UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 22 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: AMERICO AZEVEDO DE SOUZA
26/11/2012 15:44


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AMERICO AZEVEDO DE SOUZA
DATA: 12/12/2012
HORA: 09:00
LOCAL: A ser determinado
TÍTULO:

Estereoseletividade Farmacológica dos Isômeros da Epóxi-Carvona em Átrio e Íleo de Cobaia (Cavia porcellus)


PALAVRAS-CHAVES:

Oléos essenciais,Monoterpenos, Atividade espasmolítica, Atividade inotrópica negativa, Musculo Liso, Musculo estriado Cardíaco.


PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Desde os primórdios da civilização, o homem tem buscado nas plantas medicinais a cura e a prevenção para diversas patologias. O estudo de substâncias isoladas da natureza representa um dos grandes questionamentos e indagações da ciência, onde, diversas substâncias quirais podem diferir nos mecanismos de ação, potência, e eficácia farmacológica, bem como nos efeitos colaterais. Epóxi-carvona é um monoterpeno encontrado em plantas pertencentes a vários gêneros. Estudos relatam a ação deste monoterpeno no sistema nervoso central, bem como na musculatura lisa intestinal. O objetivo deste estudo foi avaliar se as atividades farmacológicas dos isômeros da epóxi-carvona dependem de uma ação estereoseletiva. Os isômeros com configuração cis da epóxi-carvona, foram preparados através de reações de oxidação da (+) e (-)-carvona, utilizando peróxido de hidrogênio em meio alcalino para formar (+) e (-)-cis-epóxi-carvona. A preparação dos isômeros trans da epóxi-carvona foi realizada via reações de redução com hidreto de diisobutilalumínio (DIBAL-H), seguida da epoxidação do cis-carveol empregando ácido m-cloroperbenzóico. Em seguida, o epóxi-carveol formado foi oxidado com cloro-cromato de piridina (PCC) para formar (+) e (-)-trans-epóxi-carvona. Os quatros isômeros foram avaliados em músculo liso de cobaia. Porções terminais de íleo foram pré-contraídas com betanecol, e feita a curva concentração reposta para os monoterpenos em concentração cumulativa, de forma a avaliar o potencial relaxante através de transdutor isométrico de força acoplado a um computador. Para a avaliação farmacológica em músculo estriado cardíaco, átrios esquerdos foram montados em cuba para órgão isolado com condições de estímulo de 90 voltz, 1,5 ms e 1Hz. Foi realizada curva concentração resposta dos monoterpenos, através de transdução isométrica de força acoplada a CPU. Os monoterpenos (+) e (-)-cis-epóxi-carvona demonstraram melhores potências e eficácias farmacológicas em ambos os tecidos musculares, entretanto (+) e (-)-trans-epóxi-carvona apresentaram efeitos estatisticamente não significativos nas preparações de músculo liso, não sendo ativos no músculo cardíaco. No músculo cardíaco, a (-)-cis-epóxi-carvona demonstrou ser mais potente e eficaz em relação ao seu enantiômero. Entretanto no músculo liso, os isômeros cis diferiram em potência e eficácia. Possivelmente, a ação farmacológica desempenhada pelos isômeros cis deve estar relacionada com a influência das posições dos grupos epóxi e isopropenila em faces opostas do anel, facilitando a ação destes monoterpenos em determinados canais ou/e receptores. Conclui-se que os isômeros (+)- e (-)-cis-epóxi-carvona apresentaram resultados promissores em modelos de músculo liso e músculo estriado, sendo necessárias novas investigações a fim de compreender os mecanismos pelo quais estas substâncias desempenham efeito farmacológico.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1543823 - DAMIAO PERGENTINO DE SOUSA
Externo ao Programa - 1698148 - ENILTON APARECIDO CAMARGO
Interno - 2190308 - MARCIO ROBERTO VIANA DOS SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12692-c69972fb69