UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 23 de Maio de 2019


DCS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Projetos de Pesquisa


: Visualizar Detalhes do Projeto de Pesquisa
CRISTIANO WELLINGTON NOBERTO RAMALHO
2012, A cultura do trabalho do pescador artesanal sergipano: cadeia produtiva e práticas ecossociais pesqueiras
EMILIO DE BRITTO NEGREIROS
2012, Os conflitos socioambientais na Reserva Extrativista do Litoral Sul de Sergipe: sociabilidade, natureza e resistência
ERNESTO SEIDL
2012, Elites Empresariais, Grupos Familiares e Estruturação do Espaço do Poder em Sergipe
FERNANDA RIOS PETRARCA
2018, Elites Médicas em Sergipe: padrões de recrutamento e modalidades de ascensão profissional
2018, ELITES JURÍDICAS EM SERGIPE: RECRUTAMENTO, RECONVERSÕES E REDES DE RELAÇÕES
2017, ELITES MÉDICAS EM SERGIPE: ATUAÇÃO POLÍTICA E INVESTIMENTO PROFISSIONAL
2017, ELITES JURÍDICAS EM SERGIPE: RECRUTAMENTO, RECONVERSÕES E REDES DE RELAÇÕES
2016, ELITES JURÍDICAS EM SERGIPE: RECRUTAMENTO, RECONVERSÕES E REDES DE RELAÇÕES
2016, Elites Profissionais e Modalidades de Investimento na Medicina em Sergipe
2015, ELITES JURÍDICAS: POLÍTICA, PARENTELA E DIREITO EM SERGIPE
2015, ELITES MÉDICAS EM SERGIPE: MODALIDADES DE INSERÇÃO, RECRUTAMENTO E INVESTIMENTOS NA MEDICINA EM SERGIPE
2014, Condições de exercício da medicina em Sergipe: formas de entrada, recrutamento e investimento
2013, ELITES MÉDICAS EM SERGIPE: ATUAÇÃO POLÍTICA E INVESTIMENTO PROFISSIONAL
2012, ELITES PROFISSIONAIS: MODALIDADES DE INSERÇÃO, RECRUTAMENTO E INVESTIMENTOS NA MEDICINA EM SERGIPE
FRANK NILTON MARCON
2014, Juventudes e o programa de Ações Afirmativas na Universidade Federal de Sergipe: identificações, trajetórias e expectativas 2014
2014, MÚSICA E ESTILOS DE VIDA DE JOVENS NO BRASIL, ANGOLA E PORTUGAL: ANÁLISE COMPARATIVA SOBRE PRÁTICAS E RETÓRICAS DE IDENTIFICAÇÃO E DIFERENÇA 2014
2013, MÚSICA E ESTILOS DE VIDA DE JOVENS NO BRASIL, ANGOLA E PORTUGAL: ANÁLISE COMPARATIVA SOBRE PRÁTICAS E RETÓRICAS DE IDENTIFICAÇÃO E DIFERENÇA 2013
2012, Juventudes e o programa de Ações Afirmativas na Universidade Federal de Sergipe: identificações, trajetórias e expectativas
2012, MÚSICA E ESTILOS DE VIDA DE JOVENS NO BRASIL, ANGOLA E PORTUGAL: ANÁLISE COMPARATIVA SOBRE PRÁTICAS E RETÓRICAS DE IDENTIFICAÇÃO E DIFERENÇA
FRANZ JOSEF BRUSEKE
2013, Políticas Públicas em Ciência, Técnologia e Inovação
2012, Políticas públicas em ciência e tecnologia: as políticas de inovação nas universidades
HIPPOLYTE BRICE SOGBOSSI
2018, Asen tuntun: despedida, comida ritual e rezas aos mortos entre os fon do Benim, África.
2016, Criando e processando mais dados sobre a morte em perspectiva comparada Brasil-Benin
2015, Rituais de morte em perspectiva comparada: Benin e Brasil.
2014, Salvando e processando dados de pesquisa sobre a morte em perspectiva comparada Brasil-Benin.
JOSE RODORVAL RAMALHO
2018, Doutrina Social da Igreja Católica e Modernidade (A categoria “trabalho” na Encíclica Laborem Exercens)
LUIZ GUSTAVO PEREIRA DE SOUZA CORREIA
2017, Corpos, imagens e narrativas: jovens praticantes de CrossFit e os sentidos e expressões da dor na contemporaneidade
2015, Narrativas e práticas cotidianas de grupos sociais de Aracaju como vias de expressão da exclusão social
MARCELO ALARIO ENNES
2017, Fluxos imigratórios contemporâneos para o norte e nordeste brasileiro: reconfigurações identitárias
2016, Fluxos imigratórios contemporâneos para o norte e nordeste brasileiro: reconfigurações identitárias
MARCOS SANTANA DE SOUZA
2016, "A cana é dura!": representações sociais sobre crime e justiça no programa "Tolerância Zero" do Bareta
2015, "A cana é dura!": representações sociais sobre crime e justiça no programa "Tolerância Zero" do Bareta
MARINA DE SOUZA SARTORE
2017, A CONSTRUÇÃO SOCIAL DO MERCADO DO TURISMO EM ARACAJU: O CASO DOS BARES PÉ NA AREIA DA ORLA SUL DE ARACAJU
2016, A CONSTRUÇÃO SOCIAL DO MERCADO DO TURISMO EM ARACAJU: O CASO DOS BARES PÉ NA AREIA DA ORLA SUL DE ARACAJU
PAULO SERGIO DA COSTA NEVES
2017, A FABRICAÇÃO DOS DIREITOS: A ONU COMO INSTRUMENTO DE NORMATIZAÇÃO E HOMOGENEIZAÇÃO DA LINGUAGEM DOS DIREITOS HUMANOS NO MUNDO CONTEMPORÂNEO
2016, AÇÕES AFIRMATIVAS EM UMA PERSPECTIVA INTERNACIONAL: COMPARANDO MODELOS E BUSCANDO CONEXÕES
2015, AÇÕES AFIRMATIVAS EM UMA PERSPECTIVA INTERNACIONAL: COMPARANDO MODELOS E BUSCANDO CONEXÕES
PERICLES MORAIS DE ANDRADE JUNIOR
2018, Educação e laicidade flexível: as disputas em torno do modelo de Ensino Religioso no Brasil
ROGERIO PROENCA DE SOUSA LEITE
2017, São Cristóvão como cidade percebida: uma hermenêutica do patrimônio cultural
2013, Espaços urbanos e Patrimônios: a perspectiva do Plano Diretor de Aracaju
2012, Culturas Urbanas 1. [Brasil]: A Vida Cotidiana pós-gentrification
UGO MAIA ANDRADE
2018, RESGATANDO BICHOS, DOMESTICANDO HUMANOS: ETNOGRAFIA DO MOVIMENTO SOCIAL DE DIREITOS E PROTEÇÃO ANIMAIS EM ARACAJU (Continuação)
2018, TERRAS DE ALDEIAS E DE MISSÕES INDÍGENAS EM SERGIPE: ESTADO ATUAL
2017, RELAÇÕES ANIMAIS-HUMANOS NO SERTÃO DE SERGIPE (Continuação de projeto)
2017, RESGATANDO BICHOS, DOMESTICANDO HUMANOS: ETNOGRAFIA DO MOVIMENTO SOCIAL DE DIREITOS E PROTEÇÃO ANIMAIS EM ARACAJU
2016, ETNOGRAFIA EM TERRAS DE ALDEIAS E DE MISSÕES INDÍGENAS EM SERGIPE (Renovação de projeto)
2016, RELAÇÕES ANIMAIS-HUMANOS NO SERTÃO DE SERGIPE
2015, ETNOGRAFIA EM TERRAS DE ALDEIAS E DE MISSÕES INDÍGENAS EM SERGIPE
2015, COSMOLOGIA E HISTÓRIA NA REGIÃO DO RIO UAÇÁ E BAIXO OIAPOQUE (AP) - Continuação
2014, COSMOLOGIA E HISTÓRIA NA REGIÃO DO RIO UAÇÁ E BAIXO OIAPOQUE (AP)
2014, TAXONOMIAS ETNOECOLÓGICAS XOCÓ: PERCEPÇÕES E RELAÇÕES SOCIOAMBIENTAIS
ULISSES NEVES RAFAEL
2018, FESTAS NEGRAS NA PRIMEIRA REPÚBLICA
2018, FESTAS POPULARES ARACAJUANAS NA PRIMEIRA REPÚBLICA
2017, TENSOES CULTURAIS NA PRIMEIRA REPÚBLICA: UM ESTUDO SOBRE ELITES INTELECTUAIS E EXPRESSOES POPULARES EM ALAGOAS
2016, INTOLERÂNCIA E VIOLÊNCIA RELIGIOSA EM ALAGOAS: NOTÍCIAS ACERCA DO QUEBRA DE 1912
2015, Boemia Literária Brasileira na Primeira República: Um estudo estudo da relação entre elite intelectuais e cultura popular no Rio de Janeiro na passagem entre os Séculos XIX e XX
2015, Xangô em silêncio: as consequências da perseguição aos cultos de matriz africana em Alagoas em 1912
2014, BOEMIA LITERÁRIA CARIOCA: ELITES INTELECTUAIS E CULTURA POPULAR NO RIO DE JANEIRO NA PASSAGEM ENTRE OS SÉCULOS XIX E XX
2013, CIDADE CLANDESTINA: Uma cartografia das zonas morais de Aracaju/Se
WILSON JOSE FERREIRA DE OLIVEIRA
2018, Parentelas, Grupos Políticas e Ações Públicas
2018, Etnografia Política das Mobilizações, Protestos e Defesa de Causas Públicas
2017, Grupos Políticos, Parentelas e Ações Públicas
2017, Etnografia Política da Defesa de Causas e dos Protestos Públicos
2016, Etnografia Política das Causas, Protestos e Ações Públicas
2015, Etnografia Política da Defesa de Causas Públicas
2015, Etnografia Política do Estado, dos Partidos Políticos e das Políticas Públicas
2014, Gramáticas Políticas, Mediação e Ações Públicas
2014, Contextos, Repertórios, Engajamento e Gramáticas de Construção de Causas Públicas
2013, Repertórios Organizacionais, Engajamento Político e Construção de Causas Públicas em Sergipe.
2013, Gramáticas Políticas, Processos de Mediação e Ações Públicas
2012, Redemocratização, Protestos e Manifestações de Rua
2012, Redes Sociais, Concepções de Política e Profissionalização em Organizações Partidárias em Sergipe
2012, Gênese e Redefinições do Ativismo Ambiental no Brasil
 
73 Projeto(s) encontrado(s)

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2019 - UFRN v3.5.16 -r7372-e2629d678