UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 23 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RAIMUNDO SATURNINO PEREIRA
21/01/2020 11:49


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAIMUNDO SATURNINO PEREIRA
DATA: 17/02/2020
HORA: 16:00
LOCAL: Centro de Pesquisas Biomédicas/HU sala 27
TÍTULO: Causas de suspensão de cirurgias no Hospital Universitário de Sergipe: um olhar sobre o absenteísmo dos pacientes.
PALAVRAS-CHAVES: Cirurgia geral, Suspensão de Cirurgias, Absenteísmo, Centro Cirúrgico.
PÁGINAS: 63
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

Introdução: A análise dos fatores determinantes da suspensão de cirurgias eletivas e das faltas dos usuários aos serviços é considerada estratégica para melhorar a gestão dos serviços públicos de saúde, visto que essa oportunidade perdida de oferecer assistência a um paciente que foi preparado para a cirurgia gera desperdícios de recursos de toda ordem. Por esses motivos, a suspensão de cirurgias eletivas tem despertado interesse dos gestores da saúde nas últimas décadas, pois a sua análise, permite avaliar o grau de organização e qualidade do serviço de saúde, bem como o funcionamento integrado de vários setores do hospital. Objetivo: Identificar o percentual de suspensão de cirurgias com suas principais causas, analisando mais amiúde, os motivos do não comparecimento dos pacientes às cirurgias programadas. Método: Estudo descritivo, analítico, exploratório, retrospectivo, quantitativo, realizado mediante análise dos registros de marcação e de suspensão de cirurgias entre janeiro /2018 a maio/2019 no Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe, além da aplicação de um questionário, via telefônica, a 120 pacientes que faltaram ao procedimento na data programada. Resultados e Discussão: No recorte temporal analisado foram agendadas 9.500 cirurgias, sendo suspensas 1.393 (14,7%), sendo que destas, 343 foram devidas ao absenteísmo dos pacientes no dia da cirurgia (24,6%), 346 devido a condições clínicas desfavoráveis (24,8%) e em 704 casos por causas ligadas à instituição (50,6%). Do grupo do não comparecimento, foram entrevistados 120 pacientes, sendo que 15 não informaram a causa dos mesmos (12,5%), 57 referiram causas pessoais (47,5%) e 48 referiram motivos que foram relacionados à instituição (40%). Conclusão: A suspensão de cirurgias e o absenteísmo dos pacientes no HU/UFS/EBSERH, têm índices elevados, mas em consonância com a média encontrada para os hospitais públicos, chamando a atenção para que a grande maioria dessas causas está relacionada a fatores internos da instituição, o que corrobora a estimativa da literatura de que 60% desses determinantes seriam evitáveis, e o que revela que existem oportunidades de melhoria dos processos capazes de diminuir essas ocorrências.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 154.064.405-78 - CARLOS ANSELMO LIMA
Interno - 1695058 - MARCO ANTONIO PRADO NUNES
Externo à Instituição - MARCOS ANTONIO COSTA DE ALBUQUERQUE

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5