UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 13 de Junho de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: IVANA MARIA BARBOZA DOS SANTOS
04/08/2020 21:27


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IVANA MARIA BARBOZA DOS SANTOS
DATA: 21/08/2020
HORA: 14:00
LOCAL: On-line
TÍTULO: Efeito da corrente interferencial no sistema nervoso autônomo cardiovascular de ratos wistar saudáveis
PALAVRAS-CHAVES: sistema nervoso autônomo; estimulação elétrica; corrente interferencial; efeitos adversos; sistema cardiovascular.
PÁGINAS: 57
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Fisiologia
RESUMO:

Achados literários relatam efeitos da corrente interferencial (CI) no sistema nervoso autônomo (SNA) sugerindo aumento do seu campo de aplicação para além do tratamento da dor. Estudos sugerem potencial efeito da CI na melhora da modulação autonômica cardíaca, embora ainda não haja consenso sobre o mecanismo de ação. O objetivo deste estudo foi investigar o efeito da CI na modulação autonômica cardiovascular após estimulação com intensidades motora e sensorial do tórax de ratos Wistar saudáveis. Material e método: Foram incluídos neste estudo 36 ratos Wistar machos, divididos em duas séries experimentais: série 1 (avaliação da resposta cutânea), subdividida nos grupos interferencial motora, interferencial sensorial e interferencial inativa; e série 2 (avaliação da variabilidade cardiovascular), subdividida em interferencial motora, interferencial sensorial e interferencial inativa. O tórax dos animais foi depilado 24 horas antes das avaliações. Na série 1, o tórax dos animais foi estimulado durante 20 minutos e foram realizados registros termográficos da região a cada 5 minutos. Uma hora após tratamento com CI, a resposta cutânea foi reavaliada. Na série 2, os animais foram submetidos à cirurgia para implantação de cateter na artéria femoral esquerda. Após 24 horas, a CI foi aplicada no tórax dos animais durante 20 minutos. Foram realizados registros da pressão arterial para posterior análise da variabilidade do intervalo de pulso (IP) e da pressão arterial (PA) antes e após o tratamento. As análises estatísticas foram realizadas no software GraphPad Prism® 7.0, com significância para valores de p ˂ 0,05 e média ± erro padrão da média. A normalidade foi avaliada por meio do teste Shapiro-wilk. Em seguida foram realizados os testes de ANOVA duas vias, com post hoc de Bonferroni. Resultados: Não houve alterações estatisticamente significativas entre os grupos CI sensorial/motora e controle, em relação ao controle central ou cardiovascular. Conclusão: Estes achados sugerem que a CI não modula o sistema nervoso autônomo cardiovascular e não oferece reações adversas, ainda que aplicada na região torácica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1656787 - JOSIMARI MELO DE SANTANA
Externo ao Programa - 2034694 - KARINA LAURENTI SATO
Interno - 1694364 - SANDRA LAUTON SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15368-99f189d34b