UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 08 de Dezembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: SABRINA CERQUEIRA SANTOS
14/02/2022 13:15


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SABRINA CERQUEIRA SANTOS
DATA: 24/02/2022
HORA: 14:30
LOCAL: Online
TÍTULO: IMPLEMENTAÇÃO DA DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS EM FARMÁCIAS COMUNITÁRIAS: COMPREENSÃO DO PROCESSO E PROPOSIÇÃO DE ESTRATÉGIAS
PALAVRAS-CHAVES: Serviços Clínicos providos por Farmacêuticos. Farmácia Comunitária. Dispensação de medicamentos. Ciência da Implementação. Pesquisa Qualitativa
PÁGINAS: 189
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Introdução: O processo de implementação de serviços clínicos providos por farmacêuticos, incluindo a dispensação de medicamentos, é complexo e multifatorial. Nesse sentido, é necessário compreender em profundidade o processo para implementação desse serviço. Objetivo: Compreender o processo de implementação da dispensação de medicamentos em farmácias comunitárias. Métodos: O estudo foi realizado em três etapas, de julho de 2019 a dezembro de 2021. Na primeira etapa foi realizada uma pesquisa transversal do tipo survey para conhecer o processo de trabalho autorreferido dos farmacêuticos comunitários brasileiros em relação à dispensação de medicamentos, por meio de um instrumento validado. Na segunda etapa foi realizado dois estudos qualitativos com os farmacêuticos de uma rede privada de farmácias comunitárias para compreender suas percepções sobre a dispensação de medicamentos e os fatores que podem influenciar na implementação do serviço. Os fatores foram categorizados segundo o framework Apoteca. Na terceira etapa foi realizado um estudo para descrever as estratégias utilizadas para implementar a dispensação de medicamentos. Questões éticas foram consideradas (parecer nº 3.698.806). Resultados: Na primeira etapa, 625 farmacêuticos comunitários responderam o survey. A maioria dos farmacêuticos relatou realizar sempre ou frequentemente 17 (54%) das etapas descritas no instrumento. A etapa que os farmacêuticos relataram realizar com maior frequência foi informar o nome do medicamento (n=569, 91,04%) e a documentação foi a principal etapa que os farmacêuticos relataram nunca ou raramente realizar (n=424, 67,84%). Na segunda etapa foram realizadas 18 entrevistas e as percepções dos farmacêuticos sobre a dispensação foram divididas em três categorias: características do serviço, importância do serviço e conflito ético. Em relação aos fatores, foram identificados 47 fatores que podem influenciar a implementação da dispensação. Esses fatores foram alocados em sete categorias: apoio da rede de farmácia comunitária, infraestrutura da farmácia, características da farmácia, medicamentos e outros produtos para a saúde, farmacêutico, processo de trabalho da dispensação, equipe da farmácia e paciente. Os fatores foram alocados nos quatro domínios do framework Apoteca, com destaque para o domínio administrativo (14) e técnico (15). Na terceira etapa foram realizadas intervenções político-administrativas para sensibilização da equipe de farmácia e organização dos fluxos e processos dentro das farmácias comunitárias. A intervenção técnica consistiu em um treinamento teórico-prático aos farmacêuticos, com carga horária de 32 horas. As intervenções atitudinais ocorreram principalmente por meio de palestras motivacionais. Conclusão: A maioria dos farmacêuticos relatou realizar a maior parte das etapas da dispensação contidas no instrumento. A maioria deles tem consciência das principais características do serviço e os fatores identificados evidenciam a natureza multifatorial do processo de implementação. Além disso, foram descritas intervenções políticas, administrativas, técnicas e atitudinais. Esses resultados podem servir de modelo para futuros estudos de implementação de serviços clínicos providos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 949.166.594-49 - ALFREDO DIAS DE OLIVEIRA FILHO
Externo à Instituição - DANIEL TENÓRIO DA SILVA
Presidente - 1315121 - DIVALDO PEREIRA DE LYRA JUNIOR
Externo à Instituição - Márcia dos Angeles Luna Leite
Externo à Instituição - THACIANA DOS SANTOS ALCÂNTARA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18160-36a7f68df5