UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 19 de Junho de 2024

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: ANTONIO PEREIRA DE BARROS NETO
26/04/2024 12:03


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIO PEREIRA DE BARROS NETO
DATA: 30/04/2024
HORA: 14:00
LOCAL: https://meet.google.com/kcf-pdpv-uur
TÍTULO: Bioinoculante na qualidade da silagem de milho com diferentes densidades de compactação
PALAVRAS-CHAVES: L. buchneri; Ácidos orgânicos; Análise de componentes principais; Perdas fermentativas; Estresse aeróbico
PÁGINAS: 31
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
RESUMO:

Fatores como manejo inadequado e baixa densidade de compactação durante a ensilagem podem levar à deterioração do material ensilado, com perdas de nutrientes e redução da digestibilidade. O desenvolvimento de novas biotecnologias pode apoiar na mitigação destes impactos negativos, melhorando a qualidade da silagem ofertada ao bovino. O presente estudo mensurou o impacto da aplicação de um bioinoculante oriundo de fermentação predominantemente lática na qualidade da silagem de milho em diferentes densidades de compactação. Foram conduzidos 2 experimentos em condições controladas, utilizando material proveniente de plantas de milho transgênico para garantir uniformidade. No experimento 1 os tratamentos foram compostos por cinco dosagens do bioinoculante em duas densidades de compactação, totalizando dez tratamentos com 5 repetições cada (mini silo cilíndrico de PVC). No experimento 2 a dosagem de 4 L por tonelada foi testada frente a um inoculante comercial em duas densidades de estocagem, totalizando quatro tratamentos com 5 repetições cada. As análises realizadas para a avaliação da qualidade fermentativa incluíram a quantificação das perdas fermentativas ao final do processo, as análises de composição química e da digestibilidade in vitro do material, além do monitoramento da estabilidade aeróbica para verificar a resistência à deterioração durante a exposição ao ar. Análise de componentes principais e correlograma foram aplicados para a interpretação de efeitos multivariados entre os tratamentos. Os resultados indicaram interações significativas entre as dosagens do bioinoculante e as densidades de compactação nas variáveis estudadas. No experimento 1, o efeito das densidades foi baixo, sendo compensado pelo uso do bioinoculante, que demonstrou maior desempenho em densidades mais baixas se deu pela semelhança entre o fator densidade de compactação. O uso do bioinoculante reduziu significativamente as perdas fermentativas nas doses 2, 4 e 6 L/ton, obteve estabilidade aeróbica após a abertura do silo acima de 108h e possuiu maior proporção de hemicelulose e celulose, com valores de pH abaixo de 3, mas com redução da digestibilidade e dos carboidratos não fibrosos. No experimento 2 o bioinoculante testado demonstrou maior estabilidade após abertura chegando a mais de 90h, com pH abaixo de 4, enquanto o produto comercial manteve-a por apenas 50h. As perdas nos dois produtos estiveram abaixo de 10% e o produto comercial demonstrou maior teor de carboidratos não fibrosos e maior digestibilidade. Em conclusão, o estudo destaca a eficácia da inclusão de 4L/ton do bioinoculante na redução das perdas e no aumento da estabilidade após a abertura do silo, independentemente da densidade de compactação, evidenciando sua capacidade em modular o processo fermentativo para a rota de preservação da silagem.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1541968 - ALFREDO ACOSTA BACKES
Presidente - 2019408 - BRAULIO MAIA DE LANA SOUSA
Externo ao Programa - 1039894 - NAILSON LIMA SANTOS LEMOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2024 - UFRN v3.5.16 -r19283-d78a3f92dc