UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: ANA PAULA DA SILVA
14/06/2021 15:07


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA PAULA DA SILVA
DATA: 01/07/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO: OCUPAR E RESISTIR: VÍDEO DOCUMENTÁRIO COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA PARA A FORMAÇÃO HISTÓRICA DA JUVENTUDE
PALAVRAS-CHAVES: Ensino de História; Vídeo documentário; Formação Histórica; Movimentos Sociais; Ocupações Estudantis.
PÁGINAS: 137
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
SUBÁREA: História do Brasil
ESPECIALIDADE: História Regional do Brasil
RESUMO:

O presente trabalho apresenta os resultados de pesquisa que objetivou compreender o impacto que as ocupações estudantis ocorridas em 2016, nas escolas estaduais de Arapiraca-AL, exerceram na formação histórica, política e cidadã dos estudantes que protagonizaram as ocupações. A investigação realizada possibilitou a produção de um vídeo documentário que contempla as memórias, experiências e aprendizados de estudantes que protagonizaram as ocupações estudantis do ano de 2016 na cidade de Arapiraca-AL que encontra-se disponível em: https://youtu.be/5Gs_ns2JLts. O proposto implicou em registrar as memórias coletivas e individuais do movimento objetivando que o documentário possa ser utilizado como instrumento pedagógico e que possa, também, representar um contraponto as versões oficiais disseminadas pelas mídias locais, bem como relacionar o ensino de história com a formação cidadã dos alunos, ou seja, partimos da premissa de que o ensino de história possibilite a formação histórica dos estudantes, englobando a formação cidadã e explicite a intencionalidade com o compromisso social e mudanças nas macro e micro estruturas. Os resultados da investigação e da produção do vídeo documentário foram pensados como perspectiva de utilização pelos professores de história em suas aulas para subsidiar discussões que envolvam temáticas como participação política da juventude, atuação dos movimentos sociais que despertem no estudante o reconhecimento de sujeito partícipe da história e o entendimento de sua capacidade de intervenção social. Para tanto, realizamos discussões teóricas que fundamentam o pensar, o escrever e a produção do conhecimento histórico como possibilidade de transformação social e apontam a necessidade da instrumentalização do ensino de história para a formação cidadã dos alunos. Como metodologia de pesquisa utilizamos a História Oral através da realização de entrevistas gravadas em áudio e vídeo que nos permitiram coletar os dados para a análise e discussão teórica e para a composição da produção do vídeo documentário. A escolha por essa metodologia se deu pelas possibilidades dialógicas, dialéticas e dinâmicas que a História Oral nos permite na investigação do nosso objeto, concedendo um alcance mais profundo e ao mesmo tempo sensível sobre as ocupações estudantis. Dessa forma, a relação que realizamos entre ensino de história, produções audiovisuais e movimentos sociais caracterizam nosso trabalho em seus objetivos e inquietações e busca contribuir com a disponibilização de um recurso que venha a ser utilizado a partir das inquietações dos (as) professores (as) de história que preocupam-se com a concretização de um ensino que tenha sentido, significado e que seja ressignificado na vida prática dos alunos e contribua na transformação das pessoas e da sociedade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1698052 - MARIZETE LUCINI
Interno - 1687926 - JANAINA CARDOSO DE MELLO
Externo à Instituição - LUIS FERNANDO CERRI

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e