UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 26 de Novembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: PEDRO HENRIQUE DE JESUS SANTOS
15/06/2022 12:59


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PEDRO HENRIQUE DE JESUS SANTOS
DATA: 20/06/2022
HORA: 10:00
LOCAL: Miniauditório do CCET
TÍTULO: SIMULAÇÃO DO PADRÃO DE ESCOAMENTO SLUG UTILIZANDO MODELO ALGÉBRICO DE DENSIDADE DA ÁREA INTERFACIAL
PALAVRAS-CHAVES: escoamento bifásico; slug flow; AIAD; oscilações de pressão
PÁGINAS: 32
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Processos Industriais de Engenharia Química
RESUMO:

Sempre bastante complexos, estudos de escoamentos bifásicos são de grande importância para as mais diversas áreas da indústria, ciência e tecnologia. O correto entendimento deste fenômeno é de grande valia na otimização de reatores químicos e nucleares, de processos de separação, da segurança de processo, entre outros. Uma poderosa ferramenta para análise deste tipo de escoamento é a fluidodinâmica computacional (Computational Fluid Dynamics, CFD). Uma das grandes dificuldades para modelar escoamentos envolvendo mais de uma fase é a escolha de um modelo adequado, visto que a interface entre as fases pode assumir diferentes formas, ou padrões de escoamento. Neste trabalho, buscou-se modelar e simular escoamentos bifásicos com padrão slug flow em uma tubulação horizontal de seção retangular medindo 2,4 metros, utilizando um método algébrico de densidade de área interfacial (o Algebraic Interfacial Area Density, AIAD). Inicialmente, um teste de convergência de malha foi realizado utilizando o Grid Convergence Index (GCI), proposto pela ASME, obtendo resultados apropriados para a malha intermediária e a mais refinada, com GCI médio de 2,03%. Em seguida, simulou-se três diferentes combinações de velocidades superficiais para as fases líquida e gasosa. Nas três condições, conforme previsto em mapas de padrão de escoamento encontrados na literatura, obteve-se o chamado slug flow, indicando que o método utilizado para a modelagem do problema foi adequado. Analisou-se também o perfil de pressão no interior da tubulação e sua variação com o tempo, que chegou a oscilar de 0 a 16 kPa em apenas 0,04 s. Percebeu-se, pois, oscilações de pressão bastante significativas para as dimensões do escoamento em análise, causadas pelas ondulações que atingem o teto do tubo e que são características do slug flow.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1715065 - ROGERIO LUZ PAGANO
Interno - 6426189 - ANTONIO SANTOS SILVA
Externo ao Programa - 2222671 - PEDRO LEITE DE SANTANA
Externo ao Programa - 1869305 - JOAO PAULO LOBO DOS SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18154-6e174eae4e