UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 16 de Junho de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: MIRIAM GEISA VIRGENS MENEZES
09/02/2021 13:50


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MIRIAM GEISA VIRGENS MENEZES
DATA: 26/02/2021
HORA: 14:00
LOCAL: On-line
TÍTULO: Efeitos vasculares e cardioprotetores da diosmina sobre as disunções induzidas pela doxorrubicina
PALAVRAS-CHAVES: Doxorrubicina, Estresse Oxidativo, Diosmina, Vasodilatação, endotélio vascular.
PÁGINAS: 77
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Fisiologia
RESUMO:

Efeitos vasculares e cardioprotetores da diosmina sobre as disfunções induzidas pela doxorrubicina. Míriam Geisa Virgens Menezes. São Cristóvão, 2021. O endotélio é responsável por múltiplas funções no organismo humano, a disfunção dessas células promove o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. O desequilíbrio no status redox celular é um dos mecanismos associados ao dano endotelial e a doxorrubicina uma antraciclina antineoplásica, induzs este desequilíbrio promovendo toxicidade. Os flavonóides destacam-se como potentes antioxidantes e melhoram a função cardiovascular restabelecendo o equilíbrio redox. A diosmina (DIO)um flavonóde natural, é conhecida por possuir atividades antioxidantes e contribuir na redução de danos celulares. O objetivo desse estudo foi avaliar o efeito da diosmina livre e complexada em β-CD na disfunção cardiovascular induzida pela doxorrubicina. Para isso, foram utilizados ratos Wistar com peso entre 200-250g, os quais foram divididos em 4 grupos experimentais (n = 5-6): veículo - receberam solução veículo por gavagem via oral (v.o.) durante 7 dias + injeção intraperitoneal (i.p.) de solução veículo; doxorrubicina (DOX) - receberam solução veículo por gavagem (v.o.) durante 7 dias + DOX (20 mg/kg) por via i.p.; diosmina livre + doxorrubicina (DOX +DIO) - receberam diosmina - (50 mg/kg) por gavagem v.o. durante 7 dias + DOX (20 mg/kg) por via i.p. diosmina complexada + doxorrubicina (DOX +DIO complexada à β-CD) - receberam diosmina complexada à β-CD - (50 mg/kg) por gavagem (v.o.) durante 7 dias + DOX (20 mg/kg) por via i.p. Após 48 horas, foram realizados os estudos de reatividade vascular. Foi avaliado o estresse oxidativo mediante a concentração de malondialdeído (MDA), hidroperóxidos totais, e da atividade das enzimas antioxidantes endógenas superóxido dismutase (SOD), catalase (CAT), glutationa peroxidase (GPx) e a atividade elétrica do coração. A DIO foi capaz de restabelecer o efeito vasorelaxante para ACh no vaso (p<0,001). A complexação da DIO à β-CD aumentou o efeito da DIO na curva de vasorrelaxamento para ACh (p<0,05). A formação do complexo de inclusão da DIO à β-CD aumentou o efeito de contração da FEN na presença de endotélio (p<0,05). A resposta vasorrelaxante para a ACh foi reduzida nos grupos: DIO livre e complexada à β-CD, na presença da indometacina. O efeito vasorrelaxante para Ach não foi modificado entre os grupos na presença de atropina. Diosmina reduziu a concentração de MDA, e restaurou a atividade da SOD e CAT. Na atividade elétrica a DIO conseguiu reverter a bradicardia e o alargamento nos intervalos QRS e QTC. Os dados obtidos no presente trabalho indicam que a DIO apresenta efeitos protetores benéficos, compensando alterações no vaso associado ao uso da doxorrubicina e promove cardioprpteção por restaurar a atividade elétrica do coração agudamente.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1698148 - ENILTON APARECIDO CAMARGO
Externo à Instituição - FABRÍCIO NUNES MACEDO
Externo à Instituição - PATRÍCIA SANTOS CUNHA MENDONÇA
Presidente - 1694364 - SANDRA LAUTON SANTOS
Externo à Instituição - Éder Ricardo de Moraes

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15368-99f189d34b