SALES
  • Data: 05/04/2018
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A impermeabilização do solo, ocasionada principalmente por coberturas, pavimentação de ruas e estradas, calçadas, pátios, dentre outros, são obstáculos à infiltração da água, que antes escoava lentamente alimentando os mananciais subterrâneos. O processo de impermeabilização cria uma demanda, cada vez maior, de condutos com maior capacidade de escoamento, sobrecarregando as redes de drenagem. O setor da construção civil é notório como grande gerador de impactos ambientais, notadamente pela intensidade de geração de resíduos de sua cadeia produtiva. O presente estudo buscou produzir concretos compatíveis com os ditames das normas técnicas relativas ao concreto permeável. Para tanto, foram testadas proporções entre os constituintes desse tipo de concreto, visando ao atingimento da condutividade hidráulica, aliada à resistência mecânica necessária para o revestimento permeável. Foi determinada uma proporção genérica de 1:4,5, em massa, de cimento e agregados, com relação água/cimento de 0,3. As tentativas de obtenção das duas propriedades, simultaneamente, incluíram formulações de pasta de cimento Portland com agregado graúdo convencional; com substituição parcial do agregado convencional por agregado de resíduo de cerâmica vermelha (BR) e com substituição de parte do agregado graúdo convencional por agregado miúdo. Os teores de substituição foram de 10% e 20% de agregado graúdo reciclado e de 20% de agregado miúdo. Com relação à resistência à compressão axial, os valores médios encontrados foram abaixo do valor mínimo de 20 MPa determinado na norma NBR 16416 (ABNT, 2015a), permanecendo em torno de 5 MPa a 7 MPa. As misturas BC70BR10AR20 e BC80AR20 foram as que apresentaram valores mais próximos da mistura de referência (BC100), atingindo 6,50 MPa e 6,87 MPa, respectivamente. No que se refere à resistência à tração por compressão diametral, a mistura BC70BR10AR20 apresentou 0,94 MPa, superando a mistura BC100, com 0,92 MPa. Para a tração na flexão, a mistura BC80AR20 teve resultado superior à BC100, em 19%. Quanto ao módulo de elasticidade sob compressão, a mistura BC60BR20AR20 foi a menos rígida. A mistura BC70BR10AR20 obteve maior módulo, ultrapassando a mistura de referência em 7%. . Quanto ao desempenho relativo à permeabilidade, todas as misturas atenderam ao requisito estabelecido pela norma NBR 16416, apresentando valores superiores a 10-3 m/s. Considerando os resultados obtidosde coeficiente de permeabilidade (K) eresistência mecânica à tração na flexão, foi possível indicar, dentre todas as misturas avaliadas, o concreto BC80AR20 como a mistura que melhor atendeu, simultaneamente, aos requisitos propostos nesse estudo.

  • PAULO RICARDO RAMOS SANTOS
  • INVESTIGAÇÃO DA ADAPTAÇÃO DE CONTRUTORAS DE ARACAJU À IMPLANTAÇÃO DA NORMA DE DESEMPENHO – NBR 15.575
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 07/03/2018
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A norma de desempenho, NBR 15.575 (ABNT, 2013) constitui um marco divisório na construção civil brasileira. Desse modo, a pesquisa se propôs a investigar como se deu o processo de adaptação das construtoras de Sergipe à norma de desempenho. A pesquisa teve como objetivo investigar as mudanças que ocorreram na empresa e nas diversas fases de concepção de um empreendimento para atender à norma de desempenho. A pesquisa foi realizada a partir de estudo de casos múltiplos, com característica exploratória e descritiva. Os dados foram coletados a partir de entrevistas com representantes de 16 construtoras. As entrevistas foram posteriormente transcritas e os dados foram tratados tanto quantitativamente, como qualitativamente. Os resultados evidenciaram que a fase de projetos ganhou mais atenção por parte das construtoras e que a mobilização para realizar ensaios ainda é tímida pelas construtoras entrevistadas. Quanto à elaboração do manual de uso e operação, observou-se uma tendência de terceirização do serviço, visando maior qualidade. Em relação às mudanças organizacionais, as construtoras, de maneira geral, investiram em treinamento dos funcionários, algumas contrataram consultorias para ajudar na adaptação à norma, mas, ainda há muito a ser feito. A matriz de maturidade, feita com base nas respostas dos entrevistados, também evidenciou isso. Na opinião dos entrevistados, a norma de desempenho já impactou na rotina das construtoras, contudo, na visão deles, ocorrerá uma mobilização ainda maior quando os clientes exigirem judicialmente o desempenho de seus imóveis. Conclui-se que as empresas realizaram mudanças organizacionais em seus diversos setores para atender às exigências para a implantação da norma de desempenho, intensificando o aprendizado e a colaboração, tendo como impedimentos elevados investimentos financeiros em tempo de crise econômica.

  • LUCAS SILVA SANTANA
  • ANÁLISE ESPECTRAL DE ONDAS DE SUPERFÍCIE PARA OBTER ESPESSURAS E MÓDULOS ELÁSTICOS DE CAMADAS DE PAVIMENTOS BRASILEIROS
  • Orientador : FERNANDO SILVA ALBUQUERQUE
  • Data: 02/03/2018
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Testes não destrutivos de estruturas de pavimentação são úteis no planejamento e manutenção de rodovias. A determinação da espessura e rigidez de cada camada em um pavimento são objetivos típicos, uma vez que modelos analíticos são a base do projeto moderno de pavimentação, devendo essas propriedades do material de cada camada serem medidas e validadas em campo. O ensaio não destrutivo sísmico de pavimentos é de particular interesse. O método é baseado na análise espectral de ondas sísmicas, conhecido como análise espectral de ondas de superfície (SASW). Recentemente foi empregado como uma técnica alternativa no monitoramento e avaliação do pavimento em alguns países. O método SASW utiliza a natureza dispersiva das ondas de superfície em um meio estratificado para avaliar as propriedades de rigidez elástica das diferentes camadas. Nesse trabalho serão avaliadas as espessuras e os módulos elásticos de camadas de pavimentos, em dois trechos monitorados no Estado de Sergipe. O procedimento de teste completo é dividido em três etapas: (1) geração e medição de ondas de superfície no campo; (2) processamento de dados e extração de uma curva de dispersão experimental; e (3) inversão da curva de dispersão experimental para obter uma velocidade de onda de cisalhamento estimada com o perfil de profundidade.

  • KHARINE PRADO
  • ESTUDO DE CRITÉRIOS DE DOSAGEM PARA MELHORIA DE DESEMPENHO MECÂNICO DE BRITA GRADUADA TRATADA COM CIMENTO
  • Orientador : FERNANDO SILVA ALBUQUERQUE
  • Data: 02/03/2018
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A Brita Graduada Tratada com Cimento (BGTC) em meados do século XX foi bastante utilizada nas principais rodovias brasileiras de alto volume de tráfego. No entanto, tem sido alvo de diversas limitações inerentes às propriedades do material por ser de natureza quasefrágil, pois logo que ocorrem acentuadas variações na deformação de tração ao longo de ciclos de carregamento, ocorrem degradações críticas e aceleradas com a ruptura por fadiga do material. Vários fatores têm sido citados como prováveis causas para o intenso e rápido processo de fadiga, sendo os principais: a granulometria, o teor de cimento, o teor de umidade e o tempo de cura. Esta pesquisa tem o objetivo de propor recomendações técnicas para dosagem que melhorem o desempenho mecânico de materiais cimentados do tipo Brita Graduada Tratada com Cimento para pavimentação. O programa experimental envolverá ensaios de caracterização física (análise granulométrica, massa específica absorção, índice de forma, equivalente de areia e abrasão “Los Angeles”), dosagem das misturas e ensaios mecânicos (resistência à compressão simples, resistência à tração, módulo de resiliência, módulo de elasticidade, módulo dinâmico e compactação), vida de fadiga e tenacidade. Incialmente será realizada a caracterização física dos materiais (agregados e cimento), na sequência fará a determinação das proporções de agregado e cimento das misturas para dosagem. Será definido dois tipos de granulometria que serão dosadas para 3%, 4% e 5% de cimento, tanto na umidade ótima como a -1% da umidade ótima. Essas misturas serão submetidas aos ensaios mecânicos, com exceção do ensaio de vida fadiga, que será realizado para a mistura que apresentar a melhor relação RCS e RT. A partir dos resultados alcançados espera-se que seja possível obter um modelo de dosagem para BGTC que atenda aos critérios de fadiga tenacidade baseado na granulometria, no teor de cimento e no teor de umidade.

  • RICARDO RODRIGUES PRADO
  • ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS MORADORES QUANTO AO DESEMPENHO DE UNIDADES DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL COM BASE NA NORMA DE DESEMPENHO ABNT NBR 15575
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 21/02/2018
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O problema do déficit habitacional brasileiro não é apenas quantitativo, mas, sobretudo qualitativo, em especial quanto à qualidade das Habitações de Interesse Social (HIS). O resgate do processo histórico da questão da HIS, desde o início do processo de urbanização no Brasil até o atual Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), tem demostrado a dificuldade de enfrentamento das questões urbanísticas e da produção de habitações de HIS de desempenho satisfatório. Paralelamente a este processo fica evidenciado que mesmo a Indústria da Construção Civil (ICC) tendo se desenvolvido ao logo dos anos, os processos de produção e o produto final “habitação”, apresentam desempenho inferior ao esperado, principalmente no segmento das HIS. Nota-se que em diversos países os estudos e normatizações sobre o desempenho das habitações foram implementados nas décadas de 1930 e 1940. No Brasil apenas na década de 1990 iniciaram-se efetivamente os programas de qualidade na ICC e somente em 2013 entrou em vigor a norma brasileira de desempenho destinada a edificações habitacionais, a NBR 15575. Em 2009 é criado o PMCMV, que promove a redução do déficit habitacional, porém a questão da baixa qualidade permanece saliente, inclusive na principal modalidade do programa, o PMCMV-FAR, que trabalha com empresas da ICC e utiliza recursos do Fundo de Arrendamento Residencial. Dentro desse contexto, o presente trabalho propõe analisar a questão do desempenho das unidades das HIS, tomando como base a norma de desempenho. O objetivo da pesquisa é avaliar a percepção dos moradores quanto ao desempenho das edificações produzidas PMCMV-FAR no estado de Sergipe, de modo a contribuir para a melhoria do desempenho das HIS. A partir da revisão da literatura, foram definidos os métodos de pesquisa documental e a realização de levantamentos (surveys), utilizando ferramentas de Avaliação Pós-Ocupação (APO). Os resultados alcançados permitiram a avaliação da percepção de desempenho das unidades habitacionais através de indicadores, de simples análise e aplicação. Por meio dos indicadores e da análise dos dados pós-ocupação foram identificadas oportunidades de melhorias e apresentadas sugestões para o processo de aperfeiçoamento contínuo do desempenho das unidades de HIS.

  • ERWIN HENRIQUE MENEZES SCHNEIDER
  • Análise da situação da Bacia Hidrográfica do rio Japaratuba quanto à sua sustentabilidade hídrica e à outorga de direito de uso da água
  • Orientador : LUDMILSON ABRITTA MENDES
  • Data: 09/02/2018
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Para diversos autores, do ponto de vista ambiental, a sustentabilidade implica na coexistência harmônica do homem com seu meio ambiente, e o desenvolvimento sustentável é um permanente processo de aperfeiçoamento e ampliação dos patrimônios econômicos, sociais e ambientais de um país ou região, conduzido de forma harmônica, parcimoniosa e equânime distribuído no espaço e no tempo. Mensurar a sustentabilidade requer a integração de um grande número de informações advindas de uma pluralidade de disciplinas e áreas de conhecimento; e, nesse contexto é que os indicadores surgem como pontes, capazes de transformar dados em informações relevantes aos tomadores de decisão e ao público. No Brasil a sustentabilidade dos corpos hídricos tomou forma por meio da Política Nacional de Recursos Hídricos. Nesses 20 anos de sua criação, antigos e novos desafios vêm se apresentando à gestão dos recursos hídricos à medida que a aplicação de seus instrumentos consolidam-se, dentre os quais a outorga de direito de uso. A outorga deve ser analisada segundo seu caráter legal, técnico e social: quanto ao caráter legal, a estruturação do processo de outorga deve atender a legislação vigente; no que se refere às questões técnicas, o equacionamento passa pela realização do balanço de disponibilidade hídrica e demanda; e o caráter social é atendido com a análise dos usos preferenciais da água na Bacia Hidrográfica e aos anseios para os usos dessa água, a serem definidos pela população e considerados no equacionamento do balanço. A Bacia Hidrográfica do rio Japaratuba, objeto do estudo, caracteriza-se por possuir um grande potencial econômico e um uso bastante variado dos corpos hídricos. Seus rios são na totalidade de domínio Estadual e, na parte alta da Bacia, têm regime intermitente. A pesquisa tem como objetivo geral avaliar a situação da Bacia Hidrográfica do rio Japaratuba quanto à sua sustentabilidade hídrica e à aplicação do instrumento da outorga de direito de uso da água sob os aspectos técnicos e de gestão. Com essa finalidade, a metodologia aplicada está dividida em cinco partes, respectivamente: 1) diagnóstico da situação da outorga no Estado de Sergipe para a referida Bacia, por meio de uma entrevista junto ao órgão gestor de recursos hídricos do Estado; 2) levantamento e análise de dados de outorga da Bacia por meio dos requerimentos de outorga e cadastros de usos insignificantes; 3) regionalização da vazão de permanência Q90% em duas metodologias distintas – uma considerando uma única região homogênea envolvendo toda a bacia e outra discriminando as regiões homogêneas segundo as características climatológicas – através das ferramentas computacionais SisCoRV e SisCAH; 4) estimativa da disponibilidade hídrica nas Unidades de Planejamento da Bacia do rio Japaratuba; e 5) aplicação de Índices de Sustentabilidade Hídrica (ISH), classificando, assim, a Bacia estudada de acordo com suas características hídricas e de gestão no uso da água. Os resultados mostraram uma evolução na gestão de recursos hídricos no Estado com relação ao processo de outorga nos últimos 10 anos, apesar de ainda haver muitas dificuldades a serem enfrentadas; que a referida Bacia possui maior disponibilidade hídrica entre os meses de maio a outubro; e uma situação beirando a crítica com relação aos indicadores estudados. A partir dos resultados, são sugeridas melhorias no processo de concessão de outorgas, como a aplicação de uma nova regionalização de vazões e a consideração da variação sazonal do limite máximo outorgável.

  • LAYNARA FREITAS LIMA VIEIRA
  • Um novo modelo de projeto de consolos de concreto armado
  • Orientador : REJANE MARTINS FERNANDES CANHA
  • Data: 31/01/2018
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os consolos de concreto armado são conceituados como vigas em balanço muito curtas que se projetam a partir de pilares ou paredes e são normalmente utilizados para suportar outras partes de uma estrutura. Esse tipo de elemento estrutural é de considerável relevância, sobretudo em estruturas de concreto pré-moldado, no entanto, tendo em vista suas diferentes geometrias e características resistentes peculiares, seu dimensionamento é pouco trivial, uma vez que não pode ser realizado com base na “Hipotese de Bernoulli”. Essa hipótese tem como pressuposto a distribuição linear das deformações ao longo das seções transversais do elemento, quando submetido a qualquer carregamento, em detrimento da consideração das deformações não planares causadas pelas forças cisalhantes. Dessa forma, os consolos de concreto armado são elementos que se constituem de regiões de descontinuidades, ou seja, onde não são válidas as hipóteses de Bernoulli e necessitam assim, de modelos de dimensionamento, tais quais o Modelo de Bielas e Tirantes, o Modelo de Atrito-cisalhamento ou o Método dos Elementos Finitos entre outros. Em relação a esses modelos de dimensionamento, apesar das várias pesquisas já existentes, ainda é comum a utilização de abordagens empíricas e práticas de detalhamento, face a pouca difusão e conhecimento, bem como um consenso bem definido acerca de alguns parâmetros tais quais: a tensão efetiva nas bielas e na placa de apoio, o limite da relação a/d para os diferentes modelos de projeto, as parcelas de atrito e coesão do modelo de atrito-cisalhamento e o nível de contribuição das armaduras secundárias. Sendo assim, o presente trabalho teve como objetivo principal propor um novo modelo de projeto para o dimensionamento de consolos de concreto armado a partir de modelos já existentes, considerando suas respectivas particularidades e buscando um melhor aproveitamento da armadura secundária, que em geral não é contabilizada na capacidade de carga do consolo. Para tanto, os procedimentos metodológicos consistiram em quatro etapas, sendo a primeira uma revisão da literatura, pesquisa e fichamento dos consolos já estudados e disponíveis na literatura. A segunda etapa foi desenvolvimento do novo modelo de projeto e a terceira a aplicação desse novo modelo aos consolos disponíveis na literatura. A quarta e última etapa consistiu em analisar os resultados obtidos da aplicação do novo modelo aos consolos pesquisados e assim validar o modelo proposto.

2017
Descrição
  • NIELSON TÔRRES NEVES DE CARVALHO
  • ANÁLISE DE DEFORMAÇÕES ESPECÍFICAS DE TRAÇÃO NA FIBRA INFERIOR DE REVESTIMENTO ASFÁLTICO ATRAVÉS DE INSTRUMENTAÇÃO E MÉTODOS NUMÉRICOS
  • Orientador : FERNANDO SILVA ALBUQUERQUE
  • Data: 31/08/2017
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O uso de métodos numéricos para estimativa de tensões, deformações e deslocamentos em pavimentos rodoviários é comumente utilizado na fase de projeto para a previsão de desempenho de pavimentos. Essa estimativa pode trazer consigo imprecisões que refletem em superdimensionamento ou subdimensionamento, prejuízos econômicos e perda precoce da serventia do pavimento. É de grande importância mensurar essas diferenças, avaliando de forma comparativa as estimativas de métodos numéricos comumente utilizados em relação às medições diretas no pavimento. Uma forma de medir diretamente comportamentos mecânicos do pavimento é utilizando a instrumentação, que pode ser utilizada para medir tensões, deformações e deslocamentos e, ainda, fatores ambientais como temperatura. Dentre os parâmetros mais críticos destaca-se a deformação de tração horizontal na fibra inferior das camadas cimentadas com ligante asfáltico ou aglomerante hidráulico, que é diretamente ligada ao processo de fadiga e, por sua vez, ao trincamento dessas camadas. Neste trabalho foi realizada a avaliação das deformações específicas horizontais medidas através de sensor do tipo H-Gage instalado na fibra inferior do revestimento asfáltico de pista experimental da Universidade Federal de Sergipe, realizando em seguida o comparativo com as estimadas de simulações numéricas, utilizando o método das múltiplas camadas elásticas, com o software AEMC/SisPAV (FRANCO, 2007), e o método dos elementos finitos, com o software ANSYS®, com o objetivo de avaliar o grau de exatidão das estimativas numéricas. Algumas medições de campo foram rejeitadas por apresentar problemas decorrentes das instalações dos sensores, mas os resultados das medições validadas apresentaram comportamento coerente . No comparativo dos resultados de deformação das modelagens numéricas com as medições de campo, o método das camadas finitas apresentou valores superiores à instrumentação, enquanto a modelagem em elementos finitos valores inferiores. Avaliando a previsão de fadiga, as estimativas numéricas apresentaram vida de fadiga muito próxima às medições de campo, sendo a diferença insignificante no método das múltiplas camadas elásticas e relativamente pequena no método dos elementos finitos.

  • LUCIANO SILVA VASCONCELOS
  • ESTUDO DOS IMPACTOS DA CONSTRUÇAO CIVIL NO MEIO AMBIENTE: o caso do Bairro Coroa do Meio em Aracaju/SE
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 09/06/2017
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A construção civil responde atualmente por grande parcela dos impactos negativos de ações antrópicas, seja pelo consumo de insumos e matéria-prima ou pelos conflitos destes com as intervenções humanas no espaço urbano. Por ser uma das atividades que mais atinge a sociedade, gerando benefícios ou inconvenientes, tem influência direta nos âmbitos ambiental, social, econômico e visual de uma cidade ou área. O objetivo desta pesquisa é mapear os impactos da construção civil nas principais transformações ocorridas na paisagem do bairro Coroa do Meio na cidade de Aracaju/SE, no período de 1975 a 2017. A pesquisa tem uma abordagem quantitativa, qualitativa e exploratória a respeito de um estudo de caso. Os procedimentos metodológicos foram divididos em duas fases, sendo a primeira revisão da literatura e a segunda subdivida em quatro etapas: primeira etapa denominada de objeto, satisfez o levantamento bibliográfico, histórico e geográfico do estudo de caso, nesse caso o bairro Coroa do Meio; a segunda etapa compreendeu a aplicação de método ad-hoc com entrevistas estruturadas a cerca de impacto ambiental na área em estudo, com transcrição de falas e levantamento de palavras chaves através do software AntConc 3.4.3; a terceira etapa abrangeu a confecção de mapas da área nos anos de 1976, 1979, 2003, 2008, 2010 e 2013 através de fotografias aéreas ou imagens de satélite da área em estudo nos períodos citados com a utilização do software Quantum Gis 2.14.3, adotando como método o Overlay mapping, os anos posteriores foram impossibilitados de mapeamento, por haver incompatibilidades no georeferenciamento; e por fim, a quarta etapa tratou dos resultados das etapas dois e três, com a análise das entrevistas por entrevistado e análise da superposição dos mapas entre os anos mencionados na etapa três. Dessa forma, a pesquisa identificou que os impactos ambientais gerados pela construção civil transformaram e continuam a transformar o ambiente natural da Coroa do Meio iniciado com os grandes aterros de paisagens naturais. O avanço da ocupação humana é o impacto de maior gravidade, uma vez que as atividades humanas oriundas da construção civil continuam a deteriorar a pequena porcentagem de paisagem natural ainda existente na área do bairro. Por fim, essa dissertação fornece subsídios que podem auxiliar em estudos para o desenvolvimento de planos de ações e soluções inovadoras, possibilitando a minimização de impactos negativos ou a mitigação.

  • ZENÓBIO AMARO DE SANTANA JÚNIOR
  • CONDICIONANTES GEOTÉCNICOS QUE LEVARAM À RUPTURA UM ATERRO RODOVIÁRIO SOBRE SOLO MOLE NO ESTADO DE SERGIPE
  • Data: 26/05/2017
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os aterros rodoviários nem sempre são construídos sobre solos competentes, podendo ser executados sobre fundação constituída de solos de baixa resistência, como as argilas moles, que possuem baixa resistência ao cisalhamento e elevada compressibilidade. Quando executados sobre solos moles, há a necessidade de uma especial atenção, partindo-se de uma detalhada e criteriosa investigação geotécnica para subsidiar o projeto, adotando-se a solução tecnológica mais adequada para viabilizar a construção do aterro para ter o melhor desempenho possível. Os aterros são suscetíveis a processos críticos que podem levar à sua instabilidade, tanto pelos taludes quanto pela ruptura do solo de fundação. Os fatores principais que podem desencadear a ruptura estão relacionados à insuficiência de resistência ao cisalhamento do material do corpo do aterro e/ou do material do subsolo. Devido a uma prática tradicional e muitas vezes adotada de utilizar inclinação padrão dos taludes dos aterros rodoviários, o denominado gabarito, sem analisar a estabilidade dos taludes de acordo com as técnicas disponíveis na engenharia geotécnica, vários casos de insucessos têm ocorrido com esses tipos de obras rodoviárias, razão pela qual essa pesquisa aborda o tema. Dentro deste contexto, a pesquisa se propôs a analisar os condicionantes que causaram a ruptura de um aterro rodoviário, no trecho da pista da Rodovia Federal BR-101/SE, no quilômetro 94, situado no município de Nossa Senhora do Socorro, no Estado de Sergipe. Os resultados das análises realizadas permitiram concluir que a obra não foi projetada seguindo-se os critérios de projeto geotécnico necessários para que o aterro tivesse um desempenho satisfatório, especialmente pelo fato da ausência de análise de recalques promovidos pelo solo mole, bem como do cálculo da altura admissível e da estabilidade do talude do aterro em questão, razão pela qual foi desencadeada a ruptura, quando o valor do FS atingiu o valor 1,0, conforme indicado pelas retroanálises.

  • JÚLIO CÉSAR OLIVEIRA SANTANA
  • AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE EM EMPREENDIMENTOS HABITACIONAIS DE INTERESSE SOCIAL COM FOCO NO USUÁRIO
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 20/03/2017
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Alterações climáticas no planeta provocadas pelas ações humanas, que modificam o meio ambiente para atender as suas necessidades, em um mundo cada vez mais urbano e consumista, alertam para mudanças necessárias nas práticas de produção e consumo compatíveis com as possibilidades de renovação dos recursos naturais, de modo a tentar reverter esse cenário de desequilíbrio ascendente. Em contrapartida, as cidades, principalmente as maiores e mais influentes, exibem um contraste tanto físico quanto social. Enquanto, de um lado as metrópoles exibem uma opulência arquitetônica e tecnológica produzida pela concentração do capital corporativista, por outro pessoas vivem em condições precárias sem moradia digna, nem infraestrutura. O Desenvolvimento Sustentável (DS) busca fomentar ações que promovam o equilíbrio entre: o sistema econômico (fundamentado no consumo), a redução dos impactos consequentes desse sistema ao meio ambiente natural e maior equidade social. A construção de empreendimentos de habitação de interesse social (EHIS) pode promover a melhoria da qualidade de vida e diminuir a segregação social de um número de indivíduos que vivem em estado de pobreza, ou de extrema pobreza, ao redor do globo. Para tanto, esses empreendimentos devem ser concebidos de forma apropriada para cumprir esses objetivos, sem mencionar que os impactos ambientais desses empreendimentos são significativos, como os de qualquer empreendimento da construção civil e devem ser minimizados. Essa pesquisa tem por objetivo Avaliar o grau de sustentabilidade em empreendimento habitacional de interesse social (EHIS) com foco no atendimento das necessidades dos usuários. Para tanto, foi feita revisão na literatura atualizada sobre indicadores e avaliação de sustentabilidade; métodos de projeto; análise e elaboração de programas de necessidades (PN). Foi realizado um levantamento de campo, para o qual foram elaboradas listas de verificação para auxiliar na realização de entrevistas estruturadas dirigidas aos usuários e outros grupos de pessoas para conhecer essas metas e expectativas e suas compatibilidades com os indicadores de sustentabilidade. Ciente de que quanto mais prematuras as fases do processo construtivo, maior será o potencial de inserção de novas metodologias, como a sustentabilidade e a construção enxuta, com menores impactos nos custos. Com a análise do PN de EHIS, foi estabelecida uma avaliação do empreendimento quanto a sua qualidade sustentável assim como a de sua capacidade de satisfazer seus usuários. Acredita-se que avaliações deste tipo possibilitem a proposição de ajustes e melhorias no PN, relativos a esses aspectos, de modo a subsidiar a concepção de empreendimentos mais sustentáveis e de mais valia para os seus usuários.

  • HERBERT MELO CRUZ
  • ANÁLISE DAS CAUSAS DA VARIABILIDADE DO TEMPO DE EXECUÇÃO DOS PROCESSOS EM DIFERENTES SISTEMAS CONSTRUTIVOS
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 01/02/2017
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • As empresas construtoras estão em busca de novas soluções tecnológicas e gerenciais para resolver antigos problemas relacionados com as peculiaridades do setor. O elevado contingente de mão de obra, baixa produtividade e uso de técnicas arcaicas são uns dos vários exemplos que podem ser apontados. A introdução de novas tecnologias aumenta a eficiência dos sistemas construtivos, ao mesmo tempo em que os tornam mais complexos, necessitando de projetos, planejamento e execução mais resolvidos e de um gerenciamento mais preciso de todas estas etapas. A Construção Enxuta é uma filosofia de produção que atende às demandas atuais, sobretudo por reconhecer os processos de fluxo e suas interferências negativas causadas pelos problemas e peculiaridades da construção. Um dos grandes desafios para o gerenciamento da construção é a execução das atividades de acordo com as durações previstas na programação, sendo comum a ocorrência de variabilidade, neste aspecto. Desta forma, o objetivo principal desta pesquisa é analisar as causas da variabilidade do tempo de execução dos processos em diferentes sistemas construtivos. Para isto, foi realizado um estudo de campo envolvendo nove obras de sistemas construtivos distintos: concreto armado com vedação em alvenaria, alvenaria estrutural e paredes de concreto moldadas no local. A metodologia foi apoiada por ferramentas gerenciais, sendo elaborado um questionário contendo 31 causas de variabilidade. Para a análise dos dados foi criado um Fator de Atraso e utilizada uma metodologia de avaliação de nível de risco, para identificar e classificar por gravidade as causas da variabilidade. Esta análise foi feita para cada um dos sistemas, como também para os três níveis hierárquicos que participaram das entrevistas (engenheiros, mestres e operários). Durante o estudo de campo, também foram identificadas boas práticas que diminuem a variabilidade dos processos. Como resultados, os sistemas construtivos se comportaram de maneira diferente quanto aos principais tipos de causas. A análise de risco mostrou uma tendência de que o sistema de paredes de concreto (mais industrializados) esteja mais susceptíveis à variabilidade, porém o impacto da mesma é mais ameno do que nos outros dois sistemas. A comparação da visão dos níveis hierárquicos quanto à variabilidade mostrou que à medida que se aumenta este nível, aumenta-se também a sensibilidade quanto aos impactos da variabilidade. Foram levantadas 21 boas práticas nas obras que estavam ligadas à redução de 42% das causas de variabilidade. Conclui-se que há uma deficiência por parte dos gestores para lidar com os impactos da variabilidade no tempo de execução dos processos, apesar dos esforços voltados à industrialização, muitas causas identificadas, conhecidas no ambiente da construção, ainda são comuns, revelando um problema crônico do setor.

  • GESSYCA MENEZES COSTA
  • MÉTODO DE RESSONÂNCIA POR IMPACTO: OBTENÇÃO DE CURVAS MESTRAS DE MÓDULO DINÂMICO E ÂNGULO DE FASE EM MISTURAS ASFÁLTICAS BRASILEIRAS
  • Orientador : FERNANDO SILVA ALBUQUERQUE
  • Data: 27/01/2017
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O módulo dinâmico é um importante parâmetro no dimensionamento mecanístico-empírico de pavimentos, pois apresenta a relação tensão x deformação para materiais viscoelásticos, tais como as misturas asfálticas. A obtenção do módulo dinâmico é realizada atualmente por meio do ensaio mecânico, consistindo em uma aplicação de carga senoidal axial de compressão e medição da deformação resultante. Deste modo, o ensaio requer uma aparelhagem robusta, dispendiosa e de difícil execução em obras. Para contornar essa limitação, este trabalho propõe uma metodologia alternativa, mais econômica e de fácil implementação nas obras de pavimentação, baseada na Mecânica das Vibrações e que é amplamente usada na caracterização de outros materiais, como o concreto de cimento Portland e a cerâmica. Este método permite a obtenção de Módulo Dinâmico e do Ângulo de Fase por meio da determinação da frequência natural do material ao se aplicar um impulso elástico, denominada como ensaio de Ressonância por Impacto (RI). O ensaio RI foi realizado sob uma ampla faixa de temperaturas, permitindo assim a construção da curva mestra de módulo dinâmico para misturas asfálticas brasileiras. A eficácia do ensaio RI foi determinada em comparação às curvas mestras obtidas no ensaio de mecânico de Módulo Dinâmico para as mesmas misturas asfálticas.

  • RODRIGO DA SILVA NASCIMENTO
  • ESTUDO DE DESEMPENHO À FADIGA DE BASE CIMENTADA TIPO BGTC NA BR-101/SE
  • Orientador : FERNANDO SILVA ALBUQUERQUE
  • Data: 27/01/2017
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O crescente volume de tráfego nas rodovias e vias do país, fez com que o uso de camada de brita graduada tratada com cimento (BGTC) passasse a ser frequente em projetos de pavimentos novos no Brasil. O ganho de rigidez do pavimento faz com que o seu uso em vias de grande movimento se apresente como uma solução adequada, podendo ser empregada tanto como base como sub-base, no chamado pavimento semirrígido e semirrígido invertido, respectivamente. Possivelmente, a grande desvantagem do uso da BGTC está relacionado ao seu processo de ruptura frágil por fadiga, que leva muitas vezes ao dano acelerado à estrutura do pavimento. Nesta pesquisa, pretendeu-se conhecer o mecanismo de dano por fadiga na BGTC por meio da determinação da vida de fadiga em laboratório e acompanhamento do desempenho estrutural em trecho monitorado na BR101/SE. Foi acompanhada e determinada a evolução do dano causado pela ação do tráfego, bem como a sua influência na redução de rigidez deste material ao longo do tempo. Em conjunto foi verificada a existência de relação entre a degradação da BGTC e o surgimento de defeitos no revestimento. Definiu-se também o fator laboratório-campo para o modelo de previsão de desempenho do ensaio de fadiga realizado em laboratório, por meio de calibração utilizando do critérios de ruptura em campo e o princípio do dano acumulado da Lei de Miner.

  • RAFAELA LIMA SANTOS MELO
  • APLICAÇÃO DA ESCÓRIA DE COBRE BATIDA COMO SUBSTITUTA DO AGREGADO EM ARGAMASSAS DE ASSENTAMENTO E DE CONTRAPISO AUTONIVELANTE
  • Orientador : ANGELA TERESA COSTA SALES
  • Data: 25/01/2017
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A preservação ambiental é tema cada vez mais discutido pela sociedade devido à grande dependência dos recursos naturais para sobrevivência no planeta. A utilização racional das matérias-primas e sua destinação adequada estão na pauta das grandes preocupações dos setores produtivos. O presente trabalho busca avaliar a viabilidade da aplicação do resíduo da produção do cobre, chamado de escória de cobre, após ter sido utilizada como material abrasivo em serviços de jateamento, passando a denominar-se de granalha batida. Buscou-se substituir o agregado miúdo de argamassas de assentamento de alvenaria pela granalha batida, em duas frações, a fina e a grossa. Estudou-se também a aplicação da granalha como adição fina em argamassas para contrapiso autonivelante. Foram produzidas quatro misturas de argamassa de assentamento, para cada tipo de granalha, “fina” e “grossa”, com teores de 25%, 50%, 75% e 100% de substituição, além da argamassa de referência. Para argamassa autonivelante, utilizou-se 30% da adição substituindo o agregado miúdo. No estado fresco, para a medida da consistência pelo ensaio de espalhamento, foi estabelecido o valor de 270 ± 20 mm. No estado endurecido, ensaios de medida de porosidade das argamassas mostraram que as absorções de água mantiveram-se próximas às da mistura de referência. A absorção por capilaridade foi mais intensa para as misturas que tinham maiores teores de granalha batida, notadamente para as misturas com granalha batida do tipo “fina”. Sob ensaios mecânicos de compressão axial, as argamassas com substituição do agregado convencional por granalha batida fina tiveram reduções de desempenho significativamente maiores, tanto em relação à argamassa de referência, como em relação às argamassas com mesmos teores de granalha batida grossa. Os ensaios de módulo de elasticidade indicaram que, para as substituições do agregado convencional pela granalha grossa em até 75%, as variações foram pouco expressivas. Para as misturas com granalha fina, os valores de módulo de elasticidade diminuíram, alcançando uma redução de rigidez de 75% em relação à referência. Sob tração por compressão diametral, não houve variação significativa dessa propriedade na série com granalha do tipo grossa. Argamassas com granalha fina tiveram reduções significativas dessa resistência, chegando-se à cerca de 90% da argamassa de referência. A argamassa para contrapiso autonivelante com adição inerte de granalha batida de cobre apresentou espalhamento de 24 cm e tempo de fluxo de oito segundos, satisfazendo aos parâmetros requeridos. Resultados dos ensaios de resistência à flexão mostraram que houve redução de 57% da resistência da argamassa autonivelante, comparada com a referência. Pode-se concluir que, para pequenas substituições do agregado convencional por granalha batida grossa, há viabilidade de aplicação das argamassas em assentamento de alvenarias, considerando que, para este serviço, não são exigidos altos índices de resistência e rigidez.

2016
Descrição
  • BELANIZA GASPAR SANTOS NETA
  • ESTUDO DE ÁREAS DE RISCO DE DESLIZAMENTO NO AMBIENTE URBANO DE ARACAJU-SE
  • Data: 03/11/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Um dos principais motivos da ocorrência de desastres naturais ligados ao deslizamento de encostas é a ocupação de áreas de risco, impulsionada pelo crescimento das cidades de forma indiscriminada. Por conta disso, as políticas de gestão de risco de desastres naturais recebem grande destaque, principalmente quando se trata de fenômenos relacionados a inundações e deslizamentos de encostas. Em se tratando da gestão de risco municipal, a cidade de Aracaju, capital do estado de Sergipe, não tem figurado em destaque no que se refere à ocorrência de deslizamentos em encostas. Embora a cidade seja predominantemente plana, apresenta diversos locais de relevo acidentado que são caracterizados pela ocupação desordenada com edificações precárias, nas quais cortes, aterros, desmatamentos e a ausência de saneamento básico são alguns dos fatores que contribuem para a ocorrência de deslizamentos das vertentes presentes nessas áreas. O objetivo deste trabalho é auxiliar as entidades públicas responsáveis pela gestão de risco da cidade em identificar as áreas sujeitas a eventos envolvendo movimentos de massa através do estudo das características físicas e ambientais do município de Aracaju. Para tal, foram selecionados 16 setores de encostas, nos quais foram aplicadas duas metodologias, uma de avaliação de grau de risco, e a outra de avaliação de grau de perigo de deslizamentos. Um zoneamento simplificado de risco de escorregamento foi realizado a partir da metodologia qualitativa de Gusmão Filho et al. (1992), considerando-se a proposta de Alheiros (1998). Onde foram estabelecidas 4 faixas de grau de risco, determinadas segundo as características observadas nas áreas escolhidas. O município de Aracaju apresentou, dos setores avaliados, 6% com grau de risco baixo, 44% com grau de risco médio e 50% com risco alto e muito alto. A análise de perigo foi realizada com o auxílio da metodologia semi-quantitativa de Faria (2011) que utiliza o Processo de Análise Hierárquica (AHP). Assim como na análise de risco, foram estabelecidos 4 graus de perigo para classificar os setores de encosta analisados. Nessa análise, os setores avaliados que apresentaram grau de perigo baixo corresponderam a 37%, o grau de risco médio a 19%, o grau de perigo alto foi atribuído a aproximadamente 6% e 38% dos setores foram classificados com grau de perigo muito alto. Com base nas classificações, torna-se possível a delimitação das áreas sujeitas a deslizamentos, o que permite a hierarquização dos problemas e o suporte técnico para a relação com as comunidades afetadas. Dentre os 16 setores de encosta estudados, foram selecionadas as principais encostas dos setores 01, 03, 11 e 14 para a execução da análise de estabilidade através do software OptumG2® para a determinação do fator de segurança de taludes, onde foi selecionado o Strength Reduction Method (SRM) para a análise. Para tornar possível o estudo da estabilidade das vertentes, a caracterização geotécnica dos solos das 4 encostas foi executada com o intuito de conhecer as propriedades dos materiais e os parâmetros de resistência dos solos na condição de umidade natural e na condição inundada. Nas análises de estabilidade realizadas na condição de solo natural, apenas a encosta do setor 14 apresentou-se instável. Já na condição de solo inundado, apenas a encosta do setor 01 foi analisada como estável. Os resultados da análise de estabilidade foram coerentes com o risco atribuído aos setores.

  • JAMILLE CÂNDIDA CUNHA COUTO
  • CONTRIBUIÇÃO AO ESTUDO DA ADERÊNCIA ENTRE BARRAS DE AÇO E CONCRETO POR MEIO DE ENSAIO DE VIGA
  • Data: 29/08/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A premissa fundamental para o emprego e o funcionamento do concreto armado como material estrutural é a existência de aderência entre o concreto e o aço. O fenômeno de aderência funciona como um mecanismo de transferência de esforços e ainda assegura a compatibilidade de deformações na interface aço-concreto. Além disso, numerosos fatores interferem no comportamento de aderência, o que o torna complexo. Essas variáveis podem estar relacionadas ao material, como o diâmetro da barra de aço ou o uso de fibras como reforço. Este trabalho tem como objetivo estudar o comportamento da aderência entre barras de aço de diferentes diâmetros e concretos de resistência convencional com e sem adição de fibras metálicas. Para tanto será utilizado o ensaio de viga ou beam test, de acordo com a norma RILEM RC5 para este tipo de ensaio. No estudo experimental serão moldadas vigas de concreto armado, com barras de aço de diâmetros variando de 10 mm e 12,5 mm. O concreto utilizado terá como resistência à compressão 30 MPa, reforçado com fibras metálicas. A fibra usada será de aço de baixa resistência à tração com gancho nas extremidades, fator de forma 80 e comprimento igual a 60 mm, fabricada pela Maccaferri no Brasil. Os dados obtidos serão comparados com modelos teóricos existentes e também com dados experimentais de outros tipos de ensaios.

  • ROBSON RABELO DE SANTANA
  • ESTUDO DA ESTABILIDADE DE ESTOCAGEM DO CAP 50/70 MODIFICADO COM RESÍDUO INDUSTRIAL E AVALIAÇÃO DA SUA INFLUÊNCIA EM MISTURA DO TIPO CAUQ DOSADA PELOS MÉTODOS MARSHALL E SUPERPAVE
  • Orientador : GISELIA CARDOSO
  • Data: 26/07/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, revestimento de pavimento com mistura de concreto asfáltico usinado a quente (CAUQ) é o mais empregado. Dessa forma, estudos com o intuito de aumentar a sua vida útil e/ou diminuir intervenção corretiva são de interesse dos órgãos competentes. A baixa deformação permanente e a alta resistência à fadiga são comportamentos mecânicos desejados em um bom revestimento de pavimento. Ligante em excesso, em misturas asfálticas, favorece o aumento da deformação permanente, enquanto que em quantidade insuficiente reduz a resistência à fadiga, patologias que podem ser corrigidas por meio de dosagem adequada. Fatores como energia de compactação, granulometria de agregados, também influenciam no desempenho mecânico das misturas asfálticas. A modificação de ligante asfáltico pode levar a ocorrência de separação de fases e alteração do seu comportamento reológico, de Newtoniano para não-Newtoniano, na temperatura de processamento de mistura asfáltica. Diante disso, os objetivos do presente estudo foram avaliar, em laboratório, a ocorrência de possível separação de fases e de mudança no comportamento reológico do ligante CAP 50/70 modificado com 10% m/m de blenda de borra oleosa de petróleo com borrachas de pneus inservíveis, obtidas nas concentrações 85/15% m/m (M1) e 15/85% m/m (M2), na presença de 1% m/m do óleo extensor Neutro Pesado Aromático - NPA, da argila bentonita e da argila caulinita, como aditivos inibidores de separação de fases. Para alcançar os objetivos propostos, caracterização química e estudo de estabilidade de estocagem do CAP 50/70 puro e modificado foram realizados por espectroscopia de FTIR e reologia, respectivamente. Os resultados de FTIR mostraram que não houve interação química entre o ligante e os modificantes, e os reológicos mostraram que o CAP 50/70 modificado com M2, na presença dos referidos aditivos, houve separação de fases, enquanto o modificado com M1, na presença de 1% m/m NPA (CM1N1) não houve separação de fases. Diante disso, somente o modificado CM1N1 foi caracterizado quanto ao seu comportamento reológico e avaliado quanto ao seu comportamento mecânico em misturas dosadas pelos métodos Marshall e Superpave. Avaliação do comportamento mecânico se deu por meio dos ensaios de estabilidade Marshall, resistência à tração por compressão diametral (RTCD), dano por umidade induzida, módulo de resiliência (MR), creep dinâmico (flow number) e resistência à fadiga por compressão diametral com tensão controlada. A análise do comportamento reológico do CM1N1 mostrou que este se comporta como fluido de Bingham. Comparando os resultados dos ensaios mecânicos dos corpos de provas dosados pelos métodos Marshall e Superpave, observou-se que estes apresentaram comportamento mecânico satisfatório, com RTCD superior ao limite mínimo recomendado pela norma 031/2006 do DNIT. Entretanto, a quantidade de ligante na mistura asfáltica dosada pelo método Superpave foi de 9,8% inferior ao CAP puro e de 6,6% inferior ao modificado CM1N1, quando comparado com a dosagem realizada pelo método Marshall, de onde se concluiu que o uso do modificado CM1N1 é uma alternativa viável para obtenção de misturas do tipo CAUQ.

  • LUCAS FERREIRA MELO MACHADO
  • ESTABILIZAÇÃO DE UM SOLO DE SERGIPE COM ADIÇÃO DE POLÍMERO PARA FINS DE PAVIMENTAÇÃO
  • Data: 25/07/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A pavimentação rodoviária se constitui numa importante obra de engenharia, que desempenha papel de destaque no desenvolvimento de um país de dimensões continentais, onde aproximadamente 60% do transporte de cargas é feito usando o modal rodoviário, como é o caso do Brasil. Um pavimento adequadamente executado tem por finalidade precípua prover boas condições de trafegabilidade, além de oferecer conforto e segurança aos seus usuários. Na busca por menores custos de execução, operação e manutenção durante a vida útil das estradas, procura-se utilizar ao máximo na obra materiais locais, tais como solos da região, preferencialmente das jazidas mais próximas, mas, para isso deve-se garantir que os materiais possuem propriedades compatíveis com as solicitações a que serão submetidos. Além disso, precisam ter durabilidade. Em várias regiões do Brasil já há grandes dificuldades em se encontrar solos de qualidade adequada ao uso em camadas de base e subbase de pavimentos, visto que este tipo de construção movimenta grandes quantidades deste recurso natural não renovável. No caminho inverso à falta de material natural e à limitação de extração de solo em novas jazidas, há a disponibilidade de solos tropicais que podem ter suas características melhoradas após passar por um processo de estabilização. Uma das técnicas de melhoramentos de solos existentes é a estabilização química, na qual são utilizados aditivos para interagir com o solo, melhorando suas propriedades, como a melhoria da resistência mecânica e da estabilidade. Entre os aditivos existentes, nos últimos anos tem surgido o interesse pelo uso dos polímeros industriais. Este estudo tem por objetivo avaliar o emprego de um polímero acrílico industrial adicionado a um solo argilo-siltoso, de baixa compressibilidade, CL, segundo o sistema de classificação unificada, ou A-6, de acordo com o sistema HRB, tipicamente encontrado no Estado de Sergipe. Os estudos têm por base ensaios laboratório, tais como caracterização geotécnica, compactação, Índice Suporte Califórnia, Compressão Simples e Módulo de Resiliência. Os resultados obtidos indicaram que o polímero utilizado se constitui num potencial agente na promoção de melhorias na resistência do solo utilizado, aumentando os valores de ISC e diminuindo a deformabilidade sob carregamento repetido.

  • LUIS ANTONIO DA CUNHA VIANA NETO
  • Efeitos da variabilidade da produção de agregados de RCD sobre as propriedades físicas, químicas e mecânicas do concreto de cimento Portland
  • Orientador : ANGELA TERESA COSTA SALES
  • Data: 03/06/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Misturas cimentícias com agregados reciclados de resíduos de construção e demolição (RCD) têm sido estudadas e aplicadas em obras de construção civil. A variabilidade das propriedades desses agregados torna-se relevante, quando se pretende substituir agregados naturais por reciclados. A geração desses resíduos pelas empresas construtoras é uma grave questão, sendo necessário dar-lhes uma destinação adequada. Assim, cresce o número de usinas centrais de reciclagem de RCD, para produção desses agregados. Estas instalações recebem resíduos de várias fontes, cuja diversidade de composição, a depender da tipologia construtiva e fase da obra, influencia fortemente no comportamento dos agregados para argamassas e concretos. Essas variações de composição levam à diminuição da qualidade do agregado produzido, restringindo-os a aplicações de baixa exigência de desempenho. Agregados produzidos por uma usina de reciclagem do Estado de Sergipe foram caracterizados, física e químicamente, tendo como referência a norma brasileira NBR 15116, visando à aplicação em concretos. Foram feitas duas coletas dos agregados reciclados, com intervalo de seis meses, obtendo-se três frações granulométricas para cada coleta, correspondentes a areia, brita 0 e brita 1. Para cada amostra das coletas, determinou-se a composição gravimétrica dos agregados reciclados graúdos por análise visual. Para as duas coletas, os agregados graúdos foram classificados como agregado de resíduo misto (ARM). Tanto na primeira, como na segunda coleta, para as britas 0, foram detectados percentuais iguais de resíduos do grupo 1 da NBR 15116, de 54,2%. Para as britas 1, esses percentuais foram de 50,4% e 49,8%, para a primeira e segunda coleta, respectivamente. Nas britas 0, na primeira e segunda coletas, foram determinadas os teores de 97,4% e 95,1%, respectivamente, de resíduos Classe A, pela Resolução 307 do CONAMA. Nas britas 1, respectivamente, detectaram-se teores de 97,9% e 98,2% de resíduos Classe A. De acordo com a norma NBR 15116, exceto pela presença de torrões de argila acima do prescrito, os agregados obtidos nas duas coletas estariam aptos à aplicação em concretos não estruturais. Ensaios de determinação de atividade pozolânica com esses agregados mostraram que os finos dos ARM apresentaram índice de desempenho superior a 83%. Os concretos com ARM miúdos apresentaram bons resultados de resistência à compressão, chegando até a 18,06% de acréscimo em relação ao concreto de referência, enquanto que os concretos com graúdos obtiveram redução de até 20,58%. Processo de envelhecimento acelerado dos concretos com ARM levou a reduções de resistência entre 14,43% e 40,94%, enquanto que essa redução foi de 7,31%, para o concreto de referência. Dentre as propriedades físicas dos concretos, as misturas com 100% e 50% de substituição do agregado convencional, tanto miúdos, como graúdos, apresentaram, respectivamente, o maior e o menor aumento de absorção de água de 127% e 22,7%, em relação à referência. Para a massa específica real dos concretos, a maior redução foi observada para o concreto com 100% de substituição de agregados miúdos e graúdos, com ARM da segunda coleta, com valor de 11,32%. Medidas de resistência à tração por compressão diametral mostraram que apenas os quatro concretos com substituição total de ARM graúdos apresentaram redução, com valores entre 5,24% e 19,48%, em relação à referência. Os demais concretos obtiveram resultados similares ou superiores. A maior variação, entre as duas coletas, nessa propriedade e para esse tipo de concreto, foi de 13,17%. A inserção de agregados graúdos de RCD resultou em redução do módulo de elasticidade dos concretos com ARM, em relação ao concreto de referência. As reduções obtidas para esses concretos, nessa propriedade, ficaram no intervalo de 15,76% a 40,62%. A maior variação dessa propriedade, de 13,34%, entre os concretos com agregados obtidos nas duas coletas, foi para o concreto com substituição de 100% de agregado miúdo. A variabilidade observada nas propriedades dos ARM e dos concretos produzidos não foi insignificante, mas não foi considerada inviabilizadora da produção dos concretos, pois foram obtidos resultados satisfatórios dos concretos com ARM, principalmente, com ARM miúdos.

  • BRUNO ALMEIDA SOUZA
  • PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA CONSTRUTIVO DE PAREDES DE CONCRETO MOLDADAS IN LOCO SEGUNDO A VISÃO DA CONSTRUÇÃO ENXUTA
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 09/05/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • As empresas construtoras, na busca por um melhor desempenho econômico de suas obras, encontram na industrialização um meio para tornarem-se mais competitivas. O sistema construtivo de paredes de concreto moldadas in loco com fôrmas de alumínio busca atender essas expectativas por trazer consigo uma redução nos prazos de execução, além de ser um processo com poucas perdas. A simples implantação desse sistema não trará os resultados esperados, pois ele requer novos subsistemas que se adaptam melhor entre si. O objetivo da pesquisa foi entender como se dá a minimização de perdas no processo de implantação do sistema construtivo de paredes de concreto moldadas in loco ao aplicar conceitos enxutos na fase de planejamento do empreendimento. O método apoia-se em um estudo de caso com pesquisa participante. A pesquisa será divida em duas fases. A primeira fase envolveu a análise do planejamento do empreendimento. Esse planejamento trata da pesquisa de novas tecnologias construtivas que se adaptam bem ao sistema estrutural da edificação, ao aplicar conceitos da engenharia de sistemas. Ainda na fase de planejamento foi avaliada a programação da obra, buscando encontrar conceitos lean como elaboração de pacotes de trabalho, consideração do efeito aprendizado e balanceamento dos pacotes de trabalho. Outra etapa importante foi a análise da logística interna do canteiro segundo a visão enxuta. Nesta seção foram analisadas as posições dos locais de armazenagem, dimensões e a forma de distribuição dos materiais internamente. A segunda fase da pesquisa envolveu a coleta de dados dentro da obra para validação dos conceitos aplicados na fase de intervenção. Foram utilizados como indicadores o PPC e a produtividade. A partir dos resultados obtidos, foi possível medir a eficiência das ações propostas na fase de planejamento e que estão influenciando no desempenho da obra, usando o mapa sistêmico.

  • CAMILLA ARAÚJO COELHO OLIVEIRA
  • DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTA DE GESTÃO PARA A IMPLANTAÇÃO DO KIT COMPLETO NA ALVENARIA ESTRUTURAL
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 09/05/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Para tornar mais eficaz o processo de gestão empregado na construção civil, têm-se buscado utilizar como sustentação os princípios da Construção Enxuta, já que propiciam a potencialização do desempenho do planejamento. A redução da variabilidade é um desses princípios, sendo esta considerada por diversos autores como a principal causa para a ocorrência de perdas. Dessa maneira, percebe-se a necessidade da busca por sua redução tanto no aspecto da uniformidade do produto, como também na duração da atividade, já que esta tende a aumentar a parcela das atividades que não agregam valor. A padronização pode ser utilizada como um meio de obtenção da redução da variabilidade, já que possibilita um melhor controle da produção e, consequentemente, uma melhor qualidade do produto final. Esta deve ser aplicada desde o início do serviço, garantindo que todos os recursos necessários – kit completo – para sua realização estejam disponíveis e em condições ideais e padronizadas. Assim, o objetivo principal deste trabalho é desenvolver uma ferramenta de gestão para a implementação do kit completo na execução da alvenaria estrutural, de modo que possibilite a continuidade dos fluxos de produção dentro dos canteiros de obras e também a eliminação de perdas. A metodologia foi dividida em duas fases, sendo a primeira a revisão de literatura e a segunda subdividida em três grupos: compreensão, desenvolvimento da solução e consolidação. Na segunda fase, foram realizados: estudo exploratório de múltiplos casos e investigação dos elementos pertencentes aos sete fluxos que deveriam compor o kit completo na alvenaria estrutural. A partir do banco de dados elaborado – relatórios, quadros, diagramas de Ishikawa e fluxogramas –, foi desenvolvida uma ferramenta de gestão que proporciona a redução da variabilidade na etapa de elevação da alvenaria estrutural. Esta ferramenta foi validada, obtendo como resultado uma ferramenta que auxilia aos gestores das obras a realizarem o planejamento do serviço de elevação da alvenaria estrutural de modo a assegurar que todos os itens necessários estejam disponíveis, evitando assim a interrupção do serviço. Conclui-se que, ao utilizar esse ferramenta, os gestores obtenham a redução da variabilidade e a continuidade do serviço através do uso de conceitos da construção enxuta embutidos no relatório gerado pela ferramenta. Espera-se também que esta ferramenta possa servir de base para a utilização da mesma metodologia em outros processos.

  • DIEGO FARO ALVES
  • Soluções Analíticas e Solução de Elementos Finitos em 1D da Equação Diferencial da Aderência no Concreto Armado
  • Orientador : DAVID SOARES PINTO JUNIOR
  • Data: 29/02/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O fenômeno de aderência entre a armadura de aço e o concreto é a condição nuclear de existência do concreto armado e um fundamento capital na definição do comprimento de ancoragem no Cálculo Estrutural. Neste sentido, a matematização da aderência no Concreto Armado assume importância de ordem técnica e científica. Cientificamente, a aderência no Concreto Armado é pesquisada analiticamente e experimentalmente. Nesta dissertação de mestrado, são analisados os modelos descritos por equações diferenciais atribuídas a Yankelevsky e Casanova, dois clássicos autores neste tema. São calculadas as soluções analíticas das equações diferenciais da aderência para o deslizamento relativo entre armadura e concreto segundo as formulações de Yankelevsky e Casanova. Estudos numéricos são apresentados, indicando-se a tensão de aderência, a distribuição de deformação e de tensão no concreto e no aço, os deslocamentos no concreto e no aço, comparando-se as soluções das formulações de Yankelevsky e de Casanova. A solução de elemento finito associada a equação diferencial de aderência atribuída a Yankelevsky é calculada e comparada as soluções analíticas determinadas segundo as formulações de Yankelevsky e Casanova, evidenciando-se a concordância das soluções analíticas e da solução de elementos finitos. Vários gráficos são apresentados, comparando-se as soluções analíticas e a solução de elementos finitos para as distribuições de tensão de aderência, deslizamento, deslocamentos no aço e concreto, deformação no concreto e no aço, e a evolução da série de fissuras discretas geradas no espécime de concreto armado estudado. É conclusivo afirmar que a contribuição principal desta dissertação está sintetizada na reprodução integral dos resultados segundo as teorias sobre aderência desenvolvidas por Yankelevsky e Casanova e representa o domínio pleno do método de geração de fissuras discretas no Concreto Armado, podendo ser generalizado para leis tensão-deslizamento arbitrárias e novas famílias de elementos finitos de aderência em 1D.

  • ANNA CRISTINA ARAUJO DE JESUS CRUZ
  • ESTUDO DA ADERÊNCIA DE BARRA DE AÇO EM CONCRETO CONVENCIONAL E CONCRETO DE ALTO DESEMPENHO REFORÇADO COM FIBRAS DE AÇO
  • Orientador : MARCOS ANTONIO DE SOUZA SIMPLICIO
  • Data: 29/01/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O concreto armado é um material importante na construção civil e a aderência entre os dois materiais, ou seja, concreto e aço, é a propriedade fundamental para a sua existência. A tensão de aderência é influenciada por diversos fatores tais como: rugosidade da barra, posição da barra durante a concretagem, diâmetro da barra, resistência do concreto, retração, adensamento, porosidade do concreto etc. No Brasil, ainda não existem normas que regulamentem ensaios de aderência e a incorporação de fibras de aço no concreto como uma alternativa de reforço, porém, a utilização dessa técnica tem se tornado comum, sendo necessário maiores estudos sobre esse tema. Por essa razão, este trabalho propõe analisar o comportamento da aderência de barras de aço em concreto convencional e de alto desempenho com e sem a adição de fibras metálicas, por meio do ensaio de empuxamento (push-out test). Nesse estudo foram utilizadas barras de aço nervuradas, categoria CA-50 e com diâmetros de 10 mm, 12,5 mm e 16 mm, em corpos de prova prismáticos com 200 mm de aresta e comprimento de aderência equivalente a 5f, confeccionados com concretos de resistências à compressão de 40 MPa e 60 MPa, reforçados com fibras metálicas. As fibras utilizadas foram de aço trefilado, longas, nos percentuais de 0,30% e 0,75% em massa, com resistência à tração maior que 1.000 MPa. O comprimento da fibra foi de 60 mm e o diâmetro de 0,75 mm. Os resultados experimentais demonstraram que o teor de adição de fibras com o percentual de 0,30 %, foi pouco significante para o aumento da tensão de aderência e em 50 % dos resultados, o valor da tensão máxima diminuiu. A variação da resistência à compressão também influenciou a tensão máxima de aderência. Os moldes sem fibras aumentaram a tensão de aderência com o aumento da resistência à compressão (fc), para todos os diâmetros. As amostras com percentual de 0,30 %, também aumentaram a tensão de aderência, exceto no corpo de prova com diâmetro igual a 12,5 mm, que reduziu a tensão em 20%. O comportamento das curvas também foi influenciado pela resistência à compressão do concreto, pois houve um aumento da tensão no trecho descendente da curva e consequentemente um aumento da ductilidade em 83 % dos ensaios, excetuando apenas o molde com V = 0,30 % de adição e ø = 12,5 mm. Para os corpos de prova com CAD e adição de 0,75 % de fibras, não foi possível analisar a influência da adição, pois em todas as amostras, as barras de aço flambaram.

  • FERNANDA MARTINS CAVALCANTE DE MELO
  • Estudo experimental da aderência entre barras de aço e concreto reforçado com fibras
  • Orientador : MARCOS ANTONIO DE SOUZA SIMPLICIO
  • Data: 29/01/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A aderência entre o concreto com fibras e barras de aço, onde as barras atuam aumentando a capacidade de suporte de carga do concreto e as fibras no controle da fissuração, foi investigada nesta pesquisa experimental. Assim, por meio da análise comparativa da curva tensão de aderência versus deslizamento foi analisada a influência de misturas de fibras no comportamento da aderência entre barras de aço e concreto com fibras. As variáveis adotadas foram o diâmetro da armadura (10, 12,5 e 16 mm) e o tipo das fibras a serem incorporadas no concreto (aço, polipropileno e vidro). O concreto foi dosado para um fck de 30 MPa. Foram produzidas sete tipos de misturas e moldadas 105 amostras no total, envolvendo concreto sem fibras, com um tipo de fibra e com fibras híbridas. Os concretos foram caracterizados em função da determinação da consistência, seguindo a NBR NM 67 (ABNT, 1998); da resistência à compressão, segundo as recomendações da norma NBR 5739 (ABNT, 2007) e da tensão de aderência, de acordo com o esquema de ensaio tipo push-out, proposto pelo RILEM AAC 8.2 (1992). Para o ensaio de aderência foram confeccionados corpos de prova prismáticos com aresta de 20 cm e comprimento de ancoragem de cinco vezes o diâmetro da barra, adotando-se recomendações do RILEM RC6 (1983). Os resultados mostraram que a maioria dos concretos com fibras apresentaram redução na trabalhabilidade. A adição de fibras de vidro, polipropileno e fibras híbridas de aço e polipropileno não geraram influência significativa na resistência média à compressão (fcm) do compósito. Quanto à tensão máxima de aderência, a adição de fibras gerou acréscimos, decréscimos ou reduzida influência na tensão máxima de aderência dos concretos com fibras em relação ao sem fibras. O efeito das fibras híbridas na tensão máxima de aderência em relação ao concreto sem fibras foi prejudicial, pois todos os concretos com essas fibras tiveram sua tensão máxima de aderência reduzida. Observou-se a boa influência das fibras na ductilidade do concreto, principalmente as híbridas e nos corpos de prova com a barra de maior diâmetro.

2015
Descrição
  • RODRIGO FABIO SILVA DE OLIVEIRA
  • APLICAÇÃO DE PERFILÔMETRO INERCIAL A LASER NO CONTROLE DE PERFIL LONGITUDINAL DE PAVIMENTOS DE CONCRETO DE CIMENTO PORTLAND
  • Orientador : FERNANDO SILVA ALBUQUERQUE
  • Data: 31/08/2015
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os pavimento de concreto de cimento Portland podem apresentar defeitos de acabamento superficial relacionados às juntas de dilatação e os solavancos (Bumps) causados por saliências nas placas de concreto. Para a avaliação de Perfil Longitudinal neste tipo de pavimento é padronizado no Brasil o uso de Perfilógrafo Califórnia. Este equipamento obtem o perfil com resolução de 50 mm, são de baixa produtividade e não existem em disponibilidade suficiente no Brasil. Em contraponto, equipamentos como os Perfilômetros Inerciais a Laser tem grande potencial de uso para este fim, pois reunem a grande produtividade no levantamento, resolução menor que 10 mm (a depender da velocidade de uso) e estão disponíveis em número considerável no país. Pretende-se avaliar a sua aplicabilidade para o fim de controle de perfil longitudinal destes pavimentos, tomando como caso de estudo 09 segmentos da rodovia BR-101/SE, com níveis diferentes de perfil, para o estudo experimental.

  • LEONARDO JOSÉ DE SÁ MATOS
  • ANÁLISE DE TENSÕES E DEFORMAÇÕES EM ESTRUTURA DE PAVIMENTO FLEXÍVEL INSTRUMENTADO SOB CARREGAMENTO VARIADO
  • Orientador : FERNANDO SILVA ALBUQUERQUE
  • Data: 31/08/2015
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O processo de degradação em estruturas de pavimentos exige o entendimento científico sobre a origem e o desenvolvimento dos principais mecanismos de deterioração sob as cargas de tráfego. Tal entendimento é dificultado pela grande variedade de técnicas e materiais empregados nas construções de pavimentos, além das condições “imprevistas” de carregamento a que são submetidos. A mecânica dos pavimentos tem como desafio atual validar as teorias concebidas, a partir das pesquisas realizadas nos últimos anos. Neste sentido, torna-se cada vez mais comum no meio científico a realização de estudos voltados à análise de estruturas em pavimentos por meio da instrumentação com sensores eletrônicos. O objetivo desta pesquisa experimental é analisar tensões e deformações, que alimentam os modelos teóricos, em um sistema multicamadas de um pavimento flexível sob carregamento variado, em trecho experimental localizado no Campus São Cristóvão da Universidade Federal de Sergipe. Para tanto, foram construídas duas pistas experimentais em pavimento flexível, sendo delimitado um trecho para instrumentação com medidores de tensões e deformações instalados em diferentes pontos da estrutura do pavimento composta por subleito, reforço de subleito, base cimentada, camada antireflexão de trincas e revestimento em CBUQ. Serão utilizados veículos de carga para aplicação de carregamentos variados, promovendo tensões e deformações que serão captadas pelos sensores instalados. Com base na interpretação dos dados obtidos pela instrumentação serão realizadas análises estatísticas de variância entre médias de grupamentos de sensores em condições semelhantes. Os resultados das análises serão comparados com os dados estimados pelo projeto de dimensionamento possibilitando uma avaliação mecanística do trecho experimental. Espera-se com esta pesquisa contribuir para o entendimento do comportamento mecânico dos pavimentos flexíveis sob as condições apresentadas, como também para o aprimoramento de técnicas e tecnologias de execução e controle dos materiais, além de abrir um amplo campo de pesquisa para futuros trabalhos científicos relacionados a pavimentação.

  • MAX ALBERTO GOMES DOS ANJOS
  • APLICAÇÃO DA GRANALHA BATIDA DE COBRE COMO SUBSTITUTA DO AGLOMERANTE E DO AGREGADO MIÚDO EM CONCRETO DE CIMENTO PORTLAND
  • Orientador : ANGELA TERESA COSTA SALES
  • Data: 31/08/2015
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O aproveitamento das escórias metalúrgicas é uma prática consolidada mundialmente e está em consonância com o tão almejado modo de vida sustentável. Na Construção Civil, alguns desses materiais já possuem aplicações definidas. As escórias de alto forno, por exemplo, que dispõem de larga produção e capacidade de substituição parcial do aglomerante, são, ainda, amplamente utilizadas como agregados para o concreto e como adição ativa na fabricação do cimento Portland. A escória de cobre, um subproduto do processo de fundição e refino do cobre, também apresenta uma instituída forma de aproveitamento, a aplicação como material abrasivo no processo de jateamento – método de preparação de superfícies metálicas para novas pinturas. No entanto, após exaurida a sua capacidade abrasiva, o rejeito, que passa a ser chamado de granalha batida de cobre, incorpora resíduos de tinta, fundos antióxidos e produtos de corrosão e, normalmente, é disposto em aterros. Neste trabalho, foi verificada a viabilidade de reaproveitamento da granalha batida de cobre como material constituinte do concreto de cimento Portland, seja como agregado miúdo, seja como adição ativa. Os trabalhos foram iniciados com a averiguação da toxidade do rejeito e prosseguidos com a produção de misturas de concreto com teores de substituição do agregado miúdo de 0%, 20%, 40%, 60%, 80% e 100%, a fim de estudar o efeito do resíduo sobre o concreto no estado fresco, através da medida da trabalhabilidade, e no estado endurecido, por ensaios de resistência à compressão axial, à tração por compressão diametral e módulo de elasticidade, além da medida de índices físicos e avaliação da durabilidade. O emprego como adição ativa foi verificado, concluindo-se pelo insuficiente índice de atividade pozolânica, que resultou em 57,5%. Ensaios de medida de trabalhabilidade mostraram melhoria significativa dessa propriedade, conforme houve aumento do teor de substituição do agregado miúdo por granalha batida de cobre. Resultados dos ensaios físicos mostraram que o concreto como o teor de 80% de substituição do agregado miúdo foi aquele que apresentou menores absorção e índice de vazios, superiores em 19,3% e 12,8%, respectivamente, em relação à mistura de referência. Os resultados de resistência à compressão axial e tração por compressão diametral mostraram redução dessa propriedade, com o incremento do teor de resíduo. As maiores reduções da resistência à compressão corresponderam aos teores de substituição maiores que 40%, havendo decréscimo de cerca de 11,5%. Sob tração por compressão diametral, a maior redução ocorreu para o concreto com 80% de substituição do agregado miúdo com decréscimo de 33,5% sendo as menos resistentes, com 80% de granalha batida, com 33,5% de decréscimo. Sob processo de envelhecimento acelerado, os resultados dos ensaios mecânicos mostraram que o desempenho dos concretos com granalha batida não sofreu redução substancial, em relação à mistura de referência. A análise dos resultados indica que a granalha batida de cobre é um material atóxico e tecnicamente viável como agregado miúdo, não implicando perdas no comportamento mecânico que desabilitem o seu uso, tampouco que anulem os benefícios ambientais promovidos por sua aplicação em misturas cimentícias.

  • VICTOR MANUEL DE QUEIROZ LOURENÇO
  • ESTUDOS COM AGREGADOS RECICLADOS DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO PARA UTILIZAÇÃO EM MISTURA ASFÁLTICA TIPO CAUQ
  • Orientador : ERINALDO HILARIO CAVALCANTE
  • Data: 19/06/2015
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O uso de materiais não convencionais, como argila calcinada, borracha de pneu e RCD, é discutido em diversos estudos no Brasil enquanto alternativa benéfica para a construção civil e em especial na área de pavimentação, capaz de consumir em suas obras diversos tipos de materiais, em grandes quantidades. A possibilidade do uso de materiais não convencionais é importante, no atual contexto, tanto pelas questões ambientais, representando um padrão de desenvolvimento menos impactante, quanto pela possibilidade de aumentar investimentos na área e minimizar os sérios problemas da malha rodoviária nacional. Dessa forma, o uso de agregado reciclado de resíduo da construção e demolição (RCD) em pavimentação vem sendo discutido há mais de uma década como alternativa tecnológica, devido às inúmeras consequências negativas decorrentes do aumento crescente na produção de resíduos e seu consequente acúmulo inadequado. Sabe-se que a construção civil é a principal fonte geradora de resíduos sólidos, superando a capacidade dos aterros receptores e outros espaços permitidos para a sua deposição. Nesse contexto, este estudo se insere nesta temática, partindo da caracterização do agregado de RCD gerado em uma unidade recicladora localizada no município de Nossa Senhora do Socorro, Estado de Sergipe, afim de se analisar a viabilidade técnica do RCD em substituição ao agregado convencionalmente utilizado em misturas asfálticas usinadas a quente (CAUQ), com vistas à aplicação em camadas de rolamento de rodovias. Nesta pesquisa foi feita a caracterização geotécnica dos agregados reciclados locais, foram realizadas dosagens de misturas empregando-se os agregados reciclados em substituição aos agregados convencionais, e, finalmente, foram executados ensaios de estabilidade, resistência à tração, MR, Cântabro, entre outros aplicados ao tipo de mistura asfáltica em estudo. A partir da caracterização realizada, constatou-se que os agregados em estudo possuem potencial para serem utilizados em misturas asfálticas, uma vez que o material alternativo apresentou propriedades físicas e mecânicas compatíveis com as especificações para uso em pavimentação, equivalente aos melhores materiais convencionais.

2014
Descrição
  • ANSELMO GALVÃO PASSOS
  • LOGÍSTICA REVERSA DAS EMBALAGENS DE CIMENTO PORTLAND: ESTUDO DE CASO NO ESTADO DE SERGIPE - BRASIL
  • Orientador : CLAUDIA RUBERG
  • Data: 29/09/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O gerenciamento adequado de resíduos sólidos aparece como uma preocupação cada vez mais frequente, especialmente no Brasil, aonde exigências legais recentes vêm fomentando o desenvolvimento de estratégias como a logística reversa (LR). Embora o conceito da LR tenha sido definido legalmente no país apenas em 2010 pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), sua prática já acontece há bastante tempo em algumas cadeias produtivas, como na indústria de bebidas. Esta pesquisa parte do pressuposto de que não existe quase nenhuma estrutura montada para a Logística Reversa das embalagens de cimento Portland e objetiva investigar as condições para sua efetiva implantação no estado de Sergipe. Essas embalagens são constituídas de papelão e após o uso do produto, tornam-se um tipo de resíduo da construção civil (RCC), cuja destinação ainda carece de ser bem resolvida, uma vez que o descarte inadequado ou a destinação para aterros sanitários parecem ser as opções mais usuais, quando a reciclagem parece ser a mais desejável. A pesquisa envolve instalações produtoras de cimento, empreendimentos de construção civil, instalações gerenciadoras de resíduos sólidos, entes públicos, instalações de reciclagem de papel e instalações distribuidoras de cimento existentes no estado. O planejamento da pesquisa inclui uma revisão bibliográfica, envolvendo a busca, catalogação e leitura de diversas obras teóricas e normativas sobre o tema; o levantamento documental, que subsidia fortemente a definição dos entes envolvidos, especificamente um a um; a coleta de dados, realizada em visitas técnicas utilizando-se de fontes de evidências tais como entrevistas com auxílio de questionário e observações diretas com auxílio de listas de checagem (check lists) e eventuais registros fotográficos; a consolidação de dados, quando ocorre uma pré-análise necessária ás análises e conclusões que ocorrem em seguida. No processo de análise é utilizada uma ferramenta oriunda do Pensamento Enxuto e devidamente adaptada: o Mapa de Fluxo de Valor, que traduz um estado atual e um estado futuro desejável. Os resultados obtidos confirmaram a parca existência de estrutura voltada para a logística reversa das embalagens de cimento Portland, e uma resistência de instalações produtoras de cimento em dialogar a respeito com os outros entes da cadeia. As análises, especialmente os mapas de fluxo, apontam que algumas importantes linhas de fluxo de informações e de carga, desejáveis para um panorama futuro, hoje são inexistentes, inviabilizando sua implantação imediata. Por fim, surgindo no rol das recomendações, se faz necessária a implantação de atividades e aquisição de equipamentos para tal, pelos diversos entes envolvidos, para que efetivamente surjam as condições para a reciclagem das embalagens de cimento Portland no Estado de Sergipe.

  • ELLANA CASSIA ARAUJO DANTAS DE ALMEIDA
  • GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM CANTEIROS DE OBRAS NAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO EM SERGIPE
  • Orientador : CLAUDIA RUBERG
  • Data: 29/09/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os Resíduos da Construção Civil (RCC) são provenientes de construções, reformas e demolições e envolvem questões sociais, econômicas e ambientais, incluindo as falhas ou omissões na coleta de resíduos dentro e fora dos canteiros de obras. Vários estudos estão sendo realizados no setor da construção civil, permitindo a implantação de ações positivas, na busca de um processo mais favorável ao meio ambiente. A Resolução CONAMA nº. 307 de 5 de julho de 2002 foi um documento efetivado, em termos legais (através da publicação no Diário Oficial da União), para diminuir os impactos que os resíduos causam ao meio ambiente, estabelecendo critérios, diretrizes e procedimentos para a gestão ambiental dos RCC, e incluindo ações como não gerar, reduzir, repensar, reutilizar, reciclar, recusar e a destinação final dos resíduos sólidos, de fundamental importância para o meio ambiente e a sociedade. Com o intuito de minimizar os problemas associados aos resíduos, os geradores precisam elaborar um plano de gerenciamento integrado dos RCC que englobe a redução na geração e, consequentemente, nas perdas, a reutilização dos materiais que sobram como matérias-primas para a fabricação de outros produtos e a reciclagem. As obras públicas federais existentes nos canteiros da Universidade Federal de Sergipe (UFS) e nos canteiros do Instituto Federal de Sergipe (IFS) apresentam problemas com relação aos resíduos gerados, à forma como são acondicionados no canteiro, como é realizada a coleta, o transporte, como também a destinação final. O objetivo geral desse trabalho consiste em verificar a gestão dos resíduos nos canteiros de obras da UFS e do IFS, baseado na Resolução CONAMA nº 307/2002.

    Para tanto, foi realizada uma pesquisa exploratória-descritiva com revisão bibliográfica acerca do assunto de resíduos e a legislação vigente. Também foram realizadas entrevistas estruturadas com os envolvidos na parte administrativa das obras federais, aplicado questionários nos canteiros de obras da UFS e do IFS, tanto com os responsáveis técnicos, quanto com a parte operacional, e realizado registros fotográficos nos canteiros. Com os resultados obtidos pôde-se concluir que os procedimentos adotados nas instituições federais de ensino pesquisadas apresentam falhas com relação às exigências adotadas nos editais, bem como no processo de fiscalização. Portanto, faz-se necessário que as instituições federais de ensino sejam enfáticas com relação aos procedimentos a serem adotados em seus canteiros de obras, relacionados à gestão dos RCC, atendendo a legislação vigente e estimulando a consciência ambiental de todos.

  • AIRTON TELES DE MENDONÇA
  • AVALIAÇÃO DE TRECHOS MONITORADOS NA RODOVIA BR-101/SE
  • Orientador : FERNANDO SILVA ALBUQUERQUE
  • Data: 24/07/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Nesta pesquisa foram monitorados dois segmentos rodoviários que integram as obras de duplicação da BR-101/SE, sob as condições climáticas e de tráfego do Estado de Sergipe, sendo um em pavimento novo (TMA) e outro restaurado (TMB). Foram avaliados os desempenhos através de monitoramento composto de levantamentos de dados funcionais (defeitos de superfície, macro e microtextura e IRI) e estruturais (módulos de resiliência) realizados em três datas distintas, com intervalo aproximado de seis meses. Os monitoramentos permitiram conhecer as condições de conforto e segurança, as características mecânicas dos materiais utilizados nas camadas dos pavimentos, fazer uma avaliação crítica dos pavimentos, consequentemente dos métodos utilizados para dimensioná-los e avaliar os desempenhos funcional e estrutural. Nas análises efetuadas concluiu-se que o Trecho Monitorado A apresentou desempenhos funcional e estrutural insatisfatórios, com previsão de vida útil muito inferior a prevista no projeto, o que evidencia a ineficácia do método atual de dimensionamento para pavimentos novos adotados pelo DNIT. O Trecho monitorado B, embora em melhores condições que o Trecho Monitorado A, teve também um desempenho inadequado. Os dados obtidos nesta pesquisa poderão integrar o banco de dados da REDE TEMÁTICA DE ASFALTO, constituindo uma contribuição ao novo método de dimensionamento de pavimentos brasileiro.

  • VICTOR FELIX DE MESQUITA
  • DESENVOLVIMENTO DE JOGO DIDÁTICO PARA TORNAR PRÁTICO O USO DAS ATIVIDADES QUE CONTRIBUEM PARA A MELHORIA DE PROCESSO: ELEVAÇÃO DA ALVENARIA ESTRUTURAL
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 06/06/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • As empresas construtoras buscam melhorias de seus sistemas gerenciais. Para tanto, necessitam aplicar conceitos, métodos e técnicas enxutas, para a identificação e posterior eliminação ou redução de atividades que não agregam valor ao produto final. Nesse contexto, inserem-se as atividades que contribuem para a melhoria dos processos construtivos. São as boas práticas que buscam eliminar fatores que gerem interrupções nos processos que ocorrem nos canteiros de obras. Nesse sentido, o objetivo desta pesquisa foi desenvolver um jogo didático que auxilie os gerentes de obras no uso das atividades que contribuem para a melhoria do processo construtivo de elevação da alvenaria estrutural, de forma a estimular a continuidade dos fluxos de produção dentro dos canteiros de obras e a eliminação das perdas. A metodologia foi dividida em duas fases. A primeira tratou-se da revisão de literatura e a segunda, subdividida em cinco etapas relacionadas à pesquisa de campo, envolve os procedimentos necessários para o desenvolvimento e a validação de jogo didático proposto nesta pesquisa. Para isto, procedeu-se: realização de estudo exploratório; elaboração de lista de boas práticas; elaboração, validação e aplicação de checklist; desenvolvimento de jogo didático e sua validação através da aplicação em forma de dinâmica de grupo, primeiramente com professores e alunos de iniciação científica e, posteriormente, com os gerentes de três dos seis canteiros de obras em que se desenvolveram os estudos. Como resultado da elaboração da lista de boas práticas, constatou-se que a negligência da maioria dessas atividades poderia resultar na ocorrência de perdas por making-do e, consequentemente, em retrabalhos. A aplicação do checklist nos canteiros mostrou que, mesmo sem perceber, os gerentes utilizam as boas práticas no seu dia a dia. O processo de aplicação do jogo simulativo confirmou as informações observadas em campo e proporcionou uma visão geral do processo pelos gerentes. A partir daí surgiu a principal contribuição deste estudo, que foi a conclusão de que o jogo didático é uma ferramenta que pode ser utilizada para treinar profissionais na identificação de pontos fortes e frágeis relacionados com as atividades gerenciais no processo construtivo de elevação da alvenaria estrutural. Assim, espera-se que os gerentes vejam na ferramenta um instrumento prático para identificar boas práticas no processo construtivo e que no futuro a ferramenta seja aplicada em outros processos.

  • ROBSON BARBOSA OLIVEIRA
  • AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DO CCBit-113AD NO COMPORTAMENTO MECÂNICO DE MISTURAS ASFÁLTICAS
  • Orientador : ERINALDO HILARIO CAVALCANTE
  • Data: 11/04/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os asfaltos tradicionais, em geral, atendem às expectativas de funcionalidade à que foram produzidos na maioria das aplicações rodoviárias, atingindo satisfatoriamente os padrões de durabilidade e resistência, necessários para o desempenho adequado das misturas asfálticas sob o tráfego e as condições climáticas adversas de mudanças bruscas de temperatura e fortes chuvas, porém para conseguir os objetivos faz-se necessário um consumo elevado de combustíveis para a usinagem de tais misturas, ocasionando a emissão de gases causadores do efeito estufa, além de causar um grande desconforto para os trabalhadores devido ao elevado calor e excessiva fumaça emanada da massa asfáltica quando da compactação. Pelo exposto, faz-se cada vez mais necessário o uso de aditivos modificadores das propriedades físicas e reológicas dos asfaltos, fazendo com que haja uma ligeira diminuição nas temperaturas de usinagem e compactação das misturas asfálticas, sem, contudo, perder suas características intrínsecas necessárias. O objetivo deste trabalho é avaliar o comportamento reológico de ligantes asfálticos e o comportamento de misturas asfálticas preparadas com ligante convencional (CAP 50/70) e com o mesmo ligante modificado com aditivo modificador de viscosidade (CCBIT-113AD) para produzir misturas asfálticas mornas, verificando a influência de tal aditivo na temperatura de mistura e de compactação das misturas asfálticas, definindo, assim, a taxa ideal de aditivo na mistura. Foram realizados ensaios reológicos (Viscosidade Brookfield e DSR) fundamentais dos ligantes, permitindo averiguar e comparar o comportamento do ligante de referência (puro) com o dos ligantes modificados com o aditivo mencionado. Com relação às misturas, foram analisados os efeitos dos modificadores através dos ensaios mecânicos de resistência à tração e módulo de resiliência.

  • FAGNER ISMAEL TEIXEIRA DE SANTANA
  • ESTUDOS SOBRE O USO DO AGREGADO RECICLADO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM MISTURAS COM SOLOS PARA COMPOR CAMADAS DE BASE E SUB-BASE DE PAVIMENTOS URBANOS
  • Orientador : ERINALDO HILARIO CAVALCANTE
  • Data: 10/04/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os avanços econômicos, tais como o crescimento da indústria da construção civil, em muitos casos, são acompanhados pela grande geração de resíduos. Diante dessa problemática, diversos estudos e pesquisas estão sendo realizados para amenizar e até mesmo extinguir os impactos gerados por esses resíduos no meio ambiente. Considerando a indústria da construção civil, tem-se um risco potencial de poluição ambiental, uma vez que são geradas grandes quantidades de resíduos provenientes dos processos de construção e demolição. Nesse contexto, a área rodoviária torna-se adequada por permitir grande movimentação de volumes de materiais e por possuir um bom histórico na incorporação de resíduos no seu processo construtivo. Assim, resolveu-se realizar pesquisa para analisar a viabilidade da utilização dos agregados de resíduo de construção e demolição classe A em misturas com solos naturais para compor camadas granulares de base e sub-base de estruturas de pavimentos urbanos com baixo volume de tráfego. Para isso, propriedades físicas e mecânicas das amostras preparadas serão determinadas e comparadas em laboratório. Como resultado, espera-se obter uma nova alternativa técnica e economicamente vantajosa para o aumento da oferta de materiais para a construção de vias, necessárias ao desenvolvimento urbano da cidade de Aracaju, além de contribuir com a sustentabilidade através da diminuição da extração de materiais naturais de jazidas e das áreas necessárias para disposição final desses resíduos.

  • MARIANA REZENDE DORIA
  • Aderência concreto-concreto e aço-concreto em recuperação de estruturas de concreto armado
  • Orientador : ANGELA TERESA COSTA SALES
  • Data: 07/03/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Em inspeções de construções, é cada vez mais comum se deparar com edificações e obras de infraestrutura que, muito antes de atingirem sua vida útil, já estão necessitando de reparos e reforços, ou entrando em colapso. O presente trabalho analisoua aderência entre concretos de diferentes idades e entre o aço e o concreto. Foram comparados três tipos de tratamento da interface entre concretos de diferentes idades, avaliando-se a aderência. Foi avaliada, também, a aderência entre aço e concreto, quando a barra foi inserida no concreto fresco e quando foi inserida por furação e ponte de aderência de epóxi. Ainda, foi analisada a influência da aderência entre concretos sobre tensão de ruptura à flexão.Foram dosados dois traços de concreto, um deles para o substrato (maior idade) e outro de recuperação (menor idade)dosados parafck de 30MPa e 35 MPa, respectivamente. A aderência entre osdois tipos de concretofoi medida através de ensaios que solicitaram a interface com esforços de tração, cisalhamento oblíquo e cisalhamento vertical. Foi medida a resistência flexão de corpos de provaconstituídos pelos dois tipos de concreto, com pontes de aderência de argamassa e epóxi. Os corpos de prova, parcialmentecompostos por concreto de substrato foram curados e deixados ao ar por alguns meses. Posteriormente, receberam três tratamentos superficiais distintos: escovação; escovação e camada de argamassa igual à do concreto de substrato e escovação e camada de epóxi. Foram, então, complementados com concreto de recuperação e submetidos à cura por imersão em água e ensaiados. Para a análise da aderência entre aço e concreto, foi realizado ensaio de arrancamento das barras inseridas no concreto. Ao comparar os resultados dos ensaios de aderência doscorpos de prova cujas interfaces receberam somente escovação, com as interfaces dos corpos de prova que receberam além de escovação, camada de argamassa e ponte de epóxi, observou-se um aumento na resistência de aderência, respectivamente, de 15% e 37% para o ensaio de aderência por tração indireta; de 4% e 12% para o ensaio de aderência por cisalhamento oblíquo e de 108% e 178% para o ensaio de cisalhamento vertical. Para o ensaio de flexão, observou-se um incremento de 41% no módulo de ruptura, ao comparar o resultado do corpo de prova que recebeu escovação e camada de epóxi com o que recebeu escovação e camada de argamassa. Quando foram relacionados os valores dos corpos de prova do ensaio de arrancamento (pull out) que tiveram a barra de aço inserida no concreto no estado endurecido com ponte de aderência epóxi, com os que tiveram a barra de aço inserida no concreto ainda em estado fresco, não se percebeu perda significativa (cerca de 0,52%).

  • MARCELO AUGUSTO COSTA MACIEL
  • PRINCIPAIS DIFICULDADES PARA A IMPLANTAÇÃO DE SOFTWARES INTEGRADORES DE PROJETO (BIM) POR ESCRITÓRIOS DE PROJETOS E USUÁRIOS DE CIDADES DO NORDESTE DO BRASIL
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 21/02/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O sistema CAD é utilizado no desenvolvimento dos projetos de um empreendimento imobiliário desde a década de 1990. Mais recentemente, a tecnologia BIM vem sendo implementada nesta tarefa. O objetivo deste trabalho é analisar quais são as maiores dificuldades para se implantar a tecnologia BIM nos escritórios de arquitetura e urbanismo, nos escritórios que desenvolvem projetos complementares e nas empresas construtoras, em cidades do nordeste do Brasil. Estas ferramentas trabalham com modelagem do edifício e trazem uma vasta quantidade de informações incorporadas ao projeto, o que auxilia no processo de decisão e na minimização das perdas no desenvolvimento de empreendimentos imobiliários. Para isto, foi avaliada a atuação de escritórios de arquitetura e urbanismo, bem como de empresas incorporadoras e construtoras em vários estados do nordeste, por meio de entrevistas estruturadas e pesquisa documental. Também foram realizadas entrevistas com empresas do sudeste que já utilizam a ferramenta, a fim de se entender a extensão do uso do BIM no Brasil. Pesquisou-se estrutura organizacional, perfil dos profissionais envolvidos, grau de implantação e metodologia usada para o desenvolvimento de projetos. Incluiu-se a relação com os projetos complementares e foram buscadas as ações que contribuam para a redução de perdas. Verificou-se que existe resistência na adoção de softwares BIM, pois quem o utiliza no desenvolvimento dos projetos, apresenta o produto aos clientes por meio do CAD. Observou-se ainda que os projetistas, apesar de identificarem algumas perdas no desenvolvimento de seus trabalhos, não têm conhecimento dos princípios enxutos, nem de como eles poderiam melhorar o desenvolvimento de seus trabalhos. Quanto às empresas da área de incorporação e construção, nas pesquisas iniciais foi observado que, apesar de terem conhecimento dos conceitos da construção enxuta, também não adotaram a prática de desenvolver seus empreendimentos com softwares BIM. Espera-se que, havendo uma maior cobrança sobre o uso do BIM pelos contratantes ou órgãos financiadores, este recurso será utilizado mais frequentemente no nordeste.

2013
Descrição
  • FERNANDO LUIZ DE BRAGANÇA FERRO
  • INTERAÇÃO SOLO-ESTRUTURA EM GALPÕES METÁLICOS TRELIÇADOS COM COBERTURA EM ARCO METÁLICO CIRCULAR
  • Orientador : MARCOS ANTONIO DE SOUZA SIMPLICIO
  • Data: 20/12/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • É comun no meio técnico, no dimensionamento de estruturas usuais, considerar a indeslocabilidade dos apoios, independente do tipo de fundação e de solo sobre a qual a mesma esteja assente. Sabe-se que esta hipótese não condiz com a realiade, visto que o solo é um meio elástico e que o mesmo apresenta deformações ao ser carregado. O presente estudo visa abordar o problema da interação solo-estrutura em um arco metálico, cujas fundações são sapatas isoladas. A hipótese fundamental é que, sob carregamento, a deformação do solo conduz a rotações e deslocamentos importantes do solo. Esta configuração sob carga conduzirá a uma re-distribuição de esforços na estrutura que podem assumir um papel importante no dimensionamento dos elementos do arco, bem como da fundação. Para alcançar os objetivos, a estrutura foi modelada em um programa baseado no método dos elementos finitos. Aliada à análise teórica, também foi feita revisão bibliografica sobre o assunto, abordando modelos desenvolvidos e conceitos empregados no problema da nteração solo-estrutura.

  • EMANUELE CARVALHO OLIVEIRA DE ALMEIDA
  • TERMO DE REFERÊNCIA PARA PROJETOS DE EDIFICAÇÕES PÚBLICAS: INSERÇÃO DE PRINCÍPIOS DE SUSTENTABILIDADE E DE PROJETO SIMULTÂNEO
  • Orientador : CLAUDIA RUBERG
  • Data: 06/11/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A produção de edificações em instituições públicas, principalmente as de ensino superior, vem recebendo grandes investimentos do governo nos últimos anos. Tais investimentos colaboraram para o aumento da preocupação com as questões ambientais e com qualidade no desenvolvimento dos projetos nessas instituições. Como exemplo, cita-se o programa REUNI que, entre 2003 e 2012, contribuiu para o crescimento e a expansão das Universidades Federais. Neste contexto, observa-se que os atrasos no desenvolvimento dos projetos em órgãos públicos se devem às particularidades de contratação e ao gerenciamento dos projetos. Ademais, nas contratações públicas, os projetos são desenvolvidos por profissionais de empresas distintas, que não trabalham de forma integrada e têm dificuldade de comunicação e de entendimento do escopo dos serviços, gerando incompatibilidade entre os projetos e retrabalhos. Aliado a isso, busca-se o desenvolvimento de edificações sustentáveis, no entanto, os projetos ainda não incorporam conceitos de sustentabilidade socioambiental. Nesse sentido, o objetivo desta pesquisa é elaborar um Termo de Referência para contratação de projetos, modelando o processo de acordo com os princípios do Projeto Simultâneo e incorporando ao Termo de Referência conceitos de sustentabilidade, no âmbito de uma instituição pública contratante, de forma a contribuir para melhoria do gerenciamento do processo de projeto da instituição. Para tanto, realizou-se pesquisa bibliográfica e documental e o estudo de caso na Universidade Federal de Sergipe. A metodologia foi dividida em seis etapas: revisão de literatura; descrição do objeto de estudo; comparativos dos termos de referência; seleção e organização dos conceitos de sustentabilidade socioambiental; montagem do Termo de Referência; validação, análise dos resultados e propostas futuras. No desenvolvimento dessas etapas, utilizou-se como ferramentas os modelos de processo de projeto e termos de referência pesquisados, bem como as diretrizes, os critérios e as recomendações de sustentabilidade socioambiental pesquisados em fontes bibliográficas, quadros comparativos elaborados com o auxílio de planilhas eletrônicas, fluxogramas e listas de verificação. Como resultado deste estudo, registrou-se a prática de projeto da instituição pesquisada, inseriu-se conceitos de sustentabilidade socioambiental ao processo de projeto, bem como foi possível montar, implementar e analisar o Termo de Referência proposto. Além disso, este modelo foi validado por um funcionário da UFS, que o aplicou na montagem de um Termo de Referência. Com isso, contribui-se para a melhoria da qualidade do processo de projeto no ambiente da instituição pública pesquisada e o Termo de Referência proposto poderá ser utilizado em outras instituições públicas.

  • VALMIR DO CARMO PRATA
  • GESTÃO DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL NA ZONA URBANA DO MUNICÍPIO DE LAGARTO – SE: DO DIAGNÓSTICO A UMA PROPOSTA DE MODELO GERENCIAL
  • Orientador : CLAUDIA RUBERG
  • Data: 12/09/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O número de edificações que estão sendo reformadas, ampliadas ou construídas aumentou consideravelmente na última década, gerando como consequência, grandes volumes de resíduos de construção civil (RCC). Estes materiais descartados podem dar origem a sérios problemas ambientais, sanitários, econômicos e sociais, uma vez que, em diversas cidades brasileiras, parte desses resíduos é depositada clandestinamente em locais como: terrenos baldios, margens de rios, em ruas de bairros periféricos. Assim, acredita-se que a adoção de políticas voltadas ao gerenciamento dos resíduos oriundos da construção civil, minimize significativamente os impactos sociais e, principalmente, os ambientais. Nessa perspectiva, considerando que o município de Lagarto, em Sergipe, apresenta tal situação, este trabalho objetivou investigar o cenário dos RCC na zona urbana deste município, identificando os principais resíduos gerados pelo setor da construção civil, os locais de deposições, bem como a quantificação dos RCC. Para tanto, foi realizada pesquisa bibliográfica, a fim de conhecer e abordar a questão da gestão dos RCC, e levantamento de dados através de pesquisa de campo. Na Prefeitura Municipal, dados foram coletados no sistema de licenciamento de obras bem como no setor de coleta, com vistas a estimar a quantidade de RCC geradas. Entrevistas estruturadas na prefeitura, em empresas de construção civil, foram realizadas, além de junto aos transportadores de RCC, carroceiros e caçambeiros, atuantes na zona urbana do município. Com vistas à espacialização das informações, um mapeamento dos pontos de descarte irregular dos RCC foi elaborado, após a identificação in loco. Além disso, realizou-se a caracterização desses resíduos a partir de amostras coletadas de pontos de deposições irregulares. Como resultado, verificou-se que: há na zona urbana do município de Lagarto, 51 pontos de deposição irregular de RCC em terrenos baldios e em margens de diversas estradas e ruas, além de 7 bota-foras localizados em terrenos particulares; não existem empresas especializadas na coleta desses resíduos; na maioria das obras, seja pública ou privada, inexistem planos de gerenciamentos de RCC; há ausência de pontos oficiais para deposição do RCC, de pequenos ou grandes volumes, conforme a Resolução nº 307 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) (BRASIL, 2002). Estimou-se para a zona urbana do município, geração mensal aproximada de 1334 toneladas de RCC, onde de acordo com processo de caracterização revelou-se potencial de reaproveitamento e reciclagem desses resíduos. Os resultados alcançados serviu como subsídio para elaboração da proposta do modelo gerencial que visa contribuir para minimização dos problemas relacionados à gestão dos RCC na zona urbana do município de Lagarto.

  • HILTON PÔRTO
  • Concreto auto-adensável com adição de pó de mármore
  • Orientador : ANGELA TERESA COSTA SALES
  • Data: 26/08/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O concreto auto adensável (CAA) tem-se tornado uma tendência na tecnologia do concreto, por suas vantagens de redução de mão de obra e energia, dispensando vibradores no adensamento da mistura fresca e reduzindo o tempo de produção de estruturas de concreto, tornando mais fácil a concretagem de peças complexas, pela maior fluidez e capacidade passante. O presente trabalho teve como tema o estudo do CAA, utilizando-se adição inerte de pó de mármore, em substituição parcial ao agregado miúdo do concreto, visando à melhoria da estabilidade da mistura no estado fresco, dispensando, assim, o uso de aditivos industrializados, chamados de modificadores de reologia e, consequentemente, reduzindo os custos do produto final. O aproveitamento do pó de mármore, sem necessidade de processo de beneficiamento complexo, traz vantagens significativas, em termos de preservação ambiental. O pó, gerado nas indústrias de placas de mármore para revestimento, é produzido em grandes quantidades e sua destinação final é, geralmente, o encaminhamento aos lixões. A substituição parcial do agregado miúdo por pó de mármore reduz a exploração de jazidas naturais de areia, preservando áreas que seriam degradadas. Com o objetivo de analisar a viabilidade técnica do uso desse resíduo em concretos, foram testadas misturas com percentuais de substituição do agregado miúdo da ordem de 6%, 20% e 25%, apresentando este último melhor desempenho, e até ganho de resistência comparado ao concreto convencional de referência. O cimento Portland e os agregados foram caracterizados fisicamente, bem como o pó de mármore, que, adicionalmente, foi submetido a caracterização microestrutural, através de ensaios de difração de raios X (DRX) e espectroscopia de energia dispersiva (EDS). O aditivo superplastificante foi escolhido entre dois tipos após estudo da otimização da pasta de cimento, através de ensaios de determinação do teor de saturação. As misturas produzidas foram avaliadas segundo as medidas de espalhamento, capacidade passante e estabilidade enquanto frescas, através dos ensaios do cone de Abrams, da caixa L e do tubo U, respectivamente. Após endurecidas, as misturas foram avaliadas quanto ao desempenho mecânico à compressão, módulo de elasticidade e tração indireta, sendo determinada a porosidade, por ensaio de absorção e índice de vazios e por microscopia eletrônica de varredura. A análise dos resultados obtidos permitiu considerar tecnicamente viável a adição de pó de mármore em concreto auto adensável, e que, para as condições estudadas, 25% de substituição do agregado miúdo foi o percentual que apresentou melhor desempenho e ganho de resistência comparado ao concreto convencional.

  • JOANA GROSSKOPF
  • BOAS PRÁTICAS E DESCONTINUIDADES NA PRODUÇÃO: DA EXECUÇÃO AO PROJETO DE EMPREENDIMENTO COMPLEXO
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 23/08/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Observa-se que as descontinuidades comumente são registradas ao se pesquisar os tempos improdutivos, pois estes consomem custo e tempo, além de eventualmente resultarem em comprometimento de qualidade ou em impactos ambientais. O objetivo principal desta pesquisa consiste em investigar a aplicação das atividades facilitadoras nas etapas de desenvolvimento dos projetos e planejamento do sistema de produção de empreendimentos, com foco na etapa de projeto, que possuem diversas interferências externas à obra. Serão utilizados como fonte de evidências análise à documentação, estudo dos registros em arquivos, entrevistas e observações diretas. Os questionários utilizados nas entrevistas serão objetivos e semiestruturados, a fim de garantir o confronto entre as respostas; será observado ainda nesta etapa os indícios de descontinuidade e como são as reações dos responsáveis para evitá-las ou minimizá-las. Em termos de resultados iniciais obtidos na investigação com registro de informações em diário de campo, foram identificadas as atividades facilitadoras.

  • ANDREZA MENEZES SOUZA
  • ANÁLISE DA APLICABILIDADE DOS DISPOSITIVOS VISUAIS DE SEGURANÇA DO TRABALHO UTILIZADOS NOS CANTEIROS DE OBRAS SOB A ÓTICA DO PRINCÍPIO DO AUMENTO DA TRANSPARÊNCIA
  • Orientador : DEBORA DE GOIS SANTOS
  • Data: 23/08/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho evidencia a importância da transparência do processo nos riscos no ambiente de trabalho. Para isto, a metodologia procurou esta interligação através de evidências na legislação de segurança do trabalho e no princípio da Construção Enxuta Aumento de transparência do processo para a transparência do canteiro. O resultado foi o registro fotográfico de situações vivenciadas em canteiros de obras que, na falta de transparência na organização do trabalho. Com isto, identificaram-se deficiências na movimentação de materiais e na comunicação interna, por exemplo, fatores estes que podem ocasionar desde interrupções, falhas no produto, e perdas de diversos tipos. Desta forma, pode-se concluir que a aplicação do princípio de Aumento da transparência do processo é essencial para garantir a eliminação de perdas que ocorrem durante o processo produtivo, evitar a ocorrência de acidentes de trabalho, e garantir a aplicação dos 5R’s. Com estes cuidados, contribui-se para a redução de perdas em canteiros de obras, o que confere um ambiente de trabalho organizado e seguro.

  • MANOEL FERNANDO FREIRE CABRAL
  • AVALIAÇÃO DE RUÍDO DE TRÁFEGO NA INTERFACE PNEU-PAVIMENTO EM REVESTIMENTOS ASFÁLTICOS DE SERGIPE
  • Orientador : FERNANDO SILVA ALBUQUERQUE
  • Data: 22/03/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O ruído do tráfego em rodovias e vias urbanas é um problema cada vez mais importante no Brasil, devido ao aumento do volume de tráfego em grandes cidades e nas áreas urbanizadas nas proximidades de rodovias. Contudo, a sociedade em geral necessita que sejam mantidos os padrões mínimos de conforto acústico para exercerem suas atividades diárias, conforme estabelecido pelo CONAMA. A bibliografia técnica afirma que a contribuição da interação pneu-pavimento é a maior na geração de ruído de tráfego para veículos de passeio em velocidades a partir de 40 km/h, superando o ruído do motor. Neste trabalho são apresentadas algumas avaliações de ruído gerado pela ação do tráfego a diferentes velocidades permitidas em meio urbano (40, 60 e 80 km/h), especificamente na interface pneu-pavimento, para cinco tipos de revestimentos asfálticos aplicados no estado de Sergipe (asfalto borracha, CAUQ convencional, Microrevestimento Asfáltico, TSD e CPA). Devido ao aumento do ruído ser proporcional à velocidade de tráfego, ou seja, quanto maior a velocidade maior será o ruído gerado, pôde-se sugerir neste trabalho um modelo de previsão para quantificar níveis de ruído na interface pneu-pavimento, de acordo com a variação da velocidade e de outros parâmetros como índice de vazios, textura e irregularidade longitudinal do revestimento empregado, além de algumas alternativas de pavimentação mais adequadas a vias urbanas críticas, como hospitais, escolas, zonas urbanas residenciais e comerciais, bem como, contribuindo para aumentar o conforto acústico à sociedade.

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema2.ema2 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5