UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 30 de Janeiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: THIAGO ROBERTO SOARES VIEIRA
10/02/2021 12:48


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THIAGO ROBERTO SOARES VIEIRA
DATA: 02/03/2021
HORA: 15:00
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO: DIVERSIDADE GENÉTICA, PRODUÇÃO DE FRUTOS E SELEÇÃO ANTRÓPICA DA MANGABEIRA (Hancornia speciosa GOMES) EM ASSENTAMENTO AGROEXTRATIVISTA, PIRAMBU-SE
PALAVRAS-CHAVES: Produção de frutos, Extrativismo, Produto Florestal Não Madeireiro, Sociobiodiversidade
PÁGINAS: 126
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

O extrativismo de Produtos Florestais Não Madeireiros pode garantir renda para diversas famílias por meio do uso sustentável dos recursos naturais. No estado de Sergipe, há exemplos de extrativismo como o da mangaba (Hancornia speciosa Gomes) no litoral do estado de Sergipe. Na área de restinga encontra-se o território das catadoras de mangaba, reconhecido pelos aspectos sociais, econômicos e ambientais que estão relacionados à prática extrativista desse grupo diferenciadamente reconhecido. Nesse contexto, encontra-se o Projeto de Assentamento Agroextrativista São Sebastião, Pirambu-SE. Sob o aspecto do extrativismo da mangaba no estado de Sergipe é pertinente relacionar o modo de extrativismo e plantio da mangabeira aliado aos parâmetros genéticos e de produção. O presente estudo tem como objetivo geral: analisar as estimativas da produção dos frutos, baseadas na seleção antrópica sob os aspectos da diversidade e estrutura genética em populações de mangabeiras nativas e plantadas em área de restinga, no Projeto de Assentamento Agroextrativista (PAE) São Sebastião, em Pirambu, estado de Sergipe. Como objetivos específicos, este estudo apresenta: i) obter e contrastar a estrutura populacional de populações naturais e estabelecidas pela comunidade visando avaliar a influência da seleção antrópica espacial e suas condicionantes em área nativa e plantada de Hancornia speciosa Gomes; ii) analisar a variabilidade genética de Hancornia speciosa Gomes, nativas e plantadas, no PAE São Sebastião, Sergipe, Brasil; iii) avaliar a produção de frutos de indivíduos oriundos de áreas remanescentes naturais e em áreas cultivadas, no PAE São Sebastião. Para a análise de diversidade genética, foram selecionadas 153 matrizes, sendo 75 plantadas e 78 de ocorrência natural no referido assentamento. Dessas, foram selecionadas 14 matrizes, 06 plantadas e 08 de ocorrência natural, em que estão sendo mensuradas a produção das safras de 2020 e 2021 e realizadas as características morfofisiológicas dos frutos. Até o momento foram avaliados parâmetros dendrométricos e cenários ambientais, condicionantes da seleção antrópica, em áreas de indivíduos nativos e plantados. Empregou-se o método de máxima entropia para a modelagem. Identificou-se fragilidades ambientais e pressão por cultivos tradicionais de grandes culturas em áreas de potencial ocorrência da espécie. No assentamento ocorre padrão aleatório de distribuição e manejo em plantios adensados, que comprometem o desenvolvimento das plantas e a futura produção de frutos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2273536 - LAURA JANE GOMES
Interno - 1316620 - ALCEU PEDROTTI
Interno - 2579022 - GREGORIO GUIRADA FACCIOLI
Externo ao Programa - 2483844 - RENATA SILVA MANN
Externo à Instituição - Rafael Ricardo Vasconcelos da Silva
Externo à Instituição - SHEILA VALERIA ALVARES CARVALHO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18277-8067e35817