Área de Concentração
Mestrado
PLANEJAMENTO E TECNOLOGIAS EM SAÚDE
Linhas Pesquisa :
› PLANEJAMENTO, GESTÃO E CUIDADOS EM AMBIENTE DE SAÚDE
PLANEJAMENTO E TECNOLOGIAS EM SAÚDE- A linha de pesquisa em Planejamento, gestão e cuidados em ambiente de saúde viabiliza processos de formação profissional avançada de relevância social, científica e tecnológica, trazendo soluções para os problemas da ambiência da saúde; e que possa responder às demandas da população do Estado de Sergipe e do Brasil. Considera as políticas de saúde no Brasil, analisando instituições políticas e práticas de saúde, sua operacionalização e impacto na qualidade de vida da população. Aborda as questões ligadas ao financiamento em saúde, à avaliação de serviços e o planejamento em saúde. Discute a estrutura epidemiológica dos problemas de saúde, a epidemiologia descritiva para a saúde e áreas afins. Enfatiza a necessidade da melhoria contínua e eliminação dos desperdícios. Trata do Downtime, sob a ótica dos seguintes elementos no ambiente hospitalar: defeitos, superprodução, espera, não uso de pessoal, transporte, estoque, movimento, processamento extra. Implementa os conceitos do Custeio baseado em atividades (Sistema de Custeio ABC). Direciona o incremento da Postura no trabalho, levantamento e transporte de cargas. LER/DORT. Ergonomia cognitiva. Gestão de programas em Higiene e Segurança no Trabalho. Serviços de saúde ocupacional e Técnicas de análise de riscos. Discute modelos de funcionalidade e incapacidade; Apresentação da classificação de casos clínicos; Construção e Inclusão de Indicadores de Funcionalidade nos sistemas de Formação; Instrumentos de avaliação validados e sua relação com a Classificação de internacional de Funcionalidade (CIF); Codificação de fichas multiprofissionais de avaliação; Como operacionalizar os indicadores de funcionalidade nos serviços. Caracteriza o processo de comunicação presente nas relações interpessoais desenvolvidas em nível ambulatorial e hospitalar Aplicação de habilidades e competências utilizadas na comunicação entre o profissional de saúde e o paciente.
› TECNOLOGIA E INOVAÇÃO EM SAÚDE
PLANEJAMENTO E TECNOLOGIAS EM SAÚDE- A linha de pesquisa em Tecnologia e Inovação em Saúde atende às estratégias de decisão do gestor público de saúde, do desenvolvimento tecno-científico, bem como a articulação da saúde com as demais políticas sociais e econômicas do país. Os princípios básicos adotados para esta linha trazem o estudo dos conceitos de inovação, seus reflexos estratégicos em relação ao desempenho das organizações e suas aplicações na área da saúde. Discute de modelos de gestão para desenvolvimento da capacidade inovadora no ambiente hospitalar. Apresenta abordagens da metodologia científica aplicada às tecnologias e ao empreendedorismo inovador. Direcionada aos projetos de desenvolvimento de produtos com vistas à inovação tecnológica na área da saúde. Apresenta estudos sobre a informática aplicada às ciências da saúde e tecnologias de informação e comunicação, dos fundamentos da Informática em Saúde; Política Nacional de Informação e Informática em Saúde; Telemedicina e Telessaúde; Sistemas de Informação em Saúde; Prontuário Eletrônico do Paciente e Ferramentas Educacionais em Saúde. Introduz conceitos para a Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS), sustentabilidade de sistemas e serviços de saúde e o papel ATS. Fontes de Informação Utilizadas em Avaliações de Tecnologias em Saúde; Qualidade dos estudos úteis em ATS. Ferramentas para Avaliação da Qualidade dos Estudos: Ensaios Clínicos e Estudos de Acurácia Diagnóstica. Ferramentas para Avaliação da Qualidade dos Estudos: Revisões Sistemáticas. Aplicação da ATS no SUS. Métodos de Recomendações Práticas para Gestores. ATS na Prática da Gestão do SUS. O Curso de Mestrado Profissional exigirá, no mínimo, 10(dez) créditos em disciplinas obrigatórias, 02 (dois) créditos em Seminários de Pesquisa, 12 (doze) créditos em disciplinas optativas, totalizando 24 (vinte e quatro) créditos. Os créditos obrigatórios e optativos deverão ser preferencialmente concluídos até o final do primeiro ano do ingresso no programa. O aluno poderá cursar disciplinas optativas em outros programas de pós-graduação, solicitando a revalidação dos créditos ao Colegiado do MPGTIS, através do seu respectivo orientador. O percentual de carga horária optativa fora do programa não deverá exceder a 50% (06 créditos).
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r11747-970edecc06