UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: AMANDA MENDONCA BARROS COSTA
13/08/2020 09:21


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AMANDA MENDONCA BARROS COSTA
DATA: 17/08/2020
HORA: 09:00
LOCAL: A definir
TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE HIDROGEL TERMORREVERSÍVEL CONTENDO CARVACROL COM POTENCIAL AÇÃO ANTILEISHMANIA
PALAVRAS-CHAVES: sistema polimérico, monoterpeno, leishmaniose.
PÁGINAS: 32
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

A Leishmaniose é uma doença infecciosa negligenciada causada por protozoários do gênero Leishmania. Estima-se que ocorram anualmente 1,3 milhões de novos casos e entre 20.000 e 30.000 mortes no mundo. Os medicamentos utilizados no tratamento da leishmaniose apresentam alguns efeitos adversos como, distúrbios gastrointestinais e toxicidades renal e hepática, possuem alto custo e, além disso, tem-se observado o surgimento de formas de Leishmania resistentes a esses medicamentos. Com isso, a busca por novos ativos para o tratamento da leishmaniose se faz necessária e os produtos naturais tornam-se uma importante alternativa. O monoterpeno carvacrol tem sido recentemente reportado como um potente agente antileishmania, porém apresenta citotoxicidade em células de mamíferos. Alguns estudos mencionam a utilização de copolímeros tri bloco para redução da toxicidade de fármacos. Dessa forma, com o objetivo de viabilizar o uso do carvacrol como agente antileishmania, foram desenvolvidos hidrogéis termorreversíveis, contendo carvacrol, a partir dos copolímeros tri bloco, os poloxâmeros 407 e 188. Inicialmente, micelas poliméricas e hidrogéis inertes e contendo carvacrol foram obtidos por método à frio, as micelas foram avaliadas por parâmetros de distribuição e tamanho de partícula e os hidrogéis foram submetidos às análises de DSC, SAXS, MEV e reologia. Posteriormente, a atividade dos hidrogéis e carvacrol contra Leishmania amazonensis e a citotoxicidade dos mesmos em células de mamíferos foram determinadas. Por fim, foi avaliado um possível mecanismo de ação dos compostos por citometria de fluxo. As micelas binárias contendo carvacrol (M407/188CA) apresentaram baixo tamanho de partícula de 21,51 ± 0,02 nm e 19,86 ± 0,24 nm, respectivamente, a 25°C e 37°C e baixo índice de polidispersão, 0,180 e 0,100. Os hidrogéis apresentaram-se como fluidos à 25°C e gel à 37°C, com temperatura de transição sol-gel para o hidrogel binário contendo carvacrol (HG407/188CA) de 37,04 ± 1,35°C e temperatura de micelização de 13,37 ± 0,74°C. O carvacrol apresentou concentrações citotóxicas CC50 de 42,93 ± 3,25 µg/mL, 39,34 ± 13,84 µg/mL, 40,23 ± 0,21 µg/mL em fibroblastos, macrófagos J774 e macrófagos peritoneais de murinos, respectivamente. O HG407/188CA aumentou a viabilidade do carvacrol em todas as células de mamíferos elevando o índice de seletividade de 1,37 para 9,5, apresentando CC50 em macrófagos peritoneais de murinos de 332,6 ± 4,89 µg/mL e IC50 contra amastigotas de Leishmania amazonensis de 35,08 ± 0,75 µg/mL. Dessa forma, o hidrogel obtido poderá viabilizar o uso do carvacrol como agente antileishmania.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1686032 - ANA AMELIA MOREIRA LIRA
Externo à Instituição - JACQUELINE RESENDE DE AZEVEDO
Externo ao Programa - 2208516 - ROBERTA PEREIRA MIRANDA FERNANDES
Presidente - 2337777 - ROGERIA DE SOUZA NUNES
Interno - 1658460 - VICTOR HUGO VITORINO SARMENTO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307