UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 05 de Dezembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ALISSON VIDAL DOS ANJOS
02/12/2020 09:21


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALISSON VIDAL DOS ANJOS
DATA: 10/12/2020
HORA: 09:30
LOCAL: Via Google Meet
TÍTULO: Pirólise térmica e catalítica de polietileno de baixa densidade sobre catalisadores compósitos de nióbio/HY
PALAVRAS-CHAVES: Pirólise, Zeólita HY, Nb2O5, PEBD
PÁGINAS: 28
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Tecnologia Química
RESUMO:

O descarte de resíduos plásticos têm sido um grande problema para a humanidade ao longo dos anos. Uma vez que os plásticos são utilizados, eles se transformam em resíduos causando sérios problemas ambientais. A maior parte desses resíduos é depositada em aterros sanitários e rios, e, devido à sua baixa biodegradabilidade e inércia química, acabam permanecendo no local por muito tempo, prejudicando severamente o meio ambiente. O óxido de nióbio tem se apresentado como uma dos catalisadores mais versáteis para diferemtes processos de transformação da indústria química, e contando que o Brasil é o maior produtor mundial de nióbio, estudos neste campo para processos de catálise ambiental são altamente promissores. Neste trabalho foram desenvolvidos catalisadores ácidos microporosos heterogêneos impregnados com diferentes proporções de óxido de nióbio calcinado (10% Nb2O5 /HY e 20% Nb2O5 /HY) visando na aplicação na pirólise catalítica do polietileno de baixa densidade (PEBD). Os catalisadores obtidos foram caracterizados por difração de raios X (DRX) e adsorção de nitrogênio à -196 oC. Através destas técnicas de caracterização foi possível determinar as propriedades estruturais e texturais das amostras visando assim estabelecer a sua correlação com as propriedades catalíticas. As reações de pirólise térmica e catalítica foram realizadas em diferentes taxas de aquecimento de 5, 10 e 20 ºC min-1 numa faixa de temperatura de 30 a 900 oC, via análise térmica (TG/DTG), utilizando como polímero o polietileno de baixa densidade (PEBD) na proporção de 80 % em massa de PEBD para cada catalisador avaliado (HY, Nb2O5, 10% Nb2O5 /HY e 20% Nb2O5 /HY). Uma análise das curvas de conversão, isoconversão e de energia de ativação aparente envolvida no processo foi realizada, correlacionando os dados reacionais através dos modelos cinéticos de Flynn-Wall-Ozawa (FWO) e Vyazovkin. Para a pirólise catalítica, observou-se que as curvas de converção apresentaram faixas de temperatura mais baixas em relação à pirólise térmica do PEBD puro. A aplicação dos modelos isoconvencionais para a determinação dos parâmetros cinéticos revelou que o modelo FWO obteve um melhor ajuste para a estimativa dos dados cinéticos de degradação do PEBD. Através da analise do desempenho dos catalisadores compósitos observou-se que esses materiais são potencialmente promissores na reciclagem catalítica de materiais poliméricos de baixa densidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1515782 - MARCELO JOSE BARROS DE SOUZA
Interno - 2222671 - PEDRO LEITE DE SANTANA
Externo ao Programa - 2555266 - ANNE MICHELLE GARRIDO PEDROSA DE SOUZA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18160-36a7f68df5