UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 30 de Novembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: THAIANE LORENA NASCIMENTO SILVA
04/02/2021 00:07


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THAIANE LORENA NASCIMENTO SILVA
DATA: 05/02/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: Desenvolvimento Sustentável e a Indústria de Têxtil: uma análise para o trade-off da sustentabilidade na região Nordeste
PALAVRAS-CHAVES: Desenvolvimento econômico; Indústria têxtil; Sustentabilidade.
PÁGINAS: 101
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Economia
SUBÁREA: Economia Regional e Urbana
ESPECIALIDADE: Economia Regional
RESUMO:

O estudo da sustentabilidade agregado à economia ainda que seja recente é de grande
relevância para a sociedade. Tal discussão provém da preocupação com o meio ambiente por conta dos impactos causados pelas atividades econômicas vinculadas ao setor industrial em especial. Os principais pontos observados ao longo da construção deste trabalho foram referentes à indústria têxtil e à sustentabilidade, sendo o campo de pesquisa a Região Nordeste. O objetivo principal foi analisar o trade-off entre desenvolvimento sustentável e a atuação desta indústria através do panorama da indústria têxtil nordestina. O presente estudo aborda a visão de Joseph Schumpeter para o desenvolvimento econômico, bem como a análise o elaborada por Celso Furtado, a fim de mostrar os aspectos referentes à relação do subdesenvolvimento em países periféricos e do desenvolvimento em países centrais, bem como a questão que envolve os recursos naturais. Foram mostrados também os aspectos que circundam o desenvolvimento sustentável, com a discussão da economia ecológica e da economia ambiental. A importância da indústria têxtil na região Nordeste é exposta através dos indicadores econômicos recolhidos por pesquisa com fontes secundárias tais como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). Os impactos ambientais ocasionados pelas práticas inadequadas durante os processos produtivos foram trazidos de modo a ilustrar a urgência em medidas de proteção eficientes que visem à melhoria desses processos em prol do meio ambiente e também dos indivíduos que muitas vezes são afetados diretamente. Os dados recolhidos mostraram que quanto à produção de algodão por ser um exemplo que demanda expressivos volumes de água, na sua produção de 1 kg são necessários 10.000 litros de água. A preparação e fiação de fibras têxteis foi identificada como o procedimento com maior retirada de água e sua variação foi de 115 m³ /unidade da atividade até 118 m³ /unidade da atividade. Outra informação apontada na pesquisa foi em relação às exportações de têxteis dentre os estados da região Nordeste, a Bahia foi em 2018 o estado que mais exportou têxteis, com suas vendas ao exterior em cerca de US$ 461,3 milhões e por volta de 18,7% das exportações do país. Ao verificar quantitativamente o volume das importações de alguns estados brasileiros de trapos e desperdícios, observou-se a região nordeste como o estado de maior notoriedade, com destaque para o Ceará. Em 2014, esse estado importou 4.620.585 kg. líq. sendo o total do país de 13.103.621 kg. líq.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 426500 - ELMER NASCIMENTO MATOS
Interno - 1699173 - FERNANDA ESPERIDIAO
Externo à Instituição - ANDRE MAIA GOMES LAGES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18156-ca4d4a6fac