UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 05 de Dezembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: RAQUEL ANNE RIBEIRO DOS SANTOS
30/03/2021 09:20


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAQUEL ANNE RIBEIRO DOS SANTOS
DATA: 09/04/2021
HORA: 09:00
LOCAL: vídeo conferência
TÍTULO: ESTUDO DOS MARCADORES VOLÁTEIS PARA O AROMA DOS FRUTOS DO GÊNERO SPONDIAS E A SUA RETENÇÃO EM PRODUTOS DESENVOLVIDOS
PALAVRAS-CHAVES: Aroma, Spondias, Marcadores Voláteis, Olfatometria
PÁGINAS: 225
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
RESUMO:

As frutas do gênero Spondias, são consideradas frutas exóticas de boa aparência, qualidade nutritiva, aroma e sabor agradáveis, os quais são muito apreciados para o consumo na forma in natura ou processada. Um dos principais atributos de qualidade em frutos é o aroma, que juntamente com o sabor compõe o flavor, um dos principais indicadores da apreciação de um vegetal e seus produtos derivados. Assim sendo, este trabalho teve como objetivo analisar o perfil aromático e identificar os compostos ativos do aroma das frutas do gênero Spondias, como o cajá, umbu e cajá-umbu e de produtos derivados por meio da cromatografia a gás acoplada a espectrometria de massas gasosa-olfatometria (GC-MS/O). Os compostos aromáticos dessas frutas foram obtidos por duas técnicas diferentes de extração, micro-extração em fase sólida (SPME) e extração sortiva em barra magnética (SBSE), variando para a técnica de SPME o tipo de filme da fibra (Gray, Light Blue, Pink e Red) e para a técnica de SBSE, o tipo de twister utilizado (EG e PDMS). A extração por SBSE foi mais representativa na captura de compostos voláteis das 3 variedades de Spondias analisadas. Para o SBSE, tanto para o twister EG, quanto para o twister PDMS, foram encontrados 68, 48 e 76 compostos aromáticos para o cajá, umbu e cajá-umbu, respectivamente. Enquanto que, a técnica de SPME apresentou um total de 98 compostos diferentes em todas as fibras analisadas sendo o total de compostos de 71, 48, e 74 compostos no cajá, umbu e cajá-umbu, respectivamente na fibra com filme DVB/CAR/PDMS (Cinza). Ademais um produto, a geleia de cajá umbu foi desenvolvido com foco de estudos sobre a retenção de compostos voláteis e análise sensorial inclusive a aplicação do ADQ (Análise Descritiva Quantitativa).


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2481282 - ALESSANDRA ALMEIDA CASTRO PAGANI
Interno - 426680 - GABRIEL FRANCISCO DA SILVA
Externo à Instituição - MARIA TEREZINHA SANTOS LEITE NETA
Presidente - 6330812 - NARENDRA NARAIN
Interno - 2178474 - ROBERTO RODRIGUES DE SOUZA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18160-36a7f68df5