UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 23 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: HÉLIO IGOR MELO DE ALBUQUERQUE
10/08/2020 11:07


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: HÉLIO IGOR MELO DE ALBUQUERQUE
DATA: 26/08/2020
HORA: 19:00
LOCAL: Sala Remota: https://us02web.zoom.us/j/2652420925?pwd=ZW96UXd5b2h0bXl4L0N0aGZYeUlkdz09
TÍTULO: EFICÁCIA DO ALPRAZOLAM SUBLINGUAL NA REDUÇÃO DA ANSIEDADE EM CIRURGIA DE TERCEIROS MOLARES RETIDOS - ENSAIO CLÍNICO CONTROLADO
PALAVRAS-CHAVES: Ansiedade ao tratamento odontológico; Alprazolam; Cirurgia bucal.
PÁGINAS: 68
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
SUBÁREA: Clínica Odontológica
RESUMO:

Na população adulta, estima-se que cerca de 50 a 80% dos pacientes que procuram atendimento odontológico apresentam ansiedade. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar a eficácia do Alprazolam sublingual no tratamento da ansiedade odontológica e analisar as alterações na pressão arterial (PA), frequência cardíaca (FC) e saturação de oxigênio (SaO2) durante o procedimento cirúrgico. Para isto, 150 pacientes foram selecionados e divididos em 3 grupos. No Grupo I, os pacientes receberam Alprazolam sublingual; no Grupo II, Midazolam oral; e no grupo III, placebo. Todos os pacientes tiveram aferidas a PA, FC e SaO2 em 6 diferentes momentos: basal, 60 minutos antes do procedimento, durante a anestesia local, durante a incisão, na remoção do dente e na sutura. Os pacientes responderam questionários antes e depois da cirurgia com finalidade de avaliar a ansiedade. Após análise dos dados, não foi encontrada diferença entre os graus de ansiedade quando comparados ao sexo. Os pacientes que utilizaram o Alprazolam e Midazolam relataram melhor satisfação com o procedimento com diferença estaticamente significante entre os grupos (Qui-quadrado, Midalozam (p=0.0018) e do Alprazolam (0.0011) comparado ao placebo). O Midazolam causou menores valores de PA durante a incisão e sutura (Teste de Kruskal-Wallis, p<0.05). Houve aumento na FC no grupo do Alprazolam sublingual (Teste de Kruskal-Wallis, p<0,05). O Alprazolam sublingual não afetou a PA ao longo dos tempos estudados e a FC aumentou nos momentos da anestesia, incisão e remoção do dente (Teste de Friedman, p<0.05). O Alprazolam sublingual foi eficaz no controle da ansiedade dos pacientes submetidos a cirurgia de terceiros molares retidos similar ao Midazolam. Também manteve estável a PA e os níveis de SaO2.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1111420 - LIANE MACIEL DE ALMEIDA SOUZA
Interno - 2361893 - LUIZ ALVES DE OLIVEIRA NETO
Externo à Instituição - PAULO ALMEIDA JUNIOR

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5