UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 30 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: ALEX DENJOY PRADO MARQUES
15/05/2020 17:29


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALEX DENJOY PRADO MARQUES
DATA: 26/05/2020
HORA: 14:30
LOCAL: Apresentação digital.
TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE REDES INTERORGANIZACIONAIS E ESTRATÉGIAS DE CRESCIMENTO: UM ESTUDO DE UMA REDE DE FARMÁCIAS EM SERGIPE
PALAVRAS-CHAVES: Redes de empresas. Redes interorganizacioanis. Estratégias de crescimento
PÁGINAS: 108
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
RESUMO:
O varejo farmacêutico no Brasil tem passado por mudanças importantes nos últimos anos. As grandes redes desse mercado tem tomado cada vez mais espaço dos pequenos empresários e das farmácias independentes. Apesar do setor apresentar excelentes taxas de crescimento, os pequenos empresários têm fechado suas lojas. Para isso novas estratégias e soluções precisam ser desenvolvidas por eles. O presente estudo teve por objetivo analisar as estratégias de crescimento, segundo a tipologia proposta por Groß (2003) adotadas pela Sergifar, uma rede de farmácias independentes no estado de Sergipe, com vistas a alinhá-las junto às farmácias independentes não associadas a nenhuma rede e aos seus membros já associados. Pelas condições de contorno do problema foi feito um estudo de caso único descritivo, de natureza qualitativa, com coleta de dados por meio de entrevistas e observações. A técnica de análise de dados escolhida foi a análise de conteúdo. Como objetivos, descreveu-se a rede e seu estágio de desenvolvimento por meio de sua trajetória (evolução ao longo do tempo) e de sua estrutura organizacional; identificou-se o perfil dos membros da Rede Sergifar; identificou-se o perfil de potenciais membros para a Rede Sergifar e as características ideais para fazerem parte da rede; descreveu-se as estratégias de crescimento utilizadas pela Sergifar com base no modelo de Groß (2003) nas dimensões rede e ambiente. A Rede Sergifar conta com 42 farmácias conveniadas, sendo a primeira e única rede de cooperação sergipana atuante no segmento de varejo farmacêutico. Foram entrevistados quatro membros da diretoria da rede, um gestor e dois associados à rede, em seis farmácias da rede. Essas entrevistas foram transcritas e o seu conteúdo analisado para melhor compreender o problema. Como resultado conseguiu-se elaborar a evolução da rede ao longo do tempo e as principais ações que a fizeram crescer. As estratégias básicas foram essenciais para o seu desenvolvimento e no sucesso de atrair novos associados. A penetração de mercado mostrou-se mais atrelada ao crescimento da rede em tamanho, por outro lado a eficiência esteve ligada ao desenvolvimento dos membros da rede. Os ganhos de eficiência sozinhos, não foram capazes de atrair novos associados, foram necessários outros ganhos. Mesmo com benefícios, foi descoberto que seriam necessárias outras ações para garantir a expansão da rede. Outro achado foi a fuga dos grandes centros urbanos para chegar a mercados diferentes frente às grandes redes. Além de testar os modelos encontrados na literatura e corrobora as características das redes organizacionais como estudo de caso, concluiu-se que as estratégias básicas da tipologia de Groß (2003) em conjunto com a redução das barreiras de entrada à rede e a contratação de pessoal específico para desenvolvimento foram ações crucial no crescimento e desenvolvimento da rede. As estratégias básicas trouxeram mais benefícios diretos para a rede, sendo a categoria mais importante, dentre as analisadas, durante os primeiros anos de desenvolvimento da rede.

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2026687 - LUDMILLA MEYER MONTENEGRO
Interno - 1654859 - MANUELA RAMOS DA SILVA
Externo à Instituição - RODRIGO CESAR REIS DE OLIVEIRA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12838-31cfbbda77