UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 18 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JACIELE DE OLIVEIRA DANTAS
07/05/2021 09:15


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JACIELE DE OLIVEIRA DANTAS
DATA: 18/05/2021
HORA: 14:00
LOCAL: https://meet.google.com/hyi-oaem-mjv
TÍTULO: Derivados sintéticos para o manejo de Helicoverpa armigera e seletividade a organismos não alvo
PALAVRAS-CHAVES: Inseticidas botânicos, parâmetros demográficos, tabela de vida, comportamento, polinizador, predador.
PÁGINAS: 99
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

A lagarta Helicoverpa armigera (Lepidoptera: Noctuidae) é uma praga generalista que ataca diversas
culturas de importância econômica, como: tomate, soja, feijão, milho e algodão. O uso indiscriminado de
inseticidas organossintéticos têm ocasionado o desenvolvimento da resistência de populações desta praga e a
redução da ação benéfica de predadores e polinizadores. Além da mortalidade per si, os resíduos após as
aplicações expõem os insetos a doses subletais desses inseticidas, o que pode acarretar em mudanças no
comportamento, desenvolvimento, reprodução e fisiologia/anatomia desses organismos. Tais mudanças nos
indivíduos podem refletir em impactos no tamanho das populações de pragas e organismos benéficos. Os óleos
essenciais de plantas, ricos em monoterpenos (ex. timol e carvacrol), são apontados como boas alternativas ao
uso de inseticidas convencionais. A síntese de novos compostos a partir de moléculas derivadas de plantas tem
apresentado sucesso no manejo de importantes insetos praga, demonstrando que a variação de radicais
químicos na estrutura do composto pode ser responsável por diferenças observadas em suas atividades. Assim,
estruturas análogas podem auxiliar na concepção de substâncias químicas com desempenho superior e
consistir em nova vantagem para a descoberta de inseticidas mais seguros. Neste contexto, objetivamos com
este projeto avaliar os efeitos letais e subletais de inseticidas organossintéticos, do timol e carvacrol, e dos
derivados sintéticos desses monoterpenos, sobre H. armigera, o predador Podisus nigrispinus (Heteroptera:
Pentatomidae). Os tratamentos utilizados serão os compostos botânicos (timol e carvacrol), os derivados
sintéticos (de cinco a dez derivados) e os inseticidas organossintéticos (controle positivo). Para tanto, serão
realizados testes de toxicidade com H. armigera, P. nigrispinu para determinar as DLs e TLs por aplicação
tópica,. Efeitos subletais dos compostos sobre H. armigera e P. nigrispinus serão avaliados em experimentos
de tabela de vida, onde serão analisadas as alterações no desenvolvimento, longevidade, peso, reprodução,
morfometria do ovário e dano celular. Adicionalmente, serão realizados testes comportamentais, com H.
armigera e P. nigrispinus, e de consumo foliar de H. armigera. Os resultados irão gerar informações científicas
e tecnológicas que irão contribuir com novas formas de controle de H. armigera.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1692351 - LEANDRO BACCI
Interno - 1352277 - GENESIO TAMARA RIBEIRO
Interno - 660.044.622-68 - JEFFERSON ELIAS DA SILVA
Externo ao Programa - 1337195 - SOCRATES CABRAL DE HOLANDA CAVALCANTI

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e