UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 16 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUCAS FRANCELINO DE ARAÚJO
13/11/2019 08:52


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCAS FRANCELINO DE ARAÚJO
DATA: 21/11/2019
HORA: 10:30
LOCAL: DTA - Auditorio
TÍTULO: EXTRAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DA MEMBRANA DA CASCA DE OVOS PARA FUTURA APLICAÇÃO NA INDÚSTRIA
PALAVRAS-CHAVES: MEMBRANA DO OVO;PROTEÍNAS;COLÁGENO;EXTRAÇÃO
PÁGINAS: 27
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Tecnologia de Alimentos
ESPECIALIDADE: Tecnologia de Produtos de Origem Animal
RESUMO:

Atualmente faz-se uma maior necessidade transformar resíduos em matéria-prima devido à grande quantidade de resíduos produzidos todos os dias. O ovo, um dos alimentos mais completos da dieta humana, apresenta uma composição rica em vitaminas, minerais, ácidos graxos e proteínas de excelente valor biológico. Por outro lado, o consumo de ovo galináceo gera enorme volume de resíduo de casca, visto que o ovo é um material largamente utilizado na indústria alimentícia e nas residências da população. A membrana da casca é formada por glicoproteínas, constituídas de colágenos tipo I, V e X, úteis na produção de cosméticos e diferentes produtos alimentícios. À medida que envelhecemos, a produção de colágeno natural começa a diminuir, então a pele fica flácida, as rugas começam a aparecer e a cartilagem das articulações se enfraquece. Diante do exposto este trabalho visa caracterizar e quantificar a membrana da casca de ovos comerciais e de ovos de galinha caipira (capoeira) afim de estabelecer o melhor método de extração, o melhor pré-tratamento e identificar a membrana do ovo mais rica em colágeno bem como a mais viável para futura aplicação na indústria. Serão realizadas análises físico-químicas de rendimento, umidade, cinzas, pH, cor, proteína bruta, hidroxiprolina, prolina e microscopia. As análises serão realizadas em triplicata e será realizado o teste de Tukey ao nível de 5% de significância. O presente estudo deve evidenciar uma nova fonte de colágeno acessível e popular. Espera-se que a identificação da melhor membrana auxilie o desenvolvimento de novos produtos na indústria, seja ela alimentícia ou farmacêutica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2481282 - ALESSANDRA ALMEIDA CASTRO PAGANI
Externo ao Programa - 2573323 - ANA KARLA DE SOUZA ABUD
Externo ao Programa - 1699638 - TATIANA PACHECO NUNES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15368-99f189d34b