UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 01 de Dezembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: ELLEN DENISE PRADO ALMEIDA
01/02/2021 12:58


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELLEN DENISE PRADO ALMEIDA
DATA: 26/02/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Online
TÍTULO: AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DA ALUMÍNIO-CLORO FTALOCIANINA VEICULADA EM NANOPARTÍCULAS LIPÍDICAS NA TERAPIA FOTODINÂMICA
PALAVRAS-CHAVES: alumínio-cloro ftalocianina, nanopartículas lipídicas, câncer de pele, sistemas de liberação de fármacos, terapia fotodinâmica
PÁGINAS: 98
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Resumo:

O câncer de pele é o tumor maligno mais comum em todo o mundo. Contudo, atualmente não existe um tratamento ideal do câncer de pele, e a cirurgia ainda é defendida como primeira opção no procedimento para tratar essas lesões cancerígenas. A Terapia Fotodinâmica (TFD) consiste na administração e acúmulo de um fármaco fotossensibilizador no tecido-alvo, seguido da exposição a uma fonte de luz de comprimento de onda apropriado. Isso resulta na formação de espécies reativas de oxigênio responsáveis por causar danos às células cancerígenas, com excelentes resultados estéticos. As Nanopartículas Lipídicas (NL) são consideradas um atrativo sistema de liberação de fármacos lipofílicos como a Alumínio-Cloro Ftalocianina (AlClPc), fotossensibilizador selecionado nesse estudo para a aplicação na TFD. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi obter NL contendo AlClPc e avaliar a eficácia destes sistemas na TFD do câncer de pele. O trabalho foi dividido em 3 partes. Inicialmente, Nanopartículas Lipídicas Sólidas (NLS) e Carreadores Lipídicos Nanoestruturados (CLN) utilizando o ácido esteárico (AE) como matriz lipídica sólida, com incorporações à matriz lipídica de 20% e 40% de Ácido Oléico (AO) – CLN 20 e CLN 40, respectivamente, foram obtidos e caracterizados. A biocompatibilidade in vitro foi realizada com fibroblastos da linhagem L929 e determinada através do método de MTT. A eficácia da TFD foi realizada em células tumorais A549 e melanoma BF16-F10, irradiadas em 630 nm e sem irradiação como controle. O efeito fotodinâmico foi também determinado pela viabilidade celular através do método MTT. Como resultados, as formulações desenvolvidas com AE apresentaram tamanho de 291,6 nm, Potencial Zeta (PZ) de -57 mV, Eficiência de Encapsulação (EE) de 85,78 % e foram consideradas biocompatíveis, com acima de 70% de células viáveis nas concentrações estudadas. A TFD evidenciou a eficácia antitumoral do CLN 40, com redução da viabilidade celular para aproximadamente 10% de células cancerígenas A549. A presença de AO nos CLN parece potencializar este efeito antitumoral, já que mesmo sem irradiação, as formulações com adição de AO apresentaram efeito tóxico com viabilidade celular de 54 a 55%. A TFD em melanoma BF16-F10 utilizando o CLN 40 alcançou uma redução da viabilidade celular média de aproximadamente 99%. Na segunda parte do trabalho, foi realizada a otimização do método de obtenção das NL, onde foi avaliada a influência de diferentes tensoativos como o Álcool Polivinílico (PVA) e Tween 80 (TW) no tamanho das partículas utilizando AE, Cera de Abelha (CA) ou Monoestearato de Glicerila (MG) como lipídios sólidos. Através do Planejamento Fatorial, foram definidas as formulações para veiculação do fotossensibilizador e análise da estabilidade. A formulação com MG e PVA (CLN MG-PVA) foi considerada promissora e foi submetida aos ensaios de estabilidade, Eficiência de Encapsulação (EE), permeação in vitro, ensaios de biocompatibilidade e aplicação na TFD nas linhagens de fibroblastos L929 e melanoma BF16-F10, respectivamente. Esta formulação obteve tamanho de 131,47 nm, potencial zeta de -24,30 mV e 79,25 % de EE. As NL foram capazes de ultrapassar o Estrato Córneo e promover a retenção cutânea da AlClPc, visto que o fármaco livre não foi detectado retido na pele no ensaio de permeação in vitro, após 2h e 4h de estudo. Nos ensaios de biocompatibilidade avaliada em fibroblastos de linhagem L929, a viabilidade celular foi acima de 80%, em todas as concentrações testadas, demonstrando que as formulações inertes e contendo AlClPc não foram citotóxicas. A eficácia de TFD avaliada em células de melanoma BF16-F10 resultou em viabilidade celular de aproximadamente 30%, podendo ser considerada eficaz. Como terceira parte desse trabalho, as NL foram funcionalizadas através de revestimento de superfície com quitosana (CLNq) na tentativa de conferir vantagens ao sistema. Foram obtidas NL com tamanho médio de 231,5 nm, IPD de 0,182 e PZ +19,96 mV. O revestimento de quitosana foi capaz de conferir carga positiva a esse novo sistema. A EE foi de 95,9%. No estudo de permeação in vitro, NL funcionalizadas apresentaram retenção cutânea similar as NL sem revestimento. As NL funcionalizadas foram consideradas biocompatíveis e a aplicação da TFD resultou na redução da viabilidade celular para 49.83%. Diante dos resultados obtidos, as NL utilizando AE e MG como lipídios sólidos foram consideradas biocompatíveis, eficazes em promover a retenção cutânea da AlClPc e promissoras no tratamento do câncer de pele através da TFD. NL funcionalizadas, embora apresentem biocompatibilidade e promoção da penetração cutânea do fotossensibilizador, apresentaram uma eficácia fotodinâmica inferior as NL sem funcionalização.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1686032 - ANA AMELIA MOREIRA LIRA
Externo à Instituição - CINTIA TELES DE ARGÔLO
Externo à Instituição - LEILA BASTOS LEAL
Interno - 2337777 - ROGERIA DE SOUZA NUNES
Interno - 1658460 - VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18156-ca4d4a6fac