UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 19 de Junho de 2024

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: JOCIEL BATISTA DE OLIVEIRA
23/04/2024 09:11


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOCIEL BATISTA DE OLIVEIRA
DATA: 30/04/2024
HORA: 08:00
LOCAL: https://meet.google.com/edc-nehz-bps
TÍTULO: CARACTERÍSTICAS PRODUTIVAS E ESTRUTURAIS DOS CAPINS CAYANA, MARANDU E SABIÁ SUBMETIDOS AO DIFERIMENTO
PALAVRAS-CHAVES: Diferimento de pastagem; Estacionalidade produtiva; Brachiaria; Variedades de capim
PÁGINAS: 46
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
RESUMO:

Uma estratégia de baixo custo frequentemente empregada para mitigar com a estacionalidade produtiva, especialmente durante a época da seca, é o diferimento da pastagem. Este trabalho foi realizado objetivando avaliar o diferimento de capins do gênero Urocloa (Urocloa brizantha cv. Marandu, Urocloa hybrida cv. Cayana, Urocloa hybrida cv. Sabiá) e suas potencialidades a partir das características produtivas e estruturais. Este trabalho foi desenvolvido na Fazenda Campus Rural, da Universidade Federal de Sergipe, localizado no município de São Cristóvão/SE (10º 55’ 25’’ S; 37º 11’ 49’’ W; 23 m de altitude). As plantas foram diferidas em setembro, com 15 cm de altura, permanecendo diferidas (sem desfolhação) por 68 dias (até novembro de 2022), quando foram realizadas as avaliações. Em 2023, o procedimento foi repetido seguindo as mesmas orientações. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com três repetições, totalizando 9 unidades experimentais (parcelas de 15 m²). Em 2023, o capim Marandu demonstrou estaturas mais elevadas em relação a outras variedades. É importante ressaltar o aumento significativo de tombamento observado no Marandu. A densidade populacional de perfilhos foi influenciada pela planta forrageira, com maior destaque na cultivar Cayana em 2022 e diferentes alturas de perfilhos em 2023. O capim Marandu teve menor acúmulo de lâminas foliares e forragem morta em 2022, enquanto o Cayana se destacou com menor acúmulo total de forragem e lâminas foliares, mas maior acúmulo de colmos em 2023. Porcentagens de lâminas foliares, colmos e forragem morta foram influenciadas pela interação entre planta forrageira e período de diferimento. Densidade populacional de perfilhos basais foi maior no capim Cayana, enquanto o Marandu apresentou menor densidade populacional de perfilhos totais. Com isso, conclui-se que os capins Cayana e Sabiá apresentam maior quantidade de perfilhos que o capim Marandu. Esses capins também diferem quanto à localização dos perfilhos, com o capim Marandu possuindo mais perfilhos que estão localizados na porção superior do dossel. Os capins Sabiá e Cayana apresentam elevada produção de forragem, sendo uma alternativa à substituição do capim Marandu.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2019408 - BRAULIO MAIA DE LANA SOUSA
Externo ao Programa - 1684100 - JAILSON LARA FAGUNDES
Externo à Instituição - NATAN TELES CRUZ

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2024 - UFRN v3.5.16 -r19283-d78a3f92dc