UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: JULIANA FONTES DOS SANTOS NASCIMENTO
13/07/2020 09:46


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JULIANA FONTES DOS SANTOS NASCIMENTO
DATA: 30/07/2020
HORA: 09:30
LOCAL: ONLINE
TÍTULO: PRÁTICA DE REESCRITA DO GÊNERO FÁBULA COM ENFOQUE NO USO DOS SINAIS DE PONTUAÇÃO
PALAVRAS-CHAVES: Escrita. Fábula. Leitura. Sinais de pontuação.
PÁGINAS: 54
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Lingüística Aplicada
RESUMO:

A reflexão sobre a problemática da leitura e da escrita é de suma importância na escola. Analisar os estudos e as atividades que propiciem a formação de leitores e escritores proficientes é algo necessário para que se possam apresentar caminhos de renovação e qualificação na prática pedagógica relativa a essas atividades. Assim, objetiva-se neste trabalho, destacar a importância dos sinais de pontuação na construção de sentidos no texto, a partir da leitura e reescrita do gênero “fábula”. Aliado a isso, propõe-se ainda mostrar que o livro didático não apresenta uma abordagem satisfatória quanto ao ensino da pontuação, visto que nele é trazido um amontoado de regras aplicadas em nível frasal, tornando assim, o ensino descontextualizado e ineficiente. Assim, diante deste contexto, buscamos apresentar propostas de ensino-aprendizagem da pontuação sob uma perspectiva enuncitiava-discursiva, a qual segundo os documentos que norteiam a educação brasileira é mais producente. Partindo do pressuposto de que o uso da pontuação é uma construção sócio histórica, pois envolve um conjunto de práticas sociais, buscamos as contribuições de Ferreiro (1996), Rocha (1997), Cardoso (2002), Dahlet (2006) e Ferrarezi (2018), a fim de apresentar o percurso histórico que o uso da pontuação percorreu até os dias atuais, como também apresentar as concepções de pontuação e a abordagem destas marcas realizadas na escola. No domínio discursivo acerca do trabalho com o gênero textual e sob a perspectiva do Interacionismo Sociodiscursivo, destacam-se as contribuições de Bronckart (2012), Dolz e Schnewuly (2004) e Marcuschi (2008). A fim de evidenciar as características do gênero fábula, contribuíram de forma significativa, Coelho (2000) e Bagno (2002). Sob a luz do referencial teórico abordado, adotamos como procedimento metodológico à pesquisa-ação, que nos deu suporte para desenvolvermos atividades em formato de sequência didática em uma turma de 9º ano do Ensino Fundamental II, situada na cidade de Lagarto-SE. Vislumbrando oferecer subsídios para uma nova prática de ensino-aprendizagem da pontuação em uma perspectiva enunciativa-discursiva, este trabalho apresenta em sua composição um caderno pedagógico constituído de atividades associadas ao gênero fábula que contribuem para a reflexão e o uso consciente desses sinais no texto escrito.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1625620 - JOSE RICARDO CARVALHO DA SILVA
Interno - 2883246 - DENSON ANDRE PEREIRA DA SILVA
Externo à Instituição - VÉRONIQUE BRAUN DAHLET

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16104-201f40f5e2