Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFS

2021
Descrição
  • GUSTAVO DE SANTANA SILVA
  • Parametrização do método RM1 para metais de transição
  • Orientador : RICARDO OLIVEIRA FREIRE
  • Data: 28/07/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A necessidade do estudo de sistemas cada vez maiores levou ao desenvolvimento de métodos semiempíricos na segunda metade do século XX. Tais sistemas eram impossíveis de serem estudados através de metodologias ab initio, que, embora mais exatas, demandam bastante processamento computacional. Atualmente, mesmo com os avanços relacionados a hardwares e softwares, o cálculo de sistemas contendo centenas ou milhares de átomos é inviável utilizando tal metodologia. Disponibilizado em 2006 para a comunidade cientifica, atualmente, o RM1 possui parâmetros para 25 elementos, dentre os quais não estão os metais de transição. Diante disso, esse trabalho apresenta a parametrização do método RM1 para cálculos de geometria de sistemas contendo os metais Ferro (Fe) e/ou Níquel (Ni). Os dados de referência foram obtidos a partir do banco de dados de estruturas cristalográficas Cambridge Structural Database (CSD). Uma comparação entre RM1 e os métodos PM6 e PM7, os únicos métodos semiempíricos que apresentam parâmetros para estes metais, foi realizada, e o RM1 apresentou maior exatidão. Os erros médios relativos (EMRs) para os sistemas de Fe e Ni foram inferiores a 4% e 5% nas distâncias de ligações e inferiores a 4% e 8% nos ângulos, respectivamente, quando comparados com os dados cristalográficos, além de apresentar menores variabilidades de erro dentre os métodos avaliados. Buscamos parametrizar o RM1 para também calcular os calores de formação dos sistemas, contudo, os erros médios absolutos (EMAs) apresentados para sistemas de Fe e Ni apresentaram erros, respectivamente, de 72,74 e 77,56 kcal mol-1 . Por fim, realizamos um estudo comparativo entre os métodos semiempíricos e DFT, em que o DFT se apresentou mais exato para a previsão dos poliedros nos parâmetros avaliados, contudo, o RM1 apresentou exatidão próxima, com custo computacional alguns milhares de vezes menor.

  • WENES RAMOS DA SILVA
  • Avaliação do emprego de pirólise como etapa de processo de economia circular na valorização de resíduo de grãos defeituosos de café do processamento com fluidos pressurizados.
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 27/07/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foi proposto o uso da conversão térmica para o reaproveitamento de biomassas residuais de grãos defeituosos de café (GDC). O potencial de reaproveitamento das biomassas residuais pré-processadas com propano (GDC-PP) e com CO2+propano (GDC-PCP) em diferentes proporções foi realizado através de experimentos de pirólise em microescala a 500 °C. As biomassas, in natura e pré-processadas, foram caracterizadas por análise elementar, imediata e FTIR. As biomassas que tiveram maior teor de óleo extraído pelo pré-processamento apresentaram redução do teor de carbono, bem como, o pré-processamento em geral, atribuiu maior teor de umidade às biomassas residuais que aquele encontrado na GDC in natura. Os espectros de FTIR mostraram que os pré-tratamentos não alteraram os grupos funcionais químicos das biomassas residuais. Os experimentos de pirólise revelaram que as biomassas com menor teor de óleo residual, ou seja, aquelas em que o pré-processamento para a extração de óleo apresentou maior rendimento, apresentaram uma redução da fração líquida total e um aumento nos rendimentos de biocarvão e gás de pirólise. As biomassas em que os rendimentos de óleo extraído foram maiores (Prop 3, Prop 7, CO2+Prop 10 e CO2+Prop 12), resultaram em rendimentos da fração líquida de pirólise entre 52,5 a 54,1%, de biocarvão entre 26,3 a 29,0% e de gás de pirólise entre 18,0 a 19,5%. Usando a biomassa in natura como referência, esta apresentou um rendimento de 59,4% de fração líquida, 23,6% de biocarvão e 17,0% de gás de pirólise. Em geral, as frações orgânicas das fases líquidas não apresentaram diferenças na composição química por GC/MS, apenas alterações nas concentrações relativas das espécies presentes. As classes que apresentaram maiores variações nas concentrações foram dos compostos fenólicos e ácidos carboxílicos, com áreas relativas variando de 19,7 a 43,6% e de 44,8 a 9,0%, respectivamente. As caracterizações das frações líquidas por HRMS mostraram que a composição molecular não foi alterada pelo fato das biomassas terem passado pelos pré-processamentos, contudo, estes afetaram diretamente os rendimentos dos produtos de pirólise.

  • RHAYZA VICTORIA MATOS OLIVEIRA
  • EXTRAÇÃO EM FASE SÓLIDA MAGNÉTICA DE BISFENOL A UTILIZANDO HÍBRIDO CoFe2O4/MON/GRAFENO
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 31/05/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho consiste em sintetizar materiais híbridos magnéticos constituídos
    por ferrita de cobalto, matéria orgânica natural e grafeno
    (CoFe
    2O4/MON/Grafeno), e aplicá-los como adsorventes na metodologia
    analítica de extração em fase sólida magnética (MSPE) de BPA em matrizes
    aquosas. Inicialmente foram sintetizados quatro materiais híbridos: de ferrita a
    partir do cloreto (HFC), de ferrita a partir de sulfato (HFS), de grafeno a partir de
    cloreto (HGC) e de grafeno a partir de sulfato (HGS). A técnica de difração de
    raios X demonstrou a formação da fase de ferrita de cobalto em todos os
    materiais sintetizados, bem como a do grafeno nos híbridos. A espectroscopia
    na região de infravermelho revelou a presença de grupos funcionais através do
    estiramento das ligações O-H e C=O característicos da presença da MON, C=C
    de grafeno, além de Fe-O das ferritas. As imagens de microscopia eletrônica de
    transmissão revelaram nanopartículas esféricas com dimensão de 9,72 nm
    (HFC), 34,0 nm (HFS); 8,75 nm (HGC) e 43,9 nm (HGS). Além disso, foram
    observadas folhas de grafeno em poucas camadas. Os espectros Raman
    confirmaram a formação da ferrita de cobalto, destacando seu tipo espinélio
    inverso, e indicaram a formação do grafeno. O grafeno formado apresentou
    poucos defeitos estruturais, e o número de camadas foi estimado como mono e
    dupla camada. Os ensaios de adsorção mostraram o potencial dos híbridos de
    grafeno na etapa de adsorção, 94,19% (HGS) e 97,95% (HGC). A otimização
    desta etapa resultou na utilização de 50 mg de HGC e agitação orbital a 150 rpm
    durante 5 minutos. A dessorção foi realizada em 2,5 minutos, a 150 rpm,
    utilizando metanol como solvente, obtendo 99,19% de BPA dessorvido. A
    validação analítica apresentou coeficiente de correlação r = 1,00, LD= 0,022 μg
    L
    -1 e LQ = 0,072 μg L-1. A reprodutibilidade do procedimento de extração variou
    de 2,13 – 2,21% e apresentou excelentes recuperações na faixa de 99,33 -
    104,4%. O método mostrou-se viável para aplicação em amostras de água
    engarrafada, do rio e de abastecimento,com recuperações de 99,87 - 104,7%.
    Ademais, a metodologia MSPE utilizada mostrou-se simples, rápida e eficiente
    para a extração de BPA em matrizes aquosas, além do emprego de um
    adsorvente ecoamigável como suporte.




  • ROBERTA MENEZES SANTOS
  • Estudo da pirólise para a produção de bio-óleo a partir do resíduo agrícola de Feijão-Caupi (Vigna unguiculata).
  • Orientador : LISIANE DOS SANTOS FREITAS
  • Data: 31/05/2021
  • Tese
  • Mostrar Resumo
  • A valorização de resíduos agrícolas para produção de bio-óleo é uma alternativa
    promissora, pois contribui para minimizar o impacto ambiental. Neste estudo, a
    vagem de Feijão-Caupi (
    Vigna unguiculata) foi caracterizada e utilizada como
    biomassa na produção de bio-óleo. As pirólises foram conduzidas em reator de
    leito fixo em aço inoxidável (260 mm de comprimento e 60 mm de diâmetro). As
    pirólises convencionais foram realizadas nas temperaturas de 550, 600, 700 °C,
    fluxo de N
    2 2, 5 e 7 mL min-1. Cinco diferentes catalisadores foram escolhidos
    para aplicação
    in situ (K3PO4, K2HPO4, KH2PO4, K2CO3 e KCl) e as pirólises
    foram realizadas na melhor condição estabelecida a partir da pirólise
    convencional (600 °C, fluxo de N
    2 5 mL min-1), relação catalisador e biomassa
    20% (massa/massa). Os bio-óleos das pirólises convencionais foram analisados
    por análise elementar, termogravimetria, infravermelho e por cromatografia
    gasosa/espectrometria de massas (GC/MS). Os bio-óleos das pirólises
    catalíticas
    in situ foram caracterizados por meio das técnicas analíticas GC/MS
    e GC×GC/TOF-MS. As análises termogravimétricas demonstraram que pode
    haver uma relação entre os componentes da biomassa principal (celulose,
    hemicelulose e lignina) e os compostos presentes no bio-óleo. Os resultados
    indicaram que o uso de catalisadores não afetou os rendimentos dos produtos,
    entretanto, as concentrações dos compostos dos bio-óleos foram diferentes. A
    aplicação de GC×GC/TOF-MS foi importante para resolver picos coeluídos da
    análise de GC/MS, resultando em uma distribuição diferente dos compostos por
    classes químicas. Os dados mostraram que o K
    + e os ânions afetaram as
    reações primárias e secundárias, modificando a formação de várias espécies
    químicas. Este trabalho contribui com informações relevantes no que diz respeito
    ao potencial da vagem de Feijão-Caupi (
    Vigna unguiculata) para obtenção de
    produtos químicos finos com valor comercial, como os fenóis e derivados.



  • ANTONIA REGINA DOS SANTOS GOIS
  • DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIA PARA QUANTIFICAÇÃO DE FENÓIS PRESENTES EM FRAÇÃO AQUOSA DE PIRÓLISE POR GC/MS E UHPSFC
  • Orientador : LISIANE DOS SANTOS FREITAS
  • Data: 28/05/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O produto líquido da decomposição térmica da biomassa pelo processo de
    pirólise é formado pela fração bio-óleo e fração aquosa. A fase aquosa pode
    chegar a 30% m/m dos produtos formados durante o processo. O
    conhecimento da composição da fração aquosa é de suma importância para
    definir qual será sua rota de destino, seja no reaproveitamento dos compostos
    para aplicação industrial ou tratamento do efluente para descarte. As técnicas
    analíticas como Cromatografia Gasosa com Espectrometria de Massa (GC/MS)
    e a Cromatografia com fluido supercrítico de ultra alta eficiência (UHPSFC)
    foram utilizadas para avaliar a composição de compostos fenólicos presentes
    nas frações aquosas dos resíduos de feijão, pinha, acerola, uva, pinhão e
    goiaba. As análises no GC/MS foram realizadas no modo qualitativo e em
    seguida o método foi otimizado para o quantitativo, uma extração precisou ser
    realizada previamente. Para a análise por UHPSFC foram realizados testes
    para otimizar as condições de análise, e por fim, os fenóis foram quantificados.
    Ambos os métodos apresentaram um perfil semelhante em relação a
    concentração total dos fenóis nas frações aquosas, o aumento na concentração
    variou a depender do tipo de biomassa utilizada na pirólise e obedeceu a
    seguinte ordem: vagem de feijão < semente de pinha < semente de acerola <
    semente de goiaba < casca de pinhão < semente de uva. O método de análise
    proposto por UHPSFC apresentou ser adequado para fenóis em água de
    pirólise, além das amostras poderem ser analisadas de forma direta, o método
    utilizado na cromatografia com fluido supercrítico foi muito mais curto (21 min)
    quando comparado com o método da cromatografia a gás (50 min).



  • VITÓRIA SHIÉVILA DOS SANTOS GONÇALVES
  • DESENVOLVIMENTO, CARACTERIZAÇÃO E AVALIAÇÃO ANTIBACTERIANA DO COMPLEXO DE INCLUSÃO [6]-SHOGAOL/CICLODEXTRINA
  • Orientador : JAMES ALMADA DA SILVA
  • Data: 23/02/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O gengibre (Zingiber officinale Roscoe, Zingiberaceae) é uma planta medicinal utilizada há milhares de anos para o tratamento de várias enfermidades, incluindo aquelas provocadas por microrganismos patogênicos. O [6]-shogaol (6SH), artefato do [6]-gingerol, é uma substância presente no gengibre, responsável por diversas atividades biológicas, inclusive a ação antimicrobiana. Devido a sua baixa solubilidade em água é necessário o desenvolvimento de uma pré-formulação farmacêutica para torná-lo mais hidrossolúvel e consequentemente melhorar a sua biodisponibilidade. Os complexos de inclusão (CI) com ciclodextrinas (CDs) vêm sendo utilizados em medicamentos, alimentos e na agricultura, com o principal objetivo de melhorar a hidrossolubilidade de substâncias bioativas. Para tanto, é importante conhecer as técnicas de complexação e caracterização para a produção de CI com eficiência. Desta forma, os objetivos deste estudo foram: compilar evidências sobre os diversos métodos de preparação e caracterização de CI entre produtos naturais (PNs) e CDs, e, desenvolver, caracterizar e avaliar as propriedades antimicrobianas e anti-biofilme do CI contento 6SH. Assim, foi realizada uma revisão sistemática de publicações sobre a preparação de CI entre PN e CDs, seguindo a metodologia de redação da PRISMA. Foram selecionados 27 artigos que demonstram as vantagens e desvantagens de diferentes técnicas de preparação e caracterização de CI com substâncias isoladas de PN e diferentes CDs. As principais vantagens observadas foram, o aumento da hidrossolubilidade e efeito biológico dos PN complexados. Na parte experimental deste trabalho o 6SH foi extraído do gengibre seco pela técnica de Soxhlet e em seguida isolado e purificado por cromatografia líquida clássica e cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). Seguindo a metodologia de Higuchi e Connors (1965), dois diagramas de solubilidade de fases foram construídos com o 6SH, HP-β-CD e β-CD (em água, à 25°C, 72 h) para avaliar a solubilidade desta substância na presença de ciclodextrina em diferentes concentrações. Para a quantificação do 6SH foi construída uma curva de calibração por CLAE e determinados os limites de detecção (LD=0,99 μg/mL) e de quantificação (LQ=0,33 μg/mL). Após o isolamento e purificação do 6SH, determinou-se o grau de pureza por CLAE (>97%) e a taxa de recuperação do processo de isolamento (78,43%). Após a construção do diagrama, a HP-β-CD foi escolhida para desenvolver o CI com o 6SH através do método de co-evaporação/liofilização. O CI foi caracterizado por técnicas espectrométricas (RMN e IV) e Modelagem Molecular. Um estudo de estabilidade do 6SH livre e complexado foi realizado em solução aquosa, à 40 °C por um período de 1 semana com a finalidade de avaliar o efeito da CD sobre a estabilidade físico-química do 6SH. A determinação da concentração inibitória mínima (CIM) do CI 6SH/HP-β-CD foi realizada em ensaio de microdiluição em placa de 96 poços frente a Pseudomonas aeruginosa e Staphylococcus aureus e a atividade anti-biofilme pelo método de coloração da biomassa do biofilme com cristal violeta. O tratamento estatístico foi feito através da análise de variância (ANOVA) de 2 vias, seguido de Teste de Tukey e teste t Student. . A partir do diagrama de solubilidade construído com 6SH e as CDs, foi possível determinar a solubilidade intrínseca do [6]-shogaol (0,76 μg/mL) em meio aquoso à 25°C, bem como, visualizar o aumento significativo da solubilidade do 6SH (19 vezes), especialmente com a HP-β-CD, a qual foi desenvolvido o CI com o 6SH. A técnica de co-evaporação/liofilização demonstrou ser efetiva na formação do complexo de inclusão, o que foi confirmado após análise por3CLAE, RMN e IV. Com os resultados obtidos a partir do diagrama de solubilidade de fases e da modelagem molecular foi possível sugerir que a estequiometria de formação do CI foi, 1 molécula de 6SH para 2 moléculas de CD. Foi observado no teste de estabilidade que o 6SH livre apresentou degradação (>50%) a partir das 24 horas de incubação, à temperatura de 40°C, enquanto o CI mostrou-se altamente estável sob as mesmas condições. O CI contendo 6SH não demonstrou atividade antimicrobiana frente ao S. aureus e P. aeruginosa, no entanto, apresentou atividade anti-biofilme. Com estes achados, foi possível concluir que as metodologias empregadas no desenvolvimento do complexo de inclusão foram apropriadas para atingir os principais objetivos farmacotécnicos: aumento da hidrossolubilidade e estabilidade do 6SH. Em consequência da melhoria das propriedades físico-químicas do produto gerado, almeja-se que a atividade biológica do CI no manejo de outras condições clínicas seja superior ao da substância livre.

  • CLÉCIA ANDRADE DOS SANTOS
  • SÍNTESE DE NANO-HÍBRIDO MAGNÉTICO À BASE DE GRAFENO E FERRITA DE COBALTO COMO CATALISADOR HETEROGÊNEO NA DEGRADAÇÃO DE BISFENOL A POR ELETRO-FENTON
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 18/02/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Foi desenvolvida uma rota de síntese simples, eficiente, ambientalmente correta e de baixo custo para obtenção de nano híbrido magnético à base de grafeno e ferrita de cobalto (HG) com excelente possibilidade de adaptação para escala industrial. Água com alto teor de matéria orgânica natural (MON) foi utilizada como solvente natural e como fonte de carbono e sua presença na composição do HG foi confirmada por FTIR e análise por RAMAN, que evidenciaram a formação do grafeno, corroborado também pelas análises de DRX. Ademais, os difratogramas e imagens de MET certificaram a formação de um nanomaterial híbrido composto por grafeno e ferrita de cobalto, apresentando tamanho de cristalito e partícula de 0,83 e 4,0 nm, respectivamente. A degradação de bisfenol A (BPA) pelo processo eletro-Fenton heterogêneo (EF-HG) alcançou taxas de degradação de 100% em 50 min e mineralização de 80% em 7 h, em pH 7, empregando densidade de corrente de 33,3 mA cm-2; enquanto a oxidação eletroquímica com eletrogeração do peróxido de hidrogênio (OE-H2O2) alcançou a porcentagem de degradação de 71% e mineralização de 58% para os mesmos tempos. Foram identificados por GC-MS os principais intermediários de degradação como 4,4'-(1-hidroxipropano-2,2-dil)difenol e ácido(3)-5-(4-hidroxifenil)-5-metil-4-(2-oxoetil)hex-3-enóico. A alta performance catalítica foi alcançada em pH neutro, altamente vantajoso para redução dos custos do processo final de tratamento. Este estudo contribuiu para obtenção de um novo híbrido de grafeno magnético, via rota de esfoliação química na fase líquida do grafite e em condições amenas, com excelente aplicabilidade em catálise heterogênea em processo eletro-Fenton aplicado à degradação de contaminante orgânico persistente.

  • MICHAEL DOUGLAS SANTOS MONTEIRO
  • DESENVOLVIMENTO DE ELETRODO MODIFICADO COM ÓXIDO DE GRAFENO REDUZIDO PARA DETERMINAÇÃO DE 17α- ETINILESTRADIOL
  • Orientador : ELIANA MIDORI SUSSUCHI
  • Data: 17/02/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O 17α-etinilestradiol (EE2) é um estrogênio sintético e micropoluente emergente
    que, mesmo em baixas concentrações (ordem de µg L
    -1 e ng L-1), proporciona
    altos riscos à saúde humana e ao meio ambiente. Os sensores eletroquímicos
    são uma alternativa para o monitoramento dessa substância, que podem
    apresentar baixos limites de detecção e alta sensibilidade. A inserção de
    materiais quimicamente ativos na superfície desses eletrodos pode ampliar o
    controle e aumentar a reatividade e/ou seletividade frente a espécies de
    interesse. Dentre estes materiais, destaca-se o óxido de grafeno reduzido (rGO),
    o qual apresenta excelente condutividade elétrica, alta área superficial e outras
    propriedades. No presente trabalho, estudos eletroquímicos foram realizados
    com eletrodos de pasta de carbono modificados com óxido de grafeno reduzido
    (ErGO) para a determinação voltamétrica de EE2. As caracterizações estruturais
    e morfológicas do rGO foram realizadas por FTIR, Raman, UV-VIS, MET e MEV,
    e evidenciaram a formação característica do nanomaterial, quando empregado
    ácido ascórbico como agente redutor (rGOA). Os eletrodos modificados com
    óxido de grafeno reduzido seco (ErGOAs) apresentaram uma sensibilidade
    superior ao eletrodo de pasta de carbono sem modificação (EPC). Após as
    otimizações dos parâmetros de análise, uma curva analítica foi gerada para o
    sensor, a qual apresentou faixa linear de 0,04 a 8,28 μmol L
    -1 (R2 = 0,999), com
    baixos limites de detecção (6,79 nmol L
    -1) e quantificação (22,60 nmol L-1). As
    análises de reprodutibilidade e repetibilidade apresentaram desvios padrão
    relativos (DPR) de 2,31% e 5,23%, respectivamente. O sensor foi aplicado para
    a determinação do EE2 em amostras de urina sintética, comprimido
    anticoncepcional e água residual. Excelentes valores de recuperação foram
    obtidos para amostras de urina (94,80; 98,71; 104,00%) e comprimido
    (104,04%), através do método de interpolação na curva analítica e para água
    residuária os valores (111,29; 104,50; 92,53%) foram obtidos pelo método de
    adição padrão. Os resultados obtidos mostram que o sensor desenvolvido pode
    ser empregado para a identificação e quantificação em baixas concentrações de
    EE2, visto o excelente desempenho analítico apresentado



  • PEDRO ELLISON SANTOS DO NASCIMENTO
  • Caracterização por espectrometria de massas dos flavonoides extraídos por técnicas assistidas por ultrassom e micro-ondas das folhas de Croton grewioides Baill.
  • Orientador : VALERIA REGINA DE SOUZA MORAES
  • Data: 29/01/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A complexidade de compostos presentes nas plantas permite que elas possam ser utilizadas em diferentes enfermidades, o qual só é possível devido à presença de compostos bioativos que constituem seus metabólitos secundários. Considerando a escassez no conhecimento químico da espécie Croton grewioides e a necessidade de se estabelecer novas metodologias de extração de seus compostos antioxidantes, neste trabalho foi realizado a otimização dos processos de extração por ultrassom e micro-ondas utilizando um planejamento experimental, auxiliados por tratamentos estatísticos. Foi possível a determinação das melhores condições de extração para cada uma das técnicas estudadas, a extração assistida por ultrassom (EAU) e a extração assistida por micro-ondas (EAM). Determinadas as melhores condições de extração, os extratos de C. grewioides foram analisados por cromatografia líquida e seus cromatogramas fingerprint submetidos a análise quimiométrica. Também foram feitas análise por espectrometria de massas de alta resolução, utilizando o analisador Orbitrap, com o objetivo de se obter um perfil químico de espectros de massas e tentar identificar quimicamente o maior número de compostos presentes nesta espécie. Através dos resultados quimiométricos dos dois fingerprints, dos metabólitos identificados e dos dados de atividades antioxidantes obtidos, foi possível atribuir que a melhor técnica de extração para compostos antioxidantes a partir de C. grewioides é a extração assistida por micro-ondas. Adicionalmente, foi possível sugerir, pela primeira vez, estruturas de quarenta e um compostos nos extratos desta espécie a partir da análise de espectrometria de massas de alta resolução, sendo considerado um método inédito para o estudo químico desta espécie.

  • ELISÂNIA KELLY BARBOSA FONSECA
  • Avaliação da contaminação e interferência antropogênica por fósforo em sedimentos superficiais da bacia hidrográfica do rio Japaratuba.
  • Orientador : ELISANGELA DE ANDRADE PASSOS
  • Data: 29/01/2021
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Ambientes aquáticos têm sido desequilibrados pela deposição e acúmulo de algumas espécies químicas como o fósforo (P), que apesar de ser um nutriente essencial, pode ser também contaminante e gerar impactos ao meio ambiente. O principal problema gerado pela deposição excessiva desse elemento é a eutrofização dos corpos hídricos. Dessa forma, faz-se necessário avaliar a concentração de fósforo em ambientes aquáticos. Diante disso, este trabalho teve como objetivo avaliar a contaminação e interferência antropogênica por fósforo em sedimentos superficiais da Bacia Hidrográfica do Rio Japaratuba (BHRJ), estado de Sergipe, nordeste do Brasil. Foram coletadas amostras de sedimentos superficiais em vinte pontos distribuídos ao longo da bacia e seus principais afluentes: rios Japaratuba Mirim e Siriri. Para o fracionamento de fósforo nas amostras foi empregado o protocolo de extração Standards Measurements and Testing (SMT). O teor de P nos extratos foi determinado por espectrometria de absorção molecular na região do UV-VIS, com base no método do azul de molibdênio. A metodologia de extração mostrou-se eficiente, com porcentagem de concordância para os valores encontrados entre 99 e 104 % no material de referência certificado de sedimento (BCR 684). A concentração total de P nas amostras variou entre 65 e 987 μg.g-1, a fração inorgânica esteve entre 33 e 900 μg.g-1, na fração orgânica entre 19 e 159 μg.g-1 e nas frações apatita entre 21 e 850 μg.g-1 e não-apatita entre 28 e 248 μg.g-1. As maiores concentrações ocorreram nos pontos P3, P5 e P18. Estes pontos localizam-se em regiões que recebem a maior contribuição de efluentes da BHRJ, com destaque aos de origem agrícola. O índice de poluição por fósforo, proposto por Zhang et. al. (2008), foi utilizado para avaliar o grau de contaminação e a interferência antrópica desse elemento na região estudada. Este índice classifica o ambiente aquático de acordo com o valor da concentração total de P. Os pontos P3, P5 e P18 foram classificados como moderadamente poluídos, já que o teor total de P esteve entre 500 e 1300 μg.g-1, em contrapartida, os demais pontos foram classificados como não poluídos (P < 500 μg.g-1). Após aplicação da análise de componentes principais (PCA) e análise de agrupamento hierárquico (HCA), foi verificado que os pontos de amostragem da BHRJ foram divididos em dois grupos. O primeiro formado pelos pontos P3, P5 e P18, com maiores concentrações das formas de fósforo, enquanto o segundo grupo aglomerou os demais pontos, onde foram encontrados os menores valores de concentração do elemento. Diante do exposto, os resultados sugerem que os pontos P3, P5 e P18 sofrem a maior interferência ambiental frente aos demais pontos devido, principalmente, às atividades antropogênicas desenvolvidas na BHRJ.

2020
Descrição
  • IASMIN ALVES RIBEIRO
  • Desenvolvimento de materiais do tipo LaCoO3, La0,7Sr0,3CoO3 e SrCoO3 pelo método proteico modificado para remoção do corante vermelho Bezaktiv em solução
  • Orientador : ANNE MICHELLE GARRIDO PEDROSA DE SOUZA
  • Data: 27/11/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Óxidos mistos com estrutura perovsquita são amplamente conhecidos devido as
    suas propriedades redox, catalíticas, magnéticas e elétricas sendo aplicados em
    diversos setores. Foram sintetizadas no presente trabalho os materiais LaCoO
    3,
    SrCoO
    3 e La0,7Sr0,3CoO3 através do método proteico modificado utilizando a
    gelatina como agente quelante e submetidos a calcinação a 900 ºC. Os materiais
    foram caracterizados através das técnicas de difração de raios X (DRX),
    espectrofotometria na região do infravermelho com transformada de Fourier
    (FTIR), microscopia eletrônica de varredura (MEV), ponto de carga zero (PCZ) e
    adsorção de N
    2 a 77K. Os resultados obtidos mostraram a formação da fase
    perovsquita nas amostras calcinadas, com a presença de algumas fases
    secundárias nos materiais, enquanto que os espectros FTIR indicaram que as
    bandas relacionadas a gelatina não estão presentes nas amostras calcinadas a
    900 ºC. O método proteico modificado foi eficiente para obter materiais com
    áreas superficiais relativamente elevadas, em comparação a outros métodos de
    síntese. O corante foi submetido a técnicas de caracterização como FTIR e CHN,
    cujo resultado foi possível identificar bandas relacionadas aos corantes reativos
    e obter o teor de carbono, hidrogênio e nitrogênio presentes na amostra. Os
    materiais apresentaram eficiência de remoção na faixa de 47 a 93%. Os dados
    experimentais foram aplicados aos modelos cinéticos pseudo primeira ordem,
    pseudo segunda ordem e constantes variáveis e as isotermas de adsorção de
    Langmuir e Freundlich. Nos estudos para reuso dos adsorventes foi comprovado
    que a estrutura perovsquita se manteve, sinalizando sua estabilidade após
    adsorção e condições de recuperação.



  • SOLANGE DA CONCEIÇÃO ALMEIDA CERQUEIRA
  • INFLUÊNCIA DE LÍQUIDOS IÔNICOS NA EXTRAÇÃO DE FENÓIS DA FRAÇÃO AQUOSA DO BIO-ÓLEO DA SEMENTE DE GOIABA (Psidium Guajava I.) POR ULTRASSOM E MICROONDAS
  • Orientador : LISIANE DOS SANTOS FREITAS
  • Data: 28/04/2020
  • Tese
  • Mostrar Resumo
  • A definir

  • ANDERSON ALEX CONCEICAO ALVES
  • DESENVOLVIMENTO E APLICAÇÃO DE SENSORES ELETROQUÍMICOS MODIFICADOS COM ÓXIDO DE GRAFENO REDUZIDO E LÍQUIDOS IÔNICOS.
  • Orientador : ELIANA MIDORI SUSSUCHI
  • Data: 28/02/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A DEFINIR

  • WENNY CAMILLA DOS SANTOS ADAN
  • Avaliação da Dinâmica Estrutural do Domínio Variável de Anticorpos de Cadeia Pesada Única Derivados de Camelídeos (VHH)
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 28/02/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A definir

  • JOSELAINE CARVALHO SANTANA
  • PRÉ-TRATAMENTO DE BIOMASSA PELO MÉTODO ORGANOSOLV UTILIZANDO GLICEROL PARA OBTENÇÃO DE AÇÚCARES REDUTORES.
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 27/02/2020
  • Tese
  • Mostrar Resumo
  • O etanol celulósico está gerando boas expectativas, entretanto, a sua produção
    ainda não é economicamente viável, o principal entrave é a força intrínseca entre
    os componentes da biomassa. De modo que um pré-tratamento precisa ser
    realizado para desagregar a lignocelulose e disponibilizar os carboidratos para
    os processos de hidrólise enzimática e fermentação. Nesse contexto, o pré-
    tratamento organosolv com glicerol vem sendo investigado. O uso do glicerol
    mostra-se promissor, por ser viável economicamente e ambientalmente. Nesse
    estudo, reações de pré-tratamento organosolv com glicerol, inicialmente
    aplicadas ao aguapé, foram realizadas com avaliação dos efeitos das seguintes
    variáveis: tempo (10-120 min), temperatura (100-220 °C), razão sólido/líquido (1-
    6%), porcentagem de água (0-40%) e catalisador ferrita de cobalto (CoFe
    2O4)
    (0-10%). O objetivo foi otimizar o processo, a fim de maximizar o rendimento em
    açúcares na subsequente hidrólise enzimática. A condição otimizada, pelo
    delineamento experimental 2
    5-1, foi a seguinte: tempo de 10 min, temperatura de
    220 °C, razão sólido/líquido de 6%, 0% de água e 0% de catalisador, que resultou
    em 37% de açúcares liberados. Outras fontes de ferro também foram testadas
    (FeCl
    3 e FeSO4). Diferentemente do CoFe2O4 esses sais de ferro, adicionados
    na condição ótima, apresentaram atividade. O uso de FeSO
    4 e FeCl3 a 0,1 mol.L-
    1
    aumentou a liberação de açúcares para 41 e 51%, respectivamente. Ficou
    evidente que a atividade do ferro é determinada pela forma em que se encontra
    disponível no meio reacional. Diante dessa otimização, foi realizado um
    planejamento fatorial 2
    3 para investigar o sinergismo entre o tamanho de
    partícula (< 0,85 - >2,0 mm), a concentração de FeCl
    3 (0,025-0,175 mol.L-1) e a
    temperatura (160-220 °C), na desconstrução do aguapé, bagaço de cana, palha
    de milho e casca de coco verde. A análise dos efeitos indicou que o tipo de
    lignocelulose interfere na ação das variáveis, mas encontrou-se uma condição
    comum (< 0,85 mm; 0,025 mol.L
    -1; 220 °C), viável por usar pequena quantidade
    de catalisador. Para o aguapé, essa otimização, além de reduzir em 75% a
    quantidade usada de FeCl
    3, proporcionou melhor rendimento ao processo (23 g
    de glicose/100 g de aguapé in natura), produção de glicose no hidrolisado 64%
    maior após 48 h. As biomassas pré-tratadas com essa combinação de fatores
    exibiram digestibilidade enzimática superior a 93%, sendo a fermentação desse

    i
    hidrolisado promissora, devido à baixa formação inibidores. Testes realizados
    nessa condição ótima revelaram que o FeCl
    3 é mais viável que o HCl; que a
    biomassa pode ser submetida a hidrólise enzimática sem lavagem após o pré-
    tratamento e que o glicerol bruto alcança o mesmo rendimento do glicerol
    comercial após tratamento simples.



  • JOSÉ FERNANDO DE MACEDO
  • ESTUDO ELETROQUÍMICO DOS EFEITOS DE LÍQUIDOS IÔNICOS APRÓTICOS E PRÓTICOS EM ELETRODOS MODIFICADOS.
  • Orientador : ELIANA MIDORI SUSSUCHI
  • Data: 21/02/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Nas duas últimas décadas, houve um aumento significativo na utilização de líquidos iônicos (LIs), com possibilidades de aplicação em diferentes áreas. A utilização de LIs como modificantes de eletrodos tem sido relatada intensamente devido à significativa contribuição desses compostos em termos de intensidade e seletividade para aplicação eletroquímica. Isso se deve às propriedades específicas dos LIs, como viscosidade, condutividade iônica e estabilidade térmica. Os líquidos iônicos à base de cátions imidazólios e com os ânions [PF6]- e [BF4]- são os mais encontrados na literatura. A pouca aplicação de outros LIs implica na escassez de informações sobre outros compostos de mesma natureza, tais como o tiocianato de 1-etil-3-metilimidazólio (EMImSCN), o acetato de 1-etil-3-metilimidazólio (EMImAc), o acetato de 1-butil-3-metilimidazólio (BMImAc) e o acetado de 2-hidroxi-etilamônio (2-HEAA), que foram empregados neste trabalho. Os líquidos iônicos foram caracterizados por espectroscopias de infravermelho e Raman. Os eletrodos modificados com LIs (EPCM-LI) foram caracterizados microscopia eletrônica de varredura e o comportamento eletroquímico por voltametria cíclica em solução de [Fe(CN)6]3-/4-. Os EPCM-LI foram aplicados na detecção do fungicida carbendazim, utilizando a técnica de voltametria de pulso diferencial. Os parâmetros que influenciam na resposta voltamétrica foram otimizados para os EPCM-LI, sendo o pH 5,0 ideal para os LI apróticos e o pH 6,0 para o LI prótico. Foi observado o máximo de corrente de pico nos tempos de pré-concentração de 180, 300 e 450 segundos, respectivamente, para EPCM/EMImAc, EPCM/BMImAc e EPCM/2-HEAA. Ao avaliar a influência dos parâmetros da técnica, observou-se que maior velocidade de varredura (20 e 30 mV s-1) aliada a pequenos tempos de pulso (5,0 e 2,5 ms), respectivamente, para o EPCM-LI prótico e para os EPCM-LI apróticos com incremento de potencial de 60 mV, houve aumento significativo na intensidade de corrente de pico anódico na detecção do CBZ. A validação do método mostrou resultados de repetibilidade e reprodutibilidade satisfatório (< 10%), estando dentro do limite máximo aceito pela ANVISA. O estudo de interferentes realizado para o EPCM/2-HEAA revelou que íons inorgânicos (Mg2+, Ca2+, SO42- e Cl-) afetam minimamente a intensidade corrente do CBZ, cerca de 2,5% na proporção 100:1 (espécies:CBZ), mostrando excelente seletividade do eletrodo. A curva analítica construída para o EPCM/2-HEAA apresentou faixa linear de 9,98 a 476,20 nmol L-1 (R2 = 0,9964) com bons limites de detecção (1,68 nmol L-1) eiiiquantificação (5,63 nmol L-1). O sensor modificado com 2-HEAA foi aplicado a amostra de suco de uva e obteve resultados satisfatórios para a recuperação (100,60; 106,71 e 113,51%) do CBZ, utilizando o método de adição. O sensor pode ser empregado para quantificação em baixa concentração na detecção de carbendazim e estudado para aplicação em outras matrizes e espécies eletroativas.

  • IRIS AMANDA ALVES SILVA
  • DESENVOLVIMENTO E APLICAÇÃO DE FERTILIZANTES DE LIBERAÇÃO LENTA POR BIOPOLÍMERO DE QUITOSANA
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 21/02/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O rápido crescimento populacional associado as altas perdas de ureia no sistema solo-planta-atmosfera, tornam necessário o desenvolvimento de novas tecnologias para aumentar a produção de alimentos e melhorar a fertilidade do solo. Assim, este trabalho teve como objetivo produzir Fertilizantes de Liberação Lenta à base de ureia, empregando aguapé (biomassa), montmorilonita, substâncias húmicas e quitosana, utilizando água rica em Matéria Orgânica Natural (MON) como solvente. Os Fertilizantes foram avaliados por espectroscopia vibracional de absorção no infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) e os espectros demonstraram possíveis interações entre os componentes, indicando a possível formação dos materiais propostos. A análise elementar (CHN) dos Fertilizantes, FERT1 (ureia, aguapé, quitosana e água rica em MON) e FERT2 (ureia, aguapé, quitosana, montmorilonita e água rica em MON) demonstraram que os materiais possuem bons teores de nitrogênio, 20% e 49% respectivamente, para aplicação em solo. A microscopia eletrônica de varredura (MEV) permitiu visualizar que o FERT1 e FERT2 possuem formato esférico e superfícies com cavidades, as quais podem ser utilizadas para liberação de nitrogênio, quando associada à espectroscopia por dispersão de energia (MEV-EDS) observou-se que a superfície do FERT1 é composta por KCl, podendo ser considerado um Fertilizante binário, por possuir nitrogênio e potássio em sua composição. Os ensaios de intumescimento demonstraram que o FERT1 possui grau de expansão de aproximadamente 200% na faixa de pH analisada (5,5-7,5) e o reticulante aguapé, utilizado na síntese, mostrou-se eficiente, conferindo ao material uma menor capacidade de permeabilidade de água, quando comparado as esferas de ureia, quitosana e Substâncias Húmicas (UQSH), produzidas sem o reticulante. Uma curva de calibração foi construída utilizando espectrofotômetro UV-Vis no comprimento de onda de 421 nm, para quantificação de ureia, obtendo-se um coeficiente de determinação (R2 ) de 0,9997, ratificando que o método proposto é eficiente para determinação do referido analito. Os testes de lixiviação demonstraram que o FERT1 e FERT2 lixiviaram uma concentração muito pequena de amônio (0,82 e 3,5 mg L1 ,respectivamente) em relação a concentração de amônio lixiviada pela ureia (43,1 mg L-1 ) e não foi observada lixiviação de nitrato para o FERT1 e FERT2, enquanto a ureia apresentou uma lixiviação de 13,1 mg L-1 de nitrato em 2 horas de experimento. Nos ensaios de liberação em água o FERT1 apresentou liberação máxima com 30 dias, diferentemente da ureia que atingiu o máximo em apenas 2 dias. Ademais, o FERT1 apesar de ter um menor teor de nitrogênio em relação ao FERT2, apresentou melhores características e resultados para redução das perdas de nitrogênio e minimização dos impactos ambientais.

  • HIAGO RODRIGUES DE MOURA
  • AVALIAÇÃO DA MIGRAÇÃO VERTICAL DE HIDROCARBONETOS POLICÍCLICOS AROMÁTICOS (HPA) EM SOLO AGRÍCOLA CONDICIONADO COM BIOCARVÃO.
  • Orientador : MARCELO DA ROSA ALEXANDRE
  • Data: 20/02/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • a definir.

  • LARISSA DE LIMA ALMEIDA
  • Influência de sais de cálcio nas propriedades anticorrosivas de revestimentos híbridos siloxano-pHEMA sobre a liga Ti-6Al-4V para implantes biomédicos.
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 20/02/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A liga Ti-6Al-4V em contato ao fluido corpóreo por um longo período ocorre baixa resistência ao desgaste, e possibilita a liberação de íons Alumínio e Vanádio que podem causar reações adversas nos tecidos e distúrbios neurológicos. Os revestimentos orgânicos-inorgânicos, a base de poli(metacrilato de 2- hidroxietila) com adição de cálcio podem ser uma alternativa para solucionar esses problemas. Inicialmente estudou-se a formação dos híbridos por meio das técnicas: Ressonância magnética nuclear (RMN), espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), espalhamento de Raios X a baixo ângulo (SAXS) e análise termogravimétrica (TG), e observou-se que a adição dos sais CaSO4 e Ca3(PO4)2 à matriz híbrida promoveram um aumento no grau de hidrólise e condensação favorecendo a formação de cadeias poliméricas mais regulares. Os ensaios morfológicos mostraram que os revestimentos com adição de CaSO4 e Ca3(PO4)2 apresentaram homogeneidade, ausência de fissuras, e a formação de revestimentos de baixa espessura, com aderência ao substrato, hidrofóbicos e com algumas microrugosidades, conforme ensaios de rugosidade feitos por microscopia de força atômica. Os ensaios eletroquímicos em fluido corpóreo simulado monitorados por técnicas eletroquímicas indicaram maior resistência a corrosão para os revestimentos híbridos SH 2X em comparação a liga sem revestimento. O filme sem adição do sal de cálcio mostrou-se mais resistivo durante todo tempo de imersão devido a rede de sílica mais compacta, já o revestimento com adição de fosfato de cálcio apresentou melhor resistência a corrosão no final do ensaio respectivo a compactação da camada devido à formação dos produtos de corrosão. Neste trabalho buscou-se produzir um revestimento que apresente um equilíbrio entre as propriedades biológicas e anticorrosivas e que possua elementos promotores de biocompatibilidade e bioatividade sem comprometer a resistência à corrosão.

  • WANDSON DOS SANTOS DE ALMEIDA
  • Desenvolvimento de Dosímetro Químico 3D com Eriocromo Cianina R para Radioterapia.
  • Orientador : ELIANA MIDORI SUSSUCHI
  • Data: 20/02/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Recentemente, um dos desenvolvimentos mais promissores para a radioterapia
    (RT), na área da dosimetria 3D, foi a introdução de géis sensíveis à radiação. O
    desenvolvimento de uma matriz de gel estável capaz de garantir a distribuição
    exata da dose pós-radiação é primordial. Géis Fricke (FG) são dosímetros
    desenvolvidos com diferentes composições matriciais, incorporadas com uma
    solução de sulfato íons Fe
    2+ que, quando exposta à radiação ionizante, oxida a
    íons Fe(III). Agentes quelantes têm sido incorporados na matriz de FG para
    tentar reduzir a difusão de íons Fe
    3+ produzidos após a irradiação e mensurar a
    dose de radiação absorvida utilizando espectroscopia UV-vis. Nesse trabalho
    foi investigado o uso do agente quelante eriocromo cianina R (ECR)
    incorporado na matriz de FG com álcool polivinílico (PVA). Inicialmente testouse a afinidade do ligante ECR em meio aquoso com íons de Fe
    2+ e Fe3+, bem
    como, o efeito da concentração do ácido sulfúrico na formação do complexo
    Fe
    3+-ECR. Foram elaboradas sínteses variando um dos reagentes, o ácido, os
    íons de Fe
    2+, e o ECR para otimização do dosímetro. As concentrações dos
    reagentes para compor a matriz de gel foram otimizadas com, 8,0 mmol L
    -1 de
    H
    2SO4, 0,70 mmol L-1 de Fe2+ e 0,20 mmol L-1 de ECR. Também se observou
    que o aumento do ligante ECR aumentou a sensibilidade do FG, porém o sinal
    óptico não manteve a linearidade para concentrações maiores que 0,30 mmol
    L
    -1. O aumento da concentração dos íons Fe2+, resultou em uma maior
    sensibilidade pós irradiação até 0,70 mmol L
    -1. FG com ECR apresentou duas
    bandas de absorção, sendo a de maior intensidade com λ
    máx em 561 nm e a de
    menor intensidade em 739 nm. As propriedades do dosímetro foram
    investigadas, estabilidade, sensibilidade a fótons gama e de raios X, coeficiente
    de difusão e de sensibilidade. Foram sintetizados o FGECR e um FG com
    alaranjado de xilenol (FGX) para análise comparativa. As intensidades da
    absorbância para o FGECR nos respectivos comprimentos de onda variam
    linearmente com o aumento da dose no intevalo de 0,0 a 40,0 Gy. Os FGECR
    e o FGXO apresentaram sensibilidades (0,072 ± 0,001 Gy
    -1 e 0,079 ± 0,001 Gy-
    1
    ) e difusão (0,192± 0,006 mm2 h-1 e 0,184 ± 0,022 mm2 h-1) respectivamente.


  • YSLAINE ANDRADE DE ALMEIDA
  • SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DO POLIPIRROL DOPADO COM POLISSACARÍDEOS NATURAIS PARA APLICAÇÃO COMO UM BIOMATERIAL.
  • Orientador : IARA DE FATIMA GIMENEZ
  • Data: 19/02/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A busca de novos biomateriais vem crescendo continuamente nos últimos anos e, neste contexto, a incorporação do polipirrol (PPy) como um material promissor para essa função apresenta respostas positivas, destacando sua excelente bioatividade e biocompatibilidade para aplicação em engenharia de tecido. A associação do PPy com polissacarídeos naturais, ressaltando a goma xantana, gelana e κ-carragena, promove um alto potencial para aplicações biomédicas, além do que, uma das vantagens de usar estes polissacarídeos, é seu fácil acesso e baixo custo de processamento. O presente trabalho teve como objetivo principal sintetizar e caracterizar novos nanocompósitos a base de polipirrol incorporado com as gomas xantana, gelana e κ-carragena, a fim de aprimorar a potencialidade do PPy como suporte tridimensional em aplicações como biomaterial. Um estudo comparativo preliminar foi proposto para definir a melhor metodologia para a incorporação das gomas, e a partir dos resultados das análises físico-químicas e biológicas, a metodologia resultante do PPy-Aerogel Branco II apresentou melhores resultados para incorporação da goma. A produção dos nanocompósitos a partir da metodologia escolhida propiciou um estudo comparativo para as diferentes concentrações dos polissacarídeos naturais em relação ao PPy. Os resultados obtidos dos nanocompósitos frente as análises físico-químicas mais relevantes como FT-IR, TGA, MEV e MET apresentaram uma diferença significante em ralação ao PPy sozinho. Com o interesse de conhecer o perfil de suscetibilidade dos nanocompósitos aos microrganismos antimicrobianos e celulares, submeteu-se as bactérias Staphylococcus Aureus e Escherichia coli à técnica de disco difusão e obteve halos consideráveis em relação aos trabalhos da literatura. Para os ensaios de citotoxicidade frente a células fibroblásticas (L929), todas as concentrações das gomas utilizadas foram superiores em termo de viabilidade celular comparado com os resultados do PPy-Aerogel Branco II.

  • JEANYNNE LEITE DA ROCHA
  • ESTUDO TEÓRICO DA APLICAÇÃO DA M-MOF-74 NO CARREAMENTO DE FÁRMACOS..
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 19/02/2020
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A definir

  • EWERTON SANTOS
  • AVALIAÇÃO SAZONAL DE MARCADORES ORGÂNICOS GEOQUÍMICOS EM ÁGUA, MATERIAL PARTICULADO SUSPENSO E SEDIMENTO SUPERFICIAL DA BACIA DO RIO JAPARATUBA.
  • Orientador : MARCELO DA ROSA ALEXANDRE
  • Data: 27/01/2020
  • Tese
  • Mostrar Resumo
  • A definir

2019
Descrição
  • ALAN CARLOS REZENDE RODRIGUES
  • AVALIAÇÃO DO USO DE ERYTHRINA VELUTINA WILD COMO AGENTE FITOREMEDIADOR DE SOLO AGRÍCOLA CONTAMINADO POR HIDROCARBONETOS POLICÍCLICOS AROMÁTICOS
  • Orientador : FLAVIANA CARDOSO DAMASCENO
  • Data: 25/10/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A definir

  • LUIS FABRICIO SANTANA SANTOS
  • APLICAÇÃO DAS TÉCNICAS DE MICROEXTRAÇÃO μMSPD E BAμE PARA DETERMINAÇÃO DE ALCALOIDES EM MATRIZES IN NATURA E PROCESSADAS DE TABACO (Nicotiana sp.) POR CROMATOGRAFIA LÍQUIDA ACOPLADA A ESPECTROMETRIA DE MASSAS.
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 30/09/2019
  • Tese
  • Mostrar Resumo
  • Tabaco é uma planta do gênero Nicotiana pertencente à família das solanáceas;
    sendo Nicotiana tabacum L. a principal a ser cultivada e comercializada. Não obstante
    a vasta diversidade de substâncias químicas, os alcaloides assumem importante
    papel na composição química do tabaco no que diz respeito aos efeitos que elevaram
    esta commodity a destaque mundial. Os alcaloides β-carbolínicos e indólicos são
    metabólitos secundários formados a partir da rota biossintética do aminoácido Ltriptofano.
    Estes compostos apresentam ação inibidora da enzima monoamina
    oxidase (MAO) que potencializa, em fumantes, a susceptibilidade à dependência
    química. Todavia, pesquisas destacam também os seus importantes efeitos no
    Sistema Nervoso Central (SNC), o que os colocam em posição de destaque para
    estudos em diferentes áreas da ciência. Nesse contexto, este estudo apresenta o
    desenvolvimento e validação de métodos analíticos de microextração para
    determinação dos alcaloides N,N-dimetiltriptamina, harmalina, harmalol, harmano,
    harmina, norharmano, tetrahidroharmina e triptamina em amostras in natura e
    processadas de tabaco e fumaça de cigarro utilizando as técnicas de dispersão da
    matriz em fase sólida miniaturizada (μMSPD), microextração adsortiva em barra
    (BAμE), cromatografia líquida de ultra eficiência (UHPL) e espectrometria de massas
    (MS). As condições instrumentais de análise foram otimizadas para assegurar
    resultados fidedignos de identificação e quantificação dos alcaloides. O procedimento
    de extração por μMSPD foi otimizado nas seguintes condições: 0,01 g de amostra, 0,1
    g de adsorvente Discovery DPA 6S e eluição com 2 mL de solução aquosa de ácido
    fórmico 1%. Por sua vez, o procedimento por BAμE foi otimizado com dispositivo de
    extração contento o adsorvente OASIS HLB, com etapa de extração de 3 horas pelo
    mecanismo de flutuação por vórtex a 1500 rpm em meio aquoso, e etapa de
    retroextração assistida por ultrassom utilizando 100 μL de metanol. Os métodos
    desenvolvidos foram aplicados em amostras de tabaco e fumaça de cigarro,
    mostrando-se eficientes para a determinação de alcaloides indólicos e β-carbolínicos.
    Os alcaloides harmano e norharmano foram detectados em todas as amostras
    analisadas. Pela primeira vez, o alcaloide harmina foi identificado em folhas de tabaco.

  • RAMON ALVES DOS SANTOS
  • ESTUDO METABOLÔMICO DE PLANTAS ALIMENTÍCIAS NÃO CONVENCIONAIS DE SERGIPE.
  • Orientador : TIAGO BRANQUINHO OLIVEIRA
  • Data: 30/09/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A definir

  • FILIPE AUGUSTO DE JESUS
  • Otimização da Estrutura e das Propriedades Luminescentes de Materiais Híbridos Eu3+:siloxano-polimetacrilato para aplicações no campo da fotônica.
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 30/08/2019
  • Tese
  • Mostrar Resumo
  • Nesta tese, analisou-se as influências de parâmetros experimentais sobre a estruturae as propriedades luminescentes de materiais híbridos Eu3+:siloxano–polimetacrilato,os quais foram sintetizados pela combinação do processo sol-gel com a polimerizaçãoradicalar e dopados com cloreto de európio(III) hexaidratado. A composição da faseorgânica, a quantidade de dopante no híbrido, o conteúdo polimérico e a proporçãoda fase inorgânica foram ajustados e, como resultado, obteve-se uma evoluçãosignificativa da luminescência dos híbridos. Na primeira etapa do trabalho, a amostracom poli(metacrilato de metila) na fase orgânica demonstrou ser mais adequada àemissão dos íons Eu3+, tendo em vista a menor interação do dopante com grupossupressores de luminescência, a maior taxa de emissão radiativa e a eficiênciaquântica mais elevada. A análise da coordenação do Eu3+ nos híbridos demonstrou aocupação preferencial de sítios em que há interações com carbonilas das cadeiaspoliméricas, entretanto, há formação de clusters de európio(III) quando a capacidadede coordenação da matriz híbrida é superada. Esses clusters são deletérios aosprocessos luminescentes porque favorecem a transferência de energia íon–íon pormecanismos não-radiativos, o que resultou em reduções nos tempos de vida, na taxade emissão radiativa e na eficiência quântica da emissão do Eu3+. Por sua vez, oaumento na proporção polímero/sílica promoveu a dispersão mais eficiente dos íonsdopante nas matrizes e modificou o ambiente químico pelo maior número de gruposcarbonílicos na esfera de coordenação do Eu3+ nos híbridos com maiores conteúdospoliméricos. Essas alterações modificaram os perfis das curvas de decaimento deemissão, aumentaram a taxa de emissão radiativa e elevaram a eficiência quânticados híbridos com maiores quantidades de polímero. Na última etapa deste trabalho,os resultados indicaram que o crescimento moderado da proporção de estruturasinorgânicas na composição das amostras não é deletério aos processos de emissão,o que ocorre apenas quando o parâmetro em questão é muito elevado. Em suma, aestrutura e as propriedades de emissão de híbridos Eu3+:siloxano-polimetacrilatoforam otimizadas a partir do ajuste de parâmetros experimentais, tendo alcançado umaumento na eficiência quântica de 9,7 % no híbrido PHEMA para 35,2 % no TEOS0.

  • LUKAS GOMES GADELHA VIEIRA SANTOS
  • Investigação do aporte e distribuição da matéria orgânica em sedimentos superficiais do estuário do Rio São Francisco usando biomarcadores lipídicos.
  • Orientador : MARCELO DA ROSA ALEXANDRE
  • Data: 29/08/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O ibuprofeno (IBU) é um dos fármacos mais consumidos no mundo e grandeparte dele é eliminado nos corpos aquáticos, sendo prejudicial ao ambientemesmo em baixas concentrações. A adsorção usando materiais híbridosmagnéticos é especialmente atraente, pois o adsorvente pode ser facilmenteremovido do meio aquoso pela simples aplicação de um campo magnéticoexterno. Neste trabalho foi efetuada a síntese dos materiais adsorventeshíbridos magnéticos AGMG e MONG,e para tal foram utilizadas para comporas fases orgânicas dos adsorventes, a biomassa de aguapé (AGIN) e para osegundo água com alto teor de matéria orgânica natural (MON) e a ferrita decobalto (CoFe2O4) para compor a fase inorgânica, em ambos os materiais. Aformação dos materiais foi confirmada por difratometria de raios X, em que seidentificou da fase ferrita de cobalto nos materiais sintetizados. O infravermelhoconfirmou para os materiais a presença de grupos hidroxilas e carboxilatos,provenientes da AGIN e MON, além de estiramentos da Fe-O característicadas ferritas de cobalto.Os ensaios da influência do pH na remoção do IBUmostraram maiores porcentagens de remoção na faixa de pH 2-3, para os doisadsorventes com percentuais de remoção de 100 e 86%e tempos de equilíbriode 10 e 30 min para o AGMG e MONG,respectivamente. Entretanto comapenas 5 minutos de ensaio cinético houve uma alta resposta de adsorção de70% para o MONG e de 91% para o AGMG. Os dados cinéticos ajustaram-seao modelo de pseudo-segunda ordem. Os dados das isotermas para o AGMGe MONG ajustaram-se ao modelo de Langmuir, apresentando boa correlaçãolinear na faixa de concentração estudada, com coeficiente de determinaçãor2entre 0,9971-0,9981. Os valores de capacidades máximas dos adsorventescalculada (qmax) foram de 11,7 mg g-1 para o AGMG e 1,5 mg g-1 para oMONG.Os Adsorventes foram reutilizados em seis ciclos de adsorção, semutilização de processo de dessorção, e a eficiência variou nos dois materiais.Para o AGMG a remoção permaneceu elevada em todos os ciclos, com 100%de remoção no primeiro ciclo e 70% no sexto ciclo. Para o MONG, a remoçãodiminuiu a cada ciclo, alcançando uma remoção 78% no primeiro ciclo e 30%que no sexto ciclo.Os resultados encontrados evidenciam que os híbridos magnéticos apresentaram eficiência na remoção do IBU e capacidade de reutilização.

  • DOUGLAS LIRA DE FARIAS
  • Avaliação da eficiência de híbridos magnéticos na remoção de ibuprofeno em água.
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 27/08/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O ibuprofeno (IBU) é um dos fármacos mais consumidos no mundo e grandeparte dele é eliminado nos corpos aquáticos, sendo prejudicial ao ambientemesmo em baixas concentrações. A adsorção usando materiais híbridosmagnéticos é especialmente atraente, pois o adsorvente pode ser facilmenteremovido do meio aquoso pela simples aplicação de um campo magnéticoexterno. Neste trabalho foi efetuada a síntese dos materiais adsorventeshíbridos magnéticos AGMG e MONG,e para tal foram utilizadas para comporas fases orgânicas dos adsorventes, a biomassa de aguapé (AGIN) e para osegundo água com alto teor de matéria orgânica natural (MON) e a ferrita decobalto (CoFe2O4) para compor a fase inorgânica, em ambos os materiais. Aformação dos materiais foi confirmada por difratometria de raios X, em que seidentificou da fase ferrita de cobalto nos materiais sintetizados. O infravermelhoconfirmou para os materiais a presença de grupos hidroxilas e carboxilatos,provenientes da AGIN e MON, além de estiramentos da Fe-O característicadas ferritas de cobalto.Os ensaios da influência do pH na remoção do IBUmostraram maiores porcentagens de remoção na faixa de pH 2-3, para os doisadsorventes com percentuais de remoção de 100 e 86%e tempos de equilíbriode 10 e 30 min para o AGMG e MONG,respectivamente. Entretanto comapenas 5 minutos de ensaio cinético houve uma alta resposta de adsorção de70% para o MONG e de 91% para o AGMG. Os dados cinéticos ajustaram-seao modelo de pseudo-segunda ordem. Os dados das isotermas para o AGMGe MONG ajustaram-se ao modelo de Langmuir, apresentando boa correlaçãolinear na faixa de concentração estudada, com coeficiente de determinaçãor2entre 0,9971-0,9981. Os valores de capacidades máximas dos adsorventescalculada (qmax) foram de 11,7 mg g-1 para o AGMG e 1,5 mg g-1 para oMONG.Os Adsorventes foram reutilizados em seis ciclos de adsorção, semutilização de processo de dessorção, e a eficiência variou nos dois materiais.Para o AGMG a remoção permaneceu elevada em todos os ciclos, com 100%de remoção no primeiro ciclo e 70% no sexto ciclo. Para o MONG, a remoçãodiminuiu a cada ciclo, alcançando uma remoção 78% no primeiro ciclo e 30%que no sexto ciclo.Os resultados encontrados evidenciam que os híbridos magnéticos apresentaram eficiência na remoção do IBU e capacidade de reutilização.

  • CÁSSIO SANTOS SOUSA
  • MATERIAIS HÍBRIDOS ORGÂNICO-INORGÂNICOS SILOXANO- METACRILATOS COMO NOVOS ADSORVENTES PARA REMOÇÃO DO CORANTE AZUL DE METILENO EM MEIO AQUOSO.
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 31/07/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Dentre os vários processos de remoção de corantes em efluentes têxteis, a adsorção é considerada um dos mais efetivos e de baixo custo. Assim, o presente trabalho avaliou a utilização de materiais híbridos orgânico-inorgânicos siloxano-metacrilato, obtidos pelo processo sol-gel como materiais adsorventes para a remoção do corante catiônico azul de metileno em meios aquosos. Três materiais híbridos foram sintetizados: híbridos siloxano-poli(metacrilato de metila) (siloxano-pMMA), siloxano-poli(metacriloxipropiltrimetoxisilano) (pMPTS) e siloxano-poli(metacrilato de hidroxietila) (siloxano-pHEMA). As amostras foram caracterizadas por análise elementar (CHNO), espectroscopia de absorção na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), adsorção e dessorção de nitrogênio e determinação do pH do de carga zero (pH(PCZ)) dos materiais. Os resultados das caracterizações mostraram evidências da formação dos híbridos, os quais são constituídos majoritariamente por mesoporos, sendo que para o pMPTS observaram-se maior área superficial, diâmetro de poros e volume de poros. As capacidades de remoção do corante foram determinadas utilizando o procedimento de batelada. Notou-se que houve remoções mais efetivas do corante das soluções, em torno de 100%, quando utilizaram-se soluções dos corantes tamponadas em pH 9 e temperatura de sorção de 50 oC. O comportamento cinético de sorção apresentou boas correlações para os modelos de pseudo-segunda ordem, Elovich e constantes variáveis, todavia, o modelo de constantes variáveis obteve melhores ajustes, obtendo menores valores de desvio padrão e chi-quadrado. Os mecanismos de sorção descritos pelo modelo de difusão intrapartículas sugere a rápida sorção causada por atrações eletrostáticas seguindo de uma sorção mais gradual causada pela difusão. Nos testes de reuso os híbridos mostraram-se eficientes, com destaque para o pMPTS. Os materiais híbridos mostraram-se muito eficientes e promissores para uso de remoção de corantes catiônicos em meios aquosos.
  • JUSSARA OLIVEIRA DOS SANTOS
  • Otimização da extração de sesquiterpenos de Zingiber officinale Roscoe e avaliação de seu potencial biológico frente a fatores de virulência de bactérias.
  • Orientador : JAMES ALMADA DA SILVA
  • Data: 30/07/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O gengibre (Zingiber officinale Roscoe) é uma planta medicinal conhecida por suas propriedades anti-inflamatórias, antitumorais, antioxidantes e antimicrobianas. O objetivo deste trabalho foi otimizar a extração de sesquiterpenos (α-curcumeno, α-zingibereno, α-farneseno, β-sesquifelandreno e β-bisaboleno), avaliar seu potencial antimicrobiano e antibiofilme contra Staphylococcus aureus, Streptococcus mutans, S. agalactiae, Escherichia coli e Pseudomonas aeruginosa, além da sua atividade antiproteásica. As análises dos compostos extraídos foram realizadas por CG-ES. Os ensaios antimicrobianos e formação de biofilmes foram realizados pela técnica de microdiluição em placas de 96 poços. Além de avaliar a inibição do biofilme, o índice de hidrofobicidade também foi determinado como uma forma indireta de avaliar a capacidade de adesão dos micro-organismos aos tecidos hospedeiros e superfícies abióticas. As melhores condições para obtenção da fração enriquecida em sesquiterpenos (FES) foram: tempo de extração: 4 min, razão planta/solvente: 1:20 (m/v) e potência de micro-ondas: 400 W. A FES apresentou CIM de 2000 μg/mL frente a S. mutans e foi inefetivo na inibição do crescimento das outras bactérias. Apesar disso a FES (250 g/mL) inibiu a formação de biofilme de S. aureus, S. agalactiae E. coli em 50%, 80% e 80%, respectivamente. Ademais, a FES (250 g/mL) reduziu o índice de hidrofobicidade das bactérias S. aureus, S. agalactiae e E. coli em 61,86%, 73,44% e 49,10%, respectivamente. A FES (500 μg/mL) foi capaz de reduzir em 71,5% a atividade enzimática da papaína, apresentando IC50 386,8 μg/mL. Os resultados mostraram que a FES apresentou potencial no combate à produção de biofilmes bacterianos. Desse modo, essas substâncias representam-se como bons candidatos a protótipos de medicamentos utilizados no tratamento de infecções causadas por bactérias multirresistentes. Até onde sabemos, esta é a primeira vez que a atividade antimicrobiana e antibiofilme da FES foi estudada.

  • EVELYN MONIQUE LIMA ROCHA
  • CATALISADOR DE JACOBSEN E FERRO-CYCLAN SUPORTADOS EM QUITOSANA PARA OXIDAÇÃO DE CORANTES DE TÊXTEIS.
  • Orientador : VALERIA PRISCILA DE BARROS
  • Data: 29/07/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A biotransformação de corantes têxteis que ocorre a partir da redução da ligação azo decorantes ou da oxidação catalisada pelo citocromo P450 (CYP450), tem sido estudada devidoà formação de subprodutos com potencial carcinogênico, mutagênico e genotóxico. Devidoà dificuldade de trabalhar com enzimas, vem se destacando o uso de compostos modelos doCYP450. Esses catalisadores têm sido utilizados ancorados a suportes sólidos que previnem ainativação dos complexos, aumentam a atividade catalítica e seletividade, além de permitirsua reutilização. A quitosana (QT) se destaca entre os demais suportes, pois trata-se de umbiopolímero, um composto natural, renovável, biodegradável e com afinidade por íonsmetálicos. Neste trabalho foram utilizados os catalisadores Ferro-Cyclam (FeCy) e ocatalisador de Jacobsen (JBN) como modelos do CYP450 imobilizados em quitosana eaplicados na oxidação dos corantes laranja reativo 16 (LD16), laranja disperso 3 (LD3) e azulde metileno (AM). A partir da caracterização desses materiais suportados, utilizando astécnicas de Espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier (FTIR), análisestérmicas, e Microscopia Eletrônica de Varredura/Espectroscopia de Energia Dispersiva(MEV/EDS); pôde-se obter evidências de que os catalisadores estão presentes na quitosanasem alterações significativas da estrutura da matriz. Esses materiais foram quantificadosutilizando a técnica de FAAS, apresentando valores de 9,0x10-6 mol de catalisador deJacobsen e 1,9x10-5mol de Fe-Cyclam, por grama de quitosana. Os corantes LR16 e LD3foram adsorvidos pela quitosana, impossibilitando o estudo da ação dos catalisadores. Como corante catiônico, AM, pôde-se observar a oxidação do corante e a influência do pH nomeio reacional, apresentando melhores resultados em pH 10 e 12. A maior porcentagem deoxidação foi em pH 12 de 88% e 80% na presença do catalisador de Jacobsen e Fe-Cyclam,respectivamente; revelando que os catalisadores JBN-QT e FeCy-QT apresentaram eficiênciana oxidação do AM.

  • WYLLIAN WINCKLER SARTORI
  • Estudo da influência catalítica e de co-processamento na pirólise de óleo de cozinha residual
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 29/07/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • As recentes crises econômicas do petróleo, bem como as incertezas quanto à
    disponibilidade e a preocupação com o meio ambiente têm estimulado diversos
    países a buscar alternativas na produção de combustíveis. O Brasil, por
    exemplo, por meio da Lei Nº 13.576/2017, instituiu a Política Nacional de
    Biocombustíveis (RenovaBio), a qual adota o compromisso nacional voluntário
    de ações de estímulo à produção de biocombustíveis, em especial o
    bioquerosene (BioQAv). As pesquisas que utilizam biomassa residual como
    fonte renovável para obter biocombustíveis e produtos químicos com maior valor
    agregado aumentaram nos últimos anos. Sendo assim, o óleo de cozinha
    residual (OCR) foi escolhido como fonte de biomassa para este estudo devido a
    sua alta disponibilidade, além de ser um resíduo, que quando não tratado
    adequadamente, pode se tornar um grande poluente ambiental. Por meio de
    experimentos realizados em microescala envolvendo o co-processamento
    pirolítico entre OCR e esterco bovino (EB), bem como a utilização de
    catalisadores, neste trabalho se propôs avaliar as condições para a produção de
    bio-óleo enriquecido de hidrocarbonetos na faixa de combustíveis para a aviação
    (C9-C16). O processamento co-pirolítico na razão 1:1 apontou um efeito sinérgico
    positivo, principalmente no que diz respeito à produção de hidrocarbonetos
    parafínicos, olefinas e aromáticos, desejáveis para o bioquerosene. No processo
    de pirólise catalítica, o catalisador constituído de molibdênio e cobalto (Mo-Co)
    suportado -Al2O3, apresentou melhor efetividade, apresentando um bio-óleo
    livre de ácidos carboxílicos e com elevada concentração de parafinas, olefinas e
    aromáticos.

  • JOENESSON FÍLIP SANTOS RIBEIRO
  • ESTUDO DO MÉTODO DE SÍNTESE DE MATERIAIS COM ESTRUTURA PEROVSKITA NAS CARACTERÍSTICAS ESTRUTURAIS E NA REMOÇÃO DO CORANTE AZUL DE METILENO.
  • Orientador : ANNE MICHELLE GARRIDO PEDROSA DE SOUZA
  • Data: 29/07/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Nas últimas décadas vários métodos de síntese têm sido utilizados para preparação de óxidos mistos com estrutura perovskita visando otimizar suas características e propriedades. No presente trabalho, materiais do tipo LaNiO3 com estrutura perovskita foram preparados a partir dos métodos: proteico modificado utilizando a gelatina como agente complexante, mecanossíntese e método da combustão na chapa de aquecimento e no micro-ondas. Os materiais obtidos foram aplicados na remoção do corante azul de metileno em meio aquoso. Após a síntese a amostra obtida pelo método proteico modificado foi submetida a um tratamento térmico a 350 °C. Em seguida, todos os materiais obtidos pelos diferentes métodos foram calcinados a 900 ºC durante duas horas. Os materiais foram caracterizados por espectroscopia vibracional na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), por difratometria de raios X (DRX), adsorção de nitrogênio a 77 K, e determinado o potencial de carga zero (PCZ). As análises de FTIR evidenciaram as ligações entre metal e oxigênio para todos os materiais. As análises de DRX indicaram a presença da fase perovskita para todos os métodos de síntese após a calcinação. As amostras calcinadas a 900 °C foram aplicadas como adsorventes na remoção do corante azul de metileno em solução aquosa. Dentre os diferentes métodos de síntese utilizados, o material sintetizado por mecanossíntese apresentou maior eficiência na remoção do corante. Após os ensaios de remoção, as análises de DRX mostraram que a estrutura perovskita se manteve ao final do processo, possibilitando uma reutilização do adsorvente após calcinação. Os testes de reutilização indicaram que os materiais ainda mantêm um alto potencial de remoção.

  • MONICA DOS SANTOS FERREIRA
  • ESTUDO DOS FATORES QUE INFLUENCIAM NO PROCESSO DE LUMINESCÊNCIA DE SISTEMAS CONTENDO ÍONS EURÓPIO TRIVALENTES: DA INVESTIGAÇÃO À APLICAÇÃO.
  • Orientador : RICARDO OLIVEIRA FREIRE
  • Data: 26/07/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A química dos lantanídeos (Ln) segue despertando grande interesse em meio ao avanço tecnológico, dada a sua vasta área de aplicações. Dentre os Ln, o íon európio trivalente (Eu3+) é o mais estudado. Nesse contexto, estudos teóricos têm se tornado cada vez mais comuns para analisar propriedades espectroscópicas essenciais voltadas à obtenção de compostos com potenciais aplicações. O objetivo geral dessa dissertação é explorar fenômenos envolvidos no processo de luminescência de sistemas contendo európio trivalente, utilizando ferramentas teóricas. Por meio de correlações foi possível analisar: i) energia tripleto × rendimento quântico (q), ii) RL(tripleto) × q, iii) Arad × q, e por fim, iv) Anrad × q. Verificou-se que quando a energia do estado tripleto assume valores em torno de 20.000 cm-1 temos bons resultados para o rendimento quântico, já para valores menores que 17.000 cm-1q tende a zero; altas distâncias RL reduzem o q; Arad e Anrad interferem de maneira opostas no eficiência quântica, associando altas taxas de emissão radiativa e baixas taxas de emissão não radiativas apontam um aumento no rendimento quântico. Também foi desenvolvida uma estratégia de design de sistemas eficientes por meio de modelos semiempíricos desenvolvidos para a determinação dos parâmetros de intensidade e da taxa de emissão não radiativa, com base no sistema matriz [Eu(btfa)3(dmbpy)]. Tais modelos possibilitaram o processo de design teórico de ligantes que potencializaram o efeito antena através da modificação nas extremidades do ligante trifluoroacetato de benzoíla (btfa). O grupo fenil foi modificado com o grupo NHCH3 na posição orto e na outra ponta do ligante adicionou-se o grupo CF2CF3. Foi possível projetar um sistema com rendimento quântico teórico de 67%, quando para o sistema matriz o valor de q foi de 44%. Em outro estudo, as propriedades espectroscópicas de quatro novas classes importantes de complexos homobimetálicos de Eu3+ altamente luminescentes, contendo o anti-inflamatório não esteroidal (AINE) naproxeno, foram investigados experimental e teoricamente. Devido à solubilidade e aos altos valores de eficiência quântica, tais complexos são potenciais candidatos para a construção de biossensores. Tais estudos apresentados permitiram um melhor entendimento do comportamento das propriedades luminescentes diante dos sistemas estudados, bem como a importância da relação das mesmas com a composição estrutural. Diante das propostas adotadas, o programa LUMPAC mostrou-se ser uma poderosa ferramenta, viabilizando o estudo das propriedades luminescentes de sistemas contendo o íon európio trivalente em diferentes vertentes. Esse recurso não só viabilizou a proposição de um protocolo de design teórico para esse tipo de sistemas como também gerou modelos que contribuíram para o desenvolvimento de estudos teórico-experimentais de melhor qualidade.

  • AILTON SOARES DA SILVA
  • AVALIAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE METAIS TRAÇO EM SEDIMENTOS SUPERFICIAIS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO JAPARATUBA/SE.
  • Orientador : ELISANGELA DE ANDRADE PASSOS
  • Data: 25/07/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A Bacia Hidrográfica do Rio Japaratuba (BHRJ) é um importante recurso hídrico do estado de Sergipe com uma área geográfica de 1.700 Km2, equivalente a 7,5% do território estadual, e abrangendo cerca de 120 mil habitantes. Este estudo objetivou determinar e avaliar a distribuição dos metais Cr, Cu, Ni, Pb, Zn, Al, Fe e Mn em vinte amostras de sedimentos superficiais coletados ao longo da bacia. O método de extração mostrou-se eficiente com concordância para os teores totais, variando entre 80% (Cu) a 107% (Ni) para o material de referência (MR) de Lago (LKSD-1 CCNRP/Canada), e entre 83 (Cu) e 118% (Pb) para o MRC Marinho (NCS DC 75304(T) /CNACIS/China). Nos teores parciais do MR, variou de 93% (Cu) e 107% (Pb). As concentrações totais e parciais dos metais apresentaram uma grande faixa de variação nos valores obtidos pela técnica de espectrometria de absorção atômica por chama (FAAS). As correlações significativas entre o ferro e os demais metais indicaram que esse elemento é o principal carreador inorgânico no controle da distribuição dos metais nos sedimentos da área de estudo. Os teores totais dos metais foram normalizados a partir do ferro. De acordo com a normalização geoquímica, fator de enriquecimento (FE) e índice de geoacumulação (Igeo), os teores dos metais analisados podem ser considerados de origem natural, exceto no ponto P18. Esse mostrou-se enriquecido por Cu (FE= 1,91) e Zn (FE= 1,77). As linhas de regressão obtidas podem ser usadas para definir a base geoquímica regional. A aplicação da PCA e HCA sugeriu característica geoquímica similar entre os pontos: P1, P4, P7 - P9, P11, P14 - P20 (Grupo I), e para os pontos: (P2, P3, P5, P6, P10, P12, e P13 (Grupo II). Os teores parciais de Cr, Cu, Pb e Zn, foram inferiores ao TEL/PEL e TEC/PEC em todos os pontos de amostragem. Já o Ni apresentou teores maiores ao TEL nos pontos P5, P6, P15 e no P18 superior a TEL e ao TEC. Para avaliar o potencial impacto de contaminação foram calculados os quocientes de qualidade para PEL (QPEL-VGQS) e PEC (QPEL-VGQS) que mostraram que a região estudada está moderadamente impactada.

  • ANDREZA ALVES DE SOUZA
  • EFEITO DO TIPO DE METAL DA ESTRUTURA PEROVSQUITA NAS CRACTERÍSTICAS ESTRUTURAIS E NA UTILIZAÇÃO COMO ADSORVENTE NA REMOÇÃO DO CORANTE VERMELHO CONGO.
  • Orientador : ANNE MICHELLE GARRIDO PEDROSA DE SOUZA
  • Data: 25/07/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Óxidos mistos com estrutura perovsquita têm diversas aplicações, dentre as quaispodem-se destacar a adsorção e a catálise. A eficiência da perovsquita nestasaplicações estão relacionadas com a sua composição, estrutura e rota de síntese.Neste trabalho foi estudado o efeito do metal na estrutura perovsquita, dos tiposLaMO3 e La0,5Ca0,5MO3 (M = Ni ou Mn), nas características estruturais e adsortivaspara remoção de corantes. Os materiais foram sintetizados pelo método proteicomodificado, tendo o colágeno como agente quelante, tratados termicamente a 350 ºCe calcinados a 900 ºC. Os materiais calcinados a 900 ºC foram caracterizados porespectrofotometria na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR),difração de raios X (DRX) e adsorção de N2 a 77 K. Os resultados obtidos através datécnica de DRX indicaram a formação da fase perovsquita em todos os materiaiscalcinados, com a presença de fases secundárias em alguns materiais. Os espectrosde FTIR identificaram diferenças entre os materiais tratados termicamente ecalcinados, sobretudo referente à ligação metal-oxigênio (M-O). O método proteicomodificado é eficiente para a obtenção de materiais com elevadas áreas superficiaisquando comparados com materiais obtidos por outros métodos de síntese. Osmateriais obtidos foram eficientes adsorventes na remoção do corante vermelhoCongo (Emáx = 94%), principalmente as amostras à base de níquel que apresentarammaiores áreas superficiais que os materiais à base de manganês. Além disto, asubstituição parcial do íon La3+ pelo íon Ca2+ aumentou significativamente acapacidade de adsorção do material, provavelmente devido a formação de vacânciascom a dopagem. Estudos cinéticos mostraram que o modelo de pseudo segundaordem se ajustou melhor aos valores experimentais, com exceção do material LN9-C,ajustado melhor ao modelo de pseudo primeira ordem. Os estudos referentes ainfluência da massa do adsorvente e a influência da concentração do corantevermelho Congo apresentaram resultados esperados, permitindo a investigação domodo como ocorre a interação do adsorvente com o adsorvato. A estruturaperovsquita foi mantida após os ensaios de adsorção, apresentando elevadaseficiências de remoção do corante vermelho Congo em um segundo uso.

  • BÁRBARA VASCONCELOS SANTANA
  • Estudo da influência de óleos vegetais em sistemas estabilizados por tensoativos a base de nanopartículas de TiO2 para aplicação em protetores solares multifuncionais.
  • Orientador : RENATA CRISTINA KIATKOSKI KAMINSKI
  • Data: 22/07/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Foram preparados sistemas líquido cristalinos e microemulsionados formados pela mistura ternária tensoativo/óleo/água (T/O/A), utilizando-se como fases oleosas o óleo de Pracaxi (Pentaclethra macroloba) e o óleo de Coco (Cocos nucifera L.), afim de se estudar seus efeitos na estrutura e nas capacidades oclusivas dos sistemas. Inicialmente, as formulações foram preparadas variando-se as quantidades de tensoativo (TWEEN 80) presentes na sua composição e foram estudadas por SAXS e reologia de fluxo. Foi possível observar que o aumento da quantidade de tensoativo nos sistemas provocou a ocorrência de uma mistura de fases cúbicas, conferindo ao sistema estrutura viscosa semelhante a gel. As formulações contendo 30% de tensoativo apresentaram um caráter pseudoplástico adequado para o uso em protetores solares, sendo assim, adicionou-se a elas o TiO2 e as mesmas foram estudadas por SAXS e reologia de fluxo. Os resultados indicaram que a adição das nanopartículas às formulações causa alteração na interação entre os seus componentes e no caso da formulação contendo óleo de Coco, ocorreu também alteração na sua estrutura. Resultado que pode estar relacionado a uma hipótese ainda em estudo, que sugere a formação de um sistema micelar do tipo casca-caroço. A estabilidade física dos sistemas foi estudada por reologia de fluxo, a partir das análises observou-se que as formulações sem a presença das nanopartículas mostraram uma tendência à manutenção da sua estabilidade com o tempo. O efeito inverso ocorreu nas formulações com a presença do TiO2, pois devido ao aumento de cargas superficiais no sistema, apresentou diminuição da sua estabilidade com o tempo. A capacidade oclusiva in vitro das formulações foi medida pelo método de Vringer. Em um primeiro momento, variou-se as quantidades de água e óleo das formulações com 30% de tensoativo. Os resultados mostraram a tendência ao aumento da capacidade oclusiva nas formulações contendo maiores quantidades de óleo, pela formação de um filme hidrofóbico que diminui a perda de água do sistema. Nas formulações com óleo de Pracaxi, essa capacidade oclusiva foi aumentada com a adição do TiO2, devido a capacidade das nanopartículas de formar um filme após a aplicação. O comportamento inverso foi observado para os sistemas contendo as nanopartículas e o óleo de Coco, fato que pode indicar mudança na estruturação do sistema, a qual se encontra em estudo e já foi indicada nos resultados de SAXS e reologia.

  • EDNA DA SILVA MACHADO RODRIGUES
  • Estudo da teoria do funcional da densidade (DFT) nas propriedades estruturais e ópticas de nanoclusters de ouro.
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 31/05/2019
  • Tese
  • Mostrar Resumo
  • Cálculos da teoria do funcional de densidade (do inglês, Density Functional Theory – DFT) e sua abordagem dependente do tempo (TDDFT) foram realizados para investigar a influência de diferentes ligantes nas propriedades estruturais e ópticas dos clusters de ouro Au13 e Au133+. Inicialmente foi investigado, por meio das curvas de energia potencial, o sítio de coordenação mais favorável de diferentes ligantes (NH3, PH3, SCH3 e SeCH3) no cluster de Au13. Os resultados mostram que o ligante aminado e o fosfinado se coordenam preferencialmente ao sítio on top, enquanto que, para os demais ligantes, a coordenação ao sítio da face (111) se mostra energeticamente mais favorável. Em seguida, foi estudada a influência dos ligantes sobre as propriedades estruturais, eletrônicas e ópticas do cluster de Au13L, sendo L = NH3, N(CH3)3, PH3, P(CH3)3, SCH3, SCH2Ph, SCH(CH3)NH2, SCH(CH3)Cℓ, SPh, SPhCH3, SPhCOOH e SeCH3. A análise dos resultados da estabilidade eletrônica revelou que os clusters de Au13SCH(CH3)Cℓ e Au13NH3 são os mais estáveis dentre àqueles que pertencem ao grupo dos tiolados ou selenolado e ao grupo dos aminados e fosfinados, respectivamente. Posteriormente, foi avaliada a influência dos ligantes sobre os espectros de absorção do Au13L, onde o principal efeito está na intensidade da banda de mais alta energia. Na segunda parte deste trabalho foi realizada uma análise estrutural do Au13L83+, onde L = SCH3, SeCH3, SCH2OCH3 e S(CH3)2NH2. Cálculos de energia de ligação indicam que o Au13 é mais estabilizado pelo ligante de acordo com a sequência: S(CH3)2NH2 > SCH2OCH3 > SeCH3 > SCH3. A análise dos orbitais naturais de ligação (do inglês, Natural Bond Orbitals ‒NBO) mostra que a doação eletrônica mais forte ocorre dos orbitais não ligantes sobre os átomos de enxofre ou selênio para os orbitais antiligantes σ* (Au−S) e σ* (Au−Se), respectivamente. Além disso, ela permitiu entender a origem da maior estabilidade do [Au13(S(CH2)2NH2)8]3+. Os espectros ópticos de absorção do Au13L83+ foram calculados em fase gasosa e sob o efeito de solventes. O espectro de absorção do [Au13(S(CH2)2NH2)8]3+ mostra um perfil espectral que difere dos demais clusters em fase gasosa e o mesmo é fortemente afetado pelo efeito do solvente.

  • JOSEANE DE ANDRADE SANTANA
  • Desenvolvimento de revestimentos híbridos aplicados aos substratos de Ti-6Al-4V para aplicações biomédicas
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 28/02/2019
  • Tese
  • Mostrar Resumo
  • A liga Ti-6Al-4V é um dos biomateriais metálicos mais utilizados, pois possui
    resistência à corrosão, alta resistência estática e a fadiga, módulo de elasticidade
    relativamente baixo, baixo peso, alta biocompatibilidade e aposição óssea direta.
    No entanto, a exposição dessa liga em fluído corpóreo por um longo período de
    tempo possui baixa resistência ao desgaste, e possibilita a liberação de íons Al
    e V que podem causar reações adversas nos tecidos e distúrbios a neurológicos.
    Na tentativa de superar esses problemas, revestimentos híbridos Siloxano-
    PMMA foram sintetizados pelo método sol-gel e depositados por imersão na liga
    Ti-6Al-4V tratada superficialmente. Cloreto de cálcio foi adicionado para facilitar
    a formação de hidroxiapatita e promover a osteossíntese. Inicialmente estudouse
    a formação dos híbridos por meio das técnicas FTIR e TG e observou-se que
    a adição do sal de cálcio à matriz híbrida favoreceu a formação de cadeias
    poliméricas mais regulares, influenciou nas reações de hidrólise e condensação.
    Os ensaios morfológicos, mostraram a formação de revestimentos híbridos
    homogêneos, de baixa espessura, com aderência ao substrato, hidrofílicos e
    com algumas microrugosidades a medida que foi acrescida a razão do sal de
    cálcio. Os ensaios eletroquímicos em fluido corpóreo simulado (SBF) à 37 ºC e
    monitorados por técnicas eletroquímicas indicaram cor à corrosão maior para os
    revestimentos híbridos em comparação a liga sem revestimento nas primeiras
    horas de imersão. No entanto, o filme sem adição do sal mostrou-se mais
    resistivo durante maior tempo de imersão devido a rede de sílica mais compacta.
    Os ensaios in vitro de bioatividade demonstraram que os revestimentos híbridos
    favorecem a formação da hidroxiapatita em SBF. Enquanto os ensaios de
    viabilidade e densidade celular usando células do tipo murino MC3T3 E1 da
    linhagem de células pré-osteoblásticas derivadas da calota craniana de
    camundongos C57BL/6, demostraram alta viabilidade celular e efeito não tóxido
    para todos os sistemas e alta densidade celular para o sistema sem adição do
    cloreto de cálcio. Por fim, os resultados mostraram que o revestimento híbrido
    na ausência do cloreto de cálcio melhorou efetivamente a bioatividade,
    biocompatibilidade e resistência à corrosão dos substratos Ti-6Al-4V

  • VILMA MENEZES DE JESUS PRADO
  • Isolamento de constituintes químicos, estudo biológico e caracterização de extratos de Croton grewioides Baill. Através de fingerprint cromatográfico e PCA.
  • Orientador : VALERIA REGINA DE SOUZA MORAES
  • Data: 28/02/2019
  • Tese
  • Mostrar Resumo
  • A espécie Croton grewioides Baill., popularmente conhecida como “canelinha” ou “canelinha-de-cheiro”, tem sido utilizada para o tratamento da gripe, no combate à tosse, febre e cefaléia, porém o estudo de sua composição fitoquímica é limitado. Um método por cromatografia líquida para diferenciação dos extratos (hidroalcoólico, aquoso e metanólico) de folhas de quatro acessos de C. grewioides a partir de duas coletas (inverno e verão) foi desenvolvido. Alguns constituintes químicos do extrato aquoso do acesso 107 (coleta de verão) foram isolados por CLAE semipreparativa, além da avaliação das atividades antitumoral in vitro frente as linhagens de células HepG2 (carcinoma hepatocelular humano) e HL-60 (leucemia humana) e anticolinesterásica dos extratos e das partições do extrato metanólico. Assim, foram obtidos pela primeira vez os cromatogramas fingerprint de todos os extratos, os quais puderam ser comparados com o auxílio de ferramentas quimiométricas. Os resultados mostraram que apenas o perfil químico dos extratos metanólicos dos acessos 101 e 113 foram influenciados pela sazonalidade. As estruturas de três metabólitos isolados foram identificadas por RMN 1H e 13C (uni e bidimensionais), sendo eles a quercetina - 3 - O - [ α- ramnopiranosil- (1-2) - α- ramnopiranosil- (1-6) – β -glicopiranosídeo], quercetina-3-O-glicosídeo e quercetina-3-O-metil. Quatro partições hexânicas foram consideradas ativas frente a célula HL-60, exibindo valores de 83,75; 84,43; 84,66 e 92,93% de inibição.

  • SYNARA MARIA DE ALMEIDA SANTOS
  • ARGILA MONTMORILONITA MODIFICADA COM COMPLEXOS FERRO-CYCLAM E CATALISADOR DE JACOBSEN COMO MODELO BIOMIMÉTICO PARA OXIDAÇÃO DE CORANTES TÊXTEIS.
  • Orientador : VALERIA PRISCILA DE BARROS
  • Data: 27/02/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Estudos mostram que a biotransformação de corantes azo pode ser responsável pela formação de aminas, benzidinas e outros intermediários com potencialidade carcinogênica e mutagênica. A formação desses produtos ocorre via reações de oxidação e/ou redução catalisadas pelo citocromo P450 (CYP450). Porém, devido às dificuldades em se trabalhar com enzimas, o uso de compostos modelos do CYP450 vem se destacando nos estudos de catálise de diversas substâncias. A imobilização desses catalisadores biomiméticos em suportes sólidos é uma área de destaque pois, além de prevenir a formação de dímeros inativos e a auto oxidação, aumenta a atividade catalítica e a seletividade dessas reações permitindo a recuperação e o reuso desses catalisadores. Dentre os diversos suportes utilizados, as argilas têm se destacado devido às vantagens oferecidas: custo, ambientalmente amigáveis e estáveis quimicamente. Neste trabalho, os modelos biomiméticos do CYP450, cloreto de cis-diclorocyclamferro(III) (FeCy) e cloreto de N,N'-bis(3,5-di-terc-butilsalicideno)-1,2-cicloexanodiaminomanganês(III) - catalisador de Jacobsen - (JBN), foram imobilizados em argila montmorilonita K10 (Mt) e montmorilonita sódica (Mt-Na+) e utilizados na oxidação do corante reativo laranja 16 (RL16). Os catalisadores obtidos foram quantificados por espectrometria de absorção atômica com chama (FAAS) obtendo os valores, por grama de suporte, de 1,34x10-4 mol g-1 para FeCyMt, 1,93x10-4 mol g-1 para o FeCyMt-Na+ e 3,07x10-6 mol g-1 para JBNMt-Na+ e valores de área superficial de 245 m2 g-1 para FeCyMt, 314 m2g-1 para FeCyMt-Na+ e 255 m2g-1 para JBNMt-Na+. Os espectros de Infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) dos materiais suportados revelaram ausência de alterações dos estiramentos vibracionais característicos da montmorilonita. As imagens obtidas através da microscopia eletrônica de varredura (MEV) indicou a ausência de modificação da superfície da montmorilonita após a imobilização dos catalisadores. Nos difratogramas de raio X (DRX), utilizando o plano de reflexão (001) foi possível observar um aumento das distâncias basais da montmorilonita após a imobilização confirmando assim, a presença dos catalisadores na região interlamelar. A estabilidade térmica dos materiais suportados foi comprovada através das curvas termogravimétricas. Posteriormente foram realizadas as reações de oxidação do corante reativo laranja 16 (RL16), sob temperatura ambiente, utilizando razão molar 1: 5: 2500 (catalisador: substrato: oxidante) e quantidade de catalisador de 2,0x10-7 para FeCyMt e FeCyMt-Na+ e 5,0x10-8 para o JBNMt-Na+, utilizando peróxido de hidrogênio como oxidante.A oxidação foi monitorada, por espectrofotometria UV-Vis molecular, no intervalo de tempo de 0 a 1440 minutos, pelo desaparecimento da banda de absorção em 492 nm. Os estudos da oxidação foram realizados em meio aquoso, ácido e básico. As reações em meio aquoso e em pH 6, 8 e 10 não apresentaram alterações no espectro do corante. Em pH 2 e 4, os catalisadores FeCyMt e FeCyMt-Na+ apresentaram 100% de oxidação em intervalo de tempo de 480 min para o pH 2. Para o catalisador JBNMt-Na+ houve oxidação de 66% em pH 2. Os catalisadores FeCyMt, FeCyMt-Na+ e JBNMt-Na+, apresentaram estabilidade e eficiência nas reações de oxidação do corante RL16.

  • MARCELO BATISTA DOS SANTOS
  • “VOLÁTEIS DE ESPÉCIES COLETADAS NA FLORESTA NACIONAL DO IBURA EM SERGIPE E ATIVIDADE CITOTÓXICA E LARVICIDA SOBRE O MOSQUITO AEDES AEGYPTI”.
  • Data: 26/02/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A definir

  • ANTONIO LUIZ SILVEIRA VILANOVA COSTA
  • DOCAGEM MOLECULAR UTILIZANDO MÉTODOS SEMIEMPÍRICOS QUÂNTICOS.
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 25/02/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A saúde humana constantemente encontra-se afetada por diversas enfermidades se fazendo necessário uma constante busca por novos fármacos capazes de combater estas de forma eficiente. Entretanto, o custo associado ao desenvolvimento de um novo fármaco pode chegar a bilhões de dólares. Como alternativa para a redução do alto custo do processo de desenvolvimento de um fármaco têm-se investido cada vez mais na aplicação de metodologias computacionais, especialmente na etapa de triagem de potenciais compostos lead. Uma vez que o uso destas ferramentas computacionais indica quais os compostos químicos com potencial atividade contra um determinado alvo reduzindo assim o número de compostos testados experimentalmente contra a enzima de interesse. Estudos computacionais têm mostrado que o uso de cargas parciais ao invés das cargas de Gasteiger tanto para o ligante quanto para a enzima permitem uma estimativa mais precisa da geometria dos complexos proteína-ligante melhorando assim a qualidade e confiabilidade dos estudos de docagem molecular. Diante disso buscou-se avaliar a influência das cargas semiempíricas para a obtenção da conformação nativas de uma série de proteínas de interesse biológico, além de investigar a influência do raio de corte na proteína em torno da molécula ligante, tanto para a otimização de geometria destes quanto para a substituição das cargas de Gasteiger pelas cargas semiempíricas. A otimização do ligante no MOPAC foi realizada com os métodos semiempíricos AM1, PM3, PM6, PM6-D3, PM6-D3H4X, PM6-DH+, PM6-DH3X, PM7 e RM1, sendo que todos os resíduos das proteínas avaliadas e as respectivas águas cristalográficas foram fixadas em suas posições cristalográficas. Apenas o ligante e os hidrogênios das moléculas fixas foram otimizados. Realizou-se uma análise do RMSD do ligante para investigar a influência do tamanho do raio de corte para a otimização da geometria dos ligantes. Observou-se que os resultados que os sistemas não apresentavam grandes mudanças com o tamanho do sítio ativo, definindo-se o raio de corte de 4 Å em torno do ligante como satisfatório para a otimização. Para a substituição das cargas da proteína, os melhores resultados foram obtidos para os sistemas em que foram substituídas as cargas de todos os resíduos situados em até 12 Å da molécula ligante. As cargas semiempíricas apresentaram resultados
    iv
    semelhantes aos obtidos para as cargas Gasteiger, sendo os métodos PM6 e Gasteiger foram aqueles que obtiveram a maior taxa de sucesso na busca da conformação nativa do ligante.

  • MICHEL RUBENS DOS REIS SOUZA
  • Caracterização geoquímica ambiental do sistema estuarino tropical Sergipe-Poxim,nordeste do Brasil: biomarcadores lipídicos.
  • Orientador : MARCELO DA ROSA ALEXANDRE
  • Data: 25/02/2019
  • Tese
  • Mostrar Resumo
  • O sistema estuarino Sergipe-Poxim está localizado na área urbana da cidade de
    Aracaju, Nordeste do Brasil. Este sistema tem importância socioeconômica, porém, sofre
    forte contribuição negativa desta cidade, sendo conectado a canais de despejo de esgoto
    não tratado. Além disso, é ligado ao oceano Atlântico, no qual ocorre exploração de
    petróleo offshore. O objetivo deste estudo foi avaliar a geoquímica orgânica deste sistema
    através de marcadores moleculares esteróis e hidrocarbonetos policíclicos aromáticos
    (HPA) nas matrizes água e sedimento superficiais, e ostras (Crassostrea sp.). As amostras
    foram coletadas em dois períodos, março/2017 (período seco) e agosto/2017 (período
    chuvoso). Nos sedimentos, foi observado um predomínio do esterol β-sitosterol em
    ambos os períodos. Em todas as estações amostrais, os níveis de coprostanol foram > 100
    ng g−1, indicativo de contaminação fecal. Razões diagnósticas entre os esteróis
    coprostanol, colesterol e colestanol confirmaram o predomínio de fontes de esgoto. Já os
    HPA foram determinados nas três matrizes, apresentando baixas concentrações. O efeito
    da maré foi determinante para diferenciar os níveis de HPA em água entre os períodos.
    Nas amostras de água e ostras, prevaleceram os HPA de menores massas moleculares,
    enquanto que nos sedimentos, os de maiores massas moleculares, sendo a fonte
    pirogênica a prioritária para todas as matrizes. Os índices de risco ecológico, calculado
    para água e sedimento, foram moderados para as concentrações máximas permitidas
    (MPCs). O fator de bioacumulação (FAB) foi estimado para predizer a relação entre a
    biodisponibilidade de HPA detectada nas ostras a partir de sedimento e água e, em
    algumas amostras, foi observada influência de sedimentos finos, bem como de material
    particulado suspenso. Análise de componentes principais (PCA) e o teste de correlação
    de Pearson diferenciaram a sazonalidade e/ou fontes dos compostos no ambiente.
    Portanto, observou-se que o sistema estuarino precisa de medidas corretivas urgentes.

  • SANNY WEDJA MELO MACHADO DE CARVALHO
  • Estudos de aplicações eletroquímicas de nanocristais semicondutores de CdTe crescidos em matrizes inorgânicas.
  • Orientador : IARA DE FATIMA GIMENEZ
  • Data: 20/02/2019
  • Tese
  • Mostrar Resumo
  • No presente trabalho, nanocristais de CdTe foram sintetizados em matrizes inorgânicas do tipo sílicas mesoporosas (MS) e hidróxidos duplos lamelares (HDL) com o objetivo de desenvolver métodos sensíveis e seletivos para a detecção eletroquímica de cobre e ciprofloxacina (CPX). Para as sílicas mesoporosas, através de diferentes metodologias de síntese, foram avaliadas a influência das áreas superficiais, volumes e diâmetros dos poros das matrizes de sílica no processo de confinamento das partículas semicondutoras e foi observado que as propriedades de emissão do CdTe (quantum dots, QD) dependeram das propriedades texturais das sílicas. Para ambas matrizes inorgânicas, os resultados de espectroscopia de absorção e emissão, assim como as imagens de microscopia eletrônica de transmissão de alta resolução (HRTEM), evidenciaram a formação dos materiais híbridos contendo os nanocristais de CdTe. As caracterizações eletroquímicas dos eletrodos de pasta de carbono quimicamente modificados (EQM) contendo os materiais híbridos (EQM-MS4/QD e EQM-HDL/QD) evidenciaram que a presença dos nanocristais de CdTe levaram a um aumento na sensibilidade da detecção dos analitos estudados. O eletrodo de trabalho constituído do modificador MS4/QD, após a etapa de otimização, apresentou faixa linear para a detecção de Cu2+ de 5,0 x 10-8 a 2,3 x 10-6 mol L-1 (R2 = 0,9974) e o limite de detecção (LOD) calculado foi de 6,4 x 10-8 mol L-1. O método desenvolvido mostrou-se eficiente para o monitoramento do Cu2+ em cachaça, com resultados quantitativos comparáveis aos obtidos por Espectroscopia de Absorção Atômica de Chama (FAAS). A detecção de CPX foi realizada com uso do EQM-HDL/QD, o qual sob condições de 20% de modificador, pH 6,0, tampão BR (Britton–Robinson), tempo de acumulação de 300s e velocidade de varredura de 20 mV s-1, apresentou, na faixa de 2,5 x 10-8 - 1,2 x 10-5 mol L-1 (R2 = 0,9970), uma sensibilidade de LOD = 4,2 x 10-8 mol L-1 e limite de quantificação (LOQ) de 1,3 x 10-7 mol L-1, precisão de 3,0%, recuperação de 94,0% e seletividade satisfatória na presença de alguns interferentes. Testes de determinação de CPX em comprimidos comerciais de 500 mg de ciprofloxacina evidenciaram a aplicabilidade do método.

  • GABRIELLA BARROSO SOUZA
  • Sintese de Chalconas por condensação de Claisen-Schmidt: Um estudo das suas atividades biológicas.
  • Orientador : PERICLES BARRETO ALVES
  • Data: 15/02/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A diversidade de doenças tropicais negligenciadas (DTN) tornou-se uma grande ameaça, levando milhões de pessoas a óbito. Os principais fatores que contribuem para a ocorrência dessas enfermidades são mudanças climáticas, falta de planejamento urbano, ausência de saneamento básico e o uso indiscriminado de inseticidas. A utilização de agentes químicos com elevados potenciais farmacodinâmicos mostra-se uma alternativa eficaz no tratamento e prevenção de diversos problemas de saúde. Neste contexto, chalconas sintéticas são moléculas promissoras no desenvolvimento de protótipos para obtenção de fármacos, devido à sua gama de atividades biológicas. Buscando contribuir com a diversidade de moléculas sintéticas e com o estudo estrutura versus atividade de substâncias bioativas, este trabalho visou à síntese e caracterização por técnicas espectroscópicas e cromatográficas de uma série de chalconas obtidas por condensação de Claisen- Schmidt. São elas: (E)-1,3-difenil-prop-2-en-1-ona (C-1), (E)-1-fenil-3-(4-metoxifenil)-prop-2-en-1-ona (C-2), (E)-1-(4-metoxifenil)-3-fenil-prop-2-en-1-ona (C-3), (E)-1-(benzo[d]-[1,3]dioxol-6-il)-3-(4-metoxifenil)-prop-2-en-1-ona (C-4), (E)-1-fenil-3-α-naftilprop-2-en-1-ona (C-5), (E)-1-(4-metoxifenil)-3-α-naftilprop-2-en-1-ona (C-6), (E)-1,3-Bis-(4-metoxifenil)-prop-2-en-1-ona (C-7), (E)-1-(benzo[d]-[1,3]dioxol-6-il)-3-α-naftilprop-2-en-1-ona (C-8), (E)-1-(4-metoxifenil)-3-(2-furanil)-prop-2-en-1-ona (C-9) e (E)-1-(benzo[d]-[1,3]dioxol-6-il)-3-(2-furanil)-prop-2-en-1-ona (C-10), sendo a última inédita.As chalconas sintetizadas foram submetidas a testes de atividade larvicida, anti-protozoária, antibactericida e antifúngica. Em todos os ensaios mencionados, as atividades biológicas dessas substâncias relacionaram-se com a presença dos anéis aromáticos ligados à enona, seus substituintes e suas respectivas posições no anel.

  • MARIA LUCILEIDE NOGUEIRA SANTOS RAMOS
  • Avaliação de Atividade Antifúngica do bio-óleo de Esterco Bovino.
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 04/02/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Aproximadamente um terço dos alimentos produzidos para consumo humano são perdidos ou desperdiçados, o que representa cerca de 1,3 bilhão de toneladas por ano. Dentre os organismos que causam doenças em plantas, os fungos fitopatogênicos são os mais destrutivos e impõem grandes danos aos sistemas naturais e de produção. Atualmente os fungicidas sintéticos são os principais meios de controle de doenças ocasionadas por fungos, entretanto, o uso contínuo e sistemático de fungicidas pode selecionar fungos com múltiplas resistências. Neste contexto, os fungicidas alternativos emergem como uma ferramenta promissora para controle de doenças em plantas. Inicialmente a conversão térmica de biomassa lignocelulosica surgiu como um processo sustentável para produção de biocombustíveis, entretanto, em função da diversidade de compostos químicos, outros estudos vem sendo realizados visando novas aplicações. Neste trabalho o bio-óleo de esterco bovino produzido a 400, 500 e 600 ºC, bem como suas respectivas frações aquosas, tiveram suas atividades antifúngicas avaliadas in vitro frente a fungos fitopatogênicos como o Fusarium solani e Lasiodiplodia theobromae. Os melhores resultados foram observados para a fração aquosa produzida a 400 ºC, obtendo na concentração de 4000 μg mL-1 um potencial fungistático de 100% e potencial fungicida para os fungos Lasiodiplodia theobromae e Fusarium solani. Os bio-óleos produzidos em todas as temperaturas de estudo apresentaram potencial fungistático, porém quando submetidos a análise de variância e caracterização por Cromatografia Gasosa/Espectrometria de Massas (GC/MS) e Espectrometria de Massas com Transformada de Fourier (FT-MS), não apresentaram diferenças significativas quanto a sua composição, apresentando majoritariamente classe de compostos oxigenados. A caracterização por GC/MS apresentou os compostos fenólicos como principais constituintes dos bio-óleos, sendo que o aumento da temperatura de pirólise proporcionou um aumento relativo da área referente a esses compostos. O processo de extração líquido-líquido foi pouco eficiente para a caracterização das frações aquosas por GC/MS, entretanto, as análises realizadas por FT-MS apontaram diferenças significativas principalmente para a fração produzida a 400 ºC, sendo identificadas majoritariamente classes de compostos aromáticosiiinitrogenados. Este estudo prévio demonstrou o potencial do uso do bio-óleo e da fração aquosa proveniente da pirólise de esterco bovino como uma fonte alternativa de fungicidas, visando minimizar a poluição ocasionada pela biomassa em estudo, agregando valor aos produtos, ampliando o range de aplicações e minimizando as perdas nas produções de alimentos.

  • JHONATTAS DE CARVALHO CARREGOSA
  • Avaliação da alteração molecular na composição química de petróleo nos estágios iniciais de contato com ambientes aquáticos.
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 01/02/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os acidentes envolvendo vazamento de petróleo, como o ocorrido
    recentemente na bacia de Guanabara/RJ – Brasil, são fontes de constantes
    pesquisas acerca das potenciais toxicidades para o meio ambiente. O óleo no
    ambiente passa por diversas mudanças composicionais e entendê-las auxiliam
    na compreensão dos riscos ao ambiente impactado. Deste modo, técnicas
    clássicas, como fracionamento SARA, análise elementar e cromatografia
    gasosa (GC), juntamente com a técnica avançada de ESI(±)-FTMS, permitiram
    um estudo abrangente na avaliação da alteração da composição molecular de
    óleos durante as primeiras 72 horas de contato do óleo com o ambiente
    aquático salino e fluvial. Os resultados mostraram que já nas primeiras horas
    de exposição ao ambiente fluvial, ocorreu a diminuição da fração de saturados
    para os óleos brutos testados, sendo os valores mais expressivos 16% para o
    óleo médio e 4% para o óleo pesado. A fração de aromáticos também teve um
    impacto de 11% e 5%, respectivamente, para o mesmo ambiente. As relações
    Ph/n-C18 e Pr/n-C17 identificaram uma leve contribuição da biodegradação
    microbiológica para os óleos em contato com ambiente marinho, e, uma mais
    sistêmica para os que tiveram contato com o ambiente fluvial. Foi observado
    um aumento da fração resinóica dos óleos para ambos os ambientes em
    ~10%, além da alteração da composição elementar sofrida pelos óleos em
    contato com os respectivos ambientes. De modo geral, a intensidade relativa
    da classe O2 quase dobrou, independente do óleo ou ambiente ao qual o
    mesmo foi inserido. O óleo de menor oAPI apresentou a classe N1 mais
    destacada para a análise por ESI(-). Através da avaliação da fração resinóica
    por ESI(+), o estudo mostrou que compostos da classe N1, contendo número
    de carbonos maiores que C50 e DBE maior que 15 apresentaram maior
    susceptibilidade à processos foto-oxidativos.

  • JULIAN EDUARDO BALLEN CASTIBLANCO
  • Avaliação da alteração molecular na composição química de petróleo nos estágios iniciais de contato com ambientes terrestres.
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 31/01/2019
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A contaminação de ambientes terrestres por derrames de petróleo é um fato
    recorrente no mundo, que cria riscos biológicos para a saúde dos seres
    humanos e dos ecossistemas. Os estudos sobre derrames de petróleo visam
    avaliar a toxicidade e mudanças na composição química de solos e águas, em
    um campo de potencial interesse para a comunidade científica. Neste contexto,
    o presente trabalho avaliou as mudanças na composição química das frações
    de petróleo bruto após as simulações de derrames em solo e areia, com ênfase
    em uma investigação temporal imediata. Foram utilizadas amostras de óleos,
    mediano e pesado, da bacia de Sergipe-Alagoas, areia da praia de Aracaju-SE
    e solo da área rural de São Cristóvão-SE. As simulações foram realizadas com
    misturas 40:1 (
    m/m) de ambiente terrestre:óleo com incidência direta de uma
    lâmpada de 60 W operando em ciclos de 12 horas por dia. As amostragens do
    solo e areia foram realizadas com 1, 12, 24, 48 e 72 horas. As amostras foram
    extraídas com
    n-hexano/diclorometano/metanol (7:2:1) e submetidas ao
    fracionamento SARA em microcoluna, acompanhada de análises por GC-FID.
    A classificação SARA mostraram que a fração de saturados diminui 14,2 % e
    3,7 % para o óleo mediano que interagiu com solo e areia respectivamente. A
    fração de saturados do óleo pesado diminui 16,8 % e 14,7 % quando interagiu
    com solo e areia respectivamente. Foi destacado o processo de evaporação no
    solo, enquanto os perfis cromatográficos demonstraram o desaparecimento dos
    compostos desde
    n-C12 até n-C14, além da diminuição de mais de 50 % nos nalcanos n-C15 e n-C16. A fração absoluta de aromáticos e as resinas
    permaneceram constantes durante o tempo de exposição (1 a 72 h) para os
    dois ambientes e os dois óleos estudados. A análise das frações de resinas
    realizadas por Orbitrap-MS mostraram que o perfil dos espectros de massas
    mudam ao longo do processo de exposição ao solo e areia, sendo as espécies
    N
    1, O1, e O3 as que apresentaram maior mudanças na abundância relativa no
    modo ESI(+), e as espécies O
    2, N1, O3 e O1 no ESI(-). As mudanças nos
    compostos polares do petróleo, apresentaram relação com a medida do tempo
    que interagirem com o solo e a areia, tendo relevância alguns aspectos, como
    a natureza do solo e os componentes presentes nele, como a matéria orgânica.



2018
Descrição
  • ALAN DEIVID DOS SANTOS GUIMARAES
  • FINGERPRINT CROMATOGRÁFICO APLICADO AO ESTUDO DE ACESSOS DE Myrcia ovata Cambess E APLICAÇÕES BIOLÓGICAS DE SEUS EXTRATOS
  • Orientador : VALERIA REGINA DE SOUZA MORAES
  • Data: 28/09/2018
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A definir

  • JUSSIENE COSTA
  • Potencial uso da manipueira no controle larvicida do Aedes aegypti.
  • Orientador : VALERIA PRISCILA DE BARROS
  • Data: 28/09/2018
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Para a eliminação do mosquito Aedes aegypti, vetor de doenças como dengue, febre amarela,zika vírus e febre chikungunya, alguns métodos de controle são utilizados como o mecânico,químico e biológico. Porém, estudos recentes estão sendo realizados com o intuito de eliminarou controlar esse vetor com o menor impacto ambiental possível. A manipueira é um líquidoleitoso de cor amarelo-claro que escorre das raízes da mandioca brava. É considerada comouma suspensão, devido à presença de pequenas partículas sólidas de amido no liquido. Atoxidade da manipueira é consequente do β-glicosídeo linamarina, que é facilmente hidrolisadaem ácido cianídrico. Ambientalmente, trata-se de um resíduo problemático pois possui uma altacarga de poluente com efeito tóxico. A acomodação ou o descarte inadequado no meio ambientecausa efeitos negativos no solo, em seres humanos e animais e torna a vida aquática impossível.Mas, devido a sua composição química tão diversificada tem sido alvo de diversos estudos, talcomo a sua utilização como fertilizante, biogás, herbicida, inseticida, nematicida e larvicida.Esse trabalho objetivou investigar o potencial larvicida da manipueira fracionada em resíduobruto, centrifugado e liofilizado. A atividade larvicida contra as larvas do Ae. aegypti foiavaliada nas concentrações de 5, 10, 15, 20, 25, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90 e 100 mg L-1. Osresultados demostraram que a concentração de manipueira influência na eficiência da atividadelarvicida e que tanto o resíduo bruto quanto resíduo centrifugado exibem um potencial larvicidacontra as larvas do Ae. aegypti, obtendo 100% de mortalidade das larvas em concentrações apartir de 70 mg L-1 em ambas as frações, porém, o resíduo centrifugado é ainda mais eficiente,uma vez que a mortalidade também foi efetiva em menores concentrações, perceptível no valorde CL50 encontrado que foi de 36,78 mg L-1 para o resíduo bruto e 23,17 mg L-1 para o resíduocentrifugado. O ensaio realizado com resíduo liofilizado não apresentou atividade larvicida,pois não observou nenhuma mortalidade das larvas do Ae. aegypti em 24 horas de ensaio.

  • BÁRBARA LUISA SOARES DOS REIS SANTOS
  • DESENVOLVIMENTO DE MÉTODO PARA DETERMINAÇÃO DE RESÍDUOS DE AGROTÓXICOS EM ÁGUA MINERAL ENGARRAFADA PRODUZIDA EM SERGIPE.
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 30/07/2018
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A água mineral engarrafada é um produto largamente consumido no Brasil por ser considerada fonte confiável de água potável. Em contrapartida, há o grande uso de agrotóxicos, que podem atingir e contaminar águas subterrâneas, principal fonte de água mineral. O presente trabalho tem como objetivo desenvolver um método para determinação de resíduos de agrotóxicos em água mineral engarrafada, utilizando a técnica de extração em fase sólida com adsorvente alternativo a base de óxido de grafeno e cromatografia líquidaespectrometria de massas. Para tanto, foram realizados testes para otimizar as condições instrumentais e de extração para análise de 6 agrotóxicos (alacloro atrazina, carbaril, carbofurano, pirimicarbe e sulfato de endosulfam). Os analitos foram extraídos com óxido de grafeno e uma mistura de metanol e acetonitrila, apresentando valores de recuperação satisfatórios (76±1,6 e 100±2,4%) em um intervalo de concentração 0,5 a 2,5 μg L-1. Sob condições ótimas foi obtida boa linearidade e sensibilidade em um intervalo de 1 a 1000 μg L-1 com coeficientes de determinação superiores a 0,99. Os desvios padrão relativos para determinações em triplicata foram inferiores a 12% e os limites de detecção e quantificação ficaram no intervalo de 0,0003–0,017 μg L-1 0,001–0,05 μg L-1, respectivamente. O método proposto foi aplicado na determinação de resíduos de agrotóxicos em água mineral engarrafada produzida em Sergipe.
  • NAILTON MARTINS RODRIGUES
  • Estudo teórico das propriedades estruturais e espectroscópicas de redes metalorgânicas, com aplicações em saúde, segurança pública, energia e meio ambiente.
  • Orientador : RICARDO OLIVEIRA FREIRE
  • Data: 23/03/2018
  • Tese
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As redes metalorgânicas também conhecidas como MOF (do inglês Metal Organic Framework) têm atraído grande atenção da comunidade científica devido a sua ampla diversidade e vasta gama de aplicações. Entretanto, a investigação de aplicações destas estruturas ainda configura uma grande área de pesquisa, com potencial de exploração, seja por meio de um viés experimental ou teórico. O presente trabalho tem como objetivo o uso de métodos de química computacional com foco em métodos semiempíricos para o estudo das MOFs. Assim, inicialmente abordaremos resultados referentes à avaliação da capacidade de predição das estruturas em fase sólida de MOFs contendo íons lantanídeos como centro metálico. Este estudo foi realizado através do uso dos métodos semiempíricos Sparkle/AM1, Sparkle/PM3, Sparkle/PM6, Sparkle/PM7, Sparkle/RM1 e o RM1. Os resultados obtidos a partir do cálculo de otimização das estruturas sugerem que o método Sparkle/PM3 e o Sparkle/RM1 proporcionam resultados mais exatos, com menor variabilidade e grande concordância com os dados experimentais, tanto estruturais como luminescentes. Foi avaliado o potencial de ancoragem da doxorrubicina na MOF ZnDBC ([Zn(BDC)(H2O)2]n). Esta análise mostrou viabilidade de ancoragem entre as lamelas da MOF. Além disso, foi realizada uma simulação dos efeitos da variação da temperatura sobre as propriedades luminescentes da MOF EuBTC ([Eu2(MELL)(H2O)6). Com isso, buscou-se validar a aplicação desta MOF como marcador de resíduos de disparo de arma de fogo. Esta análise explorou o potencial de descrição estrutural do Sparkle/PM3, bem como obtenção de propriedades luminescentes. A elevação da temperatura resultou no aumento do rendimento quântico de emissão, causado pela perda de moléculas de água contidas na primeira esfera do poliedro de coordenação. Para aplicação de MOFs na área de energia, foi realizada uma investigação referente ao grau de adsorção de gás hidrogênio e metano na IRMOF-8. Foi realizada a inclusão de átomos de alumínio nos anéisaromáticos, visando elucidar qual o efeito provocado sobre a capacidade de armazenamento desses gases. A dopagem levou a uma leve redução na capacidade de armazenamento do gás metano. Já para o gás hidrogênio não foram verificadas alterações significativas. Por fim, foi feito um estudo de avaliação da capacidade de captura dos gases dióxido de carbono e sulfeto de hidrogênio na IRMOF-8, tanto pura quanto dopada com alumínio. Notou-se que a dopagem proporcionou um considerável aumento no grau de adsorção, sendo mais efetivo para o dióxido de carbono, cujas interações tiveram energia de magnitude de uma adsorção química.

  • KELLY SANTANA LIMA
  • ESTUDO DE NANOCOMPÓSITOS POLI(METACRILATO DE HIDROXIETILA)/LAPONITA PARA REVESTIMENTO DE SEMENTES.
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 28/02/2018
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A busca por sementes mais produtivas e com melhores condições de transportee armazenamento tem desenvolvido o interesse de empresas e pesquisadores.Nesta vertente, a nanotecnologia, em especial, os nanocompósitospolímero/argila tem se mostrado uma excelente alternativa. Por meio destesnanomateriais é possível transportar ativos que possibilitem a planta melhorcrescimento, produtividade e taxas de germinação, por meio do transporte defertilizantes, agroquímicos ou até micronutrientes essenciais. Neste trabalhobuscou-se sintetizar e estudar nanocompósitos polímero/argila; poli(metacrilatode hidroxietila) (pHEMA), laponita pura (pHEMA/Lap) e enriquecida commicronutrientes manganês (pHEMA/LapMn). Estes materiais tem por objetivofornecer água e concomitantemente fornecer nutrientes para as sementes.Estudou-se qual a melhor formulação para as amostras, quantidades depolímero e de argila e a partir desta incorporou-se o micronutriente a formulação.Os materiais foram caracterizados por espectroscopia de absorção na região doinfravermelho (FTIR), difratometria de raios X (DRX) e termogravimetria (TG).Além disso, a capacidade de absorção de água das amostras foi avaliada. Houveaumento da estabilidade térmica decorrente da interação da cadeia poliméricacom a argila. O estudo por DRX mostrou que a Lap pura e a Lap Mnapresentaram espaçamento basal similar ao encontrado na literatura e que onanocompósito apresentou estrutura esfoliada dos materiais. A observação dograu de intumescimento das amostras mostrou que os nanocompósitosapresentaram uma capacidade de absorção de água 10% superior à do hidrogelpuro. O revestimento das sementes prejudicou a taxa de germinação dasmesmas mostrando-se necessário uma otimização deste processo.

  • ALEXANDRE DOS REIS SILVA
  • DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIA PARA DETERMINAÇÃO DE PESTICIDAS EM CERVEJAS BRASILEIRAS.
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 28/02/2018
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A cerveja é produzida a partir da fermentação da cevada e aromatizada pelolúpulo. No Brasil de acordo com a legislação parte da cevada pode sersubstituída por cereais com alto teor de amido como milho e arroz. A fim deatingir altos níveis de produção destes cereais, os pesticidas são utilizados naslavouras para controle de pragas e evitar perdas nas safras. Este trabalho temcomo objetivo desenvolver uma metodologia para determinação de resíduos dospesticidas acetamiprido, alacloro, ametrina, atrazina, azoxistrobina, carbofurano,carbosulfano, cipermetrina, deltametrina, difenoconazol, esfenvalerato, flutriafol,parationa-metílica e tiametoxam em cerveja. No procedimento QuEChERSforam testados dois adsorventes no passo de clean-up, o PSA e o Florisil queapresentaram valores de recuperação 73-101% e 65-103% respectivamente. Afim de validar o método analítico foram testados os parâmetros: linearidade esensibilidade, que apresentaram resposta linear com coeficientes de correlaçãoentre 0,9024-0,9999 no intervalo de concentração 0,05-2,5 μg mL-1; testes deexatidão e precisão foram realizados resultando em valores de recuperaçãoentre 29-123% e coeficientes de variação entre 0,3-49,5% para asconcentrações 0,3, 0,1 e 0,05 μg mL-1; e limites de detecção e limites dequantificação 0,003-0,08 μg mL-1 e 0,01-0,12 μg mL-1, respectivamente. Após avalidação o método foi aplicado em amostras reais de cerveja e nenhum resíduodos pesticidas estudados foi detectado.

  • DIEGO FONSECA BISPO
  • EFEITO DO PRÉ-TRATAMENTO ULTRASSÔNICO COM K3PO4 PARA A PRODUÇÃO DE BIO-ÓLEO DE VAGEM DE FEIJÃO
  • Orientador : LISIANE DOS SANTOS FREITAS
  • Data: 27/02/2018
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho teve como objetivo estudar o efeito do pré-tratamento
    ultrassônico na obtenção de bio-óleo a partir da pirólise da biomassa de vagem de
    feijão caupi. A biomassa utilizada foi submetida a diferentes tempos de prétratamento
    (0,5, 1,5, 03, 06, 08 e 12 h) com a adição de K3PO4 à 20%. A
    caracterização da biomassa obteve baixos teores de óleo e proteínas, 0,72% e
    8,5% respectivamente, apresentando teor de cinzas para a biomassa in natura de
    4,38%, sendo os principais componentes inorgânicos os metais alcalinos e
    alcalinos terrosos (K, Mg, Na, Ca) e fósforo. Para as amostras pré-tratadas o teor
    de cinzas ficou em torno de 19,5%. Os valores da análise elementar para a
    biomassa in natura foram carbono (42,01%), hidrogênio (5,89%), nitrogênio
    (1,36%) e oxigênio (37,48%), apresentando valores menores para as biomassas
    pré-tratadas principalmente devido ao aumento do teor de inorgânicos pela adição
    do fosfato de potássio. As curvas termogravimétricas das amostras se
    diferenciaram quanto aos perfis de acordo com o tempo de pré-tratamento
    ultrassônico, com diminuição da temperatura onde ocorre maior taxa perda de
    massa em comparação à biomassa in natura. As pirólises foram realizadas à 600
    °C e fluxo de N2 de 5mL min-1, obtendo rendimento de 25,29% em bio-óleo para a
    biomassa in natura, enquanto as amostras submetidas à pré-tratamento
    apresentaram menor rendimento, entre 21 e 23%. As amostras pré-tratadas
    apresentaram diminuição no rendimento de biocarvão e aumento do rendimento
    de biogás em comparação à amostra in natura. A partir da análise cromatográfica
    dos bio-óleos constatou-se que o pré-tratamento ultrassônico associado à K3PO4
    provocou um aumento considerável no teor de compostos fenólicos, sendo que o
    melhor tempo de pré-tratamento, 1,5 h, apresentou 81,21 mg g-1, contra 48,90 mg
    g-1 de fenólicos no bio-óleo proveniente da biomassa in natura.

  • JÔSE RAYMARA ALVES LIMA
  • Remoção de metais em água utilizando Eichhornia crassipes nas formas in natura, biocarvão e híbrido magnético.
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 26/02/2018
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Aguapé (Eichhornia crassipes) é uma planta daninha aquática invasora cujaprincipal característica é sua alta taxa de crescimento. Os métodos aplicadospara o controle dessas plantas possuem alto custo e geração de resíduos.Uma aplicação viável e eco-amigável é utilizá-la como adsorvente para aremediação de metais. Neste trabalho foi efetuada a síntese de uma matrizadsorvente híbrida magnética (AGMG) utilizando a biomassa aguapé(Eichhornia crassipes), para compor a fase orgânica, e comparou sua eficiênciaadsortiva com a aguapé in natura (AGIN) e seu biocarvão (BIO), na remediaçãode metais em água. Os adsorventes foram caracterizados por espectroscopiade infravermelho, que confirmou a presença de grupos hidroxilas ecarboxilatos, com bandas típicas da celulose, hemicelulose e lignina, estruturasessas encontradas no AGIN e BIO. O espectro do AGMG apresentou asbandas descritas anteriormente e novas bandas na região de 513 cm-1,característica da ligação Fe-O da CoFeO4, confirmando a formação do híbridomagnético. Os ensaios da influência do pH na remediação do cobre, zinco,níquel e cobalto mostraram maiores porcentagens de remoção na faixa de pH4-5, para todos os adsorventes, podendo estabelecer a seguinte ordemcrescente de eficiência de remoção AGIN<AGMG<BIO para todos os metais. Oestudo cinético evidenciou uma cinética rápida para os três adsorventes e osmetais em estudo com uma taxa de remoção superior a 50% nos primeiros 5minutos. Os dados cinéticos ajustaram-se ao modelo de pseudo-segundaordem, com coeficientes de correlação superiores a 0,99 para os três materiais.O AGMG destacou-se entre os demais adsorventes devido sua alta capacidadede adsorção e de ser mais viável sua separação do meio aquoso. Os dadosdas isotermas para o AGMG ajustaram-se ao modelo de Langmuir,apresentando boa correlação linear na faixa de concentração estudada (5-250mg g-1), com coeficiente de correlação r2 entre 0,9973-0,9999. Os valores decapacidade máxima do AGMG calculada (qmax) foram de 18,3 mg g-1 Cu(II),10,1 mg g-1 Zn(II) e 7,33 mg -1 Ni(II). A porcentagem de remoção nas diferentessoluções mistas pelo adsorvente AGMG seguiu a ordem de seletividade,Cu>Zn>Ni, com destaque para o cobre >84% de remoção em todas assoluções mistas avaliadas. O AGMG foi reutilizado em quatro ciclos deadsorção em solução mista, sem utilização de processo de dessorção, e aeficiência variou de acordo com o metal. A adsorção para o cobre permaneceuelevada em todos os ciclos, com 77% de remoção no primeiro ciclo e 72% noquarto ciclo. Para o zinco e níquel, a remoção diminuiu a cada ciclo, sendo queno terceiro ciclo não houve mais remoção de níquel. Os resíduos do AGMGsaturados com metais (AGMG-sat) apresentaram altas atividades catalíticas naredução do 4-nitrofenol a 4-aminofenol. Os resíduos foram reutilizados em dezciclos de redução e a taxa de conversão nos ciclos variou de 88,9-100%, comcurtos tempos (21-26 s).

  • LARISSA TAVARES DE JESUS
  • Estudo espectroscópico de sistemas contendo íons Európio trivalentes.
  • Orientador : RICARDO OLIVEIRA FREIRE
  • Data: 23/02/2018
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foi realizado um estudo teórico para a investigação das propriedades espectroscópicas de complexos de európio trivalente. O estudo foi dividido em duas partes. Na primeira foi feito o estudo da eficiência luminescente de cinco complexos os quais tinham como ligantes β-dicetonas e pirazol, sendo que no pirazol foram realizadas modificações promovendo um aumento gradativo na quantidade de átomos de flúor na busca por sistemas com maior luminescência. Na segunda parte foi feito o estudo de elucidação estrutural e da eficiência luminescente de dois complexos de Eu3+, os quais apresentavam como ligante a molécula de ibuprofeno e a metilbipiridina. A diferença entre os dois sistemas era que em um complexo o grupo metil da bipiridina estava na posição meta e no outro na posição para. Para isto, foram utilizadas metodologias semiempíricas, tais como os modelos Sparkle, o método INDO/S-CIS, a teoria de Judd-Ofelt e os modelos transferência de energia propostos por Malta e colaboradores. As teorias e modelos utilizados para tratar das propriedades espectroscópicas destes sistemas, estão implementados no pacote computacional LUMPAC – Luminescence Package, o qual foi utilizado neste estudo. Na primeira parte, fez-se uma avaliação dos modelos de cálculo da geometria do estado fundamental mais adequada para o estudo e a partir de comparações com estruturas cristalográficas o modelo que apresentou menor erro foi o Sparkle/PM3. A partir dos resultados obtidos, foi visto que a intensidade de luminescência dos complexos de Eu3+ aumenta quando as ligações C-H são substituídas por ligações C-F, e mais fortemente quando grupos CF2 são adicionados. A extensão adicional no comprimento da cadeia fluorada diminui fortemente a taxa de decaimento não radiativo e aumenta a taxa de decaimento radiativo, aumentando dessa maneira a eficiência quântica do complexo. Os resultados obtidos teoricamente foram comparados com os resultados experimentais e apresentaram boa concordância. Na segunda parte do trabalho, não foi realizado avaliação de modelo de cálculo de geometria, por se tratar de sistemas que não apresentam estruturas cristalográficas determinadas. Assim, foi utilizado o modelo RM1 para otimização da geometria, por se tratar de um modelo recente que trata de maneira satisfatória sistemas lantanídicos. Os resultados obtidos não apresentaram muita diferença, ou seja, a posição do grupo metil na posição meta ou para no ligante bipiridina não causa efeito considerável sobre o poliedro de coordenação. No entanto, apresentaram taxas de decaimento radiativo maiores do que as taxas de decaimento não radiativo e elevada eficiência quântica. Por fim, a boa concordância entre os resultados teóricos e os resultados experimentais é um forte indício que as estruturas propostas correspondem aos sistemas sintetizados.

  • PAULA DE CÁSSIA ANDRADE SANTANA
  • SÍNTESE E APLICAÇÕES DE NANOCRISTAIS SEMICONDUTORES DE ZnCdTe EM MATRIZ DE GRAFENO.
  • Orientador : ELIANA MIDORI SUSSUCHI
  • Data: 21/02/2018
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • No presente estudo, foi obtido um novo nanocompósito a base de nanocristais
    semicondutores de ZnCdTe sintetizados in situ em óxido de grafeno reduzido.
    As caracterizações da heteroestrutura foram realizadas através da microscopia
    eletrônica de transmissão e utilizando as técnicas espectroscópicas de emissão
    e absorção UV-Vis, em que foi possível observar o crescimento dos nanocristais
    na matriz de óxido de grafeno reduzido, como também estimar o valor do band
    gap óptico. A técnica de voltametria cíclica foi utilizada para investigar a
    superfície do nanomaterial e calcular o band gap eletroquímico, obtendo-se valor
    aproximado ao óptico. O estudo da multifuncionalidade em aplicações do
    nanocompósito obtido foi realizado utilizando o material como base de um sensor
    eletroquímico e também, como catalisador no processo de degradação do
    corante azul de metileno por exposição as ondas de ultrassom, empregando o
    procedimento de sonocatálise. Para avaliar as propriedades eletroquímicas,
    eletrodos de pasta de carbono modificados com o nanocompósito foram
    preparados, com uma área efetiva igual 0,30 cm2. O eletrodo modificado mostrou
    elevada sensibilidade na detecção do pesticida carbendazim. Os parâmetros
    para as melhores condições de análise foram estabelecidos e uma curva de
    calibração foi construída com um comportamento proporcional a concentração
    da espécie eletroativa em uma faixa linear de 9,98.10-8 a 1,20.10-5 mol L-1,
    apresentando um limite de detecção e quantificação igual a 9,20.10-8 e 2,80.10-7
    mol L-1, respectivamente. O método desenvolvido foi aplicado em amostras reais
    de suco de laranja, o qual detectou uma concentração de 2,91.10-5 mol L-1 do
    analito, este valor está acima do permitido pela legislação, indicando uma
    possível contaminação da matriz. O procedimento sonocatalítico demonstrou
    que a presença do nanocompósito como catalisador no processo de degradação
    do corante favoreceu a velocidade da reação de degradação do corante no qual,
    foi possível observar a sua mudança de cor do decorrer do tempo de exposição
    à energia ultrassônica.

  • RAPHAEL AMANCIO DE JESUS
  • Cromatografia Líquida e análises quimiométricas na diferenciação química de acessos de Lippia alba (Mill) N. E. Brown e potencial biológico.
  • Orientador : VALERIA REGINA DE SOUZA MORAES
  • Data: 20/02/2018
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A metodologia desenvolvida no presente trabalho, utilizando fingerprint cromatográfico por CL-DAD e Análise de Componentes Principais (PCA), se mostrou adequado para a diferenciação química de acessos de Lippia alba (Mill) N. E. Brown, considerando o método de extração (infusão e maceração hidroalcoólica) e a época de coleta (verão e inverno), permitindo, ainda, avaliar a influência destas variáveis na composição química dos extratos obtidos. Adicionalmente, todos os extratos foram submetidos a testes citotóxicos frente a duas linhagens de células tumorais, HL-60 (leucemia humana) e HepG2 (carcinoma hepatocelular humano), e de inibição enzimática frente a acetilcolinesterase (AChE) com o intuito de avaliar qual a forma de extração e qual acesso é o mais promissor do ponto de vista farmacológico. Entre todos os extratos analisados frente as células tumorais, dois provenientes da infusão: 01II e 02II e seis da extração hidroalcoólica: 02HI, 24HI, 39HI, 54HI, 01HV e 24HV, apresentaram melhores desempenhos de inibição frente a HL-60, com percentual de inibição entre 40,0 e 52,0%, sugerindo que estes extratos são potencialmente promissores contra esta linhagem. Com relação aos testes anticolinesterásicos, todos os extratos estudados apresentaram baixo efeito inibidor da AChE quando comparados a galantamina (87,4%), com destaque para os extratos 01HI (28,4%), 02HI (27,2%), 54HI (29,3%), 01HV (32,7%), 02HV (27,4%) e 24HV (30,3%). Através das análises realizadas por Ressonância Magnética Nuclear (RMN) foi possível identificar as estruturas de alguns dos compostos isolados a partir desta espécie: a flavona tricina e o fenilpropanóide verbascosídeo/isoverbascosídeo. Além disso, foram propostas as classes de outros três metabólitos: dois derivados de fenilpropanóides e um flavonóide diglicosilado.

2017
Descrição
  • VINICIUS CRISPIM LIMA DE BARROS CAETANO
  • Extração Em Fase Sólida Magnética: Nova Abordagem na Determinação de Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPA) em Água Produzida Por HPLC
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 30/11/2017
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A indústria de petróleo e gás produz grandes quantidades de água produzida (AP), que é um efluente complexo, sendo que um dos seus principais constituintes são os Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPA), os quais apresentam elevada toxicidade. Assim, o presente trabalho tem por objetivo desenvolver e validar um método de determinação de HPA (Benzo(a)Antraceno, Benzo(b)Fluoranteno, Benzo(k)Fluoranteno, Benzo(a)Pireno e Dibenzo(ah)Antraceno) em AP utilizando a extração em fase sólida magnética (MSPE) e cromatografia líquida de alta eficiência com detector de fluorescência. Foram sintetizados três novos adsorventes FeCt (com cloreto férrico e água com alto teor de MON), FeCc (com cloreto férrico, água destilada e bagaço de coco) e FeSt (com sulfato férrico e água com alto teor de MON). A difração de raios X e a espectroscopia de infravermelho confirmaram a obtenção dos materiais híbridos. As melhores condições de extração foram obtidas em banho de ultrassom como mecanismo de agitação, com tempo estipulado em 2,5 min para a adsorção e 2,5 min para a dessorção, utilizando 10 mL de acetato de etila como extrator e 20 mg do híbrido FeSt. Os valores de recuperação dos HPA variaram de 84,3 – 92,3 %. A capacidade de reutilização do material foi avaliada e os resultados apresentaram ótima recuperação com até 4 ciclos de adsorção/dessorção. A metodologia proposta foi aplicada em duas amostras de AP e os valores de recuperação para a amostra de APP1 (água produzida poço 1), enriquecida com 100 μg L-1, foram de 81 – 104 %, sem a presença do padrão do B(a)P, e a concentração dos HPA na amostra variou de 0,63 – 1,66 μg L-1 para o APP1, e de 0,54 – 1,62 μg L-1 para o APP2 (água produzida poço 2). A validação do método foi realizada para os parâmetros: linearidade, com o coeficiente de correlação (r) acima de 0,9943 no intervalo de 0,5 - 25 μg L-1; exatidão e precisão, com valores de recuperação entre 98,2 - 108,9 % e coeficiente de variação 0,64 - 6,72 % para os níveis de concentração 3, 8 e 15 μg L-1 (n=3), respectivamente. Os limites de detecção (LD) variaram entre 0,012 a 0,02 μg L-1 e os limites de quantificação (LQ) entre 0,036 a 0,06 μg L-1.

  • JAMILA OLIVEIRA LEITE
  • MATERIAIS COM ESTRUTURA PEROVSKITA: SÍNTESE E APLICAÇÃO NA ADSORÇÃO EM FASE LÍQUIDA
  • Orientador : ANNE MICHELLE GARRIDO PEDROSA DE SOUZA
  • Data: 28/09/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Grandes esforços estão sendo feitos por parte dos pesquisados para o
    desenvolvimento e obtenção de materiais cada vez mais ativos, estáveis e de baixo
    custo. Óxidos do tipo perovskita têm ganhado grande destaque nos últimos anos por
    apresentar propriedades que permitem seu uso em diversas reações catalíticas e na
    área de adsorção, principalmente, porque trata-se de materiais versáteis e de fácil
    obtenção. Estudos que viabilizem a identificação de parâmetros que auxiliam no
    melhoramento dessas potencialidades são de grande valia, sobretudo, na aplicação
    ambiental. Nesse sentido, esse trabalho foi desenvolvido com o objetivo de obter
    óxidos com estrutura perovskita a base de níquel e avaliação da capacidade destes
    na remoção de corantes em solução. O adsorvente LaNiO3 foi preparado através do
    método proteico modificado com colágeno e os adsorventes LaNiO3/Al2O3 e
    LaNiO3/TiO2 foram preparados através da impregnação por excesso de solvente. As
    amostras foram analisadas por TG/DTG, FTIR, DRX pelo método de pó, ASE e RTP.
    As análises de TG/DTG possibilitaram a identificação da melhor temperatura de
    calcinação para a obtenção da perovskita. O resultado de FTIR da amostra LNC350
    mostrou as bandas atribuídas aos grupos característicos do agente complexante,
    sugerindo uma possível coordenação dos metais presentes. Os difratogramas de raios
    X das amostras LNC900, LNC900/Al e LNC900/Ti confirmaram a formação e a
    manutenção da fase cristalina das perovskitas na presença dos suportes alumina e
    titânia. Os suportes promoveram um aumento na área total em relação a amostra
    mássica. Os resultados das análises de RTP puderam mostrar as zonas de redução,
    característicos dos materiais do tipo LaNiO3. Os estudos cinéticos e de equilíbrio de
    adsorção possibilitaram avaliar o modo como o adsorbato interage na superfície do
    adsorvente.

  • HELIO OLIVEIRA SOUZA JUNIOR
  • Síntese e caracterização de nanocristais ternários de MgCdS e nanocompósitos de MgCdS e derivados de grafeno.
  • Orientador : IARA DE FATIMA GIMENEZ
  • Data: 31/08/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foram realizadas as sínteses de nanocristais (NCs)
    semicondutores ternários de MgCdS via síntese aquosa através da
    metodologia bottom-up, assistida por tratamento térmico hidrotermal
    convencional, além da síntese in situ de nanocompósitos de MgCdS em
    matrizes de grafeno. A síntese do nanocristal de MgCdS foi avaliada através do
    efeito da variação de cada parâmetro de síntese sobre as propriedades
    espectroscópicas do material, a fim de se compreender as possibilidades de
    controle das propriedades ópticas. Os espectros de emissão dos NCs de
    MgCdS, referente ao estudo de otimização dos parâmetros de síntese,
    apresentaram uma única banda de emissão intensa que reflete o crescimento
    do nanocristal, com rendimentos quânticos de fotoluminescência elevados,
    chegando a 85%. Com base na presença de duas bandas de absorção no
    espectro de UV-visível, bem como de dados de espectrofotometria de absorção
    atômica (AAS), pode-se inferir que os nanocristais são compostos pelos metais
    de Cd e Mg, propondo-se a hipótese de uma arquitetura caroço-casca com
    interface difusa. Os dados obtidos através de AAS mostraram também que,
    como os precursores tem reatividades distintas, a composição dos materiais
    formados tende a diferir da proporção Cd2+:Mg2+ utilizada na reação. As
    análises morfológicas realizadas por microscopia eletrônica de transmissão
    (TEM) permitiram verificar o contorno esférico e uniforme das nanoesferas e
    estimar o tamanho dos nanocristais, sendo abaixo de 4 nm. Estudos de
    formação de ligas do tipo Mg1-xCdxS e Cd1-xMgxS, por troca iônica a partir dos
    componentes binários MgS e CdS permitiram compreender melhor os dados
    espectroscópicos dos nanocristais formados introduzindo ambos precursores
    simultaneamente. Confirmou-se que a introdução do segundo cátion (Cd2+ ou
    Mg2+) em cada estrutura binária (MgS ou CdS) de fato causa a formação de
    duas bandas de absorção e somente uma de emissão. A implementação de
    derivados de grafeno na síntese do MgCdS foi realizada a fim de aprimorar as
    propriedades gerais do material, bem como de propiciar um suporte físico aos
    nanocristais de MgCdS, favorecendo aplicações. A presença do grafeno na
    síntese do nanocristal proporcionou deslocamento da banda de emissão para
    maiores comprimentos de onda com redução da intensidade luminescente,
    evidenciando interações entre os materiais. As morfologias dos compósitos
    apresentam folhas de grafeno decoradas com nanocristais esféricos.

  • JESSICA BRITO DOS SANTOS LIMA
  • Sínteses e caracterizações de sílicas mesoporosas funcionalizadas para detecção eletroquímica de Cu²+ em cachaça.
  • Orientador : ELIANA MIDORI SUSSUCHI
  • Data: 30/08/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, foram propostos três métodos de síntese para a
    formação do material mesoporoso do tipo MCM-41 funcionalizado com
    aminopropiltrimetoxisilano (APTS) por métodos diretos (in situ) e indiretos (póssíntese).
    Os espectros de Infravermelho com transformada de Fourier
    revelaram vibrações características das ligações de mesoestruturas de sílica do tipo MCM-41. Os materiais obtidos apresentaram isotermas de adsorção e
    dessorção de N2 do tipo IV, exibindo propriedades texturais características de
    materiais mesoporosos de acordo com a classificação da IUPAC. Os
    difratogramas de raios-X do MCM-41 (R1a) e MCM-NH2 (R1b) evidenciaram
    estrutura hexagonal de acordo com a presença dos planos de reflexão (100),
    (110) e (200), já para os mesoporosos funcionalizado in situ (R2 e R3) não
    foram observados esse comportamento. A estabilidade térmica dos materiais
    foi comprovada a partir das curvas termogravimétricas. Posteriormente, foram
    preparados eletrodos de pasta de carbono (EPC) e eletrodos quimicamente
    modificados (EPCMs) imobilizando os materiais sintetizados, para aplicação na
    detecção Cu2+. O eletrodo modificado obtido pela imobilização do mesoporoso
    funcionalizado R2 (EPCM/R2), apresentou melhor sensibilidade para a
    detecção de íons cobre. A utilização de 10% de R2 na composição da pasta,
    em pH 6,0 aplicando -0,5 V (vs. Ag/AgCl) durante 600 s de pré-concentração e
    velocidade de varredura de 10 mV s-1, favoreceram o sinal analítico em termos
    de intensidade e resolução. O método apresentou faixa linear 0,99 a 11,80
    μmol L-1 (R2 = 0,994), sensibilidade (LD=0,16 μmol L-1; LQ=0,48 μmol L-1),
    precisão (DPRmáx = 10,62%), exatidão (Recuperaçãomín = 92,24%) e
    seletividade na presença Zn2+, Cd2+, Fe2+, Mn2+, Pb2+ satisfatórias. O método
    desenvolvido mostrou-se eficiente para monitoramento de Cu2+ em cachaça,
    apresentando teor comparável com o obtido por AAS. A cachaça analisada
    apresentou quantidade de Cu2+ dentro do limite estabelecido pela legislação.

  • DANYLO ALVES DA SILVA
  • Implementação de uma correção de dispersão aos métodos semiempíricos RM1(Recife Model 1) e PM6(Parametric method 6).
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 28/08/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • No presente estudo foi realizada a implementação e parametrização das funções
    de correção de dispersão, denominadas DM1 e DM2, aos métodos
    semiempíricos quânticos RM1 e PM6, no programa Mopac2007. O estudo tem o
    como finalidade melhorar a descrição de interações fracas pelos métodos
    supracitados com a adição de uma correção de energia. A metodologia DM1
    contém 7 parâmetros enquanto, o modelo DM2 apresenta 13 parâmetros para a
    função de correção. Diferente de trabalhos anteriores a correção foi usada para
    ajustar, não somente, a energia, mas também parâmetros geométricos. A
    parametrização foi executada usando um conjunto treinamento que usa 10
    estruturas do banco de dados S22 e 24 estruturas do banco de dados S66. Os
    parâmetros obtidos através do conjunto treinamento foram aplicados ao conjunto
    teste, o qual é formado pelas 54 estruturas que não fizeram parte do conjunto
    treinamento. Os resultados mostram que RM1-DM1 e RM1-DM2 melhoraram a
    função resposta total quando comparado ao RM1, sendo o RM1-DM1 melhor em
    descrever as geometrias dos complexos e RM1-DM2 mais eficiente em
    reproduzir a energia de dispersão. Os métodos PM6-DM1 e PM6-DM2 para o
    conjunto teste apresentaram uma função resposta menor do que o PM7 e PM6
    e suas extensões com correção das forças de dispersão. A melhor função
    resposta para PM6-DM1 e PM6-DM2 está relacionada a descrição das
    geometrias dos complexos, sendo a energia de dispersão um pouco maior do
    que a obtida pelo método PM6-DH2. Os métodos semiempíricos, aqui
    abordados, junto com a teoria do funcional da densidade, com o funcional mais
    popular B3LYP, foram usados para calcular a geometria de complexos
    ciclodextrina/convidado. Os resultados obtidos com os métodos semiempíricos
    mostraram que os métodos AM1, PM3, PM6-DM1 e PM6-DM2 apresentam os
    menores valores de RMSD e variabilidade para um conjunto de 43 ciclodextrinas.
    A metodologia DFT foi usada para calcular a geometria para um conjunto de 9
    complexos ciclodextrinas/convidado, o resultado foi comparado aos métodos
    semiempíricos. O melhor resultado DFT foi obtido com a base 6-31G, esse é
    semelhante ao obtido pelo método RM1. Para esse conjunto os métodos AM1,
    PM6-DM1 e PM6-DM2 apresentaram os melhores resultados na descrição das
    geometrias.

  • VIVIANE COSTA DE SOUZA
  • Polímeros de ß ciclodextrinas: síntese, caracterização e utilização na obtenção/estabilização de nanopartículas de prata.
  • Orientador : ZAINE TEIXEIRA CAMARGO
  • Data: 25/08/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O desenvolvimento de polímero com a capacidade de transportar e liberar fármacos e compostos bioativos vem crescendo rapidamente, devido suas propriedades únicas em proteger e aumentar a solubilização em meios fisiológicos. Neste trabalho, foram desenvolvidos poliésteres derivado de β-ciclodextrina em dois sistemas distintos. O primeiro sistema foi obtido a partir de β-ciclodextrina reticulado com ácido cítrico e posteriormente funcionalizado com ácido glutâmico. O segundo foi a partir de β-ciclodextrina esterificada com ácido glutâmico. Os poliésteres foram caracterizados por espectroscopia na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), ressonância magnética nuclear no estado sólido sob polarização cruzada e rotação com ângulo mágico (RMN 13C CP/MAS) e análise termogravimétrica (TG), para a confirmação da formação dos polímeros e a esterificação do ácido glutâmico com as moléculas de β-ciclodextrina. A formação de complexo de inclusão dos polímeros com o alaranjado de metila foi avaliada em solução, comprovando-se a ativação das cavidades de β-ciclodextrina. Os polímeros foram testados quanto a habilidade de promover a formação/estabilização de nanopartículas de prata (AgNPs) a partir de nitrato de prata em solução. A caracterização das AgNPs foi realizada por espectroscopia de UV-Vis, e as bandas observadas entre 350-500 nm são evidências da presença de nanopartículas de prata. As imagens de microscopia eletrônica de transmissão revelaram AgNPs de morfologia esférica com diâmetro em torno de ~5 a ~60 nm, corroborando com os resultados de UV-Vis.

  • ANA JACQUELINE CONCEIÇÃO SOUZA
  • Desenvolvimento de método para determinação de resíduos de agrotóxicos em água de cultivo de arroz irrigado.
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 25/08/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O arroz é uma das culturas mais importantes no mundo, e as águas próximas das áreas desta cultura possuem elevado risco de contaminação, já que o cultivo de arroz requer a utilização de grandes quantidades de agrotóxicos. Devido à sua alta toxicidade, seu uso descontrolado e sua alta solubilidade em água, os agrotóxicos são considerados um dos principais poluentes dos ecossistemas aquáticos. O presente trabalho tem como objetivo desenvolver um método eficiente baseado nas técnicas de extração em fase sólida (SPE) e cromatografia líquida de alta eficiência com detector espectrofotométrico na região do ultravioleta e visível com arranjo de diodos (HPLC UV-Vis/DAD) para a determinação dos agrotóxicos deltametrina, epoxiconazol, piraclostrobina, piriproxifeno, tebuconazol e tiametoxan em água de cultivo de arroz irrigado. Para tanto, foram realizados testes para otimização das condições cromatográficas e do método de extração. Na etapa de extração dos agrotóxicos, o método foi otimizado utilizando adsorventes comerciais e alternativos. Quando se fez uso do adsorvente C-18, os melhores resultados foram obtidos utilizando 10 mL de acetona acidificado a pH 5,0 com solução de ácido fórmico, 69 ± 0,5 – 100 ± 5,9 %. Já quando o biocarvão produzido a partir de aguapé foi testado como adsorvente para a extração por SPE, apresentou resultados satisfatórios de recuperação entre 70 ± 0,7% – 122 ± 10,7% para os níveis de concentração 0,3 a 1,0 μg mL-1. Os métodos desenvolvidos se mostraram adequados para determinação de resíduos de agrotóxicos em amostras de água. Assim, o método de extração utilizando o biocarvão de aguapé foi escolhido para ser validado, pois além de ser eficiente na extração dos agrotóxicos trata-se também de uma opção sustentável. Os parâmetros avaliados para a validação do método foram: linearidade e sensibilidade, mostrando-se boa resposta linear com coeficientes de determinação superiores a 0,9832 no intervalo de 0,025 a 10 μg mL-1; seletividade, através de estudos de efeito matriz; e limites de detecção e quantificação no intervalo de 0,01 - 0,08 μg mL-1, 0,04 - 0,3 μg mL-1, respectivamente.

  • BRENA MONALINE DE MENEZES REZENDE
  • "Desenvolvimento e caracterização de Hidrogéis à base de microemulsão de óleo essencial de Syzygium Aromaticum com ação barvicida contra o Aedes Aegypti".
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 21/08/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Devido aos aspectos negativos associados ao uso indiscriminado de inseticidas
    químicos, os óleos essenciais surgem como alternativa natural no controle do
    mosquito Ae Aegypti. No entanto, estes óleos apresentam algumas limitações
    que podem ser superadas a partir da utilização de microemulsões (MEs) que
    possibilitam o aumento da solubilização do princípio ativo e estabilidade do
    sistema. A combinação de MEs com hidrogéis poliméricos pode ainda
    preservar a estrutura em meio aquoso. Desta forma, o objetivo deste trabalho
    foi desenvolver e caracterizar MEs com óleo essencial de Syzygium
    aromaticum (OESA) dispersas em hidrogéis a base de poli (metacrilato de
    hidroxietila), p(HEMA). OESA tem como principal componente o eugenol que
    possui potencial efeito larvicida contra o mosquito Aedes aegypti. Buscou-se
    um sistema que em meio aquoso possibilite a liberação do princípio ativo,
    possibilitando uma redução na proliferação do mosquito vetor. A preparação da
    ME consistiu na mistura de OESA, tensoativo Tween 80 e água. A
    incorporação de uma fase inorgânica a partir do metacrilóxi-propiltrimetóxisilano
    (MPTS) e de agente reticulante dimetacrilato de etileno glicol
    (EDGMA) influenciou na estrutura final dos hidrogéis poliméricos favorecendo a
    formação de polímeros mais rígidos e com cadeia reticulada, aumentando a
    estabilidade térmica, porém diminuindo a capacidade de captação de água
    (intumescimento). A absorção de água no sistema influencia na cinética de
    liberação em sistemas matriciais. A composição dos hidrogéis influenciou nos
    índices de mortalidade das larvas de Ae. aegypti nas primeiras 24 hs, variando
    de 11,6 a 66,6 % dependendo da combinação presente ou não de MPTS e
    EDGMA na amostra. Os hidrogéis apresentaram ação larvicida prolongada até
    48 hs, variando de 30 a 81,6 % o índice de mortalidade das larvas. Desta
    forma, o sistema se mostrou promissor para uma ação larvicida prolongada.

  • JOÃO THIERS MENDONÇA SANTOS
  • Estudo da interação de fármacos em sistemas micelares a base de Tween 80 por espalhamento de raios X a baixo ângulo.
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 21/08/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As micelas são sistemas termodinamicamente estáveis, formadas após
    atingirem uma concentração mínima de tensoativo na solução, que é chamada
    de concentração micelar crítica (CMC). Já os tensoativos são substâncias
    anfifílicas, ou seja, possuem uma região polar (cabeça) e outra apolar (cauda)
    bem definidas na estrutura molecular, sendo o tween 80 o tensoativo escolhido
    para este trabalho. A CMC deste tensoativo foi encontrada por meio da
    espectroscopia no ultravioleta-visível, por meio da absorbância de uma
    molécula sonda que, neste trabalho, foi o ibuprofeno. O valor da CMC está
    entre 1.10-4 e 2.10-4 mM. As micelas apresentam um grande potencial na
    solubilização de fármacos pouco solúveis em solução aquosa que estão sendo
    reutilizados para diversos fins, diferentes dos atuais, além de aproveitar drogas
    que anteriormente foram abandonadas devido a sua falta de solubilidade, por
    exemplo, no plasma sanguíneo, com isso, conseguem aumentar a
    biodisponibilidade dos mesmos no organismo, podendo funcionar como
    nanoreservatórios de fármacos minimizando, desse modo, os efeitos colaterais
    destes, além de ajudar no direcionamento correto em que essas drogas
    deverão ser descarregadas. Diante de tal relevância, este trabalho propõe-se a
    entender como e onde ocorre a interação das micelas formadas por tween 80
    com os fármacos, variando o pH e as concentrações destes. Os fármacos
    utilizados neste trabalho foram o carisoprodol, o ibuprofeno e o ibuprofeno
    sódico, uma vez que apresentam características distintas em relação à
    distribuição de polaridade molecular. A técnica utilizada para realizar essas
    análises foi a de espalhamento de raios X a baixo ângulo (SAXS), por meio da
    qual é possível analisar mudanças de formas e tamanhos da ordem
    nanométrica. A partir das observações experimentais, foi possível dizer que
    para ocorrer interação mais efetiva entre as micelas e os fármacos é
    necessário que estes tenham uma região apolar bem definida e expressiva, em
    termos de volume, em alguma região da molécula, tendo em vista que o
    carisoprodol não alterou as curvas de SAXS das micelas, quando estava
    presente na solução. Já o ibuprofeno e o ibuprofeno sódico conseguiram
    causar mudanças significativas nas curvas de SAXS, seja em termos de
    deslocamento para baixo ou alto ângulo ou efeitos de interferências atrativas

    ou repulsivas nas micelas. O modelamento das curvas de SAXS revelou as
    geometrias adquiridas pelas micelas, que em pH 4 e pH 7 alternava-se entre
    um núcleo e uma casca cilíndrica com seção transversal elíptica ou circular a
    depender do fármaco ou de sua concentração e em pH 9, a única seção
    transversal apresentada foi a geometria elíptica. O tamanho do cilindro interno
    das micelas em pH 4 sem fármaco foi de 33,9 Å, passando para 43,4 Å com 30
    mM de ibuprofeno e 53,7 Å com 30 mM de ibuprofeno sódico. Já em pH 7 e 9
    houve pouca alteração nesses comprimentos. Foi feito também um estudo
    teórico para melhor compreender a interação micela-fármaco e, para isso,
    foram obtidos as cargas atômicas, o raio apolar e polar, além da otimização
    das estruturas das substâncias utilizadas neste trabalho. O tween 80 foi
    otimizado pelo método semi-empírico PM3 (Parametric Method Number 3), ao
    passo que tanto o carisoprodol quanto o ibuprofeno foram otimizados pelo
    método ab initio DFT (Teoria do Funcional de Densidade).

  • AMANDA GOIS DOS SANTOS
  • Efeito do método de síntese e do tipo de metal na obtenção de perovskitas para aplicação na remoção de corantes.
  • Orientador : ANNE MICHELLE GARRIDO PEDROSA DE SOUZA
  • Data: 16/08/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A eficiência da aplicação dos óxidos tipo perovskita pode estar relacionada a fatores
    como método de síntese e tipo de metal presente na estrutura do material. Neste
    trabalho, foi realizado o estudo do efeito do método de síntese e do tipo de metal na
    formação de perovskitas tipo LaBO3 (B = Ni ou Mn). Os métodos comparados foram
    mecanossíntese e método proteico modificado usando a proteína da soja como
    agente quelante. Os materiais foram caracterizados por análise termogravimétrica
    (TG/DTG), espectroscopia na região do infravermelho com transformada de Fourier
    (FTIR), espectrofotometria na região do UV-Vis, difratometria de raios X (DRX) e
    adsorção de N2 a 77 K. Para as amostras sintetizadas pelo método proteico
    modificado, as análises de FTIR identificaram diferenças nas intensidades e nos
    números de onda para as bandas referentes às ligações metal-ligante. Essa técnica
    evidenciou as ligações entre metal e oxigênio em ambos os métodos. Para o método
    proteico modificado, a espectrofotometria na região do UV-Vis mostrou a banda que
    confirma a coordenação metal-ligante, tanto para Mn2+ quanto para Ni2+ nos
    sistemas aquosos. As análises de DRX indicaram a fase perovskita monofásica
    apenas para os materiais LaMnO3 sintetizados pelo método proteico modificado. Os
    materiais calcinados a 900ºC apresentaram maiores cristalinidades. As análises de
    adsorção de N2 a 77 K mostraram que o método proteico modificado formou
    perovskitas com maiores áreas superficiais em relação à mecanossíntese. Amostras
    selecionadas foram aplicadas como adsorventes na remoção do corante vermelho
    congo em solução aquosa. Desse modo, mantendo o metal e variando o método de
    síntese, as perovskitas sintetizadas por mecanossíntese exibiram maior eficiência de
    adsorção do que as sintetizadas pelo método proteico modificado. Variando o metal,
    as amostras à base de manganês exibiram maior eficiência na adsorção. Estudos
    cinéticos mostraram que o modelo de pseudo-segunda ordem se ajustou melhor aos
    dados experimentais, exibindo valores de R2 mais próximos da unidade. As análises
    de FTIR dos materiais após os testes comprovaram que houve adsorção. As curvas
    de TG/DTG mostraram a temperatura de calcinação adequada para decomposição
    do corante adsorvido na perovskita, a fim de recuperar o adsorvente. Por fim, a
    análise de DRX mostrou que a estrutura perovskita resistiu às condições dos
    ensaios de adsorção e do processo de recuperação.

  • FRANCISCO DE ASSIS DA SILVA
  • "Estudo da oxidação do ácido 2,4-diclorofenoxiacético catalisada por modelos bioinspirados".
  • Orientador : VALERIA PRISCILA DE BARROS
  • Data: 28/04/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Inspirados em sistemas catalíticos naturais, metaloporfirinas e complexos salentêm sido utilizados como catalisadores para a oxidação de xenobióticos na presençade diversos doadores de oxigênio, tanto em catálise homogênea quanto heterogênea.Esses catalisadores têm se mostrado altamente eficientes e seletivos nas reações dediferentes substratos, tais como fármacos e pesticidas. Dentro desse contexto, otrabalho desenvolvido nessa dissertação apresenta os estudos da oxidação doherbicida ácido 2,4-diclorofenoxiacético (2,4-D) utilizando ferroporfirinas e catalisadorde Jacobsen como catalisadores dessas reações com diversos doadores de oxigênio.Os resultados mostram que a metaloporfirina e o complexo salen empregadosnesse estudo são eficientes catalisadores para a oxidação do 2,4-D na presença dosdoadores de oxigênio iodosilbenzeno (PhIO), ácido metacloroperbenzóico (m-CPBA) eperóxido de hidrogênio (H2O2), tanto em meio homogêneo como heterogêneo. Asreações com os catalisadores não suportados alcançaram rendimentos mais altos doque os obtidos com os catalisadores suportados, o que está possivelmente relacionadoas dificuldades de acesso ao centro catalítico imposta pelo suporte.A conversão de 2,4-D atingiu mais de 50% em alguns sistemas, e, em geral, asreações de oxidação com os três doadores de oxigênio foram seletivas promovendo aformação de hidroquinona (reações com PhIO e H2O2) e 3,5-diclorocatecol (reaçõescom m-CPBA).Um dos produtos identificados nas reações é um metabólito do 2,4-D produzidosistemas in vivo, indicando que os catalisadores utilizados nesse estudo podem serconsiderados bons modelos do citocromo P450 na oxidação do 2,4-D.

  • LUIZA MARIA RAMOS DOS SANTOS
  • Avaliação de Adsorvente Alternativo na Extração em Fase Sólida de Resíduos de Agrotóxicos em Tecido Muscular de Tilápia (Oreochromis niloticus)
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 24/02/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O pescado representa a proteína animal mais consumida no mundo. O Brasil
    se destaca pela prática da piscicultura com notoriedade para a produção de
    tilápia (Oreochromis niloticus). O cultivo de peixes está sujeito ao ataque de
    pragas e a aplicação de agrotóxicos tem sido usado como forma de controle. O
    presente trabalho objetiva o desenvolvimento de uma metodologia eficiente
    com base nas técnicas de dispersão da matriz em fase sólida (DMFS) e
    cromatografia gasosa/espectrometria de massas sequencial (GC-MS/MS) para
    determinação de resíduos dos agrotóxicos aldrin, ametrina, bromopropilato,
    bromuconazol, cipermetrina, clorpirifós, clorprofam, coumafós, esfenvalerato,
    etiona, permetrina, pirimicarbe, pirimifós metílico, procimidona e vinclozolina
    em tecido muscular de tilápia. Para tanto, a otimização das condições
    cromatográficas e a avaliação da melhor proposta de extração foram
    realizados. As condições de melhor resposta quantitativa foram obtidos com
    0,25 g de amostra homogeneizada com 0,75 g de C18, utilizando 0,5 g de
    alumina, eluído com 5 mL de acetonitrila. O biocarvão produzido a partir de
    rejeitos de coco foi também testado como adsorvente para a extração por
    DMFS e apresentou resultados satisfatórios de recuperação entre 70 ± 1,38% –
    120 ± 5,55% para os níveis de concentração 0,02 a 0,1 μg g-1. Os parâmetros
    avaliados para a validação do método foram: linearidade e sensibilidade,
    obtendo-se uma boa sensibilidade e resposta linear com coeficientes de 0,9999
    no intervalo de 0,01 a 4 μg g-1; seletividade, através de estudos de efeito
    matriz; exatidão e precisão com valores de recuperação entre 70 - 120% e
    coeficientes de variação na faixa de 0 a 16,69%, para os níveis de
    concentração 0,02 a 0,1 μg g-1 (n=5) e limites de detecção e quantificação no
    intervalo de 0,0009 – 0,02 μg g-1, respectivamente. O método desenvolvido se
    mostrou adequado para determinação de resíduos de agrotóxicos em amostras
    de tilápia.

  • ANTÔNIO RODRIGUES VILELA JUNIOR
  • DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE MÉTODO PARA DETERMINAÇÃO DE HIDROCARBONETOS POLICÍCLICOS AROMÁTICOS EM CAMARÃO (Litopenaeus vannamei)
  • Orientador : MARCELO DA ROSA ALEXANDRE
  • Data: 24/02/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O Brasil está entre os dez maiores produtores de camarão do mundo, sendo a região nordeste a maior produtora de camarão cultivado no país. As regiões de cultivo estão sob forte estresse ambiental, acarretando contaminação por vários compostos, incluindo os hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA). Estes compostos têm sido fonte de diversos estudos, por apresentarem propriedades mutagênicas e carcinogênicas. Diante do exposto, este trabalho objetiva desenvolver um método analítico baseado na técnica de dispersão da matriz em fase sólida (MSPD) e cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas, para determinação de 16 hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA) em camarão. As condições ótimas de trabalho foram 0,5 g da amostra; 0,5 g de C18; 1,5 g de alumina; 150 segundos de homogeneização e 8 mL de acetonitrila como solvente de eluição. Estas três últimas variáveis estabelecidas através de um planejamento fatorial 23 com triplicata no ponto central mais seis pontos axiais, avaliando-as pela metodologia de análise de superfície de resposta. A validação do método analítico apresentou linearidade na faixa de 0,9915 a 0,999 e sensibilidade no intervalo de concentração de 5 a 100 ng g-1; seletividade com base no efeito de matriz, exatidão e precisão, com valores de recuperação entre 70 - 104% coeficientes de variação inferiores a 13%, nos três níveis de fortificação (10, 25 e 50 ng g-1); limites de detecção e quantificação (peso seco) de 0,7 a 5,0 ng g-1 e 1 a 5 ng g-1 respectivamente; robustez foi avaliada através dos gráficos de contorno, o qual indicou que o método pode ser considerado robusto. Este método foi aplicado em quatro amostras (A, B, C e D), com predominância dos HPA de 2 a 4 anéis, sendo a amostra A com a maior concentração total de HPA, 280 ng g-1. Nas amostras A, B, C foram encontrados benzo[a]antraceno 21; 18 e 14 ng g-1, respectivamente, este que é considerado provável cancerígeno ao homem. O método pode ser considerado eficiente na extração de HAP, quando comparado aos métodos relatados na literatura. Integra o processo de extração e limpeza em uma única etapa e econômico, pois o consumo de materiais e minimizado.

  • YANE HONORATO SANTOS
  • Síntese e caracterização de nanocristais de ZnO suportados e não suportados em Diatomita e aplicação fotocatalítica.
  • Orientador : IARA DE FATIMA GIMENEZ
  • Data: 22/02/2017
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Atualmente existem diversos estudos envolvendo Nanocristais (NC)incorporados em matrizes de diferentes tipos, incluindo matrizes com umasuperfície porosa. Entretanto, pouco se conhece sobre a incorporação de NCem matriz de Diatomita, além de ser limitado a presença de estudos sobreaplicação desse material. Neste contexto, foram preparadas nanopartículassemicondutoras de óxido de Zinco (ZnO) utilizando dois métodos sol-gel, pormicro-ondas e autoclave, numa temperatura de 100 ºC e 180 ºC,respectivamente. Os nanocristais de ZnO obtidos por micro-ondas foramincorporados em matriz de Diatomita (DE) in natura e modificada. Foramutilizados os modificadores APTES (3-Aminopropiltrietoxissilano) e MPTS (3-Mercaptopropiltrimetoxissilano) para o estudo. O material de DE/ZnO, no qual oZnO foi sintetizado com mercaptoetanol (ZnO:ME), foi aplicado para adegradação do corante Azul de Metileno (AM), enquanto o ZnO, sintetizadocom dietilenoglicol (ZnO:DEG), não incorporado foi utilizado para degradaçãodo corante Rodamina 6G (R6G) por fotocatálise. Os resultados de UV-Vis eFTIR mostram que a síntese realizada pelo método de adsorção sobaquecimento é mais eficiente para a incorporação de ZnO na matriz deDiatomita. Os espectros de FTIR mostraram que a utilização de modificadoresnão exerceu influência significativa na estrutura da DE. Segundo os espectrosde UV-Vis, o material de DE/ZnO foi bem-sucedido para aplicação emfotocatálise de AM e segue uma cinética de pseudo-primeira ordem. O materialde ZnO:DEG utilizado para degradação de R6G obteve maior eficiência devidoa ampla absorção no UV-Vis do material fotocatalisador.

  • JÉSSICA ALINE SANTOS LEMOS
  • Escamas de peixe Pescada Amarela (Cynoscion acoupa) modificadas com glutaraldeído e aminas para remoção de doxiciclina em meio aquoso.
  • Orientador : ANTONIO REINALDO CESTARI
  • Data: 21/02/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Materiais adsorventes têm sido utilizados para remover eficientemente váriostipos de contaminantes químicos presentes em corpos d´água. Buscando desenvolvermateriais adsorventes de baixos custos, o presente trabalho descreve as característicasde novos materiais adsorventes à base de escamas de peixe pescada amarela (Cynoscionacoupa), com posterior modificação química com glutaraldeído (GA) e aminas em trêsetapas reacionais consecutivas, bem como suas aplicações para remoção de doxiciclina(DOX) em meios aquosos. Todos os adsorventes foram caracterizados antes e após asorção de DOX. Análises térmicas por TG/DTG indicaram aumentos nas estabilidadestérmicas dos materiais após as modificações, devido principalmente aos processos dereticulação com GA. Análises elementares mostraram aumentos nos percentuais decarbono e nitrogênio para os materiais adsorventes em relação ao material de partida. Osespectros de FTIR mostraram aumentos nas intensidades das bandas na regiãocorrespondente aos estiramentos dos grupos N-H e O-H nos materiais após amodificação, quando comparados à escama pura. Após as modificações químicas comGA e as aminas, micrografias obtidas por MEV mostraram superfícies mais compactasdos materiais em relação à escama pura, devido à aproximação das estruturas fibrilaresdo colágeno das escamas, provocada pelas reações realizadas. A presença da DOXsorvida foi claramente evidenciada pelas caracterizações dos materiais. As melhorescondições para sorção da DOX nos materiais foram obtidas em pH 6,0, com 50 mg dosadsorventes e com 20 mL de solução de DOX. A sorção da doxiciclina pelos materiaisapresentou resultados satisfatórios, com a maior remoção da DOX em 25°C naconcentração inicial de 2,5x10-5 mol L-1, obtendo-se uma quantidade máxima de sorçãode cerca de 3,2 mol/g. Os processos de dessorção de DOX ocorreram maiseficientemente utilizando-se soluções aquosas em pH 4,0. Os dados experimentaiscinéticos de sorção da DOX ajustaram-se melhor ao modelo cinético de ordem variável.As análises cinéticas evidenciaram que as sorções de DOX ocorreram por processosexotérmicos, apresentando adsorção em sítios de interação externos como o principalmecanismo de sorção da DOX pelos adsorventes. Os resultados mostraram que asescamas de peixe modificadas com GA e as aminas são materiais promissores pararemoção adequada de DOX em meios aquosos.

  • KATHAMANIA VANESSA REZENDE SANTANA
  • Conversão termoquímica de esterco bovino em micro e macroescala com vista a obtenção de biocombustíveis e produtos da química fina.
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 16/02/2017
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O aumento da necessidade energética e de produtos derivados do petróleo, bemcomo a necessidade de mitigação das emissões de gases de efeito estufa (GEE),têm proporcionado um crescimento em pesquisas sobre a utilização da biomassalignocelulósica residual como fonte renovável para a obtenção de biocombustíveise produtos químicos de maior valor agregado. Diante destas problemáticas, oesterco bovino foi escolhido como fonte de biomassa para este estudo devido asua alta disponibilidade, além de ser um resíduo que quando não tratadoadequadamente pode se tornar um grande poluente ambiental. Desta forma, estetrabalho propõe produzir e caracterizar o bio-óleo e o biocarvão obtidos a partir dabiomassa de esterco bovino através dos processos de pirólise em micro emacroescala. O trabalho foi dividido em duas partes: caracterização da biomassae caracterização dos produtos das pirólises. A biomassa de esterco bovinoapresentou 9,65% de umidade, 38,86% de cinzas e 51,49% de matéria orgânica;alto teor de oxigênio (34,19%) e carbono (21,66%); baixo teor de lignina (6,09%)em comparação com a hemicelulose (18,24%) e a celulose (14,24%). A curvatermogravimétrica exibiu quatro estágios de perda de massa entre 25-900 oC e umteor de massa residual de 39,58%; a análise do infravermelho apresentou bandascaracterísticas de álcoois, fenóis, ácidos carboxílicos, compostos nitrogenados egrupos alifáticos. Com relação à caracterização do bio-óleo, apresentou-se comolíquido altamente oxigenado com predominância de compostos pertencentes àsclasses de fenóis, álcoois e ácidos carboxílicos em micro e macroescala. Devidoao alto valor do poder calorífico dos bio-óleos (21,35–27,10 MJ kg-1) pode-secogitar a possibilidade de seu uso como biocombustível. Quanto ao biocarvão,mostrou rendimento que variou de 62,5% a 39,1%; o aumento da temperatura depirólise aumentou o teor de cinzas e concomitantemente os valores de pH, bemcomo reduções em razões H/C, indicando um aumento do grau de aromaticidadedo biocarvão formado a 600 ºC, fato também evidenciado pela análise de infravermelho.

2016
Descrição
  • JOSUÉ ALVES MELO
  • Misturas de ésteres produzidos a partir de fontes alternativas de triacilgliceróis: Teor de ésteres e contaminantes
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 19/12/2016
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foram identificados os contaminantes presentes em amostras de misturas de ésteres metílicos e etílicos obtidos a partir de fontes alternativas de triacilgliceróis, tais como: óleo residual de fritura (OF), óleo da semente de algodão (OSA), escuma de esgoto (EE), gordura da caixa de gordura (GCG). O teor de ésteres (TE) das amostras foram determinados por cromatografia gasosa com detector de ionização por chama (GC-FID) conforme a metodologia NBR 15764. As amostras apresentaram TE abaixo de 96,5% (m/m), percentual mínimo estabelecido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para se caracterizar as misturas como Biodiesel. A identificação dos ésteres metílicos ou etílicos de ácidos graxos (FAME ou FAEE) nas misturas foram realizadas por cromatografia em fase gasosa/espectrometria de massas (GC/MS), observando a presença majoritária de ésteres lineares insaturados com dezoito átomos de carbono. Pelo perfil termogravimétrico, foi observado que as amostras OF e OSA apresentaram maior contaminação por compostos de alta massa molecular, aproximadamente 12,00% (m/m), corroborando o TE. Relatos na literatura apontam os processos de degradação oxidativa ou de hidrólise como sendo os responsáveis pela origem de contaminantes nestes tipos de matrizes, reforçados pelos valores de índice de peróxidos obtidos em torno de 196,00 meq kg-1. Pela técnica de ionização ambiente por sonic-spray (EASI-MS), em modo positivo, foi possível atribuir a presença majoritária de dímeros, confirmados pelos íons de m/z 625, 673 e 689, além de diacilgliceróis (DAG) e triacilgliceróis (TAG). As amostras EE e GCG apresentaram maiores índices de acidez em torno de 28,00 mg KOH g-1 com maiores contaminações por ácidos graxos livres (FFA). O perfil dos FFA foi determinado por EASI-MS, em modo negativo, e confirmado por derivatização das amostras com N,Obis( trimetilsilil)trifluoracetamida (BSTFA) e análise por GC/MS. Os FFA identificados abrangeram uma faixa de seis a dezoito átomos de carbono com a presença majoritária do ácido palmítico, linoleico, oleico e esteárico. Na otimização do método de cromatografia em coluna aberta (CC) para determinação do teor de ésteres e de contaminantes em amostras de misturas de ésteres, o uso da coluna cromatográfica com diâmetro interno de 6 mm, e o uso de hexano:diclorometrano (7:3) para eluição dos ésteres, e o uso de éter etílico:acetonitrila (8:2) para eluição dos contaminantes foram as condições ideais obtidas na otimização do método de CC. O método otimizado de CC foi aplicado em todas as amostras deste trabalho, e a fração apolar obtida e representativa dos ésteres apresentaram teores de ésteres acima de 96,5% (m/m).

  • MARILIA FERNANDA CHAVES SAMPAIO
  • Desenvolvimento e validação de método para determinação de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos em caranguejo-uçá (Ucides cordatus).
  • Orientador : MARCELO DA ROSA ALEXANDRE
  • Data: 29/07/2016
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O manguezal tem um papel importante para o homem desde a pré-história emrazão da abundância de recursos alimentares que fornece, além de constituirum criadouro natural que serve de abrigo para diversas espécies de animais,entre eles o caranguejo-uçá, que é de grande importância para a manutençãodesse ecossistema. Contudo, esse ambiente é destino final de muitoscontaminantes, entre eles os hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA). Oobjetivo desse trabalho é desenvolver e validar um método, utilizando a técnicade extração por dispersão da matriz em fase sólida (MSPD) e cromatografiagasosa acoplada a espectrometria de massas (GC/MS), para a determinaçãode HPA prioritários em hepatopâncreas do caranguejo-uçá (Ucides cordatus).As melhores condições de extração foram obtidas utilizando 0,5 g dohepatopâncreas, 1,5 g de florisil como dispersante e 0,5 g de sulfato de sódiocomo agente secante, juntamente com 0,5 g de C18 como adsorvente auxiliar eeluição com 10 mL de acetonitrila. A validação analítica foi realizada através daobtenção dos parâmetros de: seletividade; linearidade, que foi estimada a partirdo coeficiente de correlação, apresentando valores maiores do que 0,990 paratodos os HPA, numa faixa de concentração de 5 ng mL-1 a 100 ng mL-1 ; limitesde detecção e quantificação, nos intervalos de 0,2 a 3,0 ng g-1 e 0,6 a 9,8 ng g-1respectivamente; exatidão e precisão, com valores de recuperação variandoentre 60-111% e coeficientes de variação na faixa de 1-19%, para níveis deconcentração 10, 25 e 50 ng mL-1; e robustez, que foi avaliada porpadronização externa, mostrando-se robusto para a maioria dos HPA testados,com exceção do naftaleno. Para a aplicação do método validado foramcoletados caranguejos-uçá de mangues localizados nos rios Gameleiro (P1),Vaza-Barris (P2), Poxim (P3) e Sergipe (P4). No ponto P3 foi encontrada umaconcentração de 26,6 ng g-1 do benzo[a]antraceno, que é considerado como“provavelmente cancerígeno” ao homem. Os sedimentos de mangue tambémforam coletados nos mesmos pontos e extraídos por um método já validado, noqual se baseia na extração por ultrassom, e analisados por GC/MS. Os valoresiide concentração encontrados para o ΣHPA variaram entre 12,5 – 813,6 ng g-1de sedimento seco.

  • DAIANE REQUIÃO DE SOUZA CRUZ
  • Estratégia sustentável na remediação e Cromo presente em efluente industrial utilizando uma matriz magnética.
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 29/07/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O aumento da concentração de metais tóxicos nos corpos hídricos impulsionauma busca constante por tratamentos eficientes para remediar resíduosindustriais. Portanto, neste trabalho é proposto a remediação do cromoexistente em efluente industrial de curtimento de couro utilizando umadsorvente híbrido magnético, CoFe2O4/MON, sintetizado por uma rotamodificada, eco-amigável. Utiliza-se como precursores sais dos metais deinteresse e a matéria orgânica natural (MON) como substância gelificante, emsubstituição aos reagentes tradicionais que são tóxicos e de alto custo. Parafins comparativos, a CoFe2O4/MON obtida à temperatura ambiente (FeAMB) foicalcinada a 200 (Fe200), 400 (Fe400) e 800°C (Fe800) e a formação domaterial foi confirmada por difratometria de raios x, que indicou também,simultaneamente, com o infravermelho, a presença da MON na estrutura domaterial, a formação da ferrita de cobalto e assim, a eficácia da rota de sínteseproposta. Os ensaios de adsorção em função do pH e do tempo, evidenciarama eficiência da FeAMB, no pH natural do efluente (4,2), enquanto que para osdemais, no pH 6,0; com percentuais de remoção de aproximadamente 94, 100,98 e 89% para FeAMB, Fe200, Fe400, Fe800, respectivamente, e tempos deequilíbrio de 60, 120, 120 e 60 minutos. Entretanto, com apenas 20 minutos deensaios cinéticos houve uma alta resposta de adsorção, entre 70-87%. Acinética de adsorção ajustou-se melhor ao modelo de pseudo-segunda ordem eo possível mecanismo de remoção ocorre por atração eletrostática entre osgrupos carboxilatos e as espécies catiônicas do cromo, CrOH2+, Cr(OH)2+. Omaterial híbrido FeAMB/MON destaca-se entre os demais adsorventes emestudo por não ter sido submetido a tratamento térmico e porque apresentouuma elevada capacidade de remoção após ser submetido a cinco ciclos dereutilização, variando de 96% no primeiro ciclo para 82% no quinto ciclo. Osresíduos decorrentes dos ciclos de reutilização, o híbrido FeAMB saturado comcromo (FeAMB_Sat) e a solução de cromo dessorvido, seca e calcinada a500°C (CrD), apresentaram excelentes potenciais catalíticos na redução do 4-nitrofenol a 4-aminofenol, o qual é um importante insumo para a síntese deprodutos farmacêuticos e inibidores de corrosão. A taxa e o tempo deivconversão da redução, foram de 99,9% e 55 segundos para FeAMB_Sat e99,9% e 3 segundos para CrD. De modo eminente, também foi sintetizado ummaterial híbrido magnético substituindo o precursor sal de ferro em grauanalítico por solução de sulfato férrico oriunda de um resíduo tratado damineração de ferro, denominado FeSF. Este híbrido revelou uma eficiêncianotável como adsorvente, pois o percentual de remoção de cromo presente emefluente industrial foi de 98% em apenas 20 minutos. Diante disso, o presenteestudo contribuiu para a prática da simbiose industrial ao propor o emprego desubstâncias naturais na elaboração de materiais, bem como a reutilização dosresíduos, e sua reinserção no ciclo produtivo desenvolvendo uma alternativatecnologicamente viável para remediação de metais.

  • INGRED SUELLEN CARVALHO CARREGOSA
  • Aproveitamento de aguapé como recurso natural renovável através da pirólise em reator cilindro rotativo.
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 27/07/2016
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O uso de biomassas lignocelulósicas para a obtenção de biocombustíveisapresenta-se com muito mais evidência nos últimos anos através do etanolcelulósico e de bio-óleos, biogás e biocarvão. As plantas aquáticas de baselignocelulósica da espécie Eichhornia crassipes, popularmente conhecida poraguapé, representam um grande problema ambiental devido ao seu caráterinvasor e sua alta taxa de proliferação. Neste trabalho avaliou-se apossibilidade de aproveitamento dessa fonte de biomassa a partir do processode pirólise em um reator cilindro rotativo em três diferentes temperaturas. Osresultados demonstraram que o maior rendimento da fração líquida (bio-óleo +extrato ácido) foi obtido a 500 ºC (42,11%). Para as temperaturas de 400 e 600ºC, o biocarvão e o biogás tiveram maior produção, 37,78% e 42,36%,respectivamente. A caracterização por CG/EM dos bio-óleos produzidos emmicroescala permitiram investigar o efeito de scale-up sob a composição dosbio-óleos. Os resultados mostraram que em termos qualitativos, a composiçãoquímica dos bio-óleos não foi alterada, no entanto, no aspecto semiquantitativomostraram que são produzidos em percentuais relativos distintos. As principaisclasses químicas identificadas nos bio-óleos foram: ácidos, álcoois, fenóis ederivados de açúcares. Os bio-óleos apresentaram em média 68% do podercalorífico do combustível derivado de petróleo, vislumbrando uma aplicação naárea energética. Nos biocarvões produzidos, com rendimento variando de 37%a 26%, o aumento da temperatura de pirólise proporcionou um aumento naconcentração de C, e uma diminuição nas concentrações de H e O, refletindoem maior aromaticidade dos materiais. Estes materiais foram testados sobalguns aspectos quanto ao manejo de solos, função nutricional e retenção deágua. À vista disto, a pirólise de aguapé relacionou conceitos desustentabilidade e química verde, unindo o conceito de fontes de energiasrenováveis com a inibição de problemas de cunho ambientais, ao oferecer umabiomassa alternativa para a produção de biocombustíveis de 2ª geração.

  • PABLO EDUARDO COSTA DOS SANTOS
  • Obtenção e caracterização de revestimentos de fosfatos de cálcio sobre substrato de Ti pela técnica de eletrodeposição
  • Orientador : ZAINE TEIXEIRA CAMARGO
  • Data: 22/07/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve como proposta a construção de um sistema constituído por um substrato de Ti revestido com cristais de fosfatos de cálcio (CaP) e o copolímero Pluronic® F-127 (F-127) por eletrodeposição. Os CaP são bastantes atrativos, pois podem ser convertidos facilmente à fase da hidroxiapatita (HA) em meio biológico. Devido à similaridade química com a parte inorgânica do tecido ósseo os CaP são altamente biocompatíveis e promovem uma melhor osseointegração. O copolímero biocompatível F-127 apresenta ação anti-inflamatória conhecida, possibilidade de controle da morfologia na síntese de diversos materiais, bem como propriedade antiadesiva de filmes bacterianos. A técnica de eletrodeposição se destaca pela obtenção de revestimentos uniformes em peças de geometria complexa, como a de uma prótese de Ti ou suas ligas, além de apresentar baixo custo. A caracterização das amostras foi realizada por espectroscopia no infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), difratometria de raios X (DRX) e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Pela técnica de FTIR, comprovou-se a presença de bandas de grupos fosfatos sobre o substrato de Ti. Por DRX, verificou-se que os revestimentos apresentam fases cristalinas, a depender das condições empregadas, de: fosfato octacálcico (OCP) - Ca8(HPO4)2(PO4)4.5H2O; fosfato bicálcico dihidratado (DCPD) - CaHPO4.2H2O e fosfato bicálcico anidro (DCPA), CaHPO4, todos precursores da HA. A morfologia da superfície do revestimento, observado por MEV, das amostras sem F-127 (controle) foi de somente placas e placas com crescimento radial, distinta das morfologias das amostras contendo F-127, as quais foram cristais em forma de paralelepípedos, em forma de agulhas espessas paralelas ao substrato ou com aspecto fibrilar com dimensões de 24-57 μm de comprimento. Análises gravimétricas revelaram que os revestimentos contêm aproximadamente 7,7% em massa de F-127. Os ensaios realizados com S. aureus mostraram que nas amostras obtidas com adição de F-127 não houve formação de biofilme. Tais sistemas são promissores para serem empregados no aumento de biocompatibilidade, osseointegração e minimização de infecções relacionadas a próteses.

  • THALITA SANTOS BISPO
  • Interações entre Nanocristais Semicondutores de CdTe e Complexos Polipiridínicos de Rutênio (II)
  • Orientador : IARA DE FATIMA GIMENEZ
  • Data: 13/05/2016
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Neste trabalho utilizou-se complexos polipiridínicos de Ru(II) como molécularedox ativa no estudo da interação com a superfície dos quantum dots (QDs). Asíntese dos quantum dots de Telureto de Cádmio (CdTe) passivados com oestabilizante orgânico MPA (ácido mercaptopropiônico), e com a mistura deestabilizantes MPA e CYS (� – Cisteína) foi realizada em solução aquosa, viahidrotermal, e os parâmetros de síntese, como pH e relação Cd/Te/estabilizantesfixados conforme a literatura. A dispersão coloidal foi caracterizada por espectroscopiade absorção no UV Visível, no infravermelho e de emissão. Os espectros de absorçãose apresentaram largos com apenas uma banda, e de emissão com máximo em 612e 598 nm, para CdTe-MPA e CdTe-MPA/CYS (nomeado neste trabalho como CdTe-CYS), respectivamente (indicando confinamento quântico). Os diâmetros daspartículas foram calculados usando-se uma fórmula empírica cúbica, a partir docomprimento de onda máximo de absorção. A voltametria cíclica mostrou a presençade picos anódicos e catódicos correspondentes a processos redox dos QDs de CdTe.Os band gaps eletroquímicos foram estimados pelos valores dos onsets e dos picosde oxidação e redução e encontrados correspondência com os band gaps ópticosestimados a partir dos espectros de absorção e emissão. Os complexos polipiridínicosde rutênio (II), [Ru(bpy)3](PF6)2 e [Ru(Me-bpy)3](PF6)2 (nomeados neste trabalho comoRu-1 e Ru-2, respectivamente), foram sintetizados através do método de síntesehidrotermal por 72 h a 170 ºC. O sólido obtido foi caracterizado por espectroscopia deabsorção no UV Visível e principais transições eletrônicas envolvidas nos complexospolipiridínicos foram observadas, a espectroscopia de fluorescência exibiu a bandaatribuída a desativação radiativa do estado excitado de menor energia (3TCML). Navoltametria cíclica foi observado um par redox do complexo atribuído ao centrometálico Ru(II)/(III). A possibilidade de interação entre os quantum dots de CdTe e oscomplexos foi avaliada por medidas eletroquímicas. Voltamogramas de pulsodiferencial anódico mostraram que os potenciais redox dos QDs são modificadosdevido a presença dos complexos polipiridínicos de Ru(II) na superfície dos QDs. Ospicos de oxidação dos QDs foram deslocados para potenciais mais positivos enquantoo pico redox dos complexos deslocou para potenciais menos positivos, indicando queo sistema exibiu características de um conjugado nanocristal-molecular.

  • HENRIQUE BARBOSA GONÇALVES
  • Sistemas Microemulsionados a base de Annona muricata L. como inibidores de corrosão em aço AISI 4142.
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 07/03/2016
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Desde os primórdios, a corrosão é um problema que o homem teve que aprender a lidar. O desenvolvimento de técnicas que possam ajudar a combater o processo de corrosão é muito bem-visto, e quando associado custo benefício à química verde, passa a ter maior relevância para a sociedade. O objetivo deste trabalho foi formular sistemas microemulsionados (SME) a partir do óleo da Annona muricata L. (Am) (Graviola) como fase oleosa (FO), tendo NaCl 3,5% como fase aquosa (FA), simulando o meio corrosivo. Para estabilização do sistema foram utilizados, Tween 80 como tensoativo (T) e etanol como cotensoativo (COT). O sistema obtido foi aplicado com a finalidade de ser um inibidor vegetal de corrosão no aço AISI 4142, muito utilizado em poços de petróleo como haste de bombeio. Medidas reológicas foram realizadas e todas as amostras apresentaram um comportamento newtoniano, sugerindo a formação de SME. Esta hipótese teve sua confirmação a partir do estudo estrutural por espalhamento de raios-x a baixos ângulos (SAXS). As curvas de SAXS foram modeladas para determinar o tamanho e o formato aproximado dos sistemas. Informações estruturais quantitativas apresentaram como resultado um modelo elipsoidal “casca-caroço”. Por fim, testes eletroquímicos de polarização linear realizados por meio da extrapolação das curvas de Tafel, mostraram que o SME composto por 90% de FA, 1% de FO e 9% de T/COT apresentou uma maior resistência à corrosão sendo evidenciada pelo deslocamento de sua curva para potenciais mais positivos. Os resultados mostraram que SME obtidos a partir do óleo da Am são potenciais inibidores de corrosão.

  • DEYVISSON DA MOTA SANTOS
  • Estudo baseado na Teoria do Funcional da Densidade para Avaliações de algumas Flavonas e Flavonóis como Inibidores de Corrosão em Superfícies Metálicas
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 07/03/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A corrosão de metais é um processo eletroquímico espontâneo que causamuitos prejuízos econômicos. Por conta disso, se faz necessário o uso demateriais que possam inibir ou diminuir a corrosão. Uma das atuais metas éencontrar materiais inibidores que possam ser eficientes, de baixo custo e quesejam favoráveis no que diz respeito à degradação do meio ambiente.Inibidores naturais como os flavonóides vêm sendo estudados como uma boaalternativa. Estas substâncias são encontradas na composição química devários vegetais, sementes e frutas. Porém, pouco se conhece acerca dasrelações que existem entre suas propriedades estruturais e de reatividadequímica. Por conta disso, neste trabalho foram realizados cálculos baseados dateoria do funcional da densidade para investigar as propriedades estruturais,eletrônicas e de reatividade química de dois grupos de flavonóides (as flavonase os flavonóis). Com base neste estudo, verificou-se que existe uma relaçãoentre as propriedades eletrônicas e os grupos substituintes dos compostos. Porconsequência, isso reflete nas propriedades de reatividade químicas que avaliaa eficiência de inibição a corrosão. Foi obtido que o grupo dos flavonóis é maiseficiente inibidor de corrosão de metais do que às moléculas do grupo dasflavonas. Também, foi verificado que a molécula de quercetina é a maiseficiente inibidora dentre todas as outras estudadas. A análise dos índices dereatividades locais revelou os sítios atômicos moleculares mais favoráveis aosataques eletrofílicos.

  • SCHNAIDER SHAYANE VIEIRA DA SILVA
  • Avaliação da Metodologia de Classificação SARA de Óleos Brutos e Estudo da Redução de Escala.
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 04/03/2016
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O petróleo ou óleo bruto é uma mistura complexa formada por hidrocarbonetos alifáticos, aromáticos e naftênicos, além de outros compostos contendo enxofre, oxigênio, nitrogênio e constituintes organometálicos complexados com níquel e vanádio. Para a caracterização de óleos brutos, um dos métodos mais empregados é o método de separação por classes SARA (Saturados, Aromáticos, Resinas e Asfaltenos). Este método apresenta algumas desvantagens, como o gasto excessivo de solventes e adsorventes, e longo tempo de análise. Neste contexto, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a eficiência do fracionamento SARA pelo método convencional e realizar a miniaturização do procedimento. Neste estudo foram utilizadas 7 amostras de óleo bruto do Campo de Carmopólis (SE) provenientes das estações Mercês e Jericó, que foram obtidas pelo processo de recuperação avançada com injeção de vapor. A miniaturização do método SARA mostrou-se promissora em relação à técnica convencional, atendendo aos critérios da metodologia e apresentando recuperação entre 87-98%. A análise por Cromatografia Gasosa/Espectrometria de Massas (GC/MS) contribuiu para confirmar a eficiência na separação das frações pela macro e microcoluna através do monitoramento seletivos de íons (m/z 142, 156 e 170). O estudo das áreas relativas tanto por Cromatografia Gasosa com detector de Ionização por Chama (GC-FID) quanto por Cromatografia Gasosa/Espectrometria de Massa (GC-MS) mostrou para as frações da macro e microcoluna, que a fração de compostos saturados quando comparada com o malteno apresentaram perfis e áreas relativas equivalentes, demonstrando que o sistema cromatográfico a gás é inapropriado para a análise das frações aromática e resinóica. As frações aromática (15-19%) e resinóica (14-16%), quando analisadas isoladamente, não apresentaram áreas relativas dos picos equivalentes aos percentuais gravimétricos isolados, confirmando a discriminação do sistema cromatográfico para frações mais polares dos óleos.

  • DAYARA VIRGÍNIA LINO ÁVILA
  • Desenvolvimento de estratégias analíticas visando a determinação de macro elementos, microelementos e elementos traço em rações de cães e gatos.
  • Orientador : ELISANGELA DE ANDRADE PASSOS
  • Data: 29/02/2016
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, foram desenvolvidos quatro métodos para análise de rações de cães e gatos, usando técnicas de espectrometria atômica. Primeiramente, foi empregada a otimização multivariada do procedimento de digestão da amostra para determinação simultânea de macroelementos (Ca, K, Mg e P), microelementos (Cu, Fe, Mn e Zn) e elementos traço (Al, B, Ba e Sr) em rações úmidas de cães e gatos, utilizando a espectrometria de emissão óptica com plasma acoplado indutivamente (ICP OES). Os resultados das concentrações dos elementos nas rações dos animais mostraram-se de acordo com os valores fornecidos e regulamentados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e pela Associação Americana de Controle Oficial dos Alimentos (AAFCO). Os LoD’s variaram entre 0,1 µg g-1 (Ba, Mg e Sr) a 15,0 µg g-1 (P) e os LoQ’s variaram entre 0,3 µg g-1 (Ba, Mg e Sr) a 49,9 µg g-1 (P). Na segunda parte do trabalho, foram otimizados dois métodos analíticos para determinação de Co e Cr em rações úmidas (sachês e enlatadas) para cães e gatos utilizando análise direta de sólidos (SS) e detecção por espectrometria de absorção atômica de alta resolução com fonte contínua e atomização em forno de grafite (HR-CS GF AAS). Foram estabelecidas temperaturas de pirólise de 1500°C e de 1400°C para a determinação de Cr e Co respectivamente, e temperaturas de atomização de 2500°C para Cr e de 2400°C para Co, sem o uso de modificadores químicos. Os métodos otimizados foram rápidos, precisos e exatos, além de contribuir com a concepção da Química Verde. Os resultados obtidos para as concentrações de Cr e Co não foram comparados por normas, uma vez que estes elementos não são regulamentados. Os LoD’s obtidos para Cr e Co foram de 0,01 e 0,05 µg g-1 respectivamente, já os LoQ’s obtidos para Cr e Co foram de 0,03 a 0,17 µg g-1 respectivamente. Por fim, na terceira parte do trabalho, foi desenvolvido um método analítico para determinação de Zn em rações secas destinadas à alimentação de cães e gatos empregando a espectrometria de fluorescência de raios-X com energia dispersiva (EDXRF). As amostras foram preparadas na forma de pastilhas prensadas e a concentração de Zn, determinada em sete rações secas de cães e gatos. Os resultados obtidos foram estatisticamente comparados com os valores encontrados através de um método analítico estabelecido por ICP OES, em que foi aplicado o teste t pareado entre as concentrações de Zn por EDXRF e ICP OES. Os LoD e LoQ obtidos na determinação de Zn através do método foram de 0,1 e 0,4 mg kg-1 respectivamente. Os métodos independentes não apresentaram diferença significativa para um nível de confiança de 95%. Em nosso trabalho, os métodos analíticos propostos foram eficientes, rápidos, e confiáveis para a determinação de macroelementos (Ca, Mg, K e P), microelementos (Cu, Fe, Mn e Zn) e elementos traço (Al, B, Ba, Co, Cr e Sr) em rações de cães e gatos, usando técnicas espectroanalíticas. Este trabalho teve o auxílio financeiro do projeto Universal Edital 014/2013 aprovado pelo CNPq, registrado sob processo nº 482416/2013-0.

  • ISAAC DE ARAUJO MATOS
  • Planejamento In silico de Inibidores da Enzima Dihidrofolato Redutase
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 29/02/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A inibição do metabolismo do folato é uma importante estratégia no tratamento de doenças infecciosas. No metabolismo do folato, a enzima diidrofolato redutase (DHFR) catalisa a redução do diidrofolato a tetraidrofolato. Este metabólito é essencial para a biossíntese de DNA e proteínas. Portanto, o desenvolvimento de novos antagonistas da diidrofolato redutase tem sido considerado como uma boa estratégia para melhorar o tratamento das doenças infecciosas. No presente trabalho, foi desenvolvido uma relação estruturaatividade a partir de 17 diaminoquinazolinas inibidoras da DHFR do Staphylococcus aureus (SaDHFR) empregando para isso, a regressão linear múltipla. Sete inibidores, não incluídos no grupo treino foram usados para validar o modelo de QSAR. Em adição, docagem molecular foi empregada para avaliar o reconhecimento molecular entre a SaDHFR e a série de diaminoquinazolinas. Além disso, os perfis farmacocinéticos e toxicológicos teóricos foram avaliados para os ligantes mais potentes. Os resultados obtidos por docagem molecular sugerem que as interações hidrofóbicas entre os ligantes e os resíduos Ile51, Phe93, Leu55, Val32 e Leu29, são importantes para a potência dos ligantes. O modelo de QSAR desenvolvido apresentou valores de R2treino, Q2 e R2pred igual a 0.90, 0.90 e 0.65, respectivamente. Os descritores incluídos no modelo, indicam a importância do pKa e da refratividade para a atividade biológica. Os análogos 28A-12, 28A-13 e 28A-21 exibem um perfil farmacodinâmico, farmacocinético e toxicológico favorável. Os resultados obtidos por meio de diferentes abordagens computacionais podem ser úteis no planejamento de novos fármacos antimicrobianos mais potentes e com menos efeitos colaterais.

  • RUYANNE ANDREZA CAMILO SANTOS
  • DESENVOLVIMENTO DE MÉTODO PARA DETERMINAÇÃO DE AGROTÓXICOS (PERTURBADORES ENDÓCRINOS) EM ÁGUA
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 26/02/2016
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A poluição aquática provoca mudanças nas características físicas, químicas e

    biológicas das águas, as quais interferem na sua qualidade, impossibilitando o

    seu uso para o consumo humano. A maioria dos contaminantes químicos

    presentes em águas superficiais estão relacionados às fontes industriais e

    agrícolas. Uma vez que, com a atividade agrícola o Brasil polui os recursos

    hídricos existentes fazendo uso de agrotóxicos e fertilizantes. O presente

    trabalho tem como objetivo desenvolver um método rápido e eficiente baseado

    nas técnicas de extração em fase sólida (SPE) e cromatografia líquida de alta

    eficiência com detector espectrofotométrico na região do ultravioleta e visível

    com arranjo de diodos (HPLC UV-Vis/DAD) para a determinação dos

    agrotóxicos, perturbadores endócrinos, epoxiconazol, fenarimol, fenbuconazol,

    flusilazol, flutriafol, e vinclozolina, em água, utilizando biocarvões produzidos a

    partir de rejeitos de agroindústria, como adsorvente alternativo para a SPE.

    Testes realizados com os analitos permitiram o ajuste das condições

    cromatográficas para análise simultânea de cinco agrotóxicos selecionados. A

    condição ótima de extração dos analítos consistiu em utilizar 0,5 g do

    adsorvente para 50 mL de água ultrapurificada e eluição com 5 mL de

    acetonitrila. O biocarvão produzido a partir de rejeitos de coco foi testado como

    adsorvente para a extração por SPE e apresentou resultados satisfatórios de

    recuperação entre 75 ± 9% – 119 ± 12% para os níveis de concentração 0,5 a

    1 μg mL-1. Os parâmetros estudados para a validação do método foram:

    linearidade e sensibilidade, obtendo-se uma boa sensibilidade e resposta linear

    com coeficientes de 0,9998 no intervalo de 0,01 a 10 μg mL-1; precisão com

    base nos estudos de repetibilidade (intradia) e precisão intermediária (interdia),

    obtendo-se resultados de 0,1–1%, 0,6–1%, respectivamente; exatidão com

    valores de recuperação entre 60 ± 37% – 117 ± 3%, para os níveis de

    concentração 0,025 a 0,1 μg mL-1 e 75 ± 9% – 119 ± 12% para os níveis 0,5 a 1

    μg mL-1, com relação ao C18 e o biocarvão, respectivamente. O LD no intervalo

    de 0,01–0,025 e LQ 0,025-0,5 μg mL-1. O método desenvolvido se mostrou

    adequado para determinação de agrotóxicos em amostras de água.

  • JANY HELLEN FERREIRA DE JESÚS
  • USO DE BIOCARVÕES E SUAS BIOMASSAS PRECURSORAS PARA REMEDIAÇÃO DE HIDROCARBONETOS POLICÍCLICOS AROMÁTICOS EM ÁGUA
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 24/02/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Em virtude do aumento na demanda por água doce, surge o interesse por novos materiais adsorventes que possam ser utilizados na remediação de águas contaminadas. Diante disso, este trabalho descreve a avaliação de biomassas e seus biocarvões, como adsorventes na remediação de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos em água. Os biocarvões (BBC e BCL) foram obtidos a partir da pirólise das biomassas bagaço de coco (BC) e casca de laranja (CL). A partir da espectroscopia de infravermelho foi possível observar que alguns grupos funcionais das biomassas se mantêm após procedimento de pirólise a 350°C. Uma maior área superficial, tamanho e volume dos poros foram observados para os biocarvões em relação as suas biomassas precursoras, devido ao tratamento térmico sofrido, confirmados pela microscopia eletrônica de varredura. A análise termogravimétrica mostrou que os biocarvões apresentam uma maior estabilidade térmica em relação as biomassas. A difração de raios X indicou a presença de cloreto de potássio no BC e BBC. A análise elementar indicou a formação de um material mais aromático, com a diminuição na razão H/C nos biocarvões. Os ensaios de adsorção foram realizados com avaliação do tempo de contato e efeito da concentração inicial na remoção do Benzo(a)Antraceno, Benzo(b)Fluoranteno, Benzo(k)Fluoranteno, Benzo(a)Pireno e Dibenzo(ah)Antraceno individualmente, e em solução mista, onde a identificação e quantificação desses compostos foram feitas por cromatografia líquida de alta eficiência com detector de fluorescência. Os ensaios de adsorção evidenciaram que não existe grande diferença na quantidade adsorvida dos HPAs entre o BC e o BBC, mas um aumento foi observada entre o CL e o BCL. É possível observar também que não ocorreu competição dos HPAs pelos sítios dos adsorventes. O sistema melhor se adaptou ao modelo cinético de pseudo-segunda ordem e modelo de adsorção de Freundlich. O provável mecanismo de adsorção envolveu a interação π-π de grupos semelhantes entre o adsorvato e o adsorvente, onde deve ser considerado também o efeito hidrofóbico. Foi possível também a dessorção dos HPAs da superfície dos adsorventes através da extração por ultrassom e mais dois ciclos de reutilização dos mesmos foram testados. O método proposto foiviiieficiente também na adsorção com amostra real, removendo de 86,29 a 8,12% para o BC; 90,94 a 86,99% para o BBC; 76,36 a 32,18 % para o CL e 85,32 a 40,12% para o BCL. Com isso, o estudo demonstrou o potencial desses adsorventes na remoção de HPA em águas.

  • MÔNICA CARDOSO SANTOS
  • Desenvolvimento de método para determinação dos alcaloides indólicos em amostras de ayahuasca.
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 24/02/2016
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Ayahuasca é uma bebida psicoativa preparada pela decocção de caules da Banisteriopis caapi com folhas da Psycotria viridis. Inicialmente esta bebida foi utilizado por tribos indígenas sul-americanas, porém atualmente o consumo está disseminado em todo o mundo devido à expansão de centros religiosos nos quais a ayahuasca é considerada um sacramento. Neste contexto, o presente trabalho propõe um método para determinação dos alcaloides triptamina, N, N-dimetiltriptamina, harmalol, harmina, harmalina e tetrahidroharmina em amostras de ayahuasca empregando as técnicas de extração em fase sólida (SPE) e cromatografia líquida de alta eficiência e detector com arranjo de diodos (HPLC-DAD). Testes realizados com soluções padrão dos alcaloides permitiram o ajuste das condições cromatográficas para determinação simultânea dos analitos. A melhor reposta analítica para o procedimento de extração foi empregando o cartucho de sílica. A validação do método analítico apresentou linearidade na faixa de 0,9950 a 0,9998 e sensibilidade no intervalo de concentração de 1-250 μg mL-1; exatidão e precisão, com valores de recuperação entre 45,0 - 107,4% e coeficientes de variação entre 1,1 - 9,8%; limites de detecção e quantificação na faixa de 6,8 - 18,8 μg mL-1 e 20,6 - 57,1 μg mL-1, respectivamente. Além disso, a capacidade adsortiva de duas novas fases sólidas [biocarvão e SiMen(M)TSC] foi verificada apresentando resultados satisfatórios de recuperação na faixa de 40,6 - 116,2% e 45,3 - 115,7%, respectivamente. As concentrações destes alcaloides foram determinadas na bebida ayahuasca, cedidas sem fins lucrativos por centro religioso na cidade de Fortaleza, apresentado valores entre 0,3 - 36,7 g L-1.

  • GIVALDA MENDONÇA DA CRUZ MACIEIRA
  • Estudo da formação de sistemas estabilizados por Procetyl: Avaliação de diferentes constituintes na estruturação dos sistemas.
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 22/02/2016
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A mistura composta por tensoativo, água e óleo é capaz de formar diversasestruturas e sistemas variados, os quais dependem das características e daproporção dos componentes utilizados. As microemulsões (MEs) e os cristaislíquidos (CLs) são utilizados para diferentes finalidades, entre elas esta aincorporação de fármacos e substâncias ativas em produtos farmacêuticos ecosméticos. O objetivo deste trabalho foi desenvolver e caracterizar sistemascoloidais estabilizados pelo Procetyl (PRO) um tensoativo não iônico, contendoácido oleico (AO) como fase oleosa e tampão fosfato pH 5,0 (TF) como fase aquosa.A influência do tensoativo e da fase oleosa na estruturação dos sistemas foiestudada, além do fenômeno da percolação por meio da linha de diluição (variaçãoda quantidade de fase aquosa) e avaliou-se o efeito promotor das MEs, utilizando oóleo essencial de Citrus sinensis (L.) Osbeck (OECS) e a nifedipina (NFD) comofármaco modelo para sistema de liberação transdérmica. Após a obtenção de umdiagrama de fases ternário, MEs foram selecionadas para caracterização físicoquímica.Os aspectos físico-químicos foram analisados por de microscopia de luzpolarizada (MLP), determinação do pH, condutividade elétrica, tensão superficial,reologia e espalhamento de raio X a baixo ângulo (SAXS). A NFD e/ou OECS foramincorporados as MEs do tipo óleo/água (O/A). Por meio da MLP e SAXS foi possívelidentificar o comportamanto isotrópico e anisotrópico dos sistemas e sua estrutura. Acondutividade elétrica confirmou o tipo de MEs como água/óleo (A/O), bicontínuas eO/A. Além disso, foi possível verificar que o aumento da fase aquosa proporcionoumaior estruturação dos sistemas, partindo de MEs A/O para CL, para MEbicontínuas e por fim ME O/A, confirmando o fenômeno da percolação. As curvas deSAXS mostraram alteração nas MEs com a adição do OECS e NFD. Nas análisesreológicas, as MEs se comportam como fluidos newtonianos, com baixa viscosidade.Já os CLs apresentarem a propriedade elástica mais proeminente do que viscosa,sugerindo formação de uma rede estrutural mais forte e ordenada com viscosidadevariadas. Foram realizados estudos de permeação utilizando o modelo extratocórneo (EC) com as MEs do tipo O/A, por espectroscopia no infravermelho comtransformada de Fourier (FTIR), os dados mostram que todos os sistemas com esem adição do OECS foram eficientes na redução da barreira do EC, por meio dafluidificação e extração dos lipídios do EC. Com isto, sistemas baseados em PRO/iiiAO/ TF pH 5,0, podem ser uma abordagem promissora para a liberaçãotransdérmica da nifedipina.

2015
Descrição
  • KARINE GARCIA MATOS
  • “Estudo Teórico dos índices de aromaticidade em sistemas planares”
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 11/09/2015
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A aromaticidade é um conceito frequentemente utilizado em diversas áreas da química. Porém, aromaticidade é uma grandeza não observável. Como consequência disto, não há uma medida direta. Para isso, vários índices foram sugeridos para quantificar a aromaticidade, os quais são geralmente classificados em quatro tipos: os geométricos, os magnéticos, os energéticos e os eletrônicos. Embora eles sejam largamente aceitos, o problema é que não há uma equivalência unívoca entre eles. Este trabalho teve como objetivo principal determinar um novo índice de aromaticidade baseado nos índices já existentes: HOMA; I5 e I6; NICS; FIPC-NICS; χtotal; ASE com reações isodémicas e homodesmóticas e pEDA; a partir da análise de componentes principais, usando como sistema de estudo, o composto benzeno e 40 anéis heterocíclicos de cinco e seis membros. As estruturas de partidas foram todas consideradas planares e as otimizações de geometria foram feitas sem nenhuma restrição utilizando o programa Gaussian03. Para este estudo, foi empregado o método DFT (B3LYP) com o conjunto de base 6-311+G(2d,p). A PCA sugeriu que os grupos de seis membros se comportam de maneira diferente do grupo de cinco membros. A partir da PCA com os anéis de seis membros foi possível visualizar a primeira componente com um índice de medida de aromaticidade. Já o índice para os anéis de cinco membros foi constituído como uma combinação linear das duas primeiras componentes principais.

  • FILIPE AUGUSTO DE JESUS
  • “Estrutura e Propriedades Luminescentes de Nanocompósitos Híbridos Eu3+:SiO2-PMMA preparados pelo processo Sol-gel"
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 28/08/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Nanocompósitos híbridos Eu3+:SiO2–PMMA foram preparados pelo processo sol-gelcom o objetivo de estudar suas estrutura e propriedades luminescentes. As variáveisexperimentais tratamentos térmicos e concentração de dopante foramsequencialmente alteradas visando avaliar as influências exercidas por cada umasobre as propriedades do material final. Inicialmente estudou-se os precursores(MPTS e MMA) e o processo de formação dos nanocompósitos híbridos foi avaliadapor meio das técnicas de FTIR e TG. Quanto aos tratamentos térmicos, observou-seque a realização destes a 100 e 200 °C por 3 horas não alterou significativamente aestrutura básica das amostras, comportamento atestado pelo perfil dos espectros deFTIR e pelas pequenas variações das curvas TG/DTG. Houve, contudo, mudançasnas estruturas de silício presentes nos materiais (notadas nos espectros de RMN 29Si)além de grande alteração dos sítios ocupados pelos íons Eu3+, perceptível porespectroscopia de fotoluminescência. Pelo comportamento de emissão, inferiu-se aocorrência de mudança da simetria dos sítios ocupados pelos íons lantanídeoscausada pelas temperaturas empregadas nos tratamentos. A partir dos valorescalculados para um conjunto de parâmetros espectroscópicos, atribuiu-se a mudançade simetria à remoção de moléculas de água coordenadas aos íons Eu3+, quepassaram a se coordenar a grupos presentes na matriz híbrida e interagir maisfortemente com esta. O estudo da influência da concentração de íons Eu3+ mostrouque com o aumento deste valor há alargamento de algumas bandas nos espectros deFTIR. As análises por TG demonstraram aumento do percentual de resíduo dasamostras, atribuído à formação de Eu2O3 a altas temperaturas. Nestas amostras,pôde-se observar efeitos de supressão de luminescência causados pelo aumento daconcentração de íons Eu3+, o que não era esperado tendo em vista a presença da“rede” de sílica nas amostras. Supôs-se que com o aumento da concentração de íonsEu3+ houve a formação de “clusters”, os quais provocam a diminuição da interaçãoEu–matriz e provocam efeitos de supressão de luminescência por meio datransferência de energia entre íons Eu3+.

  • JOSEANE DE ANDRADE SANTANA
  • "Utilização do planejamento fatorial completo aplicado ao estudo das propriedades térmicas dos nanocompósitos PMMA-co-PMPTS/MMT H+."
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 26/08/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Desde os primeiros estudos relatados pelo grupo de pesquisa da Toyota na década de 90, nanocompósitos polímero/argila tem atraído grande interesse devido às suas propriedades e aplicações. A adição de pequenas quantidades de argila na matriz polimérica promove um potencial aumento nas propriedades físicas, químicas e térmicas, tais como retardância de chama, aumento da estabilidade térmica e revestimentos anticorrosivos. A morfologia desses nanocompósitos depende fortemente das condições de síntese, tais como o teor de argila, o método de síntese, o tipo de polímero, entre diversos outros. Desta forma, a utilização de um planejamento experimental multivariável para avaliar o efeito das variáveis experimentais sobre as propriedades dos nanocompósitos é de grande relevância. No presente estudo, nanocompósitos obtidos a partir da co-polimerização do poli(metacrilato de metila), PMMA e do poli metacrilóxi propril trimetoxisilano, PMTPS formando o PMMA-co-PMPTS com adição de argila montmorilonita protonada (MMT H+) foram preparados via polimerização in situ utilizando-se peróxido de benzoíla (BPO) como iniciador térmico. Sistemas de planejamento fatorial (quatro fatores em dois níveis) foram utilizados para estudar a influência das variáveis experimentais (MMA, MPTS, MMT H+ e BPO) sobre as propriedades térmicas de nanocompósitos (PMMA-co-PMPTS) / MMT H+ obtidos por termogravimetria. A estrutura e morfologia foram estudadas por difração de raios X, espectroscopia de absorção na região do infravermelho e microscopia eletrônica de transmissão. O estudo das propriedades térmicas por meio do planejamento fatorial mostrou que a amostra preparada pela combinação de 150 mmol de MMA, 23 mmol MPTS, 0,186 mmol BPO e 0,150 g MMT H + (experimento 7, AM7) apresentou o maior valor de Temperatura de despolimerização (𝑻𝒅) (381 °C). O valor do coeficiente de determinação R2 obtido pelo modelo estatístico indicou que o modelo matemático de primeira ordem explicou 96,11 % da variabilidade da 𝑻𝒅, e a correlação dos valores preditos versus observados foi considerada fortíssima, o qual apresentou um valor de 0,9818. Com o estudo estrutural e morfológico dos nanocompósitos foi possível identificar a parcial compatilização entre o PMMA e a MMT H+.

  • DIEGO ANDRADE VASCONCELOS
  • “Obtenção de nanoclusters fluorescentes de ouro em poliuretanos a base de B-ciclodextrina”.
  • Orientador : IARA DE FATIMA GIMENEZ
  • Data: 21/08/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Percebe-se um aumento do interesse em pesquisas relacionadas a nanomateriais, sendo o ouro um dos materiais mais estudados. Este material destaca-se principalmente pelas características particulares adquiridas quando reduzido a escala nanometrica. Nanosistemas de metais pode possuir interessantes propriedades físicas, tais como emissão, absorção de fótons, confinamento quântico. Muitas pesquisas concentraram-se na síntese, controlando o tamanho desses Sistemas de metais. Clusters de ouro têm sido empregados para diversas finalidades tais como no diagnóstico molecular, detecção de agentes químicos/biológicos, bioengenharia, sensoriamento de íons, catalise de reações químicas, dentre outras. Assim, a presente pesquisa terá como foco sintetizar e caracterizar Clusters de Au15, usando como estabilizante a glutationa, acoplada em cavidades do polímero derivado de ciclodextrinas. Os objetivos são aumentar o rendimento dos Clusters de Au e evitar que sejam formados Clusters fora das cavidades do polímero derivado das ciclodextrinas, estudar o efeito catalítico dos Clusters de Au na redução do 4-nitrofenol (PNF) a 4-aminofenol (PAF) por NaBH4. Para a caracterização foram utilizados Absorção Óptica UV-Vis e fotoluminescência (PL), espectroscopia infravermelho por transformada de Fourier (FTIR- ATR), Microscopia Eletrônica de Transmissão (MET). Pode-se perceber que a matriz polimérica utilizada possibilitou a síntese dos Clusters de Au15, com absorção característica em 405 nm, esta que é característica do Au15, bem como uma forte emissão, tanto no estado solido, quanto em solução. Foi comprovado a atividade catalítica de tais Clusters na reação de redução do 4-nitrofenol a 4-aminofenol.

  • GENILMA MENDONÇA DA CRUZ
  • "Estudo de preparação, caracterização e aplicação de nanocristais semicondutores CdTe@Cd(OH)2"
  • Orientador : IARA DE FATIMA GIMENEZ
  • Data: 18/08/2015
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A nanotecnologia é uma área muito estudada atualmente e, dentro dessa ciência temos os nanomateriais inorgânicos que estão sendo explorados, em áreas de pesquisa abrangendo desde a química, física e engenharias até biomateriais para diagnósticos e terapias fototérmicas. Para esses materiais, o estudo dos tipos de sínteses utilizadas que controlam o tamanho e as estruturas desses materiais em nível nanométrico são bastante explorados. Neste trabalho foram sintetizados nanocristais semicondutores, denominados QDs quantum dots (ou, ainda pontos quânticos) especificamente CdTe utilizando como estabilizante o MPA (3 – ácido mercaptopropiônico). Foram sintetizadas via rota aquosa nanopartículas de tamanhos reduzido, emitindo radiação visível de cor verde, os quais foram caracterizados por técnicas de espectroscopia de absorção, fotoluminescência e microscopia eletrônica de transmissão (TEM). Tais nanocristais foram empregados como estruturas primárias (chamadas de "caroço") para a deposição de um segundo material, Cd(OH)2, sobre sua superfície, o que neste contexto recebe a denominação de "casca".Para a estrutura caroço-casca utilizou-se síntese de refluxo para que pudéssemos obter de maneira controlada o tamanho da casca. Partimos da solução de CdTe (telureto de cádmio) e a ela foi adicionada solução de NaOH (NaOH) a fim de produzir uma casca de hidróxido de cádmio (Cd(OH)2). A formação da casca tem por finalidade diminuir os defeitos de superfície do caroço e melhorar suas propriedades de emissão, em especial a intensidade e a presença de uma só banda. Para caracterização das amostras, evidenciando a formação de uma arquiteturas caroço-casca, foram utilizadas técnicas de espectroscopia de absorção, de emissão e microscopia eletrônica de transmissão (TEM). Particularmente, a evidência mais direta aceita neste contexto é a observação nas espectroscopia um deslocamento significativos das bandas de absorção e de emissão para comprimentos de onda mais longos.

  • NICAELLEN ROBERTA DA SILVA SOUZA
  • Desenvolvimento de método para Avaliação de resíduos de Agrotóxicos em café torrado.
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 31/07/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A agricultura é uma das principais atividades econômicas do Brasil, possuindo a cultura do café como sua principal commodity primária. A fim de atingir altos níveis de produção e evitar a perda das safras, insumos agrícolas como os agrotóxicos são utilizados em grandes quantidades. Este tipo de prática e o aumento da preocupação do público consumidor estão motivando investigações científicas envolvendo estes tópicos com o intuito de garantir a segurança alimentar dos produtos fornecidos para o consumo. No entanto, a literatura não relata metodologias para a determinação de resíduos de agrotóxicos no café torrado com os métodos de extração e análise propostos, que segundo dados bibliográficos apresentam resíduos destas substâncias mesmo após a torrefação. Neste contexto, o presente trabalho buscou desenvolver uma metodologia analítica para determinar carbofurano, cipermetrina, clorpirifós, clotianidina, dissulfotom, endosulfan, espirodiclofeno, haloxifope, imidacloprido, tebuconazol, triadimefom e triadimenol em café torrado empregando método de extração sólido líquido por sonicação com etapa de clean-up por meio de extração líquido líquido (LLE) e análise instrumental por cromatografia líquida de alta e de ultra eficiência acoplada a detector por espectrometria de massas (HPLC/ UV-DAD e LC/MS/MS). Para tanto, a otimização das condições cromatográficas e a avaliação do melhor método de clean-up foram realizadas nos comprimentos de onda de melhor absorção (269 nm para clotianidina e imidacloprido e 220 nm para os demais). Com isso, as condições de melhor resposta quantitativa foi obtida com 0,5 g de café torrado, 5 mL de solvente de extração por sonicação, 1 mL de H2O e 1 mL de DCM na etapa de clean-up. Apresentando no procedimento de validação no LC/MS/MS, efeito matriz positivo para todos os analitos com exceção da cipermetrina na qual houve supressão do sinal pela matriz, ocasionando, com base na curva preparada no extrato, recuperações entre 74,2% - 102,4%, com desvio padrão relativo entre 0,6% e 10,2%, nos níveis de concentração avaliados no processo, além disso, a linearidade obtida foi na faixa de 0,9959 a 0,9998 para os agrotóxicos, carbofurano, clotianidina dissulfotom, imidacloprido, tebuconazol, triadimefom e triadimenol, garantindo a eficiência da metodologia.

  • DANILO SILVA DE MACEDO
  • Desenvolvimento de método para determinação de pesticidas em grãos de milho (Zea Mays) in natura por cromatografia líquida com detector DAD.
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 30/07/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O milho (Zea mays) é considerado um cereal de grande importância social e econômica. No Brasil, a cultura do milho é cultivada em todas as regiões, tendo na região Nordeste o estado de Sergipe como um grande produtor. Essa cultura vem sendo atacada por diversas pragas, sendo necessária a utilização de pesticidas, os quais acabam gerando resíduos se não forem manuseados de acordo com as normas de boa prática agrícola. Este trabalho visa ao desenvolvimento de um método para análise de resíduos dos pesticidas atrazina, carbofurano, ciflutrina, parationa metílica, piraclostrobina e teflubenzurom, em grãos de milho, empregando como técnica de extração a dispersão da matriz em fase sólida (DMFS) e cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) com detector espectrofotométrico com arranjo de diodos (DAD). No procedimento de extração, foram avaliados os seguintes suportes sólidos: alumina neutra, Florisil e sílica gel, com diferentes solventes de eluição: acetonitrila, acetato de etila, hexano, acetona, metanol, diclorometano. Foram obtidos resultados satisfatórios utilizando 0,5 g de grãos de milho com 1 g de alumina neutra eluído com 10 mL de acetato de etila, com recuperações entre 93,27 a 98,32% e coeficiente de variação entre 6,19 a 15,28% para o nível de fortificação 1,0 μg g-1. Quanto ao coeficiente de correlação os resultados variaram entre 0,9996 a 0,9999 para os níveis de concentração entre 0,05 a 5,00 μg mL-1.

  • BRUNO RAFAEL ARAUJO
  • AVALIAÇÃO DA INTERAÇÃO DA TURFA, ÁCIDO HÚMICO E HUMINA EM QUITOSANA COMO MEIO DE LIBERAÇÃO CONTROLADA DE UREIA
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 23/07/2015
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Estima-se que até 2050 a população do planeta Terra atingirá 9,7 bilhões de pessoas. Dessa forma, há a necessidade no aumento da produção de alimentos, intensificando no uso de fertilizantes nitrogenados, que em excesso tornam-se agravantes contaminantes do solo, água e ar. Uma maneira eficaz de reduzir esse impacto é desenvolver fertilizantes de liberação controlada que disponibilizam nutrientes de forma gradativa, conforme a necessidade das plantas. Assim, este estudo teve como objetivo avaliar a interação de turfa, ácido húmico, humina e ureia, em quitosana, como alternativa para liberação controlada de ureia. A quitosana in natura foi caracterizada por titulação potenciométrica, obtendo grau de desacetilação de 74,1%. Esferas de quitosana e material húmico foram preparadas e caracterizadas por análise elementar (CHN), obtendo-se 34,7- 25,3 % de carbono, e 3,77- 2,36 % de nitrogênio. O aumento na razão elementar C/N corroborou o indicativo de inclusão de compostos reticuladores que interagem com os grupos amino da quitosana. Os espectros de infravermelho (FTIR) mostraram bandas de absorção referentes a grupos funcionais que compõem as amostras e interagem entre si, e a segunda derivada aplicada aos espectros de infravermelho auxiliou na elucidação da interação química entre as espécies, como a presença da carbonila em 1715 cm-1. A microscopia eletrônica de varredura (MEV) permitiu a visualização da superfície rugosa e aglomerada das amostras, bem como pontos esbranquiçados referentes à ureia. A espectroscopia de ressonância paramagnética eletrônica (EPR) mostrou fatores-g entre 2,0031 e 2,0034 típicos de radicais livres orgânicos (RLO) nas substâncias húmicas (SH) com concentração entre 1,35 x 1017 e 1,92 x 1018 spins g-1. Após adição das SH em quitosana os fatores-g foram semelhantes aos RLO das SH e os espectros apresentaram perfis de ambos os materiais; o aumento na largura da linha indicou interação entre os spins dos átomos no meio quitosana-substâncias húmicas-ureia. A determinação de ureia derivatizada com xantidrol por cromatografia líquida de alta eficiência com detector de fluorescência (CLAE-DF) obteve coeficiente de determinação r2= 0,999 na faixa linear de 0 a 100 mg L-1, baixa interferência da matriz na determinação de ureia, LD= 0,006 mg L-1 e LQ= 0,02 mg L-1, exatidão entre 95,5 % e 107,7 % e desvios padrões relativos entre 0,07 % e 1,66 %. O estudo de liberação mostrou que as amostras desprendem ureia de formacontrolada, em função do pH (2,5 < pH 4,0< pH 9,0). Os dados de liberação se ajustaram aos modelos de Ritger-Peppas, indicando mecanismos de transporte anômalo e Super Caso II, com excessão à Quitosana-Turfa-Ureia em pH 4,0 (QTFU) e Quitosana-Humina-Ureia em pH 9,0 (QHMU), ajustando-se ao modelo de Higuchi. Nos experimentos de liberação no solo foram obtidos graus de liberação crescentes conforme o tempo, com α= 0,44 para QAHU, α= 0,48 para QTFU e α= 0,67 para QHMU no primeiro dia de experimento, não excedendo 70% após 7 dias. Portanto, os resultados mostraram a potencialidade da turfa, ácido húmico e humina em quitosana na elaboração de fertilizantes de liberação controlada de ureia, contribuindo para a redução dos impactos ambientais e econômicos.

  • EWERTON SANTOS
  • "Distribuição espacial de HPA em sedimentos do estuário Piau-Real”.
  • Orientador : MARCELO DA ROSA ALEXANDRE
  • Data: 23/07/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os hidrocarbonetos policíclicos aromáticos são compostos orgânicos presentes no meio ambiente e considerados potencialmente poluidores, além de apresentarem características carcinogênicas e mutagênicas. Estes compostos estão presentes nos vários compartimentos ambientais. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi validar um método para a determinação de 16 hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA) considerados prioritários pela Agência Nacional de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (USEPA) em matrizes sedimentares. As amostras foram coletadas no estuário Piauí – Real região sul do Estado de Sergipe. O método validado baseia-se na extração por ultrassom e análise por cromatografia gasosa com detector de massas. Foram avaliados setes parâmetros para a validação do método: seletividade, linearidade, limite de detecção e quantificação, precisão, exatidão e robustez. O método apresentou resolução adequada para grande parte dos compostos analisados, tanto em amostras preparadas em n-hexano quanto para extratos da amostra. A linearidade foi estimada através do coeficiente de correlação, onde apresentou valores acima de 0,99 para todos os HPA, enquanto que os limites de detecção e quantificação variaram entre 0,1 a 1,0 ng mL-1 e 0,3 a 3,0 ng mL-1, respectivamente. Os teores de recuperação dos analitos variaram entre 72 a 115%. A avaliação dos desvios-padrão foram realizadas para estimar exatidão, foram obtidos valores que variaram entre 2 e 15%. Para avaliação da robustez, foi realizado através de gráficos de Pareto, nestes foi possível observar que o método não apresenta robustez adequada para todos os compostos. Nas análises das amostras, a distribuição dos HPA apresentou variação entre 4,9 – 301 ng g-1 de sedimento seco. A utilização de razões diagnósticas permitiu avaliar possíveis fontes de contaminação, sendo que grande parte das amostras foi considerada não contaminada e depositada no meio a partir de mistura de fontes.

  • TARCIANE GREYCI DOS SANTOS SOUZA
  • "Estudo em micro-escala da conversão térmica e catalítica de borra de óleo de algodão para obtenção de bioquerosene."
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 13/07/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho teve como objetivo aplicar a micropirólise e microhidropirólise catalítica e não catalítica, na avaliação da produção de bioquerosene a partir da borra de óleo de algodão. As amostras da borra de óleo de algodão foram cedidas pelo Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste – CETENE (Usina experimental de Caetés-PE) e compõe um dos principais resíduos da cadeia produtiva de biodiesel da usina. As pirólises foram realizadas utilizando 50 mg de biomassa. Nas pirólises e hidropirólises foram utilizadas as temperaturas de 500 e 550 °C sendo investigado também a influência da dispersão do catalisador na amostra. Os catalisadores PMZ, PWZ, MT e WT testados a 10% (m/m) neste trabalho, foram produzidos para a aplicação na indústria petroquímica com o intuito de promover a isomerização de n-parafinas lineares que estão presentes no petróleo, aos seus respectivos isômeros ramificados, tendo como produto final uma gasolina com alto índice de octanagem. Porém, no processo de pirólise estes catalisadores apresentam-se inéditos. Os pirolisatos obtidos foram caracterizados por GC-FID e GC/MS, e os gases produzidos foram quantificados e analisados por micro-GC. A utilização da atmosfera de gás hidrogênio não minimizou a produção de alcenos como produto da pirólise. A presença de água na biomassa otimizou o processo de craqueamento térmico. Este craqueamento quando realizado na presença dos catalisadores na temperatura de 550 °C mostrou um rendimento maior de biocombustível líquido com hidrocarbonetos na faixa de C9 a C16 (aproximadamente 37%) em relação ao tratamento não catalítico. A análise semi-quantitativa dos gases produzidos na pirólise sugere as rotas de descarboxilação (pela presença de CO2) e descarbonilação (pela presença de CO) durante o craqueamento térmico catalítico, além de evidenciar a ocorrência do processo Fischer-Tropsch produzindo hidrocarbonetos na faixa do querosene.

  • LUIS FABRICIO SANTANA SANTOS
  • Desenvolvimento de Metodologia para Determinação de Resíduos de Agrotóxicos na Fruta Exótica Graviola (Annona muricata L.) por MSPD e HPLC UV-Vis.
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 03/07/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O Brasil é um importante produtor e consumidor de frutas no mundo. A graviola(Annona muricata L.) é uma fruta de sabor e aroma característicos e comcrescente demanda, seja para o consumo in natura ou na forma processada,como sucos, doces, geleias e sorvetes. Todavia, a cultura da graviola está sujeitaa ação de diferentes pragas e doenças e a aplicação de agrotóxicos tem sidouma das principais formas de controle. O presente trabalho tem como objetivo odesenvolvimento de uma metodologia rápida e de baixo custo baseada nastécnicas de dispersão da matriz em fase sólida (MSPD) e cromatografia líquidade alta eficiência com detector espectrofotométrico na região do ultravioleta evisível com arranjo de diodos (HPLC UV-Vis/DAD) para a determinação deresíduos dos agrotóxicos bifentrina, lufenuron, teflubenzuron, tiacloprido,tiofanato metílico e tiametoxam, na fruta exótica graviola. Testes realizados comos padrões dos agrotóxicos permitiram o ajuste das condições cromatográficaspara análise simultânea dos analitos. As melhores condições de extração foramobtidas utilizando 1,0 g de Florisil para 0,5 g de graviola in natura e eluição com5 mL de acetonitrila. A miniaturização do procedimento de extração mostrou-seeficiente à extração dos agrotóxicos. A validação analítica foi realizada a partirdos parâmetros: linearidade e sensibilidade, mostrando-se linear comcoeficientes de determinação superiores a 0,9995 e sensível no intervalo deconcentração de 0,01-10 μg mL-1; seletividade, a partir dos estudos de efeitomatriz; exatidão e precisão, com valores de recuperação entre 79 -118% ecoeficientes de variação na faixa de 1-15 % para os níveis de concentração 0,1;0,25 e 0,5 μg g-1 (n=5); e limites de detecção e quantificação nos intervalos de0,01 - 0,25 μg g-1 e 0,1 - 0,5 μg g-1 , respectivamente. O material metal-orgânico(MOF) ∞[(Nd0,9Eu0,1)2(DPA)3(H2O)3] foi testado como adsorvente para oprocesso de extração por MSPD e apresentou resultados satisfatórios derecuperação (78-87%), comparados àqueles obtidos com o Florisil.

  • ROBERTA ANJOS DE JESUS
  • SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE MATERIAIS METAL-ORGÂNICOS: UMA ALTERNATIVA COMO SORVENTE PARA DETERMINAÇÃO DE PESTICIDAS EM ALIMENTOS
  • Orientador : MARIA ELIANE DE MESQUITA
  • Data: 12/06/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os materiais metal-orgânicos (MOFs) são considerados promissores como catalisadores, na estocagem e processamento de gás, e, recentemente, como fase estacionária para pré-concentração de analitos em função de algumas propriedades como: capacidade de incorporar uma variedade de espécies químicas, estabilidade térmica, área superficial e volume de poros ajustáveis. Neste trabalho, MOFs foram sintetizados segundo o método de síntese hidrotermal durante 72 horas em uma temperatura de 180°C. Os MOFs heteronucleares de íons Nd3+ contendo 10%, 50% e 90% de íons Eu3+ tendo como ligante orgânico o ácido piridina-2,6-dicarboxílico (H2DPA) foram caracterizados por análise elementar, espectroscopia de infravermelho, análise térmica, análise calorimétrica, espectroscopia de luminescência, cristalografia de raios-X, microscopia eletrônica de varredura e adsorção-dessorção de nitrogênio. As análises indicaram que houve a formação de novos MOFs, cuja fórmula estrutural sugerida pelos dados da análise elementar e cristalografia de raios-X foi [(Nd1-xEux)2(DPA)3(H2O)3].H2O (x = 0,1; 0,5 e 0,9). A espectroscopia do infravermelho colaborou com a indicação de que houve coordenação dos metais com o ligante H2DPA devido ao deslocamento observado das bandas do ligante nos espectros dos MOFs. O estudo de luminescência mostrou as transições características dos íons Eu3+ e Nd3+ na região do visível e infravermelho, respectivamente bem como os mecanismos de transferência de energia do sistema. De acordo com os dados de adsorção-dessorção de N2 os MOFs formaram uma estrutura tridimensional com canais microporosos e os dados de cristalografia de raios-X indicaram que a cristalização ocorreu em sistema monoclínico com grupo espacial P21/c. Os MOFs foram testados como sorvente na extração de pesticidas na matriz de ovos de galinha quantificado por cromatografia gasosa acoplada a espectroscopia de massas (CG-MS) e na matriz de graviola quantificado por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) método descrito por Navickiene, possibilitando recuperações satisfatórias quando comparados ao adsorvente comercial Florisil®.

  • LUZIA REJANE LISBÔA SANTOS
  • DESENVOLVIMENTO DE REVESTIMENTOS HÍBRIDOS SILOXANO-POLI (METACRILATO DE METILA) DOPADOS COM MOLIBDÊNIOPELO PROCESSO SOL-GEL COM APLICAÇÕES ANTICORROSIVAS EM ALUMÍNIO AA6063T5.
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 27/02/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os problemas de corrosão em ligas metálicas são frequentes e ocorrem nas mais variadas atividades industriais desde a construção civil à indústria alimentícia. A corrosão metálica poderá se agravar se a liga estiver sem a devida proteção e exposta a meios agressivos salinos de cloreto ou sulfetos, atmosfera salina ou umidade elevada, ambientes típicos de cidades litorâneas e áreas industriais. Nesse trabalho, revestimentos híbridos siloxano-poli (metacrilato de metila ) PMMA com adição de molibdênio foram desenvolvidos e depositados por dip-coating sobre a liga de alumínio AA6063T5. Os sóis híbridos foram sintetizados a partir da copolimerização entre os grupos metacrilato do Metacrilóxi Propil Trimetóxi Silano (MPTS) e MMA seguida da hidrólise/policondensação ácida dos sistemas Tetraetóxi-silano (TEOS), seguido da adição do molibdênio em diferentes concentrações. Foi investigado a influência dos diferentes sistemas de síntese e da adição do molibdênio na estrutura do híbrido e na eficiência da proteção da liga metálica revestida. A estrutura dos híbridos foi analisada por Ressonância magnética nuclear de 13C e 29Si, Espectroscopia infravermelho por transformada de Fourier, Difração de raios X e Análise termogravimétrica. A morfologia da superfície dos revestimentos dopados e não dopados foram analisados por Microscopia eletrônica de varredura e a estrutura do revestimento por espectroscopia de fotoelétrons de raios X. Ensaios de corrosão em ambientes de cloreto foram realizados utilizando medidas eletroquímicas de potencial de circuito aberto e Espectroscopia de Impedância Eletroquímica. Os resultados demonstraram diferentes mecanismos de hidrólise e condensação de acordo com a concentração do sal no meio. Aumentando a concentração de sal aumentou a policondensação dos grupos siloxano e melhorou a resistência contra à corrosão dos revestimentos híbridos na liga de alumínio, principalmente quando dopado.

  • SANNY WEDJA MELO MACHADO DE CARVALHO
  • DESENVOLVIMENTO DE MATERIAIS HÍBRIDOS MICRO-MESOPOROSOS CONTENDO TERRAS RARAS PARA UTILIZAÇÃO NO CRAQUEAMENTO DE FRAÇÕES DE PETRÓLEO.
  • Orientador : ANNE MICHELLE GARRIDO PEDROSA DE SOUZA
  • Data: 25/02/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Nos últimos anos tem existido um grande número de inovações nos procedimentos para obtenção de novos catalisadores de craqueamento de frações pesadas de petróleo, com estudos de novos parâmetros e métodos de síntese, permitindo maiores ajustes na formação desses materiais. Neste contexto, foram sintetizados os materiais ZSM-12 (Si/Al = 50), AlMCM-41 (Si/Al = 100), AlMCM-48 (Si/Al = 100), por metodologias de sínteses já exploradas na literatura e foram propostos métodos de síntese para a formação de materiais micro-mesoporosos do tipo ZSM-12/MCM-41 e ZSM-12/MCM-48. Os materiais ZSM-12, AlMCM-41 e AlMCM-48 foram submetidos a processo de troca iônica para obtenção na forma ácida, HZSM-12, HAlMCM-41 e HAlMCM-48. Em seguida todos os materiais sintetizados foram impregnados com óxido de lantânio. Os catalisadores obtidos foram caracterizados por técnicas físico-químicas. Os difratogramas de raios-X das amostras sintetizadas apresentaram os picos característicos da ZSM-12, do MCM-41 e do MCM-48 antes e após a impregnação com o óxido de lantânio. Os espectros de absorção na região do infravermelho evidenciaram as bandas referentes às ligações de cada estrutura. Os materiais apresentaram isotermas de adsorção e dessorção de N2 do tipo I, para a HZSM-12, e do tipo IV, para os materiais HAlMCM-41, HAlMCM-48, HZSM-12/MCM-41 e HZSM-12/MCM-48. Os híbridos do tipo HZSM-12/MCM-41 e HZSM-12/MCM-48 exibiram altos valores de áreas superficiais (na faixa de 689 - 1304 m2 g-1), que confirmaram a formação de mesoporos, bem como diâmetros de poros na ordem de 3,6 nm. As análises microestruturais das amostras revelaram as presenças das fases microporosa, mesoporosa, micro-mesoporosas e do óxido de lantânio, antes e após o processo de impregnação e as curvas termogravimétricas determinaram às temperaturas de desidratação dos materiais bem como a estabilidade térmica destes.

  • VALÉRIA LIMA OLIVEIRA SILVA
  • BIODIESEL DE FONTES ALTERNATIVAS DE TRIACILGLICERÓIS: O ESTUDO DO TEOR DE ÉSTERES.
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 20/02/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve como objetivo caracterizar quimicamente o biodiesel derivado de óleos e gorduras residuais e oleaginosas, e também otimizar a metodologia para a determinação do teor de éster. Os biodiesel metílicos foram obtidos a partir de óleo residual de fritura, de escuma de esgoto, gordura de caixa de gordura, óleo de algodão e óleos obtidos de plantas da família Annona, mais especificamente das espécies Anonna salzmannii, vepretorum e squamosa. O biodiesel etílico testado foi produzido a partir de óleo residual de fritura. As curvas de TG/DTG das amostras de biodiesel mostraram perdas de massas características da evaporação e da decomposição de ésteres. Os espectros de infravermelho apresentaram bandas de absorção de alta intensidade em (1739-1770 cm-1) atribuída ao estiramento C=O de éster; confirmado pelo estiramento C O de éster (1247-1034 cm-1). Para a maior parte das amostras de biodísel testadas o índice de acidez esteve dentro dos limites estabelecidos pela ANP. O estudo do teor de ésteres foi determinado através de cromatografia a gás, utilizando a padronização interna e externa, empregando os ésteres C17:0 e C18:1 como padrões. O método com injeção PTV, heptano e padronização externa usando o padrão C18:1 foi o que apresentou melhor repetibilidade (0,62%) e reprodutibilidade (3,00%), ambos com coeficiente de correlação de r2= 0,9991. Os resultados dos teores de ésteres obtidos a partir amostras apresentaram valores entre 75 e 93%. Utilizando o método de coluna clássica com sílica como adsorvente foi observado um aumento no teor de éster das amostras, atingindo valor exigido pela legislação. A cromatografia bidimensional abrangente foi empregada na comprovação da ausência de co-eluição de compostos que comprometem a determinação de teor ésteres nos biodiesel. O método supercrítico, empregando o etanol, mostrou-se um processo eficaz para matérias-primas alternativas. Foram obtidas elevadas taxas de conversões (~93%) empregando uma matéria-prima com um alto teor de ácidos graxos livres. Foi possível notar que com o aumento de temperatura houve uma redução no teor de éster e que utilizando hexano como co-solvente houve rendimento elevado no teor de éster.

  • LEOCILEY ROCHA ALENCAR MENEZES
  • ESTUDO FITOQUÍMICO E INVESTIGAÇÃO DA ATIVIDADE CITOTÓXICA DO CAULE DE Xylopia laevigata (ANNONACEAE).
  • Orientador : EMMANOEL VILACA COSTA
  • Data: 11/02/2015
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Xylopia laevigata é uma espécie de Annonaceae, popularmente conhecida como “meiú” e “pindaíba”. É uma árvore endêmica do Brasil encontrada nos estados da Bahia, Paraíba, Piauí, Sergipe, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. O presente trabalho descreve os resultados obtidos a partir do estudo fitoquímico biomonitorado do caule de X. laevigata, frente a atividade citotóxica in vitro, o qual resultou no isolamento de 19 substâncias pertencentes à classe dos alcaloides que foram identificadas com base nas análises de RMN de 1H e 13C 1D/2D e EM, bem como por comparação com os dados da literatura. Os alcaloides foram identificados como sendo: onze alcaloides do tipo aporfino sensu stricto, (R)-roemerina, (S)-anonaina, (S)-glaucina, (S)-xylopina, (S)-norglaucina, asimilobina, (S)-norpurpureina, (S)-N-metillaurotetanina, (S)-norpredicentrina, (S)-calicinina e (S)-laurotetanina; dois oxoaporfínicos: lanuginosina e oxoglaucina; quatro tetraidroprotoberberínicos: (-)-xylopinina, (+)-discretina, (-)-coritenchina e (+)-discretamina; um benziltetraidroisoquinolínico: (+)-reticulina; e um morfinanofienona: (+)-flavinantina. Os alcaloides isolados são descritos pela primeira vez no caule de X. laevigata, além disso esse é o primeiro relato do isolamento de um alcaloide do tipo morfinandienona (flavinantina), no gênero Xylopia. Dentre todos os extratos e frações, provenientes do caule de X. laevigata, submetidos ao ensaio de atividade citotóxica in vitro, a fração alcaloídica proveniente do extrato metanólico foi a que apresentou maior atividade contra as linhagens de células tumorais avaliadas com porcentagem de inibição igual a 83,60 ± 1,32% e 89,48 ± 0,79% para HepG2 e HL60. Dentre os alcaloides isolados que foram avaliados, lanuginosina e xylopina foram os que apresentaram os melhores resultados com forte atividade contra linhagens de K562 – leucemia mielocítica crônica humana (CI50 = 6,61 μg mL-1 e 3,12 μg mL-1), HL-60 – leucemia promielocítica humana (CI50 = 7,81 μg mL-1e 1,87 μg mL-1), HepG2 – carcinoma hepatocelular humano (CI50 = 3,89 μg mL-1 e 1,87 μg mL-1) e B16-F10 – melanoma murino (CI50 = 8,46 μg mL-1 e 3,77 μg mL-1), respectivamente, com valores de CI50 mais próximos do controle positivo (Doxorrubicina). Entretanto, comparando-se com a doxorrubicina, a lanuginosina apresentou índice de seletividade mais elevado para linhagem B16-F10. Os resultados obtidos confirmam que X. laevigata é quimicamente uma espécie característica da família Annonaceae e uma fonte promissora de substâncias com potencial atividade citotóxica.

  • MARIA DE FÁTIMA COSTA SANTOS
  • ESTUDO FITOQUÍMICO E INVESTIGAÇÃO CITOTÓXICA DAS FOLHAS E CASCAS DO CAULE DE Guatteria pogonopus (ANNONACEAE).
  • Orientador : EMMANOEL VILACA COSTA
  • Data: 06/02/2015
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O referido trabalho apresenta os resultados obtidos do estudo fitoquímico biomonitorado dos extratos metanólicos das folhas e cascas do caule de Guatteria pogonopus Mart., uma espécie pertencente a família Annonaceae. Os materiais botânicos (folhas e cascas do caule) foram coletados no Parque Nacional Serra de Itabaiana (PARNA), Sergipe, Brasil. Os extratos brutos foram obtidos pelo método de maceração à temperatura ambiente inicialmente com hexano e, posteriormente com metanol obtendo os extratos hexânicos (EHF e EHC) e metanólicos (EMF e EMC), respectivamente. Os extratos metanólicos das folhas (EMF) e cascas do caule (EMC) indicaram a presença de alcaloides frente ao reagente Dragendorff sendo então submetidos ao tratamento ácido-base resultando nas frações clorofórmicas alcaloídicas (FCAF e FCAC) e, as neutras (FCNF e FCNC), respectivamente. As frações alcaloídicas (FCAF e FCAC) foram então submetidas às técnicas cromatográficas usuais permitindo o isolamento de alcaloides. A fração FCAF resultou no isolamento de seis alcaloides que foram identificados como: lisicamina, (S)-(+)-nuciferina, (S)-(+)-roemerina, (-)-tetraidropseudocolumbamina, (S)-(+)-isocoridina e uma mistura de tetraidropseudocolumbamina, liriodenina e lisicamina. A fração FCAC levou a identificação de dez alcaloides em diferentes misturas, tais como: puterina, anonaina, nornuciferina, obovanina, isopilina, O-metilisopilina, launobina, oxoputerina, liriodenina e lanuginosina. Os alcaloides foram identificados através das técnicas de EM e RMN de 1H e 13C (1D e 2D), bem como, comparação com os dados da literatura. Além disso, os alcaloides puros das folhas foram sumetidos as medidas de rotação óptica específica. Os extratos, frações, alcaloides puros e em mistura foram submetidos ao ensaio de atividade citotóxica pelo método de Alamar Blue, em que se verificou um maior percentual de inibição da proliferação celular para o extrato metanólico das cascas EMC (80,11 ± 8,12%) e da fração alcaloídica das folhas FCAF (80,56 ± 8,15%) frente ao carcinoma hepatocelular humano e, para a mistura de compostos de govanina, liriodenina e lisicamina (IC50 3,10 µg mL-1) frente a leucemia promielocítica humana (HL-60) que pode ser atribuída à presença da liriodenina. A maioria dos alcaloides identificados é descrito em diferentes espécies de Annonaceae, particularmente no gênero Guatteria. Dessa forma, infere-se que G. pogonopus apresenta uma quimiotaxonomia característica da família Annonaceae e, atrelado a isso, é uma fonte promissora de substâncias com potencial atividade citotóxica.

2014
Descrição
  • JOSÉ CARLOS SILVA BARBOSA
  • Distribuição Espaço-Temporal de Hidrocarbonetos de Petróleo no Estuário do Rio Vaza Barris - SE.
  • Orientador : MARCELO DA ROSA ALEXANDRE
  • Data: 31/07/2014
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O estuário do Rio Vaza Barris está situado a 11º 08’ S e 37º 10’ O ao nível do mar com área total de 115 km2, apresenta grande diversidade biológica e vegetativa e está inserida em uma Área de Proteção Ambiental (APA). O estuário do Rio Vaza Barris vem sofrendo diferentes tipos de ações antrópicas: atividades de recreação e lazer, intenso tráfego de embarcações marítimas, cultivo de camarão em viveiros e tanques, desmatamento com possíveis queimadas e especulação imobiliária. Desta forma o presente trabalho visa compreender a distribuição espaço-temporal dos marcadores geoquímicos, Hidrocarbonetos Alifáticos (HA) e Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPA), no sedimento superficial do estuário do Rio Vaza Barris, o processo de deposição sedimentar, assim como o aporte e o impacto causado. Para o desenvolvimento do presente estudo, foram realizadas coletas em duas estações, (Inverno e Verão), no inverno foram 13 pontos com uma triplicata no ponto 13 (13a, 13b e 13c), no verão foram repetidos os 13 pontos anteriores e foram acrescentados outros dois, totalizando 15 pontos. Para a extração dos hidrocarbonetos em sedimento, foi utilizada a extração assistida por ultrassom tendo diclorometano como solvente de extração. No clean-up (sílica e alumina), foi utilizado n-Hexano para a eluição da fração de HA (F1) e diclorometano/n-hexano 1:1 para a eluição da fração de HPA (F2). As análises foram realizadas por Cromatografia a Gás/Espectrometria de Massas (GC-MS). Para a compreensão da distribuição desses hidrocarbonetos na região, foram considerados alguns Índices de Razão Diagnóstica (IRD). Os HA e seus isoprenóides (Pristano e Fitano) apresentaram recuperações entre 50,74 e 108,95% com recuperação média acima de 60% e desvio padrão relativo RSD de 18,8%. Suas concentrações variaram entre 0,19 μg.g-1 a 8,5 μg.g-1 de sedimento seco. O Índice Preferencial de Carbono (IPC) calculado para todos os pontos (exceto para VB2 e VB3 no inverno) associado às razões Σalifáticos/n-C16 e BMM/AMM (razão de Baixa Massa Molecular/Alta Massa Molecular) sugeriu aporte biogênico. Seus valores de RTA (Razão Terrestre Aquática) e predominância das cadeias ímpares e do homólogo n-C29 indicaram aporte biogênico com significativa contribuição de plantas terrestre superiores. As recuperações dos HPA variaram entre 45,46 e 163,0% com recuperação média acima de 100% apresentando RSD de 28,31%. Suas concentrações totais variaram entre 0,09 ng.g-1 a 410,4 ng.g-1 de sedimento seco, registrando níveis de concentração acima do TEL (NOAA) e PQT (Environment Canada). Seus IRD indicaram uma mistura de aportes (petrogênico, pirolítico e de combustão de biomassa), com predominância para o aporte pirolítico. Sua distribuição mostra predominância de compostos de alta massa molecular, registrando concentrações expressivas para Benzo(a)pireno, Pireno, seguido do Benzo(b)fluoranteno e Benzo(a)antraceno, ambos considerados mutagênicos e carcinogênicos. A predominância do aporte pirolítico pode ser justificada, por existir intenso tráfego de embarcaçõ
    es no estuário e por ser uma região turística.

  • CHARLENE SOUZA DOS ANJOS
  • Contribuição química para os voláteis de acessos e de extratos por fluido supercrítico de Cordia verbeneceae DC).
  • Orientador : PERICLES BARRETO ALVES
  • Data: 31/07/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • RESUMOCordia verbenacea DC possui grande importância tanto na medicina popular quanto para a indústria farmacêutica, pois é dela o primeiro fitoterápico genuinamente brasileiro, o medicamento Acheflan®. Visando contribuir com o conhecimento químico desta espécie análises através de técnicas como CG/EM-DIC, RMN 1H,13C-2D e IV dos voláteis extraídos por hidrodestilação, extratos obtidos através da extração com fluído supercrítico-(EFS) e composto isolado foram realizadas. Doze acessos foram coletados para cidade de Graccho, Itabaiana e um acesso para São Cristovão- Campus Rural da UFS, sendo identificado um total de 63, 68 e 23 compostos respectivamente. Monoterpenos não oxigenados como α-pineno (35,8±0,4%), canfeno (27,3±0,2%), sabineno (35,2±2,8%) e sesquiterpenos oxigenados como C- NI (44,9±2,9%) foram os principais responsáveis pelos altos percentuais de identificações na cidade de Graccho. Para a cidade de Itabaiana e São Cristovão os sesquiterpenos como (E)-cariofileno (29,8±0,7%), ar-tumerona (21,4±0,2%), C- NI (36,6±0,7%), α-guaieno (12,4±0,9%) e (Z)--atlantona (13,3±1,2%) respectivamente foram os compostos majoritários. Com os estudos dos voláteis de C. verbenacea das cidades sergipanas foi possível averiguar a presença de dez quimiotipos diferentes. Nos estudos dos acessos de Graccho um composto foi isolado por cromatografia em camada delgada preparativa (CCDP) e por meio da técnica de ressonância magnética nuclear (RMN) 1H, 13C, DEPT 135°, HSQC e HMBC o composto foi identificado como sendo 7-ciclodecen-1-ona, 7-metil-3 metileno-10-(1-propil) tratando-se de um composto inédito. Os maiores rendimentos de extrato nas EFS foram de 3,3% (60 °C/220 bar) para a cidade de Graccho e 3,0% (60 °C/200bar) para São Cristovão- Campus Rural da UFS, com a adição de modificadores obteve-se 10,6±0,0% (1% etanol/220 bar/40 ºC) para Graccho e 4,6±0,0% (5% metanol/220 bar/60 ºC) para São Cristovão. Através da análise de variância e teste F o co-solvente foi a variável que maior influenciou para os rendimentos de extratos F=100,53 (cidade de Graccho) e F=60,23 (cidade de São Cristovão). Para as EFS utilizando como solvente o CO2 foram identificados 17 compostos para o acesso de Graccho, sendo a 7-ciclodecen-1-ona, 7-metil-3 metileno-10-(1-propil) (28,2%) e α-zingibereno (14,0%) os principais componentes. Com adição de modificadores 9 substâncias foram identificadas sendo os constituintes majoritários a 7-ciclodecen-1-ona, 7-metil-3 metileno-10-(1-propil) (43,7%) e o siobunol (12,4%). Para São Cristovão- Campus Rural, 18 compostos foram identificados nos extratos com CO2, o α- zingibereno (11,8%) e (Z)-γ- atlantona (12,1%) foram os constituintes com maiores percentuais. Com adição de modificadores a (Z)--atlantona (27,4%) e α-zingibereno (11,6%) foram os constituintes majoritários de um total de 14 identificados. O óleo essencial do acesso da cidade de São Cristovão- Campus Rural da UFS obteve valor de CL50 135,313±0,970 μg mL-1 frente as larvas de Aedes aegypti e o acesso da cidade de Graccho CL50 104,201±1,144 μg mL-1 apresentando efeito larvicida contra o mosquito da dengue. Pelos estudos de citotoxicidade em linhagens de células tumorais in vitro o óleo essencial da cidade de Graccho (82,09±3,69 μg mL-1) demonstrou atividade inibitória para as células HepG2 e os extratos nas condições 60 ºC/220 bar/metanol 5% e 40 ºC/180 bar/isopropanol 5% contra HL60 (91,36 ±0,02 μg mL-1, 90,43 ±3,71 μg mL-1) respectivamente.

  • ROBERTA MENEZES SANTOS
  • Produção e caracterização de Bio-óleo a partir de resíduo Agroindustrial de semente de Mangaba.
  • Orientador : LISIANE DOS SANTOS FREITAS
  • Data: 31/07/2014
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho teve como objetivo avaliar o aproveitamento das sementes de mangaba para a produção de bio-óleo, a fim de minimizar problemas de poluição devido à disposição inadequada dos resíduos e agregar valor a este passivo ambiental. O trabalho foi dividido em duas partes: caracterização da biomassa (análise elementar (CHN), espectroscopia de infravermelho (FTIR-ATR), termogravimetria (TG), teor de umidade, cinzas, proteínas, teor de óleo, fibras, celulose, hemicelulose e lignina) e caracterização do bio-óleo (termogravimetria, infravermelho e cromatografia gasosa/espectrometria de massas-GC/MS). As sementes de mangaba apresentaram teor de umidade de 7,78±0,03%, alta quantidade de carbono (58,07%) e oxigênio (27,18%), poder calorífico (23,45 MJ kg-1), teor de cinzas de 1,87±0,06%, teor de óleo

    27,33±0,37%, proteínas 12,10±1,60%, fibras 11,98±0,46%, celulose (17,07%), hemicelulose (22,57%) e lignina (10,16%). A curva termogravimétrica da amostra apresentou cerca de 90% de perda de massa até a temperatura de 450 °C. Os experimentos de pirólise incluíram como variável temperatura (450 e 600 °C), massa de amostra (5 e 11 g), com ou sem aquecimento prévio. A melhor condição para a produção de bio-óleo foi a 600 °C, 11g de semente e com aquecimento prévio do forno. Através da caracterização da amostra em FTIR foi possível identificar a presença de grupos funcionais como fenóis, alcoóis, cetonas, ácidos, alcanos, alcenos, amidas, nitrilas e ésteres. Por outro lado, as análises de GC/MS confirmaram os resultados obtidos com o infravermelho, sendo identificados qualitativamente os ácidos carboxílicos e hidrocarbonetos (~ 90%) como componentes majoritários, além de serem encontrados outros compostos como furanos, fenóis, nitrilas, aldeídos, cetonas, alcoóis, ésteres e amidas.

  • RAFAELY NASCIMENTO LIMA
  • "Caracterização Química dos Óleos Essenciais e Extratos Supercríticos de Três Espécies de PIPER de Sergipe"
  • Orientador : PERICLES BARRETO ALVES
  • Data: 29/07/2014
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Visando contribuir para o conhecimento quimico das especies P. klotzschianum, P. hispidum e P. arboreum, analises dos volateis obtidos por hidrodestilacao-(HD), extratos obtidos por extracao com fluido supercritico-(EFS) e identificacao de compostos isolados foram realizadas por tecnicas como CG/EM/DIC, RMN (1D, 2D) e IV. Sesquiterpenos presentes na P. klotzschianum, P. hispidum e P. arboreum como o (E)-cariofileno, biciclogermacreno e o germacreno D observados somente na P. klotzschianum e P. hispidum foram as principais substancias responsaveis pelos altos percentuais de sesquiterpenos identificados obtidos por HD. Para os monoterpenos o £]-pineno (27,19¡Ó0,27%) e £-pineno (7,17¡Ó0,50%) identificados na composicao quimica dos caules de P. klotzschianum e Ô-3-careno (17,39¡Ó0,15%-19,13¡Ó0,48%) respectivamente presente nas folhas frescas e folhas secas da P. hispidum mereceram destaque. O maior rendimento de extrato utilizando dioxido de carbono supercritico-(SC-CO2) foi 1,36% (80 ¢XC/220 bar) P. klotzschianum e 1,92% (80 ¢XC/200 bar) para a P. hispidum, ja com adicao de modificadores 2,18% para a P. klotzschianum e 3,62% para a P. hispidum ambas utilizando 5% de metanol a 80 ¢XC/220 bar. Pela analise de variancia e teste F o co-solvente foi a variavel que maior influenciou para os rendimentos dos extratos F=288,95 (P. klotzschianum) e F=409,59 (P.hispidum). Os constituintes majoritarios identificados por CG/EM/DIC para a P. hispidum utilizando SC-CO2 e SC-CO2 + co-solventes foram o germacreno D (21,08%-80 ¢XC/200 bar- isopropanol 1%) e o esqualeno (15,18%-80 ¢XC/200 bar). Quatro substancias inicialmente nao identificadas por CG/EM/DIC foram isoladas dos extratos de SC-CO2 por meio de cromatografia em coluna-(CC) seguida de cromatografia em camada preparativa-(CCDP) N-[3-(6¡¦-metoxi-3¡¦,4¡¦-metilenodioxifenil)-2(Z)-propenoil]-pirrolidina (PHC7_1), N-[3-(6¡¦-metoxi-3¡¦,4¡¦-metilenodioxifenil)-2(E)-propenoil]-pirrolidina (PHC7_2), N-[7(3¡¦,4¡¦ metilenodioxifenil)-2(Z),4(E)-heptadienoil]-pirrolidina (PHC6_2) e N-[7(3¡¦,4¡¦ metilenodioxifenil)-2(E),4(Z)-heptadienoil]-pirrolidina (PHC9), dentre estas apenas a PHC7_1 foi citada na literatura sobre P. hispidum, as demais foram relatadas pela primeira vez na especie, sendo a PHC6_2 e PHC9 ineditas na literatura. Na composicao quimica dos extratos da P. klotzschianum o germacreno D (25,00¡Ó0,11%-40 ¢XC/220 bar/isopropanol 3%), biciclogermacreno (15,41¡Ó0,23%-40 ¢XC/220 bar/isopropanol 3%), 14-oxi-£-muuroleno (21,23¡Ó0,10%-80 ¢XC/180 bar/etanol 3%), pipercalosidina (22,06¡Ó0,01%-40 ¢XC/180 bar/metanol 1%) e (E)-cariofileno (11,66¡Ó0,05%-40¢XC/220 bar/isopropanol 3%) foram os constituintes majoritarios presentes nos extratos obtidos com SC-CO2 ou com adicao de modificadores. Dentre as amostras testadas na IC50 frente as celulas HepG2 e HL60 as amostras P. klotzschianum oleo dos caules (94,77¡Ó1,93%-HepG2), P. klotzschianum oleo dos frutos (90,53¡Ó1,10%-HepG2, 76,64¡Ó7,44%-HL60) e P. klotzschianum oleo das folhas frescas (93,24¡Ó0,70%-HepG2) apresentaram atividade citotoxica. Os oleos obtidos das folhas secas da P. klotzschianum (122,372¡Ó1,247 £gg mL-1), folhas secas da P. hispidum (141,876¡Ó2,333 £gg mL-1), folhas frescas da P. arboreum (187,901¡Ó2,106 £gg mL-1) e folhas frescas da P. klotzschianum (223,051¡Ó1,253 £gg mL-1) apresentaram atividade larvicida contra o mosquito Aedes aegypti.

  • TASSYA THAIZA DA SILVA MATOS
  • AVALIAÇÃO DE BIOCARVÕES OBTIDOS DA ACÁCIA NEGRA (ACACIA MEARNSI DE WILDEMANN) COMO ADSORVENTES NA REMEDIAÇÃO DE PESTICIDAS EM ÁGUA.
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 25/07/2014
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A utilização de materiais reciclados a fim de que se tornem matérias-primas para o mesmo processo ou para outro, minimiza ou elimina a geração de resíduos, diminuindo o uso de materiais e energia na produção e estando de acordo com os princípios da química verde. As principais alternativas atualmente exploradas estão relacionadas a produtos agrícolas como, por exemplo, a biomassa derivada de plantas em conjunto com resíduos agrícolas muitas vezes de materiais lignocelucósicos. Os biomateriais utilizados nesse trabalho, derivados da extração de taninos da casca da acácia negra (Acacia mearnsi de Wildemann) foram pirolisados, tratados quimicamente e nomeados então de biocarvão ativado (BA) e biocarvão magnético (BM). A caracterização pelas técnicas de FT-IR, TGA e MEV permitiu visualizar características como a presença de compostos como lignina, celulose e hemicelulose oriundos da sua biomassa de origem no caso do BM, porém pouco observado no BA já que foi submetido a maior temperatura de pirólise. Os biomateriais mostraram-se eficientes na remoção dos pesticidas Tiaclopride (TCL) e Tiametoxam (TMX) com valores de q = 0,207 e 0,116 mg g-1 para o BM e q = 0,217 e 0,186 mg g-1 para BA, respectivamente para o TCL e o TMX apresentando assim valores similares de capacidade de adsorção. Os valores de porcentagem de remoção foram aproximadamente 78% e 99% usando o BA, 93% e 87% usando o BM respectivamente para os pesticidas TCL e TMX. Modelos cinéticos de pseudo-primeira e segunda ordem foram testados, sendo o último com valores de qe(exp) mais próximos do qe(calc) e bons coeficientes de linearidade variando entre 0,959-0,999. Logo, o modelo de pseudo-segunda ordem foi o mais propenso a descrever os processos de adsorção dos pesticidas nesses adsorventes. A reutilização do subproduto de um processo industrial para fins ambientais tornou-se uma alternativa na remoção de pesticidas além de atribuir outra aplicação aos taninos extraídos no processo.

  • SIDNEI DE OLIVEIRA SOUZA
  • PLANEJAMENTO DE EXPERIMENTO EMPREGADO NA OTIMIZAÇÃO DE MÉTODOS ANALÍTICOS PARA A DETERMINAÇÃO DE MACRONUTRIENTES, MICRONUTRIENTES E ELEMENTOS TRAÇO EM FERTILIZANTES MINERAIS POR ESPECTROMETRIA ATÔMICA.
  • Orientador : RENNAN GEOVANNY OLIVEIRA ARAUJO
  • Data: 24/07/2014
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foram aplicados planejamentos de experimentos para a otimização de métodos analíticos utilizando a espectrometria atômica. Primeiramente, foram aplicados planejamentos simultâneos para a otimização de dois métodos analíticos, sendo o primeiro método analítico para a determinação simultânea de macronutrientes (Ca, Mg, Na e P), micronutrientes (Cu, Fe, Mn e Zn) e elementos traço (Al, As, Cd, Pb e V), e outro para a determinação simultânea de Th e U em fertilizantes minerais, ambos empregando espectrometria de emissão óptica com plasma acoplado indutivamente (ICP OES). Os resultados das análises de fertilizantes minerais demonstraram que os elementos regulamentados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) estavam de acordo com a mesma, e que a alta resolução do ICP OES permitiu a seletividade dos possíveis interferentes Ca, Fe e Th na determinação do U, indicando que pode ser realizada a determinação simultânea de Th e U pela técnica óptica. Na segunda parte, foram aplicados planejamentos univariados para a otimização de dois métodos analíticos utilizando análise direta de sólidos (SS) e detecção por espectrometria de absorção atômica de alta resolução com fonte contínua e atomização em forno de grafite (HR-CS GF AAS), um para a determinação de Cu e o outro para Hg em fertilizantes fosfatados. Os resultados mostraram que as amostras de fertilizantes superfosfato simples e superfosfato triplo 2 obtiveram concentrações de Hg acima dos limites máximo estabelecidos pelo MAPA, bem como apresentaram as maiores concentrações de Cu, porém este não é regulamentado. Os métodos analíticos propostos neste trabalho foram simples, eficientes, rápidos, exatos e confiáveis para a determinação de macronutrientes, micronutrientes e elementos traço em fertilizantes minerais por espectrometria atômica.

  • LIDIANE CORREIA DOS SANTOS LIMA
  • Aplicação de micropirólise/catalítica no estudo da conversão térmica de plantas aquáticas para obtenção de biocombustível de 2ª geração.
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 04/07/2014
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A procura por soluções alternativas para a substituição total ou parcial do petróleo e a preocupação com a poluição ambiental tem reforçado cada vez mais a importância da produção de biocombustíveis. Neste sentido a produção de bio-óleo a partir de plantas aquáticas tornou-se uma alternativa interessante. Estas plantas são invasoras e possuem alta taxa de crescimento, natureza robusta e não tem relação com a cadeia alimentar. Neste trabalho, biomassas provenientes de plantas aquáticas, obtidas em Itabaiana-SE e Aracaju-SE, das espécies crassipes (EC) e azurea (EA), ambas do gênero Eichhornia, foram submetidas a micropirólise convencional a três temperaturas, 400, 500 e 600 ºC, e catalítica empregando catalisadores do tipo zeólita Ferrierita e Y nas proporções de 1 e 5%. As soluções de bio-óleos produzidas foram caracterizadas por CG/EM e CG-FID. Na micropirólise realizada na ausência de catalisador foi observado semelhança na composição química do bio-óleo para todas as condições testadas. Empregando 5% de catalisador Ferrierita na micropirólise, e realizando um estudo da área total dos cromatogramas obtidos foram observados aumentos significativos a 400 ºC para EC (+53,74%) e para a EA (+43,67%). A 1% deste mesmo catalisador para a EC houve diminuição da área total nas três temperaturas, enquanto que para EA houve diminuição na área total a 500 ºC (-48,09%). Quando empregado a zeólita Y nas duas proporções foi observado menor capacidade de produção de bio-óleo para EA em todas as temperaturas estudadas. A maior diminuição de área foi a 600 ºC (-25,70%) a 1% de catalisador e quando utilizado 5% foi a 500 ºC (-84,34%), ou seja, houve a inibição significativa na formação de bio-óleo. Para a EC foi observado a maior diminuição da capacidade de conversão térmica catalítica desta biomassa em bio-óleo na condição de 5% de zeólita Y, a 500 ºC (-33,23%) e na condição de 1% de zeólita Y, a 600 ºC (-46,77%). Os principais compostos identificados nos bio-óleos obtidos foram das classes do álcoois, fenóis, ácidos e açúcares. O bio-óleo obtido por pirólise catalítica das biomassas EC e EA apresentou um alto teor de compostos fenólicos e ácidos.

  • JOSELAINE CARVALHO SANTANA
  • Desenvolvimento de materiais híbridos micro-mesoporosos do tipo ZSM-12/MCM-41 para utilização no craqueamento de frações de petróleo.
  • Orientador : ANNE MICHELLE GARRIDO PEDROSA DE SOUZA
  • Data: 27/06/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Materiais híbridos micro-mesoporosos do tipo ZSM-12/MCM-41

  • SIMEI TARSE SOBRINHO SANTOS
  • Síntese e caracterização de materiais híbridos funcionais luminescentes.
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 28/03/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • este trabalho materiais híbridos Siloxano-Polimetacrilato de metila (PMMA)foram sintetizados e dopados com íons Eu(III) provenientes de cloreto e nitrato deeurópio (III) sólidos, cloreto de európio (III) em solução alcoólica e complexo 3-aminopirazina-2-Carboxílato de lantânio e európio. O hibrido foi preparado a partir dometacrilato de metila (MMA) e do 3-metacriloxi-propil-trimetoxisilano (MPTS),utilizando-se como agente inicializador de polimerização o peróxido de benzoila (BPO).A utilização dametodologia de síntese sol-gel por catálise ácida possibilitou a obtençãode materiais sólidos puros e dopados com diferentes fontes de európio, comcaracterísticas amorfas, como ficou evidente pelos dados de difração de raios X de pó.A inserção de complexo de európiopolicristalino na matriz não alterou as característicasestruturais da amostra.Observou-se que os materiais que foram dopados com európioem solução, apresentaram maior quantidade de solventes adsorvidos e característicasestruturais que alteraram as suas propriedades espectroscópicas. As amostras dopadascom sais sólidos apresentaram características estruturais semelhantes. Observou-se queos tempos de vida médios das emissões radiativas aumentam com o tratamento térmico,o que indica que o tratamentoreduz o número de grupos supressores de luminescênciano ambiente de coordenação do íon lantanídeo e o caráter não monoexponencial dodecaimento é indicativo da presença de diferentes ambientes de coordenação. PeloRMN do 29Si para as amostras dopadas com solução alcoólica de cloreto de európio sãoobservadas espécies monoméricas(R-Si(OSi)(OH)2), diméricas(R-Si(OSi)2(OH)) etotalmente condensadas(R-Si(OSi)3) com um grau de policondensação de até 78%. Osmateriais dopados com o complexo apresentam forte luminescência, exceto as amostrastratadas a 200°C, o que é indicativo da degradação térmica do complexo decoordenação. Observou-se que a presença de solvente alterou a estabilidade térmica dasamostras, e que a diferentes tratamentos térmicos e a dopagem com diferentes fontes deeurópio influenciaram sensivelmente o ambiente de coordenação dos íons Eu(III) nosmateriais híbridos orgânico-inorgânicos.

  • FELIPO OBED CORREIA
  • Otimização de métodos analíticos para determinação de elementos essenciais e não essenciais em farinha de mandioca, trigo e milho consumida na cidade de Aracaju/se.
  • Orientador : RENNAN GEOVANNY OLIVEIRA ARAUJO
  • Data: 10/03/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foram otimizados métodos analíticos para a determinação de constituintes inorgânicos em farinhas de mandioca, milho e trigo, empregando a espectrometria atômica. Técnicas de planejamento experimental simultâneo foram aplicadas para as otimizações do procedimento de digestão das amostras assistida por micro-ondas e das condições operacionais do espectrômetro de emissão óptica com plasma acoplado indutivamente (ICP OES). Foi otimizada de forma univariada as condições operacionais do espectrômetro de massas com plasma acoplado indutivamente (ICP-MS). Os métodos analíticos propostos mostraram-se sensíveis para as determinações de Al, Ba, Ca, Cd, Co, Cu, Fe, K, Mg, Mn, Ni, P, S, Sb, Sr e Zn, com limites de quantificação (LQ) que variaram entre 0,02 e 23 g g-1. A exatidão dos métodos analíticos foi confirmada através da análise dos materiais de referencia certificados de farinha de arroz (NIST 1568a), farinha de trigo (NIST 1567a) e folhas de chá (NCS DC 73351), apresentando valores de concordância entre 81 ± 1% e 118 ± 12% (n=3). A precisão foi expressa como desvio padrão relativo (RSD), sendo melhor do que 14% (n=3). Os métodos propostos foram aplicados na determinação da composição mineral de 38 amostras de farinhas. Os macroconstituintes nas amostras foram Ca, K, P, Mg e S, com concentrações variando entre 2,72 ± 1,09 g g-1 (Ca) e 4253 ± 103 g g-1 (K). Para os microconstituintes e elementos traço como Ba, Cd, Co, Cu, Fe, Mn, Sr e Zn, as concentrações variaram entre 0,02 ± 0,01 g g-1 (Sr) e 65,5 ± 9,7 (Fe). Foram aplicadas técnicas exploratória de dados com o objetivo de caracterizar as farinhas de mandioca, milho e trigo, quanto a sua composição mineral, onde foi observada a formação distinta de três grupos dos tipos farinhas estudadas conforme a presença dos elementos quantificados. Como alimento, a farinha de trigo apresentou as maiores concentrações para Cu, Fe, Mn, P, S e Zn, chegando a representar até 35% do índice de digestão recomendada (IDR), estabelecido para ferro e manganês.

  • LIVIA MACÊDO DUTRA
  • Contribuição ao estudo fitoquímico e biológico de Annona vepretorum Mart.(Annonaceae).
  • Orientador : EMMANOEL VILACA COSTA
  • Data: 28/02/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho descreve os resultados do estudo fitoquímico biomonitorado dos extratos brutos das cascas do caule e óleo essencial das folhas de Annona vepretorum frente à atividades biológicas, uma espécie de Annonaceae de ocorrência em Sergipe, usada popularmente como um anti-inflamatório natural e contra picadas de abelhas. O estudo fitoquímico do extrato éter de petróleo resultou no isolamento de onze substâncias, sendo dois sesquiterpenoides em mistura (óxido de cariofileno e 1,2-epóxido humuleno); seis diterpenoides (ácido ent-caur-16-en-19-óico, ent-3β-acetoxi-caur-16-eno, ent-3β-hidroxi-caur-16-eno, ent-3β-hidroxi-caur-16-en-19-al, ácido ent-3β-hidroxi-caur-16-en-19-óico e ent-3β,19-dihidroxi-caur-16-eno); e três esteróides em mistura (β-sitosterol, estigmasterol e campesterol). A substância ent-3β-hidroxi-caur-16-en-19-al é registrada pela primeira vez na literatura. O estudo do óleo essencial das folhas de A. vepretorum revelou como constituintes majoritários os compostos biciclogermacreno, espatulenol, α-felandreno, α-pineno, (E)--ocimeno, germacreno D e p-cimeno, correspondendo a um percentual de 88,9% do total do óleo. O ensaio de atividade citotóxica in vitro dos extratos éter de petróleo, metanólico e óleo essencial revelou a capacidade antitumoral da espécie estudada com inibição superior a 50% para os extratos e 95% para o óleo essencial nas linhagens tumorais avaliadas. As substâncias isoladas apresentaram significativa atividade com especial atenção para ent-3β-hidroxi-caur-16-eno e ent-3β-hidroxi-caur-16-en-19-al que apresentaram forte atividade contra linhagens de K562 – leucemia mielocítica crônica humana (CI50 = 1,34 e 3,27 μgmL-1), HL-60 – leucemia promielocítica humana (CI50 = 5,18 e 5,36 μgmL-1), HepG2 – carcinoma hepatocelular humano (CI50 = 9,81 e 7,48 μgmL-1) e B16-F10 – melanoma murino (CI50 = 8,91 e 9,22 μgmL-1), respectivamente com valores de CI50 próximos do controle positivo (Doxorrubicina). A atividade antimicrobiana dos extratos e óleo essencial demonstrou moderada atividade (100 - 500 gmL-1) tanto para os extratos brutos quanto para o óleo essencial frente à Staphylococcus aureus (cepas ATCC14458, ATCC6538 e penicilinase), Proteus vulgaris (Pv), Candida albicans (ATCC 10231) e Candida dubliniensis (cepas ATCC777 e ATCC 778157). O ensaio de atividade antioxidante revelou que os extratos éter de petróleo (1920,50 μmol de TE g-1) e metanólico (1985,10 μmol de TE g-1) apresentaram expressiva atividade. Este trabalho apresenta uma contribuição para o desenvolvimento continuado de estudos de A. vepretorum, uma espécie quimicamente característica da família Annonaceae e uma fonte promissora de substâncias com atividades biológicas.

  • JOSÉ DIÔGO DE LISBOA DUTRA
  • LUMPAC: Desenvolvimento e Aplicação de um Pacote Computacional para o Estudo de Estruturas Luminescentes a Base de Európio
  • Orientador : RICARDO OLIVEIRA FREIRE
  • Data: 24/02/2014
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os sistemas contendo íons lantanídeos apresentam diversas aplicações, as quais se estendem desde a área biomédica até a de imagem ótica. Em decorrência disso, a busca por tais sistemas tem atraído a atenção dos mais diversos grupos de pesquisa em todo o mundo. É incontestável que as ferramentas teóricas podem fornecer informações úteis para o entendimento de fenômenos que não são explicados simplesmente com base em dados experimentais. Além disso, as ferramentas teóricas são úteis para o planejamento de novos sistemas. Apesar de diversas ferramentas para o estudo de compostos lantanídicos terem sido desenvolvidas desde o início da década de 90, o seu uso ainda é limitado devido ao fato dessas ferramentas não estarem implementadas em um pacote computacional de fácil uso e disponível gratuitamente para a comunidade científica. É nesse contexto em que o desenvolvimento do LUMPAC (LUMinescence PACkage) está inserido. Com o LUMPAC espera-se difundir o uso de tais métodos teóricos por grupos de pesquisa, sobretudo os experimentais, que concentram seus esforços em entender e projetar novos dispositivos luminescentes a base de lantanídeos. Nesta dissertação, as metodologias que estão implementadas no LUMPAC encontram-se apresentadas de maneira pormenorizada, conferindo ao usuário do software uma maior transparência com relação aos métodos. Uma descrição geral do LUMPAC é apresentada com a finalidade de fornecer uma ideia geral dos recursos que já estão implementados no pacote. No entanto, um manual bastante detalhado tratando todos os módulos que compreendem o programa é disponibilizado como anexo. O projeto de desenvolvimento do LUMPAC teve início em 2008. Durante o processo de desenvolvimento do pacote, o programa encontrou uma vasta área de aplicação decorrente da rede de colaboração entre o laboratório Pople com alguns grupos de pesquisa de universidades renomadas do país. Através da apresentação dessas aplicações é possível ter uma ideia acerca dos diversos tipos de estudos em que o programa pode ser aplicado. Até o momento, o LUMPAC é o único software desenvolvido que permite o estudo de propriedades espectroscópicas luminescentes de sistemas contendo íons lantanídeos, sendo disponibilizado gratuitamente no seguinte endereço eletrônico: http://www.lumpac.pro.br.

  • JEMMYSON ROMÁRIO DE JESUS
  • Avaliação de material alternativo na extração em fase sólida de pesticidas em estipe de coqueiro (Cocos nucifera L.)
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 18/02/2014
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O coqueiro (Cocos nucifera L.) é uma rica fonte de nutrientes e, assim como outras plantas fontes de nutrientes é alvo de ataque de diferentes tipos de pragas e doenças, causando prejuízos aos produtores. Em Sergipe, uma nova doença (resinose) tem causado dezenas de mortes de plantas. O uso de pesticidas continua sendo a principal estratégia de controle e combate de pragas e doenças nas plantações agrícolas. No entanto, o uso excessivo e indiscriminado desses produtos pode ocasionar sérios danos à saúde humana e ao ambiente, devido à elevada toxicidade desses produtos. No Brasil, até o momento, não há valores estipulados de limites máximos de resíduos (LMR) para pesticidas na cocoicultura. Do mesmo modo, há pouca informação quanto ao grau de contaminação. Portanto metodologias analíticas têm de ser desenvolvidas para determinação de resíduos de pesticidas na cultura de coqueiro. Nesse sentido, esse trabalho propõe uma metodologia para determinação de resíduos de bromopropilato, clofentezina, cumafós, difenoxurom, diniconazol, fenvalerato, flumetralina, flumeturom e teflubenzurom em estipe de coqueiro, fazendo uso das técnicas de DMFS para extração e HPLC-DAD para análise. Nesse estudo foram avaliados combinações sorvente/solvente (sílica gel, Florisil, alumina neutra, C18, e polímeros de coordenação [Zn(BDC)(H2O)2]n, [Zn(BDC)0,99(NH2-BDC)0,01)(H2O)2]n/acetonitrila), proporção de massa amostra/adsorvente, além do volume do solvente de eluição. Dentre as combinações avaliadas, o sistema constituído de 0,25 g de estipe, 1 g de alumina neutra e 5 mL de acetonitrila foi o mais eficiente resultando em valores de recuperação entre 70 e 93% com precisão entre 1,6% e 10% nos níveis de concentração 0,01, 0,02, 0,05, 0,1, 0,5, 1,0 µg g-1. As linearidades foram acima de 0,9905 e os limites de detecção foram entre 0,002 e 0,005 µg g-1 e de quantificação entre 0,01 e 0,05 µg g-1. Entre as fases políméricas, [Zn(NH2BDC)0,01(BDC)0,99(H2O)2]n foi o mais eficiente na recuperação de bromopropilato (68%), clofentezina (50%), cumafós (62%), difenoxurom (64%), diniconazol(47%), fenvalerato (35%), flumetralina (82%), flumeturom (70%) e teflubenzurom (74%) em estipe de coqueiro.

  • IARA LISBOA DE MATOS
  • Caracterização química dos óleos essenciais de duas espécies Myrtaceae Eugenia Pinicifolia (KUNTH) DC. e Campomanesia Viatoris Landrum e reações de biotransformação do 1,8-cineol.
  • Orientador : PERICLES BARRETO ALVES
  • Data: 14/02/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho esta dividido em dois capítulos. O primeiro trata do estudo da constituição química dos óleos essenciais e hidrolatos de Eugenia punicfo1ia (Kunth) DC. e «ampomanesia viaroris Landrum. As espécies pertencem a família Myrtaceae, caracterizada por possuir gêneros ricos em plantas frutíferas e ser uma das famílias mais abundantes na flora brasileira. O segundo capítulo trata de reações de biotransformação do 1,8-cineol utilizando-sé os fungos Penicii!ium oxalicum, Botryosphaeria sp., Aspergilius sp., Aspergilius niger e um fungo isolado de Spondias tuberosa (FECR 1 Umbu) como biocatalisadores. As plantas estudadas no primeiro capítulo foram coletadas em Sergipe, os óleos essenciais foram obtidos das folhas secas pelo método de hidrodestilação e analisados por CG-DIC/EM. A identificação dos compostos foi feita através de comparação dos índices de retenção e dos espectros de massas com dados da literatura. E. puniczjolia apresentou-se rico em sesquiterpenos, sendo o (E)-nerolidol (22,53% e 34,37%) e o trans-u-bergamoteno (27,28 e 2 1,34%) os compostos majontários tanto no óleo essencial quanto no seu hidrolato.Já o óleo essencial e o hidrolato de C. viatoris mostrou-se rico em -tricetonas, onde tasmanona (70,50 e 74,73 %), flavesona (12,77 e 12,24 %) e agglomerona (6,79 e 10,84 %) foram os principais representantes. A partir do óleo essencial de E. punifo1ia foi possível efetuar o isolamento de 1,8-cineol e o (E)n erolidol, e a partir do óleo essencial de C. viatoris foram isoladas tasmanona, flavesona e agglomerona. A identificação dos compostos foi realizada por IV, EM e RMN ‘H e ‘3C, bem como por comparação com dados da literatura. As reações de biotransformação presentes no segundo capítulo foram realizadas em triplicata e monitoradas em 24, 48,. 72 e 90 h após a adição do substrato ao meio líquido (2%Malt) contendo os fungos. Assim, a partir das reações de biotransformação com o 1,8- cineol foi observado dois produtos de conversão, Y (2-endo-hidroxi-1,8-cineol) e Z (3-endo-hidroxi- 1 ,8-cineol), pelos fungos P. oxalicum, Botryosphaeria sp.. A. niger, e FECR 1, sendo o A. niger o fungo que apresentou os menores percentuais de conversão (90 h 23,32 % para Y e 90 h 9,26 % para Z) e o FECR1 o fungo com os maiores percentuais de conversão (90 h 53,64 % para Y e 90 h 40,95 % para Z). O fungo Aspergilius sp. apresentou apenas produto de conversão Y (90 h —25,06%), sendo viável a sua utilização quando se deseja obter apenas este produto. Os produtos Y e Z da biotransformação do 1.8-cineol foram isolados por Cromatografia em Coluna e identificados por IV, EM e RMN como 2-endo-hidroxi-1,8-cineol (Y) e 3-endo-hidroxi-l,8-cineol (Z).


  • JOSE ERALDO DO NASCIMENTO FONTES
  • Estudo Fitoquímico e Investigação da Atividade Citotóxica das Folhas de Guatteria pogonopus Mart. (Annonaceae)
  • Orientador : EMMANOEL VILACA COSTA
  • Data: 13/02/2014
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho descreve os resultados do estudo fitoquimico, analise quimiometrica e investigacao citotoxica in vitro e in vivo das folhas de Guatteria pogonopus Mart. uma especie de Annonaceae de ocorrencia em Sergipe. As folhas foram submetidas a dois processos: no primeiro, foi realizada a extracao e o estudo da composicao quimica do oleo essencial, levando em consideracao o efeito da sazonalidade. Enquanto que no segundo, foi realizado o isolamento de compostos fixos visando a identificacao de alcaloides. Ambos estudos foram avaliados frente a atividade antitumoral in vitro e in vivo. Os rendimentos dos oleos essenciais variaram de 0,34% para o mes de outubro/2012 a 0,10% para o mes de setembro/2012. Essa variacao pode ser explicada pelo clima, o qual o indice pluviometrico foi maior para setembro em relacao a outubro. Isso significa, que quanto maior a quantidade de precipitacao, menor o rendimento. Os sesquiterpenos hidrocarbonetos foram os constituintes majoritarios nas amostras dos oleos, com maior concentracao no mes de julho/2012 (71,93%). Os constituintes majoritarios identificados foram Ñ- e £]-pineno, biciclogermacreno, germacreno B, £^-patchouleno, espatulenol, £-santaleno, (E)-cariofileno, £^-elemeno e globulol. Na Analise de Componentes Principais (ACP), as duas componentes CP1 e CP2 conseguem explicar mais de 90% da variancia total dos dados. E possivel notar que varios compostos se concentraram na direita do eixo da CP1. Esse fenomeno explica a regularidade da porcentagem que aparece em cada mes. Os compostos £^-patchouleno, espatulenol e biciclogermacreno se sobressaem para esquerda do eixo da CP1. Os quais sao os compostos majoritarios da composicao dos oleos essenciais predominante em todos os meses de coleta. Na Analise de Agrupamento Hierarquico (AAH) formaram-se grupos devido a semelhancas. Os resultados da atividade antitumoral in vitro do oleo essencial indicaram pronunciada atividade citotoxica contra as linhagens de NCI-H358M, PC-3M e OVCAR-8. No estudo in vivo o oleo foi capaz de inibir o crescimento tumoral, indicando assim, que o oleo essencial apresenta um potencial antitumoral significativo. Do estudo fitoquimico da fracao alcaloidica do extrato metanolico foi possivel ate o momento o isolamento de seis alcaloides codificados como GP-1 (nornuciferina), GP-2 (isocoridina), GP-3 (nornuciferina e anonaina em mistura), GP-4 (lisicamina), GP-5 (liriodenina). A identificacao dos alcaloides foi realizada por RMN de 1H e 13C 1D/2D, EM e CG/EM, bem como comparacao com padroes autenticos e dados da literatura. O ensaio de atividade citotoxica em concentracao unica realizado com os extratos e fracoes (50 £gg/mL) e substancias puras (25 £gg/mL), revelaram resultados promissores com inibicao minima de 50% de pelo menos uma das linhagens tumorais. Entre os extratos, fracoes e substancia avaliadas, a fracao alcaloidica e o composto GP-1 foram os mais ativos contra as linhagens B16-F10 e HepG2. Devido as atividades apresentadas e com o objetivo de se obter a CI50 essas duas amostras tambem foram avaliadas frente as linhagens de celulas K562, HL-60 e PBMC. Tanto a fracao alcaloidica como o composto GP-1 apresentaram bons resultados. Os quais indicaram que G. pogonopus e uma fonte promissora de compostos biologicamente ativos com propriedades citotoxicas.

  • DAYANE XAVIER DE OLIVEIRA CUNHA
  • Estudo da Formação de Micelas e Microemulsões contendo Nifedipina: Influência das Fases na Estrutura dos Sistemas
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 03/02/2014
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • As micelas (MIs) e as microemulsões (MEs) são classificadas como sistemas estabilizados por tensoativos e se assemelham bastante com relação a sua estrutura e propriedades físico-químicas. Quanto a sua aplicabilidade, elas têm sido destacadas por serem capazes de veicular fármacos que possuem uma biodisponibilidade sistêmica limitada por via oral. A formação destes sistemas é dependente principalmente dos tipos de componentes utilizados, tornando-se relevante o estudo da sua influência na estrutura. O objetivo do presente trabalho foi a obtenção e caracterização de sistemas micelares e microemulsionados (contendo óleo essencial de Citrus sinensis (L.) Osbeck como fase oleosa), estabilizados por um tensoativo não iônico (Tween 80) e um cotensoativo de cadeia curta (álcool etílico), que possam ser utilizados como sistema de liberação para a nifedipina (NFD, um fármaco modelo), buscando verificar a influência das fases e a interação do fármaco na estrutura desses sistemas. Diagramas de fase ternário e pseudoternário para MIs e MEs, respectivamente, foram obtidos e a partir das regiões de formação, formulações foram selecionadas para caracterização físico-química e incorporação da NFD. Os aspectos macro e microscópicos foram avaliados utilizando microscopia de luz polarizada (MLP), medidas de pH e condutividade elétrica e tensão superficial. O tamanho médio de gotículas foi avaliado por espalhamento dinâmico de luz (DLS) e espalhamento de raios-x a baixos ângulos (SAXS). Os resultados demonstraram que esses sistemas são estáveis, isotrópicos e opticamente transparentes na ausência e presença de fármaco. O tamanho das gotículas diminuiu com o aumento da quantidade de tensoativo para as MIs e de mistura de tensoativo/cotensoativo para as MEs. A influência do cotensoativo nas MIs foi praticamente desprezível. O aumento da quantidade de fase oleosa nas MEs ocasionou um aumento do tamanho das gotículas. A presença da NFD não exerceu influência na estrutura das MIs, entretanto para as MEs aumentou o tamanho de gotículas, sugerindo que a NFD se encontra na fase interna das MEs. Estudos por espectrofotometria de absorção na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) comprovaram a interação das MIs e das MEs com o estrato córneo (EC), o que possibilita o uso destes sistemas como promotores de permeação da NFD.

2013
Descrição
  • SHIRLEI SANTANA SOARES
  • Síntese e Caracterização de Materiais Eletrocerâmicos preparados pelo Método do Citrato Amorfo Modificado
  • Orientador : GLAUBER SILVA GODOI
  • Data: 23/10/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O hidrogênio é considerado um vetor energético importante para este século XIX. Um dos processos que permitem a sua produção são os reatores de membrana catalítica (CMR, Catalytic Membrane Reactor). Este dispositivo é responsável pela produção de gás de síntese (CO + H2) através da oxidação parcial de combustíveis, por exemplo, o metano. As perovskitas da familía LnMO3 (Ln = terra rara; M = metal de transição) e suas composições derivadas representam uma classe importante de materiais eletrocerâmicos com propriedades diversas e de grande interesse do ponto de vista tecnológico, podendo inclusive serem utilizadas para a fabricação dos reatores de membrana. Neste contexto, este trabalho tem como objetivo desenvolver um protocolo de síntese de perovskitas do tipo LnMO3 (M = Fe, Mn, Co, etc) preparadas através do processo do citrato amorfo modificado, técnica derivada do método Pechini. Até o momento duas composições foram preparadas: La0,7Sr0,3MnO3 (LSM) e LaFeO3 (LF). Para a definição do procedimento de síntese dos materiais, planejamento fatorial 2x2 foi empregado para a composição LSM, enquanto que para a composição LF uma abordagem distinta foi utilizada. Os principais fatores (variáveis) considerados no planejamento foram: massa molar da hidroxietilcelulose (HEC); proporção ácido cítrico : cátion metálico (AC:CM); temperatura de secagem do gel, e finalmente, temperatura e tempo de calcinação do precursor. A partir do tipo de planejamento realizado em cada caso foi possível definir as condições mais adequadas para a obtenção de um material monofásico, assim como um menor tamanho de cristalito. As principais técnicas de caracterização usadas foram: análise térmica e difração de Raios X. Um aspecto que se mostrou muito importante neste trabalho é o estudo da especiação do sistema citrato-metal. O conhecimento das espécies químicas presentes durante a etapa de síntese é primordial para que seja obtido um material com características adequadas, como pôde ser verificado principalmente para a composição LF. Outro aspecto importante é o estabelecimento de um protocolo de padronização de soluções aquosas de cátions metálicos a serem utilizadas nas sínteses, com o objetivo de garantir a adequada proporção estequiométrica de metais no óxido a ser sintetizado.

  • MANOEL ALVES MACHADO FILHO
  • Desenvolvimento de Métodos Semiempíricos para o cálculo de sistemas contendo íons Lantanídeos.
  • Orientador : RICARDO OLIVEIRA FREIRE
  • Data: 30/09/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os métodos semiempíricos de estrutura eletrônica, sempre foram uma opção aos métodos ab initio para o cálculo de geometria do estado fundamental de complexos volumosos. Neste trabalho, apresentamos o modelo Sparkle associado ao método RM1 parametrizado para todos os tricátions de lantanídeos. Além de disponibilizar mais um modelo, o Sparkle/RM1, com parâmetros para o cálculo da geometria do estado fundamental de sistemas contendo íons lantanídeos, apresentamos também alguns avanços no sentido do desenvolvimento de modernas técnicas de parametrização.Apresentamos neste trabalho uma promissora alternativa para cálculos de sistemas contendo íons lantanídeos que possuam em seu poliedro de coordenação ligações de natureza mais covalente, como por exemplo ions lantanídeos coordenados a átomos de carbono, cloro, enxofre e bromo. O modelo RM1 foi parametrizado para os íons Eu(III), Gd(III) e Tb(III) com a inclusão de um conjunto de funções de base para os orbitais s, p e d .Foi realizada uma investigação para a utilização de uma nova função resposta, definida num espaço de coordenadas esférico polar. Durante o processo de parametrização do método RM1 para lantanídeos, devido ao aumento substancial do número de parâmetros provocado pala inclusão do novo conjunto de base, o GSA - algoritmo de minimização da função resposta na hipersuperfície de parâmetros, , foi testado sistematicamente em função de seus parâmetros internos e condições otimizadas foram encontradas.O modelo Sparkle/RM1 apresentou valores de erros médio absolutos para as distâncias de ligação do tipo Ln-L (íon lantanídeo - átomo ligante) inferior aos dos seus antecessores para 13 íons lantanídeos. No caso do método RM1 para lantanídeos, os erros médio absolutos para as distâncias do tipo Ln-L foram da ordem de 0,0597; 0,0513 e 0,0568 para o Eu(III), Gd(III) e Tb(III) respectivamente. Estes valores estão em média 40% mais baixos que os obtidos pelos modelos Sparkle considerando a inclusão de tipos de ligação de natureza mais covalente nos conjuntos de teste e parametrização.Os teste estatísticos aplicados validaram nossos métodos com 95% de confiança de que não existem disparidades entre os valores dos erros médios absolutos das diferentes ligações obtidos para os complexos de cada um dos lantanídeos.

  • PAULO ADRIANO XAVIER
  • Nanocristais semicondutores de sulfeto de zinco dopados com íons de metais de transição: preparação em fase aquosa e estudos espectroscópicos.
  • Orientador : IARA DE FATIMA GIMENEZ
  • Data: 10/09/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho estudou-se o efeito de diferentes agentes estabilizantes (glutationa e N-acetil-L-cisteína) na obtenção de nanocristais de ZnS por via aquosa. Buscou-se avaliar especificamente: a eficiência dos agentes tióis na estabilização dos nanocristais semicondutores frente à agregação, no controle e distribuição de tamanhos das partículas, bem como nas propriedades ópticas. Observou-se que a glutationa foi mais eficiente nestes requisitos, gerando adicionalmente emissões mais intensas. Estudou-se adicionalmente o efeito da dopagem com íons de metais de transição (Cu2+ e Co2+) nas propriedades de fotoluminescência, concluindo-se que os metais dopantes atuaram no sentido de suprimir bandas de emissões de defeitos de superfície. Por fim, foi avaliada a possibilidade de transferência de energia por efeito FRET entre os quantum dots dopados e o corante safranina, com resultados que sugeriram processos de transferência de elétrons entre as espécies.
  • THATIANA SANTANA SANTOS
  • Extração de Carotenoides Totais e β-Caroteno por ultrassom no Resíduo da Industria de Polpa de Goiaba (Psidium guajava L.)
  • Orientador : LISIANE DOS SANTOS FREITAS
  • Data: 14/08/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho reporta pela primeira vez na literatura a investigação de diversos fatores contribuintes através de dados experimentais a extração e quantificação por HPLC do β-caroteno no resíduo agroindustrial de polpa de goiaba. As técnicas para extração empregadas foram: Soxhlet e Ultrassom, na primeira técnica avaliou-se o melhor solvente entre: DCM, Metanol e Hexano, e melhor secagem: liofilização ou estufa, na segunda técnica avaliou-se: concentração da amostra, temperatura, tempo e potência do aparelho na extração. Dos solventes avaliados o DCM foi o que apresentou melhor rendimento do carotenoide, a secagem mais favorável foi em liofilizador, e dentre os efeitos ultrassônicos avaliados, as melhores condições foram: temperatura de 30°C, tempo de extração 20 minutos, potência do aparelho 154 W e concentração de 0,01g/mL. A extração por ultrassom obteve nas melhores condições 693,16 µg/100g de β-caroteno, já na extração por Soxhlet obteve-se na melhor condição 494,97µg/100g de polpa do carotenoide.

  • JOSE ARNALDO SANTANA COSTA
  • Utilização de um novo material mesoporoso funcionalizado PABA-MCM-41 na remoção de Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPAs)
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 07/08/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho descreve a síntese e caracterização do material mesoporoso MCM-41 e do novo
    material mesoporoso funcionalizado PABA-MCM-41 para serem utilizados como materiais
    adsorventes na remoção dos HPAs benzo[k]fluoranteno (B[k]F), benzo[a]pireno (B[a]P) e
    benzo[b]fluoranteno (B[b]F). Os dois materiais foram sintetizados pelo método hidrotermal,
    sendo que PABA-MCM-41 foi sintetizado pelo método hidrotermal/co-condensação, o qual
    foi funcionalizado pelo ácido 4-aminobenzóico modificado. Os materiais mesoporosos
    sintetizados foram caracterizados por espectroscopia na região do infravermelho por
    transformada de Fourier (FTIR), espalhamento de raios-X a baixo ângulo (SAXS),
    adsorção/dessorção de N2, microscopia eletrônica de varredura (MEV) e análise termogravimétrica (TG). Os experimentos de adsorção em batelada foram utilizados para
    determinar os efeitos da concentração inicial do adsorbato, tempo de contato e temperatura na
    remoção dos HPAs B[k]F, B[a]P e B[b]F. O método da co-condensação mostrou-se eficiente
    na síntese do material mesoporoso funcionalizado PABA-MCM-41. Os dois materiais
    mesoporosos apresentaram mesoestruturas hexagonais típicas da família M41S, as quais
    foram confirmadas por SAXS, com isotermas do tipo IV e histerese do tipo H1. Também,
    apresentaram distribuição uniforme do tamanho de mesoporos, alta área superficial e
    estabilidade térmica. Os ensaios de adsorção mostraram que ocorreu um aumento da
    quantidade adsorvida (qe) com o aumento da concentração inicial dos HPAs, isto para os dois
    materiais mesoporosos utilizados, sendo que o equilíbrio de adsorção foi alcançado em cerca
    de 90 minutos. Os valores de qe obtidos no equilíbrio foram de 12,49; 14,06 e 18,06 µg g
    -1
    ,
    respectivamente, na adsorção do B[k]F, B[a]P e B[b]F pelo MCM-41 e de 22,51; 27,24 e
    26,58 µg g
    -1
    , respectivamente, na adsorção dos mesmos pelo PABA-MCM-41. Os dados
    cinéticos experimentais se ajustaram melhor ao modelo cinético de pseudo-segunda ordem e o
    modelo de isoterma de Langmuir descreveu melhor o processo de adsorção dos HPAs pelo
    MCM-41 e PABA-MCM-41. Foi verificado que em temperaturas mais altas houve um
    aumento na taxa inicial de adsorção e na constante cinética de adsorção dos HPAs pelo
    PABA-MCM-41. Os parâmetros termodinâmicos indicaram que o processo é espontâneo,
    endotérmico e com uma tendência para desordem do sistema na interface adsorvente/adsorbato. Com a funcionalização do MCM-41 foi verificado um aumento na
    eficiência de adsorção dos HPAs de 44,5; 48,4 e 32,0 %, respectivamente para o B[k]F, B[a]P
    e B[b]F.

  • EDNA DA SILVA MACHADO RODRIGUES
  • Estudo conformacional e Vibracional do Tetraetoxisilano (TEOS) e seus produtos de hidrólise
  • Orientador : VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO
  • Data: 26/07/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Uma ampla série de trabalhos contendo redes de ligações SiO têm sido desenvolvidos nos últimos anos, pelo fato destas ligações estarem presentes em diversos materiais inorgânicos. O processo de formação destas redes SiO é conhecido como tecnologia sol-gel, o qual apresenta moléculas contendo o grupo funcional silanol como uma das mais importantes espécies intermediárias formadas. Devido à importância industrial desse processo, neste trabalho foi abordado um estudo teórico e computacional sistemático sobre a variação conformacional e vibracional do tetraetoxisilano (TEOS) e seus produtos de hidrólise completa e incompleta, para isso o método teórico DFT/B3LYP/6-311+G(d,p) foi usado. Em um primeiro momento, neste estudo, os diversos confôrmeros do ácido silícico, Si(OH)4, foram obtidos considerando os grupos de simetria D2d, S4, C2v e Cs. Essas estruturas foram investigadas utilizando diferentes critérios de rotação para a geração das curvas de energia potencial, que posteriormente, tiveram suas geometrias otimizadas. Os resultados obtidos na análise das curvas de energia potencial bem como os cálculos de otimização de geometria permitiram-nos identificar a estrutura de grupo pontual S4 como sendo o confôrmero mais estável em energia para o produto de hidrólise completa do Si(OH)4. Posteriormente, um estudo vibracional foi realizado para os confôrmeros mais estáveis de cada grupo de simetria D2d, S4, C2v e Cs. Os resultados obtidos mostraram que a aparência dos espectros de infravermelho, no intervalo entre 700-1000 cm-1, apresentou características diferentes no sentido do decréscimo de simetria dos grupos pontuais, provocados pelo desdobramento de alguns modos ativos no infravermelho nos grupos pontuais C2v e Cs. Em um segundo momento, um estudo conformacional foi realizado para se obter as geometrias dos produtos de hidrólise incompleta do TEOS, Si(OC2H5)4-n(OH)n, com n=1-3. Essas geometrias foram otimizadas e, em seguida uma análise espectroscópica foi elaborada para os sistemas moleculares mais estáveis. Os resultados obtidos são comparados com o ácido silício e mostraram um deslocamento batocrômico da frequência do modo vibracional nas SiO à medida que grupos etóxi (∙OC2H5) vão sendo substituídos por grupos menos volumosos, o hidroxil (∙OH).

  • FABIANA ALVES BEZERRA CANUTO RIBEIRO
  • FRACIONAMENTO QUÍMICO DO FÓSFORO EM TESTEMUNHO DE SEDIMENTO DO RESERVATÓRIO MARCELA, ITABAIANA-SERGIPE
  • Orientador : ELISANGELA DE ANDRADE PASSOS
  • Data: 26/07/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foi realizado o fracionamento do fósforo em sedimentos do Reservatório Macela, localizado na cidade de Itabaiana, Sergipe, Brasil. Em dezembro de 2011 foram coletados dois testemunhos de sedimentos com aproximadamente 30 cm de profundidade e em dois pontos distintos do reservatório. Os testemunhos foram secionados a cada 5 cm para determinação das formas de fósforo e os parâmetros químicos ferro, alumínio, cálcio e carbono orgânico. O método analítico utilizado foi o fracionamento químico proposto por Williams (BCR, 2001). A validação da metodologia foi verificada e os valores de limite de detecção (LD) foram de 1,0 ± 0,01 µg g-1 para o fósforo total (PT), 1,03 ± 0,01 µg g-1 para a fração inorgânica (PI) e 1,13 ± 0,01 µg g-1 para a fração orgânica (PO). Enquanto que os valores de limite de quantificação (LQ) para PT, PI e PO foram de 3,68 ± 0,02; 3,44 ± 0,02 e, 3,75 ± 0,02 µg g-1, respectivamente. A exatidão do método foi conferida através dos valores de concordância variando 99% a 101%. Nos sedimentos analisados o valor das concentrações de PT variou entre 441,60 µg g-1 e 775,58 µg g-1, no testemunho I, e entre 573,13 e 1335,47 µg g-1 no testemunho II. As concentrações do PI variaram entre 409,54 e 637,21 µg g-1 no testemunho I, enquanto que no testemunho II variou entre 409,54 e 1209,86 µg g-1. O valor das concentrações de PO variou entre 21,35 e 106,77 µg g-1 para o testemunho I e de 92,59 µg g-1 a 195,87 µg g-1 para o testemunho II. As concentrações de Fe variaram entre 3,45 e 3,71 %, no testemunho I e entre 3,66 e 4,95 % no testemunho II, para o Al, as concentrações variaram entre 4,85 e 6,47 %, no testemunho I e no testemunho II entre 5,36 e 7,73 %. As concentrações de Ca variaram entre 1,02 e 1,89 % no testemunho I, no testemunho II variaram entre 0,79 e 1,52 % e os teores de carbono orgânico (Corg) variaram entre 1,88 e 4,43 %, no testemunho I e entre 2,08 e 8,55 %, no testemunho II. Aplicando-se a matriz de correlação de Sperman pode-se perceber significativas correlações entre as frações de fósforo. Percebeu-se ainda a correlação não significativa entre as formas de fósforo e o cálcio e correlação significativa entre estas formas e o ferro. A análise de componentes principais (PCA), aplicada aos parâmetros medidos, dividiu as amostras de sedimentos em dois grupos, de acordo com suas similaridades.

    Esta tendência foi confirmada pela análise de variância (ANOVA one-way, p< 0,05).

  • CECILIA SANTOS SILVA
  • DETERMINAÇÃO DA ESTRUTURA CRISTALINA/MOLECULAR DE UM DERIVADO DA TIOSSEMICARBAZONA COM ATIVIDADE FARMACOLÓGICA, A TETRALONA-TIOSSEMICARBAZONA.
  • Orientador : ADRIANO BOF DE OLIVEIRA
  • Data: 19/07/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os compostos derivados de tiossemicarbazonas têm recebido considerável atenção dentro da síntese inorgânica, pela sua diversidade estrutural, modos de ligações variáveis e pela sua atividade farmacológica. Neste trabalho foi sintetizado a Tetralona-Tiossemicarbazona (TTSC). A estrutura molecular desse composto é inédita, C11H13N3S, e não é planar: o desvio máximo do plano principal que passa pelos átomos não hidrogenóides é de 0,521(2) Å para um carbono alifático. O fragmento tiossemicarzona e o grupo contendo o anel aromático apresentam desvios máximos do plano ideal através dos átomos não hidrogenóides de 0,0288(16) e 0,0124(27) Å, respectivamente e o ângulo entre os planos é de 8,84 (13)º. As moléculas da TTSC, no estado sólido, estão conectadas por pares de interações de hidrogênio (N-H∙∙∙S), na direção cristalográfica [1 -1 0], formando um polímero de ligações de hidrogênio unidimensional. Além disso, a molécula possui uma conformação trans em relação às ligações químicas C1—N1/N1—N2/N2—C11. O grupo espacial é monoclínico, C 2/c e as constantes de cela são a = 15,4388 (11) Å, b = 5,5781 (3) Å, c = 26,338 (2) Å e b= 102,940 (6)º. Através do espectro de RMN 1H foi observado que a forma tautomérica tiona é predominante em solução.

  • RENAN LIRA DE FARIAS
  • Síntese e Caracterização da (3’,4’-metilenodioxi) acetofenona tiossemicarbazona
  • Orientador : ADRIANO BOF DE OLIVEIRA
  • Data: 31/05/2013
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A reação da (3',4'-metilenodioxi)acetofenona (10 mmol) com a tiossemicarbazida (10mmol) foi feita numa solução etanol e água, em proporção 3:1, respectivamente e catalizada com ácido clorídrico concentrado. A solução de 100 mL foi refluxada durante 7 h. Após o resfriamento e filtração, foram obtidos cristais adequados para a difração de raios-X em monocristal. A síntese e a estrutura molecular da (3’,4’-metilenodioxi)acetofenona tiossemicarbazona são inéditas. A molécula, C11H13N3S, não é planar: os desvios máximos dos planos principais que passam pelos átomos não hidrogenóides do derivado da acetofenona e da hidrazinacarbotiamida são 0,0325 (12) A e 0.0707 (10)º, respectivamente, e subentendem um ângulo diedro de 29,06(05)º. No estado sólido, as moléculas estão conectadas por pares de interações de hidrogênio centrossimétricas do tipo N-H•••S e interações π-π, formando um polímero de ligações de hidrogênio e interações intramoleculares tridimensional. Além disso, a molécula possui uma conformação trans. A síntese é inédita na literatura e todos os edutos utilizados são disponíveis comercialmente, tendo sido utilizados sem purificação ou tratamento prévios. O grupo espacial é monoclínico, P 21/c e as constantes de cela são: a = 6.1423(12) Å, b = 26.065(5) Å, c = 7.1289(14) Å e b = 109.07(3) º. Este trabalho já está aceito para publicação no periódico Acta Crystallographica, Section E.

  • SUZANNE DE OLIVEIRA REZENDE
  • "DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DE CARBONO E NITROGÊNIO EM SEDIMENTOS DA PLATAFORMA CONTINENTAL DE SERGIPE".
  • Orientador : MARIA DE LARA PALMEIRA DE MACEDO ARGUELHO
  • Data: 23/05/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Estudos na plataforma continental brasileira ainda são pouco desenvolvidos, principalmente na região Nordeste. Com o objetivo de caracterizar a matéria orgânica dos sedimentos marinhos oriundos da plataforma continental de Sergipe e Sul de Alagoas, em períodos de baixa e alta pluviosidade, os sedimentos superficiais foram coletadas em três isóbatas de 10, 25 e 50 m de profundidade, num total de 82 amostras. As amostras foram secas, trituradas e peneiradas para posterior análises. A determinação do nitrogênio total foi realizada em analisador elementar, já o teor de carbono inorgânico foi calculado através da conversão do carbonato à dióxido de carbono, por adição de ácido clorídrico. A medida do carbono orgânico foi efetuada, após eliminação do carbonato, no analisador elementar. Também foram determinados alguns elementos por EDX a fim de correlaciona-los com a matéria orgânica e o carbonato. As concentrações de Corg variaram de 0,10 a 1,32 % para os sedimentos da 1ª campanha (SED 1), e de 0,17 a 1,45 % para os da 2ª campanha (SED 2). Para N as concentrações variaram de ND a 0,20 % para os SED 1 e ND a 0,27 % para os SED 2. Já o teor de carbonato (Cinorg) variou de 4,09 a 97,77 % para SED 1 de 4,25 a 90,31 % para SED 2, sendo a maioria dos sedimentos classificados como litoclásticos. Através de análise estatística, constatou-se que não há diferenças significativas entre as duas campanhas, não havendo assim, influência da sazonalidade. As características texturais dos sedimentos, obtidas por meio da análise granulométrica, revelaram uma predominância da fração silte. Em relação a origem da matéria orgânica, a maior parte dos sedimentos que compõem a plataforma sergipana apresentaram relações C/N menores que 6,6 (relação de Redfield), originando uma matéria orgânica autóctone.

  • EDVONALDO FLORÊNCIO E SILVA
  • Um estudo teórico da Doxorrubicina: Espectroscopia UV/Vis e Reatividade
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 08/03/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O fenômeno da isomeria ocorre quando substancia de mesma fórmula molecular se diferenciam pela forma estrutural plana ou espacial. Em caso particular estudaremos o comportamento tautomérico da Doxorrubicina, substância atualmente bastante usado no tratamento de canciomas. O programa computacional Hyperchem 8.0 foi usado para desenhar algumas estruturas tautomericas da doxurrubicina, com base no trabalho publicado por Suhua Zhu e colaboradores. Com o pacote computacional do Mopac 2009 os cálculos de otimização da geometria dos tautômeros considerados no estado fundamental foram procedidos. As otimizações foram feitas usando os diferentes métodos semiempiricos (AM1, PM3, RM1 e PM6). Depois da otimização foi feito um estudo das frequencias vibracionais para observar se as estruturas se encontravam em um estado de mínimo de energia (o qual representaria uma boa otimização). Ainda com o programa MOPAC 2009 foram realizados cálculos dos estados de transição para verificar as coordenadas de reação de transformação dos tautomeros. Com as geometrias dos estados fundamentais obtidas para os 4 métodos semiempíricos foram usadas para calcular as energias dos estados excitados singleto e tripleto, usando as interações configuracionais simples (CIS) baseadas no método INDO/S. Com a determinado os espectros de absorção repetimos as otimização usando o método DFT. O trabalho foi concluído fazendo uma comparação das geometrias otimizadas percebendo assim qual a estrutura de maior estabilidade, assim como, a determinação e comparação de algumas propriedades físico químicas.

  • EUGÊNIO OLIVEIRA MORAES JÚNIOR
  • Desenvolvimento de catalisadores com estrutura perovsquita do tipo La1-xSrxNiO3 pelo método do gel protéico modificado com soja e colágeno
  • Orientador : ANNE MICHELLE GARRIDO PEDROSA DE SOUZA
  • Data: 08/03/2013
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Uma tecnologia importante na obtenção de gás de síntese (H2 + CO) é a utilização de reações catalíticas através da oxidação parcial do metano utilizando catalisadores a base de níquel com estrutura perovsquita. No entanto, as propriedades destes catalisadores são influenciadas pelos métodos de preparação e pela substituição parcial ou total dos seus sítios A e/ou B. Neste trabalho, os óxidos tipo perovsquita La1-xSrxNiO3 (x = 0,0, 0,3 e 0,7) substituindo parcialmente o lantânio por estrôncio, foram preparados através do método do gel proteico modificado com colágeno e soja como agentes quelantes. Todos os materiais sintetizados e calcinados a 900ºC por 2 horas foram caracterizados pelas técnicas de termogravimetria (TG), espectroscopia de absorção na região do infravermelho (FTIR), difratometria de raios X (DRX), área superficial específica e redução a temperatura programada. As amostras calcinadas foram suportadas em alumina. Os espectros FTIR mostraram bandas relacionadas à complexação do metal ao oxigênio. As curvas termogravimétricas indicaram estabilidade térmica dos materiais a 900ºC, com exceção das amostras La0,3Sr0,7NiO3 que mostraram uma decomposição próximo a 800ºC. Os difratogramas de raios X indicaram a formação da fase perovsquita em todas as amostras, porém houve a formação de fases secundárias para as amostras substituídas. Os materiais suportados apresentaram picos relacionados ao suporte e a fase perovsquita. As áreas superficiais específicas dos catalisadores aumentaram quando suportadas em alumina. A redução completa das amostras suportadas, obtidas pelo método do gel proteico utilizando o colágeno aconteceram a temperatura abaixo de 718ºC.

  • NAILTON MARTINS RODRIGUES
  • Uso de Métodos Semiempíricos para o Estudo da Aplicação de Redes Híbridas de Coordenação como Carreadores de Fármacos e Dispositivos Luminescentes
  • Orientador : RICARDO OLIVEIRA FREIRE
  • Data: 01/03/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Nos últimos anos, o número de trabalhos envolvendo polímeros de coordenação (Redes Híbridas de Coordenação) ou como também é conhecido MOFs (Metal Orgânic Framework), apresentou um grande crescimento. Dentre esses trabalhos, grande número de aplicações são apresentadas, entre elas o uso como carreadores de fármacos. Esta aplicação remete um avanço no tratamento de doenças como o câncer onde o principal vilão é o efeito colateral. A grande vantagem em usar uma MOF como carreador de fármacos está na condição do fármaco ser absorvido no poro ou adsorvido na superfície da MOF, sendo possível a sua aplicação por poder proporcionar uma liberação contínua da droga no meio plasmático, minimizando os efeitos colaterais.

    O presente trabalho inicialmente avalia a capacidade de predição das estruturas em fase sólida de MOFs através dos métodos semiempíricos AM1, PM3 e PM6. Foram consideradas 82 diferentes redes de coordenação compostas por 26 diferentes centros metálicos, retiradas de artigos publicados nos últimos cinco anos. Com relação às MOFs formadas pelos metais (Al, Zn, Hg, Pb, Ba, Mn, Fe, Co, Ni, Cu, Y, Ag, Cd, Sr, Ga, Mg) os resultados obtidos sugerem que o método PM6 mostrou-se o mais exato apresentando resultados em grande concordância com as respectivas estruturas experimentais. Com relação às MOFs compostas por íons lantanídeos trivalentes os resultados obtidos sugerem que a utilização do modelo Sparkle/PM3 permite o cálculo em fase sólida de MOFs dos mais variados tipos com elevada exatidão.

    O uso do método semiempírico se justifica pelo fato das MOFs serem estruturas cuja célula unitária geralmente possui mais que 100 átomos, o que torna o método o mais ideal para sua aplicação neste estudo, pois o uso dos métodos semiempíricos apresentam bons resultados e requerem menos custo computacional quando comparado com as metodologias DFT (Teoria do Funcional da Densidade) e HF( Hartree-Fock)).

    Com base nos resultados obtidos, constatou-se o método semiempírico Sparkle/PM6 como o mais indicado para estudar as interações no sitio obtido por estudo dedoking entre o fármaco Doxorrubicina e a MOF ZIF-8, quando esta é utilizada como veículo carreador da Doxorrubicina. Os resultados teóricos sugerem que ocorre a adsorção do fármaco com a superfície da ZIF-8 e o estudo de docking forneceu cinco possibilidades de interação via adsorção..

    Os estudos de comparação entre os diferentes modelos Sparkle considerando cálculos em fase sólida e no vácuo indicaram o cálculo em fase sólida como o mais indicado para este tipo de estudo, e o método Sparkle/PM3 se sobressaiu como o mais eficiente para este fim. A simulação da estrutura com variação da temperatura, resultou em dados luminescentes convincentes com as obtidas experimentalmente. A MOF chamada aqui como EuMell 1, foi a utilizada nestes estudos, tal que contem íon Eu3+ como centro metálico da estrutura.

  • JANDYSON MACHADO SANTOS
  • "Estudo avançado de caracterização química de petróleo do campo de carmópolis- Sergipe".
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 22/02/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho apresenta o emprego de diversas técnicas analíticas, convencionais e avançadas, para a caracterização química de quatro amostras de óleos brutos provenientes da estação da Petrobras de Oiteirinhos II (Carmópolis-SE). Estas amostras, que apresentam diferentes características de exploração, foram identificadas como CEOL 1, CEOL 2, CEOL 3 e CEOL 4. Após a coleta em campo e posterior separação dos resíduos de água por centrifugação a 2500 rpm, os óleos foram caracterizados a partir da determinação da densidade, do teor de asfaltenos, fracionamento SARA (Saturados, Aromáticos, Resinas e Asfaltenos) e aplicação da micropirólise off-line. A caracterização avançada, aplicada para elucidar a relação química entre as amostras, foram realizadas utilizando as técnicas de Termogravimetria (TGA), Espectroscopia no Infravermelho (IV), Espectroscopia no Ultravioleta (UV), Espectrometria de Massa por Tempo de voo com Desorção-Ionização de Laser em Matriz (MALDI-TOF-MS), Cromatografia Gasosa acoplada a Espectrometria de Massas (CG/EM), Cromatografia Gasosa com Detector de Ionização de Chama (CG-DIC) e Cromatografia Gasosa Bidimensional Abrangente (CG x CG). O óleo bruto CEOL 3 apresentou a maior densidade (0,9737 g mL-1) corroborando com os resultados de MALDI-TOF-MS, mostrando a predominância de compostos de alta massa molecular em sua composição. O fracionamento SARA aponta a fração de Saturados como a maior fração em todos os óleos (>50%). A análise de TGA expôs faixas de perdas de massas semelhantes em todos os óleos e seus asfaltenos. A caracterização por IV apresentou estiramentos referentes à composição de hidrocarbonetos e o UV a presença de estruturas mono, di e tri aromáticos tanto nos óleos como em seus respectivos asfaltenos. As análises cromatográficas (CG/EM, CG-DIC e CG x CG) mostraram que todos os óleos possuem um perfil de óleo parafínico, com predominância de n-alcanos de baixo peso molecular (n-C10 a n-C40) com características de ambiente deposicional óxido (Pr/Ft>1) de origem lacustre (CPI>1). A análise por CG/EM mostrou ainda que a distribuição em área referente a n-alcanos livres presentes no óleo CEOL 3 é cerca de 30% menor do que as outras amostras, e que após o processo de micropirólise essas áreas passam a ser aproximadamente iguais. Para biomarcadores, por CG/EM foi possível identificar a presença majoritária de terpanos tri e tetracíclicos (m/z 191) e esteranos regulares (m/z 217), como constituintes majoritários dos óleos em estudo, apontando ainda, a liberação de biomarcadores ocluídos nas estruturas asfaltênicas após o processo de micropirólise. A identificação e posterior correlação entre os biomarcadores indicaram que os óleos em estudo possuem características de óleos que sofreram biodegradação parcial, com uma mistura de óleos muito e pouco evoluídos termicamente, provenientes de matéria orgânicas terrígenas e/ou algas.

  • LUANA OLIVEIRA DOS SANTOS
  • "ESTUDO PARA OBTENÇÃO DE BIOCOMBUSTÍVEL DE 2ª GERAÇÃO ATRAVÉS DA PIRÓLISE DE PLANTAS AQUÁTICAS".
  • Orientador : ALBERTO WISNIEWSKI JUNIOR
  • Data: 21/02/2013
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A necessidade energética vem aumentando rapidamente impulsionadas pelo aumento da industrialização e aumento populacional além das questões ambientais. Por isso tem-se focado pela obtenção de energia a partir de fontes renováveis, como a biomassa. A produção de biocombustíveis de 2ª geração a partir desta fonte, através do processo de conversão térmica, tem sido uma alternativa viável devido sua disponibilidade natural, a qual pode ser produzida em grandes quantidades e ser convertida em combustíveis líquidos, sólidos e gasosos. Uma potencial fonte de biomassa é o aguapé, devido sua elevada e descontrolada taxa de crescimento, o que tem afetado diversas massas de água. Dessa forma este trabalho propõe estudos em microescala para avaliar a conversão da Eichhornia Crassipes (EC), Eichhornia Azurea (EA) e Nymphaea spp. (Ny), espécies presentes no Rio Poxim e Açude Macela no entorno de Aracaju-SE e Itabaiana, em biocombustíveis pelo processo de pirólise. As biomassas foram caracterizadas quanto ao teor de umidade, teor de óleo, teor de cinzas, análise termogravimétrica (TGA), infravermelho (IV), analise elementar e EDX. O bio-óleo, produto da micropirólise realizada a 525 ± 10 °C foi aprisionado em carvão ativo sendo testados como solventes de eluição o diclorometano, a acetonitrila, o tetrahidrofurano e o metanol. O solvente que apresentou a melhor capacidade de extração foi o tetrahidrofurano. Em função da característica química polar dos constituintes, as soluções de bio-óleos foram submetidas a derivatização com MSTFA, buscando auxiliar na identificação dos componentes através dos respectivos derivados silanizados. As plantas apresentaram um alto teor de umidade, entre 90-93%, teor de óleo de 6% e 2,6% para a EA e EC respectivamente. Os teores de cinzas para EA, EC e Ny foram 14,5, 19,2 e 13,0% , respectivamente. De acordo com a curva de TGA de 41% a 47% (184-390 ºC) da perda de massa pode ser atribuída a decomposição da hemicelulose e celulose, de 71% a 72,6% (390-590 ºC) é atribuída a degradação da lignina, restando 18,5% (EA), 21,4% (EC) e 24,5% (Ny) de cinzas e carvão. Os espectros de IV das biomassas apresentaram banda de absorção na região de 3000-3600 cm-1 que está atribuída ao estiramento da ligação de álcoois e/ou fenóis, absorções na região de 3000-2800 cm-1 típica de C-H alifáticos e bandas em 1560-1575 cm-1 associadas a vibrações C=C de aromáticos. A composição dos bio-óleos apresentaram majoritariamente a presença de compostos oxigenados, aromáticos (fenóis), e alifáticos (ácidos graxos), sendo os principais compostos encontrados o 2-furanametanol, 1,2-benzenodiol, ácido hexadecanóico. Os estudos preliminares apontam para a possibilidade da conversão deste tipo de biomassa em bio-óleo. A pirólise da EC a baixa temperatura (300 oC) forneceu um rendimento de 14,39% de bio-óleo, 77,98% de biocarvão e 7,63% de biogás. Nos estudos seguintes serão explorados a aplicação deste bio-óleo como fonte energética ou para química fina.

  • RENATA ALMEIDA CHAGAS
  • DESENVOLVIMENTO E CARACTERIZAÇÃO DO ECOMATERIAL QUITOSANA/ESCAMA DE PEIXE PARA SISTEMAS DE LIBERAÇÃO DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS.
  • Orientador : EUNICE FRAGOSO DA SILVA VIEIRA
  • Data: 19/02/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Através da reação do polissacarídeo quitosana (Quit) com escamas do peixe Piau (ESC) da espécie Leporinus elongatus obtiveram-se esferas denominadas ESC-Quit que, ao serem reticuladas com tetraborato de sódio, originaram esferas designadas ESC-Quit-B. Os materiais ESC-Quit e ESC-Quit-B foram caracterizados por MEV, FTIR, DRX e TG/DTG. As micrografias deram fortes indícios da presença de hidroxiapatita nas esferas ESC-Quit e de aglomerados de cristais de Bórax na superfície altamente rugosa do material ESC-Quit-B. Nos espectros de FTIR foram observadas mudanças significativas que sugeriram interações entre o polissacarídeo Quit e as escamas, confirmando a obtenção dos novos materiais. Os difratogramas de raios X sugeriram que a estrutura do material reticulado, ESC-Quit-B, manteve-se organizada. Através das análises térmicas constatou-se que, devido à presença da hidroxiapatita, os materiais obtidos são termicamente mais estáveis do que a quitosana. As esferas ESC-Quit e ESC-Quit-B foram utilizadas como matrizes carreadoras dos herbicidas ATRAZINA e DIURON. Os experimentos de liberação dos herbicidas impregnados nos materiais indicaram que os percentuais de liberação da ATRAZINA foram superiores às quantidades liberadas de DIURON para ambos os materiais ESC-Quit (73% e 58%, respectivamente) e ESC-Quit-B (63% e 46%, respectivamente). Com o propósito de determinar os valores do expoente de difusão (n) e da taxa aparente de liberação (k), utilizou-se a equação linearizada da Lei da potência. Para a ATRAZINA impregnada no material ESC-Quit-B e o DIURON impregnado em ambos os materiais os valores do coeficiente de difusão indicaram que as liberações seguem o modelo de Transporte Anômalo. Entretanto, o valor de n referente à liberação do herbicida ATRAZINA impregnado no material ESC-Quit não se encontra dentro da faixa indicativa dos mecanismos de liberação para sistemas de liberação controlada com materiais de geometrias esféricas. O material ESC-Quit-B mostrou-se bastante promissor para aplicação em sistemas de liberação prolongada, uma vez que os tempos de liberação foram de 6 dias para o DIURON e de 9 dias para a ATRAZINA.

  • JACIARA NASCIMENTO SANTOS
  • SÍNTESE E DETERMINAÇÃO DA ESTRUTURA CRISTALINA DE UM NOVO SEMICONDUTOR MOLECULAR COM AMINOANTRAQUINONA (AAQ) E TETRACIANOQUINODIMETANO (TCNQ) E UMA CONTRIBUIÇÃO À QUÍMICA DE COORDENAÇÃO DO TCNQ COM COBRE (II) EM THF.
  • Orientador : ADRIANO BOF DE OLIVEIRA
  • Data: 15/02/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A reação da 1-aminoantraquinona com o 7,7’,8,8’-tetracianoquinodimentano em diclorometano resultou na formação de um complexo de transferência de carga com características de um semicondutor, com fórmula C14H9NO2·C12H4N4. As moléculas possuem um desvio máximo do plano ideal através dos átomos não-hidrogenóides de 0,0769(14) Å para um oxigênio do grupo oxo e de 0,1175(17) Å para um grupo ciano. O ângulo entre os planos formados pelas moléculas é de 3,55(3)º. No cristal, as moléculas estão empilhadas em colunas ao longo da direção cristalográfica a. Pares de interações de hidrogênio do tipo N-H...N e N-H...O conectam as moléculas de forma perpendicular à direção do empilhamento. Adicionalmente, uma ligação de hidrogênio intramolecular é observada para a 1-Aminoantraquinona. Uma transferência de carga está presente, tendo em vista que a resistência elétrica cai com o acréscimo da temperatura, indicando características de um semicondutor. A partir dos dados da resistência elétrica, a equação de Arrhenius –ln(1/R) x 1/T fornece um comportamento preponderantemente linear, do qual uma pequena barreira térmica para o transporte de carga de 1,25 eV pode ser derivada. Cristais com coloração marrom escuro, adequados para a análise via difração de raios-X em monocristal podem ser obtidos pela lenta evaporação do solvente. Análise elementar: Calc. 73,1 C, 3,1 H, 16,4 N; encontrado experimentalmente 72,8 C, 3,4 H, 16,6 N. O ponto de fusão foi determinado via calorimetria diferencial e o valor é de 520 K. Uma decomposição exotérmica ocorre em 555 K. Os dados deste trabalho já estão publicados em Oliveira et al., Acta Cryst. (2013). E69, o301. A química de coordenação do tetracianoquinodimetado foi investigada com uma reação com cobre (II) em tetrahidrofurano. Os resultados foram analisados via espectroscopia no infravermelho, análise térmica e voltametria cíclica, que mostraram a coordenação através do grupo ciano do tetracianoquinodimetano com o centro metálico.

  • DARLISSON DE ALEXANDRIA SANTOS
  • Contribuição Química para os Voláteis de Aristolochia trilobata e Obtenção do acetato de 6-metil-5-hepten-2-ila por Biotransformação
  • Orientador : PERICLES BARRETO ALVES
  • Data: 08/02/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O gênero Aristolochia é constituído por aproximadamente 400 espécies, dentre as quais encontra-se a Aristolochia trilobata L. Essa espécie é utilizada na medicina popular por povos das Américas Central e do Sul contra picadas de cobras e escorpiões, no tratamento de dores estomacais, cólicas e diabetes e para a remoção de placentas, entre outras. No entanto, nenhum trabalho relata os componentes químicos dessa planta e, portanto, o presente trabalho visou a identificação química dos voláteis existentes na mesma, bem como o isolamento, a caracterização e a identificação do constituinte majoritário, R(+)-2-acetil 6-metil-5-hepteno (acetato de sulcatila), com 23,31% presente no óleo essencial. O linalol (29,51%) foi identificado no hidrolato como constituinte majoritário. Foi avaliada a capacidade antinociceptiva em ratos do óleo essencial de A. trilobata e do (R)-acetato de sulcatila, observando-se que os mesmos possuem capacidade de analgesia sem interferir na capacidade motora. Foram realizadas duas propostas para a sintese do acetato sulcatila uma por síntese convencional e outra por biotransformação. Para a proposta sintética utilizou-se a sulcatona como composto de partida, obtendo-se sulcatol (98% de rendimento) a partir da redução, o qual foi acetilado (83% de rendimento). A rota por biotransformação partiu da conversão do geraniol em sulcatona pelo fungo Penicillium oxallicum, sendo avaliado, posteriormente, a capacidade dos fungos Aspergillus niger, Aspergillus sp., P. oxallicum, fungo isolado de Spondias tuberosa (umbu) e das cascas de Passiflora edulis (maracujá) para a redução da sulcatona, obtendo-se a redução com percentuais diferentes para cada meio testado. Foram também realizadas acetilações do sulcatol utilizando os fungos A. niger, Aspergillus sp., P. oxallicum e o fungo isolado do umbu para a acetilação do sulcatol. A régio/estereosseletividade das reações foi avaliada por CG/DIC quiral, sendo possível observar uma regiosseletividade na redução da sulcatona por A. niger e a estereosseletividade na acetilação do sulcatol racêmico catalisada pelo fungo Aspergillus sp., sendo obtido o (S)-acetato de sulcatila com pureza isomérica, e obteve-se o (R)-acetato de sulcatila puro com P. oxallicum, sendo possível também observar uma mistura de isômeros a partir da reação catalisada pelo fungo isolado do umbu.

  • SILVÂNIO SILVÉRIO LOPES DA COSTA
  • OTIMIZAÇÃO DE MÉTODO ANALÍTICO PARA DETERMINAÇÃO DA COMPOSIÇÃO MINERAL EM RAÇÃO PARA CÃES E GATOS POR ICP OES.
  • Orientador : RENNAN GEOVANNY OLIVEIRA ARAUJO
  • Data: 05/02/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A indústria de rações destinadas a cães e gatos tem crescido amplamente. Este crescimento tem sido reflexo das exigências dos donos desses animais por produtos com características diferenciadas e que apresentem qualidade nutricional adequada, de acordo com a necessidade do animal. Diante disso, ressalta-se a importância na determinação da composição mineral desses alimentos, principalmente no sentido de possíveis contaminantes. Neste trabalho foi proposto um método analítico para determinação da composição mineral (S, Al, Ca, Cu, K, Mg, Mn, P, Zn, Sr, V, Fe, Ni, Ba e Cr) em rações de cães e de gatos por espectrometria de emissão óptica com plasma indutivamente acoplado (ICP OES). As amostras foram digeridas assistidas por micro-ondas utilizando HNO3 diluído (2,0 mol.L-1) e H2O2 (6% v/v). A condição da proporção entre os reagentes utilizados na digestão foi estabelecida por um planejamento fatorial em dois níveis. As condições ótimas para potência de radiofrequência foi de 1,2 kW e vazão do gás de nebulização da amostra, de 1,0 L min-1, as quais foram estabelecidas por um planejamento fatorial 32com duas variáveis, avaliando-se estas condições pela metodologia de análise de superfície de resposta. Para avaliar a precisão e a exatidão do método proposto foram analisados cinco materiais de referência certificados (MRC): farinha de trigo (NIST 1567a), fígado bovino (NIST 1547), folhas de pessegueiro (NBS 1577), tecidos de ostra (NIST 1566b) e proteínas de peixe (DORM-3). Após análise dos MRC, os valores encontrados foram concordantes com os valores certificados e informados variaram entre 80 ± 4% (Cr) e 117 ± 5% (Cd), com desvios padrão relativos (%RSD) menores do que 5%, exceto para Ni e Cr que excederam 15%. Os limites de quantificação (LQ) obtidos estiveram entre 0,075 (Ba, 233,527 nm) e 87 µg g-1 (Ca, 373,690 nm). O método foi aplicado na análise de 17 amostras de rações de gatos, com concentrações variando entre 2,3 mg Kg-1 para o Ba e 2,8 g Kg-1 para o cálcio, e 24 amostras de rações de cães, variando entre 3,8 mg Kg-1 para o Cu e 3,4 g Kg-1 para o Ca coletadas em munícipios do Estado de Sergipe. A partir das técnicas exploratórias de dados utilizando PCA e HCA, pode-se concluir que as rações destinadas aos animais de estimação apresentaram uniformidade, uma vez que não houve tendência na formação de grupos distintos para uma possível classificação.

  • VANIELE SOUZA RIBEIRO
  • CARACTERIZAÇÃO DE ÁGUAS PRODUZIDAS PROVENIENTES DE CAMPOS PETROLÍFEROS ONSHORE DO ESTADO DE SERGIPE.
  • Orientador : CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
  • Data: 31/01/2013
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, cinco amostras de água produzida, provenientes de campos petrolíferos onshore (terrestres) do Estado de Sergipe foram caracterizadas. Foram determinados parâmetros físico-químicos, como pH, condutividade, turbidez, sólidos suspensos, demanda bioquímica de oxigênio (DBO) e teor de óleos e graxas (TOG). Os ânions (Br- , Cl-, F-, NO3- e SO42-) e cátions (Ca2+, K+, Mg2+, Na+ e NH4+) foram determinados por cromatografia de íons (IC). O As foi determinado por espectrometria de fluorescência atômica com geração de hidreto (HG AFS). Para determinação dos metais traço (Ba, Cd, Cr, Cu, Fe, Li, Mn, Ni, Pb, V e Zn) foi utilizada a espectrometria de massa com plasma indutivamente acoplado (ICP-MS). Os valores de limite de quantificação (LQ) variaram entre 0,07 µg.L-1 (Cd e V) e 21,80 µg.L-1 (Fe). A precisão foi expressa como desvio padrão relativo (RSD), variando entre 0,03% (Na+) e 7,39% (F-). Os valores de recuperações ficaram entre 85 ± 3 % (Zn) e 112 ± 1% (Li). Os resultados obtidos foram comparados aos valores estabelecidos pela Resolução 430/2011 de CONAMA. Para avaliar os dados, utilizou-se a análise de componente principal (PCA) e análise de agrupamento hierárquico (HCA). Os valores das concentrações de DBO, TOG, Ba, Mn e Fe foram maiores do que os permitidos pela legislação, para algumas amostras. Os valores de pH e constituintes inorgânicos (As, Pb, Cr, Cu e Ni) para todas as amostras foram concordantes com os valores estabelecidos. Outros parâmetros e constituintes determinados (condutividade, turbidez, sólidos suspensos, ânions e cátions, Li e V) ainda não são previstos por lei. Os valores de concentração de Cd e Zn ficaram abaixo do LQ do método. No geral, todas as amostras possuem perfis bem semelhantes, com valores de concentrações relativamente próximos para todos os parâmetros. Foi constatado que as amostras possuem características e constituintes inorgânicos, que podem causar danos ao meio ambiente ou gerar empecilhos quando utilizadas para fins de reinjeção. Portanto, o monitoramento e caracterização das águas produzidas provenientes de campos petrolíferos onshore são de grande importância para o tratamento adequado deste efluente.

2012
Descrição
  • MARCELO CONCEIÇÃO ALMEIDA
  • Determinação de constituintes inorgânicos em méis de abelha coletados no estado de Sergipe por Espectrometria de Absorção Atômica com Chama (FAAS)
  • Orientador : CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
  • Data: 28/09/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A procura por produtos naturais e saudáveis cresceu muito, motivo pelo qual o consumo de mel tem aumentado nos últimos anos, conduzindo a busca pela qualidade e segurança alimentar deste produto. O Brasil destaca-se como exportador mundial de mel, decorrência da implantação do Plano Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes (PNCRC). Em Sergipe há aproximadamente1.000 apicultores envolvidos com a atividade. A produção de mel que nos anos 90 chegava a 30 toneladas, hoje chega a mais de 500 toneladas por ano. O objetivo deste trabalho foi avaliar o teor de constituintes inorgânicos (Ca, Co, Cr, Cu, Fe, K, Mg, Mn, Na, Pb) nas amostras de méis coletadas no estado de Sergipe, provenientes de diversas floradas, avaliando sua conformidade com a legislação vigente. Contribuindo assim, para um melhor conhecimento desse produto tão importante na geração de renda, principalmente para a agricultura familiar, e divisas para o estado.

  • JAIME RODRIGUES DA SILVA
  • DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIA PARA ELETRODEGRADAÇÃO DE CIPROFLOXACINA POR AGENTES OXIDANTES GERADOS IN SITU.
  • Orientador : MARIA DE LARA PALMEIRA DE MACEDO ARGUELHO
  • Data: 28/08/2012
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A contaminação ambiental por fármacos de ação antibiótica pode trazer como consequência o desenvolvimento de bactérias mais resistentes, alterando a estrutura da comunidade microbiana na natureza. Devido a sua ampla utilização, a ciprofloxacina vem sendo identificada em concentrações-traço em estações de tratamento de esgotos (ETEs) e águas superficiais, uma vez que os processos convencionais de tratamento de efluentes usuais não removem os fármacos completamente, essas substâncias têm sido detectadas em águas potáveis, o que caracteriza um risco direto para os seres humanos, visto que a constante contaminação das fontes de água pode ser associada ao processo contínuo e crescente de reutilização da água em todo o mundo. Neste estudo foi desenvolvido um método de oxidação eletroquímica da ciprofloxacina, uma vez que na transferência de elétrons, os fármacos podem ser transformados, biodegradados ou mineralizados. A oxidação eletroquímica dos fármacos pode ocorrer de forma satisfatória, na superfície de alguns ânodos de óxidos metálicos, em condições de geração simultânea de oxigênio e com a formação de óxidos superiores ou superóxidos. Este mecanismo é observado na superfície dos ADE® revestidos e imobilizados por óxidos metálicos. Para identificar e acompanhar a mudança de concentração da ciprofloxacina foi analisado o seu espectro de absorção na região do ultravioleta e visível (200-800 nm). A ciprofloxacina em solução aquosa apresenta dois picos de absorção em bandas completamente distintas e com máximos em 270 nm e 315 nm. A natureza do eletrólito e o pH apresentou grande influência na velocidade do processo de degradação. Em meio a Cl- ocorreu uma maior eficiência na degradação. Nos estudos com HCl, NaCl e KCl foi observado 100% de remoção da cor amarelada, característica da presença do ânion Cl- e da posterior formação de hipoclorito (ClO-). Por sua vez, o pH foi um dos fatores limitantes deste processo, onde foi possível observar que a reação acontece de maneira mais satisfatória em valores de pH abaixo de 4,0. A corrente que apresen tou o melhor resultado foi de 80mA. A aplicação do método em água de abastecimento indica que a ciprofloxacina pode ser completamente degradada em apenas 5 minutos quando em meio ácido contendo cloreto, sendo o consumo energético inferior a 1,0 kWh m-3.

  • ALOÍSIO DE JESUS SANTANA
  • Fotodinâmica da reação de ativação do MH4 (M = C, Si, Ge, Sn) induzida por átomos de H, F, Cℓ e I.
  • Orientador : VIVIANE COSTA FELICISSIMO
  • Data: 31/07/2012
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foram realizadas simulações de dinâmica molecular quântica para as reações de ativação das moléculas de metano, silano, germano e estanano, catalisadas por átomos de H, F, Cl, e I sendo induzidas ou não por pulso de laser de femtosegundos. Todas as simulações foram realizadas utilizando um esquema de simulação baseado em cálculos ab initio de dinâmica molecular, onde o movimento dos núcleos atômicos é descrito classicamente enquanto os elétrons são tratados quanticamente pela Teoria do Funcional de Densidade (DFT). A interação da radiação eletromagnética com o sistema molecular, para as simulações realizadas na presença do pulso de laser de femtosegundos, é incluída adicionando um termo dependente do tempo no Hamiltoniano molecular. Os resultados das simulações de dinâmica molecular das reações de ativação do metano mostram que, por esta molécula ser bastante inerte, somente o átomo de flúor é capaz de promover a sua ativação. Nesta reação o produto final é CH3 e HF. Os átomos de hidrogênio, cloro e iodo não conseguem promover a ativação do metano. Para as simulações realizadas na presença da radiação eletromagnética, foi possível observar que o pulso de laser consegue favorecer a reação de ativação do metano quando o hidrogênio ou o flúor são usados como catalisadores. Os resultados das simulações de dinâmica molecular para a reação de ativação do silano mostram que tanto o átomo de flúor quanto o de hidrogênio são capazes de ativar efetivamente a ligação Si-H no silano. No caso da reação de ativação do silano pelo átomo de cloro, a ativação efetiva da molécula SiH4 não acontece. Nas simulações com a radiação eletromagnética pulsada observa-se que foi possível favorecer ainda mais as reações de ativação do silano pelos átomos de flúor e hidrogênio, além de tornar efetiva a reação de ativação pelo átomo de cloro. As moléculas de GeH4 e SnH4 conseguiram ser ativadas facilmente nas reações catalisadas pelos átomos de hidrogênio, flúor e cloro. Quanto ao átomo de iodo, este não foi capaz de promover a reação de ativação do germano e estanano, mesmo na presença do pulso de laser de femtosegundos.

  • DANILO OLIVEIRA SANTOS
  • AVALIAÇÃO DA VERSATILIDADE DA FUNCIONALIZAÇÃO DO MCM-41
  • Orientador : MARIA ELIANE DE MESQUITA
  • Data: 31/07/2012
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, o material mesoporoso MCM-41 foi funcionalizado com 3-aminopropilmetoxisilano (APTS) para diversas finalidades como, adsorção do corante vermelho de remazol, imobilização de íons lantanídeos (Eu+3, Tb+3 ou Gd+3) e coordenação com o ácido 2,6-piridina-dicarboxílico (dpa) e imobilização do complexo [RuCl2(PPh3)2(Meo-bipy)]. As propriedades estruturais e texturais do MCM-41 e do NH2-MCM-41 foram caracterizados por espectroscopia de absorção na região do infravermelho, análise térmica, difratometria de raios-X e adsorção de nitrogênio. A capacidade de adsorção do corante vermelho de remazol foi avaliada com o NH2-MCM-41. Os seguintes parâmetros foram estudados: pH, temperatura, dose do adsorvente e concentração do corante. O processo de dessorção foi examinado em solução aquosa de NaOH em diferentes concentrações. O modelo de isoterma de Freudlich obteve maior adequação ao processo de adsorção e a cinética de adsorção seguiu o modelo modificado de Avrami. O NH2-MCM-41 adsorveu 99,1 % do corante em 360 minutos a 25 ºC. Os dados dos difratogramas de raios-X dos materiais NH2-MCM-41-Ln(dpa) (Ln = Eu+3, Tb+3 ou Gd+3), indicaram que estes materiais apresentaram estruturas hexagonais com baixo grau de ordenação. A inserção dos íons lantanídeos foi indicada pelo deslocamento da banda do grupo amina do APTS nos espectros do NH2-MCM-41-Ln. A coordenação do dpa aos materiais NH2-MCM-41-Ln (Ln = Eu+3, Tb+3 ou Gd+3) foi evidenciada através do deslocamento das bandas do COH e do COO-. A análise elementar indicou a coordenação na proporção 1:3 (metal: dpa). A análise da adsorção de nitrogênio revela que com as modificações no MCM-41, a área superficial, diâmetro e volume de poros dos materiais diminuíram indicando a imobilização dos íons lantanídeos e do dpa no interior dos poros do material mesoporoso. A avaliação do nível tripleto do ligante, a partir do espectro do NH2-MCM-41-Gd(dpa)3, demonstra que sua posição favorece a transferência de energia ligante-metal para o material NH2-MCM-41-Eu(dpa)3, entretanto, para o material NH2-MCM-41-Tb(dpa)3 este processo é dificultado devido o nível tripleto do ligante está abaixo do nível emissor do íon Tb+3. Os dados de difratogramas de raios-X do NH2-MCM-41-[RuCl(PPh3)2(Meo-bipy)] evidenciaram uma estrutura hexagonal com baixo grau de ordenação. Além disso, o espectro de absorção na região do infravermelho do complexo imobilizado apresenta um deslocamento na banda em 1612 cm-1 característica do complexo de rutênio. As análises termogravimétricas demonstram que os complexos imobilizados no MCM-41 funcionalizado apresentam elevada estabilidade térmica comparada com a do complexo livre. Os dados da adsorção de nitrogênio demonstraram que a área superficial, diâmetro e volume de poros do NH2-MCM-41-[RuCl(PPh3)2(Meo-bipy)] são menores que para o NH2-MCM-41, indicando a eficiência no processo de imobilização do complexo no interior dos poros do NH2-MCM-41. Testes catalíticos para redução de cetonas foram realizados com o complexo [RuCl2(PPh3)2(Meo-bipy)].Para a acetofenona e sulcatona, o [RuCl2(PPh3)2(Meo-bipy)] mostrou-se ser um bom catalisador com 90,50 % e 33,95 % de conversão, respectivamente.

  • MICHEL RUBENS DOS REIS SOUZA
  • Desenvolvimento e validação de método analítico por dispersão da matriz em fase sólida e cromatografia em fase gasosa acoplada a espectrometria de massas para determinação de pesticidas em amostras de ovos de galinha (Gallus gallus domesticus).
  • Orientador : HAROLDO SILVEIRA DOREA
  • Data: 30/07/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O ovo é um alimento de grande valor nutritivo. Sua composição bioquímica o indica como fonte de proteínas, lipídios, vitaminas e minerais. No entanto, compostos químicos indesejáveis podem fazer parte desta constituição. Os pesticidas, quando aplicados de forma irregular, podem representar um sério risco à saúde dos consumidores se detectados acima dos limites máximos de resíduos, podendo ser identificados na gema do ovo. O objetivo desse trabalho foi desenvolver e validar um método analítico por dispersão da matriz em fase sólida e cromatografia em fase gasosa acoplada a espectrometria de massas para determinação de atrazina, pirimicarbe, lindano, permetrina, deltametrina, cipermetrina, etiona, bifentrina e alacloro em ovos de galinha (Gallus gallus domesticus) comercializados na cidade de Aracaju-SE, Brasil. Dentre os sorventes, foram testados: sílica, alumina neutra, Florisil® e C18. As diversas combinações matriz/dispersante/co-coluna foram avaliadas. O sistema: matriz de ovo liofilizado (0,25 g)/dispersante Florisil® (1,5 g)/coluna auxiliar C18 (0,5 g), foi o mais eficiente. A acetonitrila (10 mL) foi escolhida como solvente de eluição. As recuperações (n = 2) variaram entre 86,8 a 103,9%, com desvio padrão relativo na faixa de 0,2 a 36,8%.. A validação do método analítico foi realizada através dos parâmetros: seletividade, mostrando que o método é seletivo para todos os pesticidas; linearidade, em termos de coeficiente linear da curva analítica, superiores a 0,99 para todos os pesticidas, numa dada faixa de concentração de 0,007 a 2,0 µg g-1; sensibilidade, apresentando o pesticida bifentrina como o mais sensível e a cipermetrina como menos sensível; limites de detecção e limites de quantificação, nos intervalos de 0,002 a 0,015 µg g-1 e 0,007 a 0,05 µg g-1, respectivamente; exatidão (n = 3), para os níveis 0,5, 1,0 e 1,5 µg g-1 variaram entre 61,6 a 95%; precisão, em termos de desvio padrão relativo (DPR) na faixa de 0,13 a 29,92%; e aplicação em amostras reais, que apresentaram em duas das amostras o pesticida bifentrina numa concentração abaixo do limite de quantificação do método (< LQ). Portanto a união das técnicas DMFS-CG/EM proporcionou uma rápida, fácil e eficiente extração para determinação dos pesticidas selecionados em ovos de galinha.

  • PALOMA SANTANA PRATA
  • Caracterização geoquímica dos óleos da Bacia Sergipe-Alagoas.
  • Orientador : PERICLES BARRETO ALVES
  • Data: 30/07/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho examinou cinco amostras de petróleo da Bacia de Sergipe-Alagoas (tipo de ambiente deposicional, nível de maturação e biodegradação) por meio de biomarcadores da fração neutra saturada, aromática e óleo bruto através do método de fracionamento em coluna aberta. Os óleos A e B apresentaram o maior nível de hidrocarbonetos saturados (~ 54% e ~ 61%), os óleos C e D de aromáticos (~ 36% e ~ 34%), e os óleos E e C (~ 32%) de compostos NOS. A análise feita por CG/EM mostraram informações detalhadas sobre a composição química do óleo, com uma grande variedade de biomarcadores. Pela análise do óleo bruto, o perfil de n-alcanos em todas os óleos variou entre n-C09 a n-C34. Os óleos A e E, apresentaram um ambiente deposicional oxidante (1,05 e 1,12), e os óleos B, C e D, apresentam características de ambiente deposicional redutor (0,49, 0,95 e 0,65). O b-carotano e gamacerano foram encontrados nos óleos confirmando o ambiente deposicional hipersalino. Na análise de hidrocarbonetos aromáticos, foi observada a presença de trimetil-alquil-benzenos, Isorenieratano, fenantreno e seus alquil derivados mais importantes (1-MF, 2-MF, 3-MF e 9-MF), esteranos mono-, tri- e metil-triaromáticos, 8,14-secohopanos e benzohopanos. A partir destes estudos, pode-se perceber que os óleos analisados apresentaram uma grande variedade de biomarcadores. Estas informações foram suficientes para caracterizar os óleos como sendo de origem marinha hipersalina, sem sinais de biodegradação e com baixa maturidade.

  • DEBORA MARTINS ARAGAO
  • ADSORÇÃO DE Pb (II), Cd (II) E Cu (II) EM ARGILA CAULINÍTICA NATURAL E ARGILA NATURAL CONTENDO MONTMORILONITA
  • Orientador : JOSE DO PATROCINIO HORA ALVES
  • Data: 27/07/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A contaminação do meio ambiente por metais tóxicos representa um sério problema ambiental. Inúmeras pesquisas têm sido desenvolvidas tendo como objetivo a remediação ambiental, a adsorção tem sido um dos processos mais utilizados por pesquisadores nos últimos anos para remover metais. No presente trabalho foi estudado a utilização das argilas naturais do estado de Sergipe, contendo alto teor de caulinita e montmorillonita como materiais adsorventes para remoção do Pb (II), Cd (II) e Cu (II) em solução aquosa. Foram investigadas as condições de adsorção incluindo, tempo de contato, pH e isotermas de adsorção. Na utilização da argila caulinita natural o equilíbrio de adsorção para os três metais foi alcançado em torno de 30 min, sendo otimizado o tempo de contato de 60 min. Inicialmente, o estudo foi desenvolvido no pH das soluções dos nitratos dos metais (pH 5,2 ± 2), obtendo-se uma remoção máxima de 86,0 % para o Pb (II), 43,2 % para Cd (II) e 34,3 % para Cu (II). A avaliação do efeito do pH sobre a adsorção mostrou que o aumento do pH favorece a remoção até certo valor, acima do qual os íons metálicos são precipitados com hidróxidos insolúveis. O pH 7,0 foi determinado como sendo o mais adequado para a remoção do Pb (II) ( 99,9 %), Cd (II) (82,9 %) e Cu (II) (97,9 %). A isoterma de Langmuir foi a que melhor se ajustou aos dados de adsorção obtidos para os três metais, com Qo de 1,511 mg g-1 para o Pb (II); 0,853 mg g-1 para o Cd (II) e 0,417 mg g-1 para o Cu (II). Na aplicação da argila natural contendo montmorillonita obtiveram-se altas percentagens de remoção para o Pb(II), Cd (II) e Cu (II). O equilíbrio de adsorção foi alcançado nos primeiro minutos sendo otimizado o tempo de contato de 30 min, com máxima adsorção de 99,54%, 93,37%, 99,48% para o Pb (II), Cd (II) e Cu (II) em pH natural das soluções dos respectivos metais (pH 5,2 ± 2), no estudo de pH observou que a variação do mesmo não alterou a adsorção dos metais significativamente. Entre os modelos aplicados, o de Langmuir mostrou-se mais adequado para os três adsorvatos estudados nesse trabalho, com Qo de 6,978 mg g-1 para o Pb (II); 1,484 mg g-1 para o Cd (II) e 2,067 mg g-1 para o Cu (II). Os resultados apresentados mostram que as argilas contendo alto teor de caulinita ou montmorillonita apresentam características apropriadas para sua aplicação no processo de adsorção do Pb (II), Cd (II) e Cu (II).

  • TAMIRES GLEICE DE LIMA
  • DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIA PARA DETERMINAÇÃO DE RESÍDUOS DE PESTICIDAS EM CUPUAÇU (Theobroma grandiflorum Schum) UTILIZANDO AS TÉCNICAS DE MSPD e HPLC-UV/DAD.
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 27/07/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As frutas tropicais conquistam cada vez mais o mercado consumidor, sendo o Brasil o terceiro maior produtor. O consumo de frutas tem aumentado significativamente, devido as suas características organolépticas e elevado valor nutricional. Dentre estas frutas de importância econômica e muito apreciada da região Amazônica, destaca-se o cupuaçu (Theobroma grandiflorum Schum.). A presença de resíduos de pesticidas em alimentos pode causar sérios riscos à saúde humana, tornando-se indispensável o estudo de metodologia analítica para a sua determinação. Na literatura não há registro de metodologias analíticas para determinação de pesticidas em cupuaçu. Diante disto, o presente trabalho tem como objetivo o desenvolvimento de uma metodologia para a determinação dos pesticidas bromuconazol, fenbuconazol, cresoxim-metílico e teflubenzuron em cupuaçu, empregando como técnica de extração a dispersão da matriz em fase sólida (MSPD) e a análise por cromatografia líquida de alta eficiência com detector UV-Vis com arranjo de diodos. O método por dispersão da matriz em fase sólida foi desenvolvido, testando-se diferentes tipos de adsorventes (alumina neutra, Florisil, sílica e C18) e solventes orgânicos (10 a 20 mL) diclorometano e acetona para eluição. Os melhores resultados de recuperação para os pesticidas estudados foram obtidos com 20 mL de diclorometano:acetona (9:1, v/v), utilizando a alumina neutra como adsorvente, com valores de recuperação compreendidos entre 64,0 e 110%, com coeficientes de variação na faixa de 3,5 a 17,1% para os níveis de concentração (0,5; 1,0 e 2,0 µg g-1). Os coeficientes de correlação das curvas analíticas situaram-se entre 0,9996 e 0,9998, os valores dos limites de detecção (LD) e quantificação (LQ) estiveram compreendidos entre 0,1 e 0,4 µg g-1, e 0,5 µg g-1, respectivamente. A repetitividade foi inferior a 12,3% e a precisão intermediária foi menor que 11,0%.

  • ESDRAS SANTOS SILVA
  • SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE ESCAMAS DE PEIXE CORVINA (Micropogonias furnieri) RETICULADAS COM GLUTARALDEÍDO – ESTUDO CINÉTICO E TERMODINÂMICO DA INTERAÇÃO COM Cd(II) POR CALORIMETRIA ISOTÉRMICA.
  • Orientador : ANTONIO REINALDO CESTARI
  • Data: 27/07/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho descreve a síntese de um material biossorvente e sua aplicação para a remoção de Cd(II) em meio aquoso. O material foi sintetizado a partir da reação de escamas de peixe Corvina (Micropogonias furnieri) com solução aquosa de glutaraldeído em meio ácido tamponado, e tem as vantagens de ser simples, de baixo custo e boa resistência à decomposição térmica. As caracterizações foram realizadas antes e após a modificação química e após a adsorção de Cd(II) utilizando-se espectroscopia de reflectância difusa no UV-VIS-NIR, FTIR, espectroscopia Raman, MEV, espectroscopia de energia dispersiva, DRX, análises térmicas por TG/DTG e DSC e determinação de ponto de carga zero. O estudo cinético de adsorção de Cd(II) a 25˚C mostrou que o equilíbrio químico foi atingido em 275 min e a quantidade máxima adsorvida foi igual a 2,22 x 10-5 mol g-1, comparável aos valores observados na literatura para adsorção desse metal por biossorventes convencionais. O estudo cinético por calorimetria isotérmica mostrou que o modelo de ordem variável é o mais significativo na descrição dos mecanismos envolvidos nos processos de adsorção de Cd(II) pelo adsorvente. Os dados termodinâmicos mostraram que os valores de variação de entalpia de adsorção aumentam com o aumento da temperatura e diminuem com o aumento da concentração do íon metálico. O material adsorvente mostrou-se estável e efetivo para a remoção de Cd(II) de meios aquosos.

  • HUGO CÉSAR RAMOS DE JESUS
  • Composição química do óleo essencial de sete genótipos de Lippia gracilis e reações de biotransformação de voláteis
  • Orientador : PERICLES BARRETO ALVES
  • Data: 26/07/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • No presente trabalho foi realizado o estudo da composição química do óleo essencial das folhas de sete genótipos de Lippia gracilis, além de verificar o efeito do estresse hídrico na composição química e no teor de óleo essencial (OE) produzido pela espécie vegetal. Foram identificados 32 compostos no OE de L. gracilis com predominância de monoterpenos. Os principais componentes são os monoterpenos fenólicos carvacrol, timol e p-cimeno. Os sete genótipos foram divididos em dois quimiotipos, o quimiotipo timol, representado pelo genótipo 106, e o quimiotipo carvacrol, formado pelos genótipos 107, 108, 109, 110, 201 e 202. Também foram realizadas reações de biotransformação de terpenos voláteis por duas espécies fúngicas: Botryosphaeria sp. e Aspergillus niger. Além dos principais componentes do óleo essencial de L. gracilis, carvacrol e timol, foram testados como substrato os monoterpenos (+)-pulegona, geraniol, (-)-citronelol, (+)-limoneno, rac-cânfora e o par de enantiômeros da fenchona. Botryosphaeria sp. catalisou a hidroxilação da cânfora e da fenchona em diferentes posições, o carbono 6-endo da cânfora e o carbono 6-exo da fenchona foram os principais sítio de adição do grupo OH. Aspergillus niger promoveu hidroxilação dos enantiômeros da fenchona e isomerização do geraniol, majoritariamente originando a 6-exo-hidroxifenchona e rac-linalol nas reações, respectivamente.

  • THIAGO GALLO DE OLIVEIRA
  • DESENVOLVIMENTO DE PENEIRAS MOLECULARES MESOPOROSAS DO TIPO MCM-41 E MCM-48 IMPREGNADAS COM AMINAS PARA UTILIZAÇÃO NA ADSORÇÃO DE CO2
  • Orientador : ANNE MICHELLE GARRIDO PEDROSA DE SOUZA
  • Data: 25/07/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O aumento significativo das emissões de dióxido de carbono na atmosfera vem acentuando o efeito do aquecimento global. A busca por fontes energéticas que minimizem as emissões é de grande importância, como também o uso de ações complementares como processos para captura de CO2 das principais fontes emissoras. Dentre alguns processos já bem conhecidos industrialmente, destaca-se a absorção química com alcanolaminas, a qual apresenta algumas esvantagens por ser dispendiosa e gerar rejeitos da sua recuperação. O uso da adsorção gás-sólido seletiva de CO2 tem muitas vantagens sobre a absorção com aminas líquidas, tais como: fácil manipulação sem riscos ao ambiente, e recuperação do material adsorvente, podendo-se utilizar plantas industriais com fluxo contínuo. Neste contexto, foram sintetizados através do método hidrotérmico dois materiais da família M41S do tipo MCM-41 e MCM-48. Em seguida os materiais foram impregnados com etilenodiamina, através do método de impregnação por via úmida. Estes materiais foram utilizados para o processo de adsorção de CO2 e foram caracterizados por diversas técnicas físico-químicas. Os difratogramas de raios-X das amostras sintetizadas apresentaram os picos característicos do MCM-41 e do MCM-48 antes e após a impregnação com aminas. Os espectros FTIR mostraram bandas devido às ligações Si-O e O-Si-O em todos os materiais e de ligações N-H devido à presença da amina nos suportes após a impregnação. As curvas termogravimétricas mostraram que a estabilidade do material contendo aminas é de até 100°C. Todos os materiais apresentaram isotermas de adsorção de N2 do tipo IV, alguns com histerese do tipo H1 e elevadas áreas superficiais (acima de 1000 m 2 g-1). Os testes de captura de CO2 em sistema com fluxo e pressão atmosférica mostraram significativas reduções nas capacidades de captura de CO2 para os materiais impregnados em comparação com os valores obtidos com os suportes MCM-41 e MCM-48 limpos. Testes com sistema fechado e variação de pressão na faixa de 0,5-30 bar permitiram o levantamento de isotermas de equilíbrio as quais foram ajustadas através do modelo de Langmuir. A análise dos dados mostrou que as amostras de MCM-41 e MCM-48 sem impregnação são favoráveis para aplicações onde altas pressões são requeridas.
  • JORDANA ALVES FERREIRA
  • Desenvolvimento de metodologia para determinação de resíduos de pesticidas no estipe de coqueiro (Cocos nucifera L.), utilizando as técnicas de MSPD e HPLC-DAD
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 13/07/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A cultura do coqueiro está sujeita ao ataque de pragas e doenças causando prejuízos aos produtores. A aplicação de pesticidas é ainda uma das práticas mais utilizadas para o controle destas pragas. Desta forma, este trabalho propõe o desenvolvimento de metodologia utilizando a técnica de dispersão da matriz em fase sólida (MSPD) e cromatografia líquida de alta eficiência com detector de arranjo de diodos (HPLC-DAD), para o estudo dos pesticidas (carbofurano, β-ciflutrina, difenoconazol, espirodiclofeno e tiofanato metílico) aplicados no estipe que podem contaminar o fruto, o principal produto consumido do coqueiro. A metodologia desenvolvida para o estipe por MSPD utilizou Florisil® como adsorvente e 40 mL de ciclohexano:acetona na proporção (80:20, v/v) como solvente de eluição. Para os níveis de concentração de 0,05; 0,5; 1,0 e 2,0 µg g-1, os valores médios de recuperação variaram na faixa de 57,5 a 114,3% e os coeficientes de variação de 1,2 a 19,2%. A linearidade variou de 0,9974 a 0,9996 considerando a faixa de 0,04 a 20 µg mL-1. E os valores de limites de detecção e quantificação variaram entre 0,02 a 0,05 µg g-1.

  • MARCOS ANTONIO SANTANA ANDRADE JÚNIOR
  • Síntese e caracterização de um novo adsorvente a base de sílica-epóxi-quitosana para remoção de Hg(II) em meio aquoso
  • Orientador : ANTONIO REINALDO CESTARI
  • Data: 13/07/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, avaliou-se o processo de interação do íon metálico divalente, Hg(II), com um novo material adsorvente formado a partir de três polímeros, a sílica, resina epóxi e a quitosana. Este material foi caracterizado por análise elementar CHN, espectroscopia vibracional na região do infravermelho, espectroscopia Raman, ressonância magnética nuclear, análise termogravimétrica, reflectância difusa na região do UV/Vis. As técnicas de caracterização confirmam a formação do híbrido entre os três polímeros e que as ligações se dão a partir da abertura dos anéis epóxi da resina pelos grupos amino da aminopropilsílica e da quitosana. As técnicas de espectroscopia vibracional auxiliaram na elucidação de supostos modos de interação entre o Hg(II) e as aminas primárias e secundárias e os grupos funcionais oxigenados presentes no material. O material apresenta pHpcz = 7,62. Os experimentos de adsorção foram realizados utilizando-se a dosagem de 10 g L-1. O pH ótimo para remoção de Hg(II) é igual a 8,0 com um percentual de remoção de Hg(II) igual a 98%. Os estudos cinéticos de adsorção de Hg(II) em Sil-BPF-Chit foram realizados nas concentrações iniciais de Hg(II) de 3,3x10-5, 6,2x10-4, 1,5x10-3, 4,72x10-3, 6,76x10-3 e 1,66x10-2 mol.L-1 nas temperaturas de 30, 35 40 e 45 °C, com tempos de equilíbrio entre 50 e 120 min. O modelo cinético de fracionário foi o que melhor se ajustou os dados experimentais, onde kf aumentou com o aumento da temperatura e nf comportou-se de maneira diversificada. . Através das análises calorimétricas podem-se obter as energias de adsorção e a entalpias dos processos de interação. O modelo cinético fracionário também se ajustou as isotermas cinéticas de liberação de energia. A relação entre kf versus a C0 possibilitou revelou as constante cinéticas de adsorção e dessorção permitindo o cálculo da constante de equilíbrio para as temperaturas de 30 e 45 °C. Os valores de ΔG < 0, ΔH < 0e ΔS > 0, obtidos para o processo de interação de Hg(II) no adsorvente, definem que o processo é exergônico, exotérmico e espontâneo. A espontaneidade do processo de adsorção sugere que o novo material é promissor para a remoção de Hg(II) em soluções aquosas.

  • MICHEL RAFAEL DOS SANTOS SOUZA
  • ESTUDO ELETROQUÍMICO E DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIA PARA DETERMINAÇÃO DA MINOCICLINA EM FORMULAÇÕES FARMACÊUTICAS.
  • Orientador : MARIA DE LARA PALMEIRA DE MACEDO ARGUELHO
  • Data: 28/03/2012
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • ANÁLISE VOLTAMÉTRICA DA MINOCICLINA USANDO ELETRODO DE PASTA DE CARBONO REVELOU UM PICO BEM DEFINIDO EM 0,40 V vs. Ag/AgCl, CORRESPONDENTE A OXIDAÇÃO DA MINOCICLINA EM PH 4,00. O COMPORTAMENTO ELETRÓDICO INDICOU QUE O PROCESSO DE OXIDAÇÃO FOI REVERSÍVEL, E CONTROLADO POR DIFUSÃO. ALÉM DAS VANTAGENS COMO ALTA SELETIVIDADE E SENSIBILIDADE, O MÉTODO DESENVOLVIDO PODE SER USADO PARA ANÁLISE DE FORMULAÇÃO FARMACÊUTICA CONTENDO MINOCICLINA SEM A NECESSIDADE DE TRATAMENTO PRÉVIO, UMA IMPORTANTE CONSIDERAÇÃO EM ANÁLISES LABORATORIAIS ROUTINEIRAS. MEDIDAS DO FÁRMACO CONTIDO EM UMA FORMULAÇÃO LÍQUIDA FOI USADA PARA VALIDAR A TÉCNICA. O LIMITE DE DETECÇÃO PARA SOLUÇÕES PADRÃO FOI 0,33 mg L-1 E O LIMITE DE QUANTIFICAÇÃO FOI 1,11 mg L-1.

  • DANIELLE GOIS MOREIRA SANTOS
  • AVALIAÇÃO ESPAÇO-TEMPORAL DA ATIVIDADE ANTRÓPICA NO ESTUÁRIO DO RIO SERGIPE.
  • Orientador : MARCELO DA ROSA ALEXANDRE
  • Data: 16/03/2012
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem como objetivo avaliar a atividade antrópica no estuário do Rio Sergipe a partir de biomarcadores orgânicos e de produtividade através da determinação de esteróis, álcoois, MOT e composição elementar (C e N) da matéria orgânica em amostras de sedimentos. O Rio Sergipe está localizado no Estado de Sergipe, no nordeste do Brasil, e abrange uma área de 3.673 km2. O estuário do rio Sergipe encontra-se definido em função dos níveis médios de penetração da maré e ocorrência de manguezal. A amostragem foi realizada em março de 2011 em nove pontos na região do entorno de Aracaju formada ao norte pelo rio do Sal, ao sul pelo rio Poxim e ao leste pelo rio Sergipe. Foram identificados compostos orgânicos característicos de fontes terrestre e aquática. Os maiores valores de concentração dos esteróis totais ocorreram nos pontos P2 (9,33 µg.g-1), P6 (22,85 µg.g-1) e P7 (10,37 µg.g-1), onde também foram verificados os maiores teores de matéria orgânica e carbono orgânico total. Já para os n-alcanois, foram verificadas maiores concentrações nos pontos P5 (19,20 µg.g-1), P6 (34,16 µg.g-1) e P7 (20,04 µg.g-1). Foram encontradas concentrações de coprostanol em todas as amostras de sedimentos que variaram de 0,19 à 3,32 µg.g-1, assim como β-sitosterol que estava em maiores concentrações (1,23 à 8,99 µg.g-1) devido à presença de manguezais em torno do estuário.

  • MANOEL BOMFIM LIMA
  • DISTRIBUIÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DE HIDROCARBONETOS EM SEDIMENTOS DO ESTUÁRIO DO RIO SERGIPE.
  • Orientador : MARCELO DA ROSA ALEXANDRE
  • Data: 29/02/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A bacia Hidrográfica do Rio Sergipe está situada na região central do estado de Sergipe, no sentido oeste-leste, abrangendo 26 municípios, com uma área correspondente a 3.673 km² e ocupação populacional de 1.213.607 habitantes, segundo o censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nesta região são desenvolvidas diversas atividades, entre elas podemos destacar a atividade de pesca, a atividade petrolífera e de abastecimento humano. O presente trabalho visa compreender a distribuição dos hidrocarbonetos alifáticos no estuário do rio Sergipe. A partir do estudo desses hidrocarbonetos ou biomarcadores geoquímicos, é possível saber como acontece a deposição sedimentar dos alcanos saturados e isoprenóides, bem como o impacto ambiental associado a esse aporte. Para a realização desse estudo dezoito amostras de sedimentos superficiais foram coletadas ao longo do estuário. Para a compreensão da distribuição desses hidrocarbonetos na região foram considerados vários índices geoquímicos, entre eles: o Índice Preferencial de Carbono (IPC), a Razão Terrestre Aquática (RTA), e Razão Pristano/Fitano. Os resultados da análise dos sedimentos amostrados indicaram a influência antrópica, o que pode ser observado a partir das concentrações elevadas dos n-alcanos pares na série homóloga. Também foi observado em sete dos nove pontos estudados a presença de uma mistura complexa não-resolvida (UCM), evidência muito importante de contaminação petrogênica. Nos pontos estudados, no inverno, os n-alcanos apresentaram valores de concentração entre 9,86 e 30,78 μg.g-1 enquanto que no verão os valores apresentaram variação entre 2,8 e 26,1 μg.g-1. A quantidade de mistura complexa não resolvida (UCM) na primeira campanha (inverno) variou entre 31,1 e 500,1 μg.g-1, enquanto que no verão essa variação foi de 1,2 a 135,8 μg.g-1. Já os hidrocarbonetos alifáticos totais apresentaram no inverno valores entre 12,5 e 553,2 μg.g-1 e no verão variou de 9,7 a 236,7 μg.g-1. Os índices de distribuição e os parâmetros de composição sugerem uma origem predominantemente antropogênicas em sete dos nove pontos de amostragem. Para dois pontos (P6 e P9) os índices apontam para uma origem predominantemente biogênica. Nos pontos de amostragem (P4 e P5) no inverno, o IPC foi de 1,1 e 1,2 respectivamente, e indicativos de que a origem dos hidrocarbonetos naquela região é antrópica, sendo corroborado com os valores de IPC calculados na segunda campanha (verão), variando de 0,9 a 3,3. Os resultados encontrado neste estudo mostram que há uma relação fortíssima com o perfil de cada ponto de amostragem. São várias as características que descrevem cada ponto de amostragem, entre elas, à presença de portos usados para travessia entre as cidades de Barra dos Coqueiros e Aracaju, atividades de pequenos navios cargeiros e barcos de pesca, presença marcante na região, e que geram resíduos de hidrocarbonetos.

  • GIVANILTON BRITO
  • Tipificação de Méis do Estado de Sergipe através do Perfil Químico dos Compostos Voláteis obtidos por Headspace Dinâmico seguido por Cromatografia em fase Gasosa acoplada a Espectrometria de Massas(CG/EM).
  • Orientador : PERICLES BARRETO ALVES
  • Data: 29/02/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Dentre os produtos apícolas o mel é considerado o principal por se destacar como alimento natural e ter várias aplicações farmacológicas, podendo ser produzido por abelhas Apis mellifera a partir do néctar, secreções das plantas e frutos, excreções de afídeos e outras soluções adocicadas. Seu poder nutritivo, farmacológico e valor comercial dependem de sua origem botânica, a qual pode ser obtida através de métodos clássicos como a avaliação sensorial, a melissopalinologia ou análises físico-químicas, porém estes métodos exigem muita experiência do analista e são dispendiosas. Em
    virtude das dificuldades atuais em realizar essas análises os métodos baseados no estudo dos constituintes voláteis têm surgido como uma alternativa na procura de compostos marcadores da origem floral de méis. Para a identificação destes compostos, técnicas como a microextração em fase sólida (SPME) e “headspace” dinâmico (HSD) seguido de análise em cromatógrafo em fase gasosa/espectrômetro de massas (CG/EM) são sugeridas. Neste trabalho foram estudados méis de diferentes regiões produtoras do estado de Sergipe, bem como amostras de méis adquiridos em supermercado de Aracaju oriundas de outros estados do Brasil através da análise dos componentes voláteis obtidos por “headspace” dinâmico utilizando Porapak Q® e Turfa in natura como materiais adsorventes. Para tanto foram otimizados parâmetros como quantidade de amostra, adição de sal, tempo e temperatura de extração. Nas condições otimizadas foi possível identificar 112 diferentes compostos pertencentes às classes dos álcoois alifáticos, benzenóides, aldeídos alifáticos, hidrocarbonetos lineares, monoterpenos, monoterpenos oxigenados, sesquiterpenos, sesquiterpenos oxigenados, norisoprenóides, ácidos carboxílicos e outros. Dentre estes, um grupo de compostos majoritários foram estudados por análise de componentes principais e análise de agrupamento hierárquico. Com estas análises foi possível identificar os componentes de maiores pesos das
    amostras e agrupá-las em cinco grupos com uma similaridade de 48%, tendo como base a distância Euclidiana. Dentre os compostos de maiores pesos estão o furfural, benzaldeído, cis-óxido de linalol (furanóide), trans-óxido de linalol (furanóide), linalol, hotrienol, 4-ceto-isoforona, lilac aldeído (isômero I), cis-óxido de linalol (piranóide) e o -terpineol.

  • VILMA MENEZES DE JESUS PRADO
  • Desenvolvimento de método por CLAE-DAD para discriminação de chás de genótipos de Lippia gracilis Schauer através de cromatogramas fingerprint combinados com análises quimiométricas
  • Orientador : VALERIA REGINA DE SOUZA MORAES
  • Data: 29/02/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Para avaliar os efeitos do meio ambiente no conteúdo de metabólitos secundários emgenótipos de Lippia gracilis Schauer, um método por cromatografia líquida de altaeficiência com detector por arranjo de diodos (CLAE-DAD) foi desenvolvido paraobter os perfis cromatográficos (fingerprint) de chás das folhas secas de setegenótipos desta espécie provenientes de duas localizações (Sergipe e Bahia) ecoletadas em diferentes estações do ano: verão (com e sem irrigação) e inverno. Paracomparar os cromatogramas fingerprints foi aplicado ferramentas quimiométricas deanálise exploratória (ACP). Os resultados destas análises mostraram que os genótipos108 e 202 coletados no verão e cultivados sem irrigação são significativamentediferentes dos demais genótipos da mesma coleta. Além disso, sabendo que estaespécie possui grande resistência à seca e a altas temperaturas, pode-se propor que osgenótipos 107, 108 e 110 apresentaram maior resistência ao stress hídrico, pois nãofoi observada diferenciação entre as amostras coletadas no verão cultivadas com esem irrigação. Os chás das amostras de L. gracilis foram também submetidos ao testede atividade antioxidante pelo método DPPH (2,2 difenil-1-picril hidrazil). Asamostras do genótipo 201, verão com irrigação e verão sem irrigação [(201 vc e 201vs); 30 μg/mL; 60 min)] consumiram mais de 90% do radical DPPH, apresentandouma resposta similar ao controle positivo ácido gálico (92,06%, 30 μg/mL, 60 min).

  • ALDAIR FERREIRA SILVA
  • Distribuição e Avaliação de metais traço em sedimentos superficiais da Bacia Hidrográfica do Rio Sergipe.
  • Orientador : ELISANGELA DE ANDRADE PASSOS
  • Data: 28/02/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A bacia hidrográfica do rio Sergipe é uma das mais importantes para o Estado, pois drena uma área de 16,7% e possui uma população residente de 56,6 %, distribuídos em 26 municípios. Este trabalho teve como objetivo determinar e avaliar a distribuição dos metais traço Co, Cr, Cu, Ni, Pb e Zn em sedimentos superficiais coletados na bacia hidrografia do rio Sergipe. Para isso foram coletadas amostras de sedimento em dezenove sítios distribuídos ao longo da Bacia, as quais sofreram digestão ácida com HNO3/HCl/HF. Os metais nos extratos foram determinados por espectrômetro de emissão óptica com plasma indutivamente acoplado, com configuração de vista axial (AX-ICP OES). Foram determinadas a concentrações total dos metais e o teor de carbono orgânico nas amostras. O método de extração se demonstrou eficiente, com percentagem de concordância (%CMCR) de 81,4 a 102,6% para os metais e de 98,4% para o conteúdo de carbono. Os limites de detecção (LD) e quantificação (LQ) variaram de 0,003 (Co e Mn) a 0,030 (Al) e de 0,009 (Mn) a 0,100 (Al) mg L-1, respectivamente. Os sítios P1-P3, P6 e P9-P10 apresentaram as maiores concentrações dos metais traço e estes se localizam próximos os aportes de esgotos domésticos e/ou industriais. Foi aplicada aos resultados a análise de componente principal (PCA), que separou os sítios de amostragem em dois grupos: Grupo 1, formado por sedimentos representativos de áreas naturais, e Grupo 2, constituído por sedimentos com possível contribuição antropogênica. O ferro foi escolhido como o elemento normalizador, por apresentar maiores valores de coeficientes de determinação com os metais analisados. Os sítios P3-P4, P7-P12 e P14-P19 se encontram dentro das linhas de predição para todos os metais traço, representando assim os sedimentos com metais de origem natural. O sítio P5 apareceu como contaminado ou enriquecido por Cr e Ni. Os sítios P6 e P2 mostraram enriquecidos por Co e os sítios P1 e P13 por Ni e Cu, respectivamente.

  • ÉRICA SÍLVIA DOS SANTOS
  • DESENVOLVIMENTO DE MÉTODO PARA DETERMINAÇÃO DE RESÍDUOS DE PESTICIDAS NA PLANTA MEDICINAL TRANSAGEM (Plantago major L.) UTILIZANDO AS TÉCNICAS DE DMFS ECLAE-UV/DAD
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 28/02/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O uso terapêutico de plantas medicinais tem base na tradição familiar e tornou-se prática generalizada na medicina popular. Contudo não há uma garantia para a grande maioria dos produtos comercializados quanto à qualidade e eficácia, visto que as plantas medicinais estão sujeitas a diversos tipos de contaminação, como por exemplo, resíduos de pesticidas. Estes produtos químicos são utilizados no controle e combate de pragas e ervas daninhas, porém são potencialmente tóxicos ao homem. Em vista disso, este trabalho tem como objetivo o desenvolvimento de método baseado nas técnicas da dispersão da matriz em fase sólida (DMFS) e cromatografia líquida de alta eficiência com detector espectrofotométrico com arranjo de diodos para determinar resíduos dos pesticidas cresoxim-metílico, clofentezina e flumetralina em amostras desidratadas e in natura de transagem (Plantago major L.). O método por dispersão da matriz em fase sólida foi desenvolvido utilizando amostras desidratadas, testando-se diferentes adsorventes (alumina neutra, Florisil®, sílica, C18, Basolite®), na proporção matriz/adsorvente 1:1 (m/m). Os melhores valores de recuperações para os pesticidas em análise por CLAE-UV/DAD foram obtidos com sílica, utilizando um volume de 20 mL de diclorometano com valores médios de recuperação variando de 45,5 a 90,3%, e coeficientes de variação na faixa de 6,1 a 18,5% para os níveis de concentração de 1,0; 1,5 e 2,0 μg g-1. Coeficientes de correlação entre 0,9992 e 0,9997 foram obtidos para um intervalo de concentração entre 0,2 e 5,0 μg g-1. Os limites de detecção e quantificação ficaram na faixa de 0,60 a 0,90 μg g-1 e 1,0 μg g-1, respectivamente. Também foram feitos testes de recuperação dos pesticidas com a planta desidratada utilizando os adsorventes aminopropil e o polímero de coordenação [Zn(BDC)(H2O)2]n. Foram realizadas análises pela técnica de CLAE-UV/DAD com a planta in natura, utilizando o adsorvente sílica, com valores de recuperação dos pesticidas na faixa de 78,3 a 110,1% e coeficientes de variação entre 9,9 e 15,6% para o nível de concentração de 2,0 μg g-1.

  • MARCOS SANTIAGO SANTOS
  • DETERMINAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE METAIS EM CULTIVARES PRODUZIDOS NOS PERÍMETROS IRRIGADOS JACARECICA I E AÇUDE MACELA LOCALIZADOS NA CIDADE DE ITABAIANA-SE
  • Orientador : CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
  • Data: 28/02/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O desenvolvimento tecnológico e o crescimento populacional têm levado o homem a explorar cada vez mais os recursos naturais do planeta Terra para satisfação de suas necessidades, o que vem causando uma maior preocupação como o meio ambiente, visto que, essa exploração não tem sido feita de forma racional, mas de maneira predatória. Com o crescimento populacional, é necessário incrementar a produção de alimentos, porém a área de terras cultiváveis no mundo não cresce na mesma velocidade que a população. Dessa forma, aumentar da produção de alimentos torna-se possível com intensificação da agricultura nas áreas disponíveis, através da utilização de insumos como fertilizantes, agroquímicos, energia fóssil e técnicas de irrigação. Atualmente, um dos problemas mais sérios que afetam o meio ambiente é a poluição química de natureza orgânica ou inorgânica, decorrente dos despejos residenciais e industriais. Todas as formas de vida são afetadas pela presença de metais pesados, umas mais e outras menos, dependendo da dose e da forma química. Assim sendo, a maior preocupação com estes elementos está relacionada à sua bioacumulação pela flora e fauna aquáticas que acaba por atingir o homem, produzindo efeitos subletais e letais, decorrentes de disfunções metabólicas. O conhecimento sobre as interações entre as plantas e os metais pesados é muito importante, não só à segurança do meio ambiente, mas também para reduzir os riscos associados com a introdução desses elementos na cadeia alimentar. Este trabalho determinou a concentração de metais em cultivares produzidos nos perímetros irrigados Jacarecica I e Açude Macela, localizados na cidade de Itabaiana-SE. A quantificação dos metais Zn, Cu, Ni, Cr, Pb, Mn, Fe, Na, K, Mg e Ca foi feita por Espectrometria de Absorção Atômica. Os resultados das análises realizadas em hortaliças foram expressos em função da massa úmida. Dos metais analisados, em comparação com os níveis estabelecidos pela Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA), todas as amostras de hortaliças analisadas apresentaram níveis abaixo do limite máximo de tolerância. Os resultados referentes às amostras de solo coletadas nas hortas em cada perímetro irrigado foram comparados com os “Valores Orientadores para Solos e Águas Subterrâneas no Estado de São Paulo” da DECISÃO DE DIRETORIA Nº 195-2005- E (CETESB, 2005), sendo que todas as amostras de solo analisadas apresentaram níveis abaixo desses valores. O conjunto de dados obtidos com as médias das concentrações das amostras de hortaliças e solos foi submetido a técnicas exploratórias de dados, análise de componentes principais (PCA) e análise de agrupamento hierárquico (HCA), promovendo a separação das hortaliças de acordo com o seu tipo, mostrando que há uma predominância na concentração de metais nas hortaliças de raízes, enquanto que o solo foi separado de acordo com o perímetro e os elementos em macro e micronutrientes. O programa computacional Statistica 6.0 foi utilizado para o processamento dos dados e geração dos gráficos. A exatidão e a precisão do método analítico para as amostras de hortaliças e solos foram determinadas pela análise, em triplicatas, do material de referência certificado de folha de pêssego (NIST 1547) e sedimento (NCS DC 75304), respectivamente. Os resultados obtidos mostraram que até o presente momento, não há contaminação nos perímetros irrigados, para os metais estudados.

  • TARCISIO SILVA DE ALMEIDA
  • Determinação de Fe, Cu, Mn, Ni, V e Ti em partículas totais em suspensão coletadas em uma área urbana da cidade de Aracaju, Sergipe
  • Orientador : RENNAN GEOVANNY OLIVEIRA ARAUJO
  • Data: 27/02/2012
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve como objetivo determinar e avaliar a concentração total de elementos traço associados as partículas totais em suspensão (PTS) coletadas em uma área urbana da cidade de Aracaju, Sergipe, Brasil. Quarenta e duas amostras foram coletadas em filtros de fibra de vidro no período entre agosto/2009 e setembro/2010 utilizando um amostrador de grande volume (AGV). As concentrações de Fe, Cu, Mn, Ni, V e Ti foram determinadas empregando-se técnicas de espectrometria atômica em dois trabalhos distintos. O primeiro usou a digestão ácida assistida por micro-ondas e análise por espectrometria de massa e de emissão óptica, ambas com plasma indutivamente acoplado (ICP-MS e ICP OES). Foram encontradas as concentrações entre <48 a 1620 ± 16 ng g-1 para Fe; 0,70 ± 0,04 a 322 ± 4 ng.m-3 para Cu; <1,3 a 12,7 ± 6,8 ng.m-3 para Mn; 1,1 ± 0,1 a 16,0 ± 8,4 ng.m-3 para Ni, <15 a 49,3 ± 4,0 ng.m-3 para V e 4,6 ± 0,6 a 129,0 ± 12,5 ng.m-3 para Ti para um total de 42 amostras. Foi aplicada a análise exploratória de dados aos resultados. A partir da análise de componentes principais (PCA) e a análise de agrupamentos hierárquicos (HCA) concluiu-se que há dois emissores que contribuem na composição do PTS que atingem a área amostral. A ressuspensão do solo é o maior contribuidor na composição, devido correlação encontrada entre Fe, Mn, Ni e Ti, que são elementos tipicos do solo. O segundo emissor é caracteristico do trafego veicular, onde a concentração de Cu, V, SO2 e Fumaça foram prováveis indicativos de ação antropogênica. O fator de enriquecimento calculado para a concentração dos elementos identificou o enriquecimento para a concentração de cobre encontrada na área urbana, sendo outro indicativo da ação antropogênica. O segundo trabalho consistiu da determinação sequencial de Cu e Fe no PTS usando amostragem em suspensão e espectrometria de absorção atômica com chama no modo seqüencial rápido (“fast sequential”) multi-elementar (FS-FAAS). A otimização univariada envolveu as seguintes variáveis: concentração da solução de ácido nítrico usada no preparo da suspensão, tempo de sonicação e massa da amostra. As condições otimizadas, para cerca de 50 mg de amostra, foram: solução de ácido nítrico 0,5 mol.L-1, tempo de sonicação de 10 min e um volume final de 25 mL. As curvas de calibrações foram obtidas, usando-se uma suspensão de um filtro não utilizado, contendo o padrão multielementar de Cu e Fe em meio de ácido nítrico 0,5 mol.L-1. Esta estratégia de calibração compensou o efeito de matriz verificado para o Fe. O limite de detecção (LD, 3σ, n=10) do método proposto foi igual a 4 µg.g-1 para Cu e igual a 14 µg.g-1 para Fe, que corresponde a 8 ng.m-3 para Cu e a 20 ng.m-3 para Fe. A precisão, expressa como o desvio padrão relativo (RSD, n=3), foi menor do que 7% para a concentração de Cu e a 8% para a concentração de Fe no ar. As concentrações de ambos os elementos determinados pelo método proposto foram comparadas com as concentrações obtidas por ICP-MS após extração ácida assistida por micro-ondas e não mostraram diferenças significativas, aplicando-se o teste t para um nível de confiança de 95%. O procedimento proposto é simples, rápido e confiável, adequado para a determinação sequencial de Cu e Fe em amostras de PTS por FS-FAAS.

  • TARCISIO SILVA DE ALMEIDA
  • Determinação de Fe, Cu, Mn, Ni, V e Ti em partículas totais em suspensão coletadas em uma área urbana da cidade de Aracaju, Sergipe
  • Orientador : RENNAN GEOVANNY OLIVEIRA ARAUJO
  • Data: 27/02/2012
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve como objetivo determinar e avaliar a concentração total de elementos traço associados as partículas totais em suspensão (PTS) coletadas em uma área urbana da cidade de Aracaju, Sergipe, Brasil. Quarenta e duas amostras foram coletadas em filtros de fibra de vidro no período entre agosto/2009 e setembro/2010 utilizando um amostrador de grande volume (AGV). As concentrações de Fe, Cu, Mn, Ni, V e Ti foram determinadas empregando-se técnicas de espectrometria atômica em dois trabalhos distintos. O primeiro usou a digestão ácida assistida por micro-ondas e análise por espectrometria de massa e de emissão óptica, ambas com plasma indutivamente acoplado (ICP-MS e ICP OES). Foram encontradas as concentrações entre <48 a 1620 ± 16 ng g-1 para Fe; 0,70 ± 0,04 a 322 ± 4 ng.m-3 para Cu; <1,3 a 12,7 ± 6,8 ng.m-3 para Mn; 1,1 ± 0,1 a 16,0 ± 8,4 ng.m-3 para Ni, <15 a 49,3 ± 4,0 ng.m-3 para V e 4,6 ± 0,6 a 129,0 ± 12,5 ng.m-3 para Ti para um total de 42 amostras. Foi aplicada a análise exploratória de dados aos resultados. A partir da análise de componentes principais (PCA) e a análise de agrupamentos hierárquicos (HCA) concluiu-se que há dois emissores que contribuem na composição do PTS que atingem a área amostral. A ressuspensão do solo é o maior contribuidor na composição, devido correlação encontrada entre Fe, Mn, Ni e Ti, que são elementos tipicos do solo. O segundo emissor é caracteristico do trafego veicular, onde a concentração de Cu, V, SO2 e Fumaça foram prováveis indicativos de ação antropogênica. O fator de enriquecimento calculado para a concentração dos elementos identificou o enriquecimento para a concentração de cobre encontrada na área urbana, sendo outro indicativo da ação antropogênica. O segundo trabalho consistiu da determinação sequencial de Cu e Fe no PTS usando amostragem em suspensão e espectrometria de absorção atômica com chama no modo seqüencial rápido (“fast sequential”) multi-elementar (FS-FAAS). A otimização univariada envolveu as seguintes variáveis: concentração da solução de ácido nítrico usada no preparo da suspensão, tempo de sonicação e massa da amostra. As condições otimizadas, para cerca de 50 mg de amostra, foram: solução de ácido nítrico 0,5 mol.L-1, tempo de sonicação de 10 min e um volume final de 25 mL. As curvas de calibrações foram obtidas, usando-se uma suspensão de um filtro não utilizado, contendo o padrão multielementar de Cu e Fe em meio de ácido nítrico 0,5 mol.L-1. Esta estratégia de calibração compensou o efeito de matriz verificado para o Fe. O limite de detecção (LD, 3σ, n=10) do método proposto foi igual a 4 µg.g-1 para Cu e igual a 14 µg.g-1 para Fe, que corresponde a 8 ng.m-3 para Cu e a 20 ng.m-3 para Fe. A precisão, expressa como o desvio padrão relativo (RSD, n=3), foi menor do que 7% para a concentração de Cu e a 8% para a concentração de Fe no ar. As concentrações de ambos os elementos determinados pelo método proposto foram comparadas com as concentrações obtidas por ICP-MS após extração ácida assistida por micro-ondas e não mostraram diferenças significativas, aplicando-se o teste t para um nível de confiança de 95%. O procedimento proposto é simples, rápido e confiável, adequado para a determinação sequencial de Cu e Fe em amostras de PTS por FS-FAAS.

  • ALAN DIÊGO DA CONCEIÇÃO SANTOS
  • DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE MÉTODOS POR HPLC-DAD-ELSD PARA CONTROLE DE QUALIDADE QUÍMICO DO LÁTEX DO CAULE E DO FRUTO DE MANGABA (Hancornia speciosa GOMES).
  • Orientador : PAULO CESAR DE LIMA NOGUEIRA
  • Data: 27/02/2012
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho apresenta o desenvolvimento e aplicação de métodos analíticos para o controle de qualidade do látex do fruto e do caule de H. speciosa Gomes utilizando cromatografia líquida de alta eficiência com os detectores de arranjo de diodos e evaporativo por espalhamento de luz (HPLC-DAD-ELSD). No primeiro momento, um método analíticopara a obtenção do perfil cromatográfico foi desenvolvido e validado para a análise de uma amostra autêntica do látex do caule de H. speciosa; em seguida foi utilizado o método otimizado para a análise de amostras do látex do caule comercializadas em feiras livres do Estado de Sergipe. A comparação visual dos perfis cromatográficos das diferentes amostras do látex do caule permitiu averiguar a autenticidade e as dissimilaridades dos perfis químicos dessas amostras. Utilizando uma coluna semi-preparativa, sete marcadores químicos foram purificados a partir do látex do caule de H. speciosa; a caracterização por RMN 1H, 13C possibilitou a identificação das seguintes substâncias: ciclohexiletanóide glicosilado cornosídeo, ciclohexiletanóide glicosilado dihidrocornosídeo e (7,8)-treo-4,7,9,9’-tetrahidroxi-3,3’-dimetoxi- 8-O-4’-neolignana-7-O-β-D-glicopiranosídeo. No segundomomento, um método cromatográfico para análise qualitativa dos marcadores químicos lupeol, α-amirina, β-amirina e ésteres 3- β-O-acil lupeol no látex dos frutos de H. speciosa e em polpa comercial de mangaba foi desenvolvido. Por fim, um método analítico para a quantificação do teor de ésteres de lupeol em látex dos frutos de H. speciosa e em polpa comercial foi desenvolvido e validado utilizando HPLC-DAD-ELSD. No estudo da validação foram avaliadas as figuras de mérito seletividade, linearidade, limite de quantificação e detecção, precisão, exatidão, estabilidade e robustez conforme as normas descritas na RE nº 899/03 (ANVISA). A quantificação do teor de ésteres de lupeol por ambos os detectores se mostraram significativamente similares (259,44 µg/mg para o DAD e 269,58 µg/mg para o ELSD) com coeficiente de variação de 2,7 %. Este trabalho apresenta uma contribuição ao controle de qualidade de amostras de H. speciosa.

  • CRISTIANE CAMPOS LEMOS
  • Formulações matriciais à base de quitosana – Estudos de adsorção e liberação de corantes.
  • Orientador : EUNICE FRAGOSO DA SILVA VIEIRA
  • Data: 30/01/2012
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Esferas de quitosana foram preparadas e reticuladas com tetraborato de sódio e resina epóxi PY-340 obtendo-se os materiais híbridos QUIT-BÓRAX e QUIT-EPÓXI, respectivamente. O híbrido QUIT-EPÓXI foi tratado com tetraborato de sódio para obtenção do híbrido QUIT-EPÓXI-BÓRAX. As esferas de quitosana pura e os novos materiais híbridos obtidos foram caracterizadas por determinação do pH do ponto de carga zero, termogravimetria, espectroscopia de absorção na região do infravermelho e microscopia eletrônica de varredura. Processos de interações dos corantes azul de metileno (AM) e vermelho de remazol (VR) com os materiais obtidos foram avaliados através de testes de adsorção em meio ácido e em meio alcalino (tampões pH 4 e pH 10) na temperatura de 30 °C. Nos testes de adsorção do corante AM, na concentração inicial de 8,8 mg L-1, em tampão pH 10, a quantidade adsorvida no material QUIT-BÓRAX foi de 1,438 mg g-1. Para o material QUIT-EPÓXI, a quantidade adsorvida foi de 1,970 mg g-1 e para o material QUIT-EPÓXI-BÓRAX foi encontrado um valor de 1,385 mg g-1 correspondendo a 32,81%, 35,49% e 31,70%, respectivamente, indicando que a afinidade dos materiais pelo corante AM em meio alcalino decresce na ordem: QUIT-EPÓXI > QUIT-BÓRAX > QUIT-EPÓXI-BÓRAX. Nas interações entre o corante VR (concentração inicial de 6,3 mg L-1, tampão pH 4) e os materiais obtidos observou-se que apenas o material QUIT-EPÓXI-BÓRAX adsorveu o corante aniônico, apresentando um valor de quantidade adsorvida de 1,808 mg g-1, correspondendo a 58,21% de remoção do corante. Os materiais não tiveram afinidade pelo corante AM em tampão pH 4, nem pelo corante VR em tampão pH 10. Os melhores resultados dos testes de liberação do corante AM impregnado nos três materiais indicaram que o percentual de liberação decresce na ordem: QUIT-EPÓXI-BÓRAX (74,7%) > QUIT-BÓRAX (64,1%) > QUIT-BÓRAX (41,8%), durante um período de aproximadamente sete dias. Os experimentos realizados mostraram que os materiais híbridos obtidos podem ser utilizados para aplicação de espécies químicas de natureza catiônica em sistemas carreadores.

2011
Descrição
  • GIVANILDO BATISTA DA SILVA
  • Isolamento, caracterização, quantificação e avaliação da purezaenantiomérica de linalol, carvona e limoneno em óleos essenciaisde espécies aromáticas.
  • Orientador : PERICLES BARRETO ALVES
  • Data: 20/12/2011
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo envolveu isolamento, caracterização, quantificação e avaliação da pureza enantiomérica do linalol nos óleos essenciais das espécies aromáticas Lippia alba (Mill.) N. E. Brown (quimiotipo linalol-1,8-cineol), Ocimum basilicum L, Pelargonium graveolens L’Herit, Cinnamomum camphora Nees e Eberm var. linaloolifera Fujita, Aniba rosaeodora Ducke e Coriandrum sativum L. e da carvona e do limoneno no óleo essencial de Lippia alba (Mill.) N. E. Brown (quimiotipo carvona-limoneno). A quantificação dos monoterpenos foi realizada por CG-DIC pelo método do padrão interno. As curvas analíticas para a quantificação foram lineares no intervalo de 1,0 a 10,0 mg mL-1 e apresentaram valores adequados de coeficientes de correlação (0,996 a 0,999). O linalol foi encontrado com 91,38% (m/m) no óleo essencial de A. rosaeodora, 84,00% em C. camphora, 79,25% em L. alba, 79,00% em C. sativum, 73,33% em O. basilicum e 13,60% em P. graveolens. A carvona apresentou 58,13% e o limoneno 31,71% (m/m) no óleo essencial de L. alba (quimiotipo carvona-limoneno). As análises de purezas enantioméricas realizadas por CG-DIC, utilizando uma coluna com fase enantiosseletiva (β-ciclodextrina) e a co-injeção com padrões comerciais, revelaram a presença do enantiômero (S)-(+)-linalol em L. alba e do (R)-(-)-linalol em O. basilicum e em C. camphora. As duas formas enantioméricas do linalol foram encontradas nas espécies P. graveolens, A. rosaeodora e C. sativum. Na espécie L. alba (quimiotipo carvona-limoneno) foi observada uma única forma enantiomérica (R)-(-)-carvona e o limoneno apresentou as formas enantioméricas (S)-(-)-limoneno e (R)-(+)-limoneno com predominância desta última. O linalol foi isolado do óleo essencial de L. alba por CCD e submetido à análise por CG-EM, CG-DIC, RMN de 1H e 13C e [α]D, as quais elucidaram sua estrutura e estereoquímica. O (S)-(+)-linalol isolado de L. alba (> 99%) foi utilizado na obtenção da curva analítica. Esse isolamento foi necessário devido à indisponibilidade em adquirir o (S)-(+)-linalol comercialmente puro.

  • VALDIMEIRE MARQUES DA COSTA CARVALHO
  • CARACTERIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DA INTERAÇÃO ENTRE ESPÉCIES METÁLICAS E SUBSTÂNCIAS HÚMICAS DE TURFA: UMA ALTERNATIVA PARA REMEDIAÇÃO DE SOLOS E ÁGUAS SUPERFICIAIS NA REGIÃO DO AGRESTE SERGIPANO.
  • Orientador : IRAMAIA CORREA BELLIN
  • Data: 20/12/2011
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve como objetivo compreender as interações entre substâncias húmicas extraídas de turfas e espécies metálicas, do Parque Nacional Serra de Itabaiana – SE, visando uma posterior aplicação na remediação de solos, águas superficiais contaminadas com metais potencialmente tóxicos pelas atividades agrícolas na região do açude Macela, Itabaiana - SE. Foram coletadas amostras de solo, fertilizantes e turfa e caracterizadas por meio do teor de matéria orgânica, análise elementar, pH e concentrações de metais, sendo que, para a turfa foi feita análise espectroscópica na região do infravermelho e a capacidade de complexação das substâncias húmicas de turfa com metais potencialmente tóxicos (Ni, Pb, Cu e Mn). Foram coletadas amostras de águas superficiais e analisados os principais parâmetros físico-químicos e as concentrações de metais. As amostras de solo (2,62 %) e esterco de aves (13,77 %), analisadas apresentaram baixos teores de matéria orgânica, as de esterco caprino (72,72 %) e as da mistura torta de mamona e esterco caprino (75,56 %) apresentaram altos teores de matéria orgânica. As concentrações dos metais Ni, Cr e Cd nas amostras de solo, fertilizantes, exceto na amostra torta de mamona, nas amostras de águas superficiais Pb, Ni, Cd, Al, Cu e Mn excederam os limites apresentados pelas legislações. As amostras de turfa coletadas em profundidade mais elevada (40 - 60 cm) apresentaram teor de matéria orgânica e a razão C/N mais elevada indicando que a matéria orgânica está mais decomposta e humificada. Os espectros na região do infravermelho das substâncias húmicas apresentaram bandas de absorção mais intensas do que as de turfa. Os metais Fe, K e Na apresentaram concentrações superiores na profundidade 0 - 20 cm, enquanto outros (Cd, Mo e Pb) ficaram abaixo do limite de quantificação, o Ni manteve-se constante em todas as profundidades (0 – 20; 20 – 40; 40 - 60 cm). Os valores da capacidade de complexação das substâncias húmicas de turfa por espécies metálicas neste trabalho foi 1,06; 1,53; 1,84; 2,06 mmol g-1 SH; para o Pb, Cu, Ni e Mn respectivamente indicando uma ótima interação das substâncias húmicas extraídas de turfa do Parque Nacional Serra de Itabaiana-SE.

  • VALERIA SANTOS SANTANA
  • Estudo comparativo de óleos essenciais de espécies de Croton do estado de Sergipe
  • Orientador : PAULO CESAR DE LIMA NOGUEIRA
  • Data: 24/10/2011
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho relata o estudo da composição e variação dos componentes químicos do óleo essencial das espécies de Croton do estado de Sergipe dando ênfase a sua importância quimiotaxonômica. Os óleos essenciais das partes aéreas frescas obtidos por hidrodestilação das amostras de Croton blanchetianus (CB-GA), C. campestris (CC-AML), C. heliotropiifolius coletadas em diferentes localidades do Estado (CH-SG1, CH-SG2, CH-GA, CH-SI e CH-AML), C. pedicellatus (CP-SI), C. tetradenius (CT-SG) e outros sete táxons ainda não identificados denominados (CSP1-CPS7) foram analisados por CG-EM e CG-DIC revelando uma composição química bastante variável. Foram identificados 131 componentes, baseados nos índices de retenção e na comparação de seus espectros de massas com os da literatura e com as bibliotecas de espectros de massas Willey e NIST. Com a análise química dos óleos de Croton foram estabelecidas correlações entre os táxons de C. heliotropiifolius, os quais foram diferenciados dos demais mediante a utilização de seus marcadores químicos principais: (E)-cariofileno e biciclogermacreno. Para as análises comparativas da composição química dos óleos essenciais das espécies de Croton aplicaram-se ferramentas quimiométricas de Análise dos Componentes Principais (ACP) e Análise de Agrupamentos Herarquicos (AAH), pelas quais foi possível diferenciar os componentes do óleo essencial das partes aéreas das espécies de Croton agrupados por classe de compostos de acordo com sua origem biossintética (hidrocarbonetos monoterpênicos, monoterpenos oxigenados, hidrocarbonetos sesquiterpênicos, sesquiterpenos oxigenados, fenilpropanóides e derivados de ácidos graxos). Com essas análises foi possível a formação de três grupos (I, II e III), corroborando com as análises comparativas dos perfis cromatográficos. Ao nosso conhecimento, este é o primeiro relato sobre a composição química dos óleos essenciais de C. pedicellatus e C. tetradenius.

  • ÍCARO MOTA OLIVEIRA
  • CARACTERIZAÇÃO DE ESCAMAS DE PEIXE ROBALO (DICENTRARCHUS LABRAX) E SEU ESTUDO DE SORÇÃO DE CORANTES EM MEIO AQUOSO
  • Orientador : ANTONIO REINALDO CESTARI
  • Data: 09/09/2011
  • Dissertação

  • ANTONIO SERGIO OLIVEIRA DOS SANTOS
  • ESTUDO COMPARATIVO ENTRE EXTRAÇÃO SOXHLET E ULTRASSOM PARA DETERMINAÇÃO DE HODROCARBONETOS POLICICLICOS AROMÁTICOS EM SEDIMENTOS DO ESTUÁRIO DO RIO SERGIPE POR CROMATOGRAFIA A GÁS ACOPLADA A ESPECTROMETRIA DE MASSA - GC - MS
  • Orientador : HAROLDO SILVEIRA DOREA
  • Data: 26/08/2011
  • Dissertação

  • ADNIVIA SANTOS COSTA MONTEIRO
  • CARACTERIZAÇÃO DA MATERIA ORGANICA DISSOLVIDA NAS AGUAS DAS BACIAS HIDROGRAFICAS DO ESTADO DE SERGIPE.
  • Orientador : JOSE DO PATROCINIO HORA ALVES
  • Data: 29/07/2011
  • Dissertação

  • PEDRO ERNESTO OLIVEIRA DA CRUZ
  • ESTUDO FITOQUÍMICO E INVESTIGAÇÃO DAS ATIVIDADES ANTIOXIDANTE, ANTIMICROBIANA E LARVICIDA DAS CASCAS DE ANNONA SALZMANNII A. DC. (ANNONACEAE)
  • Data: 29/07/2011
  • Dissertação

  • JULIANA DE OLIVEIRA MANHÃES REIS
  • AVALIAÇÃO QUÍMICA DA RECUPERAÇÃO TEMPORAL DE UM AMBIENTE FLUVIAL IMPACTADO POR DESPEJOS DE ÁGUA PRODUZIDA. O CASO DOS RIO JAPARATUBA/SE
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 28/07/2011
  • Dissertação

  • SILVIA CAROLINE GOMES DOS SANTOS SILVA
  • AVALIAÇÃO DO EFEITO DAS ROTAS SINTÉTICAS DE MATERIAIS MESOPOROSOS NAS PROPRIEDADES ESTRUTURAIS E MORFOLÓGICAS
  • Orientador : MARIA ELIANE DE MESQUITA
  • Data: 08/04/2011
  • Dissertação

  • CAROLINA MANGIERI DE OLIVEIRA PRADO
  • CARACTERIZAÇÃO QUÍMICA E MINERALÓGICA DAS ARGILAS UTILIZADAS NA PRODUÇÃO DE CERÂMICA VERMELHA NO ESTADO DE SERGIPE
  • Orientador : JOSE DO PATROCINIO HORA ALVES
  • Data: 31/03/2011
  • Dissertação

  • CINTYA D ANGELES DO ESPIRITO SANTO BARBOSA
  • UTILIZAÇÃO DE ZEÓLITA NH4-Y COMO ADSORVENTE DE BÁRIO EM ÁGUA PRODUZIDA: ESTUDO CINÉTICO E TERMODINÂMICO
  • Orientador : CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
  • Data: 31/03/2011
  • Dissertação

  • ANDRE SILVEIRA COSTA
  • EMPREGO DE TURFA E RESÍDUO DE ANGICO BRANCO (Anadenanthera colubrina) NA REMEDIAÇÃO DE BTEX EM ÁGUA PRODUZIDA.
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 28/03/2011
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A exploração de petróleo, uma atividade que gera desenvolvimento econômico, traz consigo uma parcela de agressão ao meio ambiente. Um exemplo disso é o volume de água produzida descartado diariamente em ambientes aquáticos. Esse descarte se torna preocupante devido à presença de inúmeros compostos tóxicos, dentre eles Benzeno, Tolueno, Etilbenzeno e isômeros de Xilenos. Uma solução para minimizar esses efeitos seria tratá-la antes do descarte. No presente trabalho foi avaliado o potencial de adsorção em batelada utilizando turfa e serragem de angico como adsorventes na remoção de BTEX em água produzida. A amostra de água produzida foi coletada na cidade de Carmópolis/SE. A capacidade de remoção da turfa foi de 32,4, 50,0, 63,0,
    67,8 e 61,8% para Benzeno, Tolueno, Etilbenzeno, m,p-Xileno e o-Xileno, respectivamente. Quando comparada com a serragem de angico, para o qual foi determinado uma remoção de 20,2, 36,4, 52,8, 57,8 e 53,7% para Benzeno, Tolueno, Etilbenzeno, m,p-Xileno e o-Xileno, respectivamente, ficou evidenciado uma maior capacidade de remoção da turfa. A identificação e quantificação dos BTEX foram feitas por cromatografia gasosa. A otimização e validação do método cromatográfico
    apresenta bons resultados, com exatidão acima de 90%, precisão abaixo de 6%, linearidade com coeficiente de determinação (r2) acima de 0,998, limite de detecção entre 0,09 - 0,18 μg L-1 e limite de quantificação entre 0,27 - 0,35 μg L-1. Este trabalho demonstrou alto potencial de materiais alternativos na remoção de compostos orgânicos em meio aquoso.

  • JOSÉ CARLOS DOS SANTOS
  • DESENVOLVIMENTO DE CATALISADORES A BASE DEE NIQUEL COM ESTRUTURA PEROVSQUITA PARA A UTILIZAÇÃO NA PRODUÇÃO DE GÁS DE SÍNTESE
  • Orientador : ANNE MICHELLE GARRIDO PEDROSA DE SOUZA
  • Data: 28/03/2011
  • Dissertação

  • ALYSSON SANTOS BARRETO
  • ESTUDO DA VIABILIDADE DE MATERIAIS METAL-ORGANICOS COMO SORVENTE ALTERNATIVO PARA A EXTRAÇAO DE PESTICIDAS EM MAMAO (CARICA PAPAYA) POR DMFS.
  • Orientador : MARIA ELIANE DE MESQUITA
  • Data: 15/03/2011
  • Dissertação

  • DANILO ALMEIDA RODRIGUES
  • PARAMETRIZAÇAO DO ATOMO DE EUROPIO COM A INCLUSAO EXPLICITA DE ORBITAIS DO TIPO S, P E D PARA OS METODOS AM1 E RM1
  • Orientador : RICARDO OLIVEIRA FREIRE
  • Data: 11/03/2011
  • Dissertação

  • EDENILSON DOS SANTOS NICULAU
  • CONTRIBUIÇÃO A QUÍMICA DOS COMPOSTOS VOLÁTEIS DE L.ALBA (MILL) N.E.BROWN E P. GRAVEOLENS L HERIT E ATIVIDADE INSETICIDA FRENTE A SPODOPTERA FRUGIPERDA (J.E SMITH)
  • Orientador : PERICLES BARRETO ALVES
  • Data: 18/02/2011
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho foi dividido em 3 partes os quais abordam 2 temas centrais: estudo dos compostos voláteis de Pelargonium graveolens e do óleo essencial de Lippia alba e avaliação de atividade inseticida frente à Spodoptera frugiperda. O capítulo 2 abordou o estudo dos voláteis das folhas de P. graveolens extraídos por “headspace” dinâmico utlizando Porapak Q®como adsorvente e turfa in natura, um adsorvente inédito empregado na extração de voláteis de plantas, sendo os resultados comparados com àqueles obtidos por hidrodestilação. Os resultados mostraram que a hidrodestilação (HD) foi mais eficiente na extração de linalol e formiato de citronelila. Enquanto citronelol, geraniol e tiglato de citronelila foram obtidos em maior proporção por “headspace”dinâmico utilizando turfa in natura como adsorvente (HSD-T), isomentona, 6,9-guaiadieno e -muuroleno foram identificados em maior proporção por “headspace” dinâmico utilizando Porapak Q®(HSD-P). O estudo de conversão comprovou que geraniol se converte em linalol, quando o geraniol é submetido a vapor d’água e altas temperaturas, porém a um pequeno percentual. Isso também comprova, em partes, o alto percentual de linalol obtido por HD em relação à HSD-T e HSD-P. A extração do hidrolato revelou variações na composição volátil em comparação com os outros métodos de extração. O Capítulo 3 abordou o estudo dos óleos essenciais de 9 acessos de L. alba coletados em 4 estados do Brasil empregando métodos estatísticos e verificando os acessos com melhores teor de óleo essencial. Os métodos estatísticos de análise hierárquica de agrupamentos (HCA) e análise de componentes principais (PCA) foram empregados para comprovar os dados experimentais e confirmar a formação dos grupos. Três grupos, representando os três quimiotipos, foram formados, dos quais o grupo I foi caracterizado por linalol e 1,8-cineol, grupo II por limoneno e carvona e grupo III por neral e geranial. No capítulo 4 foi abordado a avaliação de atividade inseticida dos óleos essenciais de P. graveolens (PEL-001) e L. alba(acessos LA-10, LA-22 e LA-57), bem como dos seus principais compostos majoritários (geraniol, linalol, 1,8-cineol, limoneno e carvona) frente à S. VIIfrugiperda. O ensaio de aplicação tópica mostrou que óleos essenciais de P. graveolens (PEL-001) e L. alba (acessos LA-10, LA-22, LA-57) apresentaram toxicidade aguda nas lagartas S. frugiperda, ocasionando mortalidade de até 100% na dose 192 µg/lagarta.

  • KARINE OLIVEIRA MOURA
  • UTILIZAÇÃO DE ESCAMAS DE PEIXE CORVINA PARA ADSORÇAO DE CR(VI) EM MEIO AQUOSO CINETICA E TERMODINAMICA POR CALORIMETRIA ISOTERMICA CONTÍNUA.
  • Orientador : ANTONIO REINALDO CESTARI
  • Data: 18/02/2011
  • Dissertação

  • MÁRIO FERREIRA CONCEIÇÃO SANTOS
  • ESTUDO QUIMICO DOS FUNGOS ENDOFITICOS PHOMOPSIS SP, GUIGNARDIA SP,ASPERGILLUS NIGER E ASPERGILLUS SP, ASSOCIADOS A ESPECIE VEGETAL HANCORNIA SPECIOSA (APOCINACEAE)
  • Orientador : GERALDO HUMBERTO SILVA
  • Data: 16/02/2011
  • Dissertação

  • ADRIANO AQUINO
  • Desenvolvimento e Validação de Método para Determinação de Resíduos de Pesticidas em Planta Medicinal desidratada Hyptis pectinata utilizando DMFS e CG/EM
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 11/02/2011
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Hyptis pectinata (L.) Poit (Sambacaitá) é uma planta medicinal muito utilizada noestado de Sergipe para o tratamento de doenças de pele, desordem gástrica,rinofaringite, congestão nasal, febre e várias infecções causadas por bactérias efungos. A Hyptis pectinata, assim como outras plantas medicinais, estão sujeitas acontaminação por pesticidas que são utilizados na agricultura, cujos resíduospodem causar danos ao homem e ao meio ambiente, devido à elevada toxicidadedesses produtos. No Brasil não há valores de limites máximos de resíduos (LMR)estabelecidos para pesticidas em plantas medicinais. Do mesmo modo, há poucainformação quanto ao grau de contaminação destes recursos fitoterápicos.Portanto, métodos analíticos têm de ser desenvolvidos para determinação deresíduos em plantas medicinais, com intuito de assegurar a saúde da população.Neste contexto, este trabalho propôs o desenvolvimento de um método analíticopara a determinação de pirimetanil, ametrina, diclofluanida, tetraconazol,flumetralina, cresoxim-metílico e tebuconazol em Hyptis pectinata, empregando adispersão da matriz em fase sólida (DMFS) e cromatografia gasosa acoplada aespectrometria de massas (CG/EM). Para tanto, foram avaliados as melhorescombinações sorvente/solvente (sílica gel, Florisil®, alumina neutra e polímeros decoordenação [Zn(BDC)(H2O)2]n, CuBTC, MIL-53/diclorometano,diclorometano:acetato de etila (1:1, v/v) e acetato de etila), na extração simultâneadestes pesticidas. Dentre as combinações avaliadas, o sistema constituído de 0,5g de C18 e 20 mL de diclorometano foi a mais eficiente, obtendo recuperaçõesentre 85 e 127%, com desvio padrão relativo entre 4 e 15%, nos níveis deconcentração 0,05; 0,1; 0,5 e 1,0 μg g-1. As linearidades foram acima de 0,9987 eos limites de detecção foram entre 0,02 e 0,07 μg g-1 e de quantificação, 0,05 e0,1 μg g-1. Entre as fases poliméricas (CuBTC, MIL-53 e [Zn(BDC)(H2O)2]n), o[Zn(BDC)(H2O)2]n foi a mais eficiente na extração de pirimetanil (83%), ametrina(95%), diclofluanida (90%), tetraconazol (81%), flumetralina (74%) e cresoximmetílico(94%), sendo portanto uma alternativa viável a substituição do sorventeconvencional C18.

2010
Descrição
  • NAILSON CORREIA DE ARAUJO
  • ESTUDO DA VARIAÇÃO DO MEIO DE CULTURA NA PRODUÇÃO DE METABÓLITOS SECUNDÁRIOS PELO FUNGO ENDOFÍTICO ASPERGILLUS NIGER
  • Orientador : GERALDO HUMBERTO SILVA
  • Data: 17/12/2010
  • Dissertação

  • ADRIANO SOUSA MESSIAS
  • CARACTERIZAÇÃO QUÍMICA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS GERADOS NAS ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTO- ETES DA CIDADE DE ARACAJU-SE
  • Orientador : CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
  • Data: 29/10/2010
  • Dissertação

  • RENÊ HUMBERTO TAVARES SANTOS
  • DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIA ELETROQUIMICAS PARA MONITORAMENTO AMBIENTAL DA RIFAMPICINA E SUA ELETRODEGRADAÇÃO PELA GERAÇÃO DE AGENTES OXIDANTES IN SITU
  • Orientador : MARIA DE LARA PALMEIRA DE MACEDO ARGUELHO
  • Data: 25/10/2010
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Os fármacos são considerados poluentes emergentes, uma vez que sua presença em ambientes aquáticos é cada vez maior. Essa pesquisa tem como objetivo desenvolver metodologias eletroquímicas que permitam monitorar e degradar a rifampicina em água de abastecimento público. Na etapa de monitoramento foi desenvolvido um método voltamétrico empregando um biossensor de quitosana para análise de rifampicina. Paralelo a este estudofoi desenvolvimento e otimizado um método de eletrodegradação empregando eletrodo do tipo Ânodo Dimensionalmente Estável ADE®(Ti/RuO2– TiO2). O comportamento voltamétrico da rifampicina no biossensor de quitosana empregando-se a técnica de voltametria de pulso diferencial evidencia a presença de um pico de oxidação irreversível em 0,492 V (vs Ag/AgCl) correspondente a transferênciaeletrônica de dois elétrons por molécula. O estudo do efeito da velocidade de varredura e do pH do meio indicaram tratar-se de um processo eletródico com controle difusional e dependente do pH. O método voltamétrico de determinação da rifampicina apresentou uma recuperação de 110% para 1,0 10-5mol.L-1. Nos experimentos de eletrodegradação da rifampicina sob eletrodos ADE®Foi avaliada a influência da densidade de corrente, obtendo como valor ótimo 120 mA cm-2. Para os ensaios em diferentes valores de pH, foi possível observar que os meios reacionais com pH 8 e 3 favoreceram a eletrólise da rifampicina para este tipo de reator em NaCl como eletrólito suporte com eletrodegradação de 100% das moléculas orgânicas da rifampicina em apenas 72s e 84s nestes meios racionais. Sendo que em apenas 48s a molécula da rifampicina foi totalmente degradada, por sua vez, seus subprodutos tiveram um tempo de eletrodegradação de 24 e 36s. A aplicação em água de abastecimento com acompanhamento da perda de cor foi feita por espectrofotometria na região do UV-Vis, em λ=370 nm. Houve uma remoção completa da cor e redução total da absorbância na eletrodegradação da rifampicina em aproximadamente 96 e 84s de eletrólise nos dois meios estudados, pH 3 e 8 respectivamente.

  • IZAIAS SOUZA DOS SANTOS
  • GEOQUÍMICA E DISTRIBUIÇÃO DOS METAIS TRAÇO EM TESTEMUNHOS DE SEDIMENTOS DO AÇUDE MARCELA- ITABAIANA - SERGIPE
  • Orientador : JOSE DO PATROCINIO HORA ALVES
  • Data: 21/10/2010
  • Dissertação

  • JULIO GOMES DOS SANTOS
  • DESENVOLVIMENTO DE UM NOVO MARCADOR LUMINESCENTE PARA MICROCISTINA: UM ESTUDO TEÓRICO
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 27/09/2010
  • Dissertação

  • ALEX SANDRO MAGNO DE SÃO JOSÉ SANTOS
  • AVALIAÇÃO DE DIFERENTES SORVENTES PARA EXTRAÇÃO EM FASE SÓLIDA DE PESTICIDAS EM ÁGUA
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 24/09/2010
  • Dissertação

  • ARIADNA CRISTINA GOMES BARBOSA BANDEIRA
  • CARACTERIZAÇÃO GEOQUÍMICA MARINHA E AVALIAÇÃO DO IMPACTO DAS ATIVIDADES ANTRÓPICAS E DE EXPLORAÇÃO DE PETRÓLEO SOBRE OS SEDIMENTOS DA PLATAFORMA CONTINENTAL DO ESTADO DE SERGIPE E SUL DE ALAGOAS.
  • Orientador : CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
  • Data: 10/09/2010
  • Dissertação

  • WESLEY FARIA GOMES
  • ESTUDO QUÍMICO DE RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS DO ESTADO DE SERGIPE: HANCORNIA SPECIOSA GOMES
  • Orientador : PAULO CESAR DE LIMA NOGUEIRA
  • Data: 09/09/2010
  • Dissertação

  • LUCIANO SANTOS
  • ESTUDO CONFORMACIONAL E ESPECTROSCÓPICO DO DIPIRIDAMOL: UMA VISÃO SEMIEMPÍRICA
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 02/08/2010
  • Dissertação

  • DANIELE SILVA DOS SANTOS
  • DESENVOLVIMENTO DE METODO POR CLAE-DAD PARA DETERMINAÇAO DE ESPILANTOL EM SPILANTHES ACMELLA(L)MURRAY
  • Orientador : PAULO CESAR DE LIMA NOGUEIRA
  • Data: 09/07/2010
  • Dissertação

  • MARCIA BEATRIZ REIS FROES
  • DESENVOLVIMENTO DE MÉTODO PARA DETERMINAÇÃO DE RESÍDUOS DE PESTICIDAS EM FRUTAS EXÓTICAS POR DISPERSÃO DA MATRIZ EM FASE SÓLIDA E CROMATOGRAFIA LÍQUIDA DE ALTA EFICIÊNCIA COM DETECTOR ESPECTROFOTOMÉTRICO COM ARRANJO DE DIODOS
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 21/06/2010
  • Dissertação

  • CRISTIANE OLIVEIRA VALENTE
  • DESENVOLVIMENTO DE UM BIOSSENSOR A BASE DE HEMINA PARA ANÁLISE DE AMODIAQUINA EM LEITE MATERNO
  • Orientador : MARIA DE LARA PALMEIRA DE MACEDO ARGUELHO
  • Data: 16/06/2010
  • Dissertação

  • ELISSANDRO SOARES EMIDIO
  • DESENVOLVIMENTO, VALIDAÇÃO E APLICAÇÃO DE MICROEXTRAÇÃO EM FASE SÓLIDA E MICROEXTRAÇÃO EM FASE LÍQUIDA PARA DETERMINAÇÃO DE CANABINÓIDES EM CABELO HUMANO POR CROMATOGRAFIA EM FASE GASOSA ACOPLADA A ESPECTROMETRIA DE MASSAS NO MODO TANDEM
  • Orientador : HAROLDO SILVEIRA DOREA
  • Data: 21/05/2010
  • Dissertação

  • SANDRA SANTOS RIBEIRO
  • ESTUDO FITOQUIMICO E ATIVIDADES BIOLOGICAS DE JATROPHA CURCAS L
  • Orientador : VALERIA REGINA DE SOUZA MORAES
  • Data: 29/04/2010
  • Dissertação

  • GRAZIELE DA COSTA CUNHA
  • AVALIAÇÃO DA POTENCIALIDADE DA HUMINA NA ABSORÇÃO/DESSORÇÃO DE TRIHALOMETANOS
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 30/03/2010
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A utilização de cloro e outros compostos nas Estações de Tratamento de Água
    para consumo humano têm atraído a atenção da comunidade científica devido
    as suas reações com a matéria orgânica natural (MON) as quais podem gerar
    subprodutos indesejáveis na perspectiva da saúde humana. Os trihalometanos
    são frequentemente encontrados nos sistemas de tratamento de água, sendo
    os mais comuns o clorofórmio (CHCl3), diclorobromometano (CHBrCl2),
    dibromoclorometano (CHBr2Cl) e bromofórmio (CHBr3). Adsorventes
    alternativos são pesquisados para remoção desses compostos, os quais sejam
    economicamente viáveis, de fácil disposição e que possam ser facilmente
    regenerados sem perda das suas propriedades. Assim, o objetivo do presente
    trabalho foi avaliar a performance da adsorção em batelada e em coluna de
    leito fixo usando humina in natura e imobilizada em sílica de sódio,
    respectivamente, na adsorção dos principais trihalometanos (THM)
    encontrados no sistema de abastecimento de água, bem como avaliar a
    capacidade de regeneração da mesma após a dessorção térmica.
    Cineticamente, a adsorção dos THM por humina pode ser descrita pelo modelo
    de pseudo segunda ordem, com capacidade de remoção de mais de 50% nos
    primeiros cinco minutos para todos os compostos em estudo. O modelo da
    isoterma de Freundlich foi o que melhor se ajustou com tempo de equilíbrio de
    240 min. Os resultados da adsorção dos THM foram significativos p<0,05 para
    os ensaios em batelada (74,6-82,2% de remoção) e em coluna (99,7% de
    remoção para os testes otimizados), sendo influenciado significativamente pelo
    fluxo e altura do leito adsorvente. Os ensaios de dessorção térmica
    15
    comprovaram o potencial da humina na remoção dos THM, devido ao aumento
    significativo p<0,05 de 18,88, 18,09, 24,16, 20,15 e 24,16% para o CHBr3,
    CHBr2Cl, CHBrCl2, CHCl3 e trihalometanos totais respectivamente, na
    capacidade de adsorção da humina entre primeiro e o quinto ciclo de reuso do
    leito. O trabalho demonstra o potencial da humina na remoção de THM.

  • CLAUDIA PEREIRA DA SILVA
  • DETERMINAÇÃO DE ACIDOS HALOACÉTICOS EM AGUA UTILIZANDO TECNICAS CROMATOGRAFICAS
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 18/03/2010
  • Dissertação

  • DANIELA KUBOTA
  • ESTUDO FISICO-QUIMICO DO COMPLEXO DE INCLUSÃO DO FARMACO TRIMETOPRIM COM A BETA-CICLODEXTRINA ALEATORIAMENTE METILADA
  • Orientador : IARA DE FATIMA GIMENEZ
  • Data: 16/03/2010
  • Dissertação

  • JOSÉ MARCOS VALENTIM DE CARVALHO
  • DESENVOLVIMENTO DE UM MÉTODO PARA DETERMINAÇÃO DE ÁCIDOS ORGÂNICOS EM SUCOS DE FRUTAS UTILIZANDO ELETROFORESE CAPILAR DE ZONA (ECZ)
  • Orientador : ANA PAULA GEBELEIN GERVASIO
  • Data: 09/03/2010
  • Dissertação

  • ROGERIO LUIZ DA SILVA
  • "DESENVOLVIMENTO DE MÉTODO PARA DETERMINAÇÃO DE RESÍDUOS DE PESTICIDAS EM ALFACE (LATUCA SATIVA) PRODUZIDA EM SISTEMA CONVENCIONAL"
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 25/02/2010
  • Dissertação

  • AMANDA MARIA DANTAS DE JESUS
  • UTILIZAÇÃO DE HUMINA COMO UM MATERIAL ALTERNATIVO DA ADSORÇÃO/DESSORÇÃO DE CORANTES REATIVOS
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 24/02/2010
  • Dissertação
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Nas últimas décadas, os problemas ambientais têm se tornado cada vez mais críticos e frequentes, principalmente devido ao desmedido crescimento populacional e ao aumento da atividade industrial. A indústria têxtil merece atenção redobrada nesse contexto pela elevada quantidade de água utilizada nos processos de acabamento e geração de grandes volumes de efluentes líquidos. Esse trabalho teve como objetivo determinar as condições ótimas de adsorção / dessorção de corantes reativos utilizando experimentos em bateladas e colunas de leito fixo com humina imobilizada em silicato. A imobilização da humina foi verificada utilizando-se a técnica de espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourrier. Isotermas de adsorção foram construídas e os dados cinéticos foram ajustados aos modelos encontrados na literatura. Resultados dos experimentos em batelada mostraram que a adsorção de Reactive Red 120 e Reactive Orange 16 por humina foi mais efetiva em pH 1,0 e pH 2 para o RB 2. E múltiplos ciclos de adsorção/dessorção foram testados nos experimentos em coluna de leito fixo com humina imobilizada em silicato. Os equilíbrios de adsorção foram alcançados rapidamente para todas as concentrações iniciais de corante utilizadas. Medições da temperatura indicaram que o processo foi exotérmico e descrito por um modelo cinético de pseudo-segunda ordem para todos os corantes. A isoterma de Freundlich se ajustou melhor para o RO 16, enquanto que a isoterma de Langmuir descreveu melhor a adsorção de RR 120 e do RB 2. Experimentos em coluna mostraram eficiências de adsorção de 96,2; 62,1 e 44,6% para o RR120, RO 16 e RB 2, respectivamente, bem como boa eficiência de dessorção de 81,4; 51,3 e 23,7% para os mesmos corantes, respectivamente. Uma diminuição da eficiência de retenção foi observada entre o primeiro e o segundo ciclo para o RO 16, RR 120 e RB 2 de aproximadamente 16, 21 e 26%, respectivamente. Entre o segundo e o terceiro ciclo de 7, 1 e 1% para os mesmos corantes. O que mostra a possibilidade de utilização da coluna em ciclos adicionais. O biossorvente apresenta um excelente desempenho na remoção de corantes reativos, com a vantagem que pode ser regenerado e reutilizado.

  • OSMIR FABIANO LOPES DE MACEDO
  • COMPLEXOS DE INCLUSÃO DO FÁRMACO TRIMETOPRIM EM HIDROXIPROPIL-Y-CICLODEXTRINA
  • Orientador : LUIS EDUARDO ALMEIDA
  • Data: 22/02/2010
  • Dissertação

2009
Descrição
  • MARIA JOSÉ XAVIER
  • ESTUDO SISTEMÁTICO EM COMPLEXOS DE INCLUSÃO A BASE DE COLODEXTRINAS NO CONTROLE DE INTERFERENTES QUIÍMICO-AMBIENTAIS: UMA METODOLOGIA TEÓRICA
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 13/10/2009
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Um dos grandes problemas ambientais em discussão está relacionado ao fato de hormônios naturais e sintéticos estarem sendo freqüentemente encontrados em efluentes de Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) e águas naturais, bem como o fato de os tratamentos convencionais não serem eficientes em remover tais substâncias. Estas substâncias são uma categoria recente de poluentes ambientais que interferem no funcionamento do sistema endócrino humano e de animais, estando relacionadas com o aparecimento de diversos tipos de câncer e disfunções nestes organismos vivos. Na tentativa de contribuir para resolver este problema, propomos um estudo, a partir de uma metodologia teórica, com ciclodextrinas (CDs), moléculas hábeis para formar complexos de inclusão com muitas substâncias orgânicas pouco solúveis em meio aquoso, pois, acreditamos que as CDs são agentes complexantes promissores para tal tarefa. Assim, neste trabalho estudamos a complexação dos 4 esteróides mais comuns encontrados nas ETEs, com 14 βCDs diferentes escolhidas a critério, a fim de determinar uma CD mais promissora para a remoção destes esteróides do meio ambiente. Inicialmente, procuramos identificar um método semiempírico capaz de melhor descrever a estrutura cristalográfica de vários compostos de inclusão a base de CDs, para numa segunda etapa aplicá-lo no estudo daformação de complexos de inclusão com os esteróides, investigando dois modosde inclusão: ine out. Os cálculos iniciais apontaram o método PM3 como o melhor método na descrição estrutural deste tipo de sistema. Já os resultados dos estudos de complexação com os esteróides sugerem que, no geral, o arranjo estrutural energeticamentemais favorável corresponde ao arranjo out. Uma análise das interações mais significativas para a estabilidade dos complexos mostra que, as LHs e as interações dipolo-dipolo têm uma contribuição pequena para a estabilização dos complexos, por outro lado, a hidrofobicidade dos substituintes nos esteróides, se mostrou fundamental para decidir o modo de inclusão mais favorável com que o esteróide entra na cavidade da CD. E finalmente, os resultados mostram que de modo geral, todas as CDs investigadas, teoricamente, possuem comportamento semelhante entre si, na inclusão dos esteróides estudados.

  • IATAANDERSON ALVES DE OLIVEIRA
  • "SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DO HÍBRIDO SÍLICA/QUITOSANA: ESTADO D INTERAÇÃO COM CORANTE ANIÔNICO"
  • Orientador : ANTONIO REINALDO CESTARI
  • Data: 04/09/2009
  • Dissertação

  • CINTIA DOS SANTOS OLIVEIRA
  • "ESTUDO CINÉTICO E TERMODINÂMICO DA INTERAÇÃO DE CORANTES ANIÔNICOS COM ESCAMAS DE PEIXE PIAU (LEPORINUS ELONGATUS)"
  • Orientador : EUNICE FRAGOSO DA SILVA VIEIRA
  • Data: 31/07/2009
  • Dissertação

  • CLOVIS FERNANDES DA SILVA FILHO
  • DETERMINAÇÃO DE RESÍDUOS DOS PESTICIDAS PIRIMETANIL, PIRIMICARBE E BUPROFEZINA EM ÁGUAS AMBIENTAIS POR SMPE E GC-MS"
  • Orientador : HAROLDO SILVEIRA DOREA
  • Data: 17/07/2009
  • Dissertação

  • ADILSON COSTA SANTOS
  • CARACTERIZAÇÃO E INTERAÇÕES ENTRE MATÉRIA ORGÂNICA NATURAL E ÍONS METÁLICOS POR ULTRAFILTRAÇÃOEM FLUXO TANGENCIAL COM MULTIPLOS ESTAGIOS
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 22/06/2009
  • Dissertação

  • ELAINE MENESES SOUZA LIMA
  • DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIA ELETROANALÍTICA PARA DERMINAÇÃO DE TRICLOSAN EM AGUAS NATURAIS
  • Orientador : MARIA DE LARA PALMEIRA DE MACEDO ARGUELHO
  • Data: 19/06/2009
  • Dissertação

  • ANGÊLO FRANCKLIN PITANGA
  • DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIA ELETROANALITICA PARA DETERMINAÇÃO DE CETOCONAZOL EM FORMULAÇÕES FARMACÊUTICAS UTILIZANDO ELETRODO DE PASTA DE CARBONO MODIFICADO COM HEMINA
  • Orientador : MARIA DE LARA PALMEIRA DE MACEDO ARGUELHO
  • Data: 08/06/2009
  • Dissertação

  • DEBORA SANTOS SILVA BEZERRA
  • DESENVOLVIMENTO DE MÉTODO ANALÍTICO PARA DETERMINAÇÃO DE RESÍDUOS DE PESTICIDAS EM MEL DE ABELHAS APIS MELIFERA
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 27/05/2009
  • Dissertação

  • ELZE KELLY BARBOSA VIEIRA
  • "ESTUDOS DOS COMPLEXOS DE INCLUSÃO COM CICLODEXTRINA: UMA VISÃO SEMIEMPÍRICA"
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 26/05/2009
  • Dissertação

  • HELENA ROBERTO BONAPARTE NETA
  • "METAIS TRAÇO EM SEDIMENTOS DO ESTUÁRIO DO RIO PIAUÍ - SERGIPE"
  • Orientador : JOSE DO PATROCINIO HORA ALVES
  • Data: 25/05/2009
  • Dissertação

  • PATRICIA SOARES DE LIMA
  • ESTUDOS CALORIMÉTRICOS DA ADSORÇÃO E LIBERAÇÃO DA PIRIMETAMINA E SULFADIAZINA EM MATRIZ DE QUITOSANA QUIMICAMENTE MODIFICADA
  • Orientador : LUIS EDUARDO ALMEIDA
  • Data: 21/05/2009
  • Dissertação

  • MARCOS VINICIUS TELES GOMES
  • ESTUDO DA OCORRÊNCIA DE METAIS-TRAÇO EM SEDIMENTOS SUPERFICIAIS DO RIO SÃO FRANCISCO À MONTANTE E À JUSANTE DA REPRESA DE TRÊS MARIAS
  • Orientador : JOSE DO PATROCINIO HORA ALVES
  • Data: 14/05/2009
  • Dissertação

  • SILVANA VIEIRA FLORESTA GOMES
  • DESENVOLVIMENTO DE MÉTODO POR CROMATOGRAFIA LÍQUIDA DE ALTA EFICIÊNCIA PARA DIFERENCIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE LIPPIA GRACILIS SHAUER
  • Orientador : VALERIA REGINA DE SOUZA MORAES
  • Data: 08/05/2009
  • Dissertação

  • WENDEL MENEZES FERREIRA
  • "DISTRIBUIÇÃO DE METAIS-TRAÇO EM SEDIMENTOS SUPERFICIAIS DA SUB-BACIAHIDROGRÁFICA DO RIO VAZA BARRIS-SE"
  • Orientador : CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
  • Data: 27/04/2009
  • Dissertação

  • MABEL RIBEIRO SOUZA
  • ESTUDO DO LODO GERADO NA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE BUÍQUE – PE: CARACTERIZAÇÃO, QUANTIFICAÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE OPORTUNIDADES DE MINIMIZAÇÃO DOS RESÍDUOS
  • Orientador : CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
  • Data: 06/04/2009
  • Dissertação

  • LUIZ OLIVEIRA PASSOS
  • ESTUDO DA VARIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO ÓLEO ESSENCIAL DE CALYPTRANTHES RESTINGAE SOBRAL (MYRTACEAE)
  • Orientador : PAULO CESAR DE LIMA NOGUEIRA
  • Data: 30/03/2009
  • Dissertação

  • PEDRO HENRIQUE VIANA DE CARVALHO
  • "DESENVOLVIMENTO DE MÉTODO PARA DETERMINAÇÃO DE RESÍDUOS DE PESTICIDAS EM PLANTA MEDICINAL CORDIA SALICIFOLIA UTILIZANDO AS TÉCNICAS DE MSPD, GC/MS E HPLC-UV"
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 11/02/2009
  • Dissertação

2008
Descrição
  • TAÍS SANTOS SAMPAIO
  • "ESTUDO FITOQUÍMICO DE HANCORNIA SPECIOSA GOMES: ISOLAMENTO, DETERMINAÇÃO ESTRUTURAL E ATIVIDADE BIOLÓGICA"
  • Orientador : PAULO CESAR DE LIMA NOGUEIRA
  • Data: 12/09/2008
  • Dissertação

  • BRUNO BARBOZA CUNHA
  • "UTILIZAÇÃO DE TURFAS TROPICAIS COMO ALTERNATIVA À REMEDIAÇÃO DE EFLUENTES CONTENDO VANÁDIO"
  • Orientador : IRAMAIA CORREA BELLIN
  • Data: 16/06/2008
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, caracterizaram-se amostras de turfa coletadas em
    diferentes profundidades na turfeira de Santo Amaro das Brotas, Sergipe.
    As amostras de turfa foram caracterizadas por análise elementar e
    espectroscopia na região do infravermelho com transformada de Fourier.
    Os resultados mostraram que os teores de matéria orgânica e as razões
    atômicas C/N e C/O aumentaram com a profundidade, entretanto, os
    valores da razão atômica C/H permaneceram, praticamente, constantes.
    Parâmetros que exercem influência na adsorção de vanádio pela turfa,
    como pH, concentração inicial de vanádio, profundidade de coleta e força
    iônica foram estudados. A análise dos resultados mostrou melhor
    adsorção do vanádio em pH 5,0 a 7,0, concentração de vanádio 10,0 mg
    L-1, profundidade 0–10 e 50–60 cm e sem o ajuste da força iônica. A
    adsorção de vanádio pela turfa segue o modelo proposto por Langmuir
    para reações de cinética de pseudo-segunda ordem.

  • PATRÍCIA FERNANDA ANDRADE
  • "SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE COMPÓSITOS DE CARBONO A PARTIR DA BORRA DE PETRÓLEO"
  • Orientador : LEDJANE SILVA BARRETO
  • Data: 22/04/2008
  • Dissertação

  • LUCIANO EVANGELISTA FRAGA
  • "ESTUDO DA DEGRADAÇÃO DE MICROCISTINA ATRAVÉS DE GERAÇÃO DE CLORO ATIVO POR FOTOELETROCATÁLISE UTILIZANDO ELETRODONANOPOROSO DE TI/TIO2"
  • Orientador : MARIA DE LARA PALMEIRA DE MACEDO ARGUELHO
  • Data: 26/03/2008
  • Dissertação

  • ANA PAULA DOS SANTOS BATISTA
  • "CARACTERIZAÇÃO DAS PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS DE TURFAS IN NATURA E MODIFICADAS E SUA APLICAÇÃO NA REMOÇÃO EM CR (III)"
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 25/03/2008
  • Dissertação

  • LUIZ PEREIRA DA COSTA
  • CINÉTICA DE ABSORÇÃO DO CORANTE CATIÔNICO EM MEMBRANAS DE ALGINATO
  • Orientador : ANTONIO REINALDO CESTARI
  • Data: 22/02/2008
  • Dissertação

  • ELIAS DE BARROS SANTOS
  • "CARACTERIZAÇÃO DE ESCAMAS DE PEIXE PIAU (LEPORINUS ELONGATUS) E SUA APLICAÇÃO NA REMOÇÃO DE ÍONS CU(II) EM MEIO AQUOSO"
  • Orientador : EUNICE FRAGOSO DA SILVA VIEIRA
  • Data: 19/02/2008
  • Dissertação

2007
Descrição
  • JACKELINE ANDRADE MOTA SANTOS
  • ASPECTOS CINÉTICOS DAS ADSORÇÕES DE CORANTES REATIVOS E MICROESFERAS DE QUITOSANA
  • Orientador : ANTONIO REINALDO CESTARI
  • Data: 17/08/2007
  • Dissertação

  • SOLANGE DA CONCEIÇÃO ALMEIDA CERQUEIRA
  • REDUÇÃO/REMOÇÃO DE CROMO HEXAVALENTE POR TURFA E HUMINA
  • Orientador : LUCIANE PIMENTA CRUZ ROMAO
  • Data: 10/08/2007
  • Dissertação

  • MARLÚCIA SANTOS BARRETO
  • ASPECTOS GEOQUÍMICOS E DISTRIBUIÇÃO DE METAIS EM SEDIMENTOS SUPERFICIAIS DA SUB-BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO POXIM-SE
  • Orientador : JOSE DO PATROCINIO HORA ALVES
  • Data: 28/05/2007
  • Dissertação

  • MARIA GEOVÂNIA DANTAS SILVA
  • DESENVOLVIMENTO DE MÉTODOS PARA DETERMINAÇÃO DE RESÍDUOS DE PESTICIDAS EM POLPA DE COCO UTILIZANDO A
  • Orientador : SANDRO NAVICKIENE
  • Data: 20/04/2007
  • Dissertação

  • ANA PAULA CAVALCANTE DE OLIVEIRA
  • “ESTUDOS ESPECTROSCÓPICOS DA INTERAÇÃO DA PIRIMETAMINA COM VESÍCULAS DE FOSFOLIPÍDIOS”
  • Orientador : LUIS EDUARDO ALMEIDA
  • Data: 04/04/2007
  • Dissertação

  • TATIANA KUBOTA
  • CONTRIBUIÇÃO À QUÍMICA DOS COMPOSTOS VOLÁTEIS DE FRUTOS DO NORDESTE: HANCORNIA SPECIOSA GOMES
  • Orientador : PAULO CESAR DE LIMA NOGUEIRA
  • Data: 23/03/2007
  • Dissertação

  • MARCIA VALERIA GASPAR DE ARAUJO
  • QUÍMICA SUPRAMOLECULAR: COMPOSTOS DE INCLUSÃO DE PIRIMETAMINA E SULFADIAZINA EM HIDROXIPROPIL-BETA-C
  • Orientador : IARA DE FATIMA GIMENEZ
  • Data: 27/02/2007
  • Dissertação

  • KENNEDY ALEXANDRE SOUZA ARAGÃO
  • DETERMINAÇÃO DE METAIS TRAÇO EM EFLUENTES HIPER SALINOS RELACIONADOS NO BENEFICIAMENTO DE DEPÓSITOS EVAPORÍTICOS DO ESTADO DE SERGIPE
  • Orientador : CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
  • Data: 26/02/2007
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • ...

  • MARCELO OLIVEIRA RODRIGUES
  • SÍNTESE, CARACTERIZAÇÃO, ESTUDOS ESPECTROSCÓPICOS E ESTRUT. DAS REDES DE COORD. COM ÍONS LANTANÍDEOS
  • Orientador : MARIA ELIANE DE MESQUITA
  • Data: 23/02/2007
  • Dissertação

  • MOACIR DOS SANTOS ANDRADE
  • “ESTUDO FITOQUÍMICO DE KIELMEYERA RUGOSA CHOISY”
  • Orientador : VALERIA REGINA DE SOUZA MORAES
  • Data: 23/02/2007
  • Dissertação

2006
Descrição
  • EDJANE ROCHA DOS SANTOS
  • ESTUDOS ESPECTROSCÓPICOS DE COMPLEXOS DE LANTENÍDEOS LIVRES E EM MATRIZ VÍTREAS
  • Orientador : MARIA ELIANE DE MESQUITA
  • Data: 09/06/2006
  • Dissertação

  • ALANE AZEVEDO PINTO
  • AVALIAÇÃO DE PROCESSOS DE INTERAÇÃO DE ÁCIDO CLORÍDRICO COM PASTAS À BASE DE RESINAS EPÓXI ESPECIAIS
  • Orientador : ANTONIO REINALDO CESTARI
  • Data: 07/04/2006
  • Dissertação

  • GILDERMAN SILVA LÁZARO
  • ESTUDO ESPECTROSCÓPICO DA INTERAÇÃO DE PIR E SDZ COM SISTEMAS MODELOS
  • Orientador : LUIS EDUARDO ALMEIDA
  • Data: 31/03/2006
  • Dissertação

  • ELAINE CRISTINA NOGUEIRA LOPES DE LIMA
  • INTERAÇÃO DA PIRIMETAMINA COM DERIVADOS DE QUITOSANA-DADOS CINÉTICOS OBTIDOS POR CALORIMETRIA ISOTÉ
  • Orientador : EUNICE FRAGOSO DA SILVA VIEIRA
  • Data: 03/03/2006
  • Dissertação

  • MARCELO LEITE DOS SANTOS
  • "ESTUDOS TEÓRICOS DA ATIVIDADE E SELETIVIDADE DE DROGAS INIBIDORAS DA ENZIMA DIIDROFOLATO REDUTASE"
  • Orientador : NIVAN BEZERRA DA COSTA JUNIOR
  • Data: 02/03/2006
  • Dissertação

2005
Descrição
  • JOSÉ RICARDO LIMA BISPO
  • DETERMINAÇÃO DE HIDROCARBONETOS POLICÍCLICOS AROMÁTICOS EM ÁGUA PRODUZIDA POR EXTRAÇÃO EM FASE SÓLIDA E ANÁLISE POR CROMATOGRAFIA GASOSA COM DETECTOR DE IONIZAÇÃO POR CHAMA
  • Orientador : HAROLDO SILVEIRA DOREA
  • Data: 18/11/2005
  • Dissertação
  • Mostrar Resumo
  • A presença de hidrocarbonetos policiclicos aromáticos (HPA água produzida é um motivo de preocupação ambiental. Dentre estes.' HPA (naftaleno, acenaftileno, acenafteno, fluoreno, fenantreno, antracer:.,- fluoranteno, pireno, benzo[a]antraceno, criseno, benzo[b]fluoranter c benzo[k}fluoranteno, benzolalpireno, dibenzo[b,c1fitiorantenc dibenzola,hiantraceno e benzo[ghi]perileno) se encontram na lista Je contaminantes prioritários devido as suas propriedades carcinogênicas e mutagênicas. Um pré-tratamento dessa amostra complexa é requerido cem o objetivo de promover um enriquecimento da fração dos analitos de interesse e livrar de outros componentes da matriz. O objetivo do trabalho é validar uma metodologia analítica para determinar os 16 HPA prioritários em água produzida usando extração em fase sólida e análise por cromatografia em fase gasosa com detector de ionização por chama. Foram feitos testes de filtração da amostra, solvente de eluição, de solubilização dos HPA acidez da amostra, secagem do sorvente e silanização da vidraria, para se otimizar o método analítico. Estudos de recuperação foram feitos em água do mar e água produzida, com fortificação com padrão de HPA nos níveis 10 e 100 pg/L (n=5). Os melhores resultados de recuperação foram aqueles que no procedimento não houve etapa de filtração, que foram eluidos com hexano e vidraria foi silanizada. A regressão linear compreendeu um intervalo de 0,5 a 5,0 pg/mL, os valores de recuperação variaram de 54,97±10,26% para o naftaleno a 93,13 ±10,48% para o antraceno. Os limites de detecção variaram de 0,02 a 0,04 pg/L e os de quantificação de 0,05 a 0,16 pg/L. As concentrações de HPA nas amostras de água produzidas variaram de 3,53 pg/L para o fenantreno a 44,30 pg/L para o naftaleno, com um total de 177,71 pg/L, com fator de pré-concentração de 1000. As concentrações de HPA nas amostras de água do mar variaram de 1,97 pg/L para o benzoNfluoranteno a 12,95 pg/L para o benzo[a]antraceno, com um total de 60,27 pg/L.

  • SILVANITO ALVES BARBOSA
  • DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIA ELETROANALÍTICA PARA DETERMINAÇÃO DE PESTICIDA ORGANOFOSFORADO EM ÁGUAS NATURAIS
  • Orientador : CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
  • Data: 27/09/2005
  • Dissertação

  • ROBSON DANTAS VIANA
  • OTIMIZAÇAO DE METODOS DE DIGESTAO DE AMOSTRAS DE TECIDO VEGETAL EM SISTEMA FECHADO UTILIZADO PLANEJAMENTO FATORIAL E MATRIZ DOEHLERT.
  • Orientador : CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
  • Data: 21/06/2005
  • Dissertação

  • ELISANGELA DE ANDRADE PASSOS
  • DISTRIBUIÇÃO DE SULFETO VOLATIZADO EM MEIO ACIDO E MATAIS PESADOS EM SEDIMENTOS DO ESTUARIO DO RIO SERGIPE.
  • Orientador : JOSE DO PATROCINIO HORA ALVES
  • Data: 19/05/2005
  • Dissertação

  • JEREMIAS DE SOUZA MACEDO
  • APROVEITAMENTO DOS RESIDUOS DO BENEFICIAMENTO DE FIBRAS DE COCO NA OBTENÇAO DE UM ECO-MATERIAL: CARBONO ATIVADO MESOPORO.
  • Orientador : LEDJANE SILVA BARRETO
  • Data: 29/04/2005
  • Dissertação

  • ADALBERTO MENEZES FILHO
  • "DETERMINAÇÃO DE RESÍDUOS DE PESTICIDAS EM TOMATE POR DISPERSÃO DA MATRIZ EM FASE SÓLIDA E ANÁLISE POR GC-MS"
  • Orientador : HAROLDO SILVEIRA DOREA
  • Data: 20/04/2005
  • Dissertação

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r16088-62c448d53e