UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 18 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JÉSSIKA ANDREZA OLIVEIRA PINTO
07/11/2019 15:34


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JÉSSIKA ANDREZA OLIVEIRA PINTO
DATA: 02/12/2019
HORA: 14:00
LOCAL: SALA 2 - PPGAGRI
TÍTULO: CONSERVAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E ATIVIDADES BIOLÓGICAS DE Eplingiella fruticosa (Salzm. Ex Benth.) Harley & J.F.B. Pastore.
PALAVRAS-CHAVES: Diversidade genética, planta medicinal nativa, conservação de germoplasma, BAG.
PÁGINAS: 99
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Eplingiella fruticosa é uma planta aromática da família Lamiaceae conhecida como “alecrim-de-vaqueiro”. Seu
uso popular tem despertado interesse da comunidade científica quanto as possíveis propriedades
farmacológicas envolvidas, e os efeitos antinociceptivo, anti-inflamatório, vasodilatador, larvicida e inseticida, já
foram atribuídos ao seu óleo essencial e extratos. No Brasil, a espécie é encontrada na região Nordeste, com
ocorrência em solos arenosos de caatingas, tabuleiros e restingas, nos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco,
Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. A conservação e caracterização são atividades necessárias por manter
as informações dos Bancos Ativos de Germoplasma (BAG) atualizadas e disponíveis para os mais diversos
usos. Diferentes métodos são utilizados na caracterização de recursos genéticos, entre eles estão as avaliações
das características química e genética. A análise química de espécies de plantas medicinais é necessária para
selecionar germoplasmas com o objetivo de identificar compostos de interesse para o desenvolvimento de
bioprodutos. Várias técnicas baseadas em marcadores são acessíveis para a identificação e caracterização da
variação genética em germoplasma. A genotipagem por sequenciamento (GBS) é utilizada para construir mapas
genéticos sem a necessidade de um genoma de referência, podendo ser aplicada a várias abordagens como em
estudos de melhoramento genético de plantas, incluindo mapas de ligação, estudos de associação, seleção
genômica e diversidade genômica. As plantas podem fornecer uma enorme variedade de compostos complexos
e estruturalmente diversos. Recentemente, muitos pesquisadores se concentraram na investigação desses
compostos em extratos vegetais e óleos essenciais, ou nos próprios metabólitos secundários puros. O câncer é
um grupo de doenças graves onde ocorre a dissiminação e crescimento descontrolado das células, associados
à desrregulação da apoptose, morte celular programada, podendo levar à morte do indivíduo. Atualmente a
atividade anticâncer de vários compostos naturais derivados de plantas tem sido testada. Outro problema para
saúde humana é a produção de radicais livres, espécies reativas do oxigênio (ERO’s), que ocorre no
metabolismo normal de todos os organismos. No entanto, a produção excessiva de ERO’s pode levar a uma
condição de estresse oxidativo, e a progressão desse estresse, por sua vez, causa várias doenças
degenerativas. Compostos antioxidantes tem a capacidade de previnir os danos causados por essa oxidação, e
principios ativos antioxidantes podem ser encontrados em altas concentrações em plantas.
O objetivo geral é realizar a ampliação, caracterização morfológica, agronômica, química e genética do Banco
Ativo de Germoplasma (BAG) de Plantas Medicinais e Aromáticas da Universidade Federal de Sergipe (UFS), e
avaliar a atividade antitumoral e antioxidante de extratos e óleos essenciais de E. fruticosa.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2241349 - ARIE FITZGERALD BLANK
Interno - 052.892.806-69 - DANIELA APARECIDA DE CASTRO NIZIO
Externo à Instituição - ITAMARA BOMFIM GOIS
Presidente - 2307480 - MARIA DE FATIMA ARRIGONI BLANK

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e