UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARTHA DEBORA LIRA TENORIO TEIXEIRA
10/01/2020 09:23


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARTHA DEBORA LIRA TENORIO TEIXEIRA
DATA: 20/01/2020
HORA: 08:30
LOCAL: Centro de Pesquisas Biomédicas/HU sala 27
TÍTULO: ASSOCIAÇÃO ENTRE ATOPIA E HANSENÍASE
PALAVRAS-CHAVES: Alergia e Imunologia. Asma. Dermatite Atópica. Hanseníase. Rinite Alérgica.
PÁGINAS: 47
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

Hanseníase é doença infectocontagiosa, de evolução crônica, causada pelo Mycobacterium leprae, caracterizada principalmente por manifestações na pele e nos nervos periféricos. A doença representa importante problema de saúde pública. O M. leprae é pouco patogênico, causando doença em uma minoria de indivíduos infectados, sendo possível que fatores ambientais ou individuais sejam determinantes da evolução da infecção para doença. A apresentação clínica da hanseníase está relacionada aos diferentes perfis de resposta imunológica apresentado pelo paciente, sendo a proteção e as formas clínicas menos graves da hanseníase dependentes das respostas Th1 e Th17. Atopia é uma desordem imunológica, de caráter hereditário, onde o indivíduo apresenta predisposição para resposta predominantemente Th2 e produção de anticorpos IgE em resposta a pequenas quantidades de proteínas ambientais. As doenças atópicas são: rinite alérgica, asma e dermatite atópica. Existe uma regulação negativa entre as respostas Th1 e Th2. Desta forma, é possível que a atopia, na qual o indivíduo tem uma resposta Th2 exacerbada, exerça algum efeito inibidor da resposta imune a agentes infecciosos por agentes intracelulares. Poucos trabalhos relacionam atopia e hanseníase. Nossa hipótese é que há uma associação entre atopia e hanseníase por um aumento da predisposição de pacientes com atopia à hanseníase e às formas multibacilares. O objetivo principal deste estudo foi verificar a associação entre atopia e hanseníase. A população do estudo foi composta por pacientes atendidos em dois ambulatórios referências em Sergipe/Brasil para o atendimento de Hanseníase e contactantes destes pacientes. Foi aplicado um questionário investigativo para coleta de dados clínicos e epidemiológicos dos pacientes, que contem dados sociodemográficos, sobre a hanseníase e o questionário ISAAC. O diagnóstico das doenças atópicas foi confirmado através do resultado do questionário ISAAC. Neste estudo foi encontrado associação entre atopia e hanseníase, tendo como resultado principal a maior frequência de hanseníase em pacientes com atopia grave infectados pelo M. leprae. O resultado do nosso estudo deve despertar nos médicos a investigação de hanseníase nos pacientes atópicos graves com epidemiologia positiva. Este conhecimento contribui para o diagnóstico e tratamento precoces destes pacientes, além de um maior entendimento da patogênese destas doenças e das interações entre elas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FABRICIA ALVISI OLIVEIRA DE MENDONCA
Externo ao Programa - 1618424 - PEDRO DANTAS OLIVEIRA
Interno - 1496951 - SILVIA DE MAGALHAES SIMOES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307