UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 16 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA CLAUDIA GALVAO XAVIER
14/02/2020 08:57


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA CLAUDIA GALVAO XAVIER
DATA: 18/02/2020
HORA: 09:30
LOCAL: Sala Multiuso do PPGPI
TÍTULO: USO DE TERRAS RARAS: UM ESTUDO PROSPECTIVO SOBRE OS ÍMÃS PERMANENTES
PALAVRAS-CHAVES: Terras raras; Ímãs permanentes; Prospecção tecnológica
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

As Terras Raras, ou Elementos de Terras Raras, nas últimas décadas,assumiram importância no mercado mundial de commodities, diante de serem cada vez mais empregadas na fabricação de produtos com alto valor tecnológico e equipamentos associados às tecnologias limpas, como: células fotovoltaicas, turbinas eólicas e motores elétricos.Sua relevância deve-se tanto pelo crescimento do nível de industrialização dos países, quanto pelo aumento populacional, e por serem vitais nas áreas de: produção de energia, comunicações, indústria aeroespacial, medicina, aplicações de defesa e produção de combustíveis fósseis. Atrás apenas da China, o Brasil desponta, no cenário mundial, como o segundo maior possuidor de reservas lavráveis de terras raras. E, colocou,em pauta, o apoio às políticas públicas de incentivo à pesquisa e inovação e às cadeias produtivas estratégicas para que o país, não só exporte as terras raras, mas que agregue valor em produtos e equipamentos que as empregam, como o caso da produção dos ímãs permanentes, utilizados em turbinas eólicas e motores elétricos para veículos híbridos e elétricos.Assim, as terras raras são insumos primordiais para o desenvolvimento e competitividade da indústria de produtos de alto valor tecnológico e por contribuírem para a produção e o uso de energiasrenováveis. Diante disto, este projeto de pesquisa tem como objetivo verificar a produção tecnológicarelacionada à temática de produção de ímãs permanentes,à base de terras raras, com ligas magnéticas de neodímio-praseodímio-ferro-boro - (Nd-Pr)-Fe-B, que geram os ímãs de maior densidade de fluxo magnético, através do uso de Técnicas de Prospecção Tecnológica em banco de dados ou bases de patentes do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) do Brasil, do Escritório Europeu de Patentes (EPO), utilizando a ferramenta online Espacenet, e do Instituto de Marcas e Patentes dos Estados Unidos (USPTO). Logo, espera-se que o estudo da produção tecnológica se torna significativo por sinalizar oportunidades de gerar conhecimento para decisões nas políticas públicas de fomento às cadeias produtivas de terras raras e incentivar o desenvolvimento de pesquisas tecnológicas em ímãs permanentes de terras raras, que venham tornar o Brasil um player no segmento.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 469.525.940-00 - JONAS PEDRO FABRIS
Externo à Instituição - JOSE AUGUSTO ANDRADE FILHO
Interno - 380.837.950-20 - SUZANA LEITAO RUSSO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16078-e509258a73