UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: FABIO NEVES SANTOS
21/08/2012 09:49


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FABIO NEVES SANTOS
DATA: 23/08/2012
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 01 do Polo de Pós-Graduação
TÍTULO:

'' DISTRIBUIÇÃO DA INERVAÇÃO DA RELAXINA-3 NO TECTUM E TEGUMENTUM NO RATO SUGERE ENVOLVIMENTO DO NÚCLEO INCERTUS EM REDES DEFENSIVAS CENTRAIS''


PALAVRAS-CHAVES:

imunocitoquímica para relaxina-3, GABA, mecanismos de atenção, mecanismos de defesa; monoaminas, óxido nítrico sintetase, sinaptofisina.


PÁGINAS: 182
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Fisiologia
SUBÁREA: Fisiologia de Órgãos e Sistemas
ESPECIALIDADE: Neurofisiologia
RESUMO:

Nos mamíferos, as divisões tectal e tegmental do tronco cerebral estão envolvidas em mecanismos de atenção e de  respostas a estímulos ameaçadores, como os predadores. Esses centros são regulados por conexões ascendentes, mas os detalhes anatômicos e neuroquímicos desta unidade não são totalmente conhecidos. O núcleo incertus (NI) no tegmento pontino é a fonte de projeções ascendentes de GABA para prosencéfalo cognitivo/centros emocionais, e os neurônios do NI contêm alguns neuropeptídeos, incluindo relaxina-3 (RLN3). Estudos com traçadores descreveram projeções do NI para o tectum, e neste estudo, descrevemos a distribuição de fibras relaxina-3 nas áreas tectal e tegmental. Foram feitas imunocitoquímica para RLN3 conjugadas com outros marcadores neuroquímicos, para ajudar na demarcação da área. Fibras contendo RLN3 estavam concentradas na nucleos pretectais ventrolaterais, olivar e medial; na camada intermediária medial cinzenta do colículo superior; e na área pericentral de colículo inferior. Algumas fibras marcadas também foram detectadas nos núcleos cuneiforme, parabigeminal e sagulum. Fibras RLN3 foram concentradas em torno da feixes comissurais ao longo da linha mediana do tectum, nas colunas dorsais da substância cinzenta periaquedutal e na rafe dorsal. Em todas as áreas, a marcação para RLN3 e sinaptofisina co-existiu, indicando uma associação do péptideo com as sinapses. Estruturas-alvo para as projeções de RLN3 do tecto e tegmento compõem o "sistema defensivo" envolvidos na detecção e resposta a estímulos ameaçadores. Neurônios do NI, são uma importante fonte de fibras RLN3 e expressam fatores de liberação de receptores para corticotropina, que podem contribuir para a respostas ao estímulos de estresse.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1683809 - DEISE MARIA FURTADO DE MENDONCA
Interno - 1690189 - EDILSON DIVINO DE ARAUJO
Externo à Instituição - FRANCISCO PRADO REIS
Externo ao Programa - 138.707.468-74 - MARGARETE ZANARDO GOMES
Presidente - 2225863 - MURILO MARCHIORO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307