UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RENATA TAVARES BENIA
27/07/2020 12:13


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENATA TAVARES BENIA
DATA: 24/08/2020
HORA: 15:00
LOCAL: via plataforma Google Meet
TÍTULO: REGIME ABSORTIVO NO WORLD PRESS PHOTO: O TESTEMUNHO FOTOGRÁFICO PARA ALÉM DO INSTANTE DECISIVO
PALAVRAS-CHAVES: Absorção; Fotografia; Fotojornalismo; Temporalidade; World Press Photo.
PÁGINAS: 74
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
RESUMO:

Esta pesquisa reflete sobre os motivos absortivos das fotografias premiadas na categoria long-form projects do World Press Photo. O problema deste estudo é determinante para que se possa averiguar a representação visual do acontecimento no relevo contemporâneo, a partir de tentativas que rompem com os tropos visuais reconhecíveis (drama e ação), buscando um teor mais contemplativo e atento, ao mesmo tempo em que revivem certas correntes da história da arte. Tais fotografias emergem no cenário de saturação dos clichês de imprensa e crise dos modelos de produção do fotojornalismo (POIVERT, 2010). Na contra-corrente deste terreno, surgem estratégias para reconfiguração temporal e referencial do acontecimento, para além do instante decisivo bressoniano e dos altos níveis de dramatização. Sob este realce, temos o objetivo de verificar como os temas absortivos são explorados na relação com os aspectos eloquentes da construção do acontecimento; o acoplamento na relação temporal e referencial (que tendem a celebrar o presente e imediatismo do acontecimento, e altos níveis de dramaticidade do pathos humano). Para tanto, o corpus deste estudo é composto por imagens de personagens que estão absortos localizadas na categoria long-form projects, premiadas pelo World Press Photo, nos últimos 5 anos. O nosso argumento habita na ideia de que para além de estas construções imagéticas possuírem a função de atrair os espectadores a partir do viés da inquietação e, por conseguinte, provável curiosidade, elas mobilizam a imaginação do leitor (em uma leitura mais atenta e lenta). Na abordagem de nossas discussões, partimos da dimensão estética e história da arte para investigar as consequências destas imagens absortivas na relação com o observador do fotojornalismo. Tais dimensões estão em congruência com uma perspectiva histórica e psicológica, posto que os modos pelos quais percebemos algo tem bases históricas (CRARY, 2012); e partem de esquemas mentais provenientes do saber gerado através de convenções e estereótipos (GOMBRICH, 1950, 1977). Em união a estas abordagens, para a análise das imagens, nos sustentaremos no conceito de absorção formulado pelo historiador da arte Michael Fried (1980). Para o exame do regime absortivo nestas fotografias, elegemos propriedades analíticas que cumprem apontar a instância temporal, dramática (ação e fisionomia humana) e estética, a fim de entendermos como a absorção é explorada em diferentes ensaios fotográficos, e quais são as repercussões. O exame destas imagens nos leva a entender que, ao transcenderem o instante decisivo, elas repercutem consequências não somente no campo do fotojornalismo, mas na nossa cultura visual, a partir de uma experimentação estética, imaginativa e desacelerada do olhar.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2019547 - GREICE SCHNEIDER
Interno - 1045250 - CARLOS EDUARDO FRANCISCATO
Externo à Instituição - JOSÉ BENJAMIM PICADO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307