UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 04 de Dezembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: NATALIA SOUZA DOS SANTOS
01/12/2020 18:20


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NATALIA SOUZA DOS SANTOS
DATA: 11/12/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Remoto
TÍTULO: A Nova Informalidade no Mercado de Trabalho Brasileiro
PALAVRAS-CHAVES: Nova Informalidade; PNAD Contínua; Brasil.
PÁGINAS: 63
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Economia
RESUMO:

O objetivo desse trabalho é investigar como se configura o fenômeno recente da Nova Informalidade, apresentar as divergências e possíveis semelhanças desses conceitos e propor uma delimitação dessas atividades ou agrupamento dessas novas categorias no mercado de trabalho brasileiro. A metodologia do trabalho consistiu no levantamento bibliográfico que trata sobre a nova informalidade no Brasil, o que possibilitou a elaboração de um referencial teórico, bem como de um panorama geral sobre o fenômeno. No que se refere ao banco de dados, foram utilizados o Padrão Internacional de Classificação de Ocupações da OIT – Organização Internacional do Trabalho - e os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicilio– PNAD Contínua no período de 2012 a 2019. Os resultados mostram que a maioria dos indivíduos que trabalham em ocupações que representam a nova informalidade: vivencia uma alta rotatividade de trabalho; possui o grau de escolaridade até o ensino médio completo; tem apenas um trabalho; não tem ajuda de algum parente ou trabalhador não remunerado; o rendimento bruto mensal que recebia normalmente é inferior ao salário mínimo e gostaria de trabalhar mais horas que normalmente trabalha. Todas essas características evidenciam, sobretudo, o conceito de precariado de Guy Standing (2014), cuja principal característica é o sentimento comum de insegurança.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1519365 - MARCO ANTONIO JORGE
Interno - 3317187 - KLEBER FERNANDES DE OLIVEIRA
Interno - 2212799 - VERLANE ARAGAO SANTOS
Externo à Instituição - MARCIO POCHMANN

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18160-36a7f68df5