UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 08 de Dezembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: WAGNER BARBOSA DA ROCHA SANTOS
20/09/2022 07:04


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WAGNER BARBOSA DA ROCHA SANTOS
DATA: 27/09/2022
HORA: 08:00
LOCAL: online
TÍTULO: Perfil Antinociceptivo de Produtos Naturais Provenientes de Plantas e Efeito Farmacológico do p-Cimeno Complexado em β-Ciclodextrina em Modelos Animais de Dor Oncológica
PALAVRAS-CHAVES: Neuropatia periférica; Produtos naturais provenientes de plantas; Monoterpenos; Dor oncológica; Complexos de inclusão; Docking molecular.
PÁGINAS: 112
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

A dor oncológica, seja causada pelo tumor ou pelo tratamento, constitui um dos sintomas mais prevalentes e de difícil manejo em pacientes com câncer. Os tratamentos farmacológicos convencionais provocam muitas vezes reações adversas, tolerância e dependência, não promovendo um controle efetivo da dor. Produtos naturais apresentam diversas propriedades farmacológicas, incluindo a analgésica. Um destes é o p-cimeno (PC), monoterpeno encontrado em mais de 100 tipos óleos essenciais de diferentes espécies vegetais. Neste contexto, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito anti-hiperalgésico do complexo PC/β-CD nos modelos de dor induzida por Sarcoma 180 (S180) e paclitaxel (PTX) em roedores. Foi elaborada uma revisão sistemática de modo a relacionar os produtos naturais derivados de plantas medicinais e a neuropatia periférica induzida por quimioterápico. Os complexos foram preparados a partir da técnica de complexação por co-evaporação e sua eficiência analisada por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). Além disso, a caracterização do complexo obtido foi realizada por ressonância magnética nuclear (RMN), e um estudo de modelagem molecular (Docking). Foram utilizados camundongos Swiss machos, albinos com peso entre 30 - 40 gramas. Todos os protocolos experimentais foram submetidos ao Comitê de Ética em Pesquisa com Animais da UFS (CEPA 20/2019). O tumor foi induzido através da administração de 25 μL de ringer lactato contendo 106 células do S180 na pata posterior direita dos animais. Neste modelo, foi realizada a avaliação do efeito do PC/β-CD (12,5, 25 e 50 mg/kg; v.o.) frente à hiperalgesia mecânica, nocicepção espontânea e nocicepção induzida por palpação não nociva. Para o modelo de neuropatia periférica induzida por PTX, os animais receberam uma dose cumulativa de 32 mg/kg (quatro administrações de 8 mg/kg em dias alternados; i.p). Para este modelo foram realizadas as avaliações do efeito do PC/β-CD (50 mg/kg; v.o.) sobre a hiperalgesia mecânica. Os dados foram avaliados através de análise de variância (ANOVA) 1 ou 2 vias seguida pelo pós-teste de Tukey para dados paramétricos, e para dados não paramétricos por Kruskal-Wallis seguido do pós-teste de Dunn, sendo consideradas significativas quando p<0,05. Com o desenvolvimento da revisão sistemática foram encontrados 22 estudos relatando o efeito de 22 compostos provenientes de plantas medicinais no tratamento de neuropatias periféricas causadas por quimioterápicos, sendo esses compostos de variadas classes de metabólitos secundários e diversos mecanismos de ação propostos. No experimental, foi obtido um valor de energia de afinidade de ligação do complexo de -3,9 kcal/mol no docking molecular, mostrando uma interação favorável entre as moléculas. O complexo co-evaporado mostrou uma eficiência de complexação de 82,61%, e na RMN o deslocamento dos picos de 1H presentes na cavidade interna da ciclodextrina (H-3 e H-5) demonstrou a complexação do PC na β-CD. Além disso, em todas as análises comportamentais do S180 o complexo obteve resultado significativo nas doses testadas quando comparado ao veículo (p < 0,001). Nas análises comportamentais do PTX tanto o complexo quanto o composto livre foram capazes de reverter o quadro hiperalgésico na dose testada quando comparado ao veículo em todos os dias de avaliação (p < 0,0001).


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1964297 - CRISTIANI ISABEL BANDERO WALKER
Interno - 1315121 - DIVALDO PEREIRA DE LYRA JUNIOR
Externo ao Programa - 3571566 - JULLYANA DE SOUZA SIQUEIRA QUINTANS
Externo à Instituição - LUIZA ABRAHÃO FRANK
Presidente - 2030649 - MAIRIM RUSSO SERAFINI

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18160-36a7f68df5