UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 26 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: AMANDA ALMEIDA SILVEIRA SOBRAL
27/02/2020 16:25


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AMANDA ALMEIDA SILVEIRA SOBRAL
DATA: 28/02/2020
HORA: 13:00
LOCAL: Miniauditório Campus da Saúde
TÍTULO: APLICABILIDADE CLÍNICA DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA MONITORIZAÇÃO DOS SINAIS VITAIS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
PALAVRAS-CHAVES: Tecnologia da Informação e Comunicação, Sinais Vitais, TIC em Saúde
PÁGINAS: 58
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
SUBÁREA: Enfermagem Médico-Cirúrgica
RESUMO:

A sociedade, as instituições e os profissionais de saúde precisam reconhecer a necessidade do uso da tecnologia na área de saúde e seus potenciais benefícios, ao contribuir para a melhoria da comunicação, favorecer o acesso à informação e permitir progressos na qualidade da assistência prestada. Por meio desta pesquisa, objetivou-se conhecer a aplicabilidade clínica das tecnologias de informação e comunicação na monitorização de sinais vitais em seres humanos. Trata-se de uma revisão sistemática da literatura, desenvolvida em sete etapas: construção do protocolo, definição da questão de pesquisa estruturada no formato do acrônimo PICO, busca dos estudos, seleção dos estudos, avaliação crítica dos estudos, coleta de dados, e, síntese dos dados. A busca foi realizada nas seguintes bases de dados: MEDLINE, Lilacs PubMed, SCOPUS e CINAHL. Esta revisão resultou em 34 estudos, as pesquisas foram publicadas entre os anos de 1998 e 2018, com aumento do número de publicações a partir de 2010. Os estudos selecionados foram agrupados em seis categorias, a saber: monitoramento durante o transporte, monitoramento cardiovascular e/ou respiratório, monitoramento durante o sono, monitoramento do estado clínico geral, monitoramento para detecção de queda ou desmaio, monitoramento de populações específicas. Identificou-se uma ampla aplicabilidade clínica das tecnologias de informação e comunicação na monitorização dos sinais vitais. Dentre os estudos analisados, observou-se, como destaque, o uso desses sistemas para pacientes com doenças crônicas, população residente em áreas remotas onde os serviços de saúde são menos acessíveis, e, uma ênfase para população idosa, pois esta é uma parcela da população que está crescente em muitos lugares do mundo. Conclui-se que a utilização das tecnologias de informação e comunicação na monitorização de sinais vitais é aplicada para diversos grupos de pacientes, em múltiplos ambientes e sob variadas condições. No entanto, observou-se que esta prática, na maioria dos estudos, ocorre de forma experimental. E, embora evidenciada a potencialidade dessas tecnologias em diversos cenários do cuidado, são necessários estudos adicionais de alto rigor metodológico que avaliem sua eficácia, acurácia e custo-efetividade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 6426549 - ANA CRISTINA FREIRE ABUD
Interno - 2102691 - CRISTIANE FRANCA LISBOA GOIS
Externo ao Programa - 1241436 - JOSEILZE SANTOS DE ANDRADE
Externo ao Programa - 426392 - WILMA RESENDE LIMA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5