UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 18 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: MARCELO ALMEIDA DOS REIS
20/01/2020 09:00


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCELO ALMEIDA DOS REIS
DATA: 30/01/2020
HORA: 15:30
LOCAL: NIPPEC
TÍTULO: “O JOGO DO CLOZE”: O ENSINO DA LEITURA, COM BASE EM ESTUDOS COGNITIVOS E METACOGNITIVOS
PALAVRAS-CHAVES: Técnica do cloze. Estratégias metacognitivas. Ensino da leitura.
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
SUBÁREA: Língua Portuguesa
RESUMO:

O presente trabalho tem como objetivo abordar, numa perspectiva (meta)cognitiva, o ensinoda leitura e sua automonitoração através da técnica do Cloze, avaliando o desempenho dealunos do 7º ano antes e depois da realização de oficinas de leitura de orientação de basecognitiva e dos avanços da neurociência. Como fundamentos teórico-metodológicos,adotamos os aportes da neurociência para a leitura e os das ciências cognitivas, segundo asquais, entende-se que o processamento da leitura implica ler com compreensão. Neste sentido,uma das características fundamentais do processo da leitura é a capacidade que o leitor possuide avaliar (cognitivamente) a qualidade da própria compreensão. “O leitor deve saber quandoestá entendendo bem um texto, quando a compreensão está sendo parcial ou quando o textonão faz sentido” (Leffa, 1996, p. 45). Assim, o comportamento metacognitivo deve tambémfirmar-se na reflexão do leitor, “não [somente] sobre o conteúdo do texto, mas sobre o próprioprocesso de compreensão” (Idem, p. 64). O Corpus selecionado para análise é a performanceda leitura dos alunos em uma turma de 7º ano do Ensino Fundamental do Colégio EstadualAlmirante Barroso, situado em Muribeca, Sergipe. A metodologia empregada será um estudode caso por se tratar de um de uma análise de uma situação particular e de seus dados. Nossaquestão norteadora é a de que os alunos que usam estratégias metacognitivas de leiturademonstram melhor compreensão textual. Por isso, o ensino de Língua Portuguesa deveenfatizar a importância de se trabalhar a autoavaliação da compreensão leitora, visando àampliação do vocabulário mental, da expressividade e da automatização da leitura,impulsionando os(as) alunos(as) à autonomia e à proficiência no uso da língua, com base naspesquisas que conectam neurociência e leitura.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2766893 - MARILEIA SILVA DOS REIS
Interno - 2883246 - DENSON ANDRE PEREIRA DA SILVA
Externo à Instituição - CLAUDIA MARTINS MOREIRA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e