UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: SÉRGIO RICARDO GOMES DOS SANTOS MELO
10/06/2020 09:56


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SÉRGIO RICARDO GOMES DOS SANTOS MELO
DATA: 26/06/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: "A vida entre duas cidades: deslocamentos pendulares, trabalho e lugar"
PALAVRAS-CHAVES: Palavras chave: Deslocamentos pendulares; Fragmentação urbana; Trabalho; Lugar.
PÁGINAS: 277
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

Sob qualquer aspecto que se queira enxergar, a urbanização se eleva como uma forçainconteste em nossos dias. Esse fenômeno que se dá em escala planetária está articuladonuma relação de condicionamento recíproco com a globalização da economia e areestruturação produtiva. Dessa articulação, desdobram se consequências as maisdiversas em todos os planos da existên cia social. Entre os novos fenômenos sociais quebrotam da combinação desses processos estruturais, presenciamos uma mutação namobilidade populacional. Da mesma forma que há uma exploração econômicaterritorialmente mais espalhada, há também um redimensio namento da população peloterritório. As migrações clássicas entre o rural e o urbano e entre regiõessubdesenvolvidas do país e estados industriais se reconfiguram. Nesse cenário, osmovimentos pendulares começam a aparecer como uma modalidade de deslocam entourbano que ganha maior expressão a cada Censo demográfico. No mundocontemporâneo convulsionado pelas mutações na base material do capitalismo, homense mulheres precisam cada vez mais de ilhas de solidez, de lugares significados, derelações de perte ncimento. Com ênfase nos deslocamentos pendulares para trabalho,pretendo apreender a forma como os pendulares constroem seus espaços de segurança eestabilidade; e como respondem às pressões globalizantes enquanto constroem seuhabitar, o que significa a forma mesma de estar no mundo. Desta forma, procuro captaros significados de uma vida em pêndulo para trabalho a partir das experiências descritaspelos comutadores. Por isso, busco nas falas dos pendulares aspectos de seu cotidianoque me permitam expres sar essa forma de viver a realidade urbana, e em últimainstância o mundo, em tempos de intensa fragmentação do espaço urbano. Osdeslocamentos pendulares para trabalho estão inextricavelmente conectados à novadivisão territorial do trabalho, às novas est ratégias expansionistas da empresa global, àstransformações no espaço urbano patrocinadas pelo mercado imobiliário e à primazia docapital financeiro internacional. Mas todos esses processos de grande alcance desaguamna vida das pessoas, e essas devem en frentar ainda que irrefletidamente os desafios quese põem a sua frente. Assim, proponho me a compreender, sem perder de vista auniversalidade subjacente à problemática, como as pessoas encaram e leem essaexperiência, como operam cotidianamente nessa con juntura, quais recursos mobilizamno sentido de construir e preservar a estabilidade do seu mundo. Esta tese teve comoobjetivo apreender a relação entre trabalho, mobilidade urbana e lugar, no âmbitodaqueles que praticam a pendularidade para trabalho, en tre as cidades de Maceió eArapiraca. Para isso, foram considerados tanto fatores estruturais, quanto, a natureza dasexperiências individuais dos próprios pendulares. A pesquisa teve uma abordagemqualitativa quantitativa; uma pesquisa de tipo misto, com a coleta sequencial de dadosquantitativos e qualitativos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 3359639 - IVAN FONTES BARBOSA
Externo à Instituição - JOÃO BATISTA DE MENEZES BITTENCOURT
Presidente - 426602 - ROGERIO PROENCA DE SOUSA LEITE
Externo ao Programa - 3795365 - SIMONE DE ARAUJO PEREIRA
Interno - 854.038.738-72 - TANIA ELIAS MAGNO DA SILVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307