UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 08 de Dezembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: PAULO VICTOR VIEIRA CUNHA
06/02/2020 15:49


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PAULO VICTOR VIEIRA CUNHA
DATA: 19/02/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de seminários -PEQ
TÍTULO: Formas de Solução de Equação Diferencial Parcial Aplicada em Adsorção de Sulfametoxazol em Sistemas Aquosos
PALAVRAS-CHAVES: Adsorção, Modelagem, Cinética, Equilíbrio, Sulfametoxazol.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Processos Industriais de Engenharia Química
ESPECIALIDADE: Processos Orgânicos
RESUMO:

O presente trabalho propõe e utiliza formas de solução para resolver as equações diferenciais que representam o modelo de adsorção de sulfametoxazol de solução aquosa. O modelo utilizado considera a difusão dentro da partícula e a resistência à transferência de massa na camada limite. Assim, com a compatibilização da solução da equação diferencial parcial foi possível estabelecer equações para o equilíbrio de adsorção e quantidade adsorvida na superfície da partícula. Foram determinadas equações que representam os perfis transientes da concentração no líquido e superfície da partícula, destacando a obtenção de equações para o tempo de saturação da superfície da partícula e a concentração do sulfametoxazol no tempo de saturação. Foram estimados dois parâmetros, que relaciona o raio da partícula com a razão dos coeficientes de transferência de massa, e , um parâmetro inverso ao tempo. A partir das relações de cinética e de equilíbrio desenvolvidas foi possível determinar o coeficiente de transferência de massa externo, , e o coeficiente de difusão, , do sulfametoxazol, que apresentaram respectivamente os seguintes valores 6,08x10-7 m min-1 e 1,68x10-12 m² min-1. Sendo verificado que a difusão nos poros da partícula é a etapa controladora do processo de remoção de sulfametoxazol de solução aquosa. Com isso, ficam estabelecidas equações relativamente simples para o estudo do processo de adsorção do sulfametoxazol e sem que haja perda na descrição dos fenômenos envolvidos.

PALAVRAS-CHAVE: Adsorção, Sulfametoxazol, Modelagem, Cinética, Equilíbrio.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 6426189 - ANTONIO SANTOS SILVA
Interno - 2462308 - EDILSON DE JESUS SANTOS
Interno - 1715065 - ROGERIO LUZ PAGANO
Externo ao Programa - 1996864 - JOSE DA PAIXAO LOPES DOS SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18160-36a7f68df5