UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 22 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CARLOS ADRIANO SANTOS SOUZA
29/11/2012 15:30


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CARLOS ADRIANO SANTOS SOUZA
DATA: 12/12/2012
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do DFA
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DO PERFIL FARMACOTERAPÊUTICO EM PACIENTES PORTADORES DE
GLAUCOMA
AVALIAÇÃO DO PERFIL FARMACOTERAPÊUTICO EM PACIENTES PORTADORES DE GLAUCOMA


PALAVRAS-CHAVES:

ophthalmic solutions, administration, ophthalmic, instillation, drug, eyedrops


PÁGINAS: 77
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Recentemente o glaucoma foi considerado a segunda causa de cegueira no
mundo (12,3%), atrás da catarata com 47,8% e a principal causa de cegueira não curável. Na
oftalmologia, o glaucoma tem um impacto financeiro significativo para o sistema de saúde,
pois envolve uso crônico de medicamentos, procedimentos cirúrgicos, consultas e exames
complementares frequentes. Isto, sem levar em conta os custos indiretos, os quais podem incluir:
o gasto com o cuidador do deficiente visual e com a reabilitação e a incapacidade para o trabalho.
O tratamento do glaucoma representa elevado impacto em termos financeiros, em detrimento da
saúde ocular, o qual ocupa o “ranking” das doenças mais dispendiosas, atingindo uma grande
massa economicamente ativa da população. Diante disso a presente dissertação teve como meta
avaliar o perfil farmacoterapêutico dos pacientes portadores de glaucoma. Para tanto foi realizado
um estudo com 9000 pacientes durante o período de 10 meses, no qual analisou as seguintes
variáveis: gênero, idade, medicamentos utilizados no tratamento do glaucoma e co-morbidades.
Recentemente o glaucoma foi considerado a segunda causa de cegueira no
mundo (12,3%), atrás da catarata com 47,8% e a principal causa de cegueira não curável. Na
oftalmologia, o glaucoma tem um impacto financeiro significativo para o sistema de saúde,
pois envolve uso crônico de medicamentos, procedimentos cirúrgicos, consultas e exames
complementares frequentes. Isto, sem levar em conta os custos indiretos, os quais podem incluir:
o gasto com o cuidador do deficiente visual e com a reabilitação e a incapacidade para o trabalho.
O tratamento do glaucoma representa elevado impacto em termos financeiros, em detrimento da
saúde ocular, o qual ocupa o “ranking” das doenças mais dispendiosas, atingindo uma grande
massa economicamente ativa da população. Diante disso a presente dissertação teve como meta
avaliar o perfil farmacoterapêutico dos pacientes portadores de glaucoma. Para tanto foi realizado
um estudo com 9000 pacientes durante o período de 10 meses, no qual analisou as seguintes
variáveis: gênero, idade, medicamentos utilizados no tratamento do glaucoma e co-morbidades.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1334092 - FRANCILENE AMARAL DA SILVA
Externo ao Programa - 2941412 - RODRIGO ALMEIDA SIMOES
Interno - 1694328 - WELLINGTON BARROS DA SILVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12692-c69972fb69