UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: DANIELA FELIX CARDOSO
10/05/2012 09:03


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIELA FELIX CARDOSO
DATA: 01/06/2012
HORA: 16:00
LOCAL: sala 27 Centro de Pesquisas Biomédicas
TÍTULO:

TRATAMENTO COM GH NA DEFICIÊNCIA GRAVE OU MODERADA DE GH E NA RESISTÊNCIA PARCIAL AO GH.


PALAVRAS-CHAVES:

Baixa estatura idiopática; Tratamento com hormônio de crescimento;Deficiência do hormônio de crescimento; Resistência parcial ao GH.


PÁGINAS: 66
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

A baixa estatura idiopática é um conjunto heterogêneo de condições sem evidentes alterações
hormonais ou etiologias definidas. Pode incluir a resistência parcial ao GH (RpGH) e a
deficiência moderada de GH (DmGH), ambas com concentrações baixas de fator de
crescimento semelhante a insulina tipo I (IGF-I) e hiper ou sub-resposta do GH aos testes de
estímulo, respectivamente. O objetivo do presente trabalho é avaliar a resposta ao tratamento
com GH recombinante (rhGH) na RpGH e DmGH, comparando-as com os resultados obtidos
na deficiência grave de GH (DgGH). Foram estudados no grupo RpGH (pico de GH "18
ng/ml), 20 indivíduos (14 meninos), com 12,0 (2,57) anos de idade; no grupo DmGH ( pico
de GH entre 5 e 10 ng/ml), 12 (sete meninos), com 10,73 (1,79) anos; e no DgGH (pico de
GH < 5 ng/ml), 19 (10 meninos), com 10,90 (3,51) anos, tratados com rhGH por um a dez
anos. As doses de GH iniciais e finais foram, respectivamente, 43,33 (10,00) e 49,61 (12,90)
μg/kg/dia no DgGH; 50,27 (11,76) e 57,27 (15,83) μg/kg/dia no DmGH; e 50,18 (6,99) e
55,66 (9,61) μg/kg/dia no RpGH. O escore de desvio-padrão (EDP) da altura inicial do grupo
DgGH foi menor do que no DmGH (p< 0,01) e no RpGH (p <0,001). O EDP do IGF-I inicial
do grupo DgGH foi similar ao DmGH e menor do que o do RpGH (p< 0,0001). A idade óssea
inicial no grupo DgGH foi similar ao DmGH e menor do que a do grupo RpGH (p < 0,01). O
tratamento com GH propiciou um menor incremento no EDP da altura e no EDP do IGF-I
(ambos, p < 0,05) e na IO (p< 0,01) no grupo RpGH do que no DgGH, provavelmente
refletindo o maior déficit estatural no grupo com DgGH e menor aumento do IGF-I no grupo
RpGH. A resposta ao tratamento nos grupos DmGH e DgGH foi semelhante. O ganho
estatural menor no grupo RpGH sugere que a resistência parcial ao GH necessitaria de doses
mais altas de rhGH para ser vencida.
Palavras Chave: Baixa estatura idiopática; Tratamento com hormônio de crescimento;
Deficiência do hormônio de crescimento; Resistência parcial ao GH.
A baixa estatura idiopática é um conjunto heterogêneo de condições sem evidentes alteraçõeshormonais ou etiologias definidas. Pode incluir a resistência parcial ao GH (RpGH) e adeficiência moderada de GH (DmGH), ambas com concentrações baixas de fator decrescimento semelhante a insulina tipo I (IGF-I) e hiper ou sub-resposta do GH aos testes deestímulo, respectivamente. O objetivo do presente trabalho é avaliar a resposta ao tratamentocom GH recombinante (rhGH) na RpGH e DmGH, comparando-as com os resultados obtidosna deficiência grave de GH (DgGH). Foram estudados no grupo RpGH (pico de GH "18ng/ml), 20 indivíduos (14 meninos), com 12,0 (2,57) anos de idade; no grupo DmGH ( picode GH entre 5 e 10 ng/ml), 12 (sete meninos), com 10,73 (1,79) anos; e no DgGH (pico deGH < 5 ng/ml), 19 (10 meninos), com 10,90 (3,51) anos, tratados com rhGH por um a dezanos. As doses de GH iniciais e finais foram, respectivamente, 43,33 (10,00) e 49,61 (12,90)μg/kg/dia no DgGH; 50,27 (11,76) e 57,27 (15,83) μg/kg/dia no DmGH; e 50,18 (6,99) e55,66 (9,61) μg/kg/dia no RpGH. O escore de desvio-padrão (EDP) da altura inicial do grupoDgGH foi menor do que no DmGH (p< 0,01) e no RpGH (p <0,001). O EDP do IGF-I inicialdo grupo DgGH foi similar ao DmGH e menor do que o do RpGH (p< 0,0001). A idade ósseainicial no grupo DgGH foi similar ao DmGH e menor do que a do grupo RpGH (p < 0,01). Otratamento com GH propiciou um menor incremento no EDP da altura e no EDP do IGF-I(ambos, p < 0,05) e na IO (p< 0,01) no grupo RpGH do que no DgGH, provavelmenterefletindo o maior déficit estatural no grupo com DgGH e menor aumento do IGF-I no grupoRpGH. A resposta ao tratamento nos grupos DmGH e DgGH foi semelhante. O ganhoestatural menor no grupo RpGH sugere que a resistência parcial ao GH necessitaria de dosesmais altas de rhGH para ser vencida.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 3204497 - FRANCISCO DE ASSIS PEREIRA
Presidente - 426411 - MANUEL HERMINIO DE AGUIAR OLIVEIRA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5