UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 07 de Dezembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: IRAN ALVES TORQUATO
21/07/2022 11:27


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IRAN ALVES TORQUATO
DATA: 19/08/2022
HORA: 08:00
LOCAL: NUPEG
TÍTULO: Potencial de produção cumulativa de gases em dietas a base de palma forrageira e bagaço-de-cana associados à ureia
PALAVRAS-CHAVES: semiárido; palma forrageira; bagaço de cana-de-açúcar; silagem; digestibilidade
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Processos Industriais de Engenharia Química
ESPECIALIDADE: Processos Bioquímicos
RESUMO:

O semiárido do Nordeste brasileiro é caracterizado por uma precipitação abaixo dos índices de evapotranspiração, altas temperaturas e chuvas irregulares, além disso a sazonalidade dos insumos agropecuários torna a pecuária uma alternativa econômica por sofrer menos impactos quando comparado as culturas agrícolas. A palma forrageira associada a alimentos fibrosos e proteicos se apresenta como recurso forrageiro de extrema importância na nutrição animal, isso devido a sua adaptação as condições de baixa precipitação, eficiência no uso de água e por conter altos teores de energia. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a produção cumulativa de gases e a digestibilidade in vitro de silagens de variedades distintas de cactáceas, com diferentes níveis de bagaço de cana-de-açúcar e feno de tifton, em presença de ureia. A técnica in vitro de produção de gases foi utilizada para avaliar a cinética de fermentação ruminal, em diferentes tempos de fermentação, utilizando-se regressão não linear (NLIN) do programa Statistical Analysis System (SAS) para a análise estatística dos dados. Os resultados até o momento demostraram que a palma forrageira associada a bagaço de cana e ureia são alimentos em potencial nos períodos de escassez de alimentos e estacionalidade da produção de forragens. As conclusões até o momento indicam que palma forrageira associada a bagaço de cana e ureia são alternativas nutricionais que suprem as necessidades de energia, fibra e nitrogênio não proteico em dietas para ruminantes, sendo ainda favorecidos pelo baixo custo quando comparado com outras fontes de energia e proteína.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2076655 - DENISE SANTOS RUZENE
Interno - 426680 - GABRIEL FRANCISCO DA SILVA
Externo à Instituição - RODOLFO DE MORAIS PEIXOTO
Externo à Instituição - STELA ANTAS URBANO
Interno - 1687696 - WALDECY DE LUCCA JUNIOR

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18160-36a7f68df5