UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 26 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: VIVIANE FONTES SILVA
28/08/2012 09:14


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VIVIANE FONTES SILVA
DATA: 11/09/2012
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 01 da posgrap - centro de Vivência
TÍTULO: :"Complexo de Inclusão Óleo Essencial de Cintrus sinensis (L.) Osbeck e b-CICLODEXTRINAS: OBTENÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE LARVICIDA CONTRA LARVAS DO Aedes aegypti".
PALAVRAS-CHAVES:

Aedes aegypti, complexo de inclusão, Citrus sinensis, ciclodextrinas, d-limonemo.


PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

A dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo, é transmitida por mosquitos do gênero Aedes, sendo o Aedes aegypti seu principal vetor. O controle químico, por organofosforados, é um dos instrumentos mais utilizados no combate deste mosquito. Entretanto, a resistência e a toxicidade deste produto mostram-se como um dos principais problemas. Neste sentido o uso de óleos essenciais tem sido sugerido para o controle químico do Aedes aegypti, visto que estes óleos apresentam pronunciada atividade larvicida, são economicamente viáveis, biodegradáveis e demonstram não ter nenhum efeito tóxico na população não-alvo. Dentro deste contexto o óleo essencial de Citrus sinensis (L.) Osbeck (OECS), cujo principal constituinte é o d-limoneno, tem sido bastante estudado devido a sua pronunciada atividade larvicida contra às larvas do Aedes aegypti. No entanto seu uso direto apresenta algumas limitações, sendo a baixa solubilidade em meio aquoso uma das principais. Para contornar os problemas relacionados a esta baixa solubilidade, tem sido sugerido o uso de ciclodextrina como alternativa para minimizar estas limitações. Nesta perspectiva, o objetivo deste estudo foi obter e caracterizar complexos de inclusão β-ciclodextrina (β-CD) e óleo essencial de Citrus sinensis (OECS), visando melhorar a solubilidade e a atividade biológica do óleo em meio aquoso. O óleo essencial foi obtido a partir das cascas de C. sinensis por hidrodestilação. Os complexos de inclusão foram obtidos por três métodos distintos (malaxagem, liofilização e mistura-física) em duas razões estequiométricas distintas (1:1 e 2:1 β-CD:OECS). A densidade OECS foi determinada por picnometria e seus constituintes químicos foram identificados através da cromatografia gasosa acoplado a espectrofotômetro de massa (CG-MS). Uma vez obtido, os complexos foram caracterizados pelas técnicas, termogravimétrica (TG), teor de umidade por Karl- Fisher, calorimetria exploratória diferencial (DCS), difração de raio-x (DRX),  espectroscopia na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) e Ressonância Magnética Nuclear (RMN 1H). Os ensaios larvicidas contras as larvas Aedes aegypti foram realizados com as larvas da linhagem Rockefeller no terceiro estádio (L3), sendo verificado a mortalidade após 24hs.  De acordo com os resultados obtido por CG/MS o principal constituinte do OECS, é o d-limoneno (88,53%). As curvas TG dos complexos revelaram deslocamento do intervalo de degradação térmica para faixas de temperaturas mais elevadas, indicando um ganho de estabilidade térmica para o óleo, provavelmente resultado da interação com a β-CD. A determinação de umidade pelo método de karl-fischer foi utilizada para corroborar estes resultados. As curvas DSC também revelaram evidências de interação com a β-CD. Os espectros de FTIR dos complexos mostraram uma diminuição na intensidade de bandas de β-CD e o desaparecimento de picos característicos de d-limoneno em 1650 cm-1, 1435cm-1 e 887 cm-1. As análises dos difratogramas dos complexos demonstraram redução do grau de cristalinidade quando comparado a espécie pura (β-CD). A espectroscopia de RMN 1H (NOESY) permitiu observar que houve interação apenas com os hidrogênios da própria β-CD. Não havendo assim inclusão do óleo na cavidade da β-CD. A atividade larvicida do OECS apresentou CL50 de 22 ± 1,00 ppm e o d-limoneno  CL50 de 27 ± 1,00 ppm. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2337777 - ROGERIA DE SOUZA NUNES
Interno - 1337195 - SOCRATES CABRAL DE HOLANDA CAVALCANTI
Externo ao Programa - 1658460 - VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5