UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 29 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: MARILIA DOS SANTOS BEZERRA
16/07/2012 14:03


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARILIA DOS SANTOS BEZERRA
DATA: 30/07/2012
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório
TÍTULO: Análise físico-química, microestrutural e biológica de filmes bioativos de colágeno contendo ácido úsnico
PALAVRAS-CHAVES:

filmes bioativos, colágeno, ácido úsnico, caracterização físico-química, atividade biológica.


PÁGINAS: 110
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

A ocorrência de lesões epiteliais ocasionadas por queimaduras geralmente conduz a grandes prejuízos para a saúde do indivíduo, como infecções e outras complicações. Por isso, grandes danos à pele podem levar à morte. Nesse sentido, o colágeno tem sido bastante estudado para aplicações em queimaduras, pois permite a liberação controlada de fármacos, além de ser biocompatível. O aprimoramento destes biomateriais com a utilização de nanotecnologia possibilita a incorporação de fármacos insolúveis, para posterior liberação diretamente na área lesada. O ácido úsnico, derivado de líquens, possui propriedades antimicrobiana, analgésica e antiinflamatória, sendo promissor para o tratamento de queimaduras. Nesta perspectiva, o objetivo desse estudo foi analisar as características físico-químicas e microestruturais e avaliar a atividade biológica de filmes bioativos de colágeno-ácido úsnico em diferentes concentrações. Para a caracterização físico-química, foram realizados ensaios de espessura, intumescimento e cinética de degradação térmica. Para análise da microestrutura, foram realizadas as análises por MEV/EDS e AFM. Para avaliação de possíveis efeitos tóxicos sistêmicos decorrentes da aplicação tópica dos filmes, foram realizadas as análises dos parâmetros bioquímicos e hematológicos dos animais submetidos à queimadura e aplicação dos filmes bioativos de colágeno-ácido úsnico. A caracterização físico-química demonstrou que os filmes possuem espessura uniforme, e que a incorporação de lipossomas aumenta significativamente a espessura dos filmes em relação ao filme controle (COL). A análise de intumescimento mostra que os filmes inicialmente absorvem líquido, com posterior perda de massa, perfis que são favoráveis para o uso em queimaduras. O estudo da cinética de degradação mostra que não há diferença significativa entre as energias de ativação médias entre os filmes COL/LIP e AU5%, demonstrando que o ácido úsnico não afeta os perfis de degradação dos filmes, e que o filme AU5% demonstra maior estabilidade térmica em comparação com as demais amostras. As análises MEV/EDS apresentam diferenças nas microestruturas dos filmes, acarretadas pela presença do fosfolipideo e que os elementos químicos, principalmente o fósforo, se apresentam bem distribuído na superfície dos filmes, demonstrando mais uma vez sua uniformidade. Analisando os parâmetros hematológicos e bioquímicos, observou-se que não houve diferença significativa entre os grupos estudados. O estudo preliminar da atividade antimicrobiana demonstrou que os filmes bioativos de colágeno contendo AU a 1% e 5% possuem atividade frente a todas as espécies testadas, em ambos os meios de cultura utilizados. Estes resultados sugerem que o biomaterial possui grande potencial terapêutico no processo de reparo cicatricial e na prevenção de processos infecciosos.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2445308 - ADRIANO ANTUNES DE SOUZA ARAUJO
Interno - 2190308 - MARCIO ROBERTO VIANA DOS SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12762-01b8f192c5