UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 22 de Junho de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: MONICA CHRISTINE ALVES CABRAL CARDOSO
04/02/2021 10:06


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MONICA CHRISTINE ALVES CABRAL CARDOSO
DATA: 19/02/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Sala Video-Chamada
TÍTULO: PERFIL DE MORTALIDADE DAS LEUCEMIAS MIELOIDE E LINFOIDE NO BRASIL, 2000 A 2018.
PALAVRAS-CHAVES: Leucemia, Epidemiologia, Estudo de Séries Temporais, Saúde pública, Mortalidade, Desenvolvimento humano.
PÁGINAS: 57
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
RESUMO:

Objetivo: avaliar o percentual de variação anual (VPA) da mortalidade por leucemias mieloide e linfoide no Brasil e relacionar com o número de estabelecimentos de atenção oncológica e IDHM. Metodologia: dados obtidos do Instituto Nacional do Câncer entre 2000 a 2018 para mortalidade por leucemias nos Estados do Brasil. Os dados foram submetidos à análise descritiva e à regressão de Prais-Winsten, para calcular as VPA. Foram realizadas análise de correlação entre as variáveis taxa de mortalidade por sexo, percentual de cobertura da Atenção Básica, hospitais credenciados no SUS para atendimento de câncer. Resultados: Tendência de aumento da mortalidade por leucemias mieloide e linfoide no Brasil entre 2000 a 2018, com maior prevalência em homens. Para ambos os tipos de leucemias, foram observadas correlações estatisticamente significativas para taxa bruta em homens e em mulheres (p=0.012). Na correlação das taxas brutas para homens e mulheres com taxa bruta população mundial e população Brasil (p<0.0001). As taxas de mortalidade e a porcentagem de cobertura de atenção oncológica de cada Estado não apresentam correlação estatisticamente significativa. Somente a leucemia linfoide, houve correlação estatisticamente significativa para taxa bruta homens e IDHM. Conclusão: Verificou-se aumento das taxas de mortalidade por leucemias na maioria dos Estados do Brasil, sendo maior para homens. A maior quantidade de unidades especializadas em tratamento de câncer não se correlaciona com menores taxas de mortalidade e o IDHM somente de correlacionou com a taxa bruta de mortalidade em homens na leucemia linfoide.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2016129 - FLAVIA PARDO SALATA NAHSAN
Externo ao Programa - 2210946 - OSVALDO ALVES DE MENEZES NETO
Presidente - 1698895 - SHIRLEI OCTACILIO DA SILVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9