UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 13 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: IRIS CONCEICAO SAMPAIO SANTOS
13/12/2019 11:24


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IRIS CONCEICAO SAMPAIO SANTOS
DATA: 19/12/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Laboratório de Flavor
TÍTULO: COMPOSTOS FENÓLICOS PRESENTES NA INFUSÃO DE FIBRA DA CASCA DE COCO VERDE (Cocos Nucifera Linn.) E EFEITO ANTI DIARREICO EM MODELO ANIMAL
PALAVRAS-CHAVES: Cocos nucifera, diarreia, compostos fenólicos
PÁGINAS: 32
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
RESUMO:

Consideradas rejeito do processamento do coco verde (Cocos nucífera), as cascas podem ter fins que tragam soluções positivas para o impacto ambiental, como a exemplo, medicinais. No Brasil o chá da fibra de casca do coco verde tem seu uso popular para o tratamento de diarreia, várias plantas medicinais com efeitos antidiarreicos tem sido utilizadas de forma popular. O uso de plantas na medicina popular pode dar subsídio a novas áreas de pesquisa, produtos vegetais naturais possuem maior disponibilidade e menor custo para prevenção e tratamento de doenças. A função antidiarreica foi verificada em plantas que possuem taninos, alcaloides, saponinas, flavonoides, açúcares redutores, terpenoides, por possuir vários efeitos farmacológicos, taninos e flavonoides tem sua atividade antidiarreica ligada à ação antimicrobiana e antissecretora A diarreia é considerada um grande problema de saúde no mundo, especialmente entre crianças, resultando em desnutrição e anemia. Devido falta de conhecimento suficiente sobre prováveis benefícios antidiarreicos da fibra da casca do coco verde, identificar uma nova e econômica terapia para o tratamento da diarreia possibilita não somente o uso dos resíduos do coco, como também diminuição do impacto ambiental, fornecendo também base científica para o uso popular do chá. Portanto, o estudo tem como objetivo determinar a presença de compostos fenólicos no chá da fibra da casca do coco verde (Cocos nucifera) e avaliar que será realizada por cromatografia líquida, e também a avaliação da atividade antidiarreica do chá em camundongos, em ensaios de diarreia induzida por óleo de mamona.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1683778 - ELMA REGINA SILVA DE ANDRADE WARTHA
Interno - 1548928 - PATRICIA BELTRAO LESSA CONSTANT
Externo ao Programa - 3152515 - AYANE DE SÁ RESENDE

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15368-99f189d34b